Paludismo e Viagem
Paludismo 
• Malária – Designação mais difundida do Paludismo 
• Em Portugal está incluída no Sistema de Vigilância de Doe...
Etiologia e Patogenia 
• No género Plasmodium destacam-se as espécies: 
• P. falcipurum 
• P. vivax 
• P. ovale 
• P. mala...
Etiologia e Patogenia 
• Mosquito Anopheles fêmea é o veiculo da infecção 
• Inocula esporozoítos dos plasmódios a partir ...
Etiologia e Patogenia 
• Formas móveis do parasita são transportadas para o fígado 
• No hepatócito multiplicam-se e provo...
Etiologia e Patogenia 
• Sintomas manifestam-se cerca de 1-2 semanas após infecção 
• Febres altas, dores de cabeça, arrep...
Epidemiologia 
• Metade da população mundial corre o risco de contrair o Paludismo 
• Doença endémica em África, Ásia, Amé...
Prevenção 
Medicação 
Profilática 
Prevenção 
Protecção 
Ambiental 
Protecção 
Individual 
22/09/2014 Ricardo Santos 8 /14
Medidas de Protecção Individual 
• Roupa protectora 
• Roupas claras e largas 
• Calças, meias e sapatos fechados 
• Manga...
Medidas de Protecção Ambiental 
• Usar insecticidas 
• Redes mosquiteiras nas janelas e nas camas 
• Evitar locais com águ...
Quimioprofilaxia 
• Medicamentos profiláticos 
• Nenhum anti-malárico profilático é 100% eficaz 
• Inicia-se a toma antes ...
Consulta do Viajante 
• Aconselhamento médico antes de viajar para zonas de risco 
• Medidas a tomar contra o mosquito Ano...
Tratamento 
• Mesmo com tratamento profilático um viajante pode contrair Malária 
• Fraca aderência ao tratamento profilát...
Futuro 
• Alterações climáticas – risco de doenças tropicais na Europa 
• Noticia Agência Lusa - Dezembro de 2013 
• Artig...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Malaria ppt

672 visualizações

Publicada em

Malaria desease explanation

Publicada em: Saúde
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Malaria ppt

  1. 1. Paludismo e Viagem
  2. 2. Paludismo • Malária – Designação mais difundida do Paludismo • Em Portugal está incluída no Sistema de Vigilância de Doenças Transmissiveis de Declaração Obrigatória • Doença infeciosa provocada por um Protozoário do género Plasmodium • Plasmodium destrói Eritrócitos provocando anemia 22/09/2014 Ricardo Santos 2 /14
  3. 3. Etiologia e Patogenia • No género Plasmodium destacam-se as espécies: • P. falcipurum • P. vivax • P. ovale • P. malarie 22/09/2014 Ricardo Santos 3 /14
  4. 4. Etiologia e Patogenia • Mosquito Anopheles fêmea é o veiculo da infecção • Inocula esporozoítos dos plasmódios a partir da sua glândula salivar durante a hematofagia 22/09/2014 Ricardo Santos 4 /14
  5. 5. Etiologia e Patogenia • Formas móveis do parasita são transportadas para o fígado • No hepatócito multiplicam-se e provocam a rotura das células • Merozoitos móveis invadem os eritrócitos na corrente sanguínea multiplicando-se rapidamente • A doença nos seres humanos é causada por • Efeitos diretos da invasão • Destruição dos eritrócitos • Reação do hospedeiro 22/09/2014 Ricardo Santos 5 /14
  6. 6. Etiologia e Patogenia • Sintomas manifestam-se cerca de 1-2 semanas após infecção • Febres altas, dores de cabeça, arrepios de frio, suores, tosse, vómitos, fraqueza e dores musculares • P. falciparum provoca infecção mais grave podendo evoluir para: • Insuficiência hepática ou renal • Choque • Encefalite e morte 22/09/2014 Ricardo Santos 6 /14
  7. 7. Epidemiologia • Metade da população mundial corre o risco de contrair o Paludismo • Doença endémica em África, Ásia, América Central e do Sul, Médio Oriente e Turquia • Em 109 países onde habitam 2,4 biliões de pessoas – 40% da população mundial • Em Portugal os casos de Malária são importados, principalmente dos PALOP 22/09/2014 Ricardo Santos 7 /14
  8. 8. Prevenção Medicação Profilática Prevenção Protecção Ambiental Protecção Individual 22/09/2014 Ricardo Santos 8 /14
  9. 9. Medidas de Protecção Individual • Roupa protectora • Roupas claras e largas • Calças, meias e sapatos fechados • Mangas compridas • Evitar produtos de higiene perfumados – atraem mosquitos • Usar repelente de insectos • Reforçar os cuidados ao anoitecer 22/09/2014 Ricardo Santos 9 /14
  10. 10. Medidas de Protecção Ambiental • Usar insecticidas • Redes mosquiteiras nas janelas e nas camas • Evitar locais com águas paradas • Acções mais alargadas de controlo de pragas 22/09/2014 Ricardo Santos 10 /14
  11. 11. Quimioprofilaxia • Medicamentos profiláticos • Nenhum anti-malárico profilático é 100% eficaz • Inicia-se a toma antes da viagem e prolonga-se após o regresso • Têm perfis de eficácia diferentes - usam-se diferentes fármacos conforme local e eventual resistência do Plasmódium • Atovaquona-Proguanilo (Malarone), resochina, plaquinol, Mephaquina 22/09/2014 Ricardo Santos 11 /14
  12. 12. Consulta do Viajante • Aconselhamento médico antes de viajar para zonas de risco • Medidas a tomar contra o mosquito Anopheles • Quimioprofilaxia – tem efectividade variável conforme a resistência do Plasmodium • Informação sobre: • Assistência médica e segurança • Condições de saúde do viajante • Prestar assistência médica apos regresso 22/09/2014 Ricardo Santos 12 /14
  13. 13. Tratamento • Mesmo com tratamento profilático um viajante pode contrair Malária • Fraca aderência ao tratamento profilático • Uso de medicação profilática inadequada • Falha nas precauções contra picadas de insectos • Na presença dos sintomas da Malária uma semana ou mais depois da exposição • O viajante deve procurar imediatamente um médico para diagnostico e tratamento • O diagnostico precoce e um tratamento apropriado podem salvar vidas 22/09/2014 Ricardo Santos 13 /14
  14. 14. Futuro • Alterações climáticas – risco de doenças tropicais na Europa • Noticia Agência Lusa - Dezembro de 2013 • Artigo Opinião Jornal Público - Abril 2014 • Video - Ciclo Vida Plasmodium 22/09/2014 Ricardo Santos 14 /14

×