Mercado Brasileiro  de Software<br />Panorama e Tendências<br />2011<br />)<br />(<br />Gerson Schmitt<br />ABES – Associa...
Perfil Empresas ABES <br />8%<br />1.140 Associados (*)<br />7,5 bilhões de dólares<br />80.000 empregos diretos<br />6%<b...
9º<br />Investimentos em  TI no mundo - 2010<br />USA –536<br />Japão –134<br />China –97<br />UK –96<br />Alemanha –  86<...
Crescimento Vendas TI por Região (%)<br />20<br />18<br />16<br />14<br />12<br />10<br />8<br />2010<br />2011<br />6<br ...
Investmento em TI - America Latina - 2010<br />México –13<br />Colombia –4<br />Argentina –5<br />Brasil – 37<br />Represe...
Investimentos em TI no Brasil – 2010<br />Mercado Total  = <br />US$ 37 Bilhões<br />Software<br />$ 5,40<br />Hardware<br...
Mercado Brasileiro de TI – 2010<br /><ul><li> Crescimento de 21,3 %em 2010, atingindo US$ 37 Bilhões
Brasil representa 49,6% da América Latina
 Brasil representa 2,4% do mercado mundial de TI
 56,5 milhões de computadores instalados em 2010
81,5 milhões de usuários de Internet em 2010</li></ul>Source IDC – IT Black Book, Q4, 2009<br />Fonte IDC – IT Black Book,...
Mercado Total de TIC no Brasil – 2010<br />Segmentação<br />Mercado<br />MercadoDoméstico<br />MercadoExportação<br />Merc...
Composição da Exportação de Software e Serviços – 2010 <br />Exportação<br />Volume <br />(U$ milhões)<br />Participação <...
Mercado de Software e Serviços no Brasil – 2010<br />Mercado Total <br />U$ 19.040 milhões<br />Mercado Doméstico<br />U$ ...
Mercado Brasileiro de Software e Serviços - Evolução dos Indicadores<br />2,4 %<br />35 %<br />22 %<br />23 %<br />24 %<br...
11º<br />O Mercado Mundial de Software e Serviços - 2010<br />Participação <br /> (%)<br />Volume <br /> (Us$ bilhões)<br ...
As Empresas do Setor de Software e Serviços - 2010<br />IDC Predictions for 2011<br />Total de 8.523 Empresas <br />Micro ...
O Mercado Brasileiro de Software e Serviços - 2010<br /><ul><li>Software
Mercado doméstico de Us$ 5,51 bilhões
Crescimento de 21,9 % em relação a 2009
Representa  1,8% do mercado mundial
Atendido em 70 % por programas importados
Exportação de Us$  110 milhões
Conta com 6.529 empresas dedicadas à exploração econômica
Serviços
Mercado doméstico de Us$  13,53 bilhões
Crescimento de 24,8 % em relação a 2009
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2709 14h às 18h - encontro de negócios com software livre - Gerson Schmitt

378 visualizações

Publicada em

Rio Info 2011.
27/09/2011 - 14h às 18h - encontro de negócios com software livre - Gerson Schmitt

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

2709 14h às 18h - encontro de negócios com software livre - Gerson Schmitt

  1. 1. Mercado Brasileiro de Software<br />Panorama e Tendências<br />2011<br />)<br />(<br />Gerson Schmitt<br />ABES – Associação Brasileira das Empresas de Software<br />PRESIDENTE<br />
  2. 2. Perfil Empresas ABES <br />8%<br />1.140 Associados (*)<br />7,5 bilhões de dólares<br />80.000 empregos diretos<br />6%<br />8%<br />(*) 270 conveniados Acate<br />57%<br />Faturamento Anual –US$<br />21%<br />Até 500 K<br />500 K a 1.000 K<br />1.000 K a 2.000 K<br />2.000 K a 5.000 K<br />Mais de 5.000 K<br />
  3. 3. 9º<br />Investimentos em TI no mundo - 2010<br />USA –536<br />Japão –134<br />China –97<br />UK –96<br />Alemanha – 86<br />França –69<br />Italia–36<br />Canada –35<br />Brazil – 37<br />Investimento Total = <br />US$ 1.54 Trilhões<br />India–24<br />Outros –390<br />Fonte: IDC – IT Black Book, Q4, 2010<br />
  4. 4. Crescimento Vendas TI por Região (%)<br />20<br />18<br />16<br />14<br />12<br />10<br />8<br />2010<br />2011<br />6<br />4<br />2<br />0<br />US<br />MEA<br />APEJ<br />CEE<br />WORLD<br />JAPAN<br />CANADA<br />W EUROPE<br />LATIN AMERICA<br />Source: IDC WorldwideBlack Book, Q4, 2010 <br />
  5. 5. Investmento em TI - America Latina - 2010<br />México –13<br />Colombia –4<br />Argentina –5<br />Brasil – 37<br />Represents49,6%<br />Investimento Total = <br />US$ 74,6 Bilhões<br />Fonte IDC – IT Black Book, Q4, 2010<br />
  6. 6. Investimentos em TI no Brasil – 2010<br />Mercado Total = <br />US$ 37 Bilhões<br />Software<br />$ 5,40<br />Hardware<br />$ 19,80<br />Serviços<br />$ 11,90<br />9º.<br />Source: IDC – IT Black Book, Q4, 2010<br />
  7. 7. Mercado Brasileiro de TI – 2010<br /><ul><li> Crescimento de 21,3 %em 2010, atingindo US$ 37 Bilhões
  8. 8. Brasil representa 49,6% da América Latina
  9. 9. Brasil representa 2,4% do mercado mundial de TI
  10. 10. 56,5 milhões de computadores instalados em 2010
  11. 11. 81,5 milhões de usuários de Internet em 2010</li></ul>Source IDC – IT Black Book, Q4, 2009<br />Fonte IDC – IT Black Book, Q4, 2010<br />
  12. 12. Mercado Total de TIC no Brasil – 2010<br />Segmentação<br />Mercado<br />MercadoDoméstico<br />MercadoExportação<br />Mercado <br /> Total<br />Mercado de Software<br />5,40<br />0,11<br />5,51<br />Mercado de Serviços<br />11,90<br />1,63<br />13,53<br />Mercado de Hardware<br />19,80<br />0,21<br />20,01<br />Outros Serviços <br />6,10<br />0,44<br />6,54<br />Mercado de Telecom<br />80,60<br />--<br />80,60<br />TI In-House<br />39,50<br />--<br />39,50<br />Mercado Total<br />163,30<br />2,39<br />165,69<br />Sub Total <br />17,30<br />1,74<br />19,04<br />Source IDC – IT Black Book, Q4, 2009<br />
  13. 13. Composição da Exportação de Software e Serviços – 2010 <br />Exportação<br />Volume <br />(U$ milhões)<br />Participação <br />(%)<br />Desenvolvimento – Projeto de Sistemas<br />616<br />35,4 %<br />Business Process Outsourcing<br />130<br />29,5 %<br />Operações Internacionais<br />310<br />70,5 %<br />Sub Total Hardware<br />210<br />100 %<br />Desenvolvimento – Manutenção de Sistemas<br />375<br />21,5 %<br />Gerenciamento de Infraestrutura<br />143<br />8,2 %<br />Desenvolvimento – Teste de Sistemas<br />122<br />7,0 %<br />Consultoria<br />49<br />2,8 %<br />Body Shopping<br />15<br />0,8 %<br />Serviços sob Plataformas<br />310<br />17,8 %<br />Software como Aplicativo<br />110<br />6,3 %<br />Sub Total Outros Serviços<br />440<br />100 %<br />Sub Total Software e Serviços<br />1.740<br />100 %<br />Total Geral<br />2.390<br />N.A.<br />
  14. 14. Mercado de Software e Serviços no Brasil – 2010<br />Mercado Total <br />U$ 19.040 milhões<br />Mercado Doméstico<br />U$ 17.300 milhões<br />91 %<br />Mercado Exportação<br />U$ 1.740 milhões<br />9 %<br />Serviços<br />Software<br />U$ 13.530milhões<br />U$ 5.510 milhões<br />29 %<br />71 %<br />BALNAÇA COMERCIAL NEGATIVA EM <br />USD 2,598 Bilhões<br />Desenvolvido <br />no Exterior<br />Desenvolvido<br />no País<br />U$ 4.380 milhões<br />U$ 1.130 milhões<br />79,0 %<br />21,0 %<br /> SW S/Encomenda<br />Standard<br />Exportação<br />Mercado Interno<br />Exportação<br />Importação<br />U$ 1.020 milhões<br />U$ 1.230 milhões<br />U$ 110 milhões<br />U$ 10.602 milhões<br />U$ 1.630 milhões<br />U$ 68 milhões<br />9,1 %<br /> (*)<br />78,4 %<br />12,0 %<br />0,5 %<br />10%<br />90%<br />(*) A partir de 2010 a rubrica “software sob encomenda” passou a ser contabilizada na categoria de serviços<br />
  15. 15. Mercado Brasileiro de Software e Serviços - Evolução dos Indicadores<br />2,4 %<br />35 %<br />22 %<br />23 %<br />24 %<br />9,91<br />10,84<br />9,94<br />11,09<br />6,93<br />7,93<br />5,83<br />6,59<br />4,69<br />5,25<br />3,62<br />4,07<br />5,45<br />4,52<br />5,07<br />3,92<br />4,19<br />3,19<br />3,26<br />2,50<br />2,72<br />2,16<br />2,36<br />1,93<br />2004<br />2005<br />2006<br />2007<br />2008<br />2009<br />2004<br />2005<br />2006<br />2007<br />2008<br />2009<br />Software<br />Serviços<br />23,9 %<br />2,4 %<br />35 %<br />22 %<br />23 %<br />24 %<br />13,53<br />5,51<br />2010 (*)<br />Software<br />Serviços<br />Fonte : IDC WorldwideBlack Book, Q4, 2010 <br />(*) A partir de 2010 a rubrica “software sob encomenda” passou a ser contabilizada na categoria de serviços<br />
  16. 16. 11º<br />O Mercado Mundial de Software e Serviços - 2010<br />Participação <br /> (%)<br />Volume <br /> (Us$ bilhões)<br /> País<br />10/09<br />40,6 %<br />359,2<br /> USA<br />8,7 %<br />76,9<br /> Japão<br />7,4 %<br />65,4<br /> UK<br />6,5 %<br />58,0<br /> Alemanha<br />5,2 %<br />45,6<br /> França<br />2,7 %<br />23,8<br /> Canadá<br />2,4 %<br />21,0<br /> Itália<br />2,1 %<br />18,4<br /> Holanda<br />2,0 %<br />17,7<br />China<br />2,0 %<br />17,5<br />Espanha<br />1,9 %<br />17,3<br /> Brasil<br />1,8 %<br />16,2<br />Austrália<br />1,2 %<br />10,9<br />Suíça<br />1,1 %<br />10,1<br />Suécia<br />1,1 %<br />9,7<br />Índia<br />13,1 %<br />115,9<br /> ROW<br />+0,44%<br />100%<br />884,5<br /> Total<br />Nota : Os valores referem-se aos mercados internos de cada país, não sendo considerados os montantes de exportação<br />Fonte: IDC WorldwideBlack Book, Q4, 2010 <br />
  17. 17. As Empresas do Setor de Software e Serviços - 2010<br />IDC Predictions for 2011<br />Total de 8.523 Empresas <br />Micro – 36,7%<br />Pequena – 57,6%<br />Media – 4,7%<br />Grande – 0,9%<br />Fonte: IDC <br />
  18. 18. O Mercado Brasileiro de Software e Serviços - 2010<br /><ul><li>Software
  19. 19. Mercado doméstico de Us$ 5,51 bilhões
  20. 20. Crescimento de 21,9 % em relação a 2009
  21. 21. Representa 1,8% do mercado mundial
  22. 22. Atendido em 70 % por programas importados
  23. 23. Exportação de Us$ 110 milhões
  24. 24. Conta com 6.529 empresas dedicadas à exploração econômica
  25. 25. Serviços
  26. 26. Mercado doméstico de Us$ 13,53 bilhões
  27. 27. Crescimento de 24,8 % em relação a 2009
  28. 28. Representa 2,3 % do mercado mundial
  29. 29. Exportação de Us$ 1,63 bilhões
  30. 30. Conta com 1.994 empresas dedicadas à exploração econômico</li></li></ul><li>O Mercado Brasileiro de Open Source – 2010 (Us$ milhões)<br />Segmentação<br />Proprietário<br />Open Source<br />Participação <br />Software<br />6,74<br />0,126<br />1,86 %<br />Serviços<br />12,30<br />0,437<br />3,55 %<br />Total<br />19,04<br />0,563<br />2,95 %<br />Buscou-se conseguir o número de downloads do Portal do SW Público por tipo de solução em 2010 com o objetivo de entender mais a fundo o fluxo de demanda por tipo de solução, bem como a localidade / origem destes downloads, a fim de confirmar as informações reveladas por servidores públicos mas não apresentadas pelo governo de que existe atualmente uma grande procura pelas soluções livres disponibilizadas neste portal por Chineses e Indianos e outros países, o que poderia representar uma ameaça à participação das soluções nacionais nestes mercados e principalmente potencial risco de virem a concorrer no Brasil, financiados com recursos públicos. Cabe ao TCU exigir do governo mais transparência sobre a realidade desta situação. <br />APENAS 3% DE MERCADO<br />APÓS UMA DÉCADA DE SOFTWARE LIVRE NO BRASIL COM BILHÕES DE REAIS DE RECURSOS PUBLICOS APLICADOS NESTE SEGMENTO <br />Fonte : IDC<br />
  31. 31. O Mercado Brasileiro de Open Source – 2010 (Us$ milhões)<br />Clientes<br />Mercado<br />Participação <br />2010 / 2009 <br />Governo<br />375,2<br />66 %<br />+ 24 %<br />Finanças<br />60,7<br />11 %<br />+ 16 %<br />Indústria<br />43,0<br />8 %<br />+ 6 %<br />Serviços<br />21,0<br />4 %<br />+ 18 %<br />Telecom<br />29,6<br />5 %<br />+ 16 %<br />Outros<br />32,7<br />6 %<br />+ 12 %<br />Total<br />562,0<br />100 %<br />+ 20 %<br />O segmento de Open Source no Brasil apresentou crescimento menor que o mercado total de Software e Serviços, especialmente considerando que o Governo foi o grande impulsionador desse crescimento.<br />Fonte : IDC<br />
  32. 32. O Mercado Brasileiro de Open Source – 2010 (Us$ milhões)<br />Segmentação<br />Mercado<br />Participação <br />Sistemas Operacionais<br />171,3<br />30 %<br />Ferramentas Desenvolvimento<br />46,3<br />8 %<br />Linguagens de Programação<br />2,9<br />1 %<br />Servidores<br />13,9<br />2 %<br />Bancos de Dados<br />10,4<br />2 %<br />Integração Gráfica<br />7,1<br />1 %<br />Aplicativos<br />289,3<br />51 %<br />Outros<br />21,5<br />4 %<br />Total<br />563,0<br />100 %<br />Fonte : IDC<br />
  33. 33. O Mercado Brasileiro de Open Source – 2010 <br />Força de Trabalho do Segmento de Software Livre<br /><ul><li> Este segmento também enfrenta a escassez de profissionais de TI , mas aparentemente com menor impacto;
  34. 34. Profissionais deste segmento possuem patamares de remuneração média inferior a especialistas de plataformas proprietárias
  35. 35. Há uma forte tendência dos profissionais de open source pela busca de especialização técnica
  36. 36. Desenvolvedores e prestadores de serviço do segmento de software livre participam ativamente de comunidades
  37. 37. Dentro das empresas entrevistadas não é feita nenhuma divisão de atividades por tipo de solução.
  38. 38. Profissionais são alocados de acordo com os projetos (na maioria, envolvem soluções das duas naturezas)</li></ul>Buscou-se então, a partir do perfil de atuação das empresas atuantes neste mercado, estimar o percentual do volume de homem/hora por mês dedicado para desenvolvimento / produção de Open Source e de serviços, conforme mostra a tabela abaixo:<br /> <br /> <br />A partir desses percentuais, foi feita estimativa do número de profissionais envolvidos no segmento de Open Source, como abaixo:<br /> <br /> <br />Aqui cabe uma comparação entre a produtividade dos profissionais envolvidos em cada segmento. Na média, as empresas que atuam com Software Proprietário apresentam um faturamento de U$ 55.600 / homem / ano, enquanto que as empresas que atuam com parte de seu negócio em Open Source mostram U$ 46.000 / homem / ano, que representa um valor 17 % inferior.<br />Fonte : IDC<br />
  39. 39. O Mercado Brasileiro de Open Source – 2010 <br /> <br />Situação das Empresas que oferecem soluções Open Source <br /> <br /><ul><li> Segundo a maioria dos entrevistados, o números de empresas no Brasil que oferecem soluções Open Source tem se mantido estável nos últimos anos, mas muitas não tiveram vida longa – por falta de estrutura, essas empresas duraram em média 8 meses.
  40. 40. Várias tentativas de soluções O&M, principalmente para atender às demandas do Governo, também tiveram vida curta</li></ul> <br /><ul><li> Para muitas empresas o “Open Source não é software, mas sim serviço” e estão tentando migrar para o modelo SaaS.</li></ul>Fonte : IDC<br />
  41. 41. Crescimento na Venda de PC’s<br />desktop<br />laptop<br />total<br />Mercado Cinza<br />(%)<br />Vendas PCs<br />(millionunits)<br />13,8<br />11,8<br />11,04<br />10,7<br />9,1<br />7,8<br />8,98<br />7,2<br />7,1<br />7,1<br />6,7<br />3,84<br />2,82<br />73,1<br />1,6<br />0,7<br />50,8<br />2008<br />2007<br />2009<br />2006<br />2010<br />46,4<br />37,8<br />34,8<br />25<br />2008<br />2010<br />2005<br />2007<br />2006<br />2009<br />Fonte: IDC<br />
  42. 42. Perfil Mundial e Oportunidades no Brasil<br />US$ 23 bilhõesprovenientes de apps adquiridas via internet<br />50 milhões de servidores (metadejá com virtualização)<br />7 Bilhões de dispositivosque se comunicam – 5 bilhões deles NÃO sãocomputadores<br />1 bilhão de usuáriosmóveis de internet<br />700 milhões de pessoasconectadas a redessociais<br />630 milhões de laptops;<br />220 millhões de smart phones<br />
  43. 43. Em 2020 um mundo mais inteligente <br />Bilhões de dispositivosconectados (e paraseremcontrolados!)<br />1.9 bilhões de PCs<br />2.6 bilhões de smartphones<br />25 bilhões dispositivos inteligentes<br />1.3 Tri tags/sensores<br />= 450 Bilhões de transações eletrônicas por dia!<br />Sensores/Tags<br />1,3 trilhões<br />Dispositivos inteligentes<br />25 bilhões<br />Smartphones<br />2,6 bilhões<br />PCs<br />1,9 Bi<br />Fonte: IDC<br />
  44. 44. As Mega Tendências de TI no Brasil para 2011<br />
  45. 45. Tendências de Mercado<br />1. Economia aquecida impulsionará os investimentos em TI em 2011<br />2. A década da mobilidade começou. Em 2011, veremos grandes novidades.<br />3. Explodirá a demanda por informações e conhecimento sobre o conceito de Cloud<br />4. Redes sociais impulsionando as mudanças nos ambientes colaborativos e portais <br />5. Mobilidade e redes sociais remodelando o uso de Business Analytics<br />6. Crescimento econômico impulsionará renovações de infra-estrutura e rede<br />7. Complexidadecrescente e evoluçãotrarãomaisatençõesparaGovernança de TI<br />8. O fim da era dos “mega-deals” de serviços profissionais de TI<br />9. Crescimentos de banda larga e mobilidade impulsionarão o mercado de telecom<br />10. A janela para aproveitar a Copa e Olimpíadas se fechará em breve<br />Source: IDC <br />
  46. 46. Opinião ABES – Comparação de modelos setoriais<br />1. Modelo dominante de Software Replicável é melhor para o Brasil<br />
  47. 47. Opinião ABES – Código Livre X Software Proprietário<br />2. Seria mais vantajoso para o Brasil fomentar a proteção de propriedade intelectual e estímulo à tecnologias proprietárias com padrões competitivos de mercado do que o mercado de Software Livre, que em 10 anos de amplo apoio do governo, especialmente federal, conquistou apenas 3% do mercado:<br />2.1. Códigos Protegidos por Patentes<br /><ul><li>Fácil replicação e maior penetração em mercados mais distantes;
  48. 48. Geram maior valor de mercado com menor numero de profissionais;
  49. 49. Geram grandes cadeias de valor bem remuneradas;
  50. 50. Arrecadam proporcionalmente mais ao investimento do país em educação;
  51. 51. Possuem grande potencial de competitividade global e de exportação.</li></ul>2.2. Software Livre é um modelo predominantemente de serviço<br /><ul><li>Demanda mais mão-de-obra especializada que não há disponível no Brasil;
  52. 52. Gera relativamente menos faturamento e arrecadação e remunerações menores;
  53. 53. Tem baixa competitividade de exportação por que depende do menor custo h/h;
  54. 54. Doa conhecimento gerado com recursos públicos para concorrência internacional;
  55. 55. Sem recursos públicos, não se sustenta nem gera inovação relevante.</li></li></ul><li> Opinião ABES – Papel do Governo<br />3. O GOVERNO SERIA MELHOR para o setor e criaria maiores vantagens competitivas para o país se:<br />2.1. Retirasse as Inseguranças Jurídicas das Empresas do Setor<br /><ul><li> Não interferir nas relações de prestação de serviços entre pessoas jurídicas;
  56. 56. Não interferir nos modelos de negócio e de operação baseados em terceirização de projetos;
  57. 57. Não permitir a bitributação de ISS que vem ocorrendo nos municípios;
  58. 58. Reduzir o custo de encargos sociais sobre MOB e custo tributário do país;
  59. 59. Simplificasse a burocracia legal e controles de tributários.</li></ul>2.2. Tivesse maior foco e efetividade nas Políticas Setoriais<br /><ul><li> Melhor formação qualitativa e quantitativa de profissionais qualificados;
  60. 60. Mais fomento direto ao desenvolvimento do setor e a PDI empresarial;
  61. 61. Coordenação e interlocução centralizada e forte para promover as políticas e programas setoriais de SS;
  62. 62. Governo mais parceiro, menos empresário e mais consumidor, sem concorrer com a iniciativa privada.</li></ul>2.2. Mudasse a Política de Compras Públicas de Software e Serviço - SS<br /><ul><li>Preferência por contratação de soluções ou SaaS no lugar de serviços sob encomenda;
  63. 63. Opção por tecnologias consolidadas de fornecedores confiáveis, competitivas e com as melhores práticas;
  64. 64. Compra de software e serviços preferencialmente por técnica e preço - bens ou serviços intangíveis e de difícil comparação direta;</li></li></ul><li>Obrigado!<br />Desenvolver, Promover, Informar, Proteger.<br />+55 11 5044 - 7900<br />www.abes.org.br<br />

×