SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
EMEB Maria Dimpina Lobo Duarte
Disciplina: Língua Inglesa
Professoras: Cláudia Regina C. M. de Matos
Nubia Karla Batista Magalhães
PLANO SEMESTRAL
English for Kids
Cuiabá- MT
2015
Introdução
A aprendizagem de línguas estrangeiras é hoje demanda e responsabilidade indiscutíveis do
Ensino Fundamental. A comunidade global, na qual os alunos desse segmento se inserem, a
partir de suas necessidades propriedades sociointeracionais, configura um ambiente propício
para o desenvolvimento de competências que possibilitam trocas comunicativas com outras
culturas e povos.
O estudo de uma língua estrangeira configura-se como um instrumento de inclusão social, uma
vez que possibilita o acesso a diferentes fontes de informações e recursos tecnológicos.
Ressalta-se também a importância que esse estudo tem ao revelar a pluralidade cultural de
povos que falam essa língua. Ao se confrontar com diferentes aspectos culturais, é possível
estabelecer comparações e compreender a própria cultura. As possiblidades de atuação em
comunidades diferentes é outro aspecto relevante desse tipo de saber, conferindo status de
cidadão do mundo a quem age como empreendedor ao ser agente modificador de realidades
sociais e culturais.
Nesse contexto, o ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras são justificadas somente se
atenderem às necessidades comunicativas interacionais dos aprendizes. Não há lugar para uma
disciplina sem fins pragmáticos em currículos voltados para os aspectos conceituais,
procedimentais e atitudinais dos conteúdos. A verdadeira concretização dos saberes teóricos
acontece por meio do desenvolvimento de competências e habilidades que se revelam no saber
conhecer, fazer e ser dos indivíduos.
A partir de uma visão sociointeracionista da linguagem, entendem-se que a língua estrangeira
deve ser reconhecida, apresentada e praticada em contextos significativas nos quais a interação
entre aprendizes leve à produção de sentido. O conhecimento deve ser conquista coletiva e
partilhada.
Tendo como objetivo uma educação empreendedora, em que os novos conhecimentos levam
em consideração a experiência de vida do indivíduo, este material contempla a abordagem
baseada em tarefas como seu eixo teórico-metodológico, pois pressupõe que a aprendizagem
de uma língua estrangeira deve acontecer em situações de uso autêntico da língua nas quais os
participantes interagem para satisfazerem.
OBJETIVOS DA DISCIPLINA
Criar interesse e prazer inicial na aprendizagem da língua estrangeira.
Reforçar o desejo de se comunicar que todo aluno possui, propiciando-lhe a confiança
necessária para que ele ouse se comunicar na língua alvo.
Desenvolver as quatros habilidades básicas ( listening, Reading, writing and speaking).
Contribuir para o processo de desenvolvimento das habilidades intelectuais, sociais, emocionais
e físicas do aluno.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS.
( 1 )
 Identificar as pronúncias corretas das palavras através do alfabeto fonético;
 Ampliar o conhecimento vocabular;
 Fazer uso constante da auto avaliação da aprendizagem.
(2)
 Demonstrar compreensão geral de diferentes gêneros textuais, apoiando-se em
elementosicônicos(gravuras,tabelas,fotografias,desenhos) e/ ou palavras cognatas;
 Inferir sentido as palavras através de vocabulário pertinente ao idioma estudado;
 Dramatizar cenas de uma história.
(3)
 Compreender o sentido das mensagens, orais das quais for destinatário direto,
interagindo com seu interlocutor;
 Ler interpretar textos em inglês;
 Fazer uso de linguagem não verbal no processo de previsão de conteúdo do texto.
(4)
 Utilizardiferentesrecursospararesolverdúvidasnacompreensãode textos(exemplo:
inferência contextual, etc...)
 Perceber a importância de conhecer outras culturas, como forma de compreensão do
mundo em que vivemos;
 Cooperar com os pares na resolução de tarefas propostas.
(5)
 Conhecer aspectos sócios- culturais pertinentes aos países que utilizam o idioma
estudado;
 Utilizar diferentes recursos para resolver dúvidas na compreensão de textos orais ou
escritos ( exemplo: dicionário);
 Desenvolver percepção cultural.
(6)
 Reestruturar o próprio texto com auxílio do professor (a);
 Construirnoçõesde sintaxe,morfologiae fonologiacaracterísticasdoidiomaestudado;
 Desenvolver a consciência da língua como instrumento de comunicação.
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
4 º anos A ,B, C, D e E
3 º Bimestre (Objetivo 1)
 I am 9 years old
 Clothes
 I love my family
 Places
4 º Bimestre (Objetivo 2)
 Classroom
 I like to play
 Three meals a day
 Transportation
5 º anos A,B, C e D
3 º Bimestre ( 3)
 My friends
 Food
 Shapes
 Day of the week
4 º Bimestre (4)
 People
 Beach
 A farm
 Happy birthday
6 º anos A ,B, C, D e E
3 º Bimestre (It Fits Book) (5)
Unit 3: Pets
 Names of pets
 Plural of nouns
 Guessing game
 Professional
4 º Bimestre (6)
Unit 4: Places around me
 Maps
 An informal interview
 Emotions
 Internet language
Estratégias/ recursos
Serão utilizados recursos audiovisuais, dinâmicos musicais, cartazes, revistas, textos, dicionários
e livros. Atividades diversificadas farão parte do cronograma, tais como caça-palavras,
problemas lógicos, palavras cruzadas, etc. a correção das mesmas ocorrerá de forma oral e
escrita.
O essencial é que todas as atividades e os instrumentos utilizados possibilitem a prática efetiva
do progresso de ensino-aprendizagem.
Desenvolvimento
Com o intuito de alcançar os objetivos deste Plano de Ensino semestral, pretendemos
desenvolver atividades que tornem o estudo da Língua Inglesa prazerosa e eficiente.
 Negociando com os educandos a criação de um ambiente propicio a aprendizagem;
 Realizando atividades diversificadas;
 Considerando a oralidade como instrumento desinibidor de suma importância;
 Beneficiando-se de multimídia para tornar as aulas mais envolventes e criativas;
Avaliação
A avaliação contemplada nos parâmetros de Língua Estrangeira não tem finalidade
exclusivamente probatória, ela vai “muito além da visão tradicional, que focaliza o controle
externo do aluno por meio de notas e conceitos” (PCN-LE, 1998, p. 79). O alvo dessa modalidade
é alcançar o progresso e a otimização da aprendizagem de cada aluno, por isso, sua função é a
de “alimentar, sustentar e orientar a ação pedagógica e não apenas constatar certo nível do
aluno” (PCN-LE, 1998, p. 79).
Conforme o texto da Escola Sarã:
Entende-se a educação como um direito de todos, na Escola Sarã, não
cabe avaliar para classificar, excluir ou sentenciar, aprovar ou
reprovar. È fundamentalque a avaliação seja orientada pela lógica da
continuidade dos processos de formação. A avaliação deve ser
concebida como um processo contínuo, sistemático, participativo, com
função diagnóstica, prognostica investigativa, cujas informações, ali
expressas, propiciem o rendimento da ação pedagógica e educativa,
reorganizando as próximas ações do educador, do educando, da
turma,do coletivo e mesmo da escola, no sentido de avançar no
entendimento do processo de aprendizagem. (escola sarã-cuiabá nos
ciclos de formação, pg 136)
Após as afirmações, podemos relatar que a avaliação no ensino da Língua Inglesa ocorrerá
através da efetuação do processo contínuo, em que estaremos analisando possíveis falhas e
oportunizando as correções necessárias, dessa forma as atividades realizadas no decorrer das
aulas, ou seja, a participação tanto individual como coletiva dos alunos serão objeto de avaliação.
Sendo assim o processo avaliativo deverá ser operacional na observação de todas as
capacidades – entender, falar, ler e escrever.
No processo avaliativo é necessário também que na ação da educadora haja uma constante
reflexão sobre a atuação pedagógica através da auto avaliação, que é preciosa para perceber
fragilidade. Para isso podem ser utilizadas indagações tais como: Alcancei os objetivos?
Consegui ensinar os conteúdos previstos? Em que preciso melhorar? Retendo isso, claro que
fica mais fácil buscar alternativas.
Referências
Brasil, MEC. Parâmetros curriculares Nacionais: Língua Estrangeira/ Ensino Fundamental.
Brasília:MEC/SER,1998.
Crystal, D .English Worldwide in: Hoggy R. and Deneislon. A History of the English Language
(Cambridge:cup)
Chequi, Wilson.It Fits.Língua Estrangeira Moderna: 6 º ano. 1 ª ed. São Paulo: edições
SM,2012.
Santomauro, Beatriz. 50 ideiaspara planejamento. Revista Nova Escola- ed.208-
dezembro/2009.
Escola Sarã. Cuiabá, nos ciclos de formação p. 136.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de curso 7 ano inglês
Plano de curso   7 ano inglêsPlano de curso   7 ano inglês
Plano de curso 7 ano inglêsnandatinoco
 
Plano de curso 7 ano 2017
Plano de curso 7 ano 2017Plano de curso 7 ano 2017
Plano de curso 7 ano 2017Jaiza Nobre
 
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º biGuia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º biCEPI-INDEPENDENCIA
 
Plano de curso portugues
Plano de curso portuguesPlano de curso portugues
Plano de curso portuguesmarcusunitau
 
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoPlano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoSHEILA MONTEIRO
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaDenise Oliveira
 
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014Zenilda Ribeiro
 
Slides pacto modulo ii rede municipal
Slides pacto modulo ii rede municipalSlides pacto modulo ii rede municipal
Slides pacto modulo ii rede municipaladridaleffi121212
 
Plano de curso do 6 ano 2017
Plano de curso do 6 ano 2017Plano de curso do 6 ano 2017
Plano de curso do 6 ano 2017Jaiza Nobre
 
Pnaic 5ª aula direitos de aprendizagem
Pnaic 5ª aula direitos de aprendizagemPnaic 5ª aula direitos de aprendizagem
Pnaic 5ª aula direitos de aprendizagemtlfleite
 
Situações que a rotina necessita contemplar
Situações que a rotina necessita contemplarSituações que a rotina necessita contemplar
Situações que a rotina necessita contemplarorientacoesdidaticas
 
Plano de aula oficina de variação final
Plano de aula oficina de variação finalPlano de aula oficina de variação final
Plano de aula oficina de variação finalmacenaquiteria
 
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º biGuia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º biCEPI-INDEPENDENCIA
 
Plano de ensino 6ª
Plano de ensino 6ªPlano de ensino 6ª
Plano de ensino 6ªmfmpafatima
 

Mais procurados (20)

Plano de curso 7 ano inglês
Plano de curso   7 ano inglêsPlano de curso   7 ano inglês
Plano de curso 7 ano inglês
 
Plano de curso 7 ano 2017
Plano de curso 7 ano 2017Plano de curso 7 ano 2017
Plano de curso 7 ano 2017
 
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º biGuia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
 
Plano de curso portugues
Plano de curso portuguesPlano de curso portugues
Plano de curso portugues
 
AS QUATRO HABILIDADES
AS QUATRO HABILIDADESAS QUATRO HABILIDADES
AS QUATRO HABILIDADES
 
Plano de trabalho bimestral
Plano de trabalho bimestralPlano de trabalho bimestral
Plano de trabalho bimestral
 
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de marçoPlano de aula 6ª série   7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
Plano de aula 6ª série 7º ano -ensino fundamental 1ª semana de março
 
Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1Unidade 5 - parte 1
Unidade 5 - parte 1
 
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aulaOralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
Oralidade e gêneros orais: um olhar sobre as práticas orais em sala de aula
 
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
 
Slides pacto modulo ii rede municipal
Slides pacto modulo ii rede municipalSlides pacto modulo ii rede municipal
Slides pacto modulo ii rede municipal
 
Plano de curso do 6 ano 2017
Plano de curso do 6 ano 2017Plano de curso do 6 ano 2017
Plano de curso do 6 ano 2017
 
Gêneros orais
Gêneros oraisGêneros orais
Gêneros orais
 
Pnaic 5ª aula direitos de aprendizagem
Pnaic 5ª aula direitos de aprendizagemPnaic 5ª aula direitos de aprendizagem
Pnaic 5ª aula direitos de aprendizagem
 
Situações que a rotina necessita contemplar
Situações que a rotina necessita contemplarSituações que a rotina necessita contemplar
Situações que a rotina necessita contemplar
 
Plano de aula oficina de variação final
Plano de aula oficina de variação finalPlano de aula oficina de variação final
Plano de aula oficina de variação final
 
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º biGuia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio janice lp 3º bi
 
Oralidade escrita
Oralidade escritaOralidade escrita
Oralidade escrita
 
8º ano a inglês
8º ano a inglês8º ano a inglês
8º ano a inglês
 
Plano de ensino 6ª
Plano de ensino 6ªPlano de ensino 6ª
Plano de ensino 6ª
 

Destaque

Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidianoPlano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidianoFabio Lemes
 
Língua inglesa vi phonetics plano de ensino 2013.1docx
Língua inglesa vi   phonetics plano de ensino 2013.1docxLíngua inglesa vi   phonetics plano de ensino 2013.1docx
Língua inglesa vi phonetics plano de ensino 2013.1docxMari Abreu
 
Formas geométricas no dia-a-dia
Formas geométricas no dia-a-diaFormas geométricas no dia-a-dia
Formas geométricas no dia-a-diaProfessor Dennys
 
PortfóLio Plano De Aula De InglêS
PortfóLio Plano De Aula De InglêSPortfóLio Plano De Aula De InglêS
PortfóLio Plano De Aula De InglêSguest2cd2c2
 
Plano de curso 9 ano inglês
Plano de curso  9 ano inglêsPlano de curso  9 ano inglês
Plano de curso 9 ano inglêsnandatinoco
 
Plano de aula 7º ano - sólidos
Plano de aula   7º ano - sólidosPlano de aula   7º ano - sólidos
Plano de aula 7º ano - sólidosFlavia Menezes
 
Cbc 6º ao 9º ano geografia
Cbc 6º ao 9º ano geografiaCbc 6º ao 9º ano geografia
Cbc 6º ao 9º ano geografiagtallitag
 
Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.
Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.
Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.Maria Terra
 
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa  Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa helanysousa
 
Apresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculoApresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculoTatá Oliveira
 
30954366 beberibe-plano-de-aula-ingles
30954366 beberibe-plano-de-aula-ingles30954366 beberibe-plano-de-aula-ingles
30954366 beberibe-plano-de-aula-inglesADRIANA BECKER
 
Apostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumond
Apostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumondApostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumond
Apostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculoNatália Luz
 
Planejemanto de inglês 1º ano do ensino médio
Planejemanto de inglês   1º ano do ensino médioPlanejemanto de inglês   1º ano do ensino médio
Planejemanto de inglês 1º ano do ensino médioIsabel Araujo
 
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL neivaldolucio
 

Destaque (20)

Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidianoPlano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
Plano De Aula - Trabalhando a Língua Inglesa no cotidiano
 
Formas Geométricas
Formas GeométricasFormas Geométricas
Formas Geométricas
 
Caça palavras em ingles
Caça palavras em inglesCaça palavras em ingles
Caça palavras em ingles
 
Língua inglesa vi phonetics plano de ensino 2013.1docx
Língua inglesa vi   phonetics plano de ensino 2013.1docxLíngua inglesa vi   phonetics plano de ensino 2013.1docx
Língua inglesa vi phonetics plano de ensino 2013.1docx
 
Cruzadinha números inglês
Cruzadinha números inglêsCruzadinha números inglês
Cruzadinha números inglês
 
As formas geométricas
As formas geométricasAs formas geométricas
As formas geométricas
 
Formas geométricas no dia-a-dia
Formas geométricas no dia-a-diaFormas geométricas no dia-a-dia
Formas geométricas no dia-a-dia
 
PortfóLio Plano De Aula De InglêS
PortfóLio Plano De Aula De InglêSPortfóLio Plano De Aula De InglêS
PortfóLio Plano De Aula De InglêS
 
Plano de curso 9 ano inglês
Plano de curso  9 ano inglêsPlano de curso  9 ano inglês
Plano de curso 9 ano inglês
 
Plano de aula 7º ano - sólidos
Plano de aula   7º ano - sólidosPlano de aula   7º ano - sólidos
Plano de aula 7º ano - sólidos
 
Cbc 6º ao 9º ano geografia
Cbc 6º ao 9º ano geografiaCbc 6º ao 9º ano geografia
Cbc 6º ao 9º ano geografia
 
Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.
Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.
Planejamento anual de língua inglesa do 2º ano.
 
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa  Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
 
Apresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculoApresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculo
 
O que é currículo
O que é currículoO que é currículo
O que é currículo
 
30954366 beberibe-plano-de-aula-ingles
30954366 beberibe-plano-de-aula-ingles30954366 beberibe-plano-de-aula-ingles
30954366 beberibe-plano-de-aula-ingles
 
Apostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumond
Apostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumondApostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumond
Apostila plano e projeto as formas geometricas simone helen drumond
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
 
Planejemanto de inglês 1º ano do ensino médio
Planejemanto de inglês   1º ano do ensino médioPlanejemanto de inglês   1º ano do ensino médio
Planejemanto de inglês 1º ano do ensino médio
 
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL EJA PLANEJAMENTO ANUAL
EJA PLANEJAMENTO ANUAL
 

Semelhante a Plano de aula maria dimpina (2)

Documento
DocumentoDocumento
Documentodricaaa
 
Pnaic sintese unidade 2 from juliana arruda
Pnaic sintese unidade 2 from juliana arrudaPnaic sintese unidade 2 from juliana arruda
Pnaic sintese unidade 2 from juliana arrudatlfleite
 
Vol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraVol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraClaudio Luis
 
Vol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraVol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraBarto Freitas
 
Izabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguísticaIzabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguísticaIzabel Maria de Matos
 
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Fundação Victor Civita
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiAdriana Takamori
 
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentoPnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentotlfleite
 
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...Adriana Takamori
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiAdriana Takamori
 
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaisCp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaismkbariotto
 
Ava competências profissionais
Ava   competências profissionaisAva   competências profissionais
Ava competências profissionaismkbariotto
 
PNAIC - Ano 2 unidade 2
PNAIC - Ano 2   unidade 2PNAIC - Ano 2   unidade 2
PNAIC - Ano 2 unidade 2ElieneDias
 
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...myrianlaste
 
Cbc anos finais - língua estrangeira
Cbc   anos finais - língua estrangeiraCbc   anos finais - língua estrangeira
Cbc anos finais - língua estrangeiraAntônio Fernandes
 
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011Patrícia Talhari
 
O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...
O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...
O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...Joyce Fettermann
 

Semelhante a Plano de aula maria dimpina (2) (20)

Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Pnaic sintese unidade 2 from juliana arruda
Pnaic sintese unidade 2 from juliana arrudaPnaic sintese unidade 2 from juliana arruda
Pnaic sintese unidade 2 from juliana arruda
 
Vol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraVol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeira
 
Vol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraVol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeira
 
Artigo especialização linguistica
Artigo especialização linguisticaArtigo especialização linguistica
Artigo especialização linguistica
 
Izabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguísticaIzabel maria de matos artigo sobre linguística
Izabel maria de matos artigo sobre linguística
 
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
 
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentoPnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
 
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
Trabalho de Metodologia do ensino de Língua Inglesa - Adriana Yuri Takamori S...
 
competencias
competenciascompetencias
competencias
 
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori SeichiMetodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
Metodologia do ensino de lingua inglesa avaliação - Adriana Yuri Takamori Seichi
 
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaisCp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
 
Ava competências profissionais
Ava   competências profissionaisAva   competências profissionais
Ava competências profissionais
 
PNAIC - Ano 2 unidade 2
PNAIC - Ano 2   unidade 2PNAIC - Ano 2   unidade 2
PNAIC - Ano 2 unidade 2
 
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
 
Cbc anos finais - língua estrangeira
Cbc   anos finais - língua estrangeiraCbc   anos finais - língua estrangeira
Cbc anos finais - língua estrangeira
 
310 1017-1-pb (1)
310 1017-1-pb (1)310 1017-1-pb (1)
310 1017-1-pb (1)
 
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
 
O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...
O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...
O BLOG COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE GRAMÁTICA DA LÍNGUA INGLESA: P...
 

Último

Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxMartin M Flynn
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 

Plano de aula maria dimpina (2)

  • 1. EMEB Maria Dimpina Lobo Duarte Disciplina: Língua Inglesa Professoras: Cláudia Regina C. M. de Matos Nubia Karla Batista Magalhães PLANO SEMESTRAL English for Kids Cuiabá- MT 2015
  • 2. Introdução A aprendizagem de línguas estrangeiras é hoje demanda e responsabilidade indiscutíveis do Ensino Fundamental. A comunidade global, na qual os alunos desse segmento se inserem, a partir de suas necessidades propriedades sociointeracionais, configura um ambiente propício para o desenvolvimento de competências que possibilitam trocas comunicativas com outras culturas e povos. O estudo de uma língua estrangeira configura-se como um instrumento de inclusão social, uma vez que possibilita o acesso a diferentes fontes de informações e recursos tecnológicos. Ressalta-se também a importância que esse estudo tem ao revelar a pluralidade cultural de povos que falam essa língua. Ao se confrontar com diferentes aspectos culturais, é possível estabelecer comparações e compreender a própria cultura. As possiblidades de atuação em comunidades diferentes é outro aspecto relevante desse tipo de saber, conferindo status de cidadão do mundo a quem age como empreendedor ao ser agente modificador de realidades sociais e culturais. Nesse contexto, o ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras são justificadas somente se atenderem às necessidades comunicativas interacionais dos aprendizes. Não há lugar para uma disciplina sem fins pragmáticos em currículos voltados para os aspectos conceituais, procedimentais e atitudinais dos conteúdos. A verdadeira concretização dos saberes teóricos acontece por meio do desenvolvimento de competências e habilidades que se revelam no saber conhecer, fazer e ser dos indivíduos. A partir de uma visão sociointeracionista da linguagem, entendem-se que a língua estrangeira deve ser reconhecida, apresentada e praticada em contextos significativas nos quais a interação entre aprendizes leve à produção de sentido. O conhecimento deve ser conquista coletiva e partilhada. Tendo como objetivo uma educação empreendedora, em que os novos conhecimentos levam em consideração a experiência de vida do indivíduo, este material contempla a abordagem baseada em tarefas como seu eixo teórico-metodológico, pois pressupõe que a aprendizagem de uma língua estrangeira deve acontecer em situações de uso autêntico da língua nas quais os participantes interagem para satisfazerem.
  • 3. OBJETIVOS DA DISCIPLINA Criar interesse e prazer inicial na aprendizagem da língua estrangeira. Reforçar o desejo de se comunicar que todo aluno possui, propiciando-lhe a confiança necessária para que ele ouse se comunicar na língua alvo. Desenvolver as quatros habilidades básicas ( listening, Reading, writing and speaking). Contribuir para o processo de desenvolvimento das habilidades intelectuais, sociais, emocionais e físicas do aluno. OBJETIVOS ESPECÍFICOS. ( 1 )  Identificar as pronúncias corretas das palavras através do alfabeto fonético;  Ampliar o conhecimento vocabular;  Fazer uso constante da auto avaliação da aprendizagem. (2)  Demonstrar compreensão geral de diferentes gêneros textuais, apoiando-se em elementosicônicos(gravuras,tabelas,fotografias,desenhos) e/ ou palavras cognatas;  Inferir sentido as palavras através de vocabulário pertinente ao idioma estudado;  Dramatizar cenas de uma história. (3)  Compreender o sentido das mensagens, orais das quais for destinatário direto, interagindo com seu interlocutor;  Ler interpretar textos em inglês;  Fazer uso de linguagem não verbal no processo de previsão de conteúdo do texto. (4)  Utilizardiferentesrecursospararesolverdúvidasnacompreensãode textos(exemplo: inferência contextual, etc...)  Perceber a importância de conhecer outras culturas, como forma de compreensão do mundo em que vivemos;  Cooperar com os pares na resolução de tarefas propostas. (5)  Conhecer aspectos sócios- culturais pertinentes aos países que utilizam o idioma estudado;  Utilizar diferentes recursos para resolver dúvidas na compreensão de textos orais ou escritos ( exemplo: dicionário);  Desenvolver percepção cultural.
  • 4. (6)  Reestruturar o próprio texto com auxílio do professor (a);  Construirnoçõesde sintaxe,morfologiae fonologiacaracterísticasdoidiomaestudado;  Desenvolver a consciência da língua como instrumento de comunicação. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 4 º anos A ,B, C, D e E 3 º Bimestre (Objetivo 1)  I am 9 years old  Clothes  I love my family  Places 4 º Bimestre (Objetivo 2)  Classroom  I like to play  Three meals a day  Transportation 5 º anos A,B, C e D 3 º Bimestre ( 3)  My friends  Food  Shapes  Day of the week 4 º Bimestre (4)  People  Beach  A farm  Happy birthday 6 º anos A ,B, C, D e E 3 º Bimestre (It Fits Book) (5) Unit 3: Pets  Names of pets  Plural of nouns  Guessing game  Professional
  • 5. 4 º Bimestre (6) Unit 4: Places around me  Maps  An informal interview  Emotions  Internet language Estratégias/ recursos Serão utilizados recursos audiovisuais, dinâmicos musicais, cartazes, revistas, textos, dicionários e livros. Atividades diversificadas farão parte do cronograma, tais como caça-palavras, problemas lógicos, palavras cruzadas, etc. a correção das mesmas ocorrerá de forma oral e escrita. O essencial é que todas as atividades e os instrumentos utilizados possibilitem a prática efetiva do progresso de ensino-aprendizagem. Desenvolvimento Com o intuito de alcançar os objetivos deste Plano de Ensino semestral, pretendemos desenvolver atividades que tornem o estudo da Língua Inglesa prazerosa e eficiente.  Negociando com os educandos a criação de um ambiente propicio a aprendizagem;  Realizando atividades diversificadas;  Considerando a oralidade como instrumento desinibidor de suma importância;  Beneficiando-se de multimídia para tornar as aulas mais envolventes e criativas; Avaliação A avaliação contemplada nos parâmetros de Língua Estrangeira não tem finalidade exclusivamente probatória, ela vai “muito além da visão tradicional, que focaliza o controle externo do aluno por meio de notas e conceitos” (PCN-LE, 1998, p. 79). O alvo dessa modalidade é alcançar o progresso e a otimização da aprendizagem de cada aluno, por isso, sua função é a de “alimentar, sustentar e orientar a ação pedagógica e não apenas constatar certo nível do aluno” (PCN-LE, 1998, p. 79). Conforme o texto da Escola Sarã: Entende-se a educação como um direito de todos, na Escola Sarã, não cabe avaliar para classificar, excluir ou sentenciar, aprovar ou reprovar. È fundamentalque a avaliação seja orientada pela lógica da continuidade dos processos de formação. A avaliação deve ser concebida como um processo contínuo, sistemático, participativo, com função diagnóstica, prognostica investigativa, cujas informações, ali expressas, propiciem o rendimento da ação pedagógica e educativa, reorganizando as próximas ações do educador, do educando, da turma,do coletivo e mesmo da escola, no sentido de avançar no entendimento do processo de aprendizagem. (escola sarã-cuiabá nos ciclos de formação, pg 136) Após as afirmações, podemos relatar que a avaliação no ensino da Língua Inglesa ocorrerá através da efetuação do processo contínuo, em que estaremos analisando possíveis falhas e oportunizando as correções necessárias, dessa forma as atividades realizadas no decorrer das aulas, ou seja, a participação tanto individual como coletiva dos alunos serão objeto de avaliação.
  • 6. Sendo assim o processo avaliativo deverá ser operacional na observação de todas as capacidades – entender, falar, ler e escrever. No processo avaliativo é necessário também que na ação da educadora haja uma constante reflexão sobre a atuação pedagógica através da auto avaliação, que é preciosa para perceber fragilidade. Para isso podem ser utilizadas indagações tais como: Alcancei os objetivos? Consegui ensinar os conteúdos previstos? Em que preciso melhorar? Retendo isso, claro que fica mais fácil buscar alternativas.
  • 7. Referências Brasil, MEC. Parâmetros curriculares Nacionais: Língua Estrangeira/ Ensino Fundamental. Brasília:MEC/SER,1998. Crystal, D .English Worldwide in: Hoggy R. and Deneislon. A History of the English Language (Cambridge:cup) Chequi, Wilson.It Fits.Língua Estrangeira Moderna: 6 º ano. 1 ª ed. São Paulo: edições SM,2012. Santomauro, Beatriz. 50 ideiaspara planejamento. Revista Nova Escola- ed.208- dezembro/2009. Escola Sarã. Cuiabá, nos ciclos de formação p. 136.