Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 ...
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 ...
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 ...
Tema:  Formulação e Implementação de Estratégias   -  Grupo:  02 Outras Estratégias Genéricas *  Estratégia de segmentação...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Grupo 02 - Tema 09

580 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
580
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grupo 02 - Tema 09

  1. 1. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 Tema: Formulação e Implementação de Estratégias - Grupo: 02 Estratégias Genéricas de Foco Para Michael Porter (1986), a estratégia de foco (ou enfoque, como na tradução oficial) significa enfocar em um determinado grupo de clientes, um segmento de produtos, ou um mercado geográfico. Assim como na diferenciação, o foco assume várias formas. A estratégia de foco visa atender muito bem ao mercado determinado. A estratégia baseia-se na condição de que a empresa é capaz de atender ao segmento específico mais efetivamente e também eficientemente do que os concorrentes que competem de forma mais ampla (PORTER, 1986). A estratégia de foco tem a característica de poder atender a diferenciação satisfazendo melhor as necessidades dos clientes do segmento específico, ou com custos mais baixos que os concorrentes (e em alguns casos, ambos). . Fonte: Disponível em : http://www.administracaoegestao.com.br/planejamento-estrategico/estrategia-generica-de-foco/
  2. 2. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 Tema: Formulação e Implementação de Estratégias - Grupo: 02 Estratégia Genérica de Custo Michael Porter (1986) afirma que a estratégia de liderança pelo custo total consiste em atingir a liderança total em um setor, através de uma série de políticas orientadas para atingir este objetivo básico. Esta estratégia exige a construção agressiva de novas instalações com equipamentos eficientes, uma grande perseguição na redução dos custos através de funcionários qualificados, um controle rígido nas despesas gerais e administrativas, e a minimização nos investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). O custo baixo é o tema central desta estratégia, embora qualidade e atendimento ao consumidor não possam ser ignoradas. Uma posição de baixo custo permite que a empresa obtenha retornos acima da média, mesmo se houver um alto índice de competitividade (PORTER, 1986). Fonte: Disponível em: http://www.administracaoegestao.com.br/planejamento-estrategico/estrategia-generica-de-custo/
  3. 3. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011 Tema: Formulação e Implementação de Estratégias - Grupo: 02 Estratégia Genérica de Diferenciação A segunda estratégia genérica segundo Porter (1986) consiste em “diferenciar o produto ou o serviço oferecido pela empresa, criando algo que seja considerado único, no âmbito de toda a indústria”. Quando utiliza o termo indústria, refere-se ao conjunto de empresas de determinado setor da economia. Os métodos para obter a diferenciação são vários, sendo alguns deles: projeto ou imagem da marca, tecnologia, peculiaridades, serviços sob encomenda ou rede de fornecedores. A diferenciação, se alcançada, é uma estratégia viável para se obter retornos acima da média em um setor, pois ela cria uma posição de defesa para evitar as cinco forças competitivas, mas de forma diferença que na liderança de custos (PORTER, 1986). Fonte: Disponível em: http://www.administracaoegestao.com.br/planejamento-estrategico/estrategia-generica-de-diferenciacao/
  4. 4. Tema: Formulação e Implementação de Estratégias - Grupo: 02 Outras Estratégias Genéricas * Estratégia de segmentação de mercado Churchill (2000) define a segmentação de mercado como sendo o processo de dividir o mercado total em partes relativamente homogêneas. Com base na definição dos segmentos, a organização pode definir quais vai servir, e como irá atender àqueles consumidores específicos. Já Kotler (1998) diz que a segmentação é a ação de identificar e classificar grupos distintos de compradores que podem exigir produtos com características diferentes. * Estratégia de Segmentação de Concentração Dias (2004) define que a estratégia de concentração ocorre quando a empresa seleciona um único segmento como prioritário, como o mais importante, e concentra todos os seus esforços nele. Isto pode ocorrer por uma série de motivos: proximidade geográfica, potencial de mercado significativo, ou potenciais margens de lucro. Fonte: Disponível em: http://www.administracaoegestao.com.br/planejamento-estrategico/estrategia-de-segmentacao-de-concentracao/ Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas Administração – Planejamento e Gestão Estratégica - 1º./2011

×