1
Programa
São Paulo, 7 a 9 de novembro de 2013
Local e Co-Realização
Tema:

Desafios e Possibilidades em Prevenção, Intervenção e
Educação

Data: 07, 08 e 09 de novembro de 2013
Horário: 07 e...
COMISSÃO CIENTÍFICA

GRUPO DE APOIO ADEFAV

Presidente: Prof. Dra. Elcie Salzano Masini. Universidade
Presbiteriana Macken...
Bem vindos,

A ADEFAV – centro de recursos em deficiência múltipla, surdocegueira
e deficiência visual, organização reconh...
Programa
Quinta-feira, 07 de novembro de 2013
8h30 – 9h00 – Credenciamento
9h00 – 9h30 – Abertura
9h30 – 10h30
Conferência...
12h20 – 12h30 – Debate
12h30 – 14h00: Almoço.
14h00 – 15h20 Mini - conferências
SALA 01 Tecnologia Assistiva. Reunindo sab...
12h30 –14h00 – Almoço
14h00 – 15h00

Apresentação de Pôster

•	

ID 415. Síndrome de Lennox Gastaut: um relato de caso
Deb...
12h20-12h30 – Debate
12h30 – 14h00 – Almoço
14h00 – 16h10 Mini-cursos
Sala 01
14h00 – 15h00: Estratégias que facilitam a O...
www.sisdem.com.br
Programa sisdem2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Programa sisdem2013

512 visualizações

Publicada em

II Simpósio Internacional sobre Surdocegueira e Deficiência Múltipla

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
512
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
156
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Programa sisdem2013

  1. 1. 1
  2. 2. Programa São Paulo, 7 a 9 de novembro de 2013 Local e Co-Realização
  3. 3. Tema: Desafios e Possibilidades em Prevenção, Intervenção e Educação Data: 07, 08 e 09 de novembro de 2013 Horário: 07 e 08/11/13: das 09h00 às 16h30 09/11/13: das 09h00 às 16h30 Local: Universidade Presbiteriana Mackenzie. Campus Consolação. Período da manhã: Escola Americana Período da tarde: Prédio 25 APOIO Universidade Presbiteriana Mackenzie Perkins International da Perkins School for the Blind. EUA. Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida PARCERIAS CIENTÍFICAS Perkins School for the Blind ABRAME - Associação Brasileira de Amiotrofia Espinal. 5
  4. 4. COMISSÃO CIENTÍFICA GRUPO DE APOIO ADEFAV Presidente: Prof. Dra. Elcie Salzano Masini. Universidade Presbiteriana Mackenzie Prof. Dra. Isabel Maria Amaral. Portugal Profa. Dra. Maria Aparecida Cormedi. ADEFAV Profa. Ms. Silvia Costa Andreossi. ADEFAV Fga. Natallie Bianchini. ADEFAV Fisio. Graziela Jorge Polido. ADEFAV Ivania Silveira Montipó Maria Aparecida Bove Carmem Sesma Nogueira Vera Luz Almeida da Silva ORGANIZAÇÃO GERAL: Fga. Dra. Maria Aparecida Cormedi COMISSÃO ORGANIZADORA Coordenação: Profa. Ms. Elenir Ferreira Porto Carillo. ADEFAV Profa. Ms. Helena Burgés Olmos. ADEFAV Maria Teresa Borro. ADEFAV Prof. Dr. Paulo Fraga da Silva. Universidade Presbiteriana Mackenzie Prof. Dr. Marcelo Martins Bueno. Universidade Prebisteriana Mackenzie Profa. Dra. Adriana Camejo da Silva Aroma. Universidade Presbiteriana Mackenzie Profa. Ms. Débora Rodrigues Moura. Universidade Presbiteriana Mackenzie Profa. Ms. Sheila Carla de Souza. Universidade Presbiteriana Mackenzie Prof. Ms. Ítalo Francisco Curcio 7
  5. 5. Bem vindos, A ADEFAV – centro de recursos em deficiência múltipla, surdocegueira e deficiência visual, organização reconhecida pelo terceiro setor, fundada há 30 anos, realiza o II Sisdem – Simpósio Internacional sobre Surdocegueira e Deficiência Múltipla, em parceria com Universidade Mackenzie, Perkins Internacional, Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo e Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. A proposta fundamental do SISDEM é reunir profissionais de diversas áreas com pessoas que apresentam deficiência e suas famílias, bem como, com representantes da sociedade civil e de área governamentais, propiciando a todos o direito a representação e participação. A proposta do SISDEM também contempla parceria com outras organizações afins para expandir conhecimentos e, fundamentalmente, a parceria com universidades para garantir a excelência técnica e a possibilidade de pesquisa nas áreas da educação inclusiva e reabilitação. Em virtude da deficiência múltipla e a surdocegueira abrangerem uma heterogeneidade de casos e dificuldades, torna-se quase impossível definir adequadamente as características da pessoa que apresenta essas deficiências. Por esse motivo, o olhar educacional, médico e terapêutico necessita ser individualizado e direcionado as possibilidades e potencialidades de cada pessoa. Assim sendo, o SISDEM, em sua II edição apresenta os seguintes objetivos: • discutir modelos de prevenção e intervenção precoce; • compartilhar conhecimentos atuais e intervenções nas áreas da tecnologia assistiva, técnica de habilitação e reabilitação; • compartilhar experiências e modelos de inclusão familiar, social e educacional e • discutir políticas públicas nacionais e internacionais voltadas ao mundo do trabalho, acessibilidade e inclusão. 9
  6. 6. Programa Quinta-feira, 07 de novembro de 2013 8h30 – 9h00 – Credenciamento 9h00 – 9h30 – Abertura 9h30 – 10h30 Conferência de abertura A pessoa com deficiência múltipla e com surdocegueira: desafios e possibilidades de prevenção, intervenção e educação. Dra. Mariana Pinotti. Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. Profa. Dra. Elcie Ap. Fortes Salzano Masini. Universidade Presbiteriana Mackenzie. 10h30 – 11h00 Intervalo 11h00 – 12h20 Oportunidades para a pessoa com surdocegueira na vida adulta Shirlei Caetano Pinto Glauce Teixeira Eulália Cordeiro Heldjane Rose Oliveira Soares Cidrao 11
  7. 7. 12h20 – 12h30 – Debate 12h30 – 14h00: Almoço. 14h00 – 15h20 Mini - conferências SALA 01 Tecnologia Assistiva. Reunindo saberes: comunicação alternativa e adequações de materiais. 14h00 – 14h40: A comunicação alternativa e as possibilidades de intervenção na deficiência múltipla. Fga. Dra. Adriana Perez. AACD . São Paulo. Brasil 14h40 – 15h20: A Comunicação alternativa e as adequações de materiais na surdocegueira e na deficiência múltipla. Profa. Agatha Fontes Bago. ADEFAV. São Paulo. Brasil. 12 SALA 02 O atendimento educacional especializado para a criança com deficiência múltipla. Possibilidades e desafios. 14h00 – 14h40: O AEE no centro de atendimento especializado. Profa. Dra. Eliana Ormelezzi. Laramara. São Paulo 14h40 – 15h20: O AEE na escola regular. Profa. Renata Alencar Lopes Garcia. SME. São Paulo 15h20 – 15h40 – Intervalo 15h40 – 16h40 Apresentação de Trabalhos SALA 01 15h40 – 16h00: ID 416. A intervenção precoce na deficiência múltipla: uma proposta centrada na família. Isabel Cristina Melo Fonseca.Campinas. Brasil 16h00 – 16h20: ID 563. Adaptação: um recurso facilitador à inclusão escolar. Renata Momesso e Ana Cristina Dias Ribeiro. São Caetano do Sul. Brasil 16h10 – 16h30 – Perguntas SALA 02 15h40 – 16h00: ID 580. Alteridade na escola regular: uso de alternativas de comunicação e linguagem para a inclusão de alunos com múltipla deficiência sensorial. Rosangela Nezeiro da Fonseca Jacob. São Paulo. Brasil 16h00 – 16h20 – Uma proposta de alfabetização para aluno com síndrome de Hoffman. Valeria Aparecida Carreira Nascimento e Maria Aparecida Cormedi. São Paulo. Brasil 16h20 - 16h30 – Perguntas 13
  8. 8. 12h30 –14h00 – Almoço 14h00 – 15h00 Apresentação de Pôster • ID 415. Síndrome de Lennox Gastaut: um relato de caso Debora T. Werneck. Campinas. Brasil • ID 567 - Identidades surdas: uma discussão necessária para a inclusão de alunos surdos. Camila .P. Santos ; Sheila C Souza. Cajamar. Brasil • ID 569 - Possibilidades de intervenção baseada na abordagem de integração sensorial em ambiente escolar através de parceria entre professora e terapeuta ocupacional: um estudo de caso. Carina S. Elias; Silvana Roversi. São Paulo. Brasil • ID 570 - A parceria entre o terapeuta ocupacional e a professora na otimização de recursos escolares. Carina S Elias. São Cetano. Brasil Sexta-feira, 08 de novembro de 2013 14 9h00 – 10h20 Tema: Educação Inclusiva: diferenças e necessidades. 9h00 – 9h40: Perspectivas atuais e futuras da educação Inclusiva. Profa. Dra. Karina Soledad Maldonado Pagnez. Universidade de São Paulo. Brasil 9h40 – 10h20: O conceito de inclusão e as necessidades educativas da criança com múltipla deficiência e surdocegueira congênita. Profa. Dra. Isabel Amaral. Portugal. 10h20 – 10h30 – Debate • ID 571 - Benefícios da bandagem na baixa visão - estudo de caso. Graziela Polido; Natallie Bianchini. Santo André. Brasil. ID 564 - Uso da tecnologia assistiva em abordagem interdisciplinar de uma adolescente com paralisia cerebral. Renata Momesso. São Caetano do Sul. Brasil 10h30 – 11h00 – Intervalo Tema: Abordagens educacionais para surdocegueira e deficiência múltipla 11h00 – 11h40: Tecnologias que facilitam a comunicação e a aprendizagem. Fgo. Dr. João Canossa. Portugal. 11h40– 12h20: Educar e Aprender na deficiência múltipla e surdocegueira. Fga. Dra. Maria Aparecida Cormedi. São Paulo. Brasil 12h20-12h30 – Debate 15h10 - 15h40 - INTERVALO SALA 1 15h40 – 16h00: ID 565. Possibilidades da deficiência no envelhecimento. Erica A G Faustino. São Caetano. Brasil 16h00 – 16h20: ID 566. Oficina da cidadania na escola: o despertar das habilidades psicossociais de um jovem surdocego. Maria Conceição O Greffe; Ana Lucia de Oliveira. Campo Grande. Brasil 16h20 – 16h30 – Perguntas 15
  9. 9. 12h20-12h30 – Debate 12h30 – 14h00 – Almoço 14h00 – 16h10 Mini-cursos Sala 01 14h00 – 15h00: Estratégias que facilitam a Orientação e Mobilidade da pessoa com deficiência múltipla e surdocegueira. Profa. Ms. Silvia Souza Andreossi. Adefav. São Paulo. Brasil Sábado, dia 09 de novembro de 2013 16 9h00 10h20 Tema: A comunicação da pessoa com deficiência múltipla e surdocegueira no dia a dia Profa. Dra. Isabel Maria Amaral. Portugal. Fgo. João Canossa. Portugal. 10h20 – 10h30 – Debate 10h30 – 11h00 – Intervalo Tema: Oportunidades para a pessoa com deficiência múltipla e surdocegueira 11h00 – 11h40: Necessidades, expectativas e desafios das famílias. Fatima Braga. Abrame. Fortaleza. São Paulo. Emedice Maria Ferreira da Silva. ADEFAV.São Paulo 11h40– 12h20: Necessidades, expectativas e desafios dos profissionais. Profa. Rocio Lopez. Costa Rica 15h10 – 16h10: A avaliação educacional funcional pela equipe colaborativa. Profa. Ms. Helena Burgés Olmos. São Paulo. Brasil 15h10 – 16h10: Objetivos da avaliação educacional funcional: elaboração do plano individualizado. Profa. Ms. Silvia Costa Andreossi. São Paulo. Brasil Sala 02 14h00 – 15h00: Disfagia e Deficiência Múltipla. Fga. Natallie Bianchini. ADEFAV São Paulo. 15h10 – 16h10: Proposta de Intervenção Precoce no Modelo Colaborativo. Fga. Natallie Bianchini. Santo André. Brasil Fisio Ayeska Moraes. São Paulo. Brasil. TO. Mayra Crepaldi Ambrósio CONFRATERNIZAÇÃO 17
  10. 10. www.sisdem.com.br

×