Movimento Literário Realismo no Brasil

246 visualizações

Publicada em

Uma apresentação sobre o Movimento Literário Realismo no Brasil

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
246
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Movimento Literário Realismo no Brasil

  1. 1. ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR JOÃO CRUZ Título: O Movimento Literário Realismo e suas origens Disciplina: Língua Portuguesa. Professora: Maria Piedade Teodoro da Silva. Alunos: Gabriel dos Santos Oliveira nº11 Ruan Gabriel Bueno de Almeida nº36 Série: 2ºano do Ensino Médio B Jacareí 2014
  2. 2. Sumário: 1. INTRODUÇÃO.................................................................................................3 2. AS ORIGENS DO MOVIMENTO LITERÁRIO REALISMO.............................4 2.1. Origens do Movimento Literário Realismo no Brasil.....................................4 2.2 Características do Realismo no Brasil...........................................................5 2.3 Obras realistas brasileiras.............................................................................6 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS..............................................................................9 4. REFERÊNCIAS.............................................................................................10
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO O trabalho realizado têm como objetivo aprofundar o conhecimento, dando ênfase ao Movimento Literário Realismo no Brasil, apontando aspectos que mostram as origens desse movimento, respondendo, assim às perguntas de pesquisa: “Qual foi a origem do Movimento Literário Realismo no Brasil? ”Como o Movimento Literário Realismo chegou ao Brasil?” “Quais foram as influencias do Movimento Literário Realismo no Brasil?”. Espera-se que, no final da pesquisa, tanto o grupo como os possíveis leitores, aprofundem seu conhecimento no Movimento Literário Realismo no Brasil, conhecendo seus “bastidores”, sua história e quem foram seus responsáveis.
  4. 4. 2. AS ORIGENS DO MOVIMENTO LITERÁRIO REALISMO NO BRASIL 2.1 Origens do Movimento Literário Realismo no Brasil O Movimento Literário Realismo no Brasil, ao contrário da Europa, não surgiu por conta da decadência do Romantismo. Nos países europeus, essa manifestação estava ficando saturado e, por isso, novos movimentos literários surgiram. Enquanto aqui, a decadência da economia brasileira, além da decepção com os resultados da Independência, que havia trazido menos frutos do que se esperava, trazia uma sensação pessimista. O contexto histórico e social negativo começa a influenciar diretamente da produção cultural dos artistas e escritores brasileiros. O pontapé inicial para o Movimento Literário Realismo no Brasil foi em 1881, com a publicação de O Mulato, de Aluísio Azevedo, e Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. Ambas as obras possuíam características opostas ao Romantismo, enquanto os textos românticos eram subjetivos, sentimentalistas e egocêntricos, os livros lançados eram objetivos, realistas e polêmicos. As principais características e objetivos dos autores eram retratar o cotidiano do povo brasileiro, mesmo que ele não fosse belo. Há um forte compromisso com a realidade. Por conta disso, as obras realistas brasileiras costumavam abordar a população humilde da forma mais visceral possível. Essa busca pela realidade nua e crua fez com que o Realismo evoluísse para o Naturalismo, um viés com características distintas. O Naturalismo não é independente do Realismo. Ambos têm como objeto de observação a realidade exterior; ambos são postos em relevo pela literatura no mesmo período. O Naturalismo incorporou ao realismo o cientificismo da época, o determinismo e a crença de que os homens estariam condicionados pela hereditariedade, pelo meio e pelas circunstâncias, criando dai romances que são verdadeiras teses científicas, nos quais o artista cria situações de
  5. 5. causa e efeito para melhor descrever atitudes e personalidades, evidenciando preocupações patológicas. 2.2 Características do Realismo no Brasil O Movimento Literário Realismo se diferencia do Movimento Literário Romantismo por estar inserido dentro de um outro contexto sócio-cultural, influenciado, principalmente, pelos avanços tecnológico e científicos, além do surgimento de novos posicionamentos frente ao mundo, como Positivismo. Esse cenário determina, então, as características das manifestações artísticas realistas. A seguir tem-se um quadro esquemático dessas características. CARACTERÍSTICAS MARCANTES DO REALISMO LITERARIO Oposição ao idealismo romântico. Não há envolvimento sentimental Representação mais fiel da realidade Romance como meio de combate e crítica às instituições sociais decadentes, como o casamento, por exemplo Análise dos valores burgueses com visão crítica denunciando a hipocrisia e corrupção da classe Influência dos métodos experimentais Narrativa minuciosa (com muitos detalhes) Personagens analisadas psicologicamente Objetividade Precisão
  6. 6. 2.3 Obras realistas brasileiras As principais obras realistas do Brasil pertencem ao escritor Machado de Assis. Nascido em 1831, no Rio de Janeiro, Machado escreveu obras que foram reconhecidas mundialmente, como Dom Casmurro. Nem eu, nem tu, nem ela, nem qualquer outra pessoa desta história poderia responder mais, tão certo é que o destino, como todos os dramaturgos, não anuncia as peripécias nem o desfecho. Eles chegam a seu tempo, até que o pano cai, apagam-se as luzes, e os espectadores vão dormir. Nesse gênero há porventura alguma cousa que reformar, e eu proporia, como ensaio, que as peças começassem pelo fim. (ASSIS, 1889) É nesse contexto que surge um dos mais importantes escritores de nossa literatura: Machado de Assis. que nasceu na cidade do Rio de Janeiro, era mestiço e de origem humilde. Cresceu sob os cuidados da madrasta Maria Inês, pois assim como a mãe, a portuguesa Maria Leopoldina, seu pai, o mulato Francisco José de Assis, morreu cedo. Apesar de ter frequentado escola pública e começado a trabalhar desde cedo, alcançou boa posição como funcionário público, cargo que lhe proporcionou tranquilidade financeira. Casado com Carolina Xavier de Novais, Machado de Assis dedicou-se à literatura e produziu a melhor prosa brasileira do século XIX. O escritor compôs cerca de duzentos contos. Machado de Assis revela-se mais maduro, a partir da publicação de Memórias póstumas de Brás Cubas; essa marca a segunda etapa de sua produção. Ao longo de sua vida, o escritor desenvolveu uma ironia feroz, retratando um humor velado e amargo em relação àquilo que retrata. Nessa nova fase, incluem-se os romances Quincas Borba, Dom Casmurro, Esaú e Jacó e Memorial de Aires. Entre seus inúmeros contos estão: O alienista, A cartomante, Missa do galo, Uns braços, O espelho, Cantiga de esponsais, Teoria do medalhão, A causa secreta. Machado de Assis também
  7. 7. escreveu: A mão e a luva, Ressurreição, Helena e Iaiá Garcia. , considerados pela crítica como pertencente a primeira fase do escritor mais romântico, embora essas obras também revelam algumas características que futuramente marcarão a fase realista e madura do autor, como a análise psicológica dos personagens, o humor, monólogos interiores e cortes na narrativa. Outras contribuições do Realismo no Brasil foi no teatro, em as peças retratam a realidade do povo brasileiro, dando destaque para os principais problemas sociais da população. Os personagens românticos dão espaço para trabalhadores e pessoas simples. Machado de Assis escreve Quase Ministro e José de Alencar destaca-se com O Demônio Familiar. Luxo e Vaidade do escritor Joaquim Manuel de Macedo também merece destaque. Outros escritores e dramaturgos que podemos destacar: Artur de Azevedo, Quintino Bocaiúva e França Júnior. Artur de Azevedo, escrevendo para o teatro, alcançou enorme sucesso com as peças Véspera de Reis e A Capital Federal. Fundou a revista Vida Moderna, onde suas crônicas eram muito populares. Colecionador de obras (pinturas, gravuras e esculturas) e crítico de arte nos jornais cariocas, constituiu um vasto acervo denominado postumamente de "Coleção Arthur Azevedo de Gravuras". Já Quintino Bocaiúva, fez a aproximação de personalidades civis (chamados de casacas) e militares descontentes com o regime monárquico, especificamente junto a Benjamin Constant Botelho de Magalhães e ao Marechal Deodoro da Fonseca. Foi decisiva sua intervenção nos acontecimentos que levaram à deposição do Imperador e à Proclamação da República Brasileira. Ele foi o único civil a cavalgar, ao lado de Benjamin Constant e do Marechal Deodoro da Fonseca, com as tropas que se dirigiram ao quartel- general do Exército brasileiro, na manhã de 15 de Novembro, quando da proclamação da República. Já França Júnior foi considerado pelos historiadores o principal seguidor de Martins Pena, o que o tornou, cronologicamente, o segundo mais importante autor do teatro brasileiro. Como seu mestre, escreveu para o palco comédias
  8. 8. de costumes e sátiras políticas de grande sucesso, algumas hoje infelizmente desaparecidas. Suas principais obras para teatro foram: Meia hora de cinismo, A república modelo, Tipos de atualidades, Ingleses na costa, Defeito de família, Amor com amor se paga, Beijo de Judas e Como se fazia um deputado, Caiu o ministério, De Petrópolis a Paris e As Doutoras, Portugueses às direitas.
  9. 9. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS Ao longo do desenvolvimento do trabalho, nosso grupo respondeu a todas as perguntas de pesquisa elaboradas sobre qual foi a origem do Movimento Literário Realismo no Brasil, quais foram as suas características, e quais foram as influencias geradas desse movimento. Percebemos, assim, que o Realismo foi muito importante para a história da literatura brasileira, com sua objetividade e precisão, e contribuindo também no teatro e em peças que retratavam a realidade do povo brasileiro, destacando-se nos principais problemas sociais da população. Cremos, dessa forma, aumentamos nosso conhecimento, e também o conhecimento dos leitores, com relação a esse Movimento, com alguns dos principais poetas e artistas plásticos, como: Artur de Azevedo, Quintino Bocaiúva e França Júnior, que foram poetas importantes para este Movimento. O grupo obteve maior conhecimento sobre o Movimento Literário Realismo no Brasil, esperamos que os possíveis leitores adquiram o mesmo conhecimento e dessa forma ter uma visão mais ampla no Realismo no Brasil.
  10. 10. 4. REFERÊNCIAS Disponível em <http://www.mundoeducacao.com/literatura/o-realismo-no- brasilmachado-assis.html > Acesso em: 30 nov. 2014. Disponível em <http://www.brasilescola.com/literatura/realismo.html. Acesso em: 30 nov. 2014. Disponível em <http://www.infoescola.com/literatura/realismo.html. . Acesso em: 01 dez. 2014. Disponível em <http://www.cervantesvirtual.com/bib/portal/FBN/biografias/franca_junior/index. shtml. . Acesso em: 02 dez. 2014. Disponível em <http://pt.wikipedia.org/wiki/França_Júnior. . Acesso em: 02 dez. 2014.

×