O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Configuração eletrônica para átomos neutros e conceitos fundamentais

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 7 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (19)

Anúncio

Semelhante a Configuração eletrônica para átomos neutros e conceitos fundamentais (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Configuração eletrônica para átomos neutros e conceitos fundamentais

  1. 1. CONFIGURAÇÃO ELETRÔNICA PARA ÁTOMOS NEUTROS E CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE UM ÁTOMO POR ROBERTA ALMEIDA
  2. 2. CONCEITOS FUNDAMENTAIS Um átomo é neutro em seu estado fundamental. Isso significa que a quantidade de prótons ( positivo) e elétrons é a mesma. O número de nêutrons de um átomo é maior ou igual ao número de prótons. Número Atômico (Z) : O número de prótons de um átomo. Tal número define ( identifica) cada elemento da tabela periódica. Número de Massa(A): Número de Prótons + Nêutrons de um átomo. A A z
  3. 3. CONCEITOS FUNDAMENTAIS Íons : Quando um átomo perde ou ganha elétrons, ele se transforma em um íon, que pode ser um cátion (perde elétrons=+) ou um ânion ( ganha elétrons) Isótopo: São elementos que contém o mesmo número de prótons. Assim sendo, são iguais. Isóbaros: Possuem o mesmo número de massa. Isótonos: Possuem o mesmo número de nêutrons.
  4. 4. DIAGRAMA DE LINUS PAULING •Número quântico principal: Número de camadas ou Níveis de um átomo;  K  1  2 elétrons  L  2  8 elétrons  M  3  18 elétrons  N  4  32 elétrons  O  5  32 elétrons  P  6  18 elétrons  Q  7  8 elétrons •Número quântico secundário: Número de subníveis de energia dos elétrons  S  2  P  6  D  10  F  14
  5. 5. DIAGRAMA DE LINUS PAULING Os elétrons são distribuídos, no diagrama, de forma crescente. Camada de valência: é a última camada na distribuição eletrônica, ou seja, o maior número é sempre a ultima camada. Subnível mais energético: O último na ordem crescente de Pauling.
  6. 6. CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS PARA ÁTOMOS NEUTROS Principio da Incerteza de Heisenberg: Não podemos medir com precisão, simultaneamente, a velocidade, a trajetória e a posição de um elétron, o que derrubou a teoria de órbitas perfeitas. Orbital é o local de maior probabilidade de encontrarmos um elétron. Elétron de diferenciação: Na distribuição dos elétrons em orbitais, é o último a preencher. Princípio de exclusão de Pauli: Em um orbital cabem no máximo dois elétrons de spins contrários. Regra de Hund: Devo preencher todos os elétrons no mesmo sentido e, após completar todos os orbitais, distribuo os que faltaram em sentidos contrários. Elétron desemparelhado: Aquele que fica sem um par na distribuição. A ordem de camada geométrica diferencia-se da ordem de subnível mais energético.
  7. 7. CONFIGURAÇÃO ELETRÔNICA DE UM ÍON Íons são aqueles que perdem ou ganham elétrons. 1. Para se fazer a distribuição eletrônica de um íon, distribuímos, primeiramente, como se fosse um átomo neutro, levando em consideração o número de prótons. 2. Depois, retiramos o número de elétrons ou colocamos mais elétrons na ultima camada do íon.

×