ANBIMA

248 visualizações

Publicada em

Mostra td um contexto his

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ANBIMA

  1. 1. Sumário O que é ANBIMA Posicionamento Prioridades Estratégicas Estatuto Relatório Anual Empresas Agregadas Relações Institucionais (Governo e Brasil) Informativo Iniciativas Assembleia Geral Diretoria Organograma Conselho de Ética Organismos Como Fazer Parte da ANBIMA Código de Ética Educação do investidor(Objetivo e iniciativa, Histórico, Internacional, Informações)
  2. 2. O que é ANBIMA Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais Representa as instituições que atuam no mercado de capitais brasileiro. Reuni o maior número de protagonistas do setor para uma atuação coesa junto ao governo, ao próprio mercado e à sociedade; O objetivo é fortalecer os segmentos que representamos, para apoiar a evolução de um mercado de capitais capaz de financiar o desenvolvimento econômico e social do país e influenciar o mercado global; Para ser uma entidade cada vez mais forte que representa instituições igualmente fortes assumimos 4 compromissos com o mercado, investidores e país: →Representar →Autorregular →Informar →Educar
  3. 3. Posicionamento Acredita na força do mercado de capitais brasileiro. Sabem que o mercado de capitais precisa de instituições sólidas, integradas, sistematicamente seguras e capazes de ser instrumento de desenvolvimento econômico sustentável. Tem consciência de que, também, é necessário existir uma entidade que possa representá-lo com credibilidade, legitimidade e capacidade de conciliar os interesses dos seus associados, do mercado e da sociedade. Com essa visão, a ANBIMA e seus associados trabalham para ser cada vez mais fortes, construindo assim um mercado igualmente potente. Por isso, diariamente eles são movidos pela missão de fortalecer a representação do setor. Querem contribuir para um mercado de capitais capaz de financiar o desenvolvimento econômico e social no Brasil e de influenciar o mercado global.
  4. 4. Prioridades Estratégicas Para guiar a atuação nos próximos anos na construção de uma entidade cada vez mais forte que representa instituições igualmente fortes, são elegidas algumas prioridades estratégicas. → Fortalecer o mercado de capitais no Brasil. → Promover o aperfeiçoamento tributário nos mercados financeiro e de capitais. → Promover a educação financeira. → Fortalecer a representação e a coordenação dos interesses dos associados local e internacionalmente. Com o intuito de fortalecer o mercado de capitais, é apresentado ao Governo uma agenda de debates, que inclui iniciativas voltadas para transparência, alongamento de prazos, diversificação da base de investidores, tributação e aperfeiçoamento da infraestrutura de mercado para ofertas primárias e negociações no secundário.
  5. 5. Estatuto O Estatuto Social da ANBIMA contém as regras gerais a que estão submetidas às instituições associadas. Define os objetivos sociais e o patrimônio da Associação, bem como direitos e deveres da Diretoria e dos associados. Relatório Anual O propósito desse relatório é oferecer aos seus associados e ao público em geral uma visão abrangente e completa das atividades da Entidade, relatando iniciativas em áreas tão diversas como regulação de mercados, certificação de profissionais, educação financeira e precificação de ativos.
  6. 6. Empresas Agregadas A ANBIMA participa de empresas cujos objetivos vão ao encontro da nossa missão de fortalecer o mercado de capitais brasileiro. RTM – Rede de Telecomunicações para o Mercado A RTM atua no segmento de serviços de tecnologia para o mercado financeiro, tendo como sócias a ANBIMA, que detém 80% da empresa, e a Cetip. Presente em 21 estados brasileiros, a Rede conecta, hoje, mais de 30 provedores de informações e serviços e cerca de 500 instituições. Sistema Galgo O Galgo é um sistema de transferência de dados e pré- batimento de operações do mercado de capitais, criado por um condomínio formado pela ANBIMA e mais 13 instituições. Por meio desse sistema, as instituições têm acesso a uma plataforma única que permite o controle do envio e recepção das informações por parte dos agentes dos mercados financeiro e de capitais, de maneira padronizada, ágil e confiável.
  7. 7. Relações Institucionais (Governo) A ANBIMA tem convênios com entidades públicas com o objetivo de promover ações conjuntas que aprimorem o funcionamento do mercado de capitais brasileiro. Banco Central do Brasil Possuímos convênio com o Banco Central para operacionalizar o Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia). Criado em 1979, o Selic é depositário central dos títulos da dívida pública federal, emitidos pelo Tesouro Nacional e pelo Banco Central. É, ainda, por meio do Sistema que todas as instituições financeiras brasileiras registram e liquidam suas operações. O QUE É SELIC? CVM (Comissão de Valores Mobiliários) Ela faz parte do Comitê Consultivo de Educação da CVM, criado em 2006, com o objetivo de contribuir para o crescimento e aprimoramento do mercado de capitais no Brasil, por meio de projetos de educação financeira dedicados aos investidores e à população.
  8. 8. Desde 2008, foram firmados dois convênios com a CVM, um no qual a ANBIMA analisa antecipadamente as operações de ofertas públicas para registro junto àquele órgão, e outro para aplicação de penalidades e celebração de termos de compromisso, que estabelece a troca de informações entre a ANBIMA e a CVM quando se trata do mútuo aproveitamento de penalidades e termos de compromisso. Além destes convênios, mantemos relacionamento, intercâmbio e parceria com diversas entidades do mercado de capitais no Brasil e no mundo.
  9. 9. Relações Institucionais (Brasil) Abrasca (Associação Brasileira das Companhias Abertas) A ANBIMA faz parte da Comissão de Mercado de Capitais da Abrasca, cujo objetivo é contribuir para o desenvolvimento dos mecanismos do mercado de capitais e a disseminação de informação sobre seus principais títulos. A Abrasca atua em defesa das posições das companhias abertas junto aos centros de decisão e à opinião pública. Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) A ANBIMA mantém um convênio com a Apimec, desde 2005, que possibilita que a certificação CNPI (Certificado Nacional de Profissionais de Investimento) seja aceita em substituição à CPA-20. O convênio beneficia analistas de investimento que atuam nas instituições aderentes ao Código para o Programa de Certificação Continuada. A Apimec estimula e apoia toda ação que fomente os mercados financeiro e de capitais brasileiros e, também, certifica profissionais de investimentos.
  10. 10. BM&FBovespa A ANBIMA é membro da Câmara Consultiva do Novo Mercado e da Câmara Consultiva de Listagem da Bolsa. A BM&FBovespa intermedeia as operações do mercado de capitais, além de desenvolver, implantar e prover sistemas para negociação de ações, derivativos de ações, títulos de renda fixa, títulos públicos federais, derivativos financeiros, moedas à vista e commodities agropecuárias. BRAiN - Brasil Investimentos & Negócios A ANBIMA considera que um dos maiores desafios das atividades necessárias para internacionalização dos mercados é transformar o Brasil em um polo de negócios para a América Latina, fortalecendo a região. Essa visão é compartilhada por duas das entidades mais representativas do mercado: a BM&FBovespa e a Febraban. Aproveitando a sinergia dessa visão, as três instituições lançaram, em março de 2010, a BRAiN - Brasil Investimentos & Negócios, que tem a missão de articular e catalisar a consolidação do Brasil como um polo internacional de investimentos e negócios, com foco regional na América Latina, mas com projeção e conexões globais.
  11. 11. A BRAiN representa diversos setores da sociedade e conta com o patrocínio e a participação de várias instituições privadas. BEST – Brazil Excellence in Securities Transactions O BEST é uma iniciativa de entidades do mercado, entre elas a ANBIMA, com o apoio de órgãos públicos, voltado a promover e consolidar a imagem de segurança, eficiência e confiabilidade dos mercados financeiro e de capitais brasileiros junto à comunidade de investidores internacionais. CEMEC – Centro de Estudos de Mercado de Capitais A ANBIMA é uma das entidades apoiadoras do CEMEC, juntamente com a BM&FBovespa, a CETIP e a Fipecafi (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras). O CEMEC é uma entidade de natureza técnica do IBMEC - Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais criada em 2008 e dedicada à analise, monitoramento e geração de conhecimento sobre mercado de capitais.
  12. 12. O objetivo do CEMEC é acumular, gerar e disseminar conhecimentos sobre a mobilização de poupança e o financiamento da economia brasileira e promover amplo debate sobre o desempenho e a funcionalidade do mercado de capitais, através da divulgação de dados e relatórios e da promoção de estudos, pesquisas e seminários. CFA Society Brasil A CFA Society Brasil representa, no País, os detentores da designação CFA – Chartered Financial Analyst, conferida pelo CFA Institute. A missão do CFA Society Brasil é a de contribuir para o desenvolvimento da profissão de finanças no Brasil, difundindo os mais altos padrões de ética, educação, excelência e promovendo a certificação CFA e seus detentores, divulgar e prestigiar a designação CFA no Brasil e representar os charterholders e defender seus interesses A ANBIMA possui convênio com o CFA Society Brasil (CFASB) para o desenvolvimento de trabalhos nas áreas de educação e desenvolvimento de iniciativas que promovam o mercado de capitais.
  13. 13. CNF (Confederação Nacional das Instituições Financeiras) A ANBIMA é uma das entidades associadas à CNF, juntamente com a ABBC (Associação Brasileira de Bancos), Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança), Abel (Associação Brasileira das Empresas de Leasing), Acrefi (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento), Ancord (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos de Valores, Câmbio e Mercadorias) e Febraban (Federação Brasileira de Bancos). O objetivo da CNF é orientar, coordenar, promover, defender e representar os interesses das instituições financeiras no plano nacional, com objetivo de fortalecer e desenvolver suas atividades. Codim (Comitê de Orientação para a Divulgação de Informações ao Mercado) A ANBIMA é uma das entidades que compõem o Codim, juntamente com Abrapp, Abrasca, Apimec, Ancord, Anefac, Amec, BM&FBovespa, CFC (Conselho Federal de Contabilidade), IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa), Ibracon e Ibri.
  14. 14. Faz parte dessa parceria o Prêmio ANBIMA de Mercado de Capitais, além das publicações de textos sobre os mercados de capitais e financeiro. O instituto tem por objetivo contribuir para a discussão de temas relacionados à situação socioeconômica do país, por meio de atividades acadêmicas. Plano Diretor do Mercado de Capitais A ANBIMA, juntamente com outras 44 entidades, faz parte do Plano Diretor do Mercado de Capitais. O Plano Diretor tem a finalidade de fortalecer o mercado de capitais brasileiro por meio de ideias e ações e é formado pelas principais entidades deste mercado. SBFin (Sociedade Brasileira de Finanças) A ANBIMA mantém um convênio com a SBFin que prevê iniciativas conjuntas, como estudos, seminários, palestras e debates. Faz parte dessa parceria o Prêmio ANBIMA de Renda Fixa, que contempla projetos acadêmicos sobre o tema. A SBFin é uma associação de estudiosos da área de finanças que visa a incentivar o estudo do tema no país.
  15. 15. Informativo É publicado mensalmente o Informativo ANBIMA, newsletter institucional que traz a cobertura das atividades da Associação no período. Trabalhe Conosco Se você tem interesse em fazer parte da equipe da ANBIMA, envie seu currículo para recrutamento@anbima.com.br
  16. 16. Iniciativas Divulgado anualmente, o Relatório de Iniciativas traz um balanço das principais ações da Associação, alinhadas aos objetivos determinados pelas prioridades estratégicas. A publicação apresenta: • Resumo dos mais importantes acontecimentos do ano • Estatísticas da supervisão de mercados
  17. 17. Assembleia Geral Formada pelos representantes das instituições associadas, a Assembleia Geral é o órgão máximo de decisão. Cada associado tem direito a um voto independente de seu tamanho ou patrimônio. Caso dois ou mais associados pertençam ao mesmo conglomerado, o associado-líder terá o direito de voto.
  18. 18. Diretoria A Diretoria é responsável por dirigir e administrar a Associação, fazendo cumprir o Estatuto Social, suas normas e procedimentos e todas as resoluções da Assembleia Geral. Compete à Diretoria, ainda, definir a agenda estratégica da Associação, indicando e aprovando as iniciativas nas quais a entidade concentrará esforços em todas as frentes em que atua. Ela é composta de membros do quadro de associados, eleitos a cada dois anos e constituídos de até 23 membros, sendo um presidente, até oito vice-presidentes e até 14 diretores. Presidente Denise Pauli Pavarina Banco Bradesco S.A.
  19. 19. Organograma
  20. 20. Conselho de Ética O Conselho de Ética é responsável por interpretar e aplicar os princípios e normas do Código de Ética. É composto por sete membros, todos pertencentes ao quadro de associados. Cabe ao Conselho analisar os pedidos de filiação à entidade, instaurar e analisar processos e, quando for o caso, propor à Diretoria a aplicação de penalidades a associados. Presidente Luiz Chrysostomo de Oliveira Filho (Neo Gestão de Recursos Ltda.) Vice-Presidente Cassio Von Gal (Banco BBM S.A.) Conselheiros Luiz Augusto de Oliveira Candiota (Lacan Investimentos e Participações Ltda.) Luiz Eduardo Passos Maia (Brookfield Brasil Asset Management Investimentos Ltda.) Luiz Masagão Ribeiro (BI&P) Reinaldo Le Grazie (Bradesco Asset Management S.A. DTVM) Ricardo Von Döllinger Martin (Banco Morgan Stanley S.A.)
  21. 21. Organismos Os Comitês e Subcomitês são compostos por membros indicados pelas instituições associadas, respeitando o número máximo de participantes por organismo. Cabe à Diretoria zelar para que sua composição reflita a pluralidade do quadro de associados da ANBIMA. Eles são responsáveis por assessorar a Diretoria no desenvolvimento de suas atividades. Além dos Comitês e Subcomitês, contamos também com organismos independentes responsáveis pelas atividades de supervisão de mercados. São as Comissões de Acompanhamento e os Conselhos de Regulação e Melhores Práticas. Enquanto as Comissões monitoram o cumprimento dos Códigos de Regulação e Melhores Práticas, os Conselhos avaliam e julgam os processos gerados pelas Comissões de Acompanhamento. Conheça: Os Comitês e Subcomitês da ANBIMA » Os Conselhos de Regulação da ANBIM​A » As Comissões de Acompanhamento da ANBIMA »
  22. 22. Como Fazer Parte da ANBIMA Os associados da ANBIMA são instituições que atuam nos mercados financeiro e de capitais e que têm interesse em contribuir para o constante aperfeiçoamento tanto das suas atividades quanto do setor. São eles que participam do dia a dia da Associação, discutindo o aprimoramento das regras do mercado e colaborando para seu desenvolvimento. O objetivo é reunir forças para atuação coesa junto ao governo, ao próprio mercado e à sociedade. Confira algumas vantagens de ser um associado ANBIMA:
  23. 23. Código de Ética A ANBIMA determina as normas éticas e padrões de conduta básicos que devem ser observados na condução de suas atividades profissionais e no relacionamento com clientes e agentes do mercado. Seus associados entendem que conduzir seus negócios de acordo com padrões éticos é de suma importância. Por isso, o Conselho de Ética da ANBIMA instituiu o Código de Ética que deve ser observado e cumprido por todos os associados na condução de seus negócios nos mercados financeiro e de capitais.
  24. 24. Educação do investidor(Objetivo e iniciativa, Histórico, Internacional, Informações) Objetivo e iniciativa ​ O objetivo das iniciativas de Educação da ANBIMA é oferecer aos atuais e potenciais investidores informações adequadas, didáticas e de fácil acesso para que eles possam tomar decisões maduras e conscientes de investimento. Além disso, a Associação também apoia iniciativas cujo intuito seja o de fomentar a educação financeira no Brasil, ajudando os brasileiros a adquirir conhecimentos que os ajudem a lidar com suas finanças. Iniciativas: ●Participação no Comitê Consultivo de Educação da CVM​. ●Participação no CONEF. ●Participação em organismos internacionais. ● Associação de Educação Financeira do Brasil.
  25. 25. Histórico A ANBIMA acredita que a educação e formação do investidor é um pílar importante do desenvolvimento do mercado de capitais. Em 2004, a Associação criou o Comitê de Educação, composto por profissionais de mercado com amplo conhecimento dos produtos de investimentos. A missão do Comitê é sugerir e estruturar iniciativas que contribuam para a educação financeira da população brasileira, com foco nos aspectos relativos às decisões de investimento das pessoas e famílias. Em 2004, a Associação lançou a marca “Como Investir” que, com o mote “Investimento se aprende aqui” passou a dar a tônica de todas as iniciativas da ANBIMA para ajudar na formação do investidor. No mesmo ano, a Associação lançou dois guias “Como Investir”, sendo um dedicado exclusivamente aos estudantes. O Guia do Estudante refletia uma preocupação crescente em todo o mundo e que é ainda forte atualmente: o de que a educação formal dos jovens precisa incluir a questão do investimento, do planejamento para o futuro e do relacionamento com o dinheiro.
  26. 26. Ainda em 2004 foi lançado o website Como Investir, cujo propósito foi, desde o início, concentrar a oferta de informações didáticas, de fácil entendimento e que possam ajudar os investidores a tomar decisões maduras e conscientes de poupança e investimento. Desde o lançamento, seu conteúdo foi constantemente expandido e atualizado, de forma a incluir informações abrangentes sobre todos os ativos e produtos de investimentos disponíveis para os brasileiros. Além de suas próprias iniciativas, a ANBIMA também apoia ações do governo e de outros organismos cujo objetivo é fomentar a educação financeira da população brasileira. Em 2005, a Associação foi uma das entidades do setor privado a ser convidadas a participar do Comitê Consultivo de Educação da CVM ​(Comissão Valores Mobiliários), tendo contribuído para a concepção e implantação de uma série de iniciativas do Comitê. As atividades do Comitê Consultivo deram origem à ENEF (Estratégia Nacional de Educação Financeira), instituída em dezembro de 2010 pelo governo brasileiro. Atualmente, a Associação faz parte do CONEF (Conselho Nacional de Educação Financeira), entidade da qual fazem parte instituições do governo e da iniciativa privada e cujo objetivo é elaborar as estratégias de educação financeira para o Brasil.
  27. 27. Internacional A ANBIMA participa do IFIE​ (Fórum Internacional de Educação de Investidores, na sigla em inglês), entidade que reúne instituições públicas e privadas de mais de 30 países com o objetivo de compartilhar experiências na área de Educação de Investidores e criar um banco de dados global sobre iniciativas de educação. Como membro do IFIE, a ANBIMA coordenará a organização do capítulo sobre educação de investidores para as Américas, cujo objetivo será discutir com os representantes de países da região as melhores práticas na área, de forma a criar um conteúdo mínimo para educação de investidores adequado para os países da região.
  28. 28. Informações A ANBIMA, em sua estratégia de educação financeira, tem o objetivo de ser um centro de conhecimento sobre o investidor brasileiro, possibilitando que nossos associados multipliquem conhecimento sobre o tema e colaborem para a transformação do mercado. Nesta página, podem ser encontrados documentos que contribuem para disseminação de informação, abordando temas relacionados aos diversos segmentos de mercado. Workshop de Educação de Investidores Confira os principais momentos do primeiro workshop de educação de investidores promovido pela ANBIMA, em outubro de 2013. O evento teve o objetivo de discutir os desafios da comunicação com este público e foi direcionado aos profissionais que atuam nas áreas de Marketing, Comunicação, Produtos e Distribuição das instituições associadas à ANBIMA.

×