O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Relatorio ponte 2016

936 visualizações

Publicada em

modelo de relatório da Maratona 2016 do Projeto A ponte

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Relatorio ponte 2016

  1. 1. p.1 Vol. 1 | Nº. 1 | Ano 2016 autor1 afiliação institucional autor emailautor@dominio autor2 afiliação institucional autor emailautor@dominio autor3 afiliação institucional autor emailautor@dominio TÍTULO DO TRABALHO TODAS EM MAIÚSCULAS Aqui pode ser colocadoum Subtítuloqueé opcional _____________________________________ RESUMO O resumo deve constituir-se num texto redigido de forma cursiva (sem parágrafos e com no mínimo 100 e no máximo 150 palavras), conciso e objetivo, respeitando a estruturado originale reproduzindo apenas as informações mais significativas, como: objetivos, metodologia de pesquisa, descobertas, e conclusões. Limita-sea um parágrafo, devendo incluir palavras representativas do assunto (palavras-chave). Deve-se evitar, no resumo: abreviaturas,símbolos, fórmulas, diagramas e notas de rodapé que não sejam absolutamente necessários à sua compreensão, bem como comentários,críticas e julgamento pessoal; palavras e/ou expressões supérfluas. Palavras-chave: Lista de palavras-chave. Separadas por ponto. Letra inicial maiúscula. De três a cinco palavras-chave. _____________________________________ ABSTRACT The abstract shouldbe written in just one paragraph (usually between 100 and 150 words) using an objective and concise discourse with respect to the original article’s content and structure. It is relevant condensed peace of information that reflects the article’s significant information, i.e., research goals, methodology, tests and results, insights and conclusions. The abstract paragraph mustshowa direct association with the article keywords. It should not be confused with the introduction and must not contain abbreviations, symbols, formulas, diagrams, footnotes, references to literature or figures. Besides, the description of e personal criticism orpoints of viewis not acceptable. Keywords: Keyword list. Separated by semicolons. Initial capital letter. From three to five keywords.Correspondência/Contato (EXEMPLO) Grupo Quarks Departamentode Planejamento,Projetos e Pesquisas Educacionais Rua XXXX número XXX CEP 17014-500 Fone ((71)13131313 xxx@xxxx.com.br www.portinari-ba.com.br Editores responsáveis Grupo Quarks Facebook.com/rodriguinhoquimica Grupo Quarks Facebook.com/rodriguinhoquimica
  2. 2. 1 INTRODUÇÃO 1.1. PONTES A utilização de pontes faz parte da história da humanidade desde épocas remotas, onde os romanos utilizavam pedras para a sua construção em forma de arcos, técnica aprendida com os etruscos. Em períodos ainda distantes, no século XVI, diz a história que o arquiteto Andrea Palladio utilizou treliças de madeira para vencer vãos de cerca de 30 metros. A transição da madeira para o ferro ocorreu no século XIX. No Brasil, a primeira ponte construída em ferro fundido data de 1851 e está localizada na cidade de Paraíba do Sul, sobre o rio do mesmo nome. Obras de arte em sua verdadeira expressão, as pontes, usadas geralmente para encurtar distâncias e vencer obstáculos, evoluíram de maneira extraordinária. Nas mais diferentes formas, compostas com diversos materiais e utilizando modernas técnicas de construção, permitiram que os vãos a ser vencidos se tornassem praticamente ilimitados 2 OBJETIVOS INSTRUÇÃO: Nesta etapa vocês deverão descrever quais são os objetivos dos integrantes do grupo em relação ao projeto PONTE. EXEMPLO RESUMIDO: O objetivo do projeto é construção de um protótipo de ponte construída com palitos de picolé que irá simular uma ligação entre o Colégio Cândido Portinari e a AV. Magalhães Neto. 3 METODOLOGIA Aqui você deve: ● Explicar como seu experimento será executado, e como ele vai testar sua hipótese; ● Identificar as variáveis (elementos do experimento que mudam, para testar a hipótese) e os controles (elementos do experimento que não mudam);
  3. 3. Nome do autor1; Nome do autor 2 Nome da Revista | Vol.1 | Nº. 1 | Ano 2009 | p. 3 ● Especificar como as medidas dos resultados vão provar ou refutar sua hipótese; ● Descrever o procedimento como uma receita. Outra pessoa deve poder executar o experimento seguindo o procedimento. Teste com um amigo ou parente para verificar se o procedimento está claro e completo; ● Listar os materiais e os equipamentos que serão utilizados. Esta lista deve incluir todos os equipamentos necessários para o procedimento; ● Nesta parte deverá conter um print screen da janela do ftool com o projeto da Ponte 2014. 4 MEMORIAL DESCRITIVO DA PONTE ● Esta parte deverá conter um print screen da janela do ftool com o projeto da Ponte 2016. ● Nesta etapa deverá aparecer um descritivo do protótipo de ponte EXEMPLO: A ponte foi idealizada conforme recomendações do arquiteto XXXXX e encontra-se abaixo representada sem escala. As reações internas ao carregamento de XXXX kg encontram-se representados em vermelho. Sendo que os negativos são de compressão e os positivos de tração. O protótipo da ponte possuirá ao todo 110 cm, sendo que o vão central possui 100 cm e será biapoiada simetricamente com no máximo 5 cm de cada lado. A largura do tabuleiro é de XXXXcm. A superestrutura foi projetada treliçada para conseguir uma boa distribuição dos esforços e será suportada apenas por apoios localizados na sua extremidade. Esta obra vem atender ao Projeto Ponte da Maratona objetivando vivenciar na prática um pouco da engenharia civil.
  4. 4. 5 CONCLUSÃO Nesta parte o grupo deverá descrever um panorama geral do andamento do seu projeto e ao final colocar uma foto da sua PONTE. REFERÊNCIAS (EXEMPLO) BRASIL. Medida provisória nº. 1.569-9, de 11 de dezembro de 1997. Estabelece uma multa em operações de importação, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 dez. 1997. Seção 1, p. 29514. ______. Superior Tribunal de Justiça. Habeas-corpus nº. 181.636-1, da 6ª. Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Brasília, DF, 6 de dezembro de 1994. Lex: jurisprudência do STJ e Tribunais Regionais Federais, São Paulo, v. 10, n. 103, p. 236-240, mar. 1998. COSTA, V. R. À margem da lei: o Programa Comunidade Solidária. Em Pauta: revista da Faculdade de Serviço Social da UERJ, Rio de Janeiro, n. 12, p. 131-148, 1998. GOMES, L. G. F. F. Novela e sociedade no Brasil. Niterói: EdUFF, 1998. PUCCI, B.; OLIVEIRA, N. R.; SGUISSARDI, V. O ensino noturno e os trabalhadores. 2. ed. São Carlos: EdUFSCar, 1995. 148 p. REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA. Rio de Janeiro: IBGE, 1939- . Trimestral. SÃO PAULO (Estado). Decreto nº. 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Lex: coletânea de legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3, p. 217-220, 1998. SILVA, M. M. L. Crimes da era digital. .Net, Rio de Janeiro, nov. 1998. Seção Ponto de Vista. Disponível em: <http://www.brazilnet.com.br/contexts/brasilrevistas.htm>. Acesso em: 28 nov. 1998. SEÇÃO DE AVALIAÇÃO INDIVIDUAL ALUNO TURMA CONTRIBUIÇÃO PARA O PROJETO PARTICIPAÇÃO NAS REUNIÕES PARTICIPAÇÃO NA CONSTRUÇÃO AVALIAÇÃO INDIVIDUAL TOTAL DE PONTOS EM CADA COLUNAR COLOCAR NOTAS: 1 - NÃO PARTICIPOU 3 – PARTICIPAÇÃO INSUFICIENTE 5 – BOA PARTICIPAÇÃO NA COLUNA TOTAL SOMAR O TOTAL DE NOTAS ESTA FOLHA DEVERÁ ESTAR ASSINADA POR TODOS OS COMPONENTES.

×