Artigo original
D
INTRODUÇÃO
Dentre os distúrbios do sono de maior
prevalência na infância e na fase inicial da
puberdade ...
Artigo original
Em geral, os pacientes não se lembram dos
detalhes do episódio, relatando somente a intensa
sensação de te...
Artigo original
Dos 38 pacientes acompanhados ao longo do
período analisado, seis abandonaram o
tratamento, representando ...
Artigo original
melhora clínica insuficiente após tentativas com o
suposto Simillimum, incluindo Chamomilla, Kali
bromatum...
Artigo original
GRÁFICO 1
A FILOSOFIA HOMEOPÁTICA E A
COMPREENSÃO DO TERROR NOTURNO
Jung avalia que os Distúrbios do Sono,...
Artigo original
GRÁFICO 4
PSICOPATOLOGIA DO TERROR NOTURNO
EM CHAMOMILLA MATRICÁRIA
B · Rheum:
Em Rheum, ressaltamos os so...
Artigo original
GRÁFICO VIII
PSICOPATOLOGIA DO TERROR NOTURNO
EM HYOSCIAMUS NIGER
CONCLUSÃO
OTerror Noturno, de prevalênci...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Terror noturno em pediatria – abordagem homeopática e possibilidades terapêutica

372 visualizações

Publicada em

Terror noturno em pediatria – abordagem homeopática e possibilidades terapêutica

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Terror noturno em pediatria – abordagem homeopática e possibilidades terapêutica

  1. 1. Artigo original D INTRODUÇÃO Dentre os distúrbios do sono de maior prevalência na infância e na fase inicial da puberdade destacam-se o sonambulismo (incidência de 10 a 15%), os pesadelos (7 a 15%) e oTerror Noturno (incidência de 2 a 5% de crianças) (9, 10, 19, 20) . Este incide principalmente em pré-escolares e pode haver um evento psicológico traumático precipitante do início dos quadros. OTerror Noturno cursa sem alterações bioquímicas ou neurológicas detectáveis pelos métodos diagnósticos disponíveis,embora possa estar associado à epilepsia de lobo temporal.De maneira geral,o quadro não costuma ser perigoso, durando cerca de dez a 20 minutos,porém os movimentos sonambúlicos e/ou abruptos que freqüentemente coexistem podem levar a ferimentos de distintos graus de gravidade. 1 Médica homeopata e Pediatra, MembroTitular do IHB 2 Médico homeopata eTerapeuta Junguiano 3 Médico Homeopata, MembroTitular do IHB, Professor de Clínica Homeopática da Uni-Rio 4 Médico Homeopata e Psiquiatra Terror Noturno em Pediatria – Abordagem Homeopática e Possibilidades Terapêuticas Pediatric SleepTerrors –Therapeuthic Possibilities in Homeopathie REGINA S. RODRIGUES1 • LAURO PINHEIRO2 • JORGE LUIZ ANTOLINI3 • PEDRO PAULO CARVALHO4 RESUMO OTerror Noturno é uma patologia geralmente limitada à infância,com prevalência de 2 a 5%, incidindo principalmente na faixa etária dos menores de quatro anos de idade.É caracterizado por um início súbito durante o sono,com gritos e acompanhados por alterações do sistema nervoso autônomo,determinando taquicardia e taquipnéia,dentre outros sintomas. Foram avaliados 38 pacientes portadores deTerror Noturno em tratamento homeopático e os medicamentos, com boa resposta terapêutica, mais freqüentemente prescritos foram Hyosciamus niger, Chamomilla, Rheum, Kali bromatum e Zincum metallicum. Através de uma revisão bibliográfica,buscou-se na Psicologia/Psiquiatria Junguianas a compreensão da psicopatologia doTerror Noturno,correlacionando-se em seguida a dinâmica miasmática dos cinco medicamentos estudados com a abordagem psicopatológica do tema. Unitermos: terapêutica homeopática, desordens do sono, terror noturno.
  2. 2. Artigo original Em geral, os pacientes não se lembram dos detalhes do episódio, relatando somente a intensa sensação de terror vivenciada, o que impede a repertorização homeopática de possíveis visões aterrorizadoras ou pesadelos(9, 10, 18, 20) . O quadro clínico associa-se freqüentemente a descargas do sistema nervoso autônomo, cursando com taquicardia, taquipnéia, sudorese etc. Os pacientes geralmente não respondem ao consolo ou tentativas de serem despertados(9, 10, 18, 20, 24) . Os episódios causam grave comprometimento psicológico, social e ocupacional. Vários estudos indicam que oTerror Noturno, ou oTerror do Sono, ocorre principalmente no primeiro terço da noite, durante os estágios três e/ou quatro do sono. Pode haver associação a outros distúrbios do sono, tais como pesadelos, sonambulismo, epilepsia durante o sono, etc. O estudo da psicopatologia dos Distúrbios do Sono sem fundamentação orgânica, nos quais se inclui oTerror Noturno, objeto de nosso estudo, torna-se necessário ao homeopata, que se disponha a acompanhar e tratar o pequeno paciente portador desta patologia. MATERIAL E MÉTODOS Foram avaliados 38 pacientes portadores de Terror Noturno emTratamento Homeopático no período mínimo de três anos, sob nossa assistência médica homeopática.Após a repertorização homeopática e estudo das matérias médicas, foram prescritos os medicamentos de maior cobertura, baseados na similitude. Consideramos como resposta terapêutica satisfatória a cessação completa dos episódios ou o espaçamento para menos de quatro episódios/ano com duração inferior a dois minutos até um máximo de cinco minutos. Os medicamentos, com boa resposta terapêutica, mais freqüentemente prescritos foram Hyosciamus niger, Chamomilla, Rheum, Kali bromatum e Zincum metallicum. Através de uma revisão bibliográfica,buscou-se na Psicologia/Psiquiatria Junguianas a compreensão da psicopatologia doTerror Noturno, correlacionando-se em seguida a dinâmica miasmática dos cinco medicamentos estudados com a abordagem psicopatológica do tema. RESULTADOS E DISCUSSÃO Em nossa prática ambulatorial, foram atendidas 38 crianças com quadro clínico deTerror Noturno. Em quatro pacientes (10%) havia coexistência de sonambulismo. Houve referência a pesadelos em somente três casos. Não houve associação de epilepsia em nenhum paciente. Ressaltamos que os pesadelos são relativamente constantes noTerror Noturno, porém não são habitualmente lembrados. Freqüentemente, os pacientes referem que tiveram sonhos aterrorizadores, cujo conteúdo foi completamente esquecido. No caso de crianças pequenas este relevante dado é dificilmente captado pela anamnese homeopática. Hyosciamus niger, Chamomilla, Rheum, Kali bichromicum e Zincum metallicum foram os medicamentos mais prescritos com boas respostas terapêuticas (Tabela 1). O estudo centrou-se nos 32 pacientes que regularmente foram por nós acompanhados. TABELA 1 MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS PRESCRITOS COM BOA RESPOSTA TERAPÊUTICA NO TRATAMENTO DO TERROR NOTURNO Medicamentos Nº de Porcentagem Casos (%) Hyosciamus niger 10 31,3 Hyosciamus niger + Chamomilla 01 3,1 Hyosciamus niger + Rheum 02 6,2 Chamomilla 09 28,1 Rheum 03 9,3 Kali bromatum 04 12,5 Zincum metallicum 02 6,2 Outro remédio 01* 3,1 TOTAL 32 100,0 *outro remédio = Phos.
  3. 3. Artigo original Dos 38 pacientes acompanhados ao longo do período analisado, seis abandonaram o tratamento, representando uma perda de 15,7% na amostra estudada. Dos 32 pacientes restantes, a classificação da gravidade doTerror Noturno pode ser vista na tabela 2.A classificação da gravidade do quadro se apoia na duração dos episódios em minutos e a periodicidade nos seguintes grupos: • Grupo 1 longo intervalo (acima de 30 dias) entre as crises, com duração dos episódios inferior a dois e um máximo de cinco minutos. • Grupo 2 Longo intervalo (acima de 30 dias) entre as crises, com duração superior a cinco minutos. • Grupo 3 Intervalo inferior a 30 dias entre as crises (i.é, mais de um episódio mensal), e duração inferior a cinco minutos. • Grupo 4 Intervalo inferior a 30 dias entre as crises e duração superior a cinco minutos. TABELA 2 AGRUPAMENTO DOS PACIENTES COM TERROR NOTURNO (T.N.) EM RELAÇÃO À GRAVIDADE. Gravidade do T.N. Nºde Pacientes % Grupo 1 03 9,3 Grupo 2 12 37,5 Grupo 3 16 50,0 Grupo 4 01 3,1 TOTAL 32 100,0 Como podemos observar, 50% dos pacientes apresentavam intervalo inferior a 30 dias entre as crises, as quais duravam menos de cinco minutos. A avaliação do agrupamento dos pacientes segundo a faixa etária (Tabela 3) revela que ocorreu uma maior prevalência doTerror Noturno nos menores de dois anos (46,8%) seguidos da faixa dos dois aos quatro anos (34,3%), perfazendo nestes dois grupos um total percentual de 81,1%. TABELA 3 AGRUPAMENTO DOS PACIENTES COM TERROR NOTURNO SEGUNDO A FAIXA ETÁRIA Faixa Etária Nº de Pacientes (%) < 2 anos 15 46,8 2-4 anos 11 34,3 4-6 anos 03 9,3 6-8 anos 01 3,1 > 8 anos 02 6,2 TOTAL 32 100,0 Quando se compara a faixa etária com a gravidade do quadro no momento da consulta, encontra-se uma maior freqüência dos quadros classificados como grupos três e quatro em nosso estudo,nos menores de quatro anos (80% dos casos praticamente).Como a maioria das crianças em nosso estudo localiza-se neste grupo etário, este fato não pode ser conclusivo de uma maior gravidade clínica em crianças mais jovens,o que incorreria num viés de análise.Contudo,Piaget chama a atenção para a chamada“etapa pré-lógica infantil”,localizada entre os dois e os seis anos de idade,na qual a criança ainda não possui uma nítida distinção entre realidade e fantasia,podendo acordar apavorada com algo com o qual sonhou,o que explicaria,ao menos em parte,a maior incidência doTerror Noturno nos pré-escolares. Dos medicamentos prescritos segundo o Grupo de Gravidade,com resposta terapêutica satisfatória (cessação das crises ou espaçamento/diminuição da duração dos episódios para menos de três episódios/ano,com duração inferior a cinco minutos),as melhores respostas foram obtidas com Hyosciamus niger (exclusivo ou associado de forma alternada,a algum dos outros medicamentos),seguidos de Chamomilla (Tabela 4).O Prof.Alfredo Eugênio Vervloet já salientara a importância de Hyosciamus niger no tratamento dos Distúrbios do Sono em pediatria,particularmente para os pesadelos e o Terror Noturno (Comunicação oral,1986). A opção pelo uso associado de Hyosciamus niger ocorreu nos casos de falha terapêutica ou
  4. 4. Artigo original melhora clínica insuficiente após tentativas com o suposto Simillimum, incluindo Chamomilla, Kali bromatum e Rheum,e resposta também insatisfatória com o uso exclusivo de Hyosciamus niger. Das 32 crianças comTerror Noturno e homeopaticamente controladas, 14 (44%) foram medicadas com Hyosciamus niger exclusivamente ou de forma associada a outro medicamento (Tabela 4). Chamomilla foi o segundo medicamento mais utilizado, seguido por Rheum e, finalmente Kali bromatum e Zincum metallicum. Um paciente que apresentava episódios de sonambulismo, por vezes associado aoTerror Noturno, foi bem controlado pelo seu provável Simillimum (Phosphorus), prescrito em esquema de dose única. TABELA 4 ANÁLISE GLOBAL DOS MEDICAMENTOS PRESCRITOS COM BOA RESPOSTA TERAPÊUTICA E SEGUNDO O GRUPO DE GRAVIDADE NO TRATAMENTO DO TERROR NOTURNO Gravidade Nº de Medicamentos do T.N. Casos prescritos/ Nº de Casos (n) Grupo 1 03 Chamomilla (n=2); Rheum (n=1) Grupo 2 12 Hyosciamus niger (n=5); Chamomilla (n=3); Zincum metallicum (n=1); Hyosciamus niger + Chamomilla (n=1); Hyosciamus niger + Rheum (n=1); O.R.* (n=1) Grupo 3 16 Hyosciamus niger (n=5); Kali bromatum (n=4); Chamomilla (n=4); Rheum (n=2); Hyosciamus niger + Rheum (n=1) Grupo 4 01 Hyosciamus niger + Rheum (n=1) TOTAL 32 –– *O.R. = Outro Remédio (Phosphorus) ABORDAGEM JUNGUIANA NA PATOGÊNESE DO TERROR NOTURNO A simbologia da noite pode auxiliar na compreensão doTerror Noturno. Para os gregos, a Noite era filha do Caos e mãe do Céu (Urano) e daTerra (Gaia). Este fato aponta para as possibilidades opostas da Noite: elevação (Céu) ou ligações telúricas (Terra). O sono é a possibilidade de retorno, de sonhos profundamente reveladores - veículo de comunicação do Self com o ego - ou, ao contrário, palco de distúrbios desesperadores como oTerror Noturno(8) . Chevalier(8) refere a relação da noite com a escuridão, o sono, as angústias e, ainda, a ternura e o cuidado. “A noite percorre o céu envolta num véu sombrio, num carro puxado por quatro cavalos Brancos, seguida de suas filhas, as Fúrias”. Da simbologia acima descrita, podemos deduzir que oTerror Noturno tem como base arquetípica o medo do escuro, do desconhecido, o encontro do indivíduo com as furiosas filhas da noite - as Fúrias. Por que os aspectos tenebrosos da noite causam oTerror Noturno em determinados indivíduos? Segundo o Pensamento Filosófico Homeopático, devido à brecha psórica destes pacientes, a prescrição do Simillimum é a forma mais eficaz de auxiliá-los (Gráfico 1). Paschero refere que o homeopata “deve possuir uma atitude interna que o permita perceber o ser humano no Cosmos, tendo realmente um critério antropológico existencial”. Esta é a contribuição que o estudo da Simbologia e da Psicologia Junguiana proporciona ao médico homeopata.
  5. 5. Artigo original GRÁFICO 1 A FILOSOFIA HOMEOPÁTICA E A COMPREENSÃO DO TERROR NOTURNO Jung avalia que os Distúrbios do Sono, incluindo os pesadelos e oTerror Noturno, devem-se a estímulos poderosos, de ordem afetiva, que não se extinguem com a inibição da consciência durante o sono e, por isto, acompanham-no, dando-lhe uma tônica permanente(14) . No gráfico 2 procurou-se estabelecer um paralelismo entre os distúrbios do Sono, do tipo Terror Noturno, segundo a Homeopatia e a Psicologia Junguiana. GRÁFICO 2 PSICOGÊNESE DO TERROR NOTURNO AVALIAÇÃO DO TERROR NOTURNO EM PEDIATRIA A anamnese homeopática deverá buscar sempre os sintomas mentais profundos do pequeno paciente comTerror Noturno (Gráfico 3), atentando para os seguintes tópicos: • Há sintomas relacionados com o Medo ao Dano? • Há sentimentos fortes de Culpa, que poderiam se relacionar com o Medo ao Castigo? • Há delírios persecutórios, de julgamento e/ou condenação? • Há ilusões ou sonhos aterrorizadores(3) ? GRÁFICO 3 SINTOMAS HOMEOPÁTICOS RELACIONADOS COM O TERROR NOTURNO CORRELAÇÃO ENTRE A DINÂMICA MIASMÁTICA DE CHAMOMILLA, RHEUM, KALI BICHROMICUM E ZINCUM METALLICUM, COM O TERROR NOTURNO: A · Chamomilla matricária: Dentre os sintomas mentais de Chamomilla matricária surgem o sentimento de culpa, com o projetado medo do castigo, os sonhos assustadores e a ilusão de ser perseguido por inimigos que podem contribuir com uma alta carga de energia psi durante o sono resultando nos quadros de Terror Noturno (Jung). Esquematicamente, teríamos (Gráfico 4): T E R R O R N O T U R N O • Alterações psicomotoras, sensoriais e perceptíveis • Sonhos perturbadores (muitas vezes não lembrados) Pré-Psora Psora Condição vulnerável do Ego Terror Noturno Sintoma Primário Profundo Inconsciente (Psora) Circunstâncias vivenciadas pelo paciente Partes do Consciente em grande agitação psicológica Conteúdos do Inconsciente com uma Carga muito grande de energia Culpa e Medo do Castigo Delírios ou pesadelos persecutórios e/ou aterrorizadores Medo ao Dano
  6. 6. Artigo original GRÁFICO 4 PSICOPATOLOGIA DO TERROR NOTURNO EM CHAMOMILLA MATRICÁRIA B · Rheum: Em Rheum, ressaltamos os sonhos assustadores e o sentimento de culpa na psicogênese doTerror Noturno (Gráfico 5) GRÁFICO 5 PSICOPATOLOGIA DO TERROR NOTURNO EM RHEUM C · Kali bromatum: Kali-bromatum tem como núcleo psórico profundo a ilusão de ser o objeto da vingança divina.Apresenta, ainda, no quadro mental: Sonhos assustadores, ilusões persecutórias e culpa com a referida projeção de medo ao castigo. Esquematicamente, teríamos (Gráfico 6): GRÁFICO 6 PSICOPATOLOGIA DO TERROR NOTURNO EM KALI-BROMATUM D · Zincum metallicum: Zincum metallicum sofre de ansiedade de consciência (culpa), ilusões persecutórias, pesadelos e acentuado Medo ao Dano. Estes sintomas responderiam pela elevada carga de energia psi resultando noTerror Noturno. Esquematicamente, teríamos (Gráfico 7): GRÁFICO 7 PSICOPATOLOGIA DO TERROR NOTURNO EM ZINCUM METALLICUM E · Hyosciamus niger: Na psicopatologia do terror noturno de Hyosciamus niger, temos o seguinte esquema (Tabela 8): Terror Noturno Ilusões Persecutórias Sonhos Assustadores Culpa Medo do Castigo Terror Noturno Culpa Medo do Castigo Sonhos Assustadores Culpa Medo do Castigo Terror Noturno Ilusões de ser o objeto da vingança divina Ilusões de ser perseguido por inimigos Sonhos Assustadores (pesadelos) Culpa Medo do Castigo Medo ao Dano Terror Noturno Pesadelos Ilusões Persecutórias
  7. 7. Artigo original GRÁFICO VIII PSICOPATOLOGIA DO TERROR NOTURNO EM HYOSCIAMUS NIGER CONCLUSÃO OTerror Noturno, de prevalência relevante e consequências importantíssimas para a criança e seus familiares, não apresenta causa orgânica detectável. O emprego de medicamentos homeopáticos evidenciou a possibilidade de auxilio terapêutico aos pacientes pediátricos portadores de distúrbios do sono. O estudo associado da psicogênese Junguiana das doenças mentais e da abordagem semiológica e patogenética homeopática auxiliou na compreensão doTerror Noturno. ABSTRACT NightTerrors or SleepTerrors are characterized by a sudden arousal from slow wave sleep with a piercing scream of cry and by autonomic nervous system discharge, with alterations on the heart and lungs, such as taquycardia and tachipnea, together. The episodes cause clinically significant distressis limited to childhood in general,specially above four years old.Some children have less than one episode of night terror per month,but others have more than one per week. Nowadays there is no cientifically efficient alopatic treatment. Homeopathic treatment may be very useful on the control of this pediatric pathology. Keywords: NightTerrors, Pavor Nocturnos, Sleep Disorders, HomeopathicTreatment. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1. ADAMS, R.;VICTOR, M.; ROPPER,A.M. Principles of Neurology. San Francisco: McGrall Hill, 1997. 2. ALLEN,T. The Guiding Symptons of our Materia Medica. New Delhi: B. Jain Publisher, 1980. 3. ANTOLINI, J. L.Tratamento homeopático da sindrome da paralisia do sono. Homeop. Bras., Rio de Janeiro, v.1, n.1, p. 20-24, 1994. 4. ANTOLINI, J.L.; PINHEIRO, L. Sonhos e Anamnese Homeopática. Rio de Janeiro: I.H.B. apostila, 1998. 5. BARTHEL, H. Synthetic repertory: psychic and general symptoms of the homoeopathic materia medica. Heidelberg: Karl F. HaugVerlag, 1973 . 6. BOERICKE,William. Matéria Médica Homeopática. Rio de Janeiro: Copyright B. Fraenkel, 1990. 7. BRUNINI, C.A. A criança de...:61 remedios homeopáticos. Sao Paulo: Mythos, 1997. v.2 8. CANANI, S.; SILVA, F.A.A Evolução do Sono do Feto ao Adulto. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, 74 (5): 1998. 9. CHEVALIER, J., GHEERBRANT,A. Dicionario de Símbolos. 4.ed. Rio de Janeiro: José Olympio,1991 9. DEMENT,W.C. Rest Forum of the Sleep Disorders: Sleep Terrors. Med Site, 1999. 10. FORUM/AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION.Washington. Med Site, 1994 11. FOUCAULT, M. Doença Mental e Psicologia. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1988. 12. HAHNEMANN, S. Matéria Médica Pura. New Delhi : B. Jain Publisher, 1980. 13. HERING, C. The Guiding Symptons of our Materia Medica. New Delhi: B. Jain Publisher, 1980. 10v. 13. JUNG, C.G. Patogênese das Doenças Mentais: Distúrbios do Sono. Petrópolis.Vozes, 1990. 14. JUNG, C. G. Energia psiquica. Petropolis:Vozes, 1990 15. JUNG,C.G.Psicologia do Inconsciente.Petrópolis:Vozes,1990. 16. JUNG, C.G. O Homem e Seus Símbolos. 15. ed. Rio de Janeiro. Nova Fronteira, 1997. 17. KIDSHEALTH ORGANIZATION. NightTerrors – Forum. Med Site, 1998. 18. LIMA,A. Pediatria Essencial (Perturbação do Sono). 4.ª ed. São Paulo,Atheneo. 19. NELSON. Pediatrics.Textbook. Philadelphia. Saundess, 1996. 20. PASCHERO,T. P. Homeopatia. 5.ed. Buenos Aires: El Atheneo, 1991 21. PONCET, J. E. Homeopathie pediatrique: psycopathologie. Lyon: Boiron, 1994 22. RIBEIRO FILHO,Ariovaldo. Repertorio de sintomas homeopáticos. São Paulo: Robe, 1995. 23. RICHARDS,W.R. NightTerrors; Mental health. Med Site, 1997-1998. 24. VIEIRA, G.R. Zincum metallicum. Rio de Janeiro: IHB. Apostila, s/data. Endereço para correspondência: Instituto Hahnemanniano do Brasil - Rua Frei Caneca 94, 2º andar - Centro, Rio de Janeiro. CEP 20211-040 Culpa Medo do Castigo Terror Noturno Ilusão de ter traído Delírios Persecutórios Sonhos assustadores

×