Contributos da sismologia

762 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
762
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contributos da sismologia

  1. 1. Modelo e Dinâmica da Estrutura Interna da Geosfera: Contributo da Sismologia
  2. 2. Modelo e Dinâmica da Estrutura Interna da Geosfera  Superfícies de Descontinuidade: Superfícies no interior da Terra que separam materiais com diferente composição e propriedades.  Em 1906, Oldham verificou que as ondas P, registadas no pólo oposto ao epicentro de um sismo, se encontravam atrasadas em comparação com as registadas nas proximidades do epicentro, propagando-se a 4,5 km/s em vez de 6,5 km/s habitualmente observáveis.
  3. 3. O que Atrasaria, então, no Interior da Terra, a Propagação das Ondas P?  Gutenberg observou que para cada sismo existe um sector da superfície terrestre onde é impossível registar ondas sísmicas directas.  ONDAS SÍSMICAS DIRECTAS: Ondas com origem no foco e que atingem a superfície da geosfera sem sofrer reflexões nem refracções.  Durante a sua propagação, a partir do foco sísmico e no contacto com o novo meio, uma onda sísmica pode:  Ser Reflectida: Recua no meio inicial.  Ser Refractada: Transmitida para um segundo meio.
  4. 4. O que Atrasaria, então, no Interior da Terra, a Propagação das Ondas P?  Assim, podemos definir três formas de desenvolvimento de uma onda sísmica:  ONDA SÍSMICA DIRECTA: É a onda inicial, com origem no foco sísmico e que não interage com nenhuma superfície de descontinuidade, não sofrendo, por isso reflexões nem refracções.  ONDA REFLECTIDA: É uma nova onda que se propaga, a partir de uma superfície de descontinuidade, em sentido contrário e no mesmo meio em que a onda inicial se estava a propagar.  ONDA REFRACTADA: É a onda transmitida, por uma superfície de descontinuidade, para um segundo meio.
  5. 5. Zona de Sombra Sísmica
  6. 6. Zonas de Sombra Sísmica  As ondas que percorrem trajectórias tangenciais ao núcleo emergem em locais da superfície terrestre, cuja distância ao epicentro corresponde a um ângulo de 103º.  As ondas sísmicas que percorrem trajectos mais internos na direcção do núcleo têm um comportamento diferente na zona de separação conforme sejam ondas P ou ondas S.  As ondas S não se propagam a partir da descontinuidade de Gutenberg e, por isso, todos os locais que se encontram a distâncias superiores a ângulos epicentrais de 103º não recebem ondas S directas ou refractadas no núcleo.
  7. 7. Zonas de Sombra Sísmica  As ondas P refratam-se através do núcleo e a sua velocidade reduz-se não só devido ao aumento de densidade como também devido à diminuição de rigidez dos materiais existentes nessa zona da geosfera.  Devido à refração as ondas P são desviadas da sua trajetória e vão emergir apenas em locais cuja distância epicentral corresponde a ângulos superiores a 143º.  Os desvios verificados pelas ondas P são de tal maneira significativos que na zona compreendida entre os 103º e os 143º verifica-se um “silêncio sísmico”, não emergindo ondas P nem ondas S diretas.
  8. 8. A Transição Manto - Núcleo 35 a 40 Km Manto Descontinuidade de Mohorovicic Esta descontinuidade separa: Crosta: as ondas deslocam-se com menor velocidade Manto: onde a velocidade das ondas é maior Descontinuidade de Gutenberg 2891Km Núcleo Externo As ondas S não se propagam e há diminuição da velocidade das ondas P – núcleo externo no estado líquido. Descontinuidade de Lehmann 5150 Km Núcleo Interno O núcleo interno está no estado sólido visto que as ondas P são reflectidas e refractadas emergindo na zona de sombra.
  9. 9. A Transição Crusta - Manto • A 35 / 40 km de profundidade existe uma descontinuidade a separar: – Um meio superficial, no qual as ondas se deslocam com menor velocidade – Crosta. – Um meio mais profundo, onde a velocidade das ondas é maior – Manto. • O primeiro grupo de ondas registado corresponde às ondas refractadas e o segundo a ondas directas.
  10. 10. A Transição Crusta - Manto

×