Aula 2 Pre/SEED INN

1.127 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.127
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
624
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 2 Pre/SEED INN

  1. 1. PRESEED Professor Cláudio Vieira
  2. 2. A mente que se abre a umanova ideia jamais voltará ao seu tamanho original. Albert Einstein
  3. 3. VARIANTELINGUÍSTICA
  4. 4. O modo pelo qual ela se diferencia diferencia, sistemática ecoerentemente, de acordo como contexto histórico geográfico histórico, e sociocultural no qual os falantes dessa língua se manifestam verbalmente
  5. 5.  contexto histórico  geográfico  sociocultural É o conjunto das diferenças derealização linguística - falada ou escrita
  6. 6. EXEMPLODE VARIAÇÃO HISTÓRICA
  7. 7. 1
  8. 8. EXEMPLODE VARIAÇÃO REGIONAL
  9. 9. DECLARAÇÃO PARA MEUS AMIGOSCes são o colírio do meu ôiu.São o chiclete garrado naminha carça dins.São a maionese do meu pão.São o cisco no meu ôiu (o ôtro
  10. 10. O limão da minha caipirinha.O rechei do meu biscoito.A masstumate do meumacarrão.A pincumel do meu buteco.Nossinhora!
  11. 11. Gosto dimais da contadocêis, uai.Ces são tamém:O videperfume da minhapintiadêra.O dentifriço da minhaiscovdidente.
  12. 12. Óiproceisvê,quem tem amigos assim,tem um tisôru !Eu guárdesse tisouro, comtodo carinho ,Do Lado Esquerdupeito !!!Dentro do Meu Coração !!!AMOOCÊIS PADANÁ !!!
  13. 13. EXEMPLO DE VARIAÇÃOSOCIOCULTURAL
  14. 14. EXEMPLODE GÍRIA
  15. 15. O TEMA VARIANTE LINGUÍSTICA
  16. 16. CAIU NO ENEM EM 2009 2010 2011 2012
  17. 17. PROVA DO ENEM 2009Texto para as questões 100 e 101 Questão 100 Tendo em vista a segunda fala do personagem entrevistado, constata-se que a) A o entrevistado deseja convencer o jornalista a não publicar um livro. b) o principal objetivo do entrevistado é explicar o significado da palavra motivação. c) são utilizados diversos recursos da linguagem literária, tais como a metáfora e a metonímia. d) o entrevistado deseja informar de modo objetivo o jornalista sobre as etapas de produção de um livro. e) o principal objetivo do entrevistado é evidenciar seu sentimento com
  18. 18. Questão 100Tendo em vista a segunda fala do personagementrevistado, constata-se quea) A o entrevistado deseja convencer o jornalista a não publicar um livro.b) o principal objetivo do entrevistado é explicar o significado da palavra motivação.c) são utilizados diversos recursos da linguagem literária, tais como a metáfora e a metonímia.d) o entrevistado deseja informar de modo objetivo o jornalista sobre as etapas de produção de um livro.e) E o principal objetivo do entrevistado é evidenciar seu sentimento com
  19. 19. Questão 101 Questão nula resposta provável CQuanto às variantes linguísticas presentes no texto, anorma padrão da língua portuguesa é rigorosamenteobedecida por meioa) do emprego do pronome demonstrativo “esse” em “Porque o senhor publicou esse livro?”.b) do emprego do pronome pessoal oblíquo em “Meu filho, um escritor publica um livro para parar de escrevê-lo!”.c) do emprego do pronome possessivo “sua” em “Qual foi sua maior motivação?”.d) do emprego do vocativo “Meu filho”, que confere à fala distanciamento do interlocutor.e) da necessária repetição do conectivo no último quadrinho.
  20. 20. Questão 129Serafim da Silva Neto defendia a tese da unidadeda língua portuguesa no Brasil, entrevendo que no Brasilas delimitações dialetais espaciais não eram tão marcadascomo as isoglossas1 da România Antiga. Mas PaulTeyssier, na sua História da Língua Portuguesa,reconhece que na diversidade socioletal essa pretensaunidade se desfaz. Diz Teyssier:“A realidade, porém, é que as divisões „dialetais‟no Brasil são menos geográficas que socioculturais. Asdiferenças na maneira de falar são maiores, numdeterminado lugar, entre um homem culto e o vizinhoanalfabeto que entre dois brasileiros do mesmo nívelcultural originários de duas regiões distantes uma daoutra.”
  21. 21. SILVA, R. V. M. O português brasileiro e o português europeucontemporâneo: alguns aspectos da diferença. Disponível em:www.uniroma.it. Acesso em: 23 jun. 2008.1 isoglossa – linha imaginária que, em um mapa, une ospontos de ocorrência de traços e fenômenos linguísticosidênticos.FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa.Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.
  22. 22. De acordo com as informações presentes no texto, ospontos de vista de Serafim da Silva Neto e de PaulTeyssier convergem em relaçãoa) à influência dos aspectos socioculturais nas diferenças dos falares entre indivíduos, pois ambos consideram que pessoas de mesmo nível sociocultural falam de forma semelhante.b) à delimitação dialetal no Brasil assemelhar-se ao que ocorria na România Antiga, pois ambos consideram a variação linguística no Brasil como decorrente de aspectos geográficos.c) à variação sociocultural entre brasileiros de diferentes regiões, pois ambos consideram o fator sociocultural de bastante peso na constituição das variedades linguísticas no Brasil.
  23. 23. d) à diversidade da língua portuguesa na RomâniaAntiga, que até hoje continua a existir, manifestando-se nas variantes linguísticas do português atual noBrasil.e) à existência de delimitações dialetais geográficaspouco marcadas no Brasil, embora cada um enfatizeaspectos diferentes da questão.

×