SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
A comunicação e manipulação dos mass media
1
A comunicação e
manipulação dos mass media
Filosofia
2012/2013
10ºA
A comunicação e manipulação dos mass media
2
Índice
Introdução………………………………………………………………………………3
Um pouco de história……………………………………………………………………4
Música..…………………………………………………………………………………5
Notícias………………………………………………………………………………….7
Conclusão……………………………………………………………………………….9
Webgrafia………………………………………………………………………………10
A comunicação e manipulação dos mass media
3
Introdução
No âmbito da disciplina de Filosofia, foi-nos pedido um trabalho sobre a
manipulação e os meios de comunicação das massas. E com este trabalho pretendo
mostrar que talvez a “massa” (a sociedade) seja o maior problema da própria.
Coisa de pouca importância… Mas o que é que tem importância nos dias de
hoje? Carros novos, telemóveis topo de gama? Ou talvez a honestidade e a sinceridade?
Confuso não é? Incrível o quanto mudam os nossos desejos devido à comunicação
social.
Esperamos conseguir mostrar o que influencia a sociedade e o que faz com que
ela “gire”.
A comunicação e manipulação dos mass media
4
Um pouco de história…
O termo cultura de massas surgiu a meio do séc. XX, aquando da generalização de bens
devido ao pós-guerra (2ª Guerra Mundial), diminuindo o fosso entre classes altas e
baixa, surgindo a classe média. Constituía assim, o grupo de pessoas com estudos
medianos que possuíam emprego. Esta classe tornou-se cada vez maior, tendo grande
influência no modo de vida normal, opinião, moda, transportes, meios de comunicação
e, como implícito, a publicidade e inventos destinados aos mesmos. Estes foram a rádio,
a televisão, a publicidade em cartazes, …
Infelizmente é isto que faz mover
tudo à nossa volta: o dinheiro. Talvez esta
seja a principal causa de maior parte dos
problemas da humanidade. O dinheiro
traz agarrado egoísmo, ganância e muitas
outras coisas. E como a comunicação
social dá principal destaque ao que a
população gosta ou ao que a comunicação
social faz com a sociedade goste o
dinheiro está sempre presente em
qualquer noticiário. A tabela de valores
da nossa sociedade está um pouco
desordenada em comparações com alguns
séculos anteriores. Por exemplo: a honra sempre foi um valor de grande importância em
toda a sociedade mas quem é que agora se importa com a honra? Numa sociedade em
que somos o que temos o dinheiro desempenha um papel de excessivo relevo.
Muitas pessoas, hoje em dia, escondem-se
atrás de mascaras querendo parecer uma coisa apesar
de serem outra. Hoje em dia talvez faça sentido já
que pouca gente tem o famoso véu da ignorância que
John Rawls defende. O dinheiro pode comprar muita
coisa e parecendo que não na nossa sociedade fazer
entender que se tem dinheiro poderá ser benéfico.
A comunicação e manipulação dos mass media
5
A música
Embora grande parte da comunicação seja feita com o intuito da publicidade e, por
conseguinte, por dinheiro, muitas foram e são as bandas e os artistas que tentam alertar
para os inúmeros problemas que atravessamos. Um dos exemplos foram os Da Weasel,
banda portuguesa fundada 1993. Disco após disco, Pac (vocalista) revelou-se um dos
maiores letristas do panorama musical português. E em 2005, (ano de lançamento de
Re-Tratamento) “GTA” criticava seriamente a sociedade materialista e existencialista
que tinha sido invadida pelos reality shows.
A mensagem da música, apesar de muito metafórica, é de fácil interpretação e
também podemos adaptá-la com facilidade ao presente. O uso do exemplo dos média
pode ser levado para a vida real em que as pessoas não têm medo de passar umas por
cima das outras para conseguirem o seu objetivo, muita vez só para o prazer da fama ou
do dinheiro não querendo fazer as coisas bem mas fazendo o mínimo, isto é, é chamada
a “regra do desenrasca”, faz-se porque tem de ser feito não interessa se muito bom ou
razoável. O último verso da primeira estrofe parece uma crítica tanto à sociedade como
aos canais abertos de televisão, há quanto tempo não se vê um bom concerto em canal
aberto? Que divulgação é dada aos novos artistas do panorama nacional?
O Homem é o espelho da sua circunstância histórica e social, e querendo nós
quer não, somos condicionados pela nossa sociedade as nossas ações e a nossa forma de
pensar é claramente influenciada pelo que nos rodeia, mas estou convicto. E numa
sociedade cada vez mais ligada à televisão e em que a televisão mostra e fala de pouco
mais que dinheiro (ou a falta dele), fama fácil, e um mundo perfeito das celebridades.
A comunicação e manipulação dos mass media
6
Letra
Eu jogo tanto GTA que já me podias chamar Tommy
Fico bandido tipo Clyde só me faltava a Bonnie
vicio na PS ‘pa não me render à telemetria
já nem causa irritação passou para apatia
vida privada tornada pública a nova pornografia
disponível em horário nobre todo o santo dia
em tempos de competição feroz, a tv é o algoz
que mais cabeças corta, o nível é atroz
objetivo é ser famoso não é ser bom naquilo que faz
ninguém quer ser genial, ninguém quer ser capaz
não é preciso ter talento, apenas um palmo de cara
quando há castings para bandas ninguém sequer repara, yo
Pára para pensar em quem se decide idolatrar
São gigantes com pés de barro, bombas-relógios prestes a estourar
beldades subdotadas começam na novela
e depois de um mês de trabalho ou caralho ‘tão na grande tela
eu recuso-me a entrar no esquema desculpa lá o mau jeito
de mim não levam chavo muito menos o meu respeito
chama-lhe o que quiseres, chama-lhe preconceito
eu chamo-lhe justiça, direito a preceito
mais um ano e outra vez repetimos os mesmos erros
os nossos sentidos tendem a ficar cada vez mais perros
não há informação, há dramatização
lagrima fácil no olho, dinheiro limpo na mão e indução da maralha em melodrama de
cordel
quem comeu, quem bebeu, quem fodeu mais papel?
É assim que se quer, toda a notícia de abertura
assim se cria e destrói, é tudo sol de pouca dura
não confio num pintelho do que me entra pelos olhos
já não há pão, só há circo, e esse há aos molhos
nem sequer é estranho chamar big brother a um programa
nesta estranha sociedade que adora ‘tar na lama
ironia do destino, espécie de justiça poética na mentalidade do povo que se quer
anoréxica.
A comunicação e manipulação dos mass media
7
No entanto, no outro extremo, encontra-se quase toda a (in)sonorização feita pelas
estações de rádio. É raro hoje em dia não vermos um programa de rádio que não seja
publicitado por alguma marca. Alguns exemplos de hoje em dia são viáveis: Mixórdia
de Temáticas, um programa passado na Rádio Comercial, era, segundo os mesmos,
“proporcionado pelo Continente”, ou seja, até um programa de comédia em tom de
sátira era gerido pelo mesmo destinatário dessa sátira. Viemos num mundo repleto de
publicidade, e onde graças a esta a hierarquia de valores é alterada. Por exemplo:
“Com um elegante vestido encarnado, Kate Middleton centrou em si as
atenções na celebração do Jubileu de Diamante da rainha Isabel. Várias
publicações britânicas questionam a escolha da cor - pouco discreta - da
mulher do príncipe William. De facto, toda a comitiva real se apresentou
de forma discreta em tons de beige e champagne - a rainha foi de branc -
mas a duquesa apostou numa esclha audaz com um vestido encarnado
Alexander McQueen - coleção outono-inverno 2011/2012 - que centrou,
inevitavelmnete em si, todas as atenções. A completar o look, Catherine
usou ainda um chapéu encarnado desenhado por Sylvia Fletcher e uma
clutch de Alexander McQueen.
Acha que o vestido de Kate Middleton era apropriado ao evento
real?”
http://www.lux.iol.pt/moda/kate-middleton-vestido-kate-middleton-vestido-
kate-middleton-jubieu/1352915-5008.html
O que será mais importante nas comemorações do jubileu de diamante da rainha
de Inglaterra? O vestido de alguém ou o que uma Rainha fez durante mais de meio
século numa das maiores potências mundiais como o Reino Unido?
Não é de admirar que a nossa sociedade “adore andar na lama” como neste
momento, já que somos bombardeados constantemente por este tipo de notícias tanto
em revistas, como em jornais e também na televisão.
Porém, a discussão será possível no que toca à culpa da nossa sociedade ser
como é. Isto é, ninguém sabe (apenas alguns acreditam) se a sociedade é o ser humano
que a constitui é totalmente livre. Passo a explicar, há quem defenda que o Homem é
apenas uma marioneta de uma “força superior” e que tudo o que faz, faz porque tem de
ser, ou seja não é livre. Há também quem defende que apesar de todas as condicionantes
que o nosso corpo e mente têm o ser humano consegue decidir o que fazer ou não, pelo
menos dentro dos possíveis (já que se alguém decidir ir até ao fundo do mar e
permanecer algum tempo será impossível).
A comunicação e manipulação dos mass media
8
Estamos acostumados a receber informações diariamente de tudo que se passa ao nosso
redor e em todo mundo. Assistimos notícias, anúncios, filmes, detalhes de atores e
celebridades, e assuntos gerais que ocupam o tempo e nos isolam da realidade. Toda
essa comunicação nos impõe um padrão de vida e felicidade a ser alcançado, com
objetivos e ideais muitas vezes impossíveis para todos, mas diante a televisão isso se
torna possível. A realidade dos telejornais é passada como algo distante e irreal,
enquanto as novelas emocionam o país como se fossem problemas reais que afetam a
todos ou seja esta inversão entre realidade e ficção é notável principalmente nas novelas
assim a novela passa por um relato do real, enquanto o noticiário (que perdeu as
referências temporais e espacias) torna-se irreal. A prova disso são telespectadores que
se comovem em demasia com a morte de uma personagem, enquanto um desastre real
em algum lugar do mundo passa por ouvintes inertes e ínsensíveis ao fato.
Assim os indivíduos abdicam de sua liberdade pelos meios de comunicação e deixam-se
ser controlados. Os principais responsáveis são, o governo e classes sócio-econômicas
dominantes, tanto financeiramente como culturalmente, utilizando essas mídias de
modo a manipular a sociedade.
A manipulação é notável pois, a maioria das pessoas deixam de fazer exercícios físicos,
passear com amigos, praticar desportos, apreciar a natureza, para assistirem aquela
novela comovente, ou preferem se relacionar pela internet do que pessoalmente. Tudo
que ouvimos e vemos referente a moda, faz com que tornemos modelo dela, porque
vivemos de acordo com o que a media expõe e a sociedade por sua vez aceita por ser
algo novo, ou muitas vezes agradável aos nossos olhos, mesmo que não seja de acordo
com o bom senso de anos atrás. Tornando muitas vezes os indivíduos apáticos sem
senso-crítico, aceitando tudo que os meios de comunicação lhes impõem, não
incentivando a reflexão e consequentemente a discussão de diversos assuntos.
A comunicação e manipulação dos mass media
9
Conclusão
A sociedade hoje em dia é bombardeada por publicidade e anúncios comerciais
para comprar isto, outro e coiso e tal… Mas infelizmente não há nenhuma estação de
televisão ou jornal a fornecer um espaço grátis para publicidade a instituições de
solidariedade social. Parte da futilidade da nossa sociedade passa por o que a sociedade
vive e, hoje em dia, com uma população cada vez mais apegada e influenciável à
televisão e à internet a influencia destes é enormíssima. Cada vez as pessoas estão mais
ligadas ao exterior das coisas, gosto do exemplo dos saltos altos: quantas mulheres se
sentem confortáveis em sapatos que são autênticas andas? Porém, a grande maioria usa,
mas porquê se não se sentem confortáveis? Para darem nas vistas, para ficarem mais
altas? Sou da opinião que cada pessoa deve sentir-se bem consigo própria nem que para
isso tenha de recorrer a cirurgias plásticas para tirar dali e por noutro ali, mas sentindo-
se confortável.
Num mundo cheio de problemas sérios porque é que nos havemos de preocupar
com coisas pequenas e fúteis como estes exemplos dados ao longo do trabalho. Está na
altura de mudar, fazer alguma coisa para que valores como a verdade, a honra e a
amizade e a união voltem para a nossa sociedade.
A comunicação e manipulação dos mass media
10
Webgrafia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Comunica%C3%A7%C3%A3o_de_massa
http://prezi.com/hv5bywy_1yqx/a-manipulacao-e-os-meios-de-comunicacao-de-massas/
http://historicofilosoficas.blogspot.pt/2010/01/manipulacao-dos-meios-de-comunicacao-
de.html
http://www.univ-ab.pt/~bidarra/hyperscapes/video-grafias-266.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/Mass_media
http://letras.mus.br/da-weasel/84820/
Trabalho realizado por:
Ricardo Dias
João Pires
Nuno Costa
Rodrigo Caetano
Raphael Figueira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientificoConhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
anabelamatosanjos
 
Mass média manipulação
Mass média manipulaçãoMass média manipulação
Mass média manipulação
Tina Lima
 
evolução tecnologica dos mass media
evolução tecnologica dos mass mediaevolução tecnologica dos mass media
evolução tecnologica dos mass media
benficamateus
 
Quadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartesQuadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartes
Isabel Moura
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
Daniel Sousa
 
O que é a arte (1)
O que é a arte (1)O que é a arte (1)
O que é a arte (1)
Vasco L
 

Mais procurados (20)

Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientificoConhecimento vulgar e conhecimento cientifico
Conhecimento vulgar e conhecimento cientifico
 
Mass média manipulação
Mass média manipulaçãoMass média manipulação
Mass média manipulação
 
evolução tecnologica dos mass media
evolução tecnologica dos mass mediaevolução tecnologica dos mass media
evolução tecnologica dos mass media
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Peixes pegadores
Sermão de Santo António aos Peixes - Peixes pegadoresSermão de Santo António aos Peixes - Peixes pegadores
Sermão de Santo António aos Peixes - Peixes pegadores
 
O que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhnO que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhn
 
Ensaio Filosófico
Ensaio FilosóficoEnsaio Filosófico
Ensaio Filosófico
 
Quadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartesQuadro_hume vs descartes
Quadro_hume vs descartes
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de SousaSebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Teste Fei Luis de Sousa
Teste Fei Luis de SousaTeste Fei Luis de Sousa
Teste Fei Luis de Sousa
 
Os mass media géneros
Os mass media génerosOs mass media géneros
Os mass media géneros
 
O que é a arte (1)
O que é a arte (1)O que é a arte (1)
O que é a arte (1)
 
Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11
 
Tipos de conhecimento
Tipos de conhecimentoTipos de conhecimento
Tipos de conhecimento
 
"Mensagem" de Fernando Pessoa- "O Infante"
"Mensagem" de Fernando Pessoa- "O Infante""Mensagem" de Fernando Pessoa- "O Infante"
"Mensagem" de Fernando Pessoa- "O Infante"
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagem
 
Juízo de fato e Juízo de valor
Juízo de fato e Juízo de valorJuízo de fato e Juízo de valor
Juízo de fato e Juízo de valor
 

Semelhante a A Comunicação e Manipulação dos Mass Media

Porque precisamos ainda de jornais?
Porque precisamos ainda de jornais?Porque precisamos ainda de jornais?
Porque precisamos ainda de jornais?
Jose Fernandes
 
Manual de sobrevivencia no mundo digital leoni
Manual de sobrevivencia no mundo digital   leoniManual de sobrevivencia no mundo digital   leoni
Manual de sobrevivencia no mundo digital leoni
Luara Schamó
 
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalizaçãoEllen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
'' Ellen Fedrigo
 

Semelhante a A Comunicação e Manipulação dos Mass Media (20)

ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
 
Trabalho soc (1)
Trabalho soc (1)Trabalho soc (1)
Trabalho soc (1)
 
Porque precisamos ainda de jornais?
Porque precisamos ainda de jornais?Porque precisamos ainda de jornais?
Porque precisamos ainda de jornais?
 
Manual de sobrevivencia no mundo digital leoni
Manual de sobrevivencia no mundo digital   leoniManual de sobrevivencia no mundo digital   leoni
Manual de sobrevivencia no mundo digital leoni
 
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalizaçãoEllen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
 
Diz151
Diz151Diz151
Diz151
 
revista alpha nº1 - edição 2017
revista alpha nº1 - edição 2017revista alpha nº1 - edição 2017
revista alpha nº1 - edição 2017
 
Angústia grátis
Angústia grátisAngústia grátis
Angústia grátis
 
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
 
Espacios Serie Digimundo en portugués - Enlaces a blogs de la serie Digimundo
Espacios Serie Digimundo en portugués - Enlaces a blogs de la serie DigimundoEspacios Serie Digimundo en portugués - Enlaces a blogs de la serie Digimundo
Espacios Serie Digimundo en portugués - Enlaces a blogs de la serie Digimundo
 
Tipos de conclusão do texto dissertativo argumentativo
Tipos de conclusão do texto dissertativo argumentativoTipos de conclusão do texto dissertativo argumentativo
Tipos de conclusão do texto dissertativo argumentativo
 
Ecs opiniao publica
Ecs opiniao publicaEcs opiniao publica
Ecs opiniao publica
 
Dizjornal124
Dizjornal124Dizjornal124
Dizjornal124
 
Cap ufrj-vestibular 2012
Cap   ufrj-vestibular 2012Cap   ufrj-vestibular 2012
Cap ufrj-vestibular 2012
 
Clube Bilderberg
Clube BilderbergClube Bilderberg
Clube Bilderberg
 
Marketing Alternativo
Marketing AlternativoMarketing Alternativo
Marketing Alternativo
 
Redes sociais, pragmatismo e o maior viral do mundo
Redes sociais, pragmatismo e o maior viral do mundoRedes sociais, pragmatismo e o maior viral do mundo
Redes sociais, pragmatismo e o maior viral do mundo
 
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlicaO Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
O Papel Da Imprensa Na FormaçãO Da OpiniãO PúBlica
 
CLUBE BILDERBERG - Os Senhores do Mundo - Daniel Estulin
CLUBE BILDERBERG - Os Senhores do Mundo - Daniel  EstulinCLUBE BILDERBERG - Os Senhores do Mundo - Daniel  Estulin
CLUBE BILDERBERG - Os Senhores do Mundo - Daniel Estulin
 
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTOSérie FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
Série FLUZZ Volume 8 NETWEAVER HOWTO
 

Mais de Ricardo Dias (8)

Métodos contracetivos mecânicos, fisícos ou de barreira
Métodos contracetivos mecânicos, fisícos ou de barreiraMétodos contracetivos mecânicos, fisícos ou de barreira
Métodos contracetivos mecânicos, fisícos ou de barreira
 
Amoníaco 11º
Amoníaco 11ºAmoníaco 11º
Amoníaco 11º
 
Atividade Geológica de um Rio
Atividade Geológica de um RioAtividade Geológica de um Rio
Atividade Geológica de um Rio
 
Amplitudes Térmicas no Deserto
Amplitudes Térmicas no DesertoAmplitudes Térmicas no Deserto
Amplitudes Térmicas no Deserto
 
Reprodução Assexuada
Reprodução AssexuadaReprodução Assexuada
Reprodução Assexuada
 
Relatório Atividades Laboratoriais 1.1, 1.2, 1.3, 1.4 11º
Relatório Atividades Laboratoriais 1.1, 1.2, 1.3, 1.4 11ºRelatório Atividades Laboratoriais 1.1, 1.2, 1.3, 1.4 11º
Relatório Atividades Laboratoriais 1.1, 1.2, 1.3, 1.4 11º
 
A Célula
A CélulaA Célula
A Célula
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 

A Comunicação e Manipulação dos Mass Media

  • 1. A comunicação e manipulação dos mass media 1 A comunicação e manipulação dos mass media Filosofia 2012/2013 10ºA
  • 2. A comunicação e manipulação dos mass media 2 Índice Introdução………………………………………………………………………………3 Um pouco de história……………………………………………………………………4 Música..…………………………………………………………………………………5 Notícias………………………………………………………………………………….7 Conclusão……………………………………………………………………………….9 Webgrafia………………………………………………………………………………10
  • 3. A comunicação e manipulação dos mass media 3 Introdução No âmbito da disciplina de Filosofia, foi-nos pedido um trabalho sobre a manipulação e os meios de comunicação das massas. E com este trabalho pretendo mostrar que talvez a “massa” (a sociedade) seja o maior problema da própria. Coisa de pouca importância… Mas o que é que tem importância nos dias de hoje? Carros novos, telemóveis topo de gama? Ou talvez a honestidade e a sinceridade? Confuso não é? Incrível o quanto mudam os nossos desejos devido à comunicação social. Esperamos conseguir mostrar o que influencia a sociedade e o que faz com que ela “gire”.
  • 4. A comunicação e manipulação dos mass media 4 Um pouco de história… O termo cultura de massas surgiu a meio do séc. XX, aquando da generalização de bens devido ao pós-guerra (2ª Guerra Mundial), diminuindo o fosso entre classes altas e baixa, surgindo a classe média. Constituía assim, o grupo de pessoas com estudos medianos que possuíam emprego. Esta classe tornou-se cada vez maior, tendo grande influência no modo de vida normal, opinião, moda, transportes, meios de comunicação e, como implícito, a publicidade e inventos destinados aos mesmos. Estes foram a rádio, a televisão, a publicidade em cartazes, … Infelizmente é isto que faz mover tudo à nossa volta: o dinheiro. Talvez esta seja a principal causa de maior parte dos problemas da humanidade. O dinheiro traz agarrado egoísmo, ganância e muitas outras coisas. E como a comunicação social dá principal destaque ao que a população gosta ou ao que a comunicação social faz com a sociedade goste o dinheiro está sempre presente em qualquer noticiário. A tabela de valores da nossa sociedade está um pouco desordenada em comparações com alguns séculos anteriores. Por exemplo: a honra sempre foi um valor de grande importância em toda a sociedade mas quem é que agora se importa com a honra? Numa sociedade em que somos o que temos o dinheiro desempenha um papel de excessivo relevo. Muitas pessoas, hoje em dia, escondem-se atrás de mascaras querendo parecer uma coisa apesar de serem outra. Hoje em dia talvez faça sentido já que pouca gente tem o famoso véu da ignorância que John Rawls defende. O dinheiro pode comprar muita coisa e parecendo que não na nossa sociedade fazer entender que se tem dinheiro poderá ser benéfico.
  • 5. A comunicação e manipulação dos mass media 5 A música Embora grande parte da comunicação seja feita com o intuito da publicidade e, por conseguinte, por dinheiro, muitas foram e são as bandas e os artistas que tentam alertar para os inúmeros problemas que atravessamos. Um dos exemplos foram os Da Weasel, banda portuguesa fundada 1993. Disco após disco, Pac (vocalista) revelou-se um dos maiores letristas do panorama musical português. E em 2005, (ano de lançamento de Re-Tratamento) “GTA” criticava seriamente a sociedade materialista e existencialista que tinha sido invadida pelos reality shows. A mensagem da música, apesar de muito metafórica, é de fácil interpretação e também podemos adaptá-la com facilidade ao presente. O uso do exemplo dos média pode ser levado para a vida real em que as pessoas não têm medo de passar umas por cima das outras para conseguirem o seu objetivo, muita vez só para o prazer da fama ou do dinheiro não querendo fazer as coisas bem mas fazendo o mínimo, isto é, é chamada a “regra do desenrasca”, faz-se porque tem de ser feito não interessa se muito bom ou razoável. O último verso da primeira estrofe parece uma crítica tanto à sociedade como aos canais abertos de televisão, há quanto tempo não se vê um bom concerto em canal aberto? Que divulgação é dada aos novos artistas do panorama nacional? O Homem é o espelho da sua circunstância histórica e social, e querendo nós quer não, somos condicionados pela nossa sociedade as nossas ações e a nossa forma de pensar é claramente influenciada pelo que nos rodeia, mas estou convicto. E numa sociedade cada vez mais ligada à televisão e em que a televisão mostra e fala de pouco mais que dinheiro (ou a falta dele), fama fácil, e um mundo perfeito das celebridades.
  • 6. A comunicação e manipulação dos mass media 6 Letra Eu jogo tanto GTA que já me podias chamar Tommy Fico bandido tipo Clyde só me faltava a Bonnie vicio na PS ‘pa não me render à telemetria já nem causa irritação passou para apatia vida privada tornada pública a nova pornografia disponível em horário nobre todo o santo dia em tempos de competição feroz, a tv é o algoz que mais cabeças corta, o nível é atroz objetivo é ser famoso não é ser bom naquilo que faz ninguém quer ser genial, ninguém quer ser capaz não é preciso ter talento, apenas um palmo de cara quando há castings para bandas ninguém sequer repara, yo Pára para pensar em quem se decide idolatrar São gigantes com pés de barro, bombas-relógios prestes a estourar beldades subdotadas começam na novela e depois de um mês de trabalho ou caralho ‘tão na grande tela eu recuso-me a entrar no esquema desculpa lá o mau jeito de mim não levam chavo muito menos o meu respeito chama-lhe o que quiseres, chama-lhe preconceito eu chamo-lhe justiça, direito a preceito mais um ano e outra vez repetimos os mesmos erros os nossos sentidos tendem a ficar cada vez mais perros não há informação, há dramatização lagrima fácil no olho, dinheiro limpo na mão e indução da maralha em melodrama de cordel quem comeu, quem bebeu, quem fodeu mais papel? É assim que se quer, toda a notícia de abertura assim se cria e destrói, é tudo sol de pouca dura não confio num pintelho do que me entra pelos olhos já não há pão, só há circo, e esse há aos molhos nem sequer é estranho chamar big brother a um programa nesta estranha sociedade que adora ‘tar na lama ironia do destino, espécie de justiça poética na mentalidade do povo que se quer anoréxica.
  • 7. A comunicação e manipulação dos mass media 7 No entanto, no outro extremo, encontra-se quase toda a (in)sonorização feita pelas estações de rádio. É raro hoje em dia não vermos um programa de rádio que não seja publicitado por alguma marca. Alguns exemplos de hoje em dia são viáveis: Mixórdia de Temáticas, um programa passado na Rádio Comercial, era, segundo os mesmos, “proporcionado pelo Continente”, ou seja, até um programa de comédia em tom de sátira era gerido pelo mesmo destinatário dessa sátira. Viemos num mundo repleto de publicidade, e onde graças a esta a hierarquia de valores é alterada. Por exemplo: “Com um elegante vestido encarnado, Kate Middleton centrou em si as atenções na celebração do Jubileu de Diamante da rainha Isabel. Várias publicações britânicas questionam a escolha da cor - pouco discreta - da mulher do príncipe William. De facto, toda a comitiva real se apresentou de forma discreta em tons de beige e champagne - a rainha foi de branc - mas a duquesa apostou numa esclha audaz com um vestido encarnado Alexander McQueen - coleção outono-inverno 2011/2012 - que centrou, inevitavelmnete em si, todas as atenções. A completar o look, Catherine usou ainda um chapéu encarnado desenhado por Sylvia Fletcher e uma clutch de Alexander McQueen. Acha que o vestido de Kate Middleton era apropriado ao evento real?” http://www.lux.iol.pt/moda/kate-middleton-vestido-kate-middleton-vestido- kate-middleton-jubieu/1352915-5008.html O que será mais importante nas comemorações do jubileu de diamante da rainha de Inglaterra? O vestido de alguém ou o que uma Rainha fez durante mais de meio século numa das maiores potências mundiais como o Reino Unido? Não é de admirar que a nossa sociedade “adore andar na lama” como neste momento, já que somos bombardeados constantemente por este tipo de notícias tanto em revistas, como em jornais e também na televisão. Porém, a discussão será possível no que toca à culpa da nossa sociedade ser como é. Isto é, ninguém sabe (apenas alguns acreditam) se a sociedade é o ser humano que a constitui é totalmente livre. Passo a explicar, há quem defenda que o Homem é apenas uma marioneta de uma “força superior” e que tudo o que faz, faz porque tem de ser, ou seja não é livre. Há também quem defende que apesar de todas as condicionantes que o nosso corpo e mente têm o ser humano consegue decidir o que fazer ou não, pelo menos dentro dos possíveis (já que se alguém decidir ir até ao fundo do mar e permanecer algum tempo será impossível).
  • 8. A comunicação e manipulação dos mass media 8 Estamos acostumados a receber informações diariamente de tudo que se passa ao nosso redor e em todo mundo. Assistimos notícias, anúncios, filmes, detalhes de atores e celebridades, e assuntos gerais que ocupam o tempo e nos isolam da realidade. Toda essa comunicação nos impõe um padrão de vida e felicidade a ser alcançado, com objetivos e ideais muitas vezes impossíveis para todos, mas diante a televisão isso se torna possível. A realidade dos telejornais é passada como algo distante e irreal, enquanto as novelas emocionam o país como se fossem problemas reais que afetam a todos ou seja esta inversão entre realidade e ficção é notável principalmente nas novelas assim a novela passa por um relato do real, enquanto o noticiário (que perdeu as referências temporais e espacias) torna-se irreal. A prova disso são telespectadores que se comovem em demasia com a morte de uma personagem, enquanto um desastre real em algum lugar do mundo passa por ouvintes inertes e ínsensíveis ao fato. Assim os indivíduos abdicam de sua liberdade pelos meios de comunicação e deixam-se ser controlados. Os principais responsáveis são, o governo e classes sócio-econômicas dominantes, tanto financeiramente como culturalmente, utilizando essas mídias de modo a manipular a sociedade. A manipulação é notável pois, a maioria das pessoas deixam de fazer exercícios físicos, passear com amigos, praticar desportos, apreciar a natureza, para assistirem aquela novela comovente, ou preferem se relacionar pela internet do que pessoalmente. Tudo que ouvimos e vemos referente a moda, faz com que tornemos modelo dela, porque vivemos de acordo com o que a media expõe e a sociedade por sua vez aceita por ser algo novo, ou muitas vezes agradável aos nossos olhos, mesmo que não seja de acordo com o bom senso de anos atrás. Tornando muitas vezes os indivíduos apáticos sem senso-crítico, aceitando tudo que os meios de comunicação lhes impõem, não incentivando a reflexão e consequentemente a discussão de diversos assuntos.
  • 9. A comunicação e manipulação dos mass media 9 Conclusão A sociedade hoje em dia é bombardeada por publicidade e anúncios comerciais para comprar isto, outro e coiso e tal… Mas infelizmente não há nenhuma estação de televisão ou jornal a fornecer um espaço grátis para publicidade a instituições de solidariedade social. Parte da futilidade da nossa sociedade passa por o que a sociedade vive e, hoje em dia, com uma população cada vez mais apegada e influenciável à televisão e à internet a influencia destes é enormíssima. Cada vez as pessoas estão mais ligadas ao exterior das coisas, gosto do exemplo dos saltos altos: quantas mulheres se sentem confortáveis em sapatos que são autênticas andas? Porém, a grande maioria usa, mas porquê se não se sentem confortáveis? Para darem nas vistas, para ficarem mais altas? Sou da opinião que cada pessoa deve sentir-se bem consigo própria nem que para isso tenha de recorrer a cirurgias plásticas para tirar dali e por noutro ali, mas sentindo- se confortável. Num mundo cheio de problemas sérios porque é que nos havemos de preocupar com coisas pequenas e fúteis como estes exemplos dados ao longo do trabalho. Está na altura de mudar, fazer alguma coisa para que valores como a verdade, a honra e a amizade e a união voltem para a nossa sociedade.
  • 10. A comunicação e manipulação dos mass media 10 Webgrafia http://pt.wikipedia.org/wiki/Comunica%C3%A7%C3%A3o_de_massa http://prezi.com/hv5bywy_1yqx/a-manipulacao-e-os-meios-de-comunicacao-de-massas/ http://historicofilosoficas.blogspot.pt/2010/01/manipulacao-dos-meios-de-comunicacao- de.html http://www.univ-ab.pt/~bidarra/hyperscapes/video-grafias-266.htm http://en.wikipedia.org/wiki/Mass_media http://letras.mus.br/da-weasel/84820/ Trabalho realizado por: Ricardo Dias João Pires Nuno Costa Rodrigo Caetano Raphael Figueira