NIC.br E OS NOVOS gTLDs
Rubens Kühl
OBJETIVOS DA COMUNIDADE ICANN
PARA O PROGRAMA DE NOVOS gTLDs
Aumentar a internacionalização do ecossistema DNS através da ...
OBJETIVOS DO NIC.br
PARA O PROGRAMA DE NOVOS gTLDs
Manter o Brasil em posição de liderança em tecnologia de registro de do...
Quase 10 anos de mudanças no .br
Ano Ação
1997 Lançamento .art.br, .esp.br, .etc.br, ind.br, inf.br, psi.br,
rec.br e tmp....
RESULTADOS NO .br
E PROJEÇÃO DE AÇÕES FUTURAS
92% dos atuais domínios .br são .com.br
96% dos atuais domínios .br são “clá...
gTLDs PRÓPRIOS DO NIC.br
.bom e .final
Serão em breve delegados na raiz
Lançamento porém será postergado até aumento da ca...
Serviços do NIC.br
para futuros operadores de novos gTLDs
Serviços de consultoria e estratégia para a próxima rodada de no...
Obrigado(a)
http://nic.br
rubens@registro.br @_rubensk
17 de Setembro de 2015
Rio Info 2015 - Painel “Os novos Domínios Globais do Brasil” - Rubens Kühl
Rio Info 2015 - Painel “Os novos Domínios Globais do Brasil” - Rubens Kühl
Rio Info 2015 - Painel “Os novos Domínios Globais do Brasil” - Rubens Kühl
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rio Info 2015 - Painel “Os novos Domínios Globais do Brasil” - Rubens Kühl

171 visualizações

Publicada em

Rio Info 2015 - Painel “Os novos Domínios Globais do Brasil”
Palestrante: Rubens Kühl

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rio Info 2015 - Painel “Os novos Domínios Globais do Brasil” - Rubens Kühl

  1. 1. NIC.br E OS NOVOS gTLDs Rubens Kühl
  2. 2. OBJETIVOS DA COMUNIDADE ICANN PARA O PROGRAMA DE NOVOS gTLDs Aumentar a internacionalização do ecossistema DNS através da introdução de IDNs Promover competição, ampliar escolhas, e ter diversidade de modelos de negócio, de operadores e geográfica Minimizar risco à estabilidade operacional, segurança e interoperabilidade global da Internet Verificar capacitação técnica e financeira dos novos operadores para o cumprimento de obrigações contratuais Processo de avaliação que respeite liberdades de expressão reconhecidas pelos princípios legais internacionais Introdução ordenada, previsível e oportuna dos novos gTLDs
  3. 3. OBJETIVOS DO NIC.br PARA O PROGRAMA DE NOVOS gTLDs Manter o Brasil em posição de liderança em tecnologia de registro de domínios Explorar possibilidades de produtos diferenciados Capacitar organizações e cidades brasileiras a competir em pé de igualdade caso elas percebessem valor em ter seus próprios gTLDs Desmistificar a alegada necessidade de candidaturas defensivas Monitorar possíveis ameaças competitivas ao .br
  4. 4. Quase 10 anos de mudanças no .br Ano Ação 1997 Lançamento .art.br, .esp.br, .etc.br, ind.br, inf.br, psi.br, rec.br e tmp.br (Pessoa Jurídica) 1998 Pessoas físicas: adv.br, arq.br, eng.br, eti.br, lel.br, med.br, odo.br, psc.br, vet.br, nom.br 1999 Exclusivos licenciados: am.br, fm.br, tv.br 2000 Fim da exigência de envio prévio de documentação 2006 Lançamento .blog.br, flog.br, wiki.br 2008 .com.br para pessoa física 2012 Temático: eco.br HISTÓRICO DE AÇÕES SIMILARES NO .br
  5. 5. RESULTADOS NO .br E PROJEÇÃO DE AÇÕES FUTURAS 92% dos atuais domínios .br são .com.br 96% dos atuais domínios .br são “clássicos” (com.br, net.br, org.br, gov.br etc.) Comparados os 2% de domínios atualmente registrados em novos gTLDs, isso sugereria um potencial de crescimento de 2x, mas ICANN e operadores tem previsões maiores, que dependerão de recuperação da relevância de nomes de domínio como identificadores e da capacidade de comunicação dos “brand” gTLDs Algumas combinações de novos gTLDs já disponíveis em .br ; outras podem vir a ser agregadas dependendo da aceitação global. África do Sul já criou o .web.za, Japão já criou registros geográficos em .jp
  6. 6. gTLDs PRÓPRIOS DO NIC.br .bom e .final Serão em breve delegados na raiz Lançamento porém será postergado até aumento da capacidade local de comercialização, apesar de não serem restritos a brasileiros Foco na criação de nomes de domínio para produtos ou campanhas, não para identificação de organizações Primeiras experiências com modelos de precificação variável por nome tanto para registro inicial quanto renovação Foco na criação de nomes de domínio para produtos ou campanhas, não para identidade na rede de pessoas e organizações Retorno de investimento ainda incerto, em função dos altos custos recorrentes e baixo número de canais
  7. 7. Serviços do NIC.br para futuros operadores de novos gTLDs Serviços de consultoria e estratégia para a próxima rodada de novos gTLDs Serviços de operação para gTLDs que venham a ser obtidos por esses candidatos Foco em “brands” e cidades possivelmente permanecerá Candidatura a novos gTLDs abertos do próprio NIC.br dependente de resultados dos atuais
  8. 8. Obrigado(a) http://nic.br rubens@registro.br @_rubensk 17 de Setembro de 2015

×