PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 1
Olá...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 2
7 S...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 3
Que...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 4
(B)...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 5
(B)...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 6
Ási...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 7
Que...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 8
“co...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 9
Na ...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 10
“m...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 11
te...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 12
Qu...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 13
Qu...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 14
an...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 15
Qu...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 16
au...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 17
(C...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 18
Qu...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 19
(E...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 20
(E...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 21
cr...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 22
Qu...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 23
al...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 24
es...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 25
el...
PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS)
PROFESSOR TERROR
Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 26
GA...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 00

200 visualizações

Publicada em

exercícios de português para inss

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
200
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 00

  1. 1. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 1 Olá! É um prazer trabalhar na sua aprovação ao INSS. Meu nome é Décio Terror Filho (isso mesmo, Terror é nome, não é apelido não!!!!). Atuo no ensino da Língua Portuguesa para concurso público há doze anos e venho estudando as principais estratégias de abordagem de prova das diversas bancas. Sou professor concursado na área federal, com especialização na didática, no ensino a distância e na produção de texto. Isso tem ajudado bastante nos métodos utilizados em nossas aulas. O curso de Português para Técnico do Seguro Social do INSS (questões comentadas) tem um diferencial dos demais cursos disponibilizados no site: o público-alvo é o aluno que já vem desenvolvendo seu estudo teórico e quer agilidade e treinamento, com muitos exercícios. Por isso, procuraremos ser pontuais nas respostas e abordar uma maior quantidade de questões para seu estudo ser bem eficaz. Seguiremos estritamente o edital, e todas as questões comentadas neste curso serão da banca Fundação Carlos Chagas, para nos canalizarmos à tendência dessa banca e às suas peculiaridades. Neste curso serão priorizadas questões de nível técnico, mas apresentaremos também algumas de nível analista, para que você possa trabalhar todos os níveis de dificuldade das questões, de forma que nada será novidade na prova. Críticas ao material e à abordagem do professor são sempre bem-vindas e não há qualquer melindre em recebê-las, porque o FOCO é seu aproveitamento e VOCÊ TEM TODO O DIREITO DE SUGERIR, QUESTIONAR, SOLICITAR MAIS EXPLICAÇÕES, MAIS QUESTÕES etc. Bom, se tudo for para melhorar seu desempenho, isso é importante também para mim. A banca Fundação Carlos Chagas tem uma forma bem característica de cobrar o fundamento gramatical. As provas são muito bem arquitetadas e vale lembrar que a AGILIDADE do candidato faz a diferença na aprovação. Por isso nosso curso vai lhe dar toda a base necessária para o bom aproveitamento. Observe pelo nosso cronograma que as aulas são voltadas ao tipo de questão. Sempre procuraremos abordar a teoria dentro da resposta das questões de forma que você não perca a oportunidade de aprender com a questão. Veja o que está previsto no edital do INSS! 1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. Português para INSS – Técnico do Seguro Social (questões comentadas)
  2. 2. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 2 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regências nominal e verbal. 11 Significação das palavras. 12 Redação de correspondências oficiais. A distribuição dos assuntos nas aulas foi feita de maneira a abordar mais facilmente o entendimento da matéria com a resolução das questões. Conteúdo Programático: Aula 00: Ortografia. Aula 01: Sintaxe da oração e pontuação. Aula 02: Sintaxe do período e pontuação. Aula 03: Concordância nominal e verbal. Aula 04: Regências nominal e verbal. Emprego do sinal indicativo de crase. Aula 05: Compreensão e interpretação de textos. Tipologia textual. (+ 1 prova comentada na íntegra) Aula 06: Significação das palavras. Acentuação gráfica (+ 2 provas comentadas na íntegra) Aula 07: Redação de correspondências oficiais. (+ 1 prova comentada na íntegra) Aula 08: 3 provas comentadas na íntegra Esta aula é apenas uma demonstração da didática. Nas próximas, teremos em cada aula aproximadamente 60 páginas, com, no mínimo 60 questões, todas comentadas. Então, prepare-se para realizar muuuuuiiiitaaaas questões, pois ainda teremos as provas comentadas!!!! Ortografia Ao analisarmos as provas da FCC, percebemos que a ortografia é muito cobrada, mas associada a outro assunto, como concordância, pontuação etc. Para esta aula, procuramos selecionar questões que só cobram a ortografia, mas em alguns momentos mencionaremos algumas regras de acentuação gráfica. Porém, lembre-se de que esse assunto será aprofundado nas próximas aulas, ok! Você vai notar que este assunto é simples, não necessitando de muita decoreba, pois muitas palavras se repetem. Por isso é importante realizarmos as questões a seguir. Aula demonstrativa
  3. 3. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 3 Questão 1: TRF 5ªR 2003 Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. A frase em que a grafia e a acentuação estão em conformidade com as prescrições da norma padrão da Língua Portuguesa é: (A) Ao se estender esse viez interpretativo, correm o risco de por tudo à perder, na medida em que será alterada a estratégia da pesquisa previamente adotada. (B) Sua pretenção ao consenso esvaiu-se quase que de repente, quando notou que entorno de si as pessoas mais pareciam descansar que dispostas à debates. (C) Tomou como ultrage a displicência com que foi recebido, advinhando que o mal-estar que impregnava o ambiente era mais que uma questão eminentemente pessoal. (D) Estava atrás de um acessório que o despensasse de promover a limpeza do aparelho e sua conseqüente manutenção depois de cada utilização, mas não pôde achá-lo por alí. (E) Quando se considera a par do tema, ajuíza sem medo, mas, ao se compreender insipiente, pára tudo e pede aos especialistas que o catequizem no assunto para não passar por néscio. Comentário: A alternativa (E) é a correta. Veja que “ajuíza” possui acento por possuir hiato “ui”, “insipiente” está corretamente grafado por significar “ignorante” (sem “sapiência”). O verbo “pára” tinha acento gráfico antes da Reforma Ortográfica para diferenciar-se da preposição “para”. Hoje em dia esta palavra não tem mais acento. O verbo catequizar é grafado com “z”, apesar de o substantivo “catequese” ser grafado por “s”. Por isso, “catequizem” está correto. O vocábulo “néscio” está corretamente grafado e significa ignorante. Veja as palavras das demais alternativas já com correção: (A) Ao se estender esse viés interpretativo, correm o risco de pôr tudo a perder, na medida em que será alterada a estratégia da pesquisa previamente adotada. (B) Sua pretensão ao consenso esvaiu-se quase que de repente, quando notou que em torno de si as pessoas mais pareciam descansar que dispostas a debates. (C) Tomou como ultraje a displicência com que foi recebido, adivinhando que o mal-estar que impregnava o ambiente era mais que uma questão eminentemente pessoal. (D) Estava atrás de um acessório que o dispensasse de promover a limpeza do aparelho e sua conseqüente manutenção depois de cada utilização, mas não pôde achá-lo por ali. (Veja que o trema na época da prova era utilizado.) Gabarito: E Questão 2: TRT 16ªR 2009 Técnico A frase em que há palavras escritas de modo INCORRETO é: (A) A aridez que sempre caracterizou as paisagens do Nordeste brasileiro aparece agora, para assombro de todos, na região Sul, comprometendo as safras de grãos.
  4. 4. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 4 (B) Alguns estudiosos reagem com sensatez às recentes explicações, considerando se o papel da bomba biótica é realmente crucial na circulação do ar. (C) Se for comprovada a correção da nova teoria, a preservação das florestas torna-se essencial para garantir a qualidade de vida em todo o planeta. (D) O desmatamento indescriminado, que reduz os índices de chuvas e altera o ciclo das águas, pode transformar um continente em um estenso e inabitável deserto. (E) Com ventos mais próximos ao mar, o ar úmido resultante da evaporação da água do oceano é puxado para o continente, distribuindo a chuva ao redor do planeta. Comentário: O correto é “indiscriminado” e “extenso”. Uma curiosidade: o verbo é “estender” e o adjetivo é “extenso”. Gabarito: D Questão 3: TRT 23ªR – 2007 – Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras da frase: (A) A corrupção só se extingue ou diminue quando os justos intervêm para que as boas causas prevalesçam. (B) Os homens que usufruem de vantagens a que não fazem jus cultivam a hipocrisia de propalar discursos moralizantes. (C) Contra tantos canalhas audases há que haver a reação dos que têm a probidade como um valor inerente ao exercício da cidadania. (D) Há uma inestricável correlação entre a apatia dos bons cidadãos e a desenvoltura com que agem os foras-da-lei. (E) Deprende-se que houve êxito das iniciativas dos homens de bem quando os prevaricadores sentiram cerceada sua área de atuação. Comentário: A alternativa (B) é a correta. Note o verbo “usufruir” (vem de usufruto) e “jus” (lembre-se de justiça). Agora, vejamos as correções das demais alternativas. Na (A), “diminui”, “prevaleçam”. Na (C), “audazes”. Note que a locução verbal deve ser “há de haver”. É com o verbo “ter” que existem as duas possibilidades: “tem que haver”, “tem de haver”. Na (D), “inextricável”. Note que o vocábulo “foras-da-lei”, à época da prova, exigia hífen. Com a nova reforma, o hífen foi abolido. Na realidade, a banca não cobrou o uso do hífen, mas a flexão deste substantivo, a qual está corretíssima. Na (E), “Depreende-se”. Gabarito: B Questão 4: TRT 20ªR 2002 Analista Há palavras escritas de modo INCORRETO na alternativa: (A) Investimentos maciços em educação, saúde e reforma agrária constituíram a fórmula utilizada por países mais atrasados do que o Brasil, para reduzir os índices de pobreza.
  5. 5. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 5 (B) O problema da miséria no Brasil apresenta componentes bem mais perversos do que a simples escassez de recursos, que caracteriza o problema em outros países, como no continente africano. (C) Os recursos gastos na área social acabam sendo insuficientes, como por exemplo, a parcela mínima destinada ao saneamento básico, importante para aumentar a expectativa de vida da população. (D) A desnutrição, resultado da falta de ingestão de proteínas e de outras substâncias, degenera em má-formação do sistema neurológico, com danos irreversíveis, na maioria das vezes. (E) Vários estudos afirmam que a taxa de miséria só baixará quando houver crecimento da economia, assossiado a um modelo mais justo de distribuição de renda para a população. Comentário: O correto é “crescimento” e “associado”. Gabarito: E Questão 5: TRT 24ªR 2003 Analista Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) Ao ascender à condição de um grande sistema de mercados, a economia mundial propisciou o poder hegemônico dos grandes conglomerados financeiros. (B) Se os grandes centros econômicos não se emiscuíssem decisivamente nas economias nacionais, talvez estas lograssem alcançar um índice expressivo de desenvolvimento. (C) Os economistas podem discentir quanto às soluções para o nosso desenvolvimento, mas reconhecem que o imperialismo econômico é um fator crucial para nosso atraso. (D) A necessidade de sincronizar o ritmo de nossa economia com o da expansão da economia global constitui uma das exigências mais difíceis de serem atendidas. (E) Não fosse a dicotomia das direções econômicas com que nos deparamos, o Brasil talvez não se firmasse numa posição de maior relevância entre os países emerjentes. Comentário: Na alternativa (A), o correto é “propiciou”. Na alternativa (B), o correto é “imiscuíssem” (intrometer-se). Na alternativa (C), o correto é “dissentir” (desacordo). Na alternativa (E), o correto é “emergentes”. Gabarito: D Questão 6: TRT 20ªR 2006 Técnico Há palavras escritas do modo INCORRETO na frase: (A) Gozar a vida com qualidade é objetivo de muitos profissionais que não hesitam em deixar seu país de origem, para trabalhar no exterior. (B) Países emergentes têm apresentado desenvolvimento consistente em produção científica, indicador seguro dos benefícios trazidos pela globalização. (C) Produção científica está deixando de ser previlégio dos países mais ricos, pois dados rescentes apontam salto qualitativo em ciência e tecnologia na
  6. 6. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 6 Ásia. (D) Observa-se um aspecto reverso em relação ao fenômeno de migração: profissionais altamente habilitados e capazes emigram do primeiro mundo, atualmente. (E) A capacidade de um país de produzir sua própria tecnologia torna-se excelente instrumento de percepção da solidez de seu desenvolvimento. Comentário: O correto é “privilégio”, “recentes”. Gabarito: C Questão 7: TRT 24ªR 2006 Técnico Há palavras escritas de forma INCORRETA na frase: (A) Os proprietários, conscientes da necessidade de preservar o equilíbrio ecológico, criaram regras rígidas de controle das atividades de turismo. (B) Os emprendimentos turísticos da região Centro-Oeste são divercificados, desde atividades culturais até a prática de esportes náuticos e radicais. (C) As atividades turísticas no Pantanal devem adaptar-se às condições climáticas da região, que permanece alagada e intransitável metade do ano. (D) A exploração não predatória das maravilhas naturais da região Centro- Oeste constitui um itinerário bastante atraente para o turismo ecológico. (E) O turismo ecológico é seletivo e oferece atrações, como o lazer urbano e rural, que não comprometem o equilíbrio do meio ambiente. Comentário: O correto é “empreendimentos” e “diversificados”. Gabarito: B Questão 8: TRT 21ªR 2003 Analista Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) A dissuazão do inimigo poderoso, do qual se teme a força da obsessão irracional, pode ocorrer por meio de uma arma de potência inescedível. (B) Se as armas não discriminam suas vítimas, não há por que não possam voltar-se contra os que as manejem, alheias aos supostos privilégios de quem as aciona. (C) A cisânia imposta pelos nazistas aqueles que não foram exterminados está na raiz de alguns conflitos que até hoje prevalescem no Oriente Médio. (D) Em textos suscintos, Einstein promoveu a discussão de temas melindrosos, condenando a todos os que infrinjem as normas democráticas. (E) Einstein admitia dissenções em discussões científicas, mas era intransijente quanto aos valores éticos que devem nortear nossa vida. Comentário: Na alternativa (A), o correto é “dissuasão” e inexcedível” (sem exceder). Na alternativa (C), o correto é “cizânia”, “àqueles” e “prevalecem”. Na alternativa (D), o correto é “sucintos” e “infringem”. Na alternativa (E), o correto é “dissensões” e “intransigente”. Gabarito: B
  7. 7. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 7 Questão 9: TRT 18ªR 2008 Analista Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) Muitos se deixam embalar por um mixto de torpor e devaneio, quando se entretém à janela do ônibus. (B) Tentou convencer o jovem a desligar a engenhoca, mas não obteve sucesso nessa tentativa de dissuazão. (C) Que temos nós a haver com o relatório que deixou frustado aquele executivo? (D) Por que não se institue a determinação de por um fim ao abuso dos ruídos no interior de um ônibus? (E) É difícil explicar o porquê de tanta gente sentir-se extasiada diante das iniqüidades de um filme violento. Comentário: Veja que a correta é a (E), pois “iniqüidades” vem do vocábulo “iníquo” (sem equidade). Esse vocábulo tinha trema, à época da prova. Hoje em dia, devemos retirar o trema. Na alternativa (A), o correto é “misto” (mistura). Na alternativa (B), o correto é “dissuasão”. Na alternativa (C), o correto é “temos a ver”, “frustrado” (frustrar-se). Na alternativa (D), o correto é “institui” (verbo de infinitivo terminado em “uir” permanece o “i” no presente). Gabarito: E Questão 10: TRT 24ªR - 2006 – Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Todas as palavras estão corretamente grafadas na frase: (A) A obsolecência das instituições constitue um dos grandes desafios dos legisladores, cuja função é reconhecer as solicitações de sua contemporaneidade. (B) Ao se denigrirem as boas reputações, desmoralizam-se os bons valores que devem reger uma sociedade. (C) A banalisação dos atos anti-sociais é um sintoma da doença do nosso tempo, quando a barbárie dissimula-se em rotina. (D) Quando, numa mesma ação, converjem defeitos e méritos, confundimo- nos, na tentativa de discriminá-los. (E) Os hábitos que medeiam as relações sociais são louváveis, quando eticamente instituídos, e odiosos, quando ensejam privilégios. Comentário: A alternativa (E) é a correta. Atente quanto à correta conjugação do verbo “mediar” (“medeiam”); note também o substantivo “privilégios”. Veja a correção das demais alternativas: (A) obsolescência, constitui (B) denegrirem (denegrir) (C) banalização. Veja que “anti-sociais”, à época da prova, exigia hífen; porém a reforma ortográfica exige retirada do hífen e inserção de mais um “s”: antissocial. (D) O verbo convergir tem a forma no presente do indicativo
  8. 8. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 8 “convergem”. Gabarito: E Questão 11: TRT 17ªR - 2004 – Analista Estão corretamente grafadas todas as palavras da frase: (A) Não devem prevalescer nossas intuições ou percepções mais imediatas, mas apenas os critérios mais objetivos, quando se trata de formular alguma precisa definição. (B) A todos os que apenas subsistem, como é o caso de quem vive da mendicância, negam-se os direitos da cidadania, ao passo que para uns poucos reservam-se todos os privilégios. (C) Não se constitue uma sociedade verdadeiramente democrática enquanto não venham a incluir-se nela aqueles que, já a séculos, vivem mais do sistema de favor que de um trabalho digno. (D) Os que alferem lucros excessivos na exploração do trabalho alheio também devem ser responsabilizados pelo contijente de infelizes que estão abaixo da linha de pobreza. (E) Deve-se à inépsia ou à má fé de sucessivos governos, que descuraram a implementação de medidas de caráter social, o fato de que continua crescendo o número de pobres e indigentes em nosso país. Comentário: Novamente a palavra “privilégios” é cobrada. A alternativa (B) é a correta. Vejamos as correções das demais: (A): prevalecer; (C): constitui, há séculos; (D): auferem, contingente; (E): inépcia, má-fé. Gabarito: B Questão 12: TRT 13ªR - 2005 – Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras na frase: (A) Há discussões que chegam a um tal estado de paradoxismo que fica improvável alguma solução que se adeque à expectativa dos contendores. (B) Os candidatos, em suas altercalções num debate, costumam dissiminar mais injúrias um contra o outro do que esclarecimentos ao eleitorado. (C) A democracia, por vezes, constitue uma espécie de campo de provas que poucos candidatos estão habilitados a cruzar prezervando sua dignidade. (D) Se os eleitores fossem mais atentos à inépsia dos candidatos, não se deixariam envolver por tudo o que há de falascioso nos discursos de campanha. (E) Crêem muitos que há obsolescência na democracia, conquanto ninguém se arvore em profeta de algum outro regime que pudesse ser mais bem sucedido. Comentário: Veja que, na alternativa (A), deve-se evitar o artigo antes do pronome demonstrativo “tal”. À época da prova, o verbo adequar devia receber acento gráfico: “adeqúe”; mas esse acento foi abolido com a nova reforma: “adeque”. Note que a sílaba tônica continua sendo a mesma: a vogal “u”. Na (B), altercações e disseminar.
  9. 9. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 9 Na (C), constitui, preservando. Na (D), inépcia, falacioso. A alternativa (E) é a correta. Note que o verbo “Crêem” está acentuado segundo a antiga grafia. Com a nova reforma ortográfica, este acento caiu. Como a prova é de 2005, antes da nova reforma, consideramos esta a alternativa correta. Gabarito: E Questão 13: TRF 4ªR - 2001 – Analista Está correta a grafia de todas as palavras em: (A) A reivindicada exumação da vítima sequer foi analisada pelo magistrado. (B) Sem maiores preambulos, pôs-se a vosciferar injúrias contra o indefeso escrivão. (C) Obsecado pelo cumprimento das leis, é incapaz de considerar a falibilidade da justiça. (D) A neglijência na aplicação da lei ocorre em relação aos previlegiados de sempre. (E) A impunidade dos ricos é insultosa diante da rigidez consernente aos pobres. Comentário: A alternativa (A) é a correta. Veja que o adjetivo “reivindicada” vem do verbo “vindicar”, que recebe o prefixo de reforço “rei”. Este vocábulo e seus derivados têm caído sempre em prova. Portanto, cuidado. Veja a correção dos outros vocábulos: (B): preâmbulos, vociferar; (C): obcecado; (D): negligência, privilegiados; (E): insultuosa, concernente Gabarito: A Questão 14: TRF 4ªR - 2004 – Analista A grafia de todas as palavras está correta na frase: (A) A sentença foi exarada sem que o juiz sequer vislumbrasse os subterfúgios de que lançou mão o pertinaz advogado de defesa. (B) A alta inscidência de erros judiciais constitui – ou deveria constituir – um alerta para que nossos juristas analizem com mais sensatez os ritos processuais. (C) Acabam sofrendo discriminação, nos julgamentos, os réus mais pobres, assistidos por advogados pagos irrizoriamente pelo herário público. (D) Um advogado honesto deve sentir-se pezaroso por ter de enfrentar a malícia de pares seus, que chegam a se gabar por ganharem uma causa inescrupulozosamente. (E) É no fringir dos ovos – na hora da sentença – que se verá se o juiz se deixou ou não coptar pela argumentação falaciosa do esperto advogado. Comentário: A alternativa (A) é a correta. Cuidado com o vocábulo “pertinaz”. Veja a correção das palavras das demais alternativas: (B): incidência, analisem. (C): irrisoriamente (derivado de irrisório), erário. (D): pesaroso (derivado de pesar), inescrupulosamente (o sufixo formador de adjetivo “osa” está seguido do sufixo formador de advérbio
  10. 10. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 10 “mente”). (E): frigir (fritar), cooptar. Veja que “falacioso” está corretamente grafado pois é gerado do substantivo “falácia”. Neste contexto, coube o adjetivo “esperto” (inteligente, ágil). Note que também há o adjetivo “experto” (aquele que possui muita experiência em determinado campo) Gabarito: A Questão 15: BB 2011 Escriturário Todas as palavras estão escritas corretamente na frase: (A) Os esforsos para entender os fenômenos da natureza nem sempre conseguem hêsito, como, por exemplo, algumas pesquisas sobre aves. (B) O crecente desenvolvimento tecnológico permitiu aos pesquisadores analizar as reações provocadas pelo fluxo de sangue no bico do tucano. (C) O imenso tamanho do bico do tucano sempre causou estranheza naqueles que costumam observar os exemplos oferecidos pela natureza. (D) Com o tamanho imprecionante de seu bico, o tucano é considerado por estudiosos uma das aves brasileira mais exquizitas. (E) Os cientistas que se puzeram a estudar os tucanos concluíram que existem diverças funções para o enorme bico dessa ave. Comentário: Questão bem tranquila, não é? Basta eliminar as palavras gritantemente erradas. Vamos lá! (A): esforços, êxito (A banca queria confundi-lo com “hesitar”) (B): crescente, analisar (D): impressionante (derivado de “impressionar”), esquisitas (E): puseram, diversas Gabarito: C Questão 16: TRT 6ªR 2006 técnico Há palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) Altos índices de inadimplência refletem o descompasso entre os rendimentos do trabalho assalariado e a grande oferta de financiamentos. (B) A expanção do mercado de trabalho esbarra nas crises em setores regionais, como o da agricultura no Sul, decorrente da escassês de chuvas. (C) Segmentos produtivos que se voltaram exclusivamente para a exportação ampliaram as demissões, devido a perdas no mercado internacional. (D) A frustração de não conseguir uma vaga leva pessoas a optarem pelo estudo, no intuito de melhorar a capacitação e ampliar oportunidades. (E) Apesar da expectativa de aumento na oferta de crédito, as instituições financeiras estão sendo mais rigorosas na concessão de empréstimos. Comentário: (expandir→expansão, escasso→escassez) Gabarito: B Questão 17: TRF 5ªR 2008 Analista Todas as palavras estão corretamente grafadas na frase: (A) Ela não crê em rixa, mas em complementaridade entre o pessimismo e o otimismo, admitindo, assim, flexibilização das sensações humanas. (B) As sensações espectantes produzem, entre os mais pessimistas, muito
  11. 11. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 11 temor, e entre os otimistas, uma gososa, deleitosa ansiedade. (C) Algumas pessoas não admitem hesitação ou abstensão, quando nos inquirem: você se arroula entre os pessimistas ou entre os otimistas? (D) Em tese, não se deve previlegiar o otimismo ou o pessimismo; esses humores não reinvindicam, por si mesmos, nenhuma hegemonia. (E) O autor do texto se apoia na tese segundo a qual não se deve descriminar em definitivo entre o pessimismo e o otimismo. Comentário: Na alternativa (A), não confunda “rixa” (contenda, briga) com rinchar (soltar rinchos, ranger). Na (B), expectantes, gozosa. Na (C), abstenção (derivada de ter→abster→abstenção), arrola (derivada de arrolar). Na (D), privilegiar, reivindicam. Na (E), à época da prova, “apóia” era a forma correta. Com a reforma ortográfica, perdeu-se o acento gráfico. Note que “descriminar” significa absolver. O correto neste contexto é “discriminar” (diferenciar). Gabarito: A Questão 18: TRF 1ªR 2011 Técnico As palavras estão corretamente grafadas na seguinte frase: (A) Que eles viajem sempre é muito bom, mas não é boa a ansiedade com que enfrentam o excesso de passageiros nos aeroportos. (B) Comete muitos deslises, talvez por sua espontaneidade, mas nada que ponha em cheque sua reputação de pessoa cortês. (C) Ele era rabugento e tinha ojeriza ao hábito do sócio de descançar após o almoço sob a frondoza árvore do pátio. (D) Não sei se isso influe, mas a persistência dessa mágoa pode estar sendo o grande impecilho na superação dessa sua crise. (E) O diretor exitou ao aprovar a retenção dessa alta quantia, mas não quiz ser taxado de conivente na concessão de privilégios ilegítimos. Comentário: A alternativa correta é a (A). Note que o verbo “viajar” possui “j”. Esse verbo conserva esta letra no radical de todos os tempos verbais. Assim, no presente do subjuntivo: talvez eu viaje, tu viajes, ele viaje, nós viajemos, vós viajeis, eles viajem. (B): Veremos na aula de semântica a diferença entre vocábulos parecidos, como cheque (ordem de pagamento); xeque (risco, perigo, contratempo). Por isso, “ponha em xeque” é o correto. O correto é “deslizes” (não confunda com “liso”). Note que está correta a grafia “cortês” (derivada de cortesia). (C): O substantivo “descanso” gera o verbo “descansar”. O substantivo “fronde” significa “copa das árvores”. Esse substantivo recebe o sufixo “osa” para derivar o adjetivo “frondosa”. (D): Os verbos terminados em “uir” formam o presente com “ui”: influi”. Note, também, que o correto é “empecilho”. (E): Não confunda “êxito” com o verbo “hesitar” (hesitou). O substantivo “taxa” tem seu homônimo “tacha”, mas o sentido muda. Taxado (tributo, imposto cobrado); tachado (acusado, censurado). Assim, “ser tachado de conivente”. O verbo querer no pretérito não recebe a consoante “z”, mas “s”: quis. Atente às palavras corretamente grafadas “concessão” e “privilégios”. Gabarito: A
  12. 12. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 12 Questão 19: TRF 1ªR 2011 Técnico A palavra destacada está empregada corretamente em: (A) Ele é o guardião dos reptis que estão sendo estudados. (B) Com esse cálculo financeiro, o banco aleja os clientes. (C) Se eu me abster, haverá empate na votação. (D) Os guarda-noturnos serão postos na formalidade. (E) Essa máquina mói todos os detritos. Comentário: A questão foi anulada porque o vocábulo “reptis” também está correto. Esse substantivo pode ser oxítono (reptil) ou paroxítono (réptil); cujos plurais são, respectivamente, “reptis” e “répteis”. (B): O verbo “aleijar” é regular e no presente não perde o “i”. Assim, a construção correta é “aleija”. (C): O verbo “abster”, no futuro do subjuntivo, muda o radical: seu eu abstiver, tu abstiveres... (D): O substantivo composto “guarda-noturno” é formado por um substantivo e um adjetivo. Assim, os dois se flexionam: guardas-noturnos. (E): O verbo “moer” no presente do indicativo se flexiona da seguinte forma: eu moo, tu móis, ele mói, nós moemos, vós moeis, eles moem. A questão foi anulada, pois as alternativas (A) e (E) estão corretas. Gabarito: Anulada Questão 20: TRF 3ªR 2007 Analista Está correta a grafia de todas as palavras na frase: (A) A presunção de verossimilhança é inerente aos escritos ficcionais, mesmo aos que exploram as rotas e as sendas mais fantasiosas da imaginação. (B) Deprende-se do texto que, no futuro, as civilizações adotarão paradigmas que substituirão com vantajem aqueles que regeram a vida do século XX. (C) Distila-se nesse texto o humor sutil de Mário Quintana, um autor gaúcho para quem a poesia e a vida converjem de modo inelutável. (D) A apreenção humana diante das forças da natureza deriva de épocas préhistóricas, quando o homem não dispunha de recursos técnicos para enfrentá-las. (E) As obsessões humanas pelo progresso parecem ignorar que as leis da natureza não sofrem nenhum processo de obsolecência, e custam caro para quem as transgrida. Comentário: A alternativa (A) é correta. Note as palavras “verossimilhança” e “ficcionais” corretamente grafadas. Vejamos as correções das palavras das demais alternativas: (B): Depreende-se, vantagem. (C): Destila-se, convergem. (D): “apreender” gera o substantivo “apreensão”; “pré-históricas”. (E): A palavra “obsessões” está corretamente grafada. Mas cuidado com a palavra “obcecado”, grafada com “c”. Novamente a palavra “obsolescência” apareceu. Então, cuidado. Gabarito: A
  13. 13. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 13 Questão 21: TRE AC 2003 Técnico Encontram-se palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) Hábitos arraigados na população, como o das queimadas antes do plantio, oferecem alto risco à floresta. (B) O acesso aos dados do INPE mostra um aumento considerável na devastação da floresta amazônica. (C) Uma fiscalização eficás de toda a região amazônica exigiria um continjente maior de funcionários. (D) O Brasil goza do privilégio de dispor de uma área florestal imensa e importante para o equilíbrio ecológico. (E) Seriam necessárias vultosas quantias para evitar a extinção de espécies animais e vegetais que constituem a riqueza da Amazônia. Comentário: Corrigindo, teremos: “eficaz” e “contingente”. Gabarito: C Questão 22: TJ PE 2007 Superior Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras da frase: (A) Para muitos, as regras da norma culta não são fortuítas, pois elas reinteram as raízes mesmas da língua. (B) A extorção a que se refere o autor no final do texto corresponde a uma espécie de recaida em um pecado. (C) Quem fala e escreve na estrita observância da norma culta não recai nos deslises que acometem a linguagem espontânea. (D) O que mais obstrue a comunicação de muitos são a impropriedade lexical e a sintaxe mal cozida, desarticulada. (E) Concisa é a linguagem de quem não se mostra subserviente às falácias de um estilo artificioso. Comentário: Veja a correção: Na (A), “fortuitas” não possui hiato, mas ditongo. Dessa mesma regra, temos as palavras “gratuito” (está errada a forma gratuíto) e o substantivo “fluido”. Cuidado com o particípio “fluído”. Veja: Comprei um fluido de freio (substantivo) As aulas têm fluído bem. (verbo no particípio) Ainda nesta alternativa, o correto é “reiteram”. Na (B), “extorsão”; “recaída“. Na (C), “deslizes” (não confundir com “liso”) Na (D), verbos terminados em “uir” devem ser grafados na terceira pessoa do presente do indicativo com “ui”: obstrui. Gabarito: E Questão 23: SEFAZ SP 2009 Analista A frase que respeita inteiramente o padrão culto escrito é: (A) Nada disso influe no que foi acordado já faz mais de dez dias, mas eles quizeram que eu reiterasse a sua disposição de manter o que foi estabelecido. (B) Gás lacrimogênio foi usado para dispersar os grupos que cultivavam
  14. 14. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 14 antiga richa, reforçando a convicção de que dali há anos ainda estariam de lados opostos. (C) Ficou na dependência de ele redigir tudo o que os acionistas mais antigos se disporam a oferecer, se, e só se, os mais novos não detiverem o curso das negociações. (D) Semeemos a ideia de que tudo será resolvido de acordo com os itens considerados prioritários, nem que para isso precisamos apelar para a decência de todos. (E) Vocês divergem, mas agora é necessário que se remedeie a situação; por isso, façam novos contratos e provejam o setor de profissionais competentes. Comentário: Veja que o pedido da questão é um pouco mais amplo. O alvo é a ortografia, mas há outros vícios gramaticais. A alternativa (E) é a correta. Veremos na aula de emprego das classes de palavras que a conjugação dos verbos “remediar” e “prover”, no presente do subjuntivo, é realmente “remedeie” e “provejam”, respectivamente. Corrigindo as demais, teremos: (A): verbos terminados em “uir” devem ser grafados na terceira pessoa do presente do indicativo com “ui”: influi. O verbo “querer”, no passado, recebe “s” e não “z”. Ontem eu quis, tu quiseste, ele quis, nós quisemos, vós quisestes, eles quiseram. Na (B), “lacrimogêneo”, “rixa”. Note que esta última palavra já havia caído anteriormente. Além disso, perceba que a expressão “dali há anos” marca um tempo futuro em relação a um passado, não um tempo decorrido. Por isso, deve-se retirar o verbo “há” e inserir a preposição “a”: dali a anos. Na (C), o verbo corretamente conjugado é “dispuserem”, pois a forma “disporam” não existe e o contexto exige o tempo futuro do subjuntivo. Na (D), o substantivo “ideia” está corretamente grafado, pois a prova já pedia a Nova Reforma Ortográfica (veja que a prova foi realizada em 2009). O erro nesta alternativa foi o emprego do tempo verbal. O contexto exige o presente do subjuntivo “precisemos”. Gabarito: E Questão 24: Pol Civ MA 2006 Médio Há palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) O desrespeito aos objetos que testemunham o progresso cultural da humanidade culminou com saques e contrabando de obras raríssimas. (B) O caos provocado por situações e conflito entre países atinge seu ápice quando se destrói um acervo de importantes documentos históricos. (C) Autores de relevo foram perseguidos em todas as épocas, acusados de disseminar idéias revolucionárias contra o sistema vigente. (D) Tropas invasoras nem sempre agem com a sencibilidade necessária quando se trata de preservar tezouros culturais da humanidade. (E) Obras valiosas foram destruídas em imensas fogueiras ateadas por líderes, cegos pelo radicalismo de suas convicções. Comentário: “sensibilidade” e “tesouros”. Gabarito: D
  15. 15. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 15 Questão 25: TCE AL 2008 Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras em: (A) A inverossimilhança dos nossos enfáticos propósitos de Ano Novo constitui uma prova de que, via de regra, somos uns inconseqüentes. (B) Há quem formule com tanta desfaçateza seus propósitos de Ano Novo que acaba provocando em todos um mixto de irrisão e pena. (C) Não há porquê imaginar que nos baste divizar imagens do futuro para que elas venham a se tornar uma inextricável realidade. (D) O dilema que constitue nosso desejo de liberdade diante de amarras entrincadas está diretamente associado à questão da liberdade. (E) É prazeirosa a experiência de quem formula propósitos e promove ações que vão de encontro aos mesmos. Comentário: A alternativa correta é a (A). Note a palavra “inverossimilhança” corretamente grafada. Note que anteriormente caiu semelhante palavra, apenas sem o prefixo “in”. Veja também que com a nova reforma ortográfica o trema foi abolido. Assim, só após 2009, o correto é “inconsequentes”. Na (B), desfaçatez, misto (lembre-se de mistura). Na (C), por que (separado e sem acento: aprofundaremos nesta palavra nas próximas aulas), divisar. Na (D), constitui e intrincadas. Na (E), o correto é “prazerosa” e a expressão “de encontro a” não está sendo corretamente utilizada, pois não há oposição neste contexto. Assim, o correto seria: “ao encontro de”. Gabarito: A Questão 26: TRE PE 2004 Analista Encontram-se palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) Algumas tribos indígenas almejam a expansão de seu território, com a demarcação oficial da área que habitam. (B) A visão de um paraíso natural onde índios vivam em harmonia parece estar em desacordo com a atual realidade extrativista. (C) Os colonizadores demonstraram enorme incomprenção dos costumes indígenas, regeitando-os, devido a sua formação religiosa. (D) Uma hipótese consiste em reconhecer certos direitos dos índios, como a utilização sustentável da floresta, que gera recursos para as tribos. (E) Existem as chamadas unidades de conservação, cujo objetivo se volta para a manutenção da floresta e especialmente para animais em risco de extinção. Comentário: incompreensão e rejeitando-os. Gabarito: C Questão 27: TRF 5ªR 2003 Analista Está apropriado o emprego e correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) A opinião do autor vai de encontro a daqueles que vêm no cinismo uma das armas que os humoristas não despensam. (B) As emissoras lutam entre si pela obtensão de um grande nível de
  16. 16. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 16 audiência, razão porque fazem da cobertura da guerra um grande espetáculo. (C) Os discursos dos governantes revelam toda a sua hipocrisia quando enfatizam a nobreza dos motivos que os levaram à conflagração. (D) Não é atoa que os jornalistas mais próximos das cenas de combate são os que dispendem mais esforços para evitar a banalização da violência. (E) A assepssia que caracteriza as transmissões tem a pretenção de promover uma imagem aceitável das cenas mais brutaes. Comentário: Note o tipo de questão: pede-se, além da grafia, o correto emprego de palavras. A alternativa correta é a (C). É importante notar a correta grafia de “discursos”, “hipocrisia”, “nobreza”, “conflagração”. Na (A), o contexto exige o verbo ver; por isso o correto é “veem” (à época da prova seria “vêem”). A locução “vai de encontro a” não está errada, pois o contexto admite a ideia de oposição. O problema é que essa expressão termina com a preposição “a” e o substantivo “ideia” está subentendido antes de “daquele”. Isso obriga a inserirmos a crase. Veja: “... a opinião do autor vai de encontro à (opinião) daqueles...”. Além disso, deve-se corrigir para “dispensam”. Na (B), os vocábulos corretamente grafados são “obtenção” e “por que”; pois o “que” é pronome relativo e pode ser substituído por “a qual”. Veja: “...razão pela qual fazem da cobertura da guerra...” Na (D), o vocábulo “atoa” não existe. Antes da Reforma Ortográfica, havia hífen nessa expressão (“à-toa”), agora não mais se usa esse sinal gráfico: “à toa”. O verbo correto é “despendem”, que significa “consumir, gastar”. Na (E), o correto é “assepsia”, “pretensão” e “brutais”. Gabarito: C Questão 28: TRF 1ªR 2001 Analista Está correta a grafia de todas as palavras na frase: (A) O sonho do cronista parece estravagante, mas há que se reconhecer nele a beleza de uma vida a ser levada com muito mais distenção. (B) Quem vive de forma mais displiscente não é o homem distraído das obrigações, mas aquele que atribue importância exclusiva aos negócios e à rotina urbana. (C) Um telefone corta abruptamente nossa evazão imaginária, e anotamos nomes e números, na sugeição aos velhos hábitos e compromissos. (D) Se uma vida mais natural nos restitui a extinta simplicidade, que empecilhos tão fortes nos impedem de desfrutá-la? (E) A singeleza de uma vida natural exclue, é obvio, aqueles valores supérfluos que encorporamos sem nunca os analisar. Comentário: A alternativa (D) é a correta. Perceba que novamente caiu a palavra “empecilhos”. O verbo terminado em “uir” no presente do indicativo “restitui” está corretamente grafado. Vamos corrigir as outras? (A): extravagante, distensão. (B): displicente, atribui
  17. 17. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 17 (C): evasão, sujeição (E): exclui, óbvio, incorporamos. Note que está correta a grafia “supérfluos”. Gabarito: D Até nosso próximo encontro! Grande abraço. Terror Lista de questões Questão 1: TRF 5ªR 2003 Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. A frase em que a grafia e a acentuação estão em conformidade com as prescrições da norma padrão da Língua Portuguesa é: (A) Ao se estender esse viez interpretativo, correm o risco de por tudo à perder, na medida em que será alterada a estratégia da pesquisa previamente adotada. (B) Sua pretenção ao consenso esvaiu-se quase que de repente, quando notou que entorno de si as pessoas mais pareciam descansar que dispostas à debates. (C) Tomou como ultrage a displicência com que foi recebido, advinhando que o mal-estar que impregnava o ambiente era mais que uma questão eminentemente pessoal. (D) Estava atrás de um acessório que o despensasse de promover a limpeza do aparelho e sua conseqüente manutenção depois de cada utilização, mas não pôde achá-lo por alí. (E) Quando se considera a par do tema, ajuíza sem medo, mas, ao se compreender insipiente, pára tudo e pede aos especialistas que o catequizem no assunto para não passar por néscio. Questão 2: TRT 16ªR 2009 Técnico A frase em que há palavras escritas de modo INCORRETO é: (A) A aridez que sempre caracterizou as paisagens do Nordeste brasileiro aparece agora, para assombro de todos, na região Sul, comprometendo as safras de grãos. (B) Alguns estudiosos reagem com sensatez às recentes explicações, considerando se o papel da bomba biótica é realmente crucial na circulação do ar. (C) Se for comprovada a correção da nova teoria, a preservação das florestas torna-se essencial para garantir a qualidade de vida em todo o planeta. (D) O desmatamento indescriminado, que reduz os índices de chuvas e altera o ciclo das águas, pode transformar um continente em um estenso e inabitável deserto. (E) Com ventos mais próximos ao mar, o ar úmido resultante da evaporação da água do oceano é puxado para o continente, distribuindo a chuva ao redor do planeta.
  18. 18. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 18 Questão 3: TRT 23ªR – 2007 – Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras da frase: (A) A corrupção só se extingue ou diminue quando os justos intervêm para que as boas causas prevalesçam. (B) Os homens que usufruem de vantagens a que não fazem jus cultivam a hipocrisia de propalar discursos moralizantes. (C) Contra tantos canalhas audases há que haver a reação dos que têm a probidade como um valor inerente ao exercício da cidadania. (D) Há uma inestricável correlação entre a apatia dos bons cidadãos e a desenvoltura com que agem os foras-da-lei. (E) Deprende-se que houve êxito das iniciativas dos homens de bem quando os prevaricadores sentiram cerceada sua área de atuação. Questão 4: TRT 20ªR 2002 Analista Há palavras escritas de modo INCORRETO na alternativa: (A) Investimentos maciços em educação, saúde e reforma agrária constituíram a fórmula utilizada por países mais atrasados do que o Brasil, para reduzir os índices de pobreza. (B) O problema da miséria no Brasil apresenta componentes bem mais perversos do que a simples escassez de recursos, que caracteriza o problema em outros países, como no continente africano. (C) Os recursos gastos na área social acabam sendo insuficientes, como por exemplo, a parcela mínima destinada ao saneamento básico, importante para aumentar a expectativa de vida da população. (D) A desnutrição, resultado da falta de ingestão de proteínas e de outras substâncias, degenera em má-formação do sistema neurológico, com danos irreversíveis, na maioria das vezes. (E) Vários estudos afirmam que a taxa de miséria só baixará quando houver crecimento da economia, assossiado a um modelo mais justo de distribuição de renda para a população. Questão 5: TRT 24ªR 2003 Analista Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) Ao ascender à condição de um grande sistema de mercados, a economia mundial propisciou o poder hegemônico dos grandes conglomerados financeiros. (B) Se os grandes centros econômicos não se emiscuíssem decisivamente nas economias nacionais, talvez estas lograssem alcançar um índice expressivo de desenvolvimento. (C) Os economistas podem discentir quanto às soluções para o nosso desenvolvimento, mas reconhecem que o imperialismo econômico é um fator crucial para nosso atraso. (D) A necessidade de sincronizar o ritmo de nossa economia com o da expansão da economia global constitui uma das exigências mais difíceis de serem atendidas.
  19. 19. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 19 (E) Não fosse a dicotomia das direções econômicas com que nos deparamos, o Brasil talvez não se firmasse numa posição de maior relevância entre os países emerjentes. Questão 6: TRT 20ªR 2006 Técnico Há palavras escritas do modo INCORRETO na frase: (A) Gozar a vida com qualidade é objetivo de muitos profissionais que não hesitam em deixar seu país de origem, para trabalhar no exterior. (B) Países emergentes têm apresentado desenvolvimento consistente em produção científica, indicador seguro dos benefícios trazidos pela globalização. (C) Produção científica está deixando de ser previlégio dos países mais ricos, pois dados rescentes apontam salto qualitativo em ciência e tecnologia na Ásia. (D) Observa-se um aspecto reverso em relação ao fenômeno de migração: profissionais altamente habilitados e capazes emigram do primeiro mundo, atualmente. (E) A capacidade de um país de produzir sua própria tecnologia torna-se excelente instrumento de percepção da solidez de seu desenvolvimento. Questão 7: TRT 24ªR 2006 Técnico Há palavras escritas de forma INCORRETA na frase: (A) Os proprietários, conscientes da necessidade de preservar o equilíbrio ecológico, criaram regras rígidas de controle das atividades de turismo. (B) Os emprendimentos turísticos da região Centro-Oeste são divercificados, desde atividades culturais até a prática de esportes náuticos e radicais. (C) As atividades turísticas no Pantanal devem adaptar-se às condições climáticas da região, que permanece alagada e intransitável metade do ano. (D) A exploração não predatória das maravilhas naturais da região Centro- Oeste constitui um itinerário bastante atraente para o turismo ecológico. (E) O turismo ecológico é seletivo e oferece atrações, como o lazer urbano e rural, que não comprometem o equilíbrio do meio ambiente. Questão 8: TRT 21ªR 2003 Analista Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) A dissuazão do inimigo poderoso, do qual se teme a força da obsessão irracional, pode ocorrer por meio de uma arma de potência inescedível. (B) Se as armas não discriminam suas vítimas, não há por que não possam voltar-se contra os que as manejem, alheias aos supostos privilégios de quem as aciona. (C) A cisânia imposta pelos nazistas aqueles que não foram exterminados está na raiz de alguns conflitos que até hoje prevalescem no Oriente Médio. (D) Em textos suscintos, Einstein promoveu a discussão de temas melindrosos, condenando a todos os que infrinjem as normas democráticas.
  20. 20. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 20 (E) Einstein admitia dissenções em discussões científicas, mas era intransijente quanto aos valores éticos que devem nortear nossa vida. Questão 9: TRT 18ªR 2008 Analista Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) Muitos se deixam embalar por um mixto de torpor e devaneio, quando se entretém à janela do ônibus. (B) Tentou convencer o jovem a desligar a engenhoca, mas não obteve sucesso nessa tentativa de dissuazão. (C) Que temos nós a haver com o relatório que deixou frustado aquele executivo? (D) Por que não se institue a determinação de por um fim ao abuso dos ruídos no interior de um ônibus? (E) É difícil explicar o porquê de tanta gente sentir-se extasiada diante das iniqüidades de um filme violento. Questão 10: TRT 24ªR - 2006 – Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Todas as palavras estão corretamente grafadas na frase: (A) A obsolecência das instituições constitue um dos grandes desafios dos legisladores, cuja função é reconhecer as solicitações de sua contemporaneidade. (B) Ao se denigrirem as boas reputações, desmoralizam-se os bons valores que devem reger uma sociedade. (C) A banalisação dos atos anti-sociais é um sintoma da doença do nosso tempo, quando a barbárie dissimula-se em rotina. (D) Quando, numa mesma ação, converjem defeitos e méritos, confundimo- nos, na tentativa de discriminá-los. (E) Os hábitos que medeiam as relações sociais são louváveis, quando eticamente instituídos, e odiosos, quando ensejam privilégios. Questão 11: TRT 17ªR - 2004 – Analista Estão corretamente grafadas todas as palavras da frase: (A) Não devem prevalescer nossas intuições ou percepções mais imediatas, mas apenas os critérios mais objetivos, quando se trata de formular alguma precisa definição. (B) A todos os que apenas subsistem, como é o caso de quem vive da mendicância, negam-se os direitos da cidadania, ao passo que para uns poucos reservam-se todos os privilégios. (C) Não se constitue uma sociedade verdadeiramente democrática enquanto não venham a incluir-se nela aqueles que, já a séculos, vivem mais do sistema de favor que de um trabalho digno. (D) Os que alferem lucros excessivos na exploração do trabalho alheio também devem ser responsabilizados pelo contijente de infelizes que estão abaixo da linha de pobreza. (E) Deve-se à inépsia ou à má fé de sucessivos governos, que descuraram a implementação de medidas de caráter social, o fato de que continua
  21. 21. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 21 crescendo o número de pobres e indigentes em nosso país. Questão 12: TRT 13ªR - 2005 – Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras na frase: (A) Há discussões que chegam a um tal estado de paradoxismo que fica improvável alguma solução que se adeque à expectativa dos contendores. (B) Os candidatos, em suas altercalções num debate, costumam dissiminar mais injúrias um contra o outro do que esclarecimentos ao eleitorado. (C) A democracia, por vezes, constitue uma espécie de campo de provas que poucos candidatos estão habilitados a cruzar prezervando sua dignidade. (D) Se os eleitores fossem mais atentos à inépsia dos candidatos, não se deixariam envolver por tudo o que há de falascioso nos discursos de campanha. (E) Crêem muitos que há obsolescência na democracia, conquanto ninguém se arvore em profeta de algum outro regime que pudesse ser mais bem sucedido. Questão 13: TRF 4ªR - 2001 – Analista Está correta a grafia de todas as palavras em: (A) A reivindicada exumação da vítima sequer foi analisada pelo magistrado. (B) Sem maiores preambulos, pôs-se a vosciferar injúrias contra o indefeso escrivão. (C) Obsecado pelo cumprimento das leis, é incapaz de considerar a falibilidade da justiça. (D) A neglijência na aplicação da lei ocorre em relação aos previlegiados de sempre. (E) A impunidade dos ricos é insultosa diante da rigidez consernente aos pobres. Questão 14: TRF 4ªR - 2004 – Analista A grafia de todas as palavras está correta na frase: (A) A sentença foi exarada sem que o juiz sequer vislumbrasse os subterfúgios de que lançou mão o pertinaz advogado de defesa. (B) A alta inscidência de erros judiciais constitui – ou deveria constituir – um alerta para que nossos juristas analizem com mais sensatez os ritos processuais. (C) Acabam sofrendo discriminação, nos julgamentos, os réus mais pobres, assistidos por advogados pagos irrizoriamente pelo herário público. (D) Um advogado honesto deve sentir-se pezaroso por ter de enfrentar a malícia de pares seus, que chegam a se gabar por ganharem uma causa inescrupulozosamente. (E) É no fringir dos ovos – na hora da sentença – que se verá se o juiz se deixou ou não coptar pela argumentação falaciosa do esperto advogado.
  22. 22. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 22 Questão 15: BB 2011 Escriturário Todas as palavras estão escritas corretamente na frase: (A) Os esforsos para entender os fenômenos da natureza nem sempre conseguem hêsito, como, por exemplo, algumas pesquisas sobre aves. (B) O crecente desenvolvimento tecnológico permitiu aos pesquisadores analizar as reações provocadas pelo fluxo de sangue no bico do tucano. (C) O imenso tamanho do bico do tucano sempre causou estranheza naqueles que costumam observar os exemplos oferecidos pela natureza. (D) Com o tamanho imprecionante de seu bico, o tucano é considerado por estudiosos uma das aves brasileira mais exquizitas. (E) Os cientistas que se puzeram a estudar os tucanos concluíram que existem diverças funções para o enorme bico dessa ave. Questão 16: TRT 6ªR 2006 técnico Há palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) Altos índices de inadimplência refletem o descompasso entre os rendimentos do trabalho assalariado e a grande oferta de financiamentos. (B) A expanção do mercado de trabalho esbarra nas crises em setores regionais, como o da agricultura no Sul, decorrente da escassês de chuvas. (C) Segmentos produtivos que se voltaram exclusivamente para a exportação ampliaram as demissões, devido a perdas no mercado internacional. (D) A frustração de não conseguir uma vaga leva pessoas a optarem pelo estudo, no intuito de melhorar a capacitação e ampliar oportunidades. (E) Apesar da expectativa de aumento na oferta de crédito, as instituições financeiras estão sendo mais rigorosas na concessão de empréstimos. Questão 17: TRF 5ªR 2008 Analista Todas as palavras estão corretamente grafadas na frase: (A) Ela não crê em rixa, mas em complementaridade entre o pessimismo e o otimismo, admitindo, assim, flexibilização das sensações humanas. (B) As sensações espectantes produzem, entre os mais pessimistas, muito temor, e entre os otimistas, uma gososa, deleitosa ansiedade. (C) Algumas pessoas não admitem hesitação ou abstensão, quando nos inquirem: você se arroula entre os pessimistas ou entre os otimistas? (D) Em tese, não se deve previlegiar o otimismo ou o pessimismo; esses humores não reinvindicam, por si mesmos, nenhuma hegemonia. (E) O autor do texto se apoia na tese segundo a qual não se deve descriminar em definitivo entre o pessimismo e o otimismo. Questão 18: TRF 1ªR 2011 Técnico As palavras estão corretamente grafadas na seguinte frase: (A) Que eles viajem sempre é muito bom, mas não é boa a ansiedade com que enfrentam o excesso de passageiros nos aeroportos. (B) Comete muitos deslises, talvez por sua espontaneidade, mas nada que ponha em cheque sua reputação de pessoa cortês. (C) Ele era rabugento e tinha ojeriza ao hábito do sócio de descançar após o
  23. 23. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 23 almoço sob a frondoza árvore do pátio. (D) Não sei se isso influe, mas a persistência dessa mágoa pode estar sendo o grande impecilho na superação dessa sua crise. (E) O diretor exitou ao aprovar a retenção dessa alta quantia, mas não quiz ser taxado de conivente na concessão de privilégios ilegítimos. Questão 19: TRF 1ªR 2011 Técnico A palavra destacada está empregada corretamente em: (A) Ele é o guardião dos reptis que estão sendo estudados. (B) Com esse cálculo financeiro, o banco aleja os clientes. (C) Se eu me abster, haverá empate na votação. (D) Os guarda-noturnos serão postos na formalidade. (E) Essa máquina mói todos os detritos. Questão 20: TRF 3ªR 2007 Analista Está correta a grafia de todas as palavras na frase: (A) A presunção de verossimilhança é inerente aos escritos ficcionais, mesmo aos que exploram as rotas e as sendas mais fantasiosas da imaginação. (B) Deprende-se do texto que, no futuro, as civilizações adotarão paradigmas que substituirão com vantajem aqueles que regeram a vida do século XX. (C) Distila-se nesse texto o humor sutil de Mário Quintana, um autor gaúcho para quem a poesia e a vida converjem de modo inelutável. (D) A apreenção humana diante das forças da natureza deriva de épocas préhistóricas, quando o homem não dispunha de recursos técnicos para enfrentá-las. (E) As obsessões humanas pelo progresso parecem ignorar que as leis da natureza não sofrem nenhum processo de obsolecência, e custam caro para quem as transgrida. Questão 21: TRE AC 2003 Técnico Encontram-se palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) Hábitos arraigados na população, como o das queimadas antes do plantio, oferecem alto risco à floresta. (B) O acesso aos dados do INPE mostra um aumento considerável na devastação da floresta amazônica. (C) Uma fiscalização eficás de toda a região amazônica exigiria um continjente maior de funcionários. (D) O Brasil goza do privilégio de dispor de uma área florestal imensa e importante para o equilíbrio ecológico. (E) Seriam necessárias vultosas quantias para evitar a extinção de espécies animais e vegetais que constituem a riqueza da Amazônia. Questão 22: TJ PE 2007 Superior Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras da frase: (A) Para muitos, as regras da norma culta não são fortuítas, pois elas reinteram as raízes mesmas da língua. (B) A extorção a que se refere o autor no final do texto corresponde a uma
  24. 24. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 24 espécie de recaida em um pecado. (C) Quem fala e escreve na estrita observância da norma culta não recai nos deslises que acometem a linguagem espontânea. (D) O que mais obstrue a comunicação de muitos são a impropriedade lexical e a sintaxe mal cozida, desarticulada. (E) Concisa é a linguagem de quem não se mostra subserviente às falácias de um estilo artificioso. Questão 23: SEFAZ SP 2009 Analista A frase que respeita inteiramente o padrão culto escrito é: (A) Nada disso influe no que foi acordado já faz mais de dez dias, mas eles quizeram que eu reiterasse a sua disposição de manter o que foi estabelecido. (B) Gás lacrimogênio foi usado para dispersar os grupos que cultivavam antiga richa, reforçando a convicção de que dali há anos ainda estariam de lados opostos. (C) Ficou na dependência de ele redigir tudo o que os acionistas mais antigos se disporam a oferecer, se, e só se, os mais novos não detiverem o curso das negociações. (D) Semeemos a ideia de que tudo será resolvido de acordo com os itens considerados prioritários, nem que para isso precisamos apelar para a decência de todos. (E) Vocês divergem, mas agora é necessário que se remedeie a situação; por isso, façam novos contratos e provejam o setor de profissionais competentes. Questão 24: Pol Civ MA 2006 Médio Há palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) O desrespeito aos objetos que testemunham o progresso cultural da humanidade culminou com saques e contrabando de obras raríssimas. (B) O caos provocado por situações e conflito entre países atinge seu ápice quando se destrói um acervo de importantes documentos históricos. (C) Autores de relevo foram perseguidos em todas as épocas, acusados de disseminar idéias revolucionárias contra o sistema vigente. (D) Tropas invasoras nem sempre agem com a sencibilidade necessária quando se trata de preservar tezouros culturais da humanidade. (E) Obras valiosas foram destruídas em imensas fogueiras ateadas por líderes, cegos pelo radicalismo de suas convicções. Questão 25: TCE AL 2008 Analista Desconsidere a Nova Reforma Ortográfica, assinada em 2009. Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavras em: (A) A inverossimilhança dos nossos enfáticos propósitos de Ano Novo constitui uma prova de que, via de regra, somos uns inconseqüentes. (B) Há quem formule com tanta desfaçateza seus propósitos de Ano Novo que acaba provocando em todos um mixto de irrisão e pena. (C) Não há porquê imaginar que nos baste divizar imagens do futuro para que
  25. 25. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 25 elas venham a se tornar uma inextricável realidade. (D) O dilema que constitue nosso desejo de liberdade diante de amarras entrincadas está diretamente associado à questão da liberdade. (E) É prazeirosa a experiência de quem formula propósitos e promove ações que vão de encontro aos mesmos. Questão 26: TRE PE 2004 Analista Encontram-se palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) Algumas tribos indígenas almejam a expansão de seu território, com a demarcação oficial da área que habitam. (B) A visão de um paraíso natural onde índios vivam em harmonia parece estar em desacordo com a atual realidade extrativista. (C) Os colonizadores demonstraram enorme incomprenção dos costumes indígenas, regeitando-os, devido a sua formação religiosa. (D) Uma hipótese consiste em reconhecer certos direitos dos índios, como a utilização sustentável da floresta, que gera recursos para as tribos. (E) Existem as chamadas unidades de conservação, cujo objetivo se volta para a manutenção da floresta e especialmente para animais em risco de extinção. Questão 27: TRF 5ªR 2003 Analista Está apropriado o emprego e correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) A opinião do autor vai de encontro a daqueles que vêm no cinismo uma das armas que os humoristas não despensam. (B) As emissoras lutam entre si pela obtensão de um grande nível de audiência, razão porque fazem da cobertura da guerra um grande espetáculo. (C) Os discursos dos governantes revelam toda a sua hipocrisia quando enfatizam a nobreza dos motivos que os levaram à conflagração. (D) Não é atoa que os jornalistas mais próximos das cenas de combate são os que dispendem mais esforços para evitar a banalização da violência. (E) A assepssia que caracteriza as transmissões tem a pretenção de promover uma imagem aceitável das cenas mais brutaes. Questão 28: TRF 1ªR 2001 Analista Está correta a grafia de todas as palavras na frase: (A) O sonho do cronista parece estravagante, mas há que se reconhecer nele a beleza de uma vida a ser levada com muito mais distenção. (B) Quem vive de forma mais displiscente não é o homem distraído das obrigações, mas aquele que atribue importância exclusiva aos negócios e à rotina urbana. (C) Um telefone corta abruptamente nossa evazão imaginária, e anotamos nomes e números, na sugeição aos velhos hábitos e compromissos. (D) Se uma vida mais natural nos restitui a extinta simplicidade, que empecilhos tão fortes nos impedem de desfrutá-la? (E) A singeleza de uma vida natural exclue, é obvio, aqueles valores supérfluos que encorporamos sem nunca os analisar.
  26. 26. PORTUGUÊS P/ INSS (Técnico) - (QUESTÕES COMENTADAS) PROFESSOR TERROR Prof. Décio Terror www.pontodosconcursos.com.br 26 GABARITO 1. E 2. D 3. B 4. E 5. D 6. C 7. B 8. B 9. E 10. E 11. B 12. E 13. A 14. A 15. C 16. B 17. A 18. A 19. * 20. A 21. C 22. E 23. E 24. D 25. A 26. C 27. C 28. D * questão anulada

×