ICANN 48
Buenos Aires
Resumo de
atividades para o
setor comercial
Por que um Resumo de Atividades para o Setor Comercial?
Este Resumo foi pensado para oferecer um panorama não exaustivo do...
Guia de acrônimos
Para obter mais ajuda com os Acrônimos mencionados neste relatório, veja o Acronym Helper
(Balcão de Aju...
Inícios locais: O foco colocado na Argentina e na Região
O Centro de Informação de Redes (NIC – Network Information Center...
Apanhado da Cerimônia de Boas-Vindas e Sessão de Abertura do
Presidente
A Sessão de abertura da ICANN 48 também serviu de ...
Desenvolvimentos da Indústria de Nomes de Domínio
Foro do DNS para América Latina e o Caribe
O 1° Foro DNS para América La...
Novos gTLD
O avanço no Programa de Novos gTLD continua firme. O maior marco na delegação dos
primeiros gTLD novos foi alca...
Questões de segurança e estabilidade
Além de suas reuniões privadas, o Comitê Consultivo de Segurança e Estabilidade (SSAC...
Assessoria do GAC:
Emitida no dia 17 de novembro de 2013, a Assessoria do Comitê Consultivo para Assuntos
Governamentais d...
O espaço dos Grupos
Como sempre, o Grupo de Partes Interessadas do Setor Comercial (CSG) do GNSO e seus
grupos, mantiveram...
Mais recursos e informações úteis
Equipe de Revisão da Prestação de Contas e Transparência 2 (ATRT2)
Uma característica si...
Rodada para Solicitação de Fellowship na ICANN 50 de Londres - Aberta
Este Programa Fellowship da ICANN busca participante...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ICANN 48 Buenos Aires Resumo de atividades para o setor comercial

566 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

ICANN 48 Buenos Aires Resumo de atividades para o setor comercial

  1. 1. ICANN 48 Buenos Aires Resumo de atividades para o setor comercial
  2. 2. Por que um Resumo de Atividades para o Setor Comercial? Este Resumo foi pensado para oferecer um panorama não exaustivo dos aspectos destacados na Reunião Pública da ICANN de importância para uma ampla variedade partes interessadas do setor comercial, afetadas pelo trabalho da ICANN, apresentado com um estilo adequado para esse setor. Solicitamos fornecer feedback e comentários à Equipe de Participação Comercial da ICANN a businessengagement@icann.org. Sumário Executivo A ICANN celebrou sua 48° Reunião Pública em Buenos Aires, Argentina. Com aproximadamente 2.000 participantes registrados, o evento foi um grande sucesso para a região da América Latina e Caribe (LAC). Na última reunião pública da ICANN, em Durban, África do Sul, teve lugar a assinatura oficial dos primeiros Acordos de Registro (RA – Registry Agreements) para novos gTLDs. Desde então, mais de 250 contratos foram assinados e os primeiros novos gTLD foram delegados no dia 23 de outubro de 2013. No entanto, uma parte importante da discussão durante a ICANN 48 esteve focada no assunto mais abrangente da governança da Internet. Com a recente atenção prestada ao assunto, disparada pelo escândalo da NSA e o ulterior debate na Assembléia Geral das Nações Unidas, a comunidade esteve desejosa de debater as consequências da Declaração de Montevidéu sobre o Futuro da Cooperação da Internet, e a abrangência e os fundamentos de outras iniciativas, painéis e reuniões – especificamente do movimento 1net, do Painel de Alto Nível sobre Mecanismos de Cooperação e Governança da Internet Global, e da Reunião MultiSetorial Global sobre o Futuro da Governança da Internet que terá lugar nos dias 23 e 24 de abril de 2014, em São Paulo, Brasil. Para manter as empresas interessadas continuamente informadas acerca dos últimos desenvolvimentos e debates sobre governança da Internet e o papel do setor comercial global, o Resumo de Atividades para o Setor Comercial da equipe de do GSE (Global Stakeholder Engagement) vem acompanhado de dois espaços on-line para informar e trocar idéias diariamente com o mundo das empresas: Twitter: @ICANN4biz , e em LinkedIn: ICANN for Business. Sinta-se à vontade para unir-se, participar e fornecer feedback. Algumas informações chave:  Mediante o arcabouço da estratégia de participação da América Latina e o Caribe, as partes interessadas regionais tiveram um papel chave na organização desta reunião da ICANN. Pela primeira vez, a agenda da reunião principal incluiu uma série de atividades e de sessões que foram criadas e desenhadas por organizações da região, para a região.  A equipe de participação do setor comercial trabalhou estreitamente com a equipe de participação regional de LAC para organizar vários eventos voltados a uma dinâmica comunidade empresarial local e ao setor de nomes de domínio.  O programa de novos domínios genéricos de alto nível (gTLD) tem passado agora à fase das delegações, com muitos gTLD novos iniciando seu período de pré-registro (sunrise period). Questões como a colisão de nomes e os leilões de último recurso são agora os principais pontos de discussão sobre o assunto.  As discussões sobre governança da Internet dominaram uma grande parte do debate. Em decorrência disso, foi organizada uma sessão para preparar a comunidade da ICANN para a reunião Multi-Setorial no Brasil.
  3. 3. Guia de acrônimos Para obter mais ajuda com os Acrônimos mencionados neste relatório, veja o Acronym Helper (Balcão de Ajuda Acrônimos) ATRT 2 – Segunda Equipe para a Revisão da Prestação de Contas e Transparência BCUC – Setor de Usuários Empresariais e Comerciais ccTLD – nome de Domínio de Alto Nível com Código de País CSG – Grupo do Setor Comercial DNA – Associação das Indústrias de Nomes de Domínio DNS – Sistema de Nomes de Domínio DNSSEC – Extensões da Segurança para o Sistema de Nomes de Domínio GAC – Comitê Consultivo para Assuntos Governamentais: GNSO- Organização de Apoio para Nomes Genéricos gTLD – Nome de Domínio Genérico de Nível Superior IDN – Nome de Domínio Internacionalizado IPC - Grupo de Propriedade Intelectual. ISPCP – Grupo de Provedores de Serviços de Internet e de Provedores de Conectividade KISA – Agência de Internet e Segurança da Coréia LAC – América Latina e o Caribe RA – Contrato de Registros RPM – Mecanismos de Proteção de Direitos SSAC – Comitê Consultivo de Segurança e Estabilidade TMCH – Centro de Informação de Marcas Trademark
  4. 4. Inícios locais: O foco colocado na Argentina e na Região O Centro de Informação de Redes (NIC – Network Information Center) Argentina foi o anfitrião local para a ICANN 48. NIC Argentina é uma agência do Ministério de Assuntos Exteriores da Argentina que desde 1987 tem sido responsável por operar o domínio de alto nível de código país .AR (ccTLD). O Dr. Juan Manuel Abal-Medina, Chefe de Gabinete de Ministros da Argentina, e o Dr. Gustavo Justich, Diretor de NIC Argentina, participaram da cerimônia de abertura da ICANN 48 e proferiram palavras de boas-vindas para a ICANN e a comunidade em Buenos Aires. Apresentamos algumas estatísticas sobre a Internet na Argentina e a região da América Latina e o Caribe.  Argentina passou de ter 3.7 milhões de usuários de Internet em 2001 para 31 milhões de usuários em 2013, fazendo da Argentina o país N° 1 na região em termos de penetração da Internet, com 75% da população on-line. Com uma população total de 581 milhões e 236 milhões de usuários de Internet, a região de LAC tem uma penetração da Internet de 40%.  Em 2003, o emprego no setor de ICT na Argentina alcançou 19.000 postos, hoje, o setor emprega mais de 77.000 pessoas. O setor de ICT cresceu de USD $830 milhões em 2003 para USD $3,6 bilhões em 2013, isto é, um aumento de 500%.  Há 9 milhões de nomes de domínio de ccTLD registrados na região. .AR tem 2.6 milhões de nomes registrados e está no segundo lugar, depois do Brasil (.BR), com 3 milhões de domínios ativos. Em 2012, o crescimento anual de domínios de ccTLD na região foi de 14,2%, levemente acima da média mundial de 14%.  24 solicitações de novos gTLDs vieram de cinco países diferentes da América Latina. O Brasil lidera, com 10 solicitações, seguido de Uruguai, México, Panamá e Colômbia. Como foi mencionado antes, pela primeira vez numa reunião da ICANN, uma parte da agenda da reunião esteve dedicada especificamente à região anfitriã. A equipe de participação do setor comercial trabalhou estreitamente com a equipe de participação regional e as partes interessadas regionais para conduzir a divulgação e preparação estratégicas para a reunião. Você pode fazer o download do Guia de Participantes para a América Latina e o Caribe no Site da reunião de Buenos Aires para ver as sessões pertinentes, inclusive aquelas dedicadas a participantes do setor comercial. A equipe de participação do setor comercial também organizou um webinar pré-ICANN 48 em espanhol para os novos membros vindos do setor comercial da região de LAC. 1
  5. 5. Apanhado da Cerimônia de Boas-Vindas e Sessão de Abertura do Presidente A Sessão de abertura da ICANN 48 também serviu de ocasião para pôr em destaque o papel crucial que a região LAC teve no crescimento da ICANN ao longo dos anos. O Presidente e CEO da ICANN, Fadi Chehade, destacou que, em agosto de 1998, Buenos Aires foi o ponto da reunião final do Foro Internacional sobre o Papel Branco (IFWP) (International Forum on the White Paper) que levou à criação da ICANN. Para comemorar o papel histórico da Argentina no 15° aniversário da organização, Fadi mostrou um vídeo sobre Os pioneiros da Internet na América Latina e o Caribe. O Diretor do Comitê Executivo da ICANN, Dr. Steve Crocker, comentou acerca das conquistas recentes no programa de novos gTLD e na comunidade da ICANN. O Dr. Crocker também falou sobre alguns dos desenvolvimentos mais recentes na discussão sobre governança da Internet, especificamente a Declaração de Montevidéu mencionada acima e a próxima reunião no Brasil. Outros destaques da cerimônia de abertura:  O Membro do Comitê Executivo da ICANN, Sébastien Bachollet anunciou planos para criar um Prêmio Ethos Multi-Setorial para honrar membros da comunidade a partir da ICANN 49 na Singapura.  Lesley Cowley, CEO do registro Nominet de .UK, recebeu o primeiro Prêmio à Liderança da ICANN.  Fadi anunciou a assinatura de um Memorando de Entendimento com a Agência de Internet e Segurança da Coréia (KISA) para trabalhar em assuntos como esforços de participação, por exemplo, um programa de troca e um projeto piloto para promover esforços de localização de línguas na região. Na suas palavras de abertura, Fadi aproveitou para refletir acerca dos primeiros 15 anos da ICANN e de seu primeiro ano como CEO da organização, comentando acerco do progresso dos quatro objetivos e das dezesseis metas que ele apresentou na ICANN 45, em Toronto, no começo de seu mandato: Afirmação do objetivo, Excelência Operacional, Internacionalização e evolução do modelo Multi-Setorial. No final da sessão, ele anunciou a criação de dois novos endereços de e-mail com chegada direta a seu mailbox:  Learnyear1@icann.org será usado para coletar feedback durante seu primeiro ano como Presidente e CEO e sobre o que pode ser melhorado.  Doyear2@icann.org é para sugestões sobre como avançar durante seu Segundo ano. 2
  6. 6. Desenvolvimentos da Indústria de Nomes de Domínio Foro do DNS para América Latina e o Caribe O 1° Foro DNS para América Latina e o Caribe foi celebrado justo antes do início da reunião da ICANN em Buenos Aires, com a ICANN como anfitriã, além da Internet Society, a Associação de ccTLDs para América Latina e o Caribe (LACTLD), o Centro de Informação sobre Redes para a América Latina e o Caribe (LACNIC), o Grupo de Empreendimentos Operacionais Sem-FinsLucrativos (NPOC) e o Registro de Interesse Público (PIR). O evento examinou as oportunidades e desafios para a região LAC introduzidos pelas mudanças no entorno da Internet. Desde uma perspectiva do setor, o Foro tratou diferentes questões de importância, entre elas:  Divisões do acesso digital e da participação na região.  A necessidade de propor modelos de negócios sustentáveis para a região e abordar oportunidades e desafios criados pelos novos gTLD.  Como fomentar a cooperação para lidar com ameaças à segurança cibernética e como promover uma Internet aberta e global. A Associação de Nomes de Domínio Durante a reunião, a Associação de Nomes de Domínio, recentemente formada, organizou uma reunião informativa e um coquetel no Alvear ART Hotel de Buenos Aires, na Quarta-feira, 20 de novembro. O DNA é o primeiro grupo comercial do setor para representar os interesses de todo o setor de nomes de domínio e vai promover, avançar e apoiar os interesses comuns do setor a respeito do provisionamento, a adoção expandida e o uso de nomes de domínio. A sessão informativa mostrou um apanhado do tipo de categorias de membros disponíveis na organização: categoria de membro executivo, estratégico e de apoio. As companhias mais importantes como Demand Media, Donuts, GoDaddy, Google, e Amazon estão aprovadas e elencadas como membros do DNA. O DNA é uma organização inteiramente independente e não conta com o apoio nem a promoção da ICANN. Assim sendo, tendo se estabelecido como um lócus para informação e liderança entre companhias com nomes de domínio, o DNA é um acréscimo útil para o mercado de nomes de domínio. As companhias interessadas podem seguir o DNA por slideshare e twitter ou visitor o Site do DNA e o site educativo que o acompanha www.whatdomain.org. 3
  7. 7. Novos gTLD O avanço no Programa de Novos gTLD continua firme. O maior marco na delegação dos primeiros gTLD novos foi alcançado no dia 23 de outubro de 2013, quando os primeiros quatro novos gTLD, cujos contratos foram assinados no palco durante a sessão de abertura da ICANN 47, foram delegados: ‫.( ش ب كة‬SHABAKA ou .WEB em árabe), онлайн (.ONLINE em russo), сайт (.SITE em russo), e 游戏 (.GAMES) em chinês. Mais de 100 cadeias de novos gTLD foram delegadas no final de janeiro de 2014. Os mecanismos de proteção de marcas, os leilões de último recurso de novos gTLD, e o problema da colisão de nomes (veja a seção segurança e estabilidade, embaixo) dominaram uma grande parte to debate acerca dos novos gTLD na ICANN 48. Proteção de marcas Os Mecanismos de Proteção de Direitos do Programa de Novos gTLD (RPM) incluem medidas pro ativas e reativas para defender as marcas registradas. Esta útil infografia trata acerca dos usos do Centro de Informação de Marcas, o Sistema Suspensão Rápida Uniforme e Procedimentos de Resolução de Conflitos Pós-Delegação. Esses mecanismos estão entre os mais inovadores e importantes desenvolvidos como parte do programa de novos gTLD e se aplicam a todas as companhias que com uma Marca Registrada para proteger sua presença na Internet. Leilões A Seção 4.3 do Guia dos Solicitadores de Novos gTLD descreve os leilões como o método de último recurso para resolver contenciosos sobre cadeias. As Regras para Leilões Preliminares foram publicadas no dia 1 de novembro de 2013 e posteriormente foram revisadas para incluir o feedback da comunidade. Uma versão atualizada das Regras para Leilões foi publicada no dia 12 de dezembro de 2013. Essa versão foi postada para comentário público no site da ICANN no dia 17 de dezembro. Os documentos publicados para comentário público são:  Regras para leilões.  Formulários para licitadores.  Contratos para licitadores.  Cronograma de leilões (versão preliminar). As notificações do primeiro leilão serão emitidas em meados de fevereiro. Para toda a informação atualizada sobre o Programa de Novos gTLD, faça o download das apresentações e gravações de áudio de todos os webinars passados e procure a informação atualizada para os próximos webinars aqui. Para os últimos anúncios e estatísticas de contratos, visite: newgtlds.icann.org/en/announcements-and-media/latest. Para estatísticas do Programa de Novos gTLD, clicar aqui. 4
  8. 8. Questões de segurança e estabilidade Além de suas reuniões privadas, o Comitê Consultivo de Segurança e Estabilidade (SSAC) fizeram reuniões de informações públicas para ALAC, GAC r GNSO, inclusive os Grupos de Registros, Registradores e o Setor Comercial e para o público, na sua sessão do dia 21 de novembro. Durante essas reuniões, o SSAC ofereceu informações atualizadas sobre suas atividades, inclusive sobre o Comentário do SSAC a respeito do Relatório Inicial da ICANN do Grupo de Trabalho de Especialistas sobre Serviços de Diretório de gTL (SAC 061), a Assessoria do SSAC sobre a Mitigação do Risco de Colisão de Nomes (SAC 062) e a Assessoria do SSAC sobre a Implantação Chave de DNSSEC na Zona Raiz (SAC 063). Colisão de nomes As companhias deveriam ser cientes de que os nomes que elas usam para redes internas podem ser afetados pela delegação de novos gTLD. Uma colisão de nomes acontece quando uma tentativa de resolver um nome usado em um espaço de nome privado (por exemplo, uma rede interna sob um Domínio de Nível Superior não-delegado, ou um nome breve, não qualificado) leva a uma consulta lançada ao Sistema de Nomes de Domínio público. Quando há superposição das fronteiras administrativas dos espaços de nomes privados e públicos, a resolução de nomes pode produzir resultados involuntários ou daninhos. Em maio de 2013, a ICANN encomendou um estudo para explorar o escopo e o risco da colisão de nomes em relação a novos gTLD. Depois, segue uma série de propostas e de períodos de comentários públicos, que resultou no Plano de Gestão de Ocorrências de Colisões de Novos gTLD , a seleção de um líder para criar um "Marco de Gestão de Ocorrências de Colisões de Nomes", em cooperação com a comunidade, e a publicação de uma Via Alternativa para Relatórios de Delegação para aproximadamente 25 cadeias. A via alternativa para a delegação dá aos solicitadores a possibilidade de proceder sem esperar por sua Avaliação de Ocorrências de Colisões de Nomes, adotando medidas conservadoras de mitigação de colisões e bloqueando inicialmente uma seleção de domínios enquanto a avaliação está sendo feita. Para consultar sobre mais recursos e material adicional sobre colisão de nomes, veja:  Centro de Informação sobre Colisão de Nomes .  Vídeo de Atualização de Colisão de Nomes .  Guia para Profissionais de TI para a Identificação e Mitigação de Colisões de Nomes .  Lista de mailing do Marco de Gestão de Ocorrências de Colisões de Nomes . DNSSEC (Extensões da Segurança para o Sistema de Nomes de Domínio) O SSAC conduziu suas habituais sessões sobre as Extensões da Segurança para o Sistema de Nomes de Domínio (DNSSEC):  DNSSEC para todos – Guia para principiantes.  Workshop de NSSEC. Para uma lista completa de Relatórios e Assessorias de SSAC, clicar aqui. 5
  9. 9. Assessoria do GAC: Emitida no dia 17 de novembro de 2013, a Assessoria do Comitê Consultivo para Assuntos Governamentais da ICANN 48 continua a basear-se nos comunicados emitidos nas reuniões da ICANN de Beijing e Durban. O GAC solicitou ao comitê não avançar além da avaliação inicial a respeito das cadeias .GUANZHOU (IDN em chinês), .SHENZEN (IDN em chinês) e .SPA. Além disso, o GAC solicitou que a cadeia .DOCTOR fosse recategorizada como ficando dentro da Assessoria de salvaguarda - Categoria 1 que aborda setores muito regulamentados, conforme definido no Comunicado do GAC de Beijing. O Comunicado ainda menciona o compromisso continuado do GAC com a proteção de acrônimos de Organizações Intergovernamentais (OIG), e oferece mais assessoria sobre como as proteções existentes deveriam ser aplicadas às palavras “Cruz Vermelha”, “Crescente Vermelho” e designações relacionadas no nível superior e segundo. As salvaguardas para as cadeias .WINE/.WIN demonstraram ser problemáticas, mais uma vez, visto que a proteção de indicações geográficas envolve uma negociação cuidadosa e também é relevante para organizações como a Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI) e a Organização Mundial de Comércio (OMC). Você pode ler o documento na íntegra aqui: Comunicado do GAC em Buenos Aires. Veja Respostas dos Solicitadores à Assessoria do GAC em Buenos Aires. Para ver o conteúdo de todas as outras reuniões do GAC, cliquar aqui. Visão geral da governança da Internet Foi organizada uma série de sessões para debater a Declaração de Montevidéu sobre o Futuro da Cooperação da Internet , o movimento /1net , o Painel de Alto Nível sobre Cooperação e Mecanismos na Internet Global , e a Reunião Multi-Setorial Global sobre o Futuro da Governança da Internet:  Assuntos de Alto Interesse liderada pelas Organizações de Apoio e os Comitês Consultivos – O assunto da sessão foi "Evolução da Governança da Internet – Declaração de Montevidéu e Atividades da ICANN Pós-Bali/Pré-Brasil – Métodos e Objetivos"; o objetivo foi garantir uma maior colaboração entre os diferentes Comitês de Organização de Apoio e Consultivos dentro da ICANN, no contexto dos desenvolvimentos de governança da Internet.  Governança da Internet – Um painel diverso que representava à comunidade mais extensa debateu acerca da evolução do Ecossistema de Governança da Internet multisetorial global e acerca do papel da Comunidade ICANN dentro dele.  Preparação da Comunidade ICANN para a Reunião Multi-Setorial no Brasil – Visto o crescente aumento durante a semana acerca dos próximos eventos, uma sessão especial sobre a Reunião Multi-Setorial Global sobre o Futuro da Governança da Internet no Brasil foi liderada por Fadi Chehade, para dar à comunidade uma melhor idéia de qual será seu papel em preparação para a reunião. A reunião no Brasil terá lugar em São Paulo, nos dias 23 e 24 de abril de 2014. Mais informações, visite www.netmundial.org/pt/. 6
  10. 10. O espaço dos Grupos Como sempre, o Grupo de Partes Interessadas do Setor Comercial (CSG) do GNSO e seus grupos, mantiveram ativos debates sobre um leque de assuntos da ICANN. O CSG representa os pontos de vista dos usuários comerciais e provedores de conectividade; sua missão é garantir que a política da ICANN e os contratos da ICANN estejam em consonância com o desenvolvimento de uma Internet que seja um espaço seguro para transações e comunicações entre empresas e entre empresas e consumidores, com base a altos níveis confiança das empresas, usuários e consumidores. Setor de Usuários Empresariais e Comerciais (BCUC) A reunião do BCUC tratou uma série de questões de política como a privacidade de WHOIS, o credenciamento de proxy e a mitigação da colisão no espaço de nomes, bem como a posição do BCUC acerca das recomendações da Equipe para a Revisão da Prestação de Contas e Transparência 2 (ATRT 2) e seus comentários para o plano estratégico quinquenal da ICANN. Os problemas de governança da Internet não estiveram ausentes do debate quando na reunião dos grupos foi tratada a Declaração de Montevidéu e a reunião no Brasil, avaliando o papel do mundo empresarial no evento e sobre como divulgar e aumentar a percepção da reunião multi-setorial. Grupo de Propriedade Intelectual (IPC) O grupo IPC tratou vários assuntos sobre proteção e cumprimento de direitos de propriedade intelectual, conforme requerido pelo programa de novos gTLD, com informações de vários membros do quadro de funcionários da ICANN sobre requisitos de cumprimento de contratos, de mecanismos de proteção de direitos e da Central de Marcas Registradas (TMCH – Trademark Clearinghouse). Os representantes do grupo também foram informados acerca do Programa Piloto de Extensão Regional da Comunidade (CROPP), programa de ajuda às atividades de extensão e recrutamento de novos membros, enquanto procuram formas de tornar o quadro de membros mais global e mais regionalmente diverso. Grupo de Provedores de Serviços de Internet e de Provedores de Conectividade (ISPCP) O ISCP abordou uma série de desenvolvimentos da ICANN, inclusive as implicações do papel da ICANN no diálogo mais amplo acerca da governança da Internet. O ISPC também fez importantes contribuições a respeito da questão de colisão de nomes e comentou acerca do processo de desenvolvimento de políticas quanto a reservar nomes de organizações governamentais e não governamentais internacionais. As atividades de extensão também fizeram parte da agenda da reunião do ISPCP, especificamente um programa sobre percepção das gTLD para preparar os ISP para impactos técnicos decorrentes da expansão do espaço de nomes de gTLD. 7
  11. 11. Mais recursos e informações úteis Equipe de Revisão da Prestação de Contas e Transparência 2 (ATRT2) Uma característica singular da ICANN é que ela tem encomendado regularmente mecanismos externos de revisão para abordar sua prestação de contas e transparência. A equipe ATRT2 iniciou suas atividades antes da reunião ICANN 46, em Beijing. No final da Reunião, foram postadas perguntas para a comunidade ICANN para comentário público. Como resultado do período de comentários públicos e o período de respostas subsequente, a Equipe coletou uma série de assuntos para recomendações. Durante Durban 47, a ATRT2 se reuniu com o Comitê Executivo da ICANN e com vários Comitês, Organizações de Apoio e grupos de Partes Interessadas para continuar a receber os comentários e opiniões da comunidade acerca desses assuntos. A ATRT2 entregou seu Relatório e suas Recomendações finais no dia 31 de dezembro de 2013. WHOIS Em termos gerais, os serviços de WHOIS e de registro se referem a informação que é mantida e disponibilizada ao público sobre pessoas ou organizações que se registram para nomes de domínio. Em dezembro de 2012, a ICANN anunciou a criação de um Grupo de Trabalho de Especialistas (EWG – Expert Working Group) sobre Serviços de Diretório de Registro de gTLD de próxima geração, como um primeiro passo para concretizar a diretiva do Comitê da ICANN de redefinir o objetivo e o fornecimento de dados de registro de gTLD. O Relatório Inicial descreve os princípios e características do desenho, necessários para um sistema de substituição para WHOIS, depois de considerar o importante trabalho da Comunidade na última década, que inclui trabalho da GNSO, o SSAC, a Equipe de Revisão de WHOIS e o GAC. A principal meta do Grupo de Trabalho de Especialistas na ICANN 48 foi esclarecer suas recomendações iniciais e compartilhar novas propostas sobre questões chave, criando uma base para o diálogo contínuo sobre uma possível substituição do WHOIS. Para tanto, o Grupo de Trabalho de Especialistas apresentou um apanhado de suas recomendações na sessão Explorando substituições do WHOIS – Um serviço de diretório para a próxima geração. A seguir, postamos os materiais da sessão pública:  Relatório de Atualização de Estados sobre Serviços de Diretório de Registros de gTLD da Próxima Geração.  Documento para Discussão para a Sessão Pública do Grupo de Trabalho de Especialistas (EWG) em Buenos Aires.  Apresentação: Explorando substituições do WHOIS – Um Serviço de diretórios para a próxima geração.  Assista ao vídeo sobre a Atualização de Estados do Grupo de Trabalho de Especialistas (EWG) e visite whois.icann.org. 8
  12. 12. Rodada para Solicitação de Fellowship na ICANN 50 de Londres - Aberta Este Programa Fellowship da ICANN busca participantes de regiões e países em desenvolvimento do mundo para ajudar a criar uma base mais ampla de constituintes informados que se transformarão na nova voz da experiência nas suas regiões e no mundo afora. O programa agora está aceitando solicitações para a reunião ICANN 50 em Londres, Reino Unido, e fomenta a participação de pessoas do setor comercial: solicitar aqui. Plataforma de aprendizagem on-line da ICANN ICANN Learn foi lançada durante a ICANN 48. Essa plataforma de aprendizagem on-line gratuita e aberta visa fornecer um espaço para oferecer informação introdutória a novos participantes e para compartilhar conhecimentos institucionais, com o intuito de aumentar a base de partes interessadas informadas da ICANN. ICANN Learn precisa de comentários/opiniões e feedback para garantir que a plataforma seja o mais útil possível. Visite learn.icann.org , crie uma conta, matricule-se em alguns cursos e comece a aprender. Para uma atualização mensal sobre o estado das Políticas da ICANN, clicar aqui. Para assinar para os Boletins e alertas da ICANN, cadastrar-se aqui 9

×