URBANISMO E TECNOLOGIA<br />Estamos atualmente num período de transição de mudanças profundas no modo como vivemos e agir ...
URBANISMO E TECNOLOGIA<br />ÁREA RIBEIRA LARANJO/ MONTE VACA<br />A concepção urbana não fica atrás, para ser um reflexo d...
URBANISMO E TECNOLOGIA<br />É evidente que o avanço exponencial da tecnologia na vida cotidiana das pessoas, muitas  vezes...
URBANISMO E TECNOLOGIA<br />A importância da telefonia móvel – celulares.<br />
URBANISMO E TECNOLOGIA<br />
.<br />URBANISMO E TECNOLOGIA<br />Mas agora nós estamos interessados, não só na simples e pura tecnologia, esta deve ser ...
URBANISMO E TECNOLOGIA<br />Conceitos: <br /><ul><li>Revitalização da política.
 Surgimento do espaço urbano participativo
A transformação lowtech da cidade
Novos desafios para o planejamento urbano</li></ul> <br />
URBANISMO E TECNOLOGIA<br />A tecnologia hoje  é determinante no processo urbanístico e nas facilidades que proporciona, p...
URBANISMO E TECNOLOGIA<br />O planejamento de base tecnológica e de natureza positiva deve gerar as cidades  do futuro a m...
sustentabilidade<br />Inovação e criatividade para melhorar a qualidade de vida do planeta. Isso é, em síntese, sustentabi...
sustentabilidade<br />Principais requisitos<br />Utilização da água da chuva para descargas de bacias sanitárias, lavagem ...
sustentabilidade<br />A idéia de urbanizar as Favelas tornando-as verdes partiu da necessidade de transmitir os novos conc...
c.a.s.t<br />centros culturais de arquitetura <br />sustentável e transmissível<br />A idéia que seja uma construção suste...
c.a.s.t<br />centros culturais de arquitetura <br />sustentável e transmissível<br />Nossa proposta para a criação de CAST...
c.a.s.t<br />O nosso projeto tem quatro qualidades básicas coerentes com a idéia de transmissibilidade:<br />visibilidade;...
evolução da intervenção<br />Área Informal<br />Revitalização <br />Área Formal<br />Exemplo de intervenção usando o conce...
complexo da penha<br />Localização<br />Estado do Rio de Janeiro<br />Cidade do Rio de Janeiro<br />O Complexo da Penha, l...
complexo da penha<br />Principais Intervenções<br />Algumas Edificações Propostas:<br /><ul><li> Unidades de Relocação;
Cast - Centro de Arquitetura Sustentável e Transmissível;
 Biblioteca;
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rio Info 2010 - Seminário das Cidades Digitais às Cidades Inteligentes - Caminhos da Regeneracao - Joze Candido - 02/09

996 visualizações

Publicada em

Rio Info 2010 - Seminário das Cidades Digitais às Cidades Inteligentes - Caminhos da Regeneracao - Joze Candido - 02/09

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rio Info 2010 - Seminário das Cidades Digitais às Cidades Inteligentes - Caminhos da Regeneracao - Joze Candido - 02/09

  1. 1. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />Estamos atualmente num período de transição de mudanças profundas no modo como vivemos e agir contra os problemas que enfrentamos diariamente. Nós somos parte de uma sociedade que se move em ciclos, repetiu inúmeras vezes ao longo da história humana. Estamos em uma nova crise de humanidade.<br />
  2. 2. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />ÁREA RIBEIRA LARANJO/ MONTE VACA<br />A concepção urbana não fica atrás, para ser um reflexo do homem, da sociedade e suas necessidades devem voltar a apostar em novos modelos para se adequar a uma nova geração que continua sempre a avançar.<br />Cenário 1<br />
  3. 3. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />É evidente que o avanço exponencial da tecnologia na vida cotidiana das pessoas, muitas vezes em caminhos que, paradoxalmente, se tornaram inimigos da qualidade da vida humana. <br />
  4. 4. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />A importância da telefonia móvel – celulares.<br />
  5. 5. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />
  6. 6. .<br />URBANISMO E TECNOLOGIA<br />Mas agora nós estamos interessados, não só na simples e pura tecnologia, esta deve ser adicionada a tendência e de cada vez mais generalizada de uma idéia: a fragilidade da vida em nosso planeta.<br />
  7. 7. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />Conceitos: <br /><ul><li>Revitalização da política.
  8. 8. Surgimento do espaço urbano participativo
  9. 9. A transformação lowtech da cidade
  10. 10. Novos desafios para o planejamento urbano</li></ul> <br />
  11. 11. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />A tecnologia hoje é determinante no processo urbanístico e nas facilidades que proporciona, principalmente nas fontes de informação ‘hetereogêneas e múltiplas’. <br />
  12. 12. URBANISMO E TECNOLOGIA<br />O planejamento de base tecnológica e de natureza positiva deve gerar as cidades do futuro a médio prazo.<br />A cidade em tempo real, a implantação do real aumento de sensores eletrônicos nos últimos anos está permitindo uma nova abordagem para o ambiente de estudo.<br />
  13. 13. sustentabilidade<br />Inovação e criatividade para melhorar a qualidade de vida do planeta. Isso é, em síntese, sustentabilidade. <br />O projeto sustentável se compromete a difundir maneiras de construir com menor impacto ambiental e maiores ganhos sociais, sem ser inviável economicamente.<br />A construção sustentável não custa mais caro, desde que integrada na etapa de concepção do projeto.<br />
  14. 14. sustentabilidade<br />Principais requisitos<br />Utilização da água da chuva para descargas de bacias sanitárias, lavagem de piso e veículos, irrigação e no sistema de incêndios;<br />Energia solar e emprego, quando possível, de iluminação através de células fotovoltaicas.<br />Coleta Seletiva de todo o lixo;<br />Transformação do lixo orgânico em biogás utilizando biodigestores.<br />Preservação de áreas de importância ambiental, fauna e flora;<br />
  15. 15. sustentabilidade<br />A idéia de urbanizar as Favelas tornando-as verdes partiu da necessidade de transmitir os novos conceitos de preservação ambiental com a intenção de melhorar a qualidade de vida. <br />Delineando e experimentando um novo modelo de projeto integrado - o que chamamos de Favela Verde, com o intuito de que a sua recuperação eco-sustentável gere ainda uma auto-sustentabilidade no tempo, fazendo com que este projeto sirva de modelo. <br />
  16. 16. c.a.s.t<br />centros culturais de arquitetura <br />sustentável e transmissível<br />A idéia que seja uma construção sustentável e utilizando todas as técnicas anteriormente descritas. <br />
  17. 17. c.a.s.t<br />centros culturais de arquitetura <br />sustentável e transmissível<br />Nossa proposta para a criação de CAST dentro de favelas, que não apenas comuniquem uma nova arquitetura, mas que sejam um exemplo e um pólo de irradiação desta arquitetura possível. Como disseminar, como transmitir, como fazer que a população mais pobre da cidade não apenas adquira o significado da arquitetura, mas também, e principalmente, reproduza na comunidade uma arquitetura sustentável e compreensível para todos. <br />
  18. 18. c.a.s.t<br />O nosso projeto tem quatro qualidades básicas coerentes com a idéia de transmissibilidade:<br />visibilidade; <br />utilidade; <br />sustentabilidade; <br />contágio.<br />Estas são as qualidades que permitem que a arquitetura seja comunicada – transmitida. <br />
  19. 19. evolução da intervenção<br />Área Informal<br />Revitalização <br />Área Formal<br />Exemplo de intervenção usando o conceito acima:<br />Complexo da Penha <br />Projeto de urbanização das 10 favelas que compõe o Complexo e do seu entorno - o Bairro da Penha.<br />
  20. 20. complexo da penha<br />Localização<br />Estado do Rio de Janeiro<br />Cidade do Rio de Janeiro<br />O Complexo da Penha, localizado na Zona Norte do município do Rio de Janeiro, é composto por dez favelas e tem a população estimada em 45.000 habitantes.<br />
  21. 21. complexo da penha<br />Principais Intervenções<br />Algumas Edificações Propostas:<br /><ul><li> Unidades de Relocação;
  22. 22. Cast - Centro de Arquitetura Sustentável e Transmissível;
  23. 23. Biblioteca;
  24. 24. Centro Comunitário e Social;
  25. 25. Oficina de Lixo;
  26. 26. Usina de Lixo;
  27. 27. Creche etc..;</li></li></ul><li>espaço de integração da penha<br />Com o intuito de revitalizar e dar maior permeabilidade ao bairro da Penha - uma vez que a linha férrea corta o bairro - nasceu a idéia do Espaço de Integração da Penha. <br />Uma grande laje será construída em um trecho sobre a via férrea e abrigará áreas esportivas e sociais, um parque linear, escola de arte, museu, além de espaços comerciais integrados à estação da Supervia, que será totalmente reformulada. Este espaço proporcionará maior conectividade entre os dois lados do bairro.<br />
  28. 28. espaço de integração da penha<br />Museu “Túnel do Tempo”<br />Área Comercial<br />Área de Convivência<br />Área Esportiva<br />Área de Contemplação<br />Cinema “Open Air” <br />Estação de trem a ser recuperada<br />
  29. 29. espaço de integração da penha<br />Área Esportiva<br />Cine “Open Air”<br />Vista da Plataforma da Estação<br />Jardim do Mangue<br />Museu “Túnel do Tempo”<br />Acesso à Estação e integração dos dois lados do Bairro da Penha <br />Vista geral do Espaço de Integração da Penha<br />
  30. 30.
  31. 31. Instituto de Genética Urbana<br /><ul><li>O Instituto de Genética Urbana, nasceu da necessidade, de se criar um espaço institucional para formular novas visões conceituais, estratégicas e metodologias de transformação para o:
  32. 32. Desenvolvimento urbano nos campos econômico, social e cultural.
  33. 33. Desenvolver projetos de pesquisa e de ensino inclusive promovendo cursos de pós- graduação, voltados para o desenvolvimento de projetos de sustentabilidade prioritariamente dirigidos para áreas de pobreza: desenvolver estudos e projetos arquitetônicos e urbanísticos.
  34. 34. Métodos e teorias de planejamento urbano. qo4´0foiqs-</li>

×