Rio Info 2009 Reducao de Custos - Danilo Bordini

1.684 visualizações

Publicada em

Gerente de Produto Windows Server & Virtualização http://blogs.technet.com/dbordini

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.684
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
88
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 09/28/09 18:46
  • Se cada empresa possui sua própria política e necessidades específicas de negócio, a infra-estrutura para esse mundo de serviços também deve ser combinada de acordo com essas necessidades. Assim, vamos ter empresas que vão manter infra-estruturas de hardware e software localmente, no chamado ambiente auto-hospedado. Essa infra-estrutura é de responsabilidade da empresa, está sob sua administração. É onde a maioria aqui dos nossos ITPros estão trabalhando, administrando, coordenando, evoluindo a TI da empresa. E uma nova plataforma que nasce como opção para essa composição é a chama computação na nuvem. Vamos ter empresas que irão aproveitar os recursos de um ambiente elástico, de provisionamento dinâmico, onde eu posso pagar pelo uso com alto poder de processamento e escala. E vamos ter empresas que vão combinar essas duas infra-estruturas. Essa é a essencial da visão Software + Servicos Uma visão da Microsoft que oferece o poder da escolha. O usuário vai poder combinar sua plataforma de acordo com a sua realidade. Ora software local, ora software no hoster, ora software na nuvem.
  • Vamos lá, Imagine uma empresa, que possui as seguintes opções: Aqui na horizontal, eu posso navegar de um ambiente local (auto-hospedado) para um ambiente de hoster (com datacenters locais) até um ambiente na nuvem, como os datacenters da Microsoft. E na vertical, eu tenho duas opções: ou eu construo minha aplicação ou eu compro um pacote pronto no mercado. Imagine agora uma empresa que possui os seguintes sistemas: Um ERP, um CRM, EMAIL, sistema de RH, Web Services de negócios e projetos de protótipos e pilotos, ligados ao negócio núcleo da empresa. Começando com o primeiro, meu ERP é comprado, é caro eu manter na minha infra-estrutura, mas eu fiz muitas customizações, alterações. Não justifica eu comprar outro ou desenvolver um novo. Mas eu gostaria de liberar parte da minha infra-estrutura que ele utiliza. Nesse caso, eu poderia usar um HOSTER local e hospedar meu ambiente de ERP. Desse modo, liberei um bom processamento do meu ambiente local.
  • Vamos lá, Imagine uma empresa, que possui as seguintes opções: Aqui na horizontal, eu posso navegar de um ambiente local (auto-hospedado) para um ambiente de hoster (com datacenters locais) até um ambiente na nuvem, como os datacenters da Microsoft. E na vertical, eu tenho duas opções: ou eu construo minha aplicação ou eu compro um pacote pronto no mercado. Imagine agora uma empresa que possui os seguintes sistemas: Um ERP, um CRM, EMAIL, sistema de RH, Web Services de negócios e projetos de protótipos e pilotos, ligados ao negócio núcleo da empresa. Começando com o primeiro, meu ERP é comprado, é caro eu manter na minha infra-estrutura, mas eu fiz muitas customizações, alterações. Não justifica eu comprar outro ou desenvolver um novo. Mas eu gostaria de liberar parte da minha infra-estrutura que ele utiliza. Nesse caso, eu poderia usar um HOSTER local e hospedar meu ambiente de ERP. Desse modo, liberei um bom processamento do meu ambiente local.
  • Vamos lá, Imagine uma empresa, que possui as seguintes opções: Aqui na horizontal, eu posso navegar de um ambiente local (auto-hospedado) para um ambiente de hoster (com datacenters locais) até um ambiente na nuvem, como os datacenters da Microsoft. E na vertical, eu tenho duas opções: ou eu construo minha aplicação ou eu compro um pacote pronto no mercado. Imagine agora uma empresa que possui os seguintes sistemas: Um ERP, um CRM, EMAIL, sistema de RH, Web Services de negócios e projetos de protótipos e pilotos, ligados ao negócio núcleo da empresa. Começando com o primeiro, meu ERP é comprado, é caro eu manter na minha infra-estrutura, mas eu fiz muitas customizações, alterações. Não justifica eu comprar outro ou desenvolver um novo. Mas eu gostaria de liberar parte da minha infra-estrutura que ele utiliza. Nesse caso, eu poderia usar um HOSTER local e hospedar meu ambiente de ERP. Desse modo, liberei um bom processamento do meu ambiente local.
  • Vamos lá, Imagine uma empresa, que possui as seguintes opções: Aqui na horizontal, eu posso navegar de um ambiente local (auto-hospedado) para um ambiente de hoster (com datacenters locais) até um ambiente na nuvem, como os datacenters da Microsoft. E na vertical, eu tenho duas opções: ou eu construo minha aplicação ou eu compro um pacote pronto no mercado. Imagine agora uma empresa que possui os seguintes sistemas: Um ERP, um CRM, EMAIL, sistema de RH, Web Services de negócios e projetos de protótipos e pilotos, ligados ao negócio núcleo da empresa. Começando com o primeiro, meu ERP é comprado, é caro eu manter na minha infra-estrutura, mas eu fiz muitas customizações, alterações. Não justifica eu comprar outro ou desenvolver um novo. Mas eu gostaria de liberar parte da minha infra-estrutura que ele utiliza. Nesse caso, eu poderia usar um HOSTER local e hospedar meu ambiente de ERP. Desse modo, liberei um bom processamento do meu ambiente local.
  • Vamos lá, Imagine uma empresa, que possui as seguintes opções: Aqui na horizontal, eu posso navegar de um ambiente local (auto-hospedado) para um ambiente de hoster (com datacenters locais) até um ambiente na nuvem, como os datacenters da Microsoft. E na vertical, eu tenho duas opções: ou eu construo minha aplicação ou eu compro um pacote pronto no mercado. Imagine agora uma empresa que possui os seguintes sistemas: Um ERP, um CRM, EMAIL, sistema de RH, Web Services de negócios e projetos de protótipos e pilotos, ligados ao negócio núcleo da empresa. Começando com o primeiro, meu ERP é comprado, é caro eu manter na minha infra-estrutura, mas eu fiz muitas customizações, alterações. Não justifica eu comprar outro ou desenvolver um novo. Mas eu gostaria de liberar parte da minha infra-estrutura que ele utiliza. Nesse caso, eu poderia usar um HOSTER local e hospedar meu ambiente de ERP. Desse modo, liberei um bom processamento do meu ambiente local.
  • Vamos lá, Imagine uma empresa, que possui as seguintes opções: Aqui na horizontal, eu posso navegar de um ambiente local (auto-hospedado) para um ambiente de hoster (com datacenters locais) até um ambiente na nuvem, como os datacenters da Microsoft. E na vertical, eu tenho duas opções: ou eu construo minha aplicação ou eu compro um pacote pronto no mercado. Imagine agora uma empresa que possui os seguintes sistemas: Um ERP, um CRM, EMAIL, sistema de RH, Web Services de negócios e projetos de protótipos e pilotos, ligados ao negócio núcleo da empresa. Começando com o primeiro, meu ERP é comprado, é caro eu manter na minha infra-estrutura, mas eu fiz muitas customizações, alterações. Não justifica eu comprar outro ou desenvolver um novo. Mas eu gostaria de liberar parte da minha infra-estrutura que ele utiliza. Nesse caso, eu poderia usar um HOSTER local e hospedar meu ambiente de ERP. Desse modo, liberei um bom processamento do meu ambiente local.
  • E por falar em nuvem, Você já sabe, o Windows Azure é o novo sistema operacional que a Microsoft está desenvolvendo para executar sobre os datacenters da Microsoft.
  • E por falar em nuvem, Você já sabe, o Windows Azure é o novo sistema operacional que a Microsoft está desenvolvendo para executar sobre os datacenters da Microsoft.
  • Bom, vimos muita coisa juntos hoje! Chegando em casa, ou no meu trabalho, eu ligo minha máquina e ai você vê lá o Windows subindo, Windows 7 claro!!! O melhor da família!  Ai você vai pensa: o que eu posso esperar de uma plataforma de aplicações e soluções? O que eu posso esperar da plataforma Microsoft? Hoje e no Futuro...
  • Sabe qual é a resposta? A resposta é que a plataforma Microsoft é completa, é uma plataforma de ponta a ponta! Pense numa plataforma que suporta do ambiente desktop ao mundo web. A gente viu o quanto a Microsoft é WEB hoje, MUITO WEB, suportando desenvolvimento AJAX, aplicações RIA – Rich internet application, todos os protocolos Web com o WCF Windows Communication Foundation, formatos de dados, workflows com WF. E não só WEB mas também ambiente MOBILE, o ambiente corporativo de nossas empresas e o ambiente de alta escalabilidade da nuvem, com o Windows Azure. Isso é o que eu chamo de uma plataforma COMPLETA de PONTA A PONTA e é isso que a Microsoft oferece hoje, e vai continuar oferecendo na visão SOFTWARE+SERVIÇO. Beleza pessoa? Bom, o TECHED já começou. Espero que todos tenham um excelente evento! Aproveitem bastante as várias sessões, a noite do Ask the Expert, “Pergunte ao Experto”... e vamos tomar um cafezinho depois durante o evento. Obrigado pessoal, obrigado Paula, Bom evento para todos!!!
  • Obrigado Galileu! < Galileu desce do palco e Michel fecha GS > Estas tecnologias que mudam a formaque vivemos, interagimos e trabalhamos. Neste mapa <apontar para tela> temos algumas das tecnologias que vocês utilizarão para construir as SUAS soluções. É nesta inovação integrada é o resultado do nosso investimento em Pesquisa e Desenvolvimento.
  • 09/28/09 18:46   © 2004 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados. Esta apresentação destina-se somente a fins informativos. A Microsoft não dá nenhuma garantia, expressa ou implícita, neste resumo.
  • Rio Info 2009 Reducao de Custos - Danilo Bordini

    1. 1. Redução de Custos de Infraestrutura Danilo Bordini Gerente de Produto Windows Server & Virtualização http://blogs.technet.com/dbordini
    2. 2. Desafios e Objetivos do Datacenter Possibilite Novos Cenários de Negócios Gere Eficiências de TI Acúmulo de Servidores Ameaças à Segurança Mais Regulamentação Tempo de Inatividade Índice de Mudanças Consumo de energia Reduza Custos Aumente a Agilidade
    3. 3. Custos Típicos de Datacenter Dados derivados de estimativas geradas a partir de várias fontes. CUSTO DE HARDWARE Hardware de servidor, armazenamento e rede por carga de trabalho 5% CUSTO DE LICENÇA DE SOFTWARE Software de servidor, gerenciamento e utilitários por carga de trabalho 9% CUSTO DE INSTALAÇÕES Custos de iluminação, energia, refrigeração e espaço físico por carga de trabalho 26% Software e a implementação de práticas recomendadas podem ajudar a reduzir esses custos CUSTO BÁSICO DE MÃO-DE-OBRA DE SERVIDOR Fornecendo capacidade gerenciada para suporte a uma carga de trabalho 17% MÃO-DE-OBRA ESPECÍFICA DA CARGA DE TRABALHO Custos operacionais específicos relacionados a carga de trabalho 20% CUSTO DE IMPLEMENTAÇÃO Custos de planejamento, projeto, configuração e implantação por carga de trabalho 23%
    4. 4. Datacenter Otimizado <ul><ul><li>Proteção em Toda Parte </li></ul></ul><ul><ul><li>Físico e Virtual Unificados </li></ul></ul><ul><ul><li>Acesso em Qualquer Lugar </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerenciamento Completo </li></ul></ul><ul><ul><li>Plataforma Escalonável e Confiável </li></ul></ul>
    5. 5. Soluções do Modelo de Otimização da Infraestrutura Básica Proporcionando Eficiência nos Negócios
    6. 6. Benefícios de Custos do modelo no Datacenter Cargas de Trabalho de Alto Valor Cargas de Trabalho Básicas Fonte: Dados derivados do Estudo de Servidores “Spotlight on Cost (Foco no Custo)” da Microsoft, 2009. www.spotlightoncost.com As práticas recomendadas do Modelo de Otimização da Infraestrutura Básica proporcionam benefícios para cargas de trabalho de alto valor e comerciais Reduza o custo por servidor em mais de 63 por cento Reduza o custo por servidor em mais de 90 por cento Gerencie 170 por cento mais servidores por FTE 40 por cento menos custo por usuário ao ano Reduza custos por usuários em 93 por cento Reduza o custo por usuário em mais de 80 por cento
    7. 7. Modelo de Otimização da Infraestrutura Básica Centro de Custos Capacitador de Negócios Ativo Estratégico Centro de Custos Mais Eficiente Ambiente de TI Dinâmico http://www.microsoft.com/brasil/otimizacao Básica Infraestrutura manual, descoordenada Racionalizada Infraestrutura de TI gerenciada e consolidada com automação máxima Dinâmica Gerenciamento totalmente automatizado uso dinâmico de recursos, SLAs ligados a negócios Padronizada infraestrutura de TI gerenciada com automação limitada
    8. 8. Proporcionando Eficiências com Soluções Microsoft Tecnologias Integradas Integrado com Infraestrutura Existente Soluções Integradas
    9. 9. Gerenciamento Simplificado “ Reduzimos em 98% o tempo de instalação em grande volume e em 80% chamados individuais — Marcos Carvalho, Coordenator Técnico de Desktop Management do HSBC Brasil Soluções Microsoft simplificam a tarefa de gerenciar em diferentes ambientes para que você consiga reduzir os custos operacionais Gerenciamento Simplificado
    10. 10. Tecnologias Integradas Soluções Integradas Integração com a Infraestrutura Existente “ Quando a economia nos forçou a tornar nossas operações de TI mais eficientes, pensamos como poderíamos consolidar servidores e estar mais preparados para suprir as necessidades da universidade”. — Mauricio Gomes, CIO da Universidade de Sorocaba, SP Integração com Aplicações de Negócios Interoperabilidade entre Plataformas através do Gerenciamento
    11. 11. Apresentando o Windows ® Server 2008 R2 Aumente a Agilidade e Melhore o Gerenciamento <ul><ul><li>Hyper-V ajuda a consolidar servidores </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerenciamento de Energia para reduzir custos </li></ul></ul><ul><ul><li>Analisador de Práticas Recomendadas acelera otimização </li></ul></ul><ul><ul><li>Simplifique o gerenciamento com o PowerShell 2.0 </li></ul></ul>Reduza os Custos e Melhore a Consolidação <ul><ul><li>Simplifique a infraestrutura com o Direct Access </li></ul></ul><ul><ul><li>Live Migration contribui para a disponibilidade dos serviços </li></ul></ul>Melhore a Segurança e a Disponibilidade
    12. 12. Soluções de Otimização: Virtualização de Servidores <ul><ul><li>“ Por ser totalmente integrada ao Microsoft Windows Server 2008 e pelo fato do Tribunal ter um contrato Enterprise Agreement, a plataforma de virtualização da Microsoft não traria mais despesas com licença para o orçamento do órgão público”- Wanderlei Wormsbecker, gerente de infra-estrutura de TI do Tribunal de Contas do Paraná </li></ul></ul><ul><ul><li>Consolidação de servidor </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução de energia e espaço </li></ul></ul><ul><ul><li>Implantação acelerada de aplicações e estações de trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>Continuidade de negócios </li></ul></ul><ul><ul><li>Hipervisor baseado em plataforma </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerenciamento Completo </li></ul></ul><ul><ul><li>Tecnologias integradas </li></ul></ul><ul><ul><li>Familiar e fácil de usar </li></ul></ul><ul><ul><li>Custo tipicamente mais baixo que o da VMware </li></ul></ul><ul><ul><li>Licenciamento para virtualização </li></ul></ul>Economia em Soluções de Virtualização Economia com a Plataforma Microsoft Custo de Aquisição e Propriedade Baixíssimo Custos de Mão-de-Obra específicos da Carga de Trabalho Custos de Hardware Custo das Instalações Custos Básicos de Mão-de-Obra de Servidor Custo de Implementação Custos de Software CUSTOS DE TI COM IMPACTO
    13. 13. Consolide Servidores Através de Virtualização e Gerenciamento Simplificados <ul><ul><li>Automatize a conversão de físico para virtual e virtual para virtual </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerencie vários ambientes de hipervisor com um único console </li></ul></ul><ul><ul><li>Faça o provisionamento de servidores de modo rápido e inteligente </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilize ferramentas familiares para gerenciar ambientes físicos e virtuais </li></ul></ul><ul><ul><li>Introduza a virtualização sem complexidade adicional </li></ul></ul>Automação | Otimização | Simplificação 9% de utilização 6% de utilização 50% de utilização 10% de utilização Número de servidores físicos Utilização de energia Espaço físico 11% de utilização 14% de utilização Utilização de servidor
    14. 14. Gerenciamento Físico & Virtual Unificado
    15. 15. Otimize Dinamicamente os Recursos de Servidor do Datacenter <ul><ul><li>Monitoramento intenso dos servidores, incluindo gerenciamento de energia, hardware, configuração etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>Live Migration Automatizada das Máquinas Virtuais nos servidores com base em alterações ou remediação passo-a-passo </li></ul></ul><ul><ul><li>Integre-se a recursos importantes do Windows Server 2008 R2, como o gerenciamento de energia </li></ul></ul><ul><ul><li>Garanta o desempenho e a disponibilidade dos serviços do datacenter constantemente </li></ul></ul>Automatize a resposta a alterações na malha do datacenter garanta o desempenho e a disponibilidade dos serviços
    16. 16. Soluções de Otimização: Modernização de Servidor Diretivas e Gerenciamento Conduzidos pela TI <ul><li>Acesso direto </li></ul><ul><li>Gerenciamento de Energia </li></ul><ul><li>PowerShell 2.0 </li></ul>Plataforma Web Flexível e Dinamizada <ul><li>Baseado no IIS 7.5 </li></ul><ul><li>Extensões do IIS Integradas </li></ul><ul><li>ASP.NET no Núcleo do Servidor </li></ul>Melhore a Disponibilidade e Consolidação <ul><li>Hyper-V </li></ul><ul><li>Live Migration </li></ul><ul><li>Serviços de Estação de Trabalho Remota </li></ul>“ A adoção da plataforma Microsoft, principalmente a de virtualização, permitiu ter uma estrutura de produção e homologação de novos produtos em um ambiente robusto, seguro e com custo reduzido”   - Álvaro Neto, responsável pela ‘área de TI da Cia. Metalic Nordeste Custos de Mão-de-Obra específicos da Carga de Trabalho Custos de Hardware Custo das Instalações Custos Básicos de Mão-de-Obra de Servidor Custo de Implementação Custos de Software CUSTOS DE TI COM IMPACTO
    17. 17. Soluções de Otimização: Modernização do Escritório Remoto Custos de Mão-de-Obra específicos da Carga de Trabalho Custos de Hardware Custo das Instalações Custos Básicos de Mão-de-Obra de Servidor Custo de Implementação Custos de Software CUSTOS DE TI COM IMPACTO A Lafarge prevê que reduzirá riscos de segurança em filiais, aumentará a eficiência de administração centralizada de servidores e poupará pelo menos US$400.000 em hardware, manutenção e tarifas de licenciamento ao longo de três anos.
    18. 18. Gerenciamento de Energia <ul><li>Visão Geral dos Recursos </li></ul><ul><ul><li>PPM (Processor Power Management - Gerenciamento de Energia de Processador) </li></ul></ul><ul><ul><li>Core Parking </li></ul></ul><ul><ul><li>Armazenamento Centralizado </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução nos custos de Energia e Refrigeração (+6%) </li></ul></ul><ul><li>Aumente a produtividade e reduza o consumo </li></ul><ul><li>Siga os exemplos </li></ul><ul><li>Eficiência no consumo de energia </li></ul><ul><li>Otimização de recursos </li></ul><ul><li>Diretrizes e educação </li></ul><ul><li>Centralize o controle </li></ul><ul><li>Analise as operações </li></ul><ul><li>Monitore os objetivos </li></ul>Ferramenta HyperGreen www.hyper-green.com <ul><li>WINDOWS SERVER 2008 R2 </li></ul><ul><li>PPM (Processor Power Management - Gerenciamento de Energia de Processador) </li></ul><ul><li>Core Parking </li></ul><ul><li>Armazenamento Centralizado </li></ul><ul><li>Redução nos custos de Energia e Refrigeração (+6%) </li></ul><ul><li>SITUAÇÃO ATUAL </li></ul><ul><li>Apenas gerenciamento básico de energia dos servidores </li></ul><ul><li>Proliferação de hardwares distintos </li></ul><ul><li>Falta de relatórios sobre energia </li></ul>REDUZA GERENCIE REPENSE “ Estamos executando mais aplicações em menos servidores, com níveis mais altos de disponibilidade e, melhor ainda, consumindo cerca de 10% a menos de energia”- Rodolfo Bernardi, gerente de TI do Grupo Back
    19. 19. DirectAccess Com o DirectAccess, o CCO está economizando cerca de $40.000 por ano através da eliminação da VPN e de todos os custos associados a hardware, software, licenciamento e transporte - Convergent Computing <ul><li>OPORTUNIDADE DE MERCADO </li></ul><ul><li>O IDC prevê que o mercado total de Soluções de Segurança de VPN chegue a $2,9 bilhões até 2013. </li></ul><ul><li>A necessidade do Direct Access no Windows 7 e no Windows Server 2008 R2 aumentará a demanda por novos hardwares de servidor e PC. </li></ul><ul><li>Com o Direct Access, o cliente evita a compra e o gerenciamento de hardwares e softwares adicionais de VPN, além dos gastos com transporte. </li></ul><ul><li>VISÃO GERAL DOS RECURSOS </li></ul><ul><li>Acesso abrangente em qualquer lugar para Windows 7 e Windows Server 2008 R2 </li></ul><ul><li>Conectividade contínua, &quot;always-on&quot; (sempre ativa) e segura; não é necessário ter um software cliente separado </li></ul><ul><li>Utiliza tecnologias de rede já presentes no Windows Server 2008 </li></ul><ul><li>Não é necessária nenhuma ação separada para conectar-se à rede corporativa remotamente. A rede corporativa simplesmente está lá. </li></ul><ul><li>Potencializa o acesso à rede baseado em diretivas </li></ul><ul><li>Habilita o gerenciamento da área de trabalho independentemente do local do cliente. </li></ul>
    20. 20. Casos de Sucesso UNISO “ Quando a economia nos forçou a tornar nossas operações de TI mais eficientes, pensamos muito sobre como poderíamos consolidar servidores, reduzir o espaço alocado para os data centers, diminuir o custo de energia e ar-condicionado, e obter uma infraestrutura mais ágil e segura para estarmos mais preparados para suprir as necessidades da universidade”. Mauricio Gomes, CIO UNISO Metalic “ O investimento que faríamos apenas com a renovação da solução concorrente seria superior ao que realizamos com a adoção da plataforma Microsoft, ou seja, conseguimos fazer mais com menos” Álvaro Neto Responsável pela área de TI na Metalic Nordeste. Grupo Back “ Estamos executando mais aplicações em menos servidores, com níveis mais altos de disponibilidade e, melhor ainda, consumindo cerca de 10% a menos de energia&quot; Rodolfo Bernardi, Gerente de TI do Grupo Back Banco Central &quot;Podemos moldar nossa infra-estrutura para hospedar novos servidores com muito mais agilidade, de acordo com a demanda do banco. Em última instância, isso se traduz em melhor qualidade de serviço&quot; Daniel Moyses Neto Diretor da divisão de sistemas operacionais do BC http://www.microsoft.com/brasil/Casos
    21. 21. Estudo de Caso - Bacen
    22. 22. Estudo de Caso – Banco Itaú
    23. 23. COMPROMISSO COM O FUTURO Como estamos preparados para os próximos desafios?
    24. 24. 5ª GERAÇÃO DE COMPUTAÇÃO 1970s Monolítico 1980s Cliente/ Servidor 1990s Web Hoje SOA 2009+ Serviços
    25. 25. Infra-estrutura auto-hospedada (on-premise) Infra-estrutura na nuvem (off-premise, in the cloud) Combinação entre uma infra-estrutura local e uma infra-estrutura remota O PODER DA ESCOLHA VISÃO SOFTWARE + SERVIÇOS
    26. 26. O PODER DA ESCOLHA Software Local (on-premise) Software Outsourced (hosted locais) Serviços Online (nuvem) <ul><li>Controle & propriedade </li></ul><ul><li>Capacidades estratégicas </li></ul><ul><li>Customização </li></ul><ul><li>TCO de infra-estrutura </li></ul><ul><li>Expertise externo </li></ul><ul><li>Time to market </li></ul><ul><li>Eficiência de escala </li></ul><ul><li>Disponibilidade </li></ul><ul><li>Sempre atualizado </li></ul><ul><li>Otimização de custo </li></ul><ul><li>API’s </li></ul>VISÃO SOFTWARE + SERVIÇOS
    27. 27. CONSTRUIR VS. COMPRAR LOCAL VS. INTERNET On premises Nuvem Construir Comprar Aplicação “Empacotada” “ Pacote” Hospedado “ Software as a Service” Auto-Hosped. “Feita em casa” “ Feita em casa” e Hospedada Plataforma na Nuvem <ul><li>Sistema de RH </li></ul><ul><li>Web Services LOB </li></ul><ul><li>Protótipos e Pilotos </li></ul>PODER DA ESCOLHA <ul><li>ERP </li></ul><ul><li>Pesquisas SAC/CRM </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul>
    28. 28. CONSTRUIR VS. COMPRAR LOCAL VS. INTERNET On premises Nuvem Construir Comprar Aplicação “Empacotada” “ Pacote” Hospedado “ Software as a Service” Auto-Hosped. “Feita em casa” “ Feita em casa” e Hospedada Plataforma na Nuvem <ul><li>Sistema de RH </li></ul><ul><li>Web Services LOB </li></ul><ul><li>Protótipos e Pilotos </li></ul>PODER DA ESCOLHA <ul><li>E-mail </li></ul><ul><li>ERP </li></ul><ul><li>Pesquisas SAC/CRM </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul><ul><li>Pesquisas SAC/CRM </li></ul>
    29. 29. CONSTRUIR VS. COMPRAR LOCAL VS. INTERNET On premises Nuvem Construir Comprar Aplicação “Empacotada” “ Pacote” Hospedado “ Software as a Service” Auto-Hosped. “Feita em casa” “ Feita em casa” e Hospedada Plataforma na Nuvem PODER DA ESCOLHA <ul><li>Pesquisas SAC/CRM </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul><ul><li>ERP </li></ul><ul><li>Sistema de RH </li></ul><ul><li>Web Services LOB </li></ul><ul><li>Protótipos e Pilotos </li></ul>
    30. 30. CONSTRUIR VS. COMPRAR LOCAL VS. INTERNET On premises Nuvem Construir Comprar Aplicação “Empacotada” “ Pacote” Hospedado “ Software as a Service” Auto-Hosped. “Feita em casa” “ Feita em casa” e Hospedada Plataforma na Nuvem <ul><li>Pesquisas SAC/CRM </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul><ul><li>ERP </li></ul><ul><li>Web Services LOB </li></ul><ul><li>Protótipos e Pilotos </li></ul><ul><li>Sistema de RH </li></ul>PODER DA ESCOLHA
    31. 31. CONSTRUIR VS. COMPRAR Construir Comprar Aplicação “Empacotada” “ Pacote” Hospedado “ Software as a Service” Auto-Hosped. “Feita em casa” “ Feita em casa” e Hospedada Plataforma na Nuvem <ul><li>ERP </li></ul><ul><li>Protótipos e Pilotos </li></ul>PODER DA ESCOLHA <ul><li>Web Services LOB </li></ul><ul><li>Pesquisas SAC/CRM </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul>LOCAL VS. INTERNET On premises Nuvem <ul><li>Sistema de RH </li></ul>
    32. 32. CONSTRUIR VS. COMPRAR Construir Comprar Aplicação “Empacotada” “ Pacote” Hospedado “ Software as a Service” Auto-Hosped. “Feita em casa” “ Feita em casa” e Hospedada Plataforma na Nuvem <ul><li>ERP </li></ul><ul><li>Protótipos e Pilotos </li></ul>PODER DA ESCOLHA <ul><li>Web Services LOB </li></ul><ul><li>Pesquisas SAC/CRM </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul>LOCAL VS. INTERNET On premises Nuvem <ul><li>Sistema de RH </li></ul>
    33. 34. UMA PLATAFORMA NA NUVEM
    34. 35. On-Premises Platform Azure Services Platform Visual Studio & .NET Plataforma Oslo Ecosistema de Parceiros On-Premises Cloud Services
    35. 36. TECHED2009 O QUE VOCÊ ESPERA DE UMA PLATAFORMA?
    36. 37. UMA PLATAFORMA INTEGRADA E DINÂMICA UMA PLATAFORMA COMPLETA! Corporativo Nuvem Phone Web PC
    37. 38. BUSINESS PRODUCTIVITY APPLICATION PLATAFORM IT OPERATIONS ONLINE & SERVICES IDENTITY & SECURITY OPERATION SYSTEMS ETERTAINMENT DEVICES BUSINESS PLATAFORM
    38. 39. Resumo
    39. 40.   © 2009 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados. Microsoft, Active Directory, Windows e Windows Vista são marcas registradas ou comerciais da Microsoft Corporation nos Estados Unidos e/ou outros países. Os nomes de empresas e produtos reais aqui mencionados podem ser marcas comerciais de seus respectivos proprietários. As informações aqui contidas destinam-se a fins informativos apenas e representam a visão atual da Microsoft Corporation na data desta apresentação. Como a Microsoft deve responder às mudanças das condições de mercado, este documento não deve ser interpretado como um compromisso da parte da Microsoft, e a Microsoft não pode assegurar a exatidão de qualquer informação fornecida após a data desta apresentação. A MICROSOFT NÃO DÁ NENHUMA GARANTIA, EXPRESSA, IMPLÍCITA OU ESTATUTÁRIA, QUANTO ÀS INFORMAÇÕES NESTA APRESENTAÇÃO.

    ×