PAINEL RIOINFO 2015
OS IMPACTOS DO PROCESSO
JUDICIAL ELETRÔNICO NA
SOCIEDADE
Novas Competências do Advogado
• Familiarização com as novas ferramentas tecnológicas;
• Aquisição de todo o aparato tecno...
Adaptação do Judiciário e Servidores
• Familiarização com as novas ferramentas tecnológicas;
• Treinamento dos profissiona...
Papel das Faculdades de Direito
• Apresentar ao aluno os novos sistemas e a nova forma de lidar com o
processo eletrônico;...
Melhorias Básicas no Sistema
• Push muito ruim, sem o nome das partes e sem um link para acesso dos despachos
e decisões;
...
FIM
Juliana Bracks Duarte
juliana@bracks.adv.br
021 – 99143 4865
021 – 3553 7677
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rio Info 2015 - Competências e formação de magistrados - Juliana Bracks Duarte

290 visualizações

Publicada em

Rio Info 2015 - Competências e formação de magistrados
Palestrante: Juliana Bracks Duarte

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rio Info 2015 - Competências e formação de magistrados - Juliana Bracks Duarte

  1. 1. PAINEL RIOINFO 2015 OS IMPACTOS DO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO NA SOCIEDADE
  2. 2. Novas Competências do Advogado • Familiarização com as novas ferramentas tecnológicas; • Aquisição de todo o aparato tecnológico necessário; • Treinamento dos profissionais para manuseio dos novos sistemas; • Contratação de profissionais especializados em TI para assessorar na segurança / eficiência no ambiente de trabalho do escritório; • Cautelas e preocupações na inserção de petições, documentação dos acessos, impressão das telas, logins, senhas pessoais, validação dos tokens; • Adaptação à consulta ágil dos processos eletrônicos em mesa de audiência, para a produção das provas.
  3. 3. Adaptação do Judiciário e Servidores • Familiarização com as novas ferramentas tecnológicas; • Treinamento dos profissionais para manuseio dos novos sistemas; • Aproveitamento dos servidores em outras funções nas Varas; • Uso da tecnologia e das ferramentas para eliminarmos práticas antigas, de modo a conferir celeridade aos processos; • Desapego aos formalismos exagerados, pelo menos em uma razoável fase de transição e adaptação de todos; • Respeito às regras processuais vigentes, independentemente do formato digital; • Uniformização das regras e sistemas em todos os TRT’s e no TST.
  4. 4. Papel das Faculdades de Direito • Apresentar ao aluno os novos sistemas e a nova forma de lidar com o processo eletrônico; • Treinar o aluno no manuseio do PJE; • Permitir que os escritórios modelos contem com os recursos necessários à condução de um processo eletrônico; • Aproveitar o estagiário para atividades mais interessantes e produtivas em seu aprendizado, tendo em vista a redução/quase eliminação de diligências de cópias.
  5. 5. Melhorias Básicas no Sistema • Push muito ruim, sem o nome das partes e sem um link para acesso dos despachos e decisões; • Demora na disponibilização das atas e acordos; • Tornar viável a juntada de todas as peças em PDF; • Tornar viável o envio em lote de documentos anexos de um mesmo grupo (ex: 5 anexos de atos constitutivos) – economia de tempo; • Aumento do tamanho dos arquivos anexados (1.5 mega é pouco); • Tornar viável a juntada de provas de áudio e vídeos, tão importantes e corriqueiras hoje em dia em ações de assédio e justa causa; • Tornar viável que o sistema já leia o nome do arquivo em PDF, evitando que tenhamos que nomear um a um os documentos inseridos – economia de tempo.
  6. 6. FIM Juliana Bracks Duarte juliana@bracks.adv.br 021 – 99143 4865 021 – 3553 7677

×