TI no ESPORTE
“mais poderosa do que a marcha de um grande e
magnífico exército é uma ideia cujo tempo chegou”.
Victor Hugo...
Inovação no Esporte - Antecedentes
• Gerente de sustentabilidade do Comitê Organizador dos Jogos
Olímpicos de 2016;
• Dout...
Esporte na Economia
Para o ano de 2015 espera-se em crescimento de 3.7% sobre 2014 totalizando
US$145.3 bilhões;
•Os merca...
Premissa para desenvolvimento no Brasil do
Ecossistema Digital do Esporte
• Há uma janela de oportunidade para a inovação ...
BRICS e Megaeventos e as Janelas de
Oportunidade
Tipologias e Desenvolvimento
Tipologia Performance Experiência do
Fã
Governança
Alto
Rendimento
Concentração do
desenvolvi...
Software e Mercado de Alto
Rendimento (Medalhas)
Primeira
compra
Segunda
compra
Terceira
compra
Características do Mercado Brasileiro Hoje
para TI no Esporte
Demanda
• Alto Rendimento (B2B)
▫ Concentração de recursos
p...
Inovação no Esporte e as Pequenas
Empresas Nacionais
No mercado: Tactical Ipad,
Signove, Avaesporte
Para licenciamento (al...
Quem quer trabalhar com TI no
Esporte no Brasil e como
• Enquete com 135.000 brasileiros participantes do TIMaior
mostra e...
Quem são os players internacionais de
maior impacto no Brasil?
• Austrália
• Suiça
• Espanha
• Estados Unidos
• África do ...
Conclusões I
• TI no Esporte é um mercado pouco estudado que oferece alta rentabilidade
mas tem características de nicho p...
Conclusões II
• As federações esportivas tendem ao isomorfismo;
• Os megaeventos no mundo sempre foram uma janela
de oport...
Conclusões III
• Tanto na Austrália quanto em Barcelona, o legado considerado
intangível durante a realização dos Jogos ho...
TI no ESPORTE
“mais poderosa do que a marcha de um grande e
magnífico exército é uma ideia cujo tempo chegou”.
Victor Hugo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rio Info 2015 - Palestra: A inovação como ferramenta para o esporte - Maureen flores

295 visualizações

Publicada em

Rio Info 2015 - Palestra: A inovação como ferramenta para o esporte.
Palestrante: Maureen flores

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
295
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rio Info 2015 - Palestra: A inovação como ferramenta para o esporte - Maureen flores

  1. 1. TI no ESPORTE “mais poderosa do que a marcha de um grande e magnífico exército é uma ideia cujo tempo chegou”. Victor Hugo RIO INFO 2015 Profª. Dra. Maureen Flores maureenfloresv@gmail.com www.esporte-tec.com.br
  2. 2. Inovação no Esporte - Antecedentes • Gerente de sustentabilidade do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2016; • Doutoramento foi com ênfase em inovação • Tese sobre Comitê Olímpico Internacional • Livro: Sustentabilidade, Governança e Megaeventos (Elsevier 2013) • Pós-doutoramento com projeto em inovação no esporte • Projeto já contemplado pelos seguinte editais: FAPERJ (019/2014 e 028/2014), CNPQ (Chamada N° 06/2014 - MCTI/CNPq/FINEP) MCTI 914BRZ2018
  3. 3. Esporte na Economia Para o ano de 2015 espera-se em crescimento de 3.7% sobre 2014 totalizando US$145.3 bilhões; •Os mercados considerados emergentes são: Brasil, Rússia, Índia , China e Oriente Médio; •América Latina com US$5.9b; •Direitos Televisivos representa 38.3%; •Região que apresenta maior taxa de crescimento total 4.9% e também para Direitos Televisivos 5.6%
  4. 4. Premissa para desenvolvimento no Brasil do Ecossistema Digital do Esporte • Há uma janela de oportunidade para a inovação no esporte.
  5. 5. BRICS e Megaeventos e as Janelas de Oportunidade
  6. 6. Tipologias e Desenvolvimento Tipologia Performance Experiência do Fã Governança Alto Rendimento Concentração do desenvolvimento nacional Soluções mais promissoras hoje no mercado internacional. No Brasil estão restritas aos desenvolvimentos in-house e softwares importados pela grande mídia Sim (TOTVs e SAP) Participativo xxx xxx Educativo n/d n/d n/d CONVERGÊNCIA Esportes+Entretenimento TECNOLOGIA Medalha
  7. 7. Software e Mercado de Alto Rendimento (Medalhas) Primeira compra Segunda compra Terceira compra
  8. 8. Características do Mercado Brasileiro Hoje para TI no Esporte Demanda • Alto Rendimento (B2B) ▫ Concentração de recursos públicos (custeio xx) ▫ Patrocínios (custeio e continuidade de recursos) ▫ Tecnologia ameaça o modelo de negócio (Direitos Televisivos) Oferta • Fragmentação dos atores ( ausência de políticas inter/intra ) • Ausência de disciplinas Informática e Estatística para Esporte • Ausência de grandes empresas multinacionais com P&D no Brasil;
  9. 9. Inovação no Esporte e as Pequenas Empresas Nacionais No mercado: Tactical Ipad, Signove, Avaesporte Para licenciamento (alto rendimento e megaeventos) Em teste nas Universidades (alto rendimento)
  10. 10. Quem quer trabalhar com TI no Esporte no Brasil e como • Enquete com 135.000 brasileiros participantes do TIMaior mostra entre os respondentes que 58,20% quer trabalhar com esporte aplicando técnicas de descoberta em banco de dados; 39,71% com estatística; 53,81% com base de dados; 44,86% com realidade aumentada. • Entre esses 18% tem terceiro grau completo e 28% está cursando. A faixa etária entre 20 – 30 anos responde por 49% seguida pela faixa entre 30 – 40 com 22%; • Entre os respondentes, 14% assiste esporte através da internet e 31% através da mídia; 49% pratica algum tipo de esporte; e, 41% do total gasta até 1 hora por dia com a prática de esporte;
  11. 11. Quem são os players internacionais de maior impacto no Brasil? • Austrália • Suiça • Espanha • Estados Unidos • África do Sul • Israel ▫ Irlanda ▫ Holanda
  12. 12. Conclusões I • TI no Esporte é um mercado pouco estudado que oferece alta rentabilidade mas tem características de nicho por apresentar concentração/pulverização na demanda e falhas na oferta; • A mídia esportiva brasileira é reticente em abordar a tecnologia no esporte; • As federações em geral tem muito interesse no assunto TI mas tem dificuldade em priorizar o tema;
  13. 13. Conclusões II • As federações esportivas tendem ao isomorfismo; • Os megaeventos no mundo sempre foram uma janela de oportunidade para o nascimento de novas tecnologias; • O segmento esporte está se fundindo com o entretenimento (Tipologia:Experiência do Fã). No B2C estão as grandes oportunidades
  14. 14. Conclusões III • Tanto na Austrália quanto em Barcelona, o legado considerado intangível durante a realização dos Jogos hoje tornou-se tangível; • Esporte não é visto como um segmento econômico no Brasil.
  15. 15. TI no ESPORTE “mais poderosa do que a marcha de um grande e magnífico exército é uma ideia cujo tempo chegou”. Victor Hugo RIO INFO 2015 Profª. Dra. Maureen Flores maureenfloresv@gmail.com www.esporte-tec.com.br

×