Dons do espírito santo 2

3.135 visualizações

Publicada em

2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.135
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
226
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dons do espírito santo 2

  1. 1. Profecia do derramamento dos Dons do Espírito Santo E acontecerá, depois, que derramarei omeu Espírito sobre toda a carne; vossosfilhos e vossas filhas profetizarão, vossosvelhos sonharão, vossos jovens terãovisões; até sobre os servos e sobre asservas derramarei o meu Espírito naquelesdias. (Joel 2:28-29).
  2. 2. Em vários pontos o Antigo Testamento aponta para um tempo em que haverá uma capacitação MAIOR do Espírito Santo, que se estenderia a todo o povo de Deus.João Batista, aumenta a expectativa do povo, quandoanuncia que depois dele virá alguém que batizará com oEspírito Santo e com fogo. (Mt 3.11).Jesus inicia seu ministério, com a plenitude e o poderdo Espírito Santo. (Lc 4:31-41).
  3. 3. PentecostesO derramamento do Espírito Santo sobre a Igrejana plenitude e no poder da nova aliança ocorreu noPentecostes. Antes de subir ao céu, Jesus ordenouaos seus apóstolos que não se ausentassem deJerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai,que era o batismo com o Espírito Santo. (Atos 1:4-8).
  4. 4. Ministério de Jesus X Ministério dos discípulosCaracterísticas do Pentecostes:•Os discípulos presentes no Pentecostes entenderam que apregação evangelística era poderosa, para a libertação daopressão demoníaca, a cura física e talvez também a profecia,os sonhos, a as visões que começariam, e que seria distribuído entre eles, e que essas evidências caracterizavam a era da NovaAliança que começou no Pentecostes.• Uma ampla distribuição dos dons espirituais entre eles. A Igreja Apostólica era caracteristicamente uma Igreja que operava milagres!
  5. 5. O Propósito dos dons espirituais na Era do Novo Testamentoa) Para equipar a igreja afim de que ela desenvolva seu ministério até que Cristo volte. I Co 1.7-9.b) Para que ela pregue o evangelho com eficácia. Atos 1.8. c) Para edificação da igreja e o aperfeiçoamento dos santos, I Co 14.12; Ef 4.12. Paulo lembra aos crentes que deviam procurar Progredir no uso dos dons espirituais.
  6. 6. Os dons nos trazem alegria e refrigério
  7. 7. Os dons espirituais proporcionam um antegozo da era vindoura. I Co 1.5,7. Quantos dons existem? I Corintios 12.28 I Corintios 12:8-10 1. Apostolo 1. Palavra de sabedoria 2. Profeta 2. Palavra de conhecimento 3. Mestre 3. Fé 4. Milagres 4. Dons de curar 5. Variedade de 5. Milagres curas 6. Profecias 6. Socorros 7. Discernimento de espíritos 7. Administração 8. Línguas 8. Línguas 9. Interpretação de línguas
  8. 8. Quantos dons existem?Efésios 1.111. Apóstolo2. Profeta3. Evangelista4. Pastor-mestre I Corintios 7.7 1. CasamentoRomanos 12:6-8 2. Celibato1. Profecia2. Serviço3. Ensino I Pedro 4.114. Encorajamento Abrangendo vários dons5. Contribuição 1. Todo aquele que fala6. Liderança 2. Todo aquele que serve7. Misericórdia
  9. 9. Os dons podem variar:•Quanto ao poder da fé. Rm 12.6.•De acordo com a excelência. I Tm 4.14.•Reavivamento dos dons. I Tm 1.6. Apolo, por exemplo, tinha o dom da pregação e ensino, conforme Atos 18.24. Paulo, tinha o dom de falar em línguas muito eficaz, usado com muita freqüência, conforme I Co 14.18. Essa variação no poder dos dons espirituais depende de uma combinação de influência divina e humana. A influencia divina é individualmente (I Co 12.11) A influencia humana vem da experiência, sabedoria, capacidade natural no uso daquele dom, aptidão (I Co 4.7).
  10. 10. Ninguém tem todos os dons e não há nenhum dom que seja comuma todos, pois há diversidade de dons no corpo, para promover aunidade, e nenhum dom é melhor que o outro. “Porventura, são todos apóstolos? Ou, todos, profetas? São todos mestres? Ou, operadores de milagres? Têm todos dons de curar? Falam todos em outras línguas? Interpretam-na todos? “. I Co 12.29-30. Descobrindo e buscando os dons espirituais: Paulo diz simplesmente que os crentes de Roma, usem seus dons de várias maneiras: “... Se profecia, seja segundo a proporção da fé... O que contribui, com liberalidade; o que preside, com diligencia, Quem exerce misericórdia, com alegria”. Romanos 12:6-8. “Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, Como bons despenseiros da graça de Deus”. I Pedro 4.10.
  11. 11. Os dons são ferramentas para o crescimento da igreja•Os dons espirituais são dados a todos os crentes, (I Co 12.7, 11; I Pe 4.10).• Os dons espirituais não são necessariamente sinais de maturidadecristã, pois as vezes, os irmãos ainda são muito imaturos em muitasáreas de conduta e doutrinas. (I Co 3.1; Mt 7:22-23).•A maturidade vem quando e anda no caminho seguindo os passosde Jesus, e discernindo com sabedoria as debilidades individuais ehumanas, mantendo a mente cativa à obediência de Cristo. (I Jo 2.6).
  12. 12. Palavra de sabedoria e Palavra de ConhecimentoPaulo escreve: “A um é dada, mediante o Espírito, a palavra dasabedoria; e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra deConhecimento”. I Co 12.8.1) Pensa-se que esses dons sejam a capacidade de receber uma “revelação especial”, ou seja, falar palavras que manifestam sabedoria numa situação ou conhecimento específico na vida de alguém ou na igreja (de forma miraculosa).2) A outra interpretação seria, simplesmente receber o dom de falar sabiamente em várias situações, e palavra de conhecimento adquirida no curso normal da vida, discernindo situações de forma eficaz e produtiva pelas experiências com Deus.
  13. 13. Exemplos bíblicos:•Em ambos os casos tanto o conhecimento como a sabedoria, sãodons característicos dos mestres da Bíblia, dos presbíteros e doscristãos mais maduros.•Palavras de sabedoria (Atos 6.1-6 – a escolha dos primeirosdiáconos); Atos 6.10 (a sabedoria de Estevão na proclamação doEvangelho); Atos 15:19-29 (a decisão do concílio de Jerusalém); e aténo pronunciamento do rei Salomão: “Dividir em duas partes omenino vivo e daí a metade a uma e a outra metade a outra”. (I Rs3.25; I Co 6:5-6).
  14. 14. Em I Corintios 12:8-10Quais são os dons não miraculososnessa lista de Paulo?Palavra da sabedoriaPalavra do conhecimentoFéDons de curaMilagresProfeciaDiscernimento de espíritosLínguasInterpretação de Línguas
  15. 15. Discernimento de espíritos e batalha espiritual•Citação: I Co 12.10.• Esse dom é mencionado uma única vez no Novo Testamento,mas está intrinsecamente ligado a outras passagens referentes abatalha espiritual que ocorre entre cristãos e espíritosdemoníacos.•Definição clássica: Discernimento de espíritos é uma capacidadeespecial de reconhecer a influencia do Espírito Santo ou de espíritosdemoníacos numa pessoa.Mt 10.26; Ap 20.11-15; I Co 12.2; I Jo 4.1; Lc 13.11; At 16.16; Mc9:25,29; I Jo 4.6;.
  16. 16. Discernimento de EspíritosExistem momentos em que a presença do inimigo são evidentes,(I Co 12.2-3, I Jo 4.1-6 – declaradas falsas doutrinas)As vezes por gestos físicos violentos e estranhos, especialmentediante de uma pregação cristã. (Mc 1.24; 9.20; Mt 8.29).A influencia de Satanás é caracteristicamente destrutiva,e a pessoa influenciada por um demônio exerce uma influência destrutiva sobre a igreja, além de ser autodestrutiva em si.Mais além dessas indicações exteriores de influencia demoníaca, há uma percepção mais subjetiva que ocorre no nível espiritual e emocional, pela qual se discerne os espíritos.
  17. 17. Acesse e siga...http://mergulhandonapalavracampinagrande.blogspot.com/

×