Contributo da Psicologia Positiva
para o Indivíduo com Doença Crónica

Comunicação apresentada no X Congresso Nacional, da...
Psicologia “mainstream”

Psicologia

Positiva

Potencial
fraquezas
Recursos

disfunções
traumas

Forças

deficits
patologi...
A Psicologia Positiva visa:
Investigar
o melhor
das
pessoas,
a prevenção
das
desordens
emocionais

tornar as
pessoas
mais
...
Psicologia “mainstream”

DSM 5
Dicionário de
Saúde Mental
Manual diagnóstico e estatístico
das Perturbações Mentais

Psico...
As 6 virtudes e as 24 forças de carácter
www.viacharacter.org
Sabedoria

Coragem

Temperança

Transcendência

Humanidade

...
Doença crónica
Diferentes visões, novas abordagens
+8

-2
-8

Psicologia
“mainstream”
O que não
funciona?

+2

Psicologia
...
• Emoções positivas
• Comprometimento,
interesse
• Relações positivas
• Sentido e propósito
de vida

Sentir-se bem e Funci...
Decidi ser feliz porque é bom para a saúde
(Voltaire)

Por que é importante o Bem Estar Subjectivo?
sociabilidade
longevid...
Bem Estar Subjectivo

• Optimismo
• Extroversão
• Conexões sociais, i.e.
•
amigos chegados
• Ser casado
•
• Ter um trabalh...
A BOA NOTÍCIA
O que é que determina o
bem estar subjectivo?

Circunstâncias
Valor de referência
Actividade intencional

Po...
Não há bem estar sem acção
Definir uma
estratégia
adequada

Manter este novo
hábito

Comprometer-se

Motivar-se

Esforçar-...
Saborear as alegrias da vida
Alimentar as relações sociais
Expressar gratidão
Cultivar o optimismo

Estratégias que funcio...
Gratidão

É ESTAR CIENTE DAS BOAS COISAS QUE ACONTECEM NA NOSSA VIDA

É TER O HÁBITO DE AGRADECER ÀS PESSOAS E À VIDA.
VIA...
Gratidão
Com o emergir da Psicologia Positiva, a gratidão
passou a ser alvo do interesse e de investigação
científica. (Mc...
Incrementar a Gratidão
• Identificar os acontecimentos positivos que ocorrem no
nosso dia-a-dia, por mais pequenos
que sej...
Exercitar a Gratidão
• Manter um DIÁRIO DE GRATIDÃO onde registamos os
três acontecimentos positivos no nosso dia, semana ...
Exercitar a Gratidão
• Escrever uma CARTA DE GRATIDÃO

Park et al., 2005; Seligman, Rashid & Parks, 2006; Seligman, 2008
Exercitar a Gratidão
• Fazer a “RESPIRAÇÃO DE AGRADECIMENTO” pelo
menos três vezes por semana.

Luskin (2002, cit. in Emmo...
11 de JANEIRO
Cultivar o otimismo
Cultivar o otimismo
Fixarmo-nos em aspetos
positivos e considerar as
opções que dispomos

Podemos fixar-nos no que
está ma...
O otimismo pode ser aprendido?

SIM!
40%
Circunstâncias
Valor de referência
Actividade intencional

(Lyubomirsky, Sonja – ...
Cultivar o otimismo

Emoções positivas
Pensamentos positivos
Comportamentos positivos

Atividade
Positiva

Incrementar
Bem...
Cultivar o otimismo
• Emoções positivas sabem bem e fazem bem

• Ajudam a recuperar da adversidade
• Otimistas sofrem meno...
Cultivar o Otimismo
Cultivar o otimismo
Várias estratégias:
• Contestar o pensamento negativo
• Rácio da Positividade 3:1
• Vontade de pensar ...
COMO?
• Contestar o pensamento negativo

Programa de Resiliência Penn:
Ensina o pensamento não negativo – Baralho da negat...
COMO?
Registar os pensamentos negativos em cartões.
Baralham-se os cartões.
Retira-se um cartão com um PN.
Ler em voz alta...
COMO?
O rácio da positividade:

Barbara L. Fredrickson

3:1 Emoções positivas
1:1 Emoção negativa

Cada experiência negati...
COMO?
• Passado - Presente - Futuro
Procurar um momento passado de positividade
Ontem
Semana passada
Ano anterior

Criar i...
COMO?
• Vontade de pensar e agir diferente
Concentração nos nossos pontos
fortes
Como podemos dedicar maior % das
nossas e...
Nota final!
• Emoções positivas
• Comprometimento, i
nteresse
• Relações positivas
• Sentido e propósito
de vida

• Pratic...
AGRADECEMOS
A VOSSA
ATENÇÃO

Helena Cardoso, Maria do Rosário Torres e Rosa Lima
(Terapeutas e Mestrandas - Executive Mast...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Contributo da Psicologia Positiva para o Indivíduo com Doença Crónica - X Congresso Nacional :: 7 Dezembro 2013

1.918 visualizações

Publicada em

Contributo da Psicologia Positiva para o Indivíduo com Doença Crónica
Drª Helena Cardoso
Drª Maria do Rosário Torres
Drª Rosa Lima
(Terapeutas e Mestrandas - Executive Master em Psicologia Positiva Aplicada – EMAPP, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas)


X Congresso Nacional da SPEM
7 Dezembro 2013
Auditório da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.918
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 10 % circunstâncias50% valor de referência40% actividadeintencional
  • Contributo da Psicologia Positiva para o Indivíduo com Doença Crónica - X Congresso Nacional :: 7 Dezembro 2013

    1. 1. Contributo da Psicologia Positiva para o Indivíduo com Doença Crónica Comunicação apresentada no X Congresso Nacional, da SPEM a 7 Dezembro de 2013: “Tratar a Esclerose Múltipla – que caminhos? Helena Cardoso, Maria do Rosário Torres e Rosa Lima (Terapeutas e Mestrandas - Executive Master em Psicologia Positiva Aplicada – EMAPP, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas)
    2. 2. Psicologia “mainstream” Psicologia Positiva Potencial fraquezas Recursos disfunções traumas Forças deficits patologias
    3. 3. A Psicologia Positiva visa: Investigar o melhor das pessoas, a prevenção das desordens emocionais tornar as pessoas mais saudáveis fortalecer as pessoas “normais”, tornando-as mais produtivas contribuir para o desenvolvi mento do seu potencial Investigar as pessoas no seu melhor
    4. 4. Psicologia “mainstream” DSM 5 Dicionário de Saúde Mental Manual diagnóstico e estatístico das Perturbações Mentais Psicologia Positiva CSV - Character, Strengths and Virtues Manual de classificações das forças de carácter e das virtudes Peterson & Seligman (2004) American Psychiatric Association www.viacharacter.org
    5. 5. As 6 virtudes e as 24 forças de carácter www.viacharacter.org Sabedoria Coragem Temperança Transcendência Humanidade Justiça Amor ao saber Coragem Perdão Apreciar a beleza Amor Cidadania Curiosidade Perseverança Modéstia Gratidão Bondade Equidade Mente aberta Integridade Autoregulação Esperança Inteligência social Liderança Perspectiva Entusiasmo Prudência Humor Forças emocionais que envolvem a determinação de encarar propósitos e objectivos, apesar de oposições e obstáculos Forças que nos protegem dos excessos Espiritualidade Forças pessoais que envolvem os relacionamentos humanos Forças cívicas que garantem uma vida saudável em comunidade Criatividade Qualidades cognitivas que envolvem a aquisição e uso do conhecimento Forças pessoais que nos conectam com a amplitude do universo e dão sentido à nossa vida
    6. 6. Doença crónica Diferentes visões, novas abordagens +8 -2 -8 Psicologia “mainstream” O que não funciona? +2 Psicologia Positiva O que funciona apesar das dificuldades? Desenvolvimento de estratégias para melhoria do bem-estar subjectivo
    7. 7. • Emoções positivas • Comprometimento, interesse • Relações positivas • Sentido e propósito de vida Sentir-se bem e Funcionar bem
    8. 8. Decidi ser feliz porque é bom para a saúde (Voltaire) Por que é importante o Bem Estar Subjectivo? sociabilidade longevidade criatividade saúde Bem Estar Subjectivo (SWB) = Felicidade = Positividade = Florescimento
    9. 9. Bem Estar Subjectivo • Optimismo • Extroversão • Conexões sociais, i.e. • amigos chegados • Ser casado • • Ter um trabalho envolvente • Religião ou espiritualidade • Tempos livres • Dormir bem e exercitar-se • Saúde subjectiva Não correlacionado com o Bem Estar Subjectivo Pouco correlacionado com o Bem Estar Subjectivo Correlacionado com o Tem correlação com o BES? Dinheiro Saúde objectiva • Atracção física • Género • Nível de habilitações • Filhos • Clima In Ilona Boniwell , Positive Psychology in a Nutshell - The Science of Happiness, McGraw-Hill
    10. 10. A BOA NOTÍCIA O que é que determina o bem estar subjectivo? Circunstâncias Valor de referência Actividade intencional Podemos AUMENTAR o nosso valor de referência natural 40%
    11. 11. Não há bem estar sem acção Definir uma estratégia adequada Manter este novo hábito Comprometer-se Motivar-se Esforçar-se
    12. 12. Saborear as alegrias da vida Alimentar as relações sociais Expressar gratidão Cultivar o optimismo Estratégias que funcionam Viver com significado e propósito Fortalecer a resiliência Aprender a perdoar Usar as forças de assinatura Evitar a ruminação e meditar Comprometer-se com os seus objectivos Practicar actos de simpatia e generosidade
    13. 13. Gratidão É ESTAR CIENTE DAS BOAS COISAS QUE ACONTECEM NA NOSSA VIDA É TER O HÁBITO DE AGRADECER ÀS PESSOAS E À VIDA. VIA* Institute on Character (www.viacharacter.org) - Martin Seligman, PhD e Christopher Peterson, PhD
    14. 14. Gratidão Com o emergir da Psicologia Positiva, a gratidão passou a ser alvo do interesse e de investigação científica. (McCullough, et al. 2001) As pessoas que manifestam ou praticam a gratidão, vivem mais anos e sentem-se melhor. (Robert A. Emmons,PhD) O bem-estar subjetivo ou felicidade precisa ser cultivado e desenvolvido continuamente. (Robert A. Emmons,PhD)
    15. 15. Incrementar a Gratidão • Identificar os acontecimentos positivos que ocorrem no nosso dia-a-dia, por mais pequenos que sejam. • Pensar nas pessoas que nos transmitem sentimentos positivos. •Agradecer, adicionando um toque extra: Em situações que apenas dizemos obrigado, refletir e descrever melhor o que de bom reconhecemos.
    16. 16. Exercitar a Gratidão • Manter um DIÁRIO DE GRATIDÃO onde registamos os três acontecimentos positivos no nosso dia, semana ou mês e lê-los regularmente. Emmons, 2009
    17. 17. Exercitar a Gratidão • Escrever uma CARTA DE GRATIDÃO Park et al., 2005; Seligman, Rashid & Parks, 2006; Seligman, 2008
    18. 18. Exercitar a Gratidão • Fazer a “RESPIRAÇÃO DE AGRADECIMENTO” pelo menos três vezes por semana. Luskin (2002, cit. in Emmons, 2009
    19. 19. 11 de JANEIRO
    20. 20. Cultivar o otimismo
    21. 21. Cultivar o otimismo Fixarmo-nos em aspetos positivos e considerar as opções que dispomos Podemos fixar-nos no que está mal e como consequência ficarmos paralisados A questão é : Recordar que podemos escolher, decidir Qualquer situação na vida tem sempre uma parte positiva e uma negativa
    22. 22. O otimismo pode ser aprendido? SIM! 40% Circunstâncias Valor de referência Actividade intencional (Lyubomirsky, Sonja – SWB, 2008
    23. 23. Cultivar o otimismo Emoções positivas Pensamentos positivos Comportamentos positivos Atividade Positiva Incrementar Bem estar
    24. 24. Cultivar o otimismo • Emoções positivas sabem bem e fazem bem • Ajudam a recuperar da adversidade • Otimistas sofrem menos de ansiedade e de depressão • Otimistas são capazes de aprender com as situações negativas Fredrickson, B.L, 2010
    25. 25. Cultivar o Otimismo
    26. 26. Cultivar o otimismo Várias estratégias: • Contestar o pensamento negativo • Rácio da Positividade 3:1 • Vontade de pensar e agir diferente • Passado – Presente - Futuro Fredrickson, B.L2010
    27. 27. COMO? • Contestar o pensamento negativo Programa de Resiliência Penn: Ensina o pensamento não negativo – Baralho da negatividade. O Objetivo é tornarmo-nos tão rápidos na contestação como somos no crescente dos pensamentos negativos. http://www.authentichappiness.sas.upenn.edu Fredrickson, B. L. (2013, July 15). Updated thinking on the positivity ratio.
    28. 28. COMO? Registar os pensamentos negativos em cartões. Baralham-se os cartões. Retira-se um cartão com um PN. Ler em voz alta e com convicção. Contestar o pensamento negativo Quais são os factos Aqui? Avançar com opções. Só o facto de praticarmos, conseguimos desmontar os pensamentos negativos automáticos.
    29. 29. COMO? O rácio da positividade: Barbara L. Fredrickson 3:1 Emoções positivas 1:1 Emoção negativa Cada experiência negativa que sofremos precisamos de uma média de três experiências positivas para compensar Fredrickson, B. L. (2013, July 15). Updated thinking on the positivity ratio.
    30. 30. COMO? • Passado - Presente - Futuro Procurar um momento passado de positividade Ontem Semana passada Ano anterior Criar imagens, sentir e amplificar os momentos de positividade. Traze-los para o presente e utiliza-los no futuro . Fredrickson, B. L. (2013, July 15). Updated thinking on the positivity ratio.
    31. 31. COMO? • Vontade de pensar e agir diferente Concentração nos nossos pontos fortes Como podemos dedicar maior % das nossas energias para fazer o que fazemos melhor. Que mudanças preciso de realizar dia após dia? Necessário praticar até notar as situações das quais tiramos partido dos pontos fortes ou pelo contrário os destroem. Seligman, Martin & Peterson,Chris - http://www.authentichappiness.sas.upenn.edu
    32. 32. Nota final! • Emoções positivas • Comprometimento, i nteresse • Relações positivas • Sentido e propósito de vida • Praticar - Praticar - Praticar Helena Cardoso, Maria do Rosário Torres e Rosa Lima (Terapeutas e Mestrandas - Executive Master em Psicologia Positiva Aplicada – EMAPP, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas)
    33. 33. AGRADECEMOS A VOSSA ATENÇÃO Helena Cardoso, Maria do Rosário Torres e Rosa Lima (Terapeutas e Mestrandas - Executive Master em Psicologia Positiva Aplicada – EMAPP, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas)

    ×