O Espírito Santo e o Espírito do Mundo

575 visualizações

Publicada em

Estudos da Revista Compromisso.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
575
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
197
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Espírito Santo e o Espírito do Mundo

  1. 1. O Espírito de Deus habita em vós?O Espírito de Deus habita em vós? O Espírito Santo e o espírito do mundo Igreja Batista Jardim Redentor – EBD 27 de julho de 2014
  2. 2. Texto ÁureoTexto Áureo Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? (ARA) Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? (NVI) Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês. (NTLH) 1 Coríntios 3:16
  3. 3. Ainda sobre tentação e provação Domingo passado: - Deus não envia tentações, mas sim provações - O Tentador é Satanás - A provação tem por objetivo nos ensinar algo - A tentação tem por objetivo nos levar ao pecado Importante: - Existem tentações e provações que não são enviadas por Deus ou por Satanás, mas são consequências de nossas próprias escolhas
  4. 4. Características do espírito mundano Irmãos, não lhes pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a crianças em Cristo. (3.1) Duas categorias de cristãos: 1. Cristãos espirituais – são os que se entregam ao Espírito de Deus e procuram permanecer sensíveis a Ele. 2. Cristãos carnais – crianças em Cristo – apesar de possuírem o Espírito Santo, lutam contra ele e são insensíveis ao seu agir.
  5. 5. Características do espírito mundano Seis características do cristão carnal (3.2-3): a) Precisam de leite – o básico da fé (João 16.12); b) Não tem condições de receber alimento sólido – questões profundas da fé; c) Tem inveja - ciúmes; d) Causam divisões - brigas; e) São carnais – agem baseados na sua capacidade física / mental; f) São mundanos – agem de acordo com o curso do mundo em que vivemos.
  6. 6. Adeptos de partidarismo Havia quatro grupos na igreja de Corinto (1.12): 1) Paulo – melhor líder e evangelista 2) Apolo – melhor pregador e mestre 3) Pedro – apoio a costumes antigos / judaicos 4) Cristo – cristãos que não queriam se submeter a uma autoridade eclesiástica
  7. 7. Adeptos de partidarismo Como Paulo trata este problema: 1) Identifica esta conduta como algo mundano (4); 2) Coloca os líderes em seus lugares: são apenas servos por meio de quem Deus age (5); 3) Ensina que o ministério é atribuído por Deus a cada cristão (5); 4) Cada um faz seu trabalho, mas Deus é quem contempla a obra como um todo (6); 5) Não somos nada, Deus é tudo (7);
  8. 8. Adeptos de partidarismo Como Paulo trata este problema: 6) O propósito deve ser o mesmo e não diverso (8); 7) A recompensa será dada conforme a conduta e não conforme o tipo de trabalho (8); 8) Os que trabalham são ajudadores de Deus (9); 9) Os que recebem são plantação e edifício (9); 10) Cada um tem sua própria função (10).
  9. 9. A diferença que o Espírito promove Existem cristãos sem o Espírito Santo? Não, no sentido de que todos são habitados pelo Espírito de Deus. Sim, no sentido de que muitos cristãos não se submetem e não se deixam tocar pelo Espírito Santo. (Romanos 8.7-9)
  10. 10. A diferença que o Espírito promove Jesus coloca em nós o alicerce: a salvação da morte eterna (separação eterna de Deus). (11) O desenvolvimento desta salvação ocorre pelo poder do Espírito Santo em nossa vida: a santificação, o crescimento, o serviço e a condução durante esta vida.
  11. 11. A diferença que o Espírito promove Como construímos sobre o alicerce colocado sobre o fundamento da salvação? O que oferecemos a Deus como material para construção de nosso ser – corpo, mente, sentimentos, vida espiritual? (11-13) As provações mostrarão o que está oculto. (14-15)
  12. 12. A diferença que o Espírito promove Tornamo-nos santuário do Espírito Santo (16-17). - Santuário: local de prestação de culto. Podemos destruir este santuário deixando de viver para glorificar a Deus, deixando de ser santuário. O santuário é sagrado (17) – mais do que o corpo, a vida do cristão está protegida por Deus.
  13. 13. A diferença que o Espírito promove O Espírito Santo promove uma profunda mudança de pensamentos e conduta (18-20). 1) O que antes era sabedoria, agora deve ser substituída pela “loucura” do amor – Sermão do Monte. 2) Devemos buscar a sabedoria e conhecimento que há no mundo, mas submetê-los ao direcionamento do Espírito de Deus.
  14. 14. A diferença que o Espírito promove Viva menos o “OU”, viva mais o “E”! (21-23) Não precisamos escolher entre A ou B, podemos escolher A e B. Saber que somos de Cristo, podemos viver em plenitude de vida!
  15. 15. Acabou

×