SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
História da Cidade de São Paulo
                            Período Imperial - 1º reinado (1822 a 1831)

Durante a maior parte de todo o período colonial, São Paulo preservaria as características de
uma cidade provinciana, mas vê crescerem suas possibilidades de desenvolvimento ao passo
que interior da capitania continua a registrar relativa prosperidade com a plantação da cana-de-
açúcar. A capital, situada em meio à rota obrigatória para o escoamento da produção do açúcar,
assiste ao desenvolvimento do comércio.

Cresce a importância política da capitania (que se torna província em 1821), e a cidade de São
Paulo serve de palco para acontecimentos de grande importância na história do país. Entre os
mais destacados nomes da campanha pela independência brasileira figurou um paulista, José
Bonifácio de Andrada e Silva. E foi na capital paulista, à margens do riacho do Ipiranga, que
Dom Pedro I, proclamou a independência do Brasil.



                                                             Também vivia na cidade a mais célebre
                                                             amante do imperador, a marquesa de
                                                             Santos. (Maria Domitila de Castro Canto e
                                                             Melo) ,




                              Marquesa de Santos
                           Óleo atribuído a F.P. do Amaral



Após a independência, São Paulo recebeu o título de "Imperial Cidade", outorgado por D. Pedro
I em 1823.

Em 1825, é criada a Biblioteca Pública Oficial de São Paulo, a primeira da província e em 1827,
é lançado o primeiro periódico da cidade, O Farol Paulistano.



No ano de 1828, é inaugurada a Faculdade
de Direito do Largo São Francisco. Trata-se
da mais antiga instituição de ensino jurídico
do país, ao lado da Faculdade de Direito de
Olinda, ambas instituídas por decreto
imperial de 1827. Após a instalação da
faculdade, a cidade recebe o título de
"Imperial Cidade e Burgo dos Estudantes
de São Paulo de Piratininga".
                                                             Faculdade de Direito do Largo São Francisco - 1862



Consequente afluxo de mestres e estudantes ocasiona uma radical mudança no cotidiano da
cidade. Além de demandar a construção de hotéis, restaurantes e núcleos artísticos, a
aglomeração de acadêmicos enriquece a vida cultural paulistana.
Em 1830, o jornalista Libero Badaró,
                                                  escritor     do     liberal   “Observador
                                                  Constitucional” (segundo periódico mais
                                                  antigo da cidade, fundado em 1828),
                                                  escreve artigo comentando sobre a
                                                  Revolução de 1830, na França, em que
                                                  exortava os brasileiros a seguirem o
                                                  exemplo dos franceses. Logo em seguida,
                                                  estudantes da Faculdade de Direito realizam
                                                  manifestações públicas de apoio às ideias
                                                  republicanas expressas no artigo do
                                                  jornalista, e são ameaçados legalmente. O
                                                  Observador Constitucional abre campanha
                                                  em favor dos estudantes, e os ânimos se
        Giovanni Battista Libero Badaro           exaltam. Em 20 de novembro deste mesmo
        (1798 - 1830) foi jornalista, político
        e médico italiano radicado no Brasil
                                                  ano, Líbero Badaró é assassinado em uma
                                                  emboscada.

A repercussão na cidade foi imediata: cinco mil pessoas comparecem ao enterro, e o clamor por
justiça leva à prisão do ouvidor Cândido Japiaçu, acusado de envolvimento no assassinato. A
consequência principal do episódio é o reforço ao desgaste político de Dom Pedro I, que por
esta e por outras razões, renuncia ao trono no ano seguinte.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slideRevolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slide
Isabel Aguiar
 
A 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 A
A 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 AA 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 A
A 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 A
ricardocostacruz
 
O Advento Da RepúBlica No Brasil
O Advento Da RepúBlica No BrasilO Advento Da RepúBlica No Brasil
O Advento Da RepúBlica No Brasil
Marcelo Oliveira
 
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era VargasParte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Patricia Mendonça
 

Mais procurados (17)

Revolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slideRevolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slide
 
Tenentismo 3º. ano
Tenentismo   3º. anoTenentismo   3º. ano
Tenentismo 3º. ano
 
A 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 A
A 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 AA 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 A
A 1ª RepúBlica Joana Fonseca 6 A
 
A década de 1920 e a revolução de 1930
A década de 1920 e a revolução de 1930A década de 1920 e a revolução de 1930
A década de 1920 e a revolução de 1930
 
O Advento Da RepúBlica No Brasil
O Advento Da RepúBlica No BrasilO Advento Da RepúBlica No Brasil
O Advento Da RepúBlica No Brasil
 
Revolução Tenentista - Prof. Altair Aguilar
Revolução Tenentista - Prof. Altair AguilarRevolução Tenentista - Prof. Altair Aguilar
Revolução Tenentista - Prof. Altair Aguilar
 
Segundo reinado
Segundo reinadoSegundo reinado
Segundo reinado
 
A crise dos anos 20
A crise dos anos 20A crise dos anos 20
A crise dos anos 20
 
História: Revolução russa
História: Revolução russaHistória: Revolução russa
História: Revolução russa
 
A crise da república velha no brasil
A crise da república velha no brasilA crise da república velha no brasil
A crise da república velha no brasil
 
Aula república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
Aula   república velha (1889-1930) - resumo - história pensanteAula   república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
Aula república velha (1889-1930) - resumo - história pensante
 
Instituição da república
Instituição da repúblicaInstituição da república
Instituição da república
 
L ista de exercicios 8º ano abdamides
L ista de exercicios 8º ano abdamidesL ista de exercicios 8º ano abdamides
L ista de exercicios 8º ano abdamides
 
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era VargasParte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
 
2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito2.5 -1 Prova com Gabarito
2.5 -1 Prova com Gabarito
 
A primeira república (1889 – 1930)
A primeira república (1889 – 1930)A primeira república (1889 – 1930)
A primeira república (1889 – 1930)
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 

Semelhante a Hist s paulo imperial 1 reinado

Nas linhas de o conciliador
Nas linhas de o conciliadorNas linhas de o conciliador
Nas linhas de o conciliador
Pichuluco
 
2ª licenciatura curso de história trabalho de slide brasil imperio
2ª licenciatura   curso de história trabalho de slide brasil imperio2ª licenciatura   curso de história trabalho de slide brasil imperio
2ª licenciatura curso de história trabalho de slide brasil imperio
Andréia Matos
 
Manuel da silva passos comemorações 2013
Manuel da silva passos   comemorações 2013Manuel da silva passos   comemorações 2013
Manuel da silva passos comemorações 2013
CREM
 

Semelhante a Hist s paulo imperial 1 reinado (20)

Nas linhas de o conciliador
Nas linhas de o conciliadorNas linhas de o conciliador
Nas linhas de o conciliador
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
 
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras iRoteiros republicanos do concelho de oeiras i
Roteiros republicanos do concelho de oeiras i
 
2ª licenciatura curso de história trabalho de slide brasil imperio
2ª licenciatura   curso de história trabalho de slide brasil imperio2ª licenciatura   curso de história trabalho de slide brasil imperio
2ª licenciatura curso de história trabalho de slide brasil imperio
 
Manuel da silva passos comemorações 2013
Manuel da silva passos   comemorações 2013Manuel da silva passos   comemorações 2013
Manuel da silva passos comemorações 2013
 
Praça João Lisboa
Praça João LisboaPraça João Lisboa
Praça João Lisboa
 
Revolucoes3
Revolucoes3Revolucoes3
Revolucoes3
 
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinadoProcesso emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
 
Caminhos da independencia
Caminhos da independenciaCaminhos da independencia
Caminhos da independencia
 
Vidas secas
Vidas secasVidas secas
Vidas secas
 
Iris
IrisIris
Iris
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
 
A semana de arte moderna. a literatura modernista de 22
A semana de arte moderna. a literatura modernista de 22A semana de arte moderna. a literatura modernista de 22
A semana de arte moderna. a literatura modernista de 22
 
Iris
IrisIris
Iris
 
Iris
IrisIris
Iris
 
Lopreato c.-o-espírito-da-leis-anarquismo-e-repressão-política-no-brasil
Lopreato c.-o-espírito-da-leis-anarquismo-e-repressão-política-no-brasilLopreato c.-o-espírito-da-leis-anarquismo-e-repressão-política-no-brasil
Lopreato c.-o-espírito-da-leis-anarquismo-e-repressão-política-no-brasil
 
1ª RepúBlica
1ª RepúBlica1ª RepúBlica
1ª RepúBlica
 
Iris
IrisIris
Iris
 
Aula 4 - Instauração da República no Brasil.pptx
Aula 4 - Instauração da República no Brasil.pptxAula 4 - Instauração da República no Brasil.pptx
Aula 4 - Instauração da República no Brasil.pptx
 
Aula 4 - Instauração da República no Brasil.pptx
Aula 4 - Instauração da República no Brasil.pptxAula 4 - Instauração da República no Brasil.pptx
Aula 4 - Instauração da República no Brasil.pptx
 

Mais de Rodrigo Modena da Silva (20)

Consulados
ConsuladosConsulados
Consulados
 
Mapas sp2
Mapas sp2Mapas sp2
Mapas sp2
 
Distâncias km
Distâncias kmDistâncias km
Distâncias km
 
Telefones úteis
Telefones úteisTelefones úteis
Telefones úteis
 
Cinemas
CinemasCinemas
Cinemas
 
Shopping
ShoppingShopping
Shopping
 
Bares e casas noturnas centro
Bares e casas noturnas centroBares e casas noturnas centro
Bares e casas noturnas centro
 
Bares e casas noturnas zl
Bares e casas noturnas zlBares e casas noturnas zl
Bares e casas noturnas zl
 
Bares e casas noturnas zn.docx
Bares e casas noturnas zn.docxBares e casas noturnas zn.docx
Bares e casas noturnas zn.docx
 
Consulados
ConsuladosConsulados
Consulados
 
Hotéis centro e paulista
Hotéis centro e paulistaHotéis centro e paulista
Hotéis centro e paulista
 
Hotéis centro e paulista
Hotéis centro e paulistaHotéis centro e paulista
Hotéis centro e paulista
 
Hoteis zo
Hoteis zoHoteis zo
Hoteis zo
 
Hotéis zl
Hotéis zlHotéis zl
Hotéis zl
 
Hoteis zn 1
Hoteis zn 1Hoteis zn 1
Hoteis zn 1
 
Cozinhas regionais
Cozinhas regionaisCozinhas regionais
Cozinhas regionais
 
Cozinha árabe
Cozinha árabeCozinha árabe
Cozinha árabe
 
Cozinha portuguesa
Cozinha portuguesaCozinha portuguesa
Cozinha portuguesa
 
Cozinha japonesa
Cozinha japonesaCozinha japonesa
Cozinha japonesa
 
Cozinha italiana
Cozinha italianaCozinha italiana
Cozinha italiana
 

Hist s paulo imperial 1 reinado

  • 1. História da Cidade de São Paulo Período Imperial - 1º reinado (1822 a 1831) Durante a maior parte de todo o período colonial, São Paulo preservaria as características de uma cidade provinciana, mas vê crescerem suas possibilidades de desenvolvimento ao passo que interior da capitania continua a registrar relativa prosperidade com a plantação da cana-de- açúcar. A capital, situada em meio à rota obrigatória para o escoamento da produção do açúcar, assiste ao desenvolvimento do comércio. Cresce a importância política da capitania (que se torna província em 1821), e a cidade de São Paulo serve de palco para acontecimentos de grande importância na história do país. Entre os mais destacados nomes da campanha pela independência brasileira figurou um paulista, José Bonifácio de Andrada e Silva. E foi na capital paulista, à margens do riacho do Ipiranga, que Dom Pedro I, proclamou a independência do Brasil. Também vivia na cidade a mais célebre amante do imperador, a marquesa de Santos. (Maria Domitila de Castro Canto e Melo) , Marquesa de Santos Óleo atribuído a F.P. do Amaral Após a independência, São Paulo recebeu o título de "Imperial Cidade", outorgado por D. Pedro I em 1823. Em 1825, é criada a Biblioteca Pública Oficial de São Paulo, a primeira da província e em 1827, é lançado o primeiro periódico da cidade, O Farol Paulistano. No ano de 1828, é inaugurada a Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Trata-se da mais antiga instituição de ensino jurídico do país, ao lado da Faculdade de Direito de Olinda, ambas instituídas por decreto imperial de 1827. Após a instalação da faculdade, a cidade recebe o título de "Imperial Cidade e Burgo dos Estudantes de São Paulo de Piratininga". Faculdade de Direito do Largo São Francisco - 1862 Consequente afluxo de mestres e estudantes ocasiona uma radical mudança no cotidiano da cidade. Além de demandar a construção de hotéis, restaurantes e núcleos artísticos, a aglomeração de acadêmicos enriquece a vida cultural paulistana.
  • 2. Em 1830, o jornalista Libero Badaró, escritor do liberal “Observador Constitucional” (segundo periódico mais antigo da cidade, fundado em 1828), escreve artigo comentando sobre a Revolução de 1830, na França, em que exortava os brasileiros a seguirem o exemplo dos franceses. Logo em seguida, estudantes da Faculdade de Direito realizam manifestações públicas de apoio às ideias republicanas expressas no artigo do jornalista, e são ameaçados legalmente. O Observador Constitucional abre campanha em favor dos estudantes, e os ânimos se Giovanni Battista Libero Badaro exaltam. Em 20 de novembro deste mesmo (1798 - 1830) foi jornalista, político e médico italiano radicado no Brasil ano, Líbero Badaró é assassinado em uma emboscada. A repercussão na cidade foi imediata: cinco mil pessoas comparecem ao enterro, e o clamor por justiça leva à prisão do ouvidor Cândido Japiaçu, acusado de envolvimento no assassinato. A consequência principal do episódio é o reforço ao desgaste político de Dom Pedro I, que por esta e por outras razões, renuncia ao trono no ano seguinte.