SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
DISPOSITIVOS ATIVOS
E PASSIVOS
O QUE SÃO DISPOSITIVOS
ATIVOS E PASSIVOS:
As redes de computadores sejam LAN’s,
MAN's, WAN's, PAN's são concebidas para
garantir aos clientes acesso aos mais
variados serviços e compartilha uma ampla
gama de recursos, como impressoras,
scanners, softwares e demais informações
com simplicidade e eficiência.
PASSIVOS :
Garantem o transporte através do meio
físico (como exemplos temos: antenas,
cabos, demais acessórios para cabeamento
e tubulações). São denominados passivos
pois não necessitam de uma alimentação
elétrica e não realizam nenhum “trabalho”
mais aprimorado.
Componentes eletrônicos passivos
Componentes passivos
Os passivos de rede constituem toda a
infraestrutura básica tais como: – Cabos,
Tubulações, conectores, Racks, Path
Panels, etc. São todos os componentes da
rede que não realizam nenhum tipo de
tratamento de sinais, tendo apenas a
finalidade de ser o meio físico por onde o
sinal irá trafegar, como o cabo de rede por
exemplo.
Flexão Do dedo Bola de Correção
Passiva Dedo Dispositivo de
Treinamento de Reabilitação
Acidente Vascular Cerebral
Hemiplegia Co.
ATIVOS:
São responsáveis pelas comunicações
realizadas pelos mais variados dispositivos
atuantes na rede como servidores,
estações, etc. São componentes ativos os
hubs, repetidores, as pontes , os switches,
os roteadores, etc. Eles necessitam de
alimentação elétrica e realizam “atividades”
um pouco mais “complexas” na maioria das
vezes.
DISPOSITIVOS ATIVOS:
Placa de Rede
A placa de rede é o hardware que permite
aos micros conversarem entre si através da
rede. Sua função e controla todo o envio e
recebimento de dados através da rede.
Cada arquitetura de rede exige um tipo de
específico de placa de rede você jamais
poderá usar uma placa de rede Token Ring
em uma rede Ethernet, pois ela
simplesmente não conseguirá
comunicar-se com as demais.
Switch
O switch é um aparelho muito semelhante ao hub,
mas tem uma grande diferença: os dados vindos do
computador de origem somente são repassados ao
computador de destino. Isso porque os switchs
criam uma espécie de canal de comunicação
exclusiva entre a origem e o destino. Dessa forma, a
rede não fica “presa” a um único computador no
envio de informações. Isso aumenta o desempenho
da rede já que a comunicação está sempre
disponível, exceto quando dois ou mais
computadores tentam enviar dados
simultaneamente à mesma máquina. Essa
característica também diminui a ocorrência de erros.
Gateway
Um Gateway, ou ponte de ligação, é uma
máquina intermediária destinada, geralmente, a
interligar redes, separar domínios de colisão, ou
mesmo traduzir protocolos. Exemplos de gateway
podem ser os routers (ou roteadores) e firewalls, já
que ambos servem de intermediários entre o
utilizador e a rede. Um proxy também pode ser
interpretado como um gateway (embora em outro
nível, aquele da camada em que opera), já que
serve de intermediário também.
Modem
A palavra Modem vem da junção das
palavras modulador e demodulador É um
dispositivo eletrônico que modula um sinal
digital numa onda analógica, pronta a ser
transmitida pela linha telefónica, e que
demodula o sinal analógico e reconverte-o
para o formato digital original Utilizado para
conexão à Internet, BBS, ou a outro
computador.
Roteadores
Roteador (router em inglês) é um dispositivo que encaminha
pacotes de dados entre redes de computadores, criando um
conjunto de redes de sobreposição. Um roteador é conectado a
duas ou mais linhas de dados de redes diferentes. Quando um
pacote de dados chega, em uma das linhas, o roteador lê a
informação de endereço no pacote para determinar o seu destino
final. Em seguida, usando a informação na sua política tabela de
roteamento ou encaminhamento, ele direciona o pacote para a
rede de próxima em sua viagem. Os roteadores são os
responsáveis pelo "tráfego" na Internet. Um pacote de dados é
normalmente encaminhado de um roteador para outro através
das redes que constituem a internetwork até atingir o nó destino.
E portanto o roteador é tipicamente um dispositivo da camada 3
(rede) do Modelo OSI.
Conversor de mídia
Em Redes de Computadores tem a função
de conversão de mídias, por exemplo,
Fibra óptica (Multi-Modo / Monomodo) para
Cabo de par trançado (UTP). Esse
equipamento caracteriza-se por necessitar
de uma fonte de alimentação interna ou
externa.
Náthaly Duarte e Rikelmo Ramon

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadoresAron Sporkens
 
Redes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da redeRedes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da redeMauro Pereira
 
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)Luis Ferreira
 
Projeto: Montagem de uma rede local
Projeto: Montagem de uma rede local Projeto: Montagem de uma rede local
Projeto: Montagem de uma rede local Verônica Veiga
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresLucasMansueto
 
Apresentação de Redes
Apresentação de RedesApresentação de Redes
Apresentação de RedesCDP_Online
 
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de DadosInfraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dadostiredes
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresFelipe Silva
 

Mais procurados (20)

Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Redes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da redeRedes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da rede
 
TCP/IP
TCP/IPTCP/IP
TCP/IP
 
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
 
Projeto: Montagem de uma rede local
Projeto: Montagem de uma rede local Projeto: Montagem de uma rede local
Projeto: Montagem de uma rede local
 
Introducao as rede de computadores
Introducao as rede de computadoresIntroducao as rede de computadores
Introducao as rede de computadores
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadores
 
Componentes de uma rede
Componentes de uma rede   Componentes de uma rede
Componentes de uma rede
 
Topologias de rede
Topologias de redeTopologias de rede
Topologias de rede
 
Meios guiado de transmissão
Meios guiado de transmissãoMeios guiado de transmissão
Meios guiado de transmissão
 
Apresentação de Redes
Apresentação de RedesApresentação de Redes
Apresentação de Redes
 
Modelo osi
Modelo osiModelo osi
Modelo osi
 
Placas de rede
Placas de redePlacas de rede
Placas de rede
 
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de DadosInfraestrutura e Componentes de Redes de Dados
Infraestrutura e Componentes de Redes de Dados
 
Modelo osi
Modelo osiModelo osi
Modelo osi
 
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 4 - Comutação
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 4 - ComutaçãoTecnologias Atuais de Redes - Aula 4 - Comutação
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 4 - Comutação
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadores
 
Cabeamento estruturado
Cabeamento estruturadoCabeamento estruturado
Cabeamento estruturado
 
Projeto de redes
Projeto de redesProjeto de redes
Projeto de redes
 
Arquitetura de Redes de Computadores
 Arquitetura de Redes de Computadores Arquitetura de Redes de Computadores
Arquitetura de Redes de Computadores
 

Semelhante a Dispositivos Ativos e Passivos

Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1Duílio Andrade
 
Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...Alison Rodrigues
 
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1diogomendes99
 
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1diogomendes99
 
Informática Aplicada - Redes
Informática Aplicada - RedesInformática Aplicada - Redes
Informática Aplicada - RedesRicardo de Moraes
 
Redes de computadores, tipologias e elementos de rede
Redes de computadores, tipologias e elementos de redeRedes de computadores, tipologias e elementos de rede
Redes de computadores, tipologias e elementos de redeandreaires
 
Dispositivos de expansão e hiperligação de redes
Dispositivos de expansão e hiperligação de redesDispositivos de expansão e hiperligação de redes
Dispositivos de expansão e hiperligação de redesMiguel Marques
 
Mini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadoresMini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadoreselgi.elgi
 
Aula 8 rede
Aula 8   redeAula 8   rede
Aula 8 redealex_it
 
Transmissão de dados
Transmissão de dadosTransmissão de dados
Transmissão de dadosBruna
 
Dispositivos de rede
Dispositivos de redeDispositivos de rede
Dispositivos de redeBruna
 
Manual de redes
Manual de redesManual de redes
Manual de redesRui Paiva
 
Funções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de redeFunções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de redeGonçalo
 

Semelhante a Dispositivos Ativos e Passivos (20)

AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptxAULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
 
Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1
 
Equipamentos para redes
Equipamentos para redesEquipamentos para redes
Equipamentos para redes
 
Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...
 
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
 
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
Tcvb2 diogo mendes_hardware de redes_v1
 
Informática Aplicada - Redes
Informática Aplicada - RedesInformática Aplicada - Redes
Informática Aplicada - Redes
 
Redes de computadores, tipologias e elementos de rede
Redes de computadores, tipologias e elementos de redeRedes de computadores, tipologias e elementos de rede
Redes de computadores, tipologias e elementos de rede
 
Dispositivos de expansão e hiperligação de redes
Dispositivos de expansão e hiperligação de redesDispositivos de expansão e hiperligação de redes
Dispositivos de expansão e hiperligação de redes
 
Mini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadoresMini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadores
 
Aula 8 rede
Aula 8   redeAula 8   rede
Aula 8 rede
 
Nivelamento
NivelamentoNivelamento
Nivelamento
 
Redes aula 1
Redes   aula 1Redes   aula 1
Redes aula 1
 
Introdução a Redes de Computadores
Introdução a Redes de ComputadoresIntrodução a Redes de Computadores
Introdução a Redes de Computadores
 
Redes
RedesRedes
Redes
 
Transmissão de dados
Transmissão de dadosTransmissão de dados
Transmissão de dados
 
Dispositivos de rede
Dispositivos de redeDispositivos de rede
Dispositivos de rede
 
Redes
RedesRedes
Redes
 
Manual de redes
Manual de redesManual de redes
Manual de redes
 
Funções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de redeFunções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de rede
 

Último

organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 

Último (20)

organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 

Dispositivos Ativos e Passivos

  • 2. O QUE SÃO DISPOSITIVOS ATIVOS E PASSIVOS: As redes de computadores sejam LAN’s, MAN's, WAN's, PAN's são concebidas para garantir aos clientes acesso aos mais variados serviços e compartilha uma ampla gama de recursos, como impressoras, scanners, softwares e demais informações com simplicidade e eficiência.
  • 3. PASSIVOS : Garantem o transporte através do meio físico (como exemplos temos: antenas, cabos, demais acessórios para cabeamento e tubulações). São denominados passivos pois não necessitam de uma alimentação elétrica e não realizam nenhum “trabalho” mais aprimorado.
  • 4.
  • 6.
  • 7.
  • 9. Os passivos de rede constituem toda a infraestrutura básica tais como: – Cabos, Tubulações, conectores, Racks, Path Panels, etc. São todos os componentes da rede que não realizam nenhum tipo de tratamento de sinais, tendo apenas a finalidade de ser o meio físico por onde o sinal irá trafegar, como o cabo de rede por exemplo.
  • 10. Flexão Do dedo Bola de Correção Passiva Dedo Dispositivo de Treinamento de Reabilitação Acidente Vascular Cerebral Hemiplegia Co.
  • 11. ATIVOS: São responsáveis pelas comunicações realizadas pelos mais variados dispositivos atuantes na rede como servidores, estações, etc. São componentes ativos os hubs, repetidores, as pontes , os switches, os roteadores, etc. Eles necessitam de alimentação elétrica e realizam “atividades” um pouco mais “complexas” na maioria das vezes.
  • 13. Placa de Rede A placa de rede é o hardware que permite aos micros conversarem entre si através da rede. Sua função e controla todo o envio e recebimento de dados através da rede. Cada arquitetura de rede exige um tipo de específico de placa de rede você jamais poderá usar uma placa de rede Token Ring em uma rede Ethernet, pois ela simplesmente não conseguirá comunicar-se com as demais.
  • 14.
  • 15. Switch O switch é um aparelho muito semelhante ao hub, mas tem uma grande diferença: os dados vindos do computador de origem somente são repassados ao computador de destino. Isso porque os switchs criam uma espécie de canal de comunicação exclusiva entre a origem e o destino. Dessa forma, a rede não fica “presa” a um único computador no envio de informações. Isso aumenta o desempenho da rede já que a comunicação está sempre disponível, exceto quando dois ou mais computadores tentam enviar dados simultaneamente à mesma máquina. Essa característica também diminui a ocorrência de erros.
  • 16.
  • 17. Gateway Um Gateway, ou ponte de ligação, é uma máquina intermediária destinada, geralmente, a interligar redes, separar domínios de colisão, ou mesmo traduzir protocolos. Exemplos de gateway podem ser os routers (ou roteadores) e firewalls, já que ambos servem de intermediários entre o utilizador e a rede. Um proxy também pode ser interpretado como um gateway (embora em outro nível, aquele da camada em que opera), já que serve de intermediário também.
  • 18.
  • 19. Modem A palavra Modem vem da junção das palavras modulador e demodulador É um dispositivo eletrônico que modula um sinal digital numa onda analógica, pronta a ser transmitida pela linha telefónica, e que demodula o sinal analógico e reconverte-o para o formato digital original Utilizado para conexão à Internet, BBS, ou a outro computador.
  • 20.
  • 21. Roteadores Roteador (router em inglês) é um dispositivo que encaminha pacotes de dados entre redes de computadores, criando um conjunto de redes de sobreposição. Um roteador é conectado a duas ou mais linhas de dados de redes diferentes. Quando um pacote de dados chega, em uma das linhas, o roteador lê a informação de endereço no pacote para determinar o seu destino final. Em seguida, usando a informação na sua política tabela de roteamento ou encaminhamento, ele direciona o pacote para a rede de próxima em sua viagem. Os roteadores são os responsáveis pelo "tráfego" na Internet. Um pacote de dados é normalmente encaminhado de um roteador para outro através das redes que constituem a internetwork até atingir o nó destino. E portanto o roteador é tipicamente um dispositivo da camada 3 (rede) do Modelo OSI.
  • 22.
  • 23. Conversor de mídia Em Redes de Computadores tem a função de conversão de mídias, por exemplo, Fibra óptica (Multi-Modo / Monomodo) para Cabo de par trançado (UTP). Esse equipamento caracteriza-se por necessitar de uma fonte de alimentação interna ou externa.
  • 24.
  • 25. Náthaly Duarte e Rikelmo Ramon