SBGC Projeto Redes Petro SP - Apresentacao CIESP

959 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada pela SBGC na reunião da Diretoria de Planejamento da CIESP em 19/05/11

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
959
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SBGC Projeto Redes Petro SP - Apresentacao CIESP

  1. 1. Reunião 19/05/2011 PROJETO REDES PETRO SP SBGC – SOCIEDADE BRASILEIRA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DIRETORIA MPME – MÉDIAS, PEQUENAS E MICRO EMPRESAS Fernando Jefferson SBGC – Soc. Bras. Gestão do Conhecimento - Diretor e Coordenador do Comitê MPME – Média, Pequena e Micro Empresa ` Cel: 21-7817-6043 - Email: fernandojefferson@sbgc.org.br RedePetroRio – Membro do Comitê Gestor e Coordenador do Comitê de Relações Institucionais RMG – Membro da Rede de Melhoria de Gestão da PetrobrasSBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  2. 2. Reunião 19/05/2011 Esta apresentação foi baseada nas realizadas para o Comitê Gestor da RedePetroRio em 16/02 e 18/05/2011SBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  3. 3. BOAS NOTÍCIAS !SBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  4. 4. BOA NOTÍCIA ! - O BRASIL É A “BOLA DA VEZ” NA OTC 2011 - HOUSTON / USA THINKING OF DOING BUSINESS IN BRAZIL? American companies and from other countries will find many business opportunities in the Brazilian market, not just doing business with Petrobras and other large enterprises operating in Brazil, but also in a robust supply chain of more than 200,000 medium and small companies.RedePetroRio – OTC - Offshore Technology Conference - 18/05/2011
  5. 5. RedePetroRio – OTC - Offshore Technology Conference - 18/05/2011
  6. 6. RedePetroRio – OTC - Offshore Technology Conference - 18/05/2011
  7. 7. RedePetroRio – OTC - Offshore Technology Conference - 18/05/2011
  8. 8. OTC 2011 - ENTREVISTA COLETIVA - PETROBRASRedePetroRio – OTC - Offshore Technology Conference - 18/05/2011
  9. 9. OTC 2011 – STANDS E MISSÕES DE PAÍSESRedePetroRio – OTC - Offshore Technology Conference - 18/05/2011
  10. 10. BOA NOTÍCIA ! Petrobras investirá US$ 224 bilhões (*) em cinco anos. Uma boa parte deste investimento irá para as médias, pequenas e micro empresas (MPMEs), através da cadeia produtiva. (*) US$ 400 bilhões, contando com outros big playersSBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  11. 11. O que é uma MPME ? (Média, Pequena e Micro Empresa)SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  12. 12. O que é uma Média, Pequena ou Micro Empresa (MPME) ?Vários critérios:BNDES:• microempresas (empresas com até 19 empregados e faturamento bruto anual de atéUS$400.000)• pequenas e médias empresas formais (firmas que têm de 20 a 499 empregados efaturamento bruto anual de até US$20 milhões)SEBRAE:• empresas que empregam, na indústria e construção, de 20 a 500 pessoas e, no comércio eserviços, entre 10 e 100 pessoas• com faturamento entre R$ 500 mil e R$ 80 milhões/ano.SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  13. 13. O que é uma Média, Pequena ou Micro Empresa (MPME) ? (versão mais informal...) É aquela em que o dono tem que matar um leão por dia e apagar um incêndio por semana ... E, muitas vezes, como no conhecido filme, tem que decidir qual filho vai abandonar na estação de trem ... (projetos e sonhos às vezes trabalhados ao longo de anos ...)SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  14. 14. SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  15. 15. SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  16. 16. A MÁ NOTÍCIA ...SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  17. 17. A MÁ NOTÍCIA RIO - As empresas estrangeiras devem ficar com US$ 240 bilhões das encomendas de US$ 400 bilhões que o setor de petróleo vai realizar no pré-sal nos próximos dez anos, o que representa 60% dos investimentos previstos no período. A conclusão é de um estudo encomendado pela Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip). Bens e serviços para plataformas e sondas, por exemplo, serão fornecidos basicamente por empresas de países como EUA, Noruega e China.SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  18. 18. PARA ATUAR NESTE MERCADOAS EMPRESAS PRECISAM MELHORAR A GESTÃO DO PROCESSO DE NEGÓCIO !SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  19. 19. UMA OUTRA QUESTÃO MUITO IMPORTANTE Entrevista com Fernando Jefferson, Diretor da SBGC –Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento “A concorrência não se dará apenas pelos contratos de fornecimento, mas principalmente na guerra por talentos. “Haverá uma competição cada vez maior pelo capital intelectual e pelo conhecimento, necessários para a condução dos negócios em todas as suas fases: proposta, negociação, planejamento, execução, cobrança e documentação final” “O mesmo acontecerá em relação à inteligência empresarial/competitiva (Business Intelligence), que envolve o suporte a negócios, acompanhamento de mercados e concorrência, administração da vantagem competitiva, marketing, relacionamento com clientes, fornecedores e parceiros”
  20. 20. AS EMPRESAS PRECISAM MELHORAR A GESTÃO DO PROCESSO DE NEGÓCIO !Fernando Jefferson e Lúcio Chaves,professores do MBA da FGV - FundaçãoGetúlio Vargas, estão desenvolvendodesde o início de 2010 um estudosobre a questão da gestão nas médias,pequenas e micro empresas (MPMEs)da cadeia do petróleo SBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  21. 21. BOA NOTÍCIA ! A Petrobras, BNDES, FNQ e outras entidades, entre elas a SBGC, estão trabalhando para apoiar a indústria nacional. Em especial as MPMEs – Médias, Pequenas e Micro Empresas Ver: Planejamento Estratégico 2011-2020 https://ecomunidades.petrobras.com.br/LotusQuickr/csbsbr/Main.nsf/$defaultview/FD9F9B576D1CF36A8325781D007422D3/$Fil e/Rede%20de%20Melhoria%20da%20Gest%C3%A3o%20-%20Plano%20Estrat%C3%A9gico%202011-2020.pdf?OpenElementSBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  22. 22. A Rede de Melhoria da Gestão para o Desenvolvimento da Cadeia Nacional de Fornecedores de Bens e Serviços • Petrobras - investimentos para 2010-2014: US$ 220 bilhões • A empresa fomentou a criação de uma rede de gestão, inédita no mundo, com o objetivo de tornar competitiva a cadeia de fornecedores de bens e serviços, nacional e internacionalmente • A rede reúne os setores público e privado: PETROBRAS, BNDES, PROMINP, FNQ, SEBRAE, MBC, ABDI, MIN. PLANEJAMENTO, MIN. DEFESA, SAE, ANPROTEC, CGEE, IEL, CNI, IOS, CEBDS, ABINEE, ABIMAQ, SBGC, entreSérgio Gabrielli – Presidente da Petrobras outras • Objetivo: busca de soluções que aumentem a competitividade da cadeia de fornecedores do setor de petróleo e gás, maximizando o conteúdo local de bens e serviços • Será uma das mais importantes iniciativas brasileiras para promover o crescimento sustentável da economia, gerando empregos e riqueza para o país e para a população e evitando a “Maldição do Petróleo”
  23. 23. POR QUE A SBGC FOI CONVIDADA ?
  24. 24. EXPERIÊNCIA ACUMULADA
  25. 25. SBGC – EVENTOS NA CADEIA DO PETRÓLEO (2008)
  26. 26. SBGC – EVENTOS NA CADEIA DO PETRÓLEO (2008)Em “A Gestão do Conhecimento na Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás”,painel transmitido ao vivo no KMBrasil 2008, a SBGC debate as oportunidadese desafios para as Médias e Pequenas Empresas.
  27. 27. Road-Show de capacitação para MPMEs Projeto Piloto
  28. 28. Road-Show de capacitação para MPMEsVeja o video: http://www.youtube.com/watch?v=ymJUBmvg5aA
  29. 29. Road-Show de capacitação para MPMEsAgenda do evento:13:30 – 14:00hs – Recepção e cadastramento14:00 – 14:15hs – Introdução e apresentação do evento14:15 – 15:00hs – Palestra: Gestão do Conhecimento – Elizete Pereira Sá – Vice-Presidente – SBGC/Nacional e Rezilda Rodrigues - Vice-Presidente SBGC/PE15:00 – 15:45hs – Palestra: Inovação nas Cadeias Produtivas e MPEs - Cezar Taurion -IBM IDR Technical Evangelist15:45 – 16:15hs – Coffee-break16:15 – 17:00hs – Palestra: Gestão do Conhecimento e Gerência de Projetos na Gestãodo Processo de Negócio das MPEs / Casos de Sucesso – Fernando Jefferson - SBGC17:00 – 17:30hs – Palestra: Tecnologia para Inovação e Gestão do Conhecimento –Silvio Meira – C.E.S.A.R – Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife17:30 – 18:30hs – Mesa redonda: Desenvolvimento, articulação e integração das MPEsnas cadeias produtivas, de forma competitiva e sustentável. Participantes da mesa:representantes das grandes empresas das cadeias produtivas, gestores das estruturasadministrativas e políticas do Estado, representantes do SEBRAE, ONIP, PROMINP e UFPE.18:30 – 19:00hs – Coquetel de encerramento
  30. 30. Road-Show de capacitação para MPMEs
  31. 31. SBGC – EVENTOS NA CADEIA DO PETRÓLEO (2010)Veja o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=Rnqa11dcgdw
  32. 32. CONTATOS COM ENTIDADES
  33. 33. 2010 - A PARTICIPACÁO DA SBGC NA REDE DE MELHORIA DE GESTÃO - PETROBRAS•Entrevista inicial (2009)•Participação na Primeira Oficina (São Paulo – 16/12/2009)•Reunião do GT1 - Coordenação e Integração – Preparação para a 2ª Oficina -(Rio de Janeiro – 14/04/2010)•Envio de proposta de projetos ligados à GC para a Rede – 16/04•Participação na 2ª Oficina (Rio de Janeiro – 26 e 27/04)•Reunião do GT1 - Consolidação e Avaliação da 2a.oficina, Cronograma detrabalho para a implementação da rede e da carteira de projetos estratégicos(Brasília– 12/05)•Definição da SBGC como entidade coordenadora de um dos programas daRede (juntamente com a ANPROTEC e CGEE) e participação direta em outrosseis programas (21/05/2010)• Finalização dos projetos e programas em que a SBGC esteve envolvida, emespecial no programa “Inovação em Gestão, Processos, Bens e Serviços”
  34. 34. Projetos propostos pela SBGC para a Rede Após ampla negociação com os grupos dos programas de interesse daSBGC, fizemos a proposta dos seguintes projetos: Projeto Gestão do Conhecimento Aplicada à Rede de Fornecedores Projeto Sensibilização MPMEs Projeto Capacitação MPMEs Projeto Mapeamento de competências da Rede (Entidades) Projeto Mapeamento de competências da Rede (Pessoas) Projeto Gestão do Conhecimento nos projetos da Rede Projeto Portal
  35. 35. RMG – RECUROS PREVISTOS
  36. 36. TEMAS PARA REFLEXÃO  O público alvo das iniciativas e atividades da Rede de Apoio à Melhoria da Gestão são as Médias, Pequenas ou Micro Empresas (MPMEs) da cadeia do petróleo  As RedePetro são o melhor canal para que as empresas tenham acesso aos benefícios da RMG  Conhecendo os planos para a melhoria da cadeia produtiva, a RedePetroRio poderá se preparar para melhor receber estes benefíciosSBGC - RMG – Rede para a Melhoria de Gestão - Fernando Jefferson - 16/02/2011
  37. 37. PROJETO REDES PETRO SP SBGC – SOCIEDADE BRASILEIRA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DIRETORIA MPME – MÉDIAS, PEQUENAS E MICRO EMPRESASSBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  38. 38. PROJETO REDES PETRO SP RESUMO EXECUTIVO O Projeto Redes Petro SP tem como objetivo ajudar as empresas paulistas, em especial as MPMEs – Médias, Pequenas e Micro Empresas, a se organizar em entidades conhecidas como Rede Petro, de forma que possam aproveitar melhor as oportunidades que serão geradas pelos investimentos de mais de US$$ 400 bilhões (US$ 33 bilhões só em São Paulo) que serão realizados pela Petrobras e outras grandes empresas da indústria do petróleo, conforme explicitado pelo presidente da Petrobras, Sr. José Sérgio Gabrielli, no evento ocorrido em 06/04/2011, no Palácio dos Bandeirantes. http://www.energia.sp.gov.br/crbst_76.htmlSBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  39. 39. POSSÍVEIS REDES PETRO NO ESTADO DE SÃO PAULO • São José dos Campos • Campinas • Centro Paulista • Baurú • Santos • São Paulo (Capital) • Grande ABCDOGSBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  40. 40. I – METAS DO PROJETO  Utilizando técnicas de Gestão do Conhecimento e a partir da experiência de outras dezessete Redes Petro já em operação em todo o Brasil, ajudar na constituição, a curto prazo, de embriões de entidades (as Redes Petro SP) que agreguem as empresas paulistas interessadas no setor de petróleo e gás (P&G).  Realizar um estudo que permita identificar as regiões paulistas onde será mais viável a constituição das Redes Petro. Regiões candidatas:  São Paulo (Capital),  Grande ABCDOG  Vale do Paraíba (São José dos Campos e arredores)  Centro Paulista (São Carlos, Jaú, Ribeirão Preto),  Oeste Paulista (Bauru, Botucatu, Marília e Pompéia),  Grande Campinas (Campinas, Paulínia, Piracicaba e arredores);  Poderá ser realizado também um trabalho de apoio à consolidação da Rede Petro Baixada Santista (já constituída) e em regiões no Estado de São Paulo onde houve uma tentativa de se constituir uma Rede Petro, sem sucessoSBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  41. 41. I – METAS DO PROJETO  Realizar, nas regiões escolhidas (eventualmente nas seis), um trabalho inicial que permita que seja constituído um Comitê Gestor Provisório, com mandato de seis meses, que trabalhará para a constituição efetiva da RedePetro de cada região;  Realizar, nas regiões escolhidas, um evento de sensibilização dos empresários da região, com apoio de entidades relevantes (Governo do Estado, Prefeituras, Universidades, SEBRAE, FIESP, CIESP, CNI, SENAI, SENAC, ABIMAQ, ABINEE, ONIP, PROMINP, SBGC, ANPEI, ANPROTEC, CRA, CREA, Associações Comerciais, entre outras), de forma a criar um corpo inicial de associados em cada Rede Petro.  Os eventos poderão inclusive ser transmitidos via Web, de forma a atingir um número muito maior de empresas; Nossa estimativa é que será possível que cada RedePetro paulista tenha até 100 associados logo após o evento. Com seis Redes Petro criadas, isto poderá significar, a curto prazo, 20% das empresas em rede em todo o Brasil;SBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  42. 42. I – METAS DO PROJETO  Permitir que as Redes Petro criadas possam representar o Estado de São Paulo na Assembléia Geral da Rede Petro Brasil, que se realizará em 14 e 15 de julho de 2011, no evento PETRONOR  Permitir que as Redes Petro paulistas, após criadas, possam se organizar e crescer durante seis meses, preparando-se para uma possível assembléia geral das Redes Petro de São Paulo, que poderá ocorrer durante o evento Santos Offshore 2011, que se realizará de 18 a 21 de Outubro de 2011, em Santos/SP. Na mesma data, as Redes Petro poderão eleger um novo Comitê Gestor/Diretoria, com mandato de dois anos.  Por ocasião da Santos Offshore 2011, as empresas paulistas em rede poderão ser mais de mil e duzentos, ultrapassando o percentual de 30% de empresas em rede, a nível Brasil.SBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  43. 43. AGRADECEMOS OS SEGUINTES APOIOS, QUE SERÃO FUNDAMENTAIS PARA O SUCESSO DO PROJETO REDES PETRO SP !SBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  44. 44. OBRIGADO !SBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011
  45. 45. Reunião 19/05/2011 PROJETO REDES PETRO SP SBGC – SOCIEDADE BRASILEIRA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO DIRETORIA MPME – MÉDIAS, PEQUENAS E MICRO EMPRESAS Fernando Jefferson SBGC – Soc. Bras. Gestão do Conhecimento - Diretor e Coordenador do Comitê MPME – Média, Pequena e Micro Empresa ` Cel: 21-7817-6043 - Email: fernandojefferson@sbgc.org.br RedePetroRio – Membro do Comitê Gestor e Coordenador do Comitê de Relações Institucionais RMG – Membro da Rede de Melhoria de Gestão da PetrobrasSBGC - Projeto Redes Petro SP - Fernando Jefferson - 19/05/2011

×