Literatura de cordel 
A BATALHA DO ANO: 
A GRANDE PELEJA DA 
DILMA COM O TUCANO 
Autor: ZÉ DAS TROVAS 
outubro de 2014
Minha cumadre eleitora 
Sou poeta de atenção 
Nesses meu 80 anos 
Quantas vez vi enganação 
Você vota uma proposta 
Aí ele...
Bote e pese na balança 
Cada um dos candidato 
Pegue a vida dos dois 
E relembre cada fato 
Um vive da imagem 
Não tem pes...
Agora nessa eleição 
Que define o presidente 
Preste muita atenção 
Tem projetos diferente 
Um vai no rumo do povo 
O outr...
Foram umas 120 empresa 
Que o FHC arrasta 
Com o Lula no poder 
A privatização deu um basta 
Se o Aécio é empresarial 
A D...
O esforço foi pro pequeno 
Ninguém tem como negar 
Economia solidária 
Agricultura familiar 
E veio o Microcrédito 
Sem co...
Com Minha Casa Minha Vida 
Pro pobre veio um alento 
Medindo a água e o fubá 
Caiu o desmatamento 
Subiu a aposentadoria 
...
Sai o samba entra a valsa 
E vamo abaixar as calça 
Pra essas multinacionais 
Mas agora eu vou ser franco 
Eu digo e num v...
Pregaram aos 4 ventos 
Que viria um apagão 
Qualquer ação do PT 
Vinha desmoralização 
Pra esse bando de pamonha 
A Copa s...
A imprensa amordaçada 
Se o governo foi tão bão 
Agora nessa eleição 
Por que perdeu de lavada? 
E o Brasil tem hoje em di...
E se a corrupção, dizem 
É vergonha nacional 
É devido a ação 
Da Polícia Federal 
Hoje rico vai pra prisão 
Veja quanta p...
Dê um voto bem bacana 
Senão vamos ler nos jornais 
Os movimentos sociais 
De novo só levar cana 
E co’esse risco Aécio 
J...
Se nesse primeiro turno 
Ficamo olhando pra lua 
Convença o seu vizinho 
A verdade agora é crua: 
Ande na praça ou na feir...
MAISESPERAMÇAMENOSODIO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A grande peleja da Dilma com o tucano, por Zé das Trovas

1.147 visualizações

Publicada em

Minha cumadre eleitora
Sou poeta de atenção
Nesses meu 80 anos
Quantas vez vi enganação
Você vota uma proposta
Aí eles faz outra oposta
E você fica na mão

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.147
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A grande peleja da Dilma com o tucano, por Zé das Trovas

  1. 1. Literatura de cordel A BATALHA DO ANO: A GRANDE PELEJA DA DILMA COM O TUCANO Autor: ZÉ DAS TROVAS outubro de 2014
  2. 2. Minha cumadre eleitora Sou poeta de atenção Nesses meu 80 anos Quantas vez vi enganação Você vota uma proposta Aí eles faz outra oposta E você fica na mão Meu cumpadre quantas vez Eu fiquei desanimado E disse comigo mesmo Vou deixar isso de lado: - O resultado era um só Se elegia um pió E o cacete era dobrado!!! Então digo a vosmeceis E falo é de peito aberto Co’ a política é difícil Mas sem ela é o deserto Se não tem o ideal Tem que cair na real E dá o voto mais certo! 2
  3. 3. Bote e pese na balança Cada um dos candidato Pegue a vida dos dois E relembre cada fato Um vive da imagem Não tem peso, só embalagem É aí não vale o prato E se você alumeia os dois E acende a luz do cabo Prestando bem atenção Tem um abanando o rabo Vou falar cá do meu canto O bonitão nunca foi santo E tem um pacto co’ diabo O capeta se esconde Nesse tal de Aécim - Não me venha seu tucano Que você não engana a mim Pelo que gira as fofoca Você é um playboy carioca E pros EUA só diz sim! 3
  4. 4. Agora nessa eleição Que define o presidente Preste muita atenção Tem projetos diferente Um vai no rumo do povo O outro é voltar de novo O FHC na sua frente Lembra daquela estatal A tal Vale do Rio Doce Que era coisa bem nossa? Pois com tucano ela foi-se Deram de mão beijada Foi pra iniciativa privada Entregaram o nosso doce! Ficamo chupando o dedo Uma mão na frente outra atrás Roubam a nossa riqueza É o que a privatização faz Cê vai ver... se inda nem viu Privatiza o Banco do Brasil Logo depois Petrobrás 4
  5. 5. Foram umas 120 empresa Que o FHC arrasta Com o Lula no poder A privatização deu um basta Se o Aécio é empresarial A DILMA é o social A área em que mais se gasta Aumentou o salário mínimo Que era um valor indecente Nos tempo do desgoverno Do FHC dirigente Se quer ver o custo de vida De novo ter só subida É c’o Aécio presidente! O Bolsa Família matou A fome dos brasileiro Que envergonhava o país Aqui dentro e no estrangeiro Seguimos uma nova trilha São 30 milhões de família Que pode comer o dia inteiro 5
  6. 6. O esforço foi pro pequeno Ninguém tem como negar Economia solidária Agricultura familiar E veio o Microcrédito Sem contar o Mais Médicos E a Farmácia popular! Se na Reforma agrária Devia ter ido adiante E a saúde e o transporte Não foi aquela pedra brilhante O olho foi feito pra ver Temos que reconhecer Que tem coisa interessante Tem o Brasil sorridente O Samú pras prefeitura A Comissão da Verdade Que investiga a ditadura Prouni pra mocidade Criou-se Universidades As Técnicas foi com fartura 6
  7. 7. Com Minha Casa Minha Vida Pro pobre veio um alento Medindo a água e o fubá Caiu o desmatamento Subiu a aposentadoria E teve uma melhoria Na área do saneamento E num segundo governo - Ó DILMA, nos dê alegria Dê uma pancada nos juro Mude a filosofia Num fique refém do capital Queremos mais social Mais povo, mais soberania! Quando o Lula se elegeu Logo fez novas aliança Mercosul, África e China DILMA seguiu com confiança Como nunca antes se viu Hoje no mundo o Brasil É uma grande liderança E se o Aécio for eleito Tesconjuro meu rapaz Os países bem mais rico Volta a ser os principais 7
  8. 8. Sai o samba entra a valsa E vamo abaixar as calça Pra essas multinacionais Mas agora eu vou ser franco Eu digo e num volto atrás Pela sua capacidade E a sua história tenaz DILMA, pense e medite! Enfrente essas elite E avance muito mais E no segundo mandato Abra a participação E aposte todas ficha Nessa tal educação E faça só coisa séria: - Nunca mais a miséria!! - Nenhuma corrupção!!! E faço mais um pedido Nem num quero ouvir um não Enfrente com coragem Os meios de comunicação Pra eles nosso país Há muito tá na UTI São a grande oposição 8
  9. 9. Pregaram aos 4 ventos Que viria um apagão Qualquer ação do PT Vinha desmoralização Pra esse bando de pamonha A Copa seria uma vergonha E foi a grande sensação Não param de acusar Que tá alta a inflação E que nunca o Brasil Viu tanta corrupção Sabe por que não se via? Co’s tucanos se varria Pra baixo do tapetão Foi no estado do Aécio Que surgiu o mensalão Justo ele que se diz Da moral um guardião Com o dinheiro da gente Pro tio deu de presente Uma pista de avião Em Minas desde o Aécio A educação tá abandonada Subiu a criminalidade 9
  10. 10. A imprensa amordaçada Se o governo foi tão bão Agora nessa eleição Por que perdeu de lavada? E o Brasil tem hoje em dia Um dos maiores empregos Enquanto os jovens da Europa Vive no desemprego Lá fora o povo leva fumo Aqui aumentamo o consumo Co’a crise sem dar sossego Mas não dá pra eu aceitar Pois num sou nenhum boçal A oposição posar De bambambam da moral Muito menos os tucanos Que durante esses anos Roubaram a dar com pau Em cada licitação Um superfaturamento E nas privatizações Ganhavam sempre o porcento O Proer um crime rapaz Quando lembro a Telebrás Eu juro que não aguento! 10
  11. 11. E se a corrupção, dizem É vergonha nacional É devido a ação Da Polícia Federal Hoje rico vai pra prisão Veja quanta punição Antes não se via no jornal Quero ainda arejar A memória de você Lembra da compra de voto Pro Fernando se reelegê? Eu lhe digo bem assim: O FHC é o Aécio E o Aécio é o PCC! Lembra também meus amigo Quando veio o apagão Vou lhe dizer a causa: Foi má administração A coisa depois foi sanada A energia é planejada E o biodiesel tá em ação! E se você deu seu voto Na Marina ou na Luciana Agora mudemos pra DILMA 11
  12. 12. Dê um voto bem bacana Senão vamos ler nos jornais Os movimentos sociais De novo só levar cana E co’esse risco Aécio Já sei o fim da novela Inriba da minha cacunda Lá vem cangalha sem cela Vem um Brasil diferente Viramos um shopping center Bem cercado de favela Entre a DILMA e o Aécio Eu digo o que tá em jogo: Ou um país altaneiro Ou fazendo nós de bobo Ou um país bem mais justo Ou riqueza a qualquer custo O Brasil vai pegar fogo! Pessoal, num dá pra quietar Nem ficar indiferente O que agora tá no páreo É o futuro da gente Eu peço a vossa excelência Um voto de consciência Com DILMA pra presidente! 12
  13. 13. Se nesse primeiro turno Ficamo olhando pra lua Convença o seu vizinho A verdade agora é crua: Ande na praça ou na feira Empunhe essa bandeira A hora é de ir pra rua! Depois vamos é pra festa Fazer a comemoração E se você foi daquele Que teve insatisfação Nós temos é que aumentar Nossa participação Se tem erro lá de cima Qual foi nossa posição? E temos que melhorar Nossa organização Entrando nos tal partido, Sindicato, associação Cadê os grupos de estudo? E a mobilização?? Cadê nossos boletim Que faz comunicação??? Pois eu afirmo a vocês: O povo só mesmo tem vez Quando faz muita pressão! 13
  14. 14. MAISESPERAMÇAMENOSODIO

×