http://www.marvinhimel.com/blog/tag/personal-development-growth/
Um livro sobre a inconsciência.
http://www.flickr.com/photos/figmentsimagination/3384087465/
Investigação
VS instinto
O caso do kouros
http://jeffxzhang.wordpress.com/2010/11/12/csi-miami-character-analysis-horatio-...
http://hqworld.net/gallery/details.php?image_id=467&sessionid=7ae409375ffdf1775656b4550a4b7965
Decisão
consciente
Adaptaçã...
“decisions made very quickly can be
every bit as good as decisions made
cautiously and deliberately.”
http://www.marvinhim...
Mas os instintos também falham.
“So, when should we trust our
instincts, and when should we
be wary of them?”
https://gist...
“our snap judgments
and first impressions
can be educated and
controlled.”
http://www.16guysnamedmoe.com/
http://prittynachrel.wordpress.com/category/organic-skin-care/
O “love lab” de John Gottman
O método SPAFF (for
specific affect): códigos
associados a cada
segundo de interacção.
Uma hora...
O código morse é como o discurso: cada um tem a sua
linguagem, e existem padrões automáticos e inconscientes.
O segredo es...
Samuel Gosling diz que o nosso quarto dá
pistas da nossa personalidade: afirmações
de identidade (ex: uma cópia do Blink),
...
“you can learn as much — or more
— from one glance at a private
space as you can from hours of
exposure to a public face”
...
http://simsouneurotica.blogspot.com/2010/06/housemaniaca.html
Os pacientes não processam os médicos
por erros médicos.
Pro...
Thin slice: “simplesmente sei”
Os “snap judgements” estão por trás
de uma porta fechada da mente
http://www.flickr.com/phot...
http://www.fanpop.com/spots/michael-jackson/images/7127842/title/black-white-photo
Claude Steele e Joshua Aronson — a
dife...
António Damásio estudou a dinâmica racional VS
comportamental (Exemplo: toxicodependentes)
Racionalizar em demasia impede-...
Como justificar quando
estamos apaixonados?
http://www.aaronandjoni.com/pub/component/facileforms/?ff_form=5&ff_page=1
Outr...
http://kentuckysportsradio.com/?p=74287
Mas este tipo de julgamento também conduz a erros!
Às vezes podemos saber mais num...
O grande desafio é saber
criar uma estrutura de
espontaneidade
http://tvmny.blogspot.com/2008/01/080121consulting-polygons-...
A escolha racional
VS
a escolha emocional
http://oglethis.blogspot.com/2010/04/cashier-etiquette.html
“Pode ser Pepsi?”
O nosso corpo “elimina” o que não é essencial para tomar uma decisão
http://unwrittenby.wordpress.com/2010/07/04/action-th...
A necessidade de treinar ligar
para o 112 (911)
http://www.infosurhoy.com/cocoon/saii/xhtml/en_GB/features/saii/features/2...
Quando tomamos uma decisão numa parcela de
segundo, somos altamente condicionados pelos nossos
estereótipos e predisposiçõ...
Decisões directas: think
Decisões complexas: blink
http://www.pro-manchester.co.uk/Theleadershipedge
O maior desafio: when
...
Em dois segundos: o que acharam?
Obrigado.
Roberto Estreitinho
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Blink VS think

0 visualizações

Publicada em

Uma breve análise da obra 'Blink', de Malcolm Gladwell.

--

A brief analysis on Malcolm Gladwell's 'Blink'.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
0
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Blink VS think

  1. 1. http://www.marvinhimel.com/blog/tag/personal-development-growth/
  2. 2. Um livro sobre a inconsciência. http://www.flickr.com/photos/figmentsimagination/3384087465/
  3. 3. Investigação VS instinto O caso do kouros http://jeffxzhang.wordpress.com/2010/11/12/csi-miami-character-analysis-horatio-caine/
  4. 4. http://hqworld.net/gallery/details.php?image_id=467&sessionid=7ae409375ffdf1775656b4550a4b7965 Decisão consciente Adaptação inconsciente
  5. 5. “decisions made very quickly can be every bit as good as decisions made cautiously and deliberately.” http://www.marvinhimel.com/blog/tag/personal-development-growth/
  6. 6. Mas os instintos também falham. “So, when should we trust our instincts, and when should we be wary of them?” https://gist.github.com/85757
  7. 7. “our snap judgments and first impressions can be educated and controlled.” http://www.16guysnamedmoe.com/
  8. 8. http://prittynachrel.wordpress.com/category/organic-skin-care/
  9. 9. O “love lab” de John Gottman O método SPAFF (for specific affect): códigos associados a cada segundo de interacção. Uma hora de conversa: 95% de certeza se o casal está casado 15 anos mais tarde. http://penseiquesabia.blogspot.com/2010_08_01_archive.html
  10. 10. O código morse é como o discurso: cada um tem a sua linguagem, e existem padrões automáticos e inconscientes. O segredo está nas subtilezas Perceber o padrão > perceber o todo http://joanabogalho.blogspot.com/2010/11/um-dia-uma-letra_21.html
  11. 11. Samuel Gosling diz que o nosso quarto dá pistas da nossa personalidade: afirmações de identidade (ex: uma cópia do Blink), redíduos comportamentais (ex: CDs por ordem alfabética) e reguladores emocionais (ex: incenso). http://www.mymodernmet.com/profiles/blogs/ultimate-pirate-ship-bedroom http://999images.com/view-small-waves-in-sea-shore-1920x1080.html
  12. 12. “you can learn as much — or more — from one glance at a private space as you can from hours of exposure to a public face” http://www.noticiasdia.com/novo-escandalo-de-berlusconi-193436.html
  13. 13. http://simsouneurotica.blogspot.com/2010/06/housemaniaca.html Os pacientes não processam os médicos por erros médicos. Processam-nos por problemas relacionais.
  14. 14. Thin slice: “simplesmente sei” Os “snap judgements” estão por trás de uma porta fechada da mente http://www.flickr.com/photos/smithsonian/2940652927/sizes/o/in/photostream/
  15. 15. http://www.fanpop.com/spots/michael-jackson/images/7127842/title/black-white-photo Claude Steele e Joshua Aronson — a diferença dos resultados num teste quando os estudantes se identificam como negros
  16. 16. António Damásio estudou a dinâmica racional VS comportamental (Exemplo: toxicodependentes) Racionalizar em demasia impede-nos de “consultar” essa porta fechada do julgamento, causando por vezes más decisões. http://awarechristians.blogspot.com/2010/03/emotional-thoughts-vs-rational-thought.html
  17. 17. Como justificar quando estamos apaixonados? http://www.aaronandjoni.com/pub/component/facileforms/?ff_form=5&ff_page=1 Outro exemplo de thin slicing?
  18. 18. http://kentuckysportsradio.com/?p=74287 Mas este tipo de julgamento também conduz a erros! Às vezes podemos saber mais num piscar de olhos do que em meses de pesquisa
  19. 19. O grande desafio é saber criar uma estrutura de espontaneidade http://tvmny.blogspot.com/2008/01/080121consulting-polygons-frame.html
  20. 20. A escolha racional VS a escolha emocional http://oglethis.blogspot.com/2010/04/cashier-etiquette.html “Pode ser Pepsi?”
  21. 21. O nosso corpo “elimina” o que não é essencial para tomar uma decisão http://unwrittenby.wordpress.com/2010/07/04/action-the-matrix-lobby-rooftop-shootouts/ Os tiroteios de Hollywood VS um tiroteio na vida real Claridade visual, visão em “túnel”, falta de audição, tempo em slow motion
  22. 22. A necessidade de treinar ligar para o 112 (911) http://www.infosurhoy.com/cocoon/saii/xhtml/en_GB/features/saii/features/2009/08/19/feature-05 O estado emotivo e físico de um atleta em alta competição — “optimal range of arousal” (entre 115 e 145 bpm) Quando ultrapassamos esse estado óptimo, o corpo falha e comete erros básicos
  23. 23. Quando tomamos uma decisão numa parcela de segundo, somos altamente condicionados pelos nossos estereótipos e predisposições. FACTO
  24. 24. Decisões directas: think Decisões complexas: blink http://www.pro-manchester.co.uk/Theleadershipedge O maior desafio: when to blink vs when to think?
  25. 25. Em dois segundos: o que acharam? Obrigado. Roberto Estreitinho

×