SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 61
Baixar para ler offline
Dicas para o bom
Atendimento
Ronaldo Damaceno
RD Consultoria
www.rdconsultoria.com.br
(11) 3901-6734
Princípios Básicos
• A definição de um atendimento excelente ao
cliente depende do produto ou serviço oferecido
e da atenção que você dedica ao público.
• Na condição de fornecedor de produtos ou
serviços, você deve propiciar a seus clientes um
atendimento que reflita seu reconhecimento
pela preferência.
• São os clientes que determinam o sucesso ou
fracasso de qualquer empreendimento
comercial.
Princípios Atendimento
• Ao receber o cliente, faça perguntas para
descobrir os seus problemas, desejos e
necessidades. Ouça com atenção para
identificar oportunidades de servir o cliente.
• Para que seu atendimento se destaque dos
demais, faça algo extra.
• Não crie empecilhos. Em vez de dizer que não
pode fazer, diga ao cliente o que você pode
fazer.
Princípios Atendimento - I
• Ao atender o cliente pessoalmente,
organize a sua área de trabalho, mantenha
uma boa aparência e atenda-o
imediatamente. Sorria, dê ao cliente total
atenção.
• Quando o cliente lhe telefona, atenda
prontamente, ponha um sorriso em sua voz,
identifique-se, use o nome do cliente com
freqüência, diga “obrigado”.
Princípios Atendimento - II
• Para que o cliente fique realmente
satisfeito, assegure-se pessoalmente de
que o problema foi resolvido.
• Se o cliente se irrita, siga estes três passos
para dissipar a sua ira: deixe-o falar, ouça
com interesse, demonstre empatia.
• Sua obrigação é solucionar o problema do
cliente. Logo, faça perguntas sobre fatos, e
não sobre emoções. Obtenha acordo
quanto a uma possível solução.
Princípios Atendimento - III
• O segredo do bom atendimento é
interessar-se sinceramente pelas
pessoas.
• Se você não atender bem os clientes, …
alguém o fará!!!
Princípios Atendimento IV
Toda relação comercial ou não, precisa ser regida
pelo respeito e confiança.
Nunca prometa o que não dá para se cumprir.
Procure deixar claro todas as condições do produto
ou serviço prestado.
Não revele dados a ninguém sem prévia
autorização do cliente.
Papel do Profissional de
Atendimento
Ronaldo Damaceno
Seu Papel
Seu papel como prestador de serviços ao cliente
consiste em assegurar que ele fique satisfeito com
o produto ou serviço. Os clientes querem se sentir
felizes com suas compras, apreciar o contato com
você e seu estabelecimento, e se sentir bem em
relação a si mesmo no final da transação.
O segredo para o sucesso é manter clientes
contentes, compreendendo e satisfazendo as
necessidades deles.
Capacitação Profissional
Um bom profissional deve conhecer e
dominar todas as vantagens e benefícios de
cada produto ou serviço de sua empresa.
Muitas vezes um produto não é solicitado
por puro desconhecimento.
Um bom profissional esta sempre pronto a
ajudar o cliente.
Qual é a sua
Responsabilidade
O primeiro passo ao lidar com um cliente difícil é
compreender a sua responsabilidade perante ele.
Cada interação entre você e o cliente, envolve um
contrato interno.
Toda vez que você lida com um cliente,
pessoalmente ou por telefone, sua interação é
afetada pelos procedimentos que você mesmo
estabeleceu ao longo do tempo, trabalhando com
pessoas.
Basicamente você é
responsável por propiciar:
Um cumprimento agradável e simpático.
Uma atitude positiva e prestativa.
Uma transação comercial profissional e
correta.
Um pedido de desculpas por qualquer atraso.
Uma solução rápida para os problemas.
Um agradecimento sincero pela preferência.
Apresentação Pessoal
Utilize Crachá para identificação, uniforme
limpo e bem passado
Higiene pessoal
Cabelos com corte bem definido
Unhas limpas e aparadas
Dentes bem cuidados
Esteja sempre atento a sua apresentação, pois
ela reflete sua imagem profissional
Atmosfera Positiva
A)Aparência é a 1º coisa que o cliente percebe
Sua aparência reflete a sua imagem
Traduz como você é, e como gostaria de ser tratada
B)Postura e Comunicação
O Cliente percebe tudo: palavras, gestos, postura
A forma de se comunicar
Linguagem verbal e não verbal
C)Organização
Orgulhe-se de sua aparência
Não deixe que a desorganização lhe pregue sustos
Tenha certeza de que todas informações são corretas
Qualidade do seu atendimento vai
depender somente de você:
Faça as coisas certas
Faça as coisas cada vez melhor
Faça as coisas mais rapidamente
Lembre-se:
‘‘Aquilo que vale a pena ser feito,
VALE A PENA SER BEM FEITO.’’
Seja uma pessoa que
‘Faz/Verifica’’
O desempenho de qualidade sempre envolve dois passos:
1) FAZER 2) CONFERIR
Realizar a tarefa Conferir a qualidade
‘‘Verifique o seu próprio trabalho, assim,
outros não terão que inspecioná-lo’’.
PREVINA ERROS - ASSIM NÃO TERÁ QUE
COMETÊ-LOS
Iniciativa
• Não espere que os outros façam por você e
nem tão pouco fique adiando os seus
problemas! Antecipe-se a eles!
• Procure resolver seus problemas da melhor
maneira possível e ajude os seus colegas a
fazerem o mesmo.
Trabalho em Equipe
• Quando trabalhamos em conjunto,
todos são um pouco responsáveis por
tudo que ocorre no ambiente de
trabalho.
• Um por todos e todos por um.
Atenção
Saiba ouvir o cliente. Preste atenção no que ele
tenha a dizer, valorize a sua preocupação, levando
em consideração o seu ponto de vista e o dele!
Nunca interrompa-o quando estiver falando, na
tentativa de adivinhar o que ele quer dizer.
Se necessário faça perguntas claras e objetivas
para elucidar suas idéias. Lembre-se: A qualidade
das informações, depende das perguntas feitas.
Cortesia
Se queremos conquistar a simpatia e a confiança
de nosso cliente, devemos tratá-lo como
gostaríamos de ser tratados.
Prove estar prestando atenção no que o cliente diz
com um sorriso, um bom dia, boa tarde ou boa
noite, um aceno com a cabeça.
Procure ser prestativo.
Defenda seu Cliente
Nunca deixe seu cliente sem solução.
Elimine frases tipo: “isso não é comigo”, “isso é
culpa de fulano”, “isso não é do meu setor”.
Se você não pode resolver o problema, procure
quem possa.
Certifique-se que aquilo que você combinou, está
sendo cumprido!
7 passos para atitudes positivas
• Melhore a sua autoconfiança.
• Crie situações ganha-ganha.
• Entregue o que você prometeu, e mais.
• Antecipe-se aos pedidos.
• Ofereça ajuda espontaneamente.
• Apresente soluções ou peça ajuda para achar
soluções.
• Faça aquilo de que você gosta e não apenas o
que você sabe.
Ao se dirigir à um Cliente
Dirija-lhe o olhar e sorria
Cumprimente-o imediatamente
Olhe-o nos olhos
Chame-o pelo nome, precedido de Sr. ou
Sra.
Seja Gentil e Simpático sem visar
intimidade
Não use expressões indesejáveis ou
gírias.
Seja discreto ao falar, andar e sentar.
Dicas
• Os clientes não se enxergam como “clientes”.
Eles se vêem como pessoas que precisam de
nossa ajuda. Curta ajudar as pessoas - desse
modo você fará um trabalho melhor.
• Não existe jeito certo de falar com os clientes.
Cada cliente é único e diferente. Cada problema é
único e diferente. Assim, cada conversa é única e
diferente.
Dicas-I
• Respeitar é essencial. Mais do que isso, é preciso
conhecer o seu público, e gostar dele.
• A pessoa tem de se conhecer para poder
administrar as suas qualidades.
• Não basta você se conhecer; é fundamental estar
equilibrado. (Boa educação)
• A pessoa que o procura é importante, sempre. Se
ela o está procurando é porque está dando um
voto de confiança a sua empresa.
Dicas - II
• Faça perguntas abertas do tipo “o que você fez?”,
“Como aconteceu?”. Depois, vá fazendo perguntas
mais fechadas, canalizando o assunto.
• Durante todo o tempo, faça perguntas de teste,
para certificar-se de que está entendendo e para
assegurar ao cliente que você está ouvindo.
• Nunca tente transferir o problema.
Dicas - III
• A respiração, as frases curtas, a forma de sentar e
o tom de voz, são sinais que o cliente percebe.
• Se for necessário, dê razão ao cliente e depois
tente mostrar-lhe o lado da empresa.
• Utilize sempre da verdade para que você possa
convencer o cliente.
• Conheça bem o seu produto ou serviço e também
o que pode dar errado.
Dicas - IV
• Não basta cuidar dos clientes. Você precisa
preocupar-se com eles. O atendimento ótimo não
se resume a uma transação. É um vínculo.
• Não se limite a resolver problemas - crie
oportunidades. Você pode transformar um
pequeno deslize numa venda.
• Não se limite a ouvir - Aprenda. Pequenas
reclamações podem gerar grandes melhoras.
Dicas - V
• Aprenda a antecipar-se aos problemas. Se você
ouvir as pessoas e procurar os padrões comuns
subjacentes ao que dizem, vai poder ler o que se
passa na mente dos clientes.
• Cada telefonema de um cliente é uma situação na
qual você vai ter de dar sua opinião. Quanto maior
o seu conhecimento sobre o produto, melhor você
vai opinar.
Lidando com Reclamações
Ronaldo Damaceno
Regras de Ouro para Reclamações
Diga ‘‘Obrigado’’
Explique que apreciou a reclamação
Desculpe-se pelo erro
Prontifique-se a fazer algo
Peça as informações necessárias
Corrija o erro prontamente
Verifique a satisfação do cliente
Previna erros futuros
Lembre-se que o cliente ao Reclamar:
Tem o direito de fazê-lo
Ainda tem alguma confiança na empresa
Ainda é um cliente
Dá a você e à empresa, a oportunidade de
corrigir o erro, bem como, recuperar-lhe a
confiança
O cliente que reclama lhe dá
um presente!
Origem das insatisfações
Promessas não cumpridas
Serviço ineficiente e falta de educação.
Informações contraditórias entre funcionários.
Sensação de ter sido prejudicado pelo negócio
ou operação.
Informação errada fornecida por um funcionário.
Atrasos e longas esperas
Origem das insatisfações - I
Falta de comunicação entre as partes em
conflito.
Ser tratado como uma pessoa mal-informada,
errada ou sem importância.
Produtos ou serviços de má qualidade.
Sensação de ter sido rejeitado ou ignorado
pelos funcionários.
Integridade ou honestidade duvidosas da
empresa.
Não tenha medo
• Um diálogo franco e honesto com um cliente
que tenha reclamações válidas sobre a
qualidade de seu produto ou serviço pode
abrir seus olhos para o perigo de
expectativas não cumpridas.
Ouvindo as reclamações você
poderá:
• Criar um melhor relacionamento com os clientes.
• Manter os clientes existentes.
• Reduzir o custo de conquista do mercado.
• Melhorar a qualidade do seu produto ou serviço.
• Aumentar sua participação no mercado e a
lucratividade.
Princípio Inviolável
‘‘TALVEZ O CLIENTE NEM
SEMPRE TENHA RAZÃO,
MAS SEMPRE ESTÁ EM
PRIMEIRO LUGAR’’
Os pecados do Atendimento
Fumar, comer e mascar chicletes.
Discutir e fazer brincadeiras.
Tratar o cliente com familiaridade, usando
expressões como querida ou meu bem, e fazendo
perguntas sobre questões íntimas.
Expressar mau humor, cansaço ou aborrecimento.
Usar expressões que denotem que o cliente é
confuso.
Os pecados do Atendimento - I
Apatia e descaso: dependendo do olhar ou da postura do
corpo, sem perceber, a recepcionista pode dar a impressão
que está pouco importando com o cliente, que se sente
rejeitado e disposto a discutir por qualquer motivo.
Atendimento automático: feito com palavras e gestos
mecânicos, sem ao menos cumprimentar o cliente.
Informações equivocadas: fazem com que o cliente fale
com várias pessoas na clínica em busca de uma solução
simples para seu problema ou necessidade.
Pressão para conhecer o
resultado
• O médico que atua com diagnóstico recebe uma
pressão intensa do cliente para conhecer o resultado. E
isso é bastante compreensível, tanto em função da
ansiedade do paciente quanto da acessibilidade ao
médico que realiza o procedimento.Diante disso,
algumas regras básicas ficam estabelecidas:
– O médico se pronuncia somente se indagado pelo
cliente ou nas situações em que a gravidade do caso
requerer procedimento ou recomendação especifica.
– Se o resultado for normal, uma comunicação básica e
genérica pode ser feita ao cliente, desde que
solicitada. Entretanto, nenhuma orientação a respeito
do que fazer a partir daquele resultado deve ser
comentada ou insinuada.
Resultado Positivo
• Se o resultado for positivo, cabem duas situações:
– Primeira: O médico informará que é reservado ao
médico do paciente orientá-lo a respeito,
explicando, se necessário, que não tem
informações de todo o quadro clínico do paciente. É
possível que alguns pacientes aceitem essa
posição. Mas é certo que uma maioria vai
pressionar para conhecer o resultado.
– Segunda: quando o médico, sob seu critério, avaliar
que informações básicas devem ser passadas
diretamente ao paciente, em função de pressão ou
ansiedade, todo cuidado deve ser tomado apara
que não haja na conduta do colega que assiste o
cliente.
Casos de Maior Gravidade
• Nos casos de maior gravidade, o médico
avaliará a relevância de contatar o
médico assistente, para informar-lhe os
resultados. Se o paciente estiver em
uma situação de risco para o seu bem-
estar, espera-se uma atitude pró-ativa do
médico, garantindo que as medidas
adequadas sejam iniciadas o mais
rápido possível.
Satisfação X Insatisfação
Clientes Muito Satisfeitos:
Comentam somente para 3
pessoas
96% dos clientes insatisfeitos não reclamam.
Eles simplesmente mudam de fornecedor
Clientes Muito Insatisfeitos:
Comentam para 11 pessoas
Atendimento Telefônico
Ronaldo Damaceno
Atendimento Telefônico
Sua Responsabilidade ao fazer
ligações ou receber chamados
telefônicos é muito grande,
pois, nestas ocasiões,
“Você é a EMPRESA”
Evite a expressão “ALO”
Laboratório Salomão e Zoppi + Gislaine +
Bom Dia, Boa Tarde,etc....
No departamento interno Recursos Humanos +
Gislaine + Bom dia
Personalize seu Atendimento
Chame as pessoas pelo nome, precedido de Sr. Ou
Sra.
Algum Problema ?
Ofereça Ajuda!
Socorro
Regras de ouro
Exponha Claramente o motivo do chamado
Evite deixar esperando quem chamou
“Um minutinho”, parece uma eternidade para
quem está esperando do outro lado da linha.
ARGH!
Regras de ouro
Use uma voz Natural, bem modulada
Ponha um sorriso em sua voz. Fale com
entusiasmo
Personalize o cliente
Atenda ao primeiro Toque
Identifique claramente a empresa.
Identifique-se
Regras de ouro
Evite distrair-se
Corresponda aos Sentimentos do cliente
Demonstre interesse em ajudá-lo
Dê satisfação a quem ficar aguardando na linha
Tenha sempre caneta à mão
Repita recados e instruções. Certifique-se de
que o cliente entendeu tudo.
Regras de ouro
Enfatize o que você pode fazer
Ofereça Alternativas ao cliente
Esteja preparado
Use as palavras mágicas: Por Favor,
Obrigado, Me desculpe, Disponha,...
Explique as transferências de ramais
Finalize a ligação Agradecendo ao Cliente por ter
ligado
Desligue sempre por último
Não use expressões
Indesejáveis
“Chuchu”
“Minha Filha”
“Fofinho”
“Gata”
“Queridinha”
Recado Telefônico
Faz/Verifica
Dr. Zoppi
Rosa Chaibe, firma AMIL
30611000
Favor telefonar-lhe hoje entre 15:30
e 16:15
ou amanhã 9:00 e 12:00
Ref: Verificar Contrato
14 de Julho, 15:30
Arlete
PARA
De (Nome de empresa)
Nº Telefone
Recado
Data e Hora
Recado anotado por
Primeiro Atendimento
RD Consultoria, Hilda, bom dia!
Em que posso ajudar?
Ramais Ocupados
• Marcação - No momento todas as
atendentes estão ocupadas,
deseja aguardar?
• Setores - No momento todos os
ramais estão ocupados, deseja
aguardar?
Cliente aceita aguardar -
Marcação
Para facilitar o seu atendimento,
tenha em mãos caneta, papel,
receituário médico, carteirinha
e guia do convênio.
Transferindo Ligações
• Marcação - Desculpe-nos a
demora, estou transferindo para a
Atendente.
• Setores - Desculpe-nos a
demora, estou transferindo para o
Ramal.
Segundo Atendimento
Tele-Atendimento, Arlete,
bom dia!
Em que posso ajudar?
Final da Conversação
O laboratório agradece a
ligação, tenha um bom dia!
Convênios e Exames que não
Trabalhamos
• Convênios - Podemos atender a senhora
(or) pela tabela AMB, pois não trabalhamos
com este convênio.
• A senhora (or) precisa fazer somente este
exame?
•• SimSim -- Infelizmente o laboratInfelizmente o laboratóório não realiza este procedimentorio não realiza este procedimento..
•• NãoNão -- Podemos realizar tais exames, os demais o laboratPodemos realizar tais exames, os demais o laboratóório nãorio não
realiza.realiza.
Ligação Interna
Tele Atendimento, Arlete, em
que posso ajudar?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.Rose Oliveira
 
Atendimento ao cliente
Atendimento ao clienteAtendimento ao cliente
Atendimento ao clienteDarlana Dias
 
Treinamento de atendimento telefonico
Treinamento de atendimento telefonicoTreinamento de atendimento telefonico
Treinamento de atendimento telefonicoBull Marketing
 
Treinamento atendimento- você seria seu prórprio cliente
Treinamento atendimento- você seria seu prórprio clienteTreinamento atendimento- você seria seu prórprio cliente
Treinamento atendimento- você seria seu prórprio clienteSalomar Tagliapietra
 
Excelência no atendimento ao cliente
Excelência no atendimento ao clienteExcelência no atendimento ao cliente
Excelência no atendimento ao clienteDaiane Costa
 
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-pptGisela Estácio
 
Excelência no atendimento a clientes
Excelência no atendimento a clientesExcelência no atendimento a clientes
Excelência no atendimento a clientesAlessandro Lunardon
 
Treinamento Atendimento à Clientes
Treinamento Atendimento à ClientesTreinamento Atendimento à Clientes
Treinamento Atendimento à Clientesaavbatista
 
Slide treinamento de vendas
Slide treinamento de vendasSlide treinamento de vendas
Slide treinamento de vendasItamar Pereira
 
Qualidade no Atendimento ao Cliente Código do Consumidor
Qualidade no Atendimento ao Cliente Código do ConsumidorQualidade no Atendimento ao Cliente Código do Consumidor
Qualidade no Atendimento ao Cliente Código do ConsumidorGAC CURSOS ONLINE
 

Mais procurados (20)

Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.
 
Atendimento ao cliente
Atendimento ao clienteAtendimento ao cliente
Atendimento ao cliente
 
Treinamento de atendimento
Treinamento de atendimentoTreinamento de atendimento
Treinamento de atendimento
 
Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente   Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente
 
Atendimento ao Cliente
Atendimento ao ClienteAtendimento ao Cliente
Atendimento ao Cliente
 
Treinamento de atendimento telefonico
Treinamento de atendimento telefonicoTreinamento de atendimento telefonico
Treinamento de atendimento telefonico
 
Treinamento atendimento- você seria seu prórprio cliente
Treinamento atendimento- você seria seu prórprio clienteTreinamento atendimento- você seria seu prórprio cliente
Treinamento atendimento- você seria seu prórprio cliente
 
Excelência no atendimento ao cliente
Excelência no atendimento ao clienteExcelência no atendimento ao cliente
Excelência no atendimento ao cliente
 
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
 
Atender super bem
Atender super bemAtender super bem
Atender super bem
 
Vendedor de Sucesso
Vendedor de SucessoVendedor de Sucesso
Vendedor de Sucesso
 
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendasVendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
 
Atendimento ao cliente - Módulo II
Atendimento ao cliente  - Módulo IIAtendimento ao cliente  - Módulo II
Atendimento ao cliente - Módulo II
 
Excelência no atendimento a clientes
Excelência no atendimento a clientesExcelência no atendimento a clientes
Excelência no atendimento a clientes
 
Atendimento nota 10
Atendimento nota 10Atendimento nota 10
Atendimento nota 10
 
Tecnicas de atendimento
Tecnicas de atendimentoTecnicas de atendimento
Tecnicas de atendimento
 
Treinamento Atendimento à Clientes
Treinamento Atendimento à ClientesTreinamento Atendimento à Clientes
Treinamento Atendimento à Clientes
 
Slide treinamento de vendas
Slide treinamento de vendasSlide treinamento de vendas
Slide treinamento de vendas
 
Qualidade no Atendimento ao Cliente Código do Consumidor
Qualidade no Atendimento ao Cliente Código do ConsumidorQualidade no Atendimento ao Cliente Código do Consumidor
Qualidade no Atendimento ao Cliente Código do Consumidor
 
Técnica de vendas
Técnica de vendasTécnica de vendas
Técnica de vendas
 

Destaque

Arquitetura de Experiência do Cliente
Arquitetura de Experiência do ClienteArquitetura de Experiência do Cliente
Arquitetura de Experiência do ClienteEderson Manoel
 
Representações leitura
Representações leituraRepresentações leitura
Representações leituraLúcia Cruz
 
A carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativoA carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativoBenjamim Garcia Netto
 
Palestra - A importância do trabalho em equipe
Palestra - A importância do trabalho em equipePalestra - A importância do trabalho em equipe
Palestra - A importância do trabalho em equipeJoelson Matoso
 
15 Frases inspiradoras sobre a experiência do cliente
15 Frases inspiradoras sobre a experiência do cliente15 Frases inspiradoras sobre a experiência do cliente
15 Frases inspiradoras sobre a experiência do clienteMarcelo Souza de Araújo
 
Aula 1 - Profissão Auxiliar Adminsitrativo
Aula 1 -  Profissão Auxiliar AdminsitrativoAula 1 -  Profissão Auxiliar Adminsitrativo
Aula 1 - Profissão Auxiliar AdminsitrativoCharles Lima
 
Resumo geral auxiliar administrativo. senac
Resumo geral auxiliar administrativo. senacResumo geral auxiliar administrativo. senac
Resumo geral auxiliar administrativo. senacMaximus Maylson
 
Curso sobre higiene_pessoal
Curso sobre higiene_pessoalCurso sobre higiene_pessoal
Curso sobre higiene_pessoalNilton Goulart
 
Trabalho em Equipe e Gestão de Conflitos
Trabalho em Equipe e Gestão de ConflitosTrabalho em Equipe e Gestão de Conflitos
Trabalho em Equipe e Gestão de ConflitosThiago Villaça
 
Treinamento: técnicas de vendas
Treinamento: técnicas de vendasTreinamento: técnicas de vendas
Treinamento: técnicas de vendasPeter otaneR
 
Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.
Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.
Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.Maximus Maylson
 
Trabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalhoTrabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalhoLeonardo Melo Santos
 
Treinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em EquipeTreinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em EquipeVinicius Souza
 

Destaque (20)

WEBmarketing 3 Web20
WEBmarketing 3 Web20WEBmarketing 3 Web20
WEBmarketing 3 Web20
 
WeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 IntroduçãoWeBmarketing 1 Introdução
WeBmarketing 1 Introdução
 
Web
WebWeb
Web
 
Arquitetura de Experiência do Cliente
Arquitetura de Experiência do ClienteArquitetura de Experiência do Cliente
Arquitetura de Experiência do Cliente
 
Escola de Negocios UP
Escola de Negocios UPEscola de Negocios UP
Escola de Negocios UP
 
CNA Resume
CNA ResumeCNA Resume
CNA Resume
 
Representações leitura
Representações leituraRepresentações leitura
Representações leitura
 
A carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativoA carreira profissional do auxiliar administrativo
A carreira profissional do auxiliar administrativo
 
Aula 03 secretariado
Aula 03 secretariadoAula 03 secretariado
Aula 03 secretariado
 
Surpreenda Seu Cliente
Surpreenda Seu ClienteSurpreenda Seu Cliente
Surpreenda Seu Cliente
 
Palestra - A importância do trabalho em equipe
Palestra - A importância do trabalho em equipePalestra - A importância do trabalho em equipe
Palestra - A importância do trabalho em equipe
 
15 Frases inspiradoras sobre a experiência do cliente
15 Frases inspiradoras sobre a experiência do cliente15 Frases inspiradoras sobre a experiência do cliente
15 Frases inspiradoras sobre a experiência do cliente
 
Aula 1 - Profissão Auxiliar Adminsitrativo
Aula 1 -  Profissão Auxiliar AdminsitrativoAula 1 -  Profissão Auxiliar Adminsitrativo
Aula 1 - Profissão Auxiliar Adminsitrativo
 
Resumo geral auxiliar administrativo. senac
Resumo geral auxiliar administrativo. senacResumo geral auxiliar administrativo. senac
Resumo geral auxiliar administrativo. senac
 
Curso sobre higiene_pessoal
Curso sobre higiene_pessoalCurso sobre higiene_pessoal
Curso sobre higiene_pessoal
 
Trabalho em Equipe e Gestão de Conflitos
Trabalho em Equipe e Gestão de ConflitosTrabalho em Equipe e Gestão de Conflitos
Trabalho em Equipe e Gestão de Conflitos
 
Treinamento: técnicas de vendas
Treinamento: técnicas de vendasTreinamento: técnicas de vendas
Treinamento: técnicas de vendas
 
Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.
Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.
Resumo geral sobre Auxiliar Administrativo.
 
Trabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalhoTrabalho em equipe e ética no trabalho
Trabalho em equipe e ética no trabalho
 
Treinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em EquipeTreinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em Equipe
 

Semelhante a Rd dicas aten

Atendimento Já
Atendimento JáAtendimento Já
Atendimento Jájessicaslv
 
Atendimento ao cliente como diferencial de competitividade
Atendimento ao cliente como diferencial de competitividadeAtendimento ao cliente como diferencial de competitividade
Atendimento ao cliente como diferencial de competitividadeEdmilton
 
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFGCurso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFGgrupomfg
 
TREINAMENTOS - Apresentação Trabalhos
TREINAMENTOS - Apresentação TrabalhosTREINAMENTOS - Apresentação Trabalhos
TREINAMENTOS - Apresentação TrabalhosPaula Cambotta
 
Etapas de venda
Etapas de vendaEtapas de venda
Etapas de venda7936
 
Telemarketing e call center
Telemarketing e call centerTelemarketing e call center
Telemarketing e call centeralves008
 
Etapasdavenda 120509140946-phpapp01
Etapasdavenda 120509140946-phpapp01Etapasdavenda 120509140946-phpapp01
Etapasdavenda 120509140946-phpapp01gysellynog
 
Ficha de trabalho nº 23 1ºano - 10 passoss do atendimento presencial
Ficha de trabalho nº 23 1ºano -  10 passoss do atendimento presencialFicha de trabalho nº 23 1ºano -  10 passoss do atendimento presencial
Ficha de trabalho nº 23 1ºano - 10 passoss do atendimento presencialLeonor Alves
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEFidel Torquato
 
Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...
Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...
Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...Mara Muniz
 
Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)
Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)
Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)Henrique Marques
 
Treinamento com Qualidade - Corporativa
Treinamento com Qualidade - CorporativaTreinamento com Qualidade - Corporativa
Treinamento com Qualidade - CorporativaDGPVOCEBUSINESS
 
Treinamento de Elite | Vendas | Centro das Sobrancelhas
Treinamento de Elite | Vendas | Centro das SobrancelhasTreinamento de Elite | Vendas | Centro das Sobrancelhas
Treinamento de Elite | Vendas | Centro das SobrancelhasLuiz Borlone
 
Focar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing Minds
Focar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing MindsFocar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing Minds
Focar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing MindsVanessa Alkmim
 
Cartilha de orientação e treinamento
Cartilha de orientação e treinamentoCartilha de orientação e treinamento
Cartilha de orientação e treinamentoAlessandraPeixoto1978
 
Atendimento com Qualidade - Corporativa
Atendimento com Qualidade - CorporativaAtendimento com Qualidade - Corporativa
Atendimento com Qualidade - CorporativaDGPVOCEBUSINESS
 

Semelhante a Rd dicas aten (20)

Atendimento Já
Atendimento JáAtendimento Já
Atendimento Já
 
Atendimento ao cliente como diferencial de competitividade
Atendimento ao cliente como diferencial de competitividadeAtendimento ao cliente como diferencial de competitividade
Atendimento ao cliente como diferencial de competitividade
 
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFGCurso Técnica de Vendas - Grupo MFG
Curso Técnica de Vendas - Grupo MFG
 
TREINAMENTOS - Apresentação Trabalhos
TREINAMENTOS - Apresentação TrabalhosTREINAMENTOS - Apresentação Trabalhos
TREINAMENTOS - Apresentação Trabalhos
 
APOSTILA
APOSTILAAPOSTILA
APOSTILA
 
Etapas de venda
Etapas de vendaEtapas de venda
Etapas de venda
 
Telemarketing e call center
Telemarketing e call centerTelemarketing e call center
Telemarketing e call center
 
Etapasdavenda 120509140946-phpapp01
Etapasdavenda 120509140946-phpapp01Etapasdavenda 120509140946-phpapp01
Etapasdavenda 120509140946-phpapp01
 
Ficha de trabalho nº 23 1ºano - 10 passoss do atendimento presencial
Ficha de trabalho nº 23 1ºano -  10 passoss do atendimento presencialFicha de trabalho nº 23 1ºano -  10 passoss do atendimento presencial
Ficha de trabalho nº 23 1ºano - 10 passoss do atendimento presencial
 
Qualidadenoatendimento
QualidadenoatendimentoQualidadenoatendimento
Qualidadenoatendimento
 
Encante seus clientes e tenha sucesso
Encante seus clientes e tenha sucessoEncante seus clientes e tenha sucesso
Encante seus clientes e tenha sucesso
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTE
 
Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...
Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...
Qualidadenoatendmentoumdiferencialcompetitivoparaempresa 140403192056-phpapp0...
 
Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)
Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)
Etapas da venda (http://escoladevarejo.com)
 
Treinamento com Qualidade - Corporativa
Treinamento com Qualidade - CorporativaTreinamento com Qualidade - Corporativa
Treinamento com Qualidade - Corporativa
 
Treinamento de Elite | Vendas | Centro das Sobrancelhas
Treinamento de Elite | Vendas | Centro das SobrancelhasTreinamento de Elite | Vendas | Centro das Sobrancelhas
Treinamento de Elite | Vendas | Centro das Sobrancelhas
 
Focar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing Minds
Focar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing MindsFocar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing Minds
Focar no Cliente para Maximizar Negócios | Palestra Marketing Minds
 
Cartilha de orientação e treinamento
Cartilha de orientação e treinamentoCartilha de orientação e treinamento
Cartilha de orientação e treinamento
 
Atendimento com Qualidade - Corporativa
Atendimento com Qualidade - CorporativaAtendimento com Qualidade - Corporativa
Atendimento com Qualidade - Corporativa
 
Qualidade No Atendimento 201008
Qualidade No Atendimento 201008Qualidade No Atendimento 201008
Qualidade No Atendimento 201008
 

Mais de Rose Souza

Constituição1988
Constituição1988Constituição1988
Constituição1988Rose Souza
 
Como fazer um bom atendimento
Como fazer um bom atendimentoComo fazer um bom atendimento
Como fazer um bom atendimentoRose Souza
 
Depto 131118070432-phpapp02
Depto 131118070432-phpapp02Depto 131118070432-phpapp02
Depto 131118070432-phpapp02Rose Souza
 
Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]Rose Souza
 
Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]Rose Souza
 
Novo empresa em sua constituição
Novo  empresa em sua constituiçãoNovo  empresa em sua constituição
Novo empresa em sua constituiçãoRose Souza
 
Carta de um cliente
Carta de um clienteCarta de um cliente
Carta de um clienteRose Souza
 

Mais de Rose Souza (8)

Constituição1988
Constituição1988Constituição1988
Constituição1988
 
Como fazer um bom atendimento
Como fazer um bom atendimentoComo fazer um bom atendimento
Como fazer um bom atendimento
 
Depto 131118070432-phpapp02
Depto 131118070432-phpapp02Depto 131118070432-phpapp02
Depto 131118070432-phpapp02
 
Crediário
CrediárioCrediário
Crediário
 
Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]
 
Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]Como limpar o nome no spc[1]
Como limpar o nome no spc[1]
 
Novo empresa em sua constituição
Novo  empresa em sua constituiçãoNovo  empresa em sua constituição
Novo empresa em sua constituição
 
Carta de um cliente
Carta de um clienteCarta de um cliente
Carta de um cliente
 

Último

Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 

Último (20)

Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 

Rd dicas aten

  • 1. Dicas para o bom Atendimento Ronaldo Damaceno RD Consultoria www.rdconsultoria.com.br (11) 3901-6734
  • 2. Princípios Básicos • A definição de um atendimento excelente ao cliente depende do produto ou serviço oferecido e da atenção que você dedica ao público. • Na condição de fornecedor de produtos ou serviços, você deve propiciar a seus clientes um atendimento que reflita seu reconhecimento pela preferência. • São os clientes que determinam o sucesso ou fracasso de qualquer empreendimento comercial.
  • 3. Princípios Atendimento • Ao receber o cliente, faça perguntas para descobrir os seus problemas, desejos e necessidades. Ouça com atenção para identificar oportunidades de servir o cliente. • Para que seu atendimento se destaque dos demais, faça algo extra. • Não crie empecilhos. Em vez de dizer que não pode fazer, diga ao cliente o que você pode fazer.
  • 4. Princípios Atendimento - I • Ao atender o cliente pessoalmente, organize a sua área de trabalho, mantenha uma boa aparência e atenda-o imediatamente. Sorria, dê ao cliente total atenção. • Quando o cliente lhe telefona, atenda prontamente, ponha um sorriso em sua voz, identifique-se, use o nome do cliente com freqüência, diga “obrigado”.
  • 5. Princípios Atendimento - II • Para que o cliente fique realmente satisfeito, assegure-se pessoalmente de que o problema foi resolvido. • Se o cliente se irrita, siga estes três passos para dissipar a sua ira: deixe-o falar, ouça com interesse, demonstre empatia. • Sua obrigação é solucionar o problema do cliente. Logo, faça perguntas sobre fatos, e não sobre emoções. Obtenha acordo quanto a uma possível solução.
  • 6. Princípios Atendimento - III • O segredo do bom atendimento é interessar-se sinceramente pelas pessoas. • Se você não atender bem os clientes, … alguém o fará!!!
  • 7. Princípios Atendimento IV Toda relação comercial ou não, precisa ser regida pelo respeito e confiança. Nunca prometa o que não dá para se cumprir. Procure deixar claro todas as condições do produto ou serviço prestado. Não revele dados a ninguém sem prévia autorização do cliente.
  • 8. Papel do Profissional de Atendimento Ronaldo Damaceno
  • 9. Seu Papel Seu papel como prestador de serviços ao cliente consiste em assegurar que ele fique satisfeito com o produto ou serviço. Os clientes querem se sentir felizes com suas compras, apreciar o contato com você e seu estabelecimento, e se sentir bem em relação a si mesmo no final da transação. O segredo para o sucesso é manter clientes contentes, compreendendo e satisfazendo as necessidades deles.
  • 10. Capacitação Profissional Um bom profissional deve conhecer e dominar todas as vantagens e benefícios de cada produto ou serviço de sua empresa. Muitas vezes um produto não é solicitado por puro desconhecimento. Um bom profissional esta sempre pronto a ajudar o cliente.
  • 11. Qual é a sua Responsabilidade O primeiro passo ao lidar com um cliente difícil é compreender a sua responsabilidade perante ele. Cada interação entre você e o cliente, envolve um contrato interno. Toda vez que você lida com um cliente, pessoalmente ou por telefone, sua interação é afetada pelos procedimentos que você mesmo estabeleceu ao longo do tempo, trabalhando com pessoas.
  • 12. Basicamente você é responsável por propiciar: Um cumprimento agradável e simpático. Uma atitude positiva e prestativa. Uma transação comercial profissional e correta. Um pedido de desculpas por qualquer atraso. Uma solução rápida para os problemas. Um agradecimento sincero pela preferência.
  • 13. Apresentação Pessoal Utilize Crachá para identificação, uniforme limpo e bem passado Higiene pessoal Cabelos com corte bem definido Unhas limpas e aparadas Dentes bem cuidados Esteja sempre atento a sua apresentação, pois ela reflete sua imagem profissional
  • 14. Atmosfera Positiva A)Aparência é a 1º coisa que o cliente percebe Sua aparência reflete a sua imagem Traduz como você é, e como gostaria de ser tratada B)Postura e Comunicação O Cliente percebe tudo: palavras, gestos, postura A forma de se comunicar Linguagem verbal e não verbal C)Organização Orgulhe-se de sua aparência Não deixe que a desorganização lhe pregue sustos Tenha certeza de que todas informações são corretas
  • 15. Qualidade do seu atendimento vai depender somente de você: Faça as coisas certas Faça as coisas cada vez melhor Faça as coisas mais rapidamente Lembre-se: ‘‘Aquilo que vale a pena ser feito, VALE A PENA SER BEM FEITO.’’
  • 16. Seja uma pessoa que ‘Faz/Verifica’’ O desempenho de qualidade sempre envolve dois passos: 1) FAZER 2) CONFERIR Realizar a tarefa Conferir a qualidade ‘‘Verifique o seu próprio trabalho, assim, outros não terão que inspecioná-lo’’. PREVINA ERROS - ASSIM NÃO TERÁ QUE COMETÊ-LOS
  • 17. Iniciativa • Não espere que os outros façam por você e nem tão pouco fique adiando os seus problemas! Antecipe-se a eles! • Procure resolver seus problemas da melhor maneira possível e ajude os seus colegas a fazerem o mesmo.
  • 18. Trabalho em Equipe • Quando trabalhamos em conjunto, todos são um pouco responsáveis por tudo que ocorre no ambiente de trabalho. • Um por todos e todos por um.
  • 19. Atenção Saiba ouvir o cliente. Preste atenção no que ele tenha a dizer, valorize a sua preocupação, levando em consideração o seu ponto de vista e o dele! Nunca interrompa-o quando estiver falando, na tentativa de adivinhar o que ele quer dizer. Se necessário faça perguntas claras e objetivas para elucidar suas idéias. Lembre-se: A qualidade das informações, depende das perguntas feitas.
  • 20. Cortesia Se queremos conquistar a simpatia e a confiança de nosso cliente, devemos tratá-lo como gostaríamos de ser tratados. Prove estar prestando atenção no que o cliente diz com um sorriso, um bom dia, boa tarde ou boa noite, um aceno com a cabeça. Procure ser prestativo.
  • 21. Defenda seu Cliente Nunca deixe seu cliente sem solução. Elimine frases tipo: “isso não é comigo”, “isso é culpa de fulano”, “isso não é do meu setor”. Se você não pode resolver o problema, procure quem possa. Certifique-se que aquilo que você combinou, está sendo cumprido!
  • 22. 7 passos para atitudes positivas • Melhore a sua autoconfiança. • Crie situações ganha-ganha. • Entregue o que você prometeu, e mais. • Antecipe-se aos pedidos. • Ofereça ajuda espontaneamente. • Apresente soluções ou peça ajuda para achar soluções. • Faça aquilo de que você gosta e não apenas o que você sabe.
  • 23. Ao se dirigir à um Cliente Dirija-lhe o olhar e sorria Cumprimente-o imediatamente Olhe-o nos olhos Chame-o pelo nome, precedido de Sr. ou Sra. Seja Gentil e Simpático sem visar intimidade Não use expressões indesejáveis ou gírias. Seja discreto ao falar, andar e sentar.
  • 24. Dicas • Os clientes não se enxergam como “clientes”. Eles se vêem como pessoas que precisam de nossa ajuda. Curta ajudar as pessoas - desse modo você fará um trabalho melhor. • Não existe jeito certo de falar com os clientes. Cada cliente é único e diferente. Cada problema é único e diferente. Assim, cada conversa é única e diferente.
  • 25. Dicas-I • Respeitar é essencial. Mais do que isso, é preciso conhecer o seu público, e gostar dele. • A pessoa tem de se conhecer para poder administrar as suas qualidades. • Não basta você se conhecer; é fundamental estar equilibrado. (Boa educação) • A pessoa que o procura é importante, sempre. Se ela o está procurando é porque está dando um voto de confiança a sua empresa.
  • 26. Dicas - II • Faça perguntas abertas do tipo “o que você fez?”, “Como aconteceu?”. Depois, vá fazendo perguntas mais fechadas, canalizando o assunto. • Durante todo o tempo, faça perguntas de teste, para certificar-se de que está entendendo e para assegurar ao cliente que você está ouvindo. • Nunca tente transferir o problema.
  • 27. Dicas - III • A respiração, as frases curtas, a forma de sentar e o tom de voz, são sinais que o cliente percebe. • Se for necessário, dê razão ao cliente e depois tente mostrar-lhe o lado da empresa. • Utilize sempre da verdade para que você possa convencer o cliente. • Conheça bem o seu produto ou serviço e também o que pode dar errado.
  • 28. Dicas - IV • Não basta cuidar dos clientes. Você precisa preocupar-se com eles. O atendimento ótimo não se resume a uma transação. É um vínculo. • Não se limite a resolver problemas - crie oportunidades. Você pode transformar um pequeno deslize numa venda. • Não se limite a ouvir - Aprenda. Pequenas reclamações podem gerar grandes melhoras.
  • 29. Dicas - V • Aprenda a antecipar-se aos problemas. Se você ouvir as pessoas e procurar os padrões comuns subjacentes ao que dizem, vai poder ler o que se passa na mente dos clientes. • Cada telefonema de um cliente é uma situação na qual você vai ter de dar sua opinião. Quanto maior o seu conhecimento sobre o produto, melhor você vai opinar.
  • 31. Regras de Ouro para Reclamações Diga ‘‘Obrigado’’ Explique que apreciou a reclamação Desculpe-se pelo erro Prontifique-se a fazer algo Peça as informações necessárias Corrija o erro prontamente Verifique a satisfação do cliente Previna erros futuros
  • 32. Lembre-se que o cliente ao Reclamar: Tem o direito de fazê-lo Ainda tem alguma confiança na empresa Ainda é um cliente Dá a você e à empresa, a oportunidade de corrigir o erro, bem como, recuperar-lhe a confiança O cliente que reclama lhe dá um presente!
  • 33. Origem das insatisfações Promessas não cumpridas Serviço ineficiente e falta de educação. Informações contraditórias entre funcionários. Sensação de ter sido prejudicado pelo negócio ou operação. Informação errada fornecida por um funcionário. Atrasos e longas esperas
  • 34. Origem das insatisfações - I Falta de comunicação entre as partes em conflito. Ser tratado como uma pessoa mal-informada, errada ou sem importância. Produtos ou serviços de má qualidade. Sensação de ter sido rejeitado ou ignorado pelos funcionários. Integridade ou honestidade duvidosas da empresa.
  • 35. Não tenha medo • Um diálogo franco e honesto com um cliente que tenha reclamações válidas sobre a qualidade de seu produto ou serviço pode abrir seus olhos para o perigo de expectativas não cumpridas.
  • 36. Ouvindo as reclamações você poderá: • Criar um melhor relacionamento com os clientes. • Manter os clientes existentes. • Reduzir o custo de conquista do mercado. • Melhorar a qualidade do seu produto ou serviço. • Aumentar sua participação no mercado e a lucratividade.
  • 37. Princípio Inviolável ‘‘TALVEZ O CLIENTE NEM SEMPRE TENHA RAZÃO, MAS SEMPRE ESTÁ EM PRIMEIRO LUGAR’’
  • 38. Os pecados do Atendimento Fumar, comer e mascar chicletes. Discutir e fazer brincadeiras. Tratar o cliente com familiaridade, usando expressões como querida ou meu bem, e fazendo perguntas sobre questões íntimas. Expressar mau humor, cansaço ou aborrecimento. Usar expressões que denotem que o cliente é confuso.
  • 39. Os pecados do Atendimento - I Apatia e descaso: dependendo do olhar ou da postura do corpo, sem perceber, a recepcionista pode dar a impressão que está pouco importando com o cliente, que se sente rejeitado e disposto a discutir por qualquer motivo. Atendimento automático: feito com palavras e gestos mecânicos, sem ao menos cumprimentar o cliente. Informações equivocadas: fazem com que o cliente fale com várias pessoas na clínica em busca de uma solução simples para seu problema ou necessidade.
  • 40. Pressão para conhecer o resultado • O médico que atua com diagnóstico recebe uma pressão intensa do cliente para conhecer o resultado. E isso é bastante compreensível, tanto em função da ansiedade do paciente quanto da acessibilidade ao médico que realiza o procedimento.Diante disso, algumas regras básicas ficam estabelecidas: – O médico se pronuncia somente se indagado pelo cliente ou nas situações em que a gravidade do caso requerer procedimento ou recomendação especifica. – Se o resultado for normal, uma comunicação básica e genérica pode ser feita ao cliente, desde que solicitada. Entretanto, nenhuma orientação a respeito do que fazer a partir daquele resultado deve ser comentada ou insinuada.
  • 41. Resultado Positivo • Se o resultado for positivo, cabem duas situações: – Primeira: O médico informará que é reservado ao médico do paciente orientá-lo a respeito, explicando, se necessário, que não tem informações de todo o quadro clínico do paciente. É possível que alguns pacientes aceitem essa posição. Mas é certo que uma maioria vai pressionar para conhecer o resultado. – Segunda: quando o médico, sob seu critério, avaliar que informações básicas devem ser passadas diretamente ao paciente, em função de pressão ou ansiedade, todo cuidado deve ser tomado apara que não haja na conduta do colega que assiste o cliente.
  • 42. Casos de Maior Gravidade • Nos casos de maior gravidade, o médico avaliará a relevância de contatar o médico assistente, para informar-lhe os resultados. Se o paciente estiver em uma situação de risco para o seu bem- estar, espera-se uma atitude pró-ativa do médico, garantindo que as medidas adequadas sejam iniciadas o mais rápido possível.
  • 43. Satisfação X Insatisfação Clientes Muito Satisfeitos: Comentam somente para 3 pessoas 96% dos clientes insatisfeitos não reclamam. Eles simplesmente mudam de fornecedor Clientes Muito Insatisfeitos: Comentam para 11 pessoas
  • 45. Atendimento Telefônico Sua Responsabilidade ao fazer ligações ou receber chamados telefônicos é muito grande, pois, nestas ocasiões, “Você é a EMPRESA”
  • 46. Evite a expressão “ALO” Laboratório Salomão e Zoppi + Gislaine + Bom Dia, Boa Tarde,etc.... No departamento interno Recursos Humanos + Gislaine + Bom dia Personalize seu Atendimento Chame as pessoas pelo nome, precedido de Sr. Ou Sra.
  • 47. Algum Problema ? Ofereça Ajuda! Socorro
  • 48. Regras de ouro Exponha Claramente o motivo do chamado Evite deixar esperando quem chamou “Um minutinho”, parece uma eternidade para quem está esperando do outro lado da linha. ARGH!
  • 49. Regras de ouro Use uma voz Natural, bem modulada Ponha um sorriso em sua voz. Fale com entusiasmo Personalize o cliente Atenda ao primeiro Toque Identifique claramente a empresa. Identifique-se
  • 50. Regras de ouro Evite distrair-se Corresponda aos Sentimentos do cliente Demonstre interesse em ajudá-lo Dê satisfação a quem ficar aguardando na linha Tenha sempre caneta à mão Repita recados e instruções. Certifique-se de que o cliente entendeu tudo.
  • 51. Regras de ouro Enfatize o que você pode fazer Ofereça Alternativas ao cliente Esteja preparado Use as palavras mágicas: Por Favor, Obrigado, Me desculpe, Disponha,... Explique as transferências de ramais Finalize a ligação Agradecendo ao Cliente por ter ligado Desligue sempre por último
  • 52. Não use expressões Indesejáveis “Chuchu” “Minha Filha” “Fofinho” “Gata” “Queridinha”
  • 53. Recado Telefônico Faz/Verifica Dr. Zoppi Rosa Chaibe, firma AMIL 30611000 Favor telefonar-lhe hoje entre 15:30 e 16:15 ou amanhã 9:00 e 12:00 Ref: Verificar Contrato 14 de Julho, 15:30 Arlete PARA De (Nome de empresa) Nº Telefone Recado Data e Hora Recado anotado por
  • 54. Primeiro Atendimento RD Consultoria, Hilda, bom dia! Em que posso ajudar?
  • 55. Ramais Ocupados • Marcação - No momento todas as atendentes estão ocupadas, deseja aguardar? • Setores - No momento todos os ramais estão ocupados, deseja aguardar?
  • 56. Cliente aceita aguardar - Marcação Para facilitar o seu atendimento, tenha em mãos caneta, papel, receituário médico, carteirinha e guia do convênio.
  • 57. Transferindo Ligações • Marcação - Desculpe-nos a demora, estou transferindo para a Atendente. • Setores - Desculpe-nos a demora, estou transferindo para o Ramal.
  • 59. Final da Conversação O laboratório agradece a ligação, tenha um bom dia!
  • 60. Convênios e Exames que não Trabalhamos • Convênios - Podemos atender a senhora (or) pela tabela AMB, pois não trabalhamos com este convênio. • A senhora (or) precisa fazer somente este exame? •• SimSim -- Infelizmente o laboratInfelizmente o laboratóório não realiza este procedimentorio não realiza este procedimento.. •• NãoNão -- Podemos realizar tais exames, os demais o laboratPodemos realizar tais exames, os demais o laboratóório nãorio não realiza.realiza.
  • 61. Ligação Interna Tele Atendimento, Arlete, em que posso ajudar?