Leucoplasia Verrucosa

704 visualizações

Publicada em

Apresentação em contexto de "Journal Club" baseado em artigo. A leucoplasia verrucosa é uma entidade pre maligna que carece da nossa maior atenção e vigilância, sendo temida a progressão para Carcinoma Verrucoso.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
704
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Leucoplasia Verrucosa

  1. 1. “Journal Club” Rui Moreira Serviço de Cirurgia Maxilofacial e Estomatologia Director: Dr. Carlos Monteiro Centro Hospitalar do Porto 15 de Março de 2013
  2. 2. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • INTRODUÇÃO – Hansen, 1985 – Outras denominações • Papilomatose oral florida (antes) • Hiperplasia verrucosa (Shear e Pindborg, 1980) • Leucoplasia multifocal proliferativa – Batsakis • É percursor de – CA verrucoso – CA espinocelular – CA escamoso papilar
  3. 3. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • INTRODUÇÃO – Causa idiopatica – predilecção anatómica e de género (fem 60-70) – Tratamento difícil – Risco de progressão para • CA verrucoso • CA espinocelular – Variedade histológica • Hiperqueratose >>> Carcinoma – Diagnóstico clínico
  4. 4. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • ETIOLOGIA – Idiopatica – Não associado a factores de risco tipicos da leucoplasia oral (tabaco, alcool) – Provavel associação com o virus do papiloma humano (HPV)
  5. 5. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • ETIOLOGIA – Genética • Alt ciclos celulares • Desregulaçao dos genes – p16INK4a – p14ARF • Deleções homozogoticas • Perda de heterozigotia • Risco de transformação maligna – Alterações da ploidia – proteínas do ciclo celular » Mcm-2 » Mcm-5
  6. 6. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • APRESENTAÇÃO CLÍNICA – Placas homogeneas de leucoplasia • Inicio • Aumento da área • Envolvimento de outros locais – Contiguos – Separados • Distribuição multifocal
  7. 7. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • Distribuição alargada de LVP, no dorso lingual, com várias texturas superficiais (homogénea, fissurada e elementos verrucosos proeminentes) • Histologia: “CA verrucoso”
  8. 8. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • 14 meses após ressecção – Leucoplasia – Linha média dorso lingual moderadamente verrucosa – Queratinização periferica homogénea fina
  9. 9. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • Sexo fem, 68 A, sem factores de risco • Lesão desde há varios meses – Rebordo alveolar – CA verrucoso
  10. 10. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • Sexo masc, 72 A, sem factores de risco • Inicio há 2 anos, alt superficiais lisas • Leucoplasia proliferativa precoce – Arco maxilar envolvido uniformemente • Histologia: hiperqueratose papilar (benigna)
  11. 11. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • APRESENTAÇÃO CLÍNICA – Apresentação inicial unifocal – Progessão para distribuição multifocal (típica) – Alto risco associado de • Displasia • CA invasivo
  12. 12. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa
  13. 13. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • DIAGNÓSTICO – Baseado na clínica – Progressão das lesões • Homogeneas uniformes e lisas • Multifocais • Granulares • Verrucosas com componente eritroplásico
  14. 14. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • HISTOPATOLOGIA – Variação numa mesma peça anatómica – Largo espectro de alterações • Hiperqueratose benigna • Varios graus de displasia • Hiperplasia verrucosa • CA verrucoso • CA espinocelular papilar • CA espinocelular invasivo
  15. 15. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • TRATAMENTO – Terapia fotodinâmica • Fotosensibilizador EV + luz = efeitos citotoxicos • Limitações – Penetração da luz muito superficial – Necessidade de mais estudos clínicos • Hematoporfirina (Photofrin) – Fluorescência das lesões neoplásicas – Durante a exérese cirúrgica – Efeitos laterais do eter dihematoprofirina » Reações de hipersensibilidade cutãneas » Edema local » Nauseas » Toxicidade hepatica
  16. 16. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • TRATAMENTO – Cirurgia • de escolha para LVP e CA verrucoso • Taxas de recorrência elevadas • Comportamento biológico (LVP e CA verrucoso) – Avaliação da infeção viral de base – Taxas de recorrência (18meses) de HPV+LVP » Excisão 72% » Excisão + Viruxan (methisoprinol) 16%
  17. 17. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • TRATAMENTO • Cirurgia – Walvekar, CA verrucosos » 68% recorrência local » Piores resultados • Complexo alveolopalatal sup • Lesão pre-maligna prévia (leucoplasia, fibrose submucosa) • Tabaco • Margens positivas – Taxa de sobrevivência 77,6% – Raramente ocorrem » Adenopatias cervicais metastáticas » Invasão tumoral
  18. 18. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • TRATAMENTO – Radioterapia • Braquiterapia intersticial – T1, T2 e T3 precoce – 87% livre de doença aos 3 anos • Radiação externa – Tumores maiores e metastases cervicais – 25% livre de doença aos 3 anos
  19. 19. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • Commission on Cancer at the American College of Surgeons, 2001 – Tx CA verrucoso • Cirurgia 69,7% • Cirurgia + RT 11% • RT 10,3% – Taxa sobrevida relativa aos 5 anos • 77,9% • Doença localizada – Cirurgia 88,9% – RT 57,6% – Taxa de transformação anaplásica pós-RT • 6,7%
  20. 20. Leucoplasia Verrucosa Proliferativa • TRATAMENTO – Laser • Não existem estudos suficientes ou significativos • Prejudica a identificação de áreas de invasibilidade do CA espinocelular – Quimioprevenção • Retinóides tópicos ou sistémicos • Lesões pre-malignas: ác. 13-cis-retinóico • Novos estudos para avaliar relação HPV e LVP/CAV – Cirurgia+antiviricos =  taxa sucesso
  21. 21. • SUMARIO – Leucoplasia verrucosa proliferativa • Origem indefinida • Não existem critérios de Dx bem definidos • Taxa transformação maligna 74% • Apresentação clínica variável • Achados patológicos de largo espectro • Evolução lenta • Opções Tx – Varias – Não consensuais • Comportamento biológico imprevisível – Multifocal – Progressão local – Vigilancia crónica
  22. 22. • SUMÁRIO – CA Verrucoso • Lesão progressiva • Altas taxas – Recorrência – Sobrevida aos 5 anos • Baixa incidência – Invasão óssea – Metástases cervicais • Cirurgia: Tx preferido

×