SlideShare uma empresa Scribd logo

Perguntas sobre a divindade

Perguntas sobre a divindade

1 de 112
Baixar para ler offline
1
277 Perguntas Sobre a
Divindade respondidas a
Luz da Bíblia e do Espírito
de Profecia
Edição
Revisada e Ampliada
Ribamar
Cantanhede
Mestre e Doutor
em Teologia
2
1 - Onde está revelado o que Deus deseja que conheçamos a seu respeito?
Resposta: "Na Palavra de Deus e nas suas Obras"
"O que Deus deseja que conheçamos a Seu respeito está revelado em Sua
Palavra e em Suas obras." WHITE, Ellen G., Vida e Ensinos, Pág. 83
"Porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes
manifestou. 20 Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como
também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do
mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por
isso, indesculpáveis." Romanos: 1:19-20
“Deus lhes manifestou. Deus Se revela ao ser humano dc três maneiras: por
uma revelação interna à razão e à consciência de cada pessoa (Rm 2:15;
cf. Jo 1:9), por uma revelação externa nas obras da criação (Rm 1:20) e
pela revelação especial nas Escrituras e na pessoa e na obra de Cristo,
que confirma c completa as outras revelações. Aqui, Paulo está se
referindo às duas primeiras. Deus dotou o ser humano de razão e
consciência. Ele o fez capaz de ver e investigar Suas obras. Estendeu diante
dele a evidência de Sua bondade, sabedoria e poder. Assim, Deus tornou
possível tanto aos gentios como aos judeus aprender dEle.
20. Atributos invisíveis. Ou seja, “Seu eterno poder e Sua divindade”,
como é mencionado mais tarde. Em sua cegueira, as pessoas tinham
substituído esses atributos invisíveis de Deus pelas imagens visíveis.
Divindade. Do gr. theioiês, “natureza divina”, “divindade”. Esta é a única
ocorrência de theioiês no NT. Aqui, o apóstolo fala da essência divina e a
manifestação dos atributos divinos, c não da Trindade como tal
(comparar a palavra theotês em Cl 2:9, que significa “divindade”).
Claramente se reconhecem. Os atributos invisíveis de Deus podem ser
percebidos pela mente com a ajuda das obras criadas da natureza. Apesar
de terem sido marcadas pelo pecado, “as coisas que foram criadas”
testemunham que um poder infinito criou este mundo. Ao nosso redor,
vemos abundantes evidências da bondade e do amor divinos. Assim, é
possível, mesmo aos pagãos, reconhecer o poder do Criador.
Desde o princípio do mundo. Ou seja, desde a criação.
Indesculpáveis. A revelação de Deus pela consciência e pela natureza é
suficiente para iluminar os seres humanos quanto às exigências divinas.
Diante dessa revelação, eles não têm desculpa por não cumprir o dever, isto
é, por sua idolatria e por ocultar a verdade.” SÉTIMO DIA, Comentário
Bíblico Adventista do, Vol. 6, Págs. 521-522
“A lição mais difícil e humilhante que o homem tem que aprender é sua
própria ineficiência em depender da sabedoria humana, e o fracasso certo
de seus próprios esforços para ler a natureza corretamente. O pecado
obscureceu sua visão, e de si mesmo ele não pode interpretar a natureza sem
colocá-la acima de Deus. Ele não pode discernir nele Deus, ou Jesus
Cristo, a quem Ele enviou. Ele está na mesma posição que os atenienses,
que ergueram seus altares para a adoração da natureza. De pé no meio da
Colina de Marte, Paulo apresentou diante do povo de Atenas a majestade do
Deus vivo em contraste com sua adoração idólatra. [Atos 17:22-
29 citado.] {6BC 1068.1}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág. 1068,
Parágrafo 1
“Há um Deus pessoal, o Pai; há um Cristo pessoal, o Filho. [Hebreus 1:1,
2: Salmo 19:1-3 citado.] ... {6BC 1068.3}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág.
1068, Parágrafo 3
“Os antigos filósofos orgulhavam-se de seu conhecimento superior. Vamos
ler a compreensão inspirada do apóstolo sobre o assunto. "Professando-se
3
para ser sábio", diz ele, "eles se tornaram tolos, e mudaram a glória do Deus
incorruptível em uma imagem feita como o homem corruptível, e para os
pássaros, e bestas de quatro pés, e coisas rastejantes.... Que transformou a
verdade de Deus em uma mentira, e adorou e serviu a criatura mais do
que o Criador." Em sua sabedoria humana o mundo não pode conhecer
Deus. Seus sábios reúnem um conhecimento imperfeito de Deus a partir de
Suas obras criadas, e então em sua tolice eles exaltam a natureza e as leis da
natureza acima do Deus da natureza. Aqueles que não têm conhecimento
de Deus através de uma aceitação da revelação que Ele fez de Si mesmo
em Cristo, obterão apenas um conhecimento imperfeito dele na natureza; e
esse conhecimento, tão longe de trazer todo o ser em conformidade com sua
vontade, fará dos homens idólatras. Professando-se para serem sábios,
eles se tornarão tolos. {6BC 1068.4}”}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág.
1068, Parágrafo 4
“Aqueles que pensam que podem obter um conhecimento de Deus além
de Seu Representante, a quem a Palavra declara ser "a imagem
expressa de sua pessoa", precisarão se tornar tolos em sua própria
estimativa antes que possam ser sábios. É impossível obter um
conhecimento perfeito de Deus apenas da natureza; pois a própria natureza
é imperfeita. Em sua imperfeição não pode representar Deus, não pode
revelar o caráter de Deus em sua perfeição moral. Mas Cristo veio como
um salvador pessoal para o mundo. Ele representava um Deus pessoal.
Como um Salvador pessoal, Ele subiu no alto; e Ele voltará a subir ao céu —
um Salvador pessoal. Ele é a imagem expressa da pessoa do Pai. "Nele
habita toda a plenitude do corpo de Godhead" (The Review and Herald, 8 de
novembro de 1898). {6BC 1068.5}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág. 1068,
Parágrafo 5
"Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é
certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra."
Oséias: 6:3
O “Senhor” e o “Ele” descritos no versículo acima é o próprio Cristo. É Ele quem descerá
sobre o seu povo como a “Chuma Serôdia”.
- Ele desceu como o Messias (Gál: 4:4; PR 688-689) e como a “Chuva Temporã (Atos:
2:1-47)
- Ele descerá como a “Chuva Serôdia” (Apocalipse: 18:1) e descerá na “Segunda
Vinda 'na Glória do Pai” (DTN 739).
“Sua vinda. Evidentemente, o antecedente de "Sua" é o "SEN HOR". A
passagem apropriadamente descreve a obra da vinda
do Messias (ver PR, 688). Como a alva. Jesus Cristo é o amanhecer, ou o
sol nascente das alturas (Lc 1:78). Como a aurora tranquila e gentilmente
irrompe sobre a terra, dissipa ndo as sombras da noite e despertando o
mundo para uma nova vida e atividade, assim será "o sol da justiça ,
trazendo salvação nas suas asas" (Ml4:2). Cristo não veio com
demonstração externa de glória para deslumbrar os sentidos dos homens.
Em vez disso, Ele deu ao ser humano a quantid ade exata de luz necessária
para sua salvação. Como chuva serôdia. A chuva temporã, no fim de outubro
até a primeira parte de dezembro (ver com. de Dt 11:14; Jl 2:23), após a
estação seca, permite o plantio da semente no outono (no início do ano civil
e agrícola judaicos). A chuva serôdia, em março e abril, que antecede e
amadurece a colheita, fecha a temporada de inverno chuvoso, que culmina
em janeiro (ver vol. 2, p. 93, 94). É com essa linguagem expressiva e
figurativa que Oseias assegura ao seu povo as abundantes bênçãos de
Deus que iriam reavivar e alimentar sua vid a espiritual.” SÉTIMO DIA,
Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 4, Pág. 996
4
“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu,
sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas
sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me
esquecerei de teus filhos.” Oséias: 4:6
“Porque lhe falta o conhecimento. Literalmente, "por não conhecer". O
conhecimento específico que lhes faltava era o de Deus, o mais
essencial de todos os saberes. Isaías atribuiu o cativeiro a essa falta (ver
com. de Is 5:13). Embora Deus possa relevar certos tipos de ignorância (ver
At 17:3 0), Ele não tolera em Seu povo eleito a ignorância das coisas
espirituais (ver com. de Êx 4:21). As pessoas seriam inevitavelmente
destruídas por sua falta de conhecimento essencial. Eles poderiam ter
obtido o conhecimento caso se esforçassem para obtê-lo. Os homens são
responsáveis não só pelo que eles sabem (Jo 9:41; 15:22, 24; Tg 4:1 7), mas
também por aquilo que poderiam ter conhecido se tivessem se aplicado
a obter os conhecimentos essenciais (cf. 2Pe 3:5 ). Muitos temem uma
investigação mais profunda da verdade porque isso pode exigir uma
mudança de conduta, algo que um coração amante do pecado não está
disposto a realizar. Dessa form a, deliberadamente desistem de uma
investigação mais profunda. Deus não pode desculpar essa ignorância
voluntária.” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 4, Pág.989
2 - Quem era o Espírito que pairava sobre a face das águas em Gênesis 1.2?
Resposta: "O Próprio Cristo" - Ele é "o Espírito, a Palavra e a Luz"
"A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre aface do abismo,
e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas." Genésia: 1:2
"Só com o auxílio daquele Espírito que, no princípio"Se movia sobre a face
das águas" (Gên. 1:2); daquela Palavra pela qual "todas as coisas foram
feitas" (João 1:3); daquela "Luz verdadeira, quealumia a todo homem
que vem ao mundo" (João1:9), pode ser devidamente interpretado o
testemunho da ciência. Só por essa guia as mais profundas verdades da
mesma ciência podem ser discernidas. Só sob a direção do Onisciente
havemos de ser habilitados, no estudo de Suas obras, a pensar em harmonia
com os Seus pensamentos." - WHITE, Ellen G. - Conselhos aos Pais,
Professores e Estudantes, Pág. 530.
"As suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o Seu eterno
poder como a Sua divindade... se vêem pelas coisas que estão criadas." Rom.
1:20. Mas o seu testemunho poderá ser compreendido apenas mediante o
auxílio do Mestre divino. "Qual dos homens sabe as coisas do homem,
senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as
coisas de Deus, senão o Espírito de Deus." I Cor.2:11. "Quando vier aquele
Espírito da verdade, Ele vos guiará em toda a verdade." João 16:13.
Exclusivamente pelo auxílio daquele Espírito que no princípio "Se movia
sobre aface das águas" (Gên. 1:2), pelo auxílio daquelaPalavra pela qual
"todas as coisas foram feitas" (João 1:3), e daquela "luz verdadeira, que
alumia atodo homem que vem ao mundo" (João 1:9), pode o testemunho da
ciência ser corretamente interpretado. Apenas sob sua orientação se
podem discernir suas mais profundas verdades." WHITE, Ellen G.,
Educação, Pág.. 134.
A “Glória de Deus” ‘Pairando’ sobre o Monte Sinai
“Poucos dias apenas se haviam passado desde que os hebreus fizeram um
concerto solene com Deus, para obedecerem à Sua voz. Tinham estado a
tremer de terror diante do monte, ouvindo as palavras do Senhor: "Não terás
5
outros deuses diante de Mim." Êxo. 20:3. A glória de Deus ainda pairava
sobre o Sinai à vista da congregação; mas desviaram-se e pediram outros
deuses. "Fizeram um bezerro em Horebe, e adoraram a imagem fundida. E
converteram a Sua glória na figura de um boi." Sal. 106:19 e 20.” WHITE,
Ellen G., Patriarcas e Profetas, Págs. 317
3 - Quem foi visto pairando sobre as águas depois que ressuscitou?
Resposta: o próprio Cristo.
"E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e
exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo, gritaram." Mateus: 14:26
"Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as
águas." Mateus: 14:28
"E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e foi ter com
Jesus." Mateus: 14:29
4 - Quantas pessoas estavam presentes quando Deus disse"façamos o homem
a nossa imagem e semelhança?
Resposta: "Duas Pessoas, Deus e seu Filho"
"Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa
semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre
os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela
terra." Gênesis: 1:26.
"Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu, oprimeiro depois de Cristo.
Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade.
Sua testa era alta e larga, demonstrando grandeinteligência. Sua forma era
perfeita, seu porte nobree majestoso. Mas quando Deus disse a Seu Filho:
"Façamos o homem à Nossa imagem" (Gên. 1:26), Satanás teve ciúmes de
Jesus. Ele desejava serconsultado sobre a formação do homem, e porque
não o foi, encheu-se de inveja, ciúmes e ódio. Ele desejou receber no Céu a
mais alta honra depois de Deus." WHITE, Ellen G. - Primeiros Escritos,
Pág. 145.
“Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram
a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o
homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da
Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho:
"Façamos o homem à Nossa imagem." Gên. 1:26.” WHITE, Ellen G. -
História da Redenção, Págs. 20-21.
“Na obra da criação, Cristo estava com Deus. Era um com Deus, igual a Ele...
Só Ele, o Criador do homem, podia ser seu Salvador" WHITE, Ellen G. - Para
Conhecê-lo – Meditação Matinal de 1965,Pág. 18.
5 - Qual era o terceiro poder que estava presente na criação do mundo?
Resposta: "Os Anjos de Deus"
“Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens
entendimento. 5 Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre
ela o cordel? 6 Sobre que estão fundadas as suas bases ou quem lhe assentou a pedra
angular, 7 quando as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam, e rejubilavam
6
todos os filhos de Deus?” Jó: 38:4-7
“Enquanto os luzeiros matutinos, como a Alva, juntos cantavam e todos os anjos,
filhos de Deus, bradavam de júbilo?” Jó: 38:7 (King James Atualizada)
“Na manhã da criação, as estrelas cantavam em coro, e os servidores celestiais
soltavam gritos de alegria.” Jó: 38:7 (NTLH)
“Enquanto as estrelas matutinas juntas cantavam e todos os anjos se regozijavam?”
Jó: 38:7 (NVI)
"Antes da criação do homem, existiam anjos; pois,quando os fundamentos
da Terra foram lançados,"as estrelas da alva juntas alegremente cantavam,
etodos os filhos de Deus rejubilavam". Jó 38:7.Depois da queda do homem
foram enviados anjos a guardar a árvore da vida, e isto antes que qualquer
ser humano houvesse morrido. Os anjos são, em sua natureza,
superiores aos homens, pois osalmista diz que o homem foi feito "pouco
menor doque os anjos". Sal. 8:5." WHITE, Ellen G., O Grande Conflito, Pág.
511
“Rejubilavam. Três vezes é mencionada a alegria dos anjos: na criação, na
redenção e na recriação da Terra (ver PP, 65; T6, 456; TS, 42).” SÉTIMO DIA,
Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 3, Pág. 676
Observe que em Jó 34.7 as “Estrelas da Alva” é sinônimo de “Filhos de Deus” que são
uma referência aos “Anjos de Deus”
Agora observe:
“Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio
também Satanás entre eles.” Jó: 1:6
“Chegou o dia em que os servidores celestiais vieram apresentar-se diante de Deus,
o SENHOR, e no meio deles veio também Satanás.” Jó: 1:6 (NTLH)
“Certo dia os anjos vieram apresentar-se ao Senhor, e Satanás também veio com eles.”
Jó: 1:6 (NVI)
“Numa certa ocasião, quando os anjos se reuniram na presença do Senhor, Satanás, o
Acusador, estava entre eles.” Jó: 1:6 (BV)
“Certo dia, os anjos se apresentaram a Javé e, entre eles, foi também Satã.” Jó: 1:6
(Versão da Bíblia Católica sem apócrifos)
“Filhos de Deus. A LXX traduz a frase como "anjos de Deus". Evidentemente
a referência é a anjos ... Os anjos, como os homens, são seres criados (Cl l:l6)
e, neste sentido, filhos de Deus.” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico
Adventista do, Vol. 3, Pág. 556
“Ali está o trono, e ao seu redor, o arco-íris da promessa. Ali estão querubins
e serafins. Os comandantes das hostes celestiais, os filhos de Deus, os
representantes dos mundos não caídos, acham-se congregados. O
conselho celestial, perante o qual Lúcifer acusara a Deus e a Seu Filho, os
representantes daqueles reinos imaculados sobre os quais Satanás pensara

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018
Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018
Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018Natalino das Neves Neves
 
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editadoLição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editadoPr Neto
 
A ressurreição de_ cristo_parte_01
A  ressurreição  de_ cristo_parte_01A  ressurreição  de_ cristo_parte_01
A ressurreição de_ cristo_parte_01Pr Neto
 
A pessoa de jesus no antigo testamento cpad
A pessoa de jesus no antigo testamento   cpadA pessoa de jesus no antigo testamento   cpad
A pessoa de jesus no antigo testamento cpadCassiusDanilo
 
Ajuda ao apocalipse watchman nee
Ajuda ao apocalipse   watchman neeAjuda ao apocalipse   watchman nee
Ajuda ao apocalipse watchman neeCassiusDanilo
 
Lição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova Aliança
Lição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova AliançaLição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova Aliança
Lição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova AliançaÉder Tomé
 
Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01Pr Neto
 
Lição 8 - Uma Aliança Superior
Lição 8 - Uma Aliança SuperiorLição 8 - Uma Aliança Superior
Lição 8 - Uma Aliança SuperiorÉder Tomé
 
Resposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindadeResposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindadeLuciano Armando
 
Errata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
Errata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a MoisésErrata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
Errata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a MoisésÉder Tomé
 
007 conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vf
007   conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vf007   conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vf
007 conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vfairtonbatista
 
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pinkA manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pinksoarescastrodf
 

Mais procurados (20)

O rico e o mendigo
O rico e o mendigo   O rico e o mendigo
O rico e o mendigo
 
Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018
Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018
Lição 3 - O batismo de Jesus - Lições Bíblicas Jovens - 1 tri 2018
 
Lição 12 hebreus
Lição 12   hebreusLição 12   hebreus
Lição 12 hebreus
 
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editadoLição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
Lição 13 jesus cristo o modelo supremo de caráter_editado
 
A ressurreição de_ cristo_parte_01
A  ressurreição  de_ cristo_parte_01A  ressurreição  de_ cristo_parte_01
A ressurreição de_ cristo_parte_01
 
A pessoa de jesus no antigo testamento cpad
A pessoa de jesus no antigo testamento   cpadA pessoa de jesus no antigo testamento   cpad
A pessoa de jesus no antigo testamento cpad
 
Ajuda ao apocalipse watchman nee
Ajuda ao apocalipse   watchman neeAjuda ao apocalipse   watchman nee
Ajuda ao apocalipse watchman nee
 
Lição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova Aliança
Lição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova AliançaLição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova Aliança
Lição 9 - Contraste na adoração da Antiga e Nova Aliança
 
Lição 3 Hebreus
Lição 3   HebreusLição 3   Hebreus
Lição 3 Hebreus
 
Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01
 
Lição 5 Hebreus
Lição 5   Hebreus Lição 5   Hebreus
Lição 5 Hebreus
 
Lição 8 - Uma Aliança Superior
Lição 8 - Uma Aliança SuperiorLição 8 - Uma Aliança Superior
Lição 8 - Uma Aliança Superior
 
Lição 2 Hebreus
Lição 2   HebreusLição 2   Hebreus
Lição 2 Hebreus
 
Resposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindadeResposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindade
 
Mateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiroMateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiro
 
Ajuda ao apocalipse
Ajuda ao apocalipseAjuda ao apocalipse
Ajuda ao apocalipse
 
Palestra batismo com espirito santo
Palestra batismo com espirito santoPalestra batismo com espirito santo
Palestra batismo com espirito santo
 
Errata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
Errata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a MoisésErrata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
Errata Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
 
007 conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vf
007   conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vf007   conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vf
007 conhecimento de deus - j.i.packer - espirito-vf
 
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pinkA manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8   arthur walkignton pink
A manifestação da eleição, doutrina eleição, cap. 8 arthur walkignton pink
 

Semelhante a Perguntas sobre a divindade

Myer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deusMyer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deusagds2
 
26. gênesis dois sete
26. gênesis dois sete26. gênesis dois sete
26. gênesis dois setepohlos
 
Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)
Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)
Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)Jorge A. Ferreira
 
La religion interior - La experiencia personal con Dios
La religion interior - La experiencia personal con DiosLa religion interior - La experiencia personal con Dios
La religion interior - La experiencia personal con DiosEstudiantes Urantia
 
A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade - J...
A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade  - J...A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade  - J...
A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade - J...Silvio Dutra
 
34. apocalipse 1
34. apocalipse 134. apocalipse 1
34. apocalipse 1pohlos
 
A razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoA razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoEduardo Sousa Gomes
 
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimentoPneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimentoDangelo Nascimento
 
O criador o céu e a terra o homem a queda
O criador o céu e a terra o homem a quedaO criador o céu e a terra o homem a queda
O criador o céu e a terra o homem a quedaBenedilosn
 
19. a personalidade do espírito santo
19. a personalidade do espírito santo19. a personalidade do espírito santo
19. a personalidade do espírito santopohlos
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaRicardo Gondim
 
A presença pessoal do confortador
A presença pessoal do confortadorA presença pessoal do confortador
A presença pessoal do confortadorSilvio Dutra
 
Criacão das testemunhas de Jeová
  Criacão das testemunhas de Jeová  Criacão das testemunhas de Jeová
Criacão das testemunhas de JeováBiblioteca Virtual
 
Trindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santoTrindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santojb1955
 

Semelhante a Perguntas sobre a divindade (20)

Myer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deusMyer pearlman joao o evangelho do filho de deus
Myer pearlman joao o evangelho do filho de deus
 
26. gênesis dois sete
26. gênesis dois sete26. gênesis dois sete
26. gênesis dois sete
 
Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)
Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)
Teologia da Revelação (Revelação Universal de Deus)
 
Bibliologia 2
Bibliologia 2Bibliologia 2
Bibliologia 2
 
O nascer de novo
O nascer de novoO nascer de novo
O nascer de novo
 
Pneumatologia 6
Pneumatologia 6Pneumatologia 6
Pneumatologia 6
 
La religion interior - La experiencia personal con Dios
La religion interior - La experiencia personal con DiosLa religion interior - La experiencia personal con Dios
La religion interior - La experiencia personal con Dios
 
A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade - J...
A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade  - J...A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade  - J...
A Pessoa de Cristo, o Efeito mais Inefável da Divina Sabedoria e Bondade - J...
 
34. apocalipse 1
34. apocalipse 134. apocalipse 1
34. apocalipse 1
 
Refletindo a cristo (rc) mm
Refletindo a cristo (rc)   mmRefletindo a cristo (rc)   mm
Refletindo a cristo (rc) mm
 
A razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoA razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismo
 
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimentoPneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
 
O criador o céu e a terra o homem a queda
O criador o céu e a terra o homem a quedaO criador o céu e a terra o homem a queda
O criador o céu e a terra o homem a queda
 
19. a personalidade do espírito santo
19. a personalidade do espírito santo19. a personalidade do espírito santo
19. a personalidade do espírito santo
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação Progressiva
 
A presença pessoal do confortador
A presença pessoal do confortadorA presença pessoal do confortador
A presença pessoal do confortador
 
Principios elementares
Principios elementaresPrincipios elementares
Principios elementares
 
Criacão das testemunhas de Jeová
  Criacão das testemunhas de Jeová  Criacão das testemunhas de Jeová
Criacão das testemunhas de Jeová
 
01b paroquia imaculada
01b paroquia imaculada01b paroquia imaculada
01b paroquia imaculada
 
Trindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santoTrindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santo
 

Último

Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxCelso Napoleon
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioNilson Almeida
 
Oração De São Jorge
Oração De São JorgeOração De São Jorge
Oração De São JorgeNilson Almeida
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraNilson Almeida
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxCelso Napoleon
 
Orações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De LéllisOrações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De LéllisNilson Almeida
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Nilson Almeida
 
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoOração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoNilson Almeida
 
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Joary Jossué Carlesso
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoNilson Almeida
 
Orações Para Crianças
Orações Para CriançasOrações Para Crianças
Orações Para CriançasNilson Almeida
 
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosOrações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosNilson Almeida
 
Novena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo ExpeditoNovena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo ExpeditoNilson Almeida
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaOração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaNilson Almeida
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...Denise Aguiar
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoNilson Almeida
 
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoOrações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoNilson Almeida
 
Oração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus CristoOração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus CristoNilson Almeida
 

Último (20)

Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São Patrício
 
Oração De São Jorge
Oração De São JorgeOração De São Jorge
Oração De São Jorge
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa Senhora
 
Orações Do Cristão
Orações Do CristãoOrações Do Cristão
Orações Do Cristão
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
 
Orações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De LéllisOrações A São Camilo De Léllis
Orações A São Camilo De Léllis
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra
 
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoOração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
 
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
Discipulado na Assembleia de Deus: como fazer funcionar?
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
 
Orações Para Crianças
Orações Para CriançasOrações Para Crianças
Orações Para Crianças
 
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos VíciosOrações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
Orações Novena Santas Chagas Pela Libertação Dos Vícios
 
Novena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo ExpeditoNovena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E MariaOração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
 
Prece De Caritas
Prece De CaritasPrece De Caritas
Prece De Caritas
 
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E LibertaçãoOrações Selecionadas De Cura E Libertação
Orações Selecionadas De Cura E Libertação
 
Oração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus CristoOração De Proteção Jesus Cristo
Oração De Proteção Jesus Cristo
 

Perguntas sobre a divindade

  • 1. 1 277 Perguntas Sobre a Divindade respondidas a Luz da Bíblia e do Espírito de Profecia Edição Revisada e Ampliada Ribamar Cantanhede Mestre e Doutor em Teologia
  • 2. 2 1 - Onde está revelado o que Deus deseja que conheçamos a seu respeito? Resposta: "Na Palavra de Deus e nas suas Obras" "O que Deus deseja que conheçamos a Seu respeito está revelado em Sua Palavra e em Suas obras." WHITE, Ellen G., Vida e Ensinos, Pág. 83 "Porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. 20 Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis." Romanos: 1:19-20 “Deus lhes manifestou. Deus Se revela ao ser humano dc três maneiras: por uma revelação interna à razão e à consciência de cada pessoa (Rm 2:15; cf. Jo 1:9), por uma revelação externa nas obras da criação (Rm 1:20) e pela revelação especial nas Escrituras e na pessoa e na obra de Cristo, que confirma c completa as outras revelações. Aqui, Paulo está se referindo às duas primeiras. Deus dotou o ser humano de razão e consciência. Ele o fez capaz de ver e investigar Suas obras. Estendeu diante dele a evidência de Sua bondade, sabedoria e poder. Assim, Deus tornou possível tanto aos gentios como aos judeus aprender dEle. 20. Atributos invisíveis. Ou seja, “Seu eterno poder e Sua divindade”, como é mencionado mais tarde. Em sua cegueira, as pessoas tinham substituído esses atributos invisíveis de Deus pelas imagens visíveis. Divindade. Do gr. theioiês, “natureza divina”, “divindade”. Esta é a única ocorrência de theioiês no NT. Aqui, o apóstolo fala da essência divina e a manifestação dos atributos divinos, c não da Trindade como tal (comparar a palavra theotês em Cl 2:9, que significa “divindade”). Claramente se reconhecem. Os atributos invisíveis de Deus podem ser percebidos pela mente com a ajuda das obras criadas da natureza. Apesar de terem sido marcadas pelo pecado, “as coisas que foram criadas” testemunham que um poder infinito criou este mundo. Ao nosso redor, vemos abundantes evidências da bondade e do amor divinos. Assim, é possível, mesmo aos pagãos, reconhecer o poder do Criador. Desde o princípio do mundo. Ou seja, desde a criação. Indesculpáveis. A revelação de Deus pela consciência e pela natureza é suficiente para iluminar os seres humanos quanto às exigências divinas. Diante dessa revelação, eles não têm desculpa por não cumprir o dever, isto é, por sua idolatria e por ocultar a verdade.” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 6, Págs. 521-522 “A lição mais difícil e humilhante que o homem tem que aprender é sua própria ineficiência em depender da sabedoria humana, e o fracasso certo de seus próprios esforços para ler a natureza corretamente. O pecado obscureceu sua visão, e de si mesmo ele não pode interpretar a natureza sem colocá-la acima de Deus. Ele não pode discernir nele Deus, ou Jesus Cristo, a quem Ele enviou. Ele está na mesma posição que os atenienses, que ergueram seus altares para a adoração da natureza. De pé no meio da Colina de Marte, Paulo apresentou diante do povo de Atenas a majestade do Deus vivo em contraste com sua adoração idólatra. [Atos 17:22- 29 citado.] {6BC 1068.1}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág. 1068, Parágrafo 1 “Há um Deus pessoal, o Pai; há um Cristo pessoal, o Filho. [Hebreus 1:1, 2: Salmo 19:1-3 citado.] ... {6BC 1068.3}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág. 1068, Parágrafo 3 “Os antigos filósofos orgulhavam-se de seu conhecimento superior. Vamos ler a compreensão inspirada do apóstolo sobre o assunto. "Professando-se
  • 3. 3 para ser sábio", diz ele, "eles se tornaram tolos, e mudaram a glória do Deus incorruptível em uma imagem feita como o homem corruptível, e para os pássaros, e bestas de quatro pés, e coisas rastejantes.... Que transformou a verdade de Deus em uma mentira, e adorou e serviu a criatura mais do que o Criador." Em sua sabedoria humana o mundo não pode conhecer Deus. Seus sábios reúnem um conhecimento imperfeito de Deus a partir de Suas obras criadas, e então em sua tolice eles exaltam a natureza e as leis da natureza acima do Deus da natureza. Aqueles que não têm conhecimento de Deus através de uma aceitação da revelação que Ele fez de Si mesmo em Cristo, obterão apenas um conhecimento imperfeito dele na natureza; e esse conhecimento, tão longe de trazer todo o ser em conformidade com sua vontade, fará dos homens idólatras. Professando-se para serem sábios, eles se tornarão tolos. {6BC 1068.4}”}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág. 1068, Parágrafo 4 “Aqueles que pensam que podem obter um conhecimento de Deus além de Seu Representante, a quem a Palavra declara ser "a imagem expressa de sua pessoa", precisarão se tornar tolos em sua própria estimativa antes que possam ser sábios. É impossível obter um conhecimento perfeito de Deus apenas da natureza; pois a própria natureza é imperfeita. Em sua imperfeição não pode representar Deus, não pode revelar o caráter de Deus em sua perfeição moral. Mas Cristo veio como um salvador pessoal para o mundo. Ele representava um Deus pessoal. Como um Salvador pessoal, Ele subiu no alto; e Ele voltará a subir ao céu — um Salvador pessoal. Ele é a imagem expressa da pessoa do Pai. "Nele habita toda a plenitude do corpo de Godhead" (The Review and Herald, 8 de novembro de 1898). {6BC 1068.5}” SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág. 1068, Parágrafo 5 "Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra." Oséias: 6:3 O “Senhor” e o “Ele” descritos no versículo acima é o próprio Cristo. É Ele quem descerá sobre o seu povo como a “Chuma Serôdia”. - Ele desceu como o Messias (Gál: 4:4; PR 688-689) e como a “Chuva Temporã (Atos: 2:1-47) - Ele descerá como a “Chuva Serôdia” (Apocalipse: 18:1) e descerá na “Segunda Vinda 'na Glória do Pai” (DTN 739). “Sua vinda. Evidentemente, o antecedente de "Sua" é o "SEN HOR". A passagem apropriadamente descreve a obra da vinda do Messias (ver PR, 688). Como a alva. Jesus Cristo é o amanhecer, ou o sol nascente das alturas (Lc 1:78). Como a aurora tranquila e gentilmente irrompe sobre a terra, dissipa ndo as sombras da noite e despertando o mundo para uma nova vida e atividade, assim será "o sol da justiça , trazendo salvação nas suas asas" (Ml4:2). Cristo não veio com demonstração externa de glória para deslumbrar os sentidos dos homens. Em vez disso, Ele deu ao ser humano a quantid ade exata de luz necessária para sua salvação. Como chuva serôdia. A chuva temporã, no fim de outubro até a primeira parte de dezembro (ver com. de Dt 11:14; Jl 2:23), após a estação seca, permite o plantio da semente no outono (no início do ano civil e agrícola judaicos). A chuva serôdia, em março e abril, que antecede e amadurece a colheita, fecha a temporada de inverno chuvoso, que culmina em janeiro (ver vol. 2, p. 93, 94). É com essa linguagem expressiva e figurativa que Oseias assegura ao seu povo as abundantes bênçãos de Deus que iriam reavivar e alimentar sua vid a espiritual.” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 4, Pág. 996
  • 4. 4 “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” Oséias: 4:6 “Porque lhe falta o conhecimento. Literalmente, "por não conhecer". O conhecimento específico que lhes faltava era o de Deus, o mais essencial de todos os saberes. Isaías atribuiu o cativeiro a essa falta (ver com. de Is 5:13). Embora Deus possa relevar certos tipos de ignorância (ver At 17:3 0), Ele não tolera em Seu povo eleito a ignorância das coisas espirituais (ver com. de Êx 4:21). As pessoas seriam inevitavelmente destruídas por sua falta de conhecimento essencial. Eles poderiam ter obtido o conhecimento caso se esforçassem para obtê-lo. Os homens são responsáveis não só pelo que eles sabem (Jo 9:41; 15:22, 24; Tg 4:1 7), mas também por aquilo que poderiam ter conhecido se tivessem se aplicado a obter os conhecimentos essenciais (cf. 2Pe 3:5 ). Muitos temem uma investigação mais profunda da verdade porque isso pode exigir uma mudança de conduta, algo que um coração amante do pecado não está disposto a realizar. Dessa form a, deliberadamente desistem de uma investigação mais profunda. Deus não pode desculpar essa ignorância voluntária.” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 4, Pág.989 2 - Quem era o Espírito que pairava sobre a face das águas em Gênesis 1.2? Resposta: "O Próprio Cristo" - Ele é "o Espírito, a Palavra e a Luz" "A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre aface do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas." Genésia: 1:2 "Só com o auxílio daquele Espírito que, no princípio"Se movia sobre a face das águas" (Gên. 1:2); daquela Palavra pela qual "todas as coisas foram feitas" (João 1:3); daquela "Luz verdadeira, quealumia a todo homem que vem ao mundo" (João1:9), pode ser devidamente interpretado o testemunho da ciência. Só por essa guia as mais profundas verdades da mesma ciência podem ser discernidas. Só sob a direção do Onisciente havemos de ser habilitados, no estudo de Suas obras, a pensar em harmonia com os Seus pensamentos." - WHITE, Ellen G. - Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, Pág. 530. "As suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o Seu eterno poder como a Sua divindade... se vêem pelas coisas que estão criadas." Rom. 1:20. Mas o seu testemunho poderá ser compreendido apenas mediante o auxílio do Mestre divino. "Qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus." I Cor.2:11. "Quando vier aquele Espírito da verdade, Ele vos guiará em toda a verdade." João 16:13. Exclusivamente pelo auxílio daquele Espírito que no princípio "Se movia sobre aface das águas" (Gên. 1:2), pelo auxílio daquelaPalavra pela qual "todas as coisas foram feitas" (João 1:3), e daquela "luz verdadeira, que alumia atodo homem que vem ao mundo" (João 1:9), pode o testemunho da ciência ser corretamente interpretado. Apenas sob sua orientação se podem discernir suas mais profundas verdades." WHITE, Ellen G., Educação, Pág.. 134. A “Glória de Deus” ‘Pairando’ sobre o Monte Sinai “Poucos dias apenas se haviam passado desde que os hebreus fizeram um concerto solene com Deus, para obedecerem à Sua voz. Tinham estado a tremer de terror diante do monte, ouvindo as palavras do Senhor: "Não terás
  • 5. 5 outros deuses diante de Mim." Êxo. 20:3. A glória de Deus ainda pairava sobre o Sinai à vista da congregação; mas desviaram-se e pediram outros deuses. "Fizeram um bezerro em Horebe, e adoraram a imagem fundida. E converteram a Sua glória na figura de um boi." Sal. 106:19 e 20.” WHITE, Ellen G., Patriarcas e Profetas, Págs. 317 3 - Quem foi visto pairando sobre as águas depois que ressuscitou? Resposta: o próprio Cristo. "E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo, gritaram." Mateus: 14:26 "Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas." Mateus: 14:28 "E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e foi ter com Jesus." Mateus: 14:29 4 - Quantas pessoas estavam presentes quando Deus disse"façamos o homem a nossa imagem e semelhança? Resposta: "Duas Pessoas, Deus e seu Filho" "Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra." Gênesis: 1:26. "Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu, oprimeiro depois de Cristo. Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade. Sua testa era alta e larga, demonstrando grandeinteligência. Sua forma era perfeita, seu porte nobree majestoso. Mas quando Deus disse a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem" (Gên. 1:26), Satanás teve ciúmes de Jesus. Ele desejava serconsultado sobre a formação do homem, e porque não o foi, encheu-se de inveja, ciúmes e ódio. Ele desejou receber no Céu a mais alta honra depois de Deus." WHITE, Ellen G. - Primeiros Escritos, Pág. 145. “Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem." Gên. 1:26.” WHITE, Ellen G. - História da Redenção, Págs. 20-21. “Na obra da criação, Cristo estava com Deus. Era um com Deus, igual a Ele... Só Ele, o Criador do homem, podia ser seu Salvador" WHITE, Ellen G. - Para Conhecê-lo – Meditação Matinal de 1965,Pág. 18. 5 - Qual era o terceiro poder que estava presente na criação do mundo? Resposta: "Os Anjos de Deus" “Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento. 5 Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel? 6 Sobre que estão fundadas as suas bases ou quem lhe assentou a pedra angular, 7 quando as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam, e rejubilavam
  • 6. 6 todos os filhos de Deus?” Jó: 38:4-7 “Enquanto os luzeiros matutinos, como a Alva, juntos cantavam e todos os anjos, filhos de Deus, bradavam de júbilo?” Jó: 38:7 (King James Atualizada) “Na manhã da criação, as estrelas cantavam em coro, e os servidores celestiais soltavam gritos de alegria.” Jó: 38:7 (NTLH) “Enquanto as estrelas matutinas juntas cantavam e todos os anjos se regozijavam?” Jó: 38:7 (NVI) "Antes da criação do homem, existiam anjos; pois,quando os fundamentos da Terra foram lançados,"as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, etodos os filhos de Deus rejubilavam". Jó 38:7.Depois da queda do homem foram enviados anjos a guardar a árvore da vida, e isto antes que qualquer ser humano houvesse morrido. Os anjos são, em sua natureza, superiores aos homens, pois osalmista diz que o homem foi feito "pouco menor doque os anjos". Sal. 8:5." WHITE, Ellen G., O Grande Conflito, Pág. 511 “Rejubilavam. Três vezes é mencionada a alegria dos anjos: na criação, na redenção e na recriação da Terra (ver PP, 65; T6, 456; TS, 42).” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 3, Pág. 676 Observe que em Jó 34.7 as “Estrelas da Alva” é sinônimo de “Filhos de Deus” que são uma referência aos “Anjos de Deus” Agora observe: “Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles.” Jó: 1:6 “Chegou o dia em que os servidores celestiais vieram apresentar-se diante de Deus, o SENHOR, e no meio deles veio também Satanás.” Jó: 1:6 (NTLH) “Certo dia os anjos vieram apresentar-se ao Senhor, e Satanás também veio com eles.” Jó: 1:6 (NVI) “Numa certa ocasião, quando os anjos se reuniram na presença do Senhor, Satanás, o Acusador, estava entre eles.” Jó: 1:6 (BV) “Certo dia, os anjos se apresentaram a Javé e, entre eles, foi também Satã.” Jó: 1:6 (Versão da Bíblia Católica sem apócrifos) “Filhos de Deus. A LXX traduz a frase como "anjos de Deus". Evidentemente a referência é a anjos ... Os anjos, como os homens, são seres criados (Cl l:l6) e, neste sentido, filhos de Deus.” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico Adventista do, Vol. 3, Pág. 556 “Ali está o trono, e ao seu redor, o arco-íris da promessa. Ali estão querubins e serafins. Os comandantes das hostes celestiais, os filhos de Deus, os representantes dos mundos não caídos, acham-se congregados. O conselho celestial, perante o qual Lúcifer acusara a Deus e a Seu Filho, os representantes daqueles reinos imaculados sobre os quais Satanás pensara
  • 7. 7 estabelecer seu domínio - todos ali estão para dar as boas-vindas ao Redentor. Estão ansiosos por celebrar-Lhe o triunfo e glorificar seu Rei.” WHITE, Ellen G., O Desejado de Todas as Nações, Pág. 834 “As Escrituras declaram que em certa ocasião, em que os anjos de Deus foram apresentar-se perante o Senhor, Satanás foi também entre eles (Jó 1:6), não para curvar-se perante o Rei eterno, mas para favorecer seus maldosos intentos contra os justos.” WHITE, Ellen G., O Grande Conflito, Pág. 518 “Uma parte do ministério dos anjos celestiais consiste em visitar nosso mundo e supervisionar a obra do Senhor em mãos de Seus mordomos. Em cada momento de necessidade eles ministram em favor dos que, na qualidade de coobreiros de Deus, estão lutando por levar avante Sua obra na Terra. Essas inteligências celestiais são representadas como desejando acompanhar o plano da redenção, e se regozijam sempre que alguma parte da obra de Deus prospera. Anjos se interessam pelo bem- estar espiritual de todos os que buscam restaurar a imagem moral de Deus no homem; e a família terrestre deve ligar-se à família celestial na cura das feridas e contusões provocadas pelo pecado. Agentes angélicos, embora invisíveis, estão cooperando com os agentes humanos visíveis, formando uma associação de ajuda com os homens. Os mesmos anjos que, ao Satanás estar buscando a supremacia, lutaram em batalha nas cortes celestiais e triunfaram ao lado de Deus; os mesmos anjos que rejubilaram alegremente diante da criação de nosso mundo e de seus imaculados habitantes; os anjos que testemunharam a queda do homem e sua expulsão do lar edênico — sim, esses mesmos mensageiros celestiais acham-se intensamente interessados em atuar unidos à raça decaída e redimida, para a salvação dos seres humanos que perecem no pecado.” WHITE, Ellen G., Testemubhos Para a Igreja, Vo. 6, Pág. 456 "Escutai as suas vozes, ao cantarem exaltados hosanas, agitando as palmas de vitória. Música melodiosa reboa pelo Céu ao entoarem a melodia destas palavras: "Digno, digno é o Cordeiro que foi morto e ressurgiu para sempre. Ao nosso Deus que Se assenta no trono e ao Cordeiro, pertence a salvação". E a hoste angélica, anjos e arcanjos, querubins cobridores e serafins gloriosos, reecoam o estribilho daquele cântico de alegria e triunfo, dizendo: "Amém. O louvor, e a glória, e a sabedoria, e as ações de graça, e a honra, e o poder, e a força sejam ao nosso Deus pelos séculos dos séculos". Apoc. 7:12. "Maranata! - Meditação Matinal, Pag. 327 6 - Quantos companheiros tinha Deus na sua obra de Beneficência? Resposta: "Um Companheiro, Um Cooperador" "O Soberano do Universo não estava só em Sua obra de beneficência. 'Tinha um companheiro - um cooperador que poderia apreciar Seus propósitos, eparticipar de Sua alegria ao dar felicidade aos seres criados. "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus." João 1:1 e 2. Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um em natureza, caráter, propósito - o único ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus. "O Seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz." Isa. 9:6." WHITE, Ellen G. Patriarcas e Profetas, Pág. 34 7 - Por quem operou o Pai na criação de todos os seres celestiais? Resposta: "Por meio de Cristo, seu Filho amado" "O Pai operou por Seu Filho na criação de todos os seres celestiais. "NEle
  • 8. 8 foram criadas todas as coisas, ... sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades: tudo foi criado porEle e para Ele." Col. 1:16. Os anjos são ministros de Deus, radiantes pela luz que sempre flui de Suapresença, e rápidos no vôo para executarem Sua vontade. Mas o Filho, o Ungido de Deus, "a expressa imagem de Sua pessoa", o "resplendor da Sua glória", "sustentando todas as coisas pela palavra do Seu poder", tem a supremacia sobre todos eles. "Um trono de glória, posto bem altodesde o princípio" (Heb. 1:3 e 8), foi o lugar de Seu santuário; "cetro de equidade" é o cetro de Seu reino. Jer. 17:12. "Glória e majestade estão ante a Sua face, força e formosura no Seu santuário." Sal. 96:6 "Misericórdia e verdade" vão adiante do Seu rosto. Sal. 89:14." WHITE, Ellen G. Patriarcas eProfetas, Pág. 34 "Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez." João: 1:3 "Pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele." Colossenses: 1:16 "Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Estas coisas diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus." Apocalipse: 3:14 8 - Desde a Eternidade houve completa unidade entre quantas Pessoas? Resposta: "Entre Duas Pessoas, o Pai e o Filho" "Desde a eternidade, houve uma completa unidade entre o Pai e o Filho. Eles eram dois, mas pouco aquém de serem idênticos; dois em individualidade, mas um em espírito, coração e caráter. {YI 16 de dezembro de 1897, par. 5}" WHITE, Ellen G. Instrutor da Juventude, 16 de dezembro de 1897, Parágrafo 5 “A unidade existente entre Cristo e Seus discípulos não destrói a personalidade de nenhum deles, são um no propósito, no pensamento, no caráter, mas não em pessoa. Assim é que Deus e Cristo são um.” WHITE, Ellen G. A Ciência do Bom Viver, p. 421, “Que os que nomeiam o nome de Cristo façam uma completa limpeza do templo da alma de tudo o que é oposto a Deus. Os crentes devem (ter) uma confirmada e estabelecida fé num Deus pessoal e num Cristo pessoal. O Pai e o Filho são perfeitos em sua identidade individual, e ao mesmo tempo, eles são perfeitos em sua unidade.” (Ellen G. White, Carta 343 1905, Para os irmãos em Nashiville, datilografado em 5 de Agosto, 1905). “Desde a eternidade havia uma completa unidade entre o Pai e o Filho. Eles eram dois, mas muito perto de serem idênticos; dois em individualidade, mas um em espírito, coração e caráter.” {Ellen Gould White. Instrutor da Juventude. 16 de novembro de 1897} 9 - Quantas pessoas se empenharam na grandiosa obra dacriação do mundo? Resposta: "Duas Pessoas, o Pai e o Filho "Pai e Filho empenharam-Se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado - a criação do mundo. A Terra saiu das mãos de seu Criador
  • 9. 9 extraordinariamente bela. Havia montanhas, colinas e planícies, entrecortadas por rios e lagos. A Terra não era uma extensa planície, mas a monotonia do cenário era quebrada por montanhas e colinas, não altas e abruptas como hoje são, mas de formas regulares e belas. As rochas altas e desnudas não podiam ser vistas sobre ela, mas estavam debaixoda superfície, correspondendo aos ossos da Terra. As águas estavam distribuídas regularmente. As montanhas, as colinas e as belíssimas planícies eram adornadas com plantas, flores e altas e majestosas árvores de toda espécie, muitas vezes maiores e mais belas do que são agora. O ar era puro e saudável, e a Terra parecia um nobre palácio. Os anjos deleitavam-se e regozijavam-se com as maravilhosas obras de Deus." WHITE, Ellen G. História da Redenção, Pág. 20 "Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinhamoperado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à Nossa imagem." Gên. 1:26." WHITE, Ellen G. História da Redenção, Pág. 20-21 10 - Quantas pessoas estavam sendo adoradas por Adão e Eva no Jardim do Éden? Resposta: "o Pai e o seu Amado Filho" "Adão e Eva estavam encantados com as belezasde seu lar edênico. Eram deleitados com os pequenos cantores em torno deles, os quais usavamsua brilhante e graciosa plumagem, e gorjeavam seufeliz, jubiloso canto. O santo par unia-se a eles e elevava sua voz num harmonioso cântico de amor, louvor e adoração ao Pai e a Seu amado Filho pelos sinais de amor ao seu redor. Reconheciam a ordem e a harmonia da criação, que falavam de sabedoria e conhecimento infinitos." WHITE, Ellen G. História da Redenção, Pág. 22 11- Quantas pessoas unicamente devem ser adoradas? Resposta: "Unicamente o Pai e o Filho" "Não é aos homens que devemos exaltar e adorar; éa Deus, o único Deus verdadeiro e vivo, a quem são devidos nosso culto e reverência. Em harmonia com os ensinos das Escrituras, desonra a Deus o dirigir- nos a pastores como "reverendos". Mortal algum tem direito de ajuntar a seu nome esse título, ou ao nome de qualquer outra criaturahumana. Ele pertence unicamente a Deus, para distingui-Lo de qualquer outro ser. ... "Santo e tremendo [reverendo em outras traduções] é o Seu nome." Sal. 111:9. Desonramos a Deus quando usamos essa palavra em lugar a que ela não pertence Unicamente o Pai e o Filho devem ser exaltados. The Youth's Instructor, 7 de julho de 1898." WHITE, Ellen G. Filhos e Filhas de Deus - MM de 1955/1956, Pág. 45 12 - Quantas pessoas criaram o homem? Resposta; duas, o Pi e o Filho “Mas o Filho de Deus, que em associação com o Pai criara o homem, podia fazer pelo homem uma expiação aceitável a Deus, dando Sua vida em sacrifício e enfrentando a ira de Seu Pai.” WHITE, Ellen G. - História da Redenção, Pág. 48. 13 - Como o pastor Bullon chama a doutrina da Trindade? Resposta: "doutrina estranha, doutrina Pagã, Tradição e Costume Pagão"
  • 10. 10 "Muitos gregos, romanos e gentios, começaram a pertencer à igreja sem ter abandonado seus velhos costumes e doutrinas, e imperceptivelmente começaram a contaminar a pureza da doutrinabíblica que se mantivera branca durante o primeiro século... Assim, o imperador "convertido" ao cristianismo, trouxe para a igreja o domingo comodia especial de adoração. Os cristãos nunca se atreveriam a adorar o sol, no entanto, fizeram uma pequena concessão ao adorar a Deus no dia dedicado ao sol... E o inimigo conseguiu o que queria: corromper a pureza da doutrina cristã. Naquele período, a igreja cristã passou a ter conflitos internos por causa de doutrinas estranhas que pretendiam misturar-se às verdades bíblicas. Entre as doutrinas em conflito, podemos mencionar: o pecado original, a trindade, a naturezade cristo, o papel da virgem Maria, o celibato e a autoridade da igreja." BULLÓN, Alejandro- O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse, Págs. 41-42. "O diabo perseguiu a igreja de Deus através de Herodes e dos imperadores romanos e, quando viu que esse método não dava certo, mudou de estratégia: começou a misturar as verdades bíblicas com as tradições pagãs. Foi desse modo que entraram no seio da igreja cristã doutrinas que nunca tiveram fundamento bíblico." BULLÓN, Alejandro- O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse, Págs. 42. "A igreja não foi capaz de manter pura a adoração ao único e verdadeiro Deus, nem prestou obediência fiel à sagrada escritura. Contaminou-se com uma montanha de tradições e costumes pagãos." BULLÓN, Alejandro O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalípse, Pág. 42. "A Igreja e o Estado se uniram e, consequentemente, começaram a entrar no seio da igreja costumes pagãos que a palavra de Deus condenava." BULLÓN, Alejandro- O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse, Págs. 51. Essas doutrinas são ensinamentos de Satanás e seus Anjos: “Cristo é nosso Padrão. Nele estava a perfeição do caráter - de maneira externa e graça interior. Ele nunca falou uma palavra descortês; Ele era manso e humilde no coração. Quando Ele viu a hipocrisia, a decepção, e a ímpios elaborando dos sacerdotes e governantes, quando os viu enganando o povo por falsa interpretação das Escrituras, ensinando para doutrina os mandamentos dos homens, Ele ficou indignado com sua ousadia e suas falsas declarações. Ele podia discernir em tudo isso o trabalho de agências satânicas. Era Satanás e seus anjos que Ele teve que encontrar nos raciocínios especulativos e enganosos de sacerdotes e governantes. Afiado e procurando eram suas denúncias de pecado. Ele tinha uma ira sagrada contra o príncipe das trevas; mas Ele não manifestou temperamento irritado. {HM March 1, 1898, par. 7}” WHITE, Ellen G., The Missionary Magazine, 1º de março de 1898, Parágrafo 7 14 - Onde e quando foi criada a doutrina da Trindade? Resposta: "em Constantinopla no ano 381 de nossa era" "O concílio de Constantinopla reafirmou o que o de Nicéia tinha dito sobre a divindade do Verbo, e acrescentou que poder-se-ia dizer a mesma coisa do Espírito Santo. Este concílio, portanto, proclamou definitivamente a doutrina da Trindade.“GONZÁLEZ, Justo L. - Uma História Ilustrada do Cristianismo, Vol. 2, Pág. 193
  • 11. 11 15 - O que disse o papa Bento XVI sobre a trindade com base em Mateus 28.19? Resposta: "é uma doutrina v ind a d a c id a d e de Roma e que foi inventada pelo catolicismo “A forma básica da nossa profissão de fétrinitariana (Mateus 28:19) tomou forma durante o curso dos séculos segundo e terceiro em conexão com a cerimônia de batismo. Medida em que o seu lugar de origem está em causa, o texto (Mateus 28:19) veio da cidade de Roma.” O batismo da Trindade e o texto de Mateus 28:19, portanto, nãose originou a partir da Igreja original, quecomeçou em Jerusalém por volta do ano 33. Era um pouco como a evidência demonstra uma invenção posterior do catolicismo romanocompletamente inventada. Muito poucos sabem sobre estes fatos históricos.” RATZINGER, Joseph - Introdução ao Cristianismo, Págs. 82-83 "É possível que, em sua forma precisa, essa fórmula reflita a influência do uso litúrgico posteriormente fixado na comunidade primitiva. Sabe-se que o livro dos Atos fala em batizar “no nome de Jesus” (Conforme Atos 1:5; 2:38). Mais tarde deve ter-se estabelecido a associação do batizado às três pessoas da Trindade”. Bíblia de Jerusalém (sobre Mateus 28.19) 16 - o que diz a Igreja Católica sobre a origem do mito da TRINDADE? Resposta: "a Trindade é uma invenção do quarto século" “Poderia dar-se a impressão de que o dogma da Trindade é, em última análise, uma invenção do final do quarto século. Em certo sentido, isso é verdade. . . A formulação de ‘um só Deus em três pessoas’ não foi solidamente estabelecida, por certo não plenamente assimilada na vida cristã e na sua profissão de fé, antes do fim do quarto século.” ENCYCLOPEDIA, New Catholic (Nova Enciclopédia Católica, 1967), volume 14, página. 299. 17- O que dizem os Adventistas do Sétimo Dia sobre I João:5:7-8? Resposta: "não consta no Original" "Em alguma bíblias, em I João 5.7-8, aparecem as palavras "No céu: o Pai, a palavra e o Espírito Santo;e estes três são um. E três são os que testificam na terra." O problema é que elas são um acréscimo posterior, não encontrados nos manuscritos originais. Entre os estudiosos bíblicos existe concordância de que essa declaração não é genuína e foi acrescentada, provavelmente, para apoiar a doutrina da trindade." SABATINA, Lição da Escola - As Epístolas do Amado - Quarta, 26 de Agosto de 2009. 18 - o que diz a Igreja Católica sobre I João 5.7-? Resposta: o texto não consta no original, ele foi acrescido "O texto dos vv. 7-8 é acrescido na Vulg. de um inciso (aqui abaixo entre parênteses) ausente dos antigos mss gregos, das antigas versões e dos melhores mss da Vulg., o qual parece ser uma glosa marginal introduzida posteriormente no texto: “Porque há três que testemunham (no céu: o Pai, o Verbo e o Espírito Santo, e esses três são um só; e há três que testemunham na terra): o Espírito , a água e o sangue, e esses três são um
  • 12. 12 só”.’ JERUSALÉM, Bíblia de terceira impressão, 2004, págs. 2132, 2133 (comentário de rodapé sobre I João 5:7). 19 – Quando o Pai e o Filho não estão presentes pessoalmente, O Espirito de Deus é o fôlego de Deus? Resposta: "Sim, é o Sopro de Deus" "O Espírito de Deus, com seu poder vivificante, deve estar em todo agente humano, para que todos os músculos e tendões espirituais estejam em exercício. Sem o Espírito Santo, sem o sopro de Deus, há torpidez de consciência, perda de vidaespiritual. Muitos que estão sem vida espiritual têm seus nomes nos registros da igreja, mas não estão escritos no livro da vida do Cordeiro. Eles podem estar unidos à igreja, mas não estão unidos ao Senhor. Eles podem ser diligentes no desempenho de um certo conjunto de deveres e podem ser considerados como homens vivos; mas muitos estãoentre aqueles que têm "um nome que você vive e está morto". {4BC 1166.1}"WHITE Ellen G., SDABible Commentary, Vol. 4, Pá. 1166 19 - O Espírito de Deus é o Caráter de Deus? Resposta: "Sim, é o Caráter de Deus" "Assim como a cera retém e retém a impressão do selo, a alma deve reter e reter a imagem de Deus. Devemos ser "cheios de toda a plenitude de Deus". O caráter, o Espírito de Deus, deve ser revelado no homem finito. Quando a verdade é recebida na alma, começa uma grande obra que santifica o homem; "Porque quem nele tem essa esperança se purifica, assim como é puro." Aqueles que estão unidos a Cristo se tornam cooperadores de Deus. A graça de Deus que traz a salvação, ensina-nos que, negando a impiedade e as concupiscências mundanas, devemos viver sobriamente, retamente e piedosamente neste mundo presente, procurando e se apressando parao dia de Deus. O homem deve cooperar com Deus. Nenhuma mudança radical será realizada na vida e no caráter, a menos que dependamos dagraça de Cristo a cada hora. {RH 28 de julho de 1891, par. 9}" WHITE, Ellen G., Review and Herald, 28 de julho de 1891, parágrafo. 9 20 - O Espírito de Deus é o Amor de Deus? Resposta" "Sim, é o Amor de Deus" "Se amamos a Deus de todo o coração, temos de amar também Seus filhos. Esse amor é o Espírito de Deus. É o adorno celestial que concede verdadeira nobreza e dignidade à alma e assemelha nossa vida à vida do Senhor. Não importa quantas boas qualidades possamos ter, por mais dignos de honra e mais cultos que nos possamos considerar, se a alma não é batizada com a graça celestial do amor a Deus e de uns aos outros, somos deficientes na verdadeira bondade e inaptos para o Céu, onde tudo é amor e unidade." WHITE, Ellen G. - Testemunhos Para a Igreja, Vol.4, Pág.224 21 - O Espírito Santo é o próprio Cristo? Resposta: "Sim, é o Próprio Cristodespido de sua Personalidade Humana" “Impedido pela humanidade, Cristo não poderia estar em todo lugar pessoalmente; portanto, era totalmente para sua vantagem que Ele os deixasse, fosse a seu pai e enviasse o Espírito Santo para ser Seu sucessor
  • 13. 13 na terra. O Espírito Santo é Ele mesmo despojado da personalidade da humanidade e independente disso. Ele representaria a Si mesmo como presente em todos os lugares pelo Seu Espírito Santo, como o Onipresente. “Mas o Consolador, que é o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, Ele (embora não seja visto por você), [ Essa frase foi acrescentada por Ellen White. ] ensinar-te todas as coisas, e trazer todas as coisas à tua lembrança,tudo o que eu tenho dito a você ”[ João 14:26]. “No entanto, eu lhe digo a verdade; É conveniente queeu vá embora: se eu não for embora, o Consolador não virá até você; mas, se eu partir, eu o enviarei para vós” [João 16: 7].” WHITE. Ellen G. - Manuscritos Releases, Vol. 14, Pág. 23, Páragrafo. 3, Nº 1084 {14MR 23,3} Nº 1084 De acordo com o texto acima (14MR 23.3) Cristo (Ele mesmo) é o Esperito Santo “Despido” da Personalidade Humana e não Despido da “Forma Humana” Isto significa dizer que Ele tem Duas Naturezas (a Divina e a Humana) e Um Só Corpo (Uma só Forma). Quando Ele estar em sua Natureza Hunana (Glorificada) Despido da Natureza Divina (em sua Divindade), Ele usa a “Forma Humana Glorificada. Agora quando Ele estar em Sua Natureza Divina (em sua Divindade) Despido da Natureza Hunana, Ele usa a mesma Forma Humana, e a sua Natureza Divina (sua Divindade) transforma (transfigura) a Forma humana em Forma Divina, isto é, a Forma Humana sede lugar para a forma Divina, Isto é, a Natureza Divina (a Divindade) dar um banho na Forma Humana, transformando (transfigurando) a mesma em Forma Divina e Ele aparece como o Todo Divino. “Em seguida, Satanás levou Cristo ao topo de uma montanha alta, e apresentou diante dele todos os reinos do mundo e a glória deles, dizendo: “Todo esse poder te darei, ... porque aquilo me foi entregue; e a quem eu o der. Se, portanto, me adorares, tudo será teu. Foi então que a divindade cintilou através da humanidade, e os anjos caídos viram Cristo glorificado ao dizer: "Põe-te atrás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e ele somente servirás". {YI 3 de janeiro de 1901, par. 6}” WHITE. Ellen G. – Ynstrutor da Juventude, 3 de janeiro de 1901, Parágrafo 6 “Sua oração é ouvida. Ao achar-Se curvado em humildade sobre o pedregoso solo, o céu repentinamente se abre, descerram-se de par em par as portas de ouro da cidade de Deus, e uma santa irradiação baixa sobre o monte, envolvendo a figura do Salvador. A divindade interior irrompe através da humanidade, encontrando-Se com a glória vinda de cima. Erguendo-Se da prostrada posição em que Se achava, Cristo apresenta-Se em divina majestade. Desaparecera a agonia da alma. Seu semblante resplandece agora "como o Sol", e Seus vestidos são "brancos como a luz". WHITE. Ellen G. O Desejado dec Todas as Nações, Pág. 471 "A operação interior do Espírito Santo, eis nossa grande necessidade. O Espírito é todo divino em Sua ação e demonstração. Deus quer que tenhais a graciosa dotação espiritual; então trabalhareis com um poder de que antes nunca vos sentistes conscientes. O amor e a fé e a esperança estarão sempre presentes. Podeis sair com fé, crendo que o Espírito Santo vos acompanha. Carta 77, 1895." WHITE, Ellen G. - Evangelismo, Pag. 299
  • 14. 14 "Conserva a alegria. Não te esqueças de que tens um Consolador, o Espírito Santo, que Cristo indicou. Nunca estás só. Se ouvires a voz que agora te fala, se responderes sem demora às batidas à porta de teu coração, dizendo: "Entra, Senhor Jesus, para que eu ceie contigo, e Tu comigo", o Hóspede celestial entrará. Quando este Elemento, que é todo divino, habita contigo, há paz e descanso. Carta 124, 1897." WHITE, Ellen G. - O Lar Adventista, Pag. 350 22 – Quem desceu para Gerar o Humano em Maria? Resposta: o Anjo Gabriel e Cristo (em sua Natureza e Forma Divina). “No sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado, da parte de Deus, para uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré... Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus.” Lucas: 1:26,35 “Enquanto ponderava nestas coisas, eis que lhe apareceu, em sonho, um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo.” Mateus: 1:20 É bom lembrarmos que o Espírito Santo é tanto o Espírito de Deus como o Espírito de Cristo. “Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.” Romanos: 8:9 João nos diz que foi o Próprio Cristo que “SE FEZ” carne: “E o Verbo se fez carnee habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.” João: 1:14 Paulo ratifica as palavras de João: ” Pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor de vós, para que, pela sua pobreza, vos tornásseis ricos.” II Coríntios: 8:9 “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; 7 antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana.” Filipenses: 2:5-7 "Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela." Efésios: 5:25 Ellen White diz a mesma coisa: Ele, a Majestade do Céu, despiu-se da Sua glória, e revestiu Sua divindade com humanidade, para que Ele pudesse passar pelo que a humanidade deve
  • 15. 15 passar. - Manuscrito 147, 1899.p. 5. {17MR 27.2} Nº 1238 “WHITE, Ellen G., Manuscritos Releases, Vol. 17, Pág. 27, Parágrafo 2, Nº 1238 "Cristo se tornou um com a família humana. Ele falava na linguagem dos homens. Ele suportou com eles suas provações e sua pobreza. Ele comeu com eles em suas mesas e compartilhou suas labutas. Assim, Ele assegurou-lhes Sua completa identificação com a humanidade. Medicina e Salvação, 53 (1900), 1. {17MR 27,5} Nº 1238” WHITE, Ellen G., Manuscritos Releases, Vol. 17, Pág. 27, Parágrafo 5, Nº 1238 “Cristo se esvaziou e assumiu a forma de um servo, e ofereceu o sacrifício, o próprio sacerdote, ele mesmo a vítima. {18MR 362,2} N. 1353” WHITE, Ellen G., Manuscritos Releases, Vol. 18, Pág. 362, Parágrafo 2, Nº 1353 Portanto, Entendemos que o Anjo Gabriel desceu juntamente com Cristo (em sua Natureza e Forma Divina) e Cristo fez o precesso de encarnação em Maria, e nesse momento, a “Forma Divina” sede lugar para a ‘Forma Humana’ e Gabriel retona ao Pai, levando apenas a “NatureZa Divina” de Jesus, pois A forma Divina foi Aniquilada para dar lugar a Forma Humana. Deus enviou Duas Pessoas e recebe de volta “uma pessoa (o Anjo Gabriel) e uma Natureza (a Natureza Divina de Cristo (o Espírito Santo). Lembremos que Deus. o Pai, se comunica com os homens através de Cristo e dos Anjos: "A transgressão desta lei causou uma terrível separação entre Deus e o homem. A Adão em sua inocência fora assegurada comunhão, direta, livre e feliz, com seu Criador. Depois de sua transgressão Deus Se comunicaria com o homem mediante Cristo e os anjos. História da Redenção, págs. 50 e 51." WHITE, Ellen G. - Exaltai-o - MM 1988/1992, Pág. 13. "Adão, em sua inocência, havia desfrutado ampla comunhão com seu Criador; mas o pecado opera separação entre Deus e o homem, e unicamente a obra expiatória de Cristo poderia transpor o abismo, e tornar possível a comunicação de bênçãos ou salvação, do Céu à Terra. O homem ainda estava desligado de uma aproximação direta com o seu Criador, mas Deus Se comunicaria com ele por meio de Cristo e os anjos." WHITE, Ellen G. Patriarcas e Profetas, Pág. 67 "Os anjos de Deus estão subindo, levando as orações dos necessitados e aflitos ao Pai em cima, e descendo, trazendo bênçãos e esperança, ânimo, auxílio e vida aos filhos dos homens. Os anjos de Deus estão sempre indo da Terra ao Céu e do Céu à Terra. Os milagres de Cristo pelos aflitos e sofredores, foram operados pelo poder de Deus através do ministério dos anjos. E é por meio de Cristo, pelo ministério de Seus mensageiros celestiais, que toda bênção nos advém de Deus. Tomando sobre Si a humanidade, nosso Salvador une Seus interesses aos dos caídos filhos de Adão, ao passo que mediante Sua divindade, lança mão do trono de Deus. E assim Cristo é o mediador da comunicação dos homens com Deus, e de Deus com os homens." DTN 143 "Queremos o entendimento completo e perfeito que somente o Senhor pode dar. Não é seguro pegar o espírito de outro. Queremos o Espírito Santo, que é Jesus Cristo. Se comungarmos com Deus, teremos força, graça e eficiência. {Lt66-1894.18}" WHITE, Ellen G., Carta 66 de 10 de abril de 1894, Parágrafo 18 23 - O Espírito Santo é a Presença e o Poder de Deus?
  • 16. 16 Resposta: "Sim, é a Presença e o Poder de Deus" "Não te deixarei sem conforto; Eu virei para você." O Espírito divino que o Redentor do mundo prometeu enviar é a presença e o poder de Deus. Ele não deixará seu povo no mundo destituído de sua graça, para ser golpeado pelo inimigo de Deus e assediado pela opressão do mundo; mas ele virá até eles. O mundo não pode vera verdade; eles não conhecem o Pai ou o Filho, mas é apenas porque não desejam conhecer a Deus, nãodesejam olhar para Jesus, ver sua bondade, seuamor, suas atrações celestiais. Jesus está convidando todos os homens a aceitá-lo; e onde quer que o coração esteja aberto para recebê-lo, ele entrará, alegrando a alma com a luz e a alegria de sua presença. {ST 23 de novembro de 1891,par. 1}" WHITE, Ellen G., Recebereis Poder - MM de 1995/1999, Pág. 39 "Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? 8 Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; 9 se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, 10 ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá. ." Salmos: 139:7-10 “É impossível fugir do teu Espírito! Em lugar algum conseguirei me esconder de Ti, meu Deus! 8 Se eu subir bem alto em direção ao céu tu estás lá; se eu quiser descansar no reino dos mortos, lá também te encontrarei. 9 Se eu voar para as partes mais distantes do oceano com os primeiros raios da manhã, 10 até ali a tua mão dirigirá os meus passos e o teu poder me dará forças para ficar de pé” Salmos: 139:7-10 (BV) “Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença? 8 Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura, também lá estás. 9 Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar, 10 mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá.” Salmos: 139:7-10 (NVI) Percebe-se pelo texto que o Espírito é o próprio Deus. Observe no versículo 10 que o salmista nos diz a “tua Destra” me susterá Agora observe que que está a“Destra de Deus” é o “próprio Cristo”: “De fato, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e assentou-se à destra de Deus.” Marcos: 16:19 (ver: Atos 2:33; 5:31; 7:56; Gálatas: 2:9; Hebreus: 8:1; 10:12; 12:2; I Pedro: 3:22) Agora compreenda que a “Presença de Cristo” é a “Presença de Deus” "O grande Criador convocou os exércitos celestiais para, na presença de todos os anjos, conferir honra especial a Seu Filho. O Filho estava assentado no trono com o Pai, e a multidão celestial de santos anjos reunida ao redor. O Pai então fez saber que, por Sua própria decisão, Cristo, Seu Filho, devia ser considerado igual a Ele, assim que em qualquer lugar que estivesse presente Seu Filho, isto valeria pela Sua própria presença. A palavra do Filho devia ser obedecida tão prontamente como a palavra do Pai. Seu Filho foi por Ele investido com autoridade para comandar os exércitos celestiais. Especialmente devia Seu Filho trabalhar em união com Ele na projetada criação da Terra e de cada ser vivente que devia existir sobre ela. O Filho levaria a cabo Sua vontade e Seus propósitos, mas nada faria por Si mesmo. A vontade do Pai seria realizada nEle." WHITE, Ellen G. - História da
  • 17. 17 Redenção, Págs. 13-14 "Para onde ir, longe do teu sopro? Para onde fugir, longe da tua presença? 8 Se subo aos céus, tu lá estás; se me deito no Xeol, aí te encontro. 9 Se tomo as asas da alvorada para habitar nos limites do mar." Salmos: 139:7-9 (Bíblia de Jerusalém) Observe que no texto acima, espírito (sopro) é sinônimo de face (presença) 23 - O Espírito Santo é a presença Espiritual de Cristo? Resposta: "Sim, é a presença Espiritual de Cristo" "Que Cristo houvesse de manifestar-Se a eles, sendo porém invisível ao mundo, era um mistério para os discípulos. Não podiam compreender as palavras de Cristo em seu sentido espiritual. Estavam pensando na manifestação exterior evisível. Não conseguiam compreender o fato de que poderiam ter a presença de Cristo com eles, sem que Ele fosse visto pelo mundo. Não entendiam o significado de uma manifestação espiritual." WHITE, Ellen G., Este Dia com Deus - MM de 1979/1980, Pág. 129 24 - O Espírito santo é a Influencia Vital do Próprio Cristo? É a Glória que o próprio Cristo recebeu do Pai? Resposta: "Sim, é a sua Presença Vital e a sua Própria Glória" "Jesus está esperando para respirar sobre todosos seus discípulos e dar-lhes a inspiração de seu espírito santificador, e transfundir a influênciavital de si mesmo para o seu povo. Ele gostaria que eles entendessem que a partir de agora elesnão podem servir a dois senhores. Suas vidas não podem ser divididas. Cristo deve viver em seus agentes humanos, trabalhar através de suas faculdades e agir através de suas capacidades. Sua vontade deve ser submetida àsua vontade, eles devem agir com seu espírito, para que não sejam mais eles que vivem, mas Cristo quevive neles. Jesus está tentando imprimir neles o pensamento de que, ao dar seu Espírito Santo, eleestá dando a eles a glória que o Pai lhe deu, para que ele e seu povo sejam um em Deus. Nosso caminho e vontade devem estar sujeitos à vontade de Deus, sabendo que é santo, justo e bom. {ST 3 deoutubro de 1892, par. 4}" WHITE, Ellen G., E Recebereis Poder - MM 1995/1999, Pág. 26 "O Senhor Jesus ama Seu povo, e quando eles põem nEle a confiança, dEle dependendo inteiramente, fortalece-os. Viverá por meio deles, dando- lhes a inspiração de Seu Espírito santificador, comunicando à alma uma transfusão vital de Si mesmo. Sabbath School Worker, 1º de fevereiro de 1896." WHITE, Ellen G., ERecebereis Poder - MM 1995/1999, Pág. 305 25 - O Espírito Santo é o Sopro da Vida Espiritual? é a própria Vida de Cristo? Resposta: "Sim, é o Sopro da Vida Espiritual, é a própria Vidade Cristo? "Cristo soprou sobre eles Seu Espírito. Estava-lhes confiando um santíssimo legado, e desejavaimpressioná-los com o fato de que, sem o Espírito Santo, não se podia realizar esta obra. O Espírito Santo é o sopro da vida espiritual na alma. A comunicação do Espírito é a transmissão da vidade Cristo. Reveste o que O recebe com os atributos de Cristo.
  • 18. 18 Unicamente os que são assim ensinados por Deus, os que possuem a operação interior do Espírito, e em cuja vida se manifesta a vida de Cristo, devem-se colocar como homens representativos, para servir em favor da igreja." WHITE, Ellen G., O Desejado de Todas as Nações, Pág. 805 26 - A Vida Eterna é o resultado de se conhecer Duas ou três Pessoas? Resposta: "Duas Pessoas, o Pai e o Filho" "E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deusverdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.“ João: 17:3 “Conheçam a Ti. O conhecimento vivo e experimental de Deus conduz à vida eterna. Não há salvação no conhecimento por si só, mas também não pode haver salvação sem ele (Rm 10:13-15). O conhecimento salvífico é definido aqui como estando centralizado no “Deus verdadeiro”, em contraste com os deuses falsos, e em Jesus Cristo. O conhecimento de Jesus Cristo estava ausente da religião dos judeus. O ser humano será rejeitado no último dia por ter rejeitado o conhecimento essencial (ver com. de Os 4:6). O conhecimento de Deus é essencial para o desenvolvimento do caráter cristão (ver com. de Jo 17:17; cf. T5, 743).” SÉTIMO DIA, Comentário Bíblico Adventista do Vpl. 5, Pág. 1170 27 - Ellen White confirma as palavras de João 17:3? Resposta: "Sim" "A mente humana não pode compreender a sabedoria e o poder de Deus ( The Review andHerald, 29 de dezembro de 1896 ). {6BC 1079.8}... Existe um conhecimento de Deus e de Cristo que todos os que são salvos devem ter. “Esta é a vida eterna”, disse Cristo, “para que te conheçam o único Deus verdadeiro e Jesus Cristo, a quem enviaste.” {6b 1079.12}" WHITE, Ellen G. - SDA Bible Commentary Vol. 6, Pág. 1079.8,12 28 - Cristo estava junto de quantas pessoas na eternidade? Resposta: "Estava junto de Uma Pessoa, estava junto do Pai" "E, agora, glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eutive junto de ti, antes que houvesse mundo." João: 17:5 29 - o Pai é Espirito, o Filho é Espirito, os Anjos são Espíritos,e a terceira pessoa? Resposta: "Não existe terceira pessoa igual ao Pai e ao Filho" Quem tentou ser uma "terceira pessoa" igual ao Pai e ao Filho no céu foi Satanás. Ele foi expulso e agora está sendo adorado na terra como uma terceira pessoa igual ao Pai e ao Filho, terceira pessoa inventada por ele através da Igreja de Roma em381 na cidade de Constantinopla. Essa foi a única maneira que encontrou para ser adorado em pé de igualdade com o Pai e com o Filho e o mundo inteiro está adorando um falso espírito inventado pelo próprio satanás. "Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade." João: 4:24 “Deus é espírito. Como um ser espiritual infinito, Deus não está sujeito às limitações dos seres finitos e, consequentemente, não Se preocupa com
  • 19. 19 locais e modo de adoração visíveis, mas com o espírito com que os seres humanos O adoram (ver com. do v. 22)” SÉTIMO DIA, Comen´tario Bíblico Adventista do, Vol. 5, Pág. 1041 "Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade." II Coríntios: 3:17 "Ainda, quanto aos anjos, diz: Aquele que a seus anjos faz ventos, e a seus ministros, labareda de fogo... Não são todos eles espíritos ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?" Hebreus: 1:7,14 E a terceira pessoa? A Bíblia não diz em nenhum lugar que "o Espírito é Espírito" 30 - O Espírito Santo é a onipresença do Espírito de Cristo, chamada Consolador? Resposta: "Sim" "Não é essencial que você saiba e seja capaz de definir exatamente o que é o Espírito Santo. Cristo nos diz que o Espírito Santo é o Consolador, e o Consolador é o Espírito Santo, "o Espírito da verdade, que o Pai enviará em Meu nome". “Orarei ao Pai, e Ele lhe dará outro Consolador, para que Ele permaneça com você para sempre; até o Espírito da verdade; a quem o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conhece, porque ele habita convosco, e estará em vós ”[ João 14:16, 17] Isso se refere à onipresença do Espírito de Cristo, chamada Consolador. Mais uma vez Jesus diz: “Ainda tenho muitas coisas para lhes dizer, mas agora não podem suportá-las. Noentanto, quando Ele vier, o Espírito da verdade, Ele o guiará a toda a verdade ”[ João 16:12, 13] {14MR 179.2}" WHITE, Ellen G., Manuscritos Releases, Vol.14, Nº 1107, 11 de junho 1891, Pág. 179, Parágrafo 2 31 - O Espírito santo é o Consolador, como a presença pessoalde Cristo à alma? Resposta: "Sim, ele é o Consolador, como a presença pessoalde Cristo à alma "A obra do Espírito Santo é imensamente grande. É dessa fonte que sobrevêm poder e eficiência ao obreiro de Deus; e O Espírito Santo é o Consolador, como a presença pessoal de Cristoà alma." }" WHITE, Ellen G., E Recebereis Poder MM de 1995/1999, Pág. 177 32 - A influência do Espírito Santo é a vida de Cristo na alma? Resposta: "Sim, A influência do Espírito Santo é a vida deCristo na alma" "Mas nenhuma circunstância, nenhuma distância pode nos separar do Consolador celestial. Onde quer que estejamos, onde quer que possamos ir, ele está sempre lá, um dado no lugar de Cristo, paraagir em seu lugar. Ele está sempre à nossa mão direita para falar palavras suaves e gentis; apoiar, sustentar, defender e torcer. A influência do Espírito Santo é a vida de Cristo na alma. Este Espírito trabalha em e através de todo aquele que recebe a Cristo.{RH, 26 de outubro de 1897, par. 15}" WHITE, Ellen G., E Recebereis Poder MM de 1995/1999, Pág. 130 33 - Jesus é o Consolador?
  • 20. 20 Resposta: "Sim, Jesus é o Consolador" "A razão pela qual as igrejas são fracas, doentes e prontas para morrer, é que o inimigo trouxe influências de natureza desanimadora para as almas trêmulas. Ele procurou calar Jesus do ponto de vista deles como Consolador, como alguém que reprova, que adverte, que os adverte, dizendo: "Este é o caminho, andai nele". Cristo tem todo poder no céu e na terra, e ele pode fortaleceros que vacilam e consertar os que erram. Ele pode inspirar com confiança, com esperança em Deus; ea confiança em Deus sempre resulta em criar confiança um no outro. {RH, 26 de agosto de 1890, par. 10}" WHITE, Ellen G., The Review and Herald, 26 de agosto de 1890, Parágrafo 10 34 - O Espírito Santo é o Alento e a Vida do Próprio Cristo? Resposta: "Sim, ele é o Alento e a Vida do Próprio Cristo" "Todos quantos consagram a Deus alma, corpo e espírito, estarão constantemente recebendo nova dotação de poder físico e mental. As inesgotáveis provisões do Céu acham-se à sua disposição. Cristo lhes dá o alento de Seu próprio espírito, a vida deSua própria vida." WHITE, Ellen G., O Desejado de Todas as Nações, Pág. 827 35 - Quem está sentado com o Pai em seu Trono? Resposta: "o Pai e o Filho estão assentados no Trono" "Vi um trono, e assentados nele estavam o Pai e o Filho. Contemplei o semblante de Jesus e admirei Sua adorável pessoa." WHITE, Ellen G., Primeiros Escritos, Pág. 54 36 - O que Ellen White viu vindo do Pai para o Filho? Resposta: "uma luz excessivamente brilhante" "Vi então uma luz excessivamente brilhante que vinha do Pai para o Filho e do Filho ela se irradiavasobre o povo perante o trono." WHITE, Ellen G.,Primeiros Escritos, Pág. 54 37- O que Jesus assoprou sobre sua Igreja e o que era esse Sopro? Resposta: "o Espirito Santo" "E, havendo dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo." João: 20:22 "Os que se levantaram com Jesus enviavam sua fé aEle no santíssimo, e oravam: "Meu Pai, dá-nos o Teu Espírito." Então Jesus assoprava sobre eles o Espírito Santo." WHITE, Ellen G., Primeiros Escritos, Pág. 55 38 - O que era de fato esse Espírito (sopro)? Resposta: "luz, poder e muito amor, alegria e paz." "Então Jesus assoprava sobre eles o Espírito Santo. Neste sopro havia luz, poder e muito amor, alegriae paz." WHITE, Ellen G., Primeiros Escritos, Pág. 55 39 - Quem eram os únicos companheiros de João na Ilha de Pátmos?
  • 21. 21 Resposta: "o Pai, o Filho e os Anjos" "Deus, Cristo e os anjos celestiais foram os companheiros de João na solitária ilha, e deles recebeu instruções de infinito valor. Ali escreveu as visões e revelações recebidas de Deus, falando das coisas que ocorreriam nas cenas finais da história terrestre. Quando sua voz não mais pudesse testificar da verdade, as mensagens que lhe foram dadas em Patmos deveriam avançar como uma lâmpada que arde. Por meio delas, homens e mulheres aprenderiam os desígnios de Deus, não meramente a respeito da nação judaica, mas a respeito de cada nação da Terra. Signs of the Times, 22 de março de 1905." - WHITE, Ellen G., E Recebereis Poder - Meditação Matinal de 1995/1999, Pág. 282 "Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João." Apocalipse: 1:1 40 - Quem é o Trio Divino apresentado por são Paulo na carta a Timóteo? Resposta: "Deus, Cristo e os Anjos" "Conjuro-te, perante Deus, e Cristo Jesus, e os anjos eleitos, queguardes estes conselhos, sem prevenção, nada fazendo com parcialidade." I Timóteo: 5:21 41 - Quem é o Trio Divino que foi apresentado a Daniel em visão? Resposta: "o Anciãos de Dias, o Filho de Deus e os Anjos" "Continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e o Ancião de Dias se assentou; sua veste era branca como a neve, e os cabelos da cabeça, como a pura lã; o seu trono eram chamas de fogo, e suas rodas eram fogo ardente. 10 Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e miríades de miríades estavam diante dele; assentou-se o tribunal, e se abriram os livros. 13 Eu estava olhando nas minhas visões da noite,e eis que vinha com as nuvens do céu um como o Filho do Homem, e dirigiu-se ao Ancião de Dias, e o fizeram chegar até ele." Daniel: 7:9-10,13 42 - Quem é o Trio Divino que está interessado na grande e santa obra da salvação? Resposta: "Deus, Cristo e os Anjos do céu" "Os anjos e os homens têm de trabalhar em harmonia para ensinar a verdade de Deus aos que são ignorantes neste sentido, para que possam ser libertos dos grilhões do pecado. É só a verdade que torna os homens livres. Esta liberdade, esta libertação mediante o conhecimento da verdade, deve ser proclamada a toda criatura. Jesus Cristo, Deus mesmo e os anjos do Céu estãointeressados nesta grandiosa e santa obra. WHITE, Ellen G. - E Recebereis Poder – MM 1999, Pág. 166 “Na obra de salvar pessoas, homens e anjos devem trabalhar em harmonia, ensinando a verdade de Deus aos que são ignorantes nesse sentido, para que possam ser libertos das cadeias do pecado. Sóa verdade pode libertar os homens. A liberdade que advém pelo conhecimento da verdade deve ser proclamada a todas as pessoas. Nosso Pai celestial, Jesus Cristo e os anjos do Céu, todos estão interessados neste grandioso e santo trabalho.” WHITE, Ellen G. - E Recebereis Poder – MM 1999, Pág. 187
  • 22. 22 43 - Quem é o Trio Divino que expulsou satanás e seus anjosdo céu? Resposta: "Deus, Cristo e os anjos celestes" "Sempre haverá pessoas que se simpatizam com aqueles que estão em falta. Satanás tevesimpatizantes no Céu e levou com ele um grande número de anjos. Deus, Cristo e os anjos celestes estavam de um lado, e Satanás do outro. Não obstante o poder e a majestade infinitos de Deus e de Cristo, anjos se rebelaram." WHITE, Ellen G. - Testemunhos para a Igreja, Vol. 3, Pág. 329. 44 - Quem é o Trio Divino que segura a violência de satanáspara que os planos de Deus não sejam impedidos? Resposta: "Deus, Cristo e os anjos celestiais" "Despertem, pastores e membros! Sejam rápidos emperceber e aproveitar todas as oportunidades e vantagens oferecidas ao girar a roda da providência. Deus, Cristo e os anjos celestiais estão agindo emintensa atividade para segurar a violência da ira de Satanás, para que os planos de Deus não sejam impedidos. Deus vive e reina. Ele está conduzindo o destino do Universo." WHITE, Ellen G. - Testemunhos Para a Igreja, Vol. 7, Pág. 14. 45 - Satanás antes da queda andou em comunhão com o Trio Divino. Quem era esse Trio? Resposta: "Deus, Jesus Cristo e os santos anjos" "Houve um tempo em que Satanás andou em comunhão com Deus, Jesus Cristo e os santos anjos. Era grandemente exaltado no Céu, e radiantena luz e glória que lhe vinham do Pai e do Filho, mastornou-se desleal e perdeu sua elevada e santa posição como querubim cobridor. Tornou-se o antagonista de Deus, um apóstata, e foi excluído do Céu." WHITE, Ellen G. - Cristo Triunfante - MM 2001/2002, Pág. 4 46 - Quem é o Trio Divino que está ministrando a favor dospadecentes e pecadores? Resposta: "Deus, Cristo e os anjos" "Granjeai amigos com as riquezas da injustiça", disse Cristo, "para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos Tabernáculo eternos." Luc. 16:9. Deus, Cristo e os anjos estão todos ministrando aos enfermos, padecentes epecadores." ." WHITE, Ellen G. - Parábolas de Jesus, Pág. 373. 47 - Quem é o Trio Divino que está lutando ao nosso ladonessa luta contra o pecado? Resposta: "Deus e Cristo e os anjos celestiais" "Deus e Cristo e os anjos celestiais estão lutando ao vosso lado. ... Na força do Redentor, podeis ser mais do que vencedores. The Youth's Instructor, 1º de janeiro de 1903." WHITE, Ellen G. - A Fé Pela Qual eu Vivo - MM 1958/1959, Pág. 67. 48 - Quem são os dois seres celestiais que estão empenhadosem cumprir as condições do concerto eterno? Resposta: "o Pai e o Filho"
  • 23. 23 "Pai e Filho estão empenhados em cumprir as condições do concerto eterno. 'Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito,para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.'" João 3:16." WHITE, Ellen G. - A Fé Pela Qual eu Vivo - MM 1958/1959, Pág. 64. 49 - Diante de quem Cristo ergue as mãos reclamando perdão para o seu povo? Resposta: "perante o Pai e os santos Anjos" "Enquanto Jesus faz a defesa dos súditos de Sua graça, Satanás acusa-os diante de Deus como transgressores. ... Jesus não lhes justifica os pecados, mas apresenta o seu arrependimento e fé, e, reclamando o perdão para eles, ergue as mãos feridas perante o Pai e os santos anjos, dizendo: "Conheço- os pelo nome." ... Seus nomes permanecem registrados no livro da vida, e está escrito com relação a eles: "Comigo andarão de branco; porquanto são dignos disso." Apoc. 3:4. O Grande Conflito, págs. 483 e 484." WHITE, Ellen G. -A Fé Pela Qual eu Vivo - MM 1958/1959, Pág. 186/187 50 - Quem é o Trio Celestial que aparece na reunião celestial para ouvir Deus informar a satanás a posição do seu filho nas cortes celestes? Resposta: "o Pai, o Filho e o Anjos" “O grande Criador convocou os exércitos celestiais para, na presença de todos os anjos, conferir honraespecial a Seu Filho. O Filho estava assentado no trono com o Pai, e a multidão celestial de santos anjos reunida ao redor. O Pai então fez saber que, por Sua própria decisão, Cristo, Seu Filho, devia ser considerado igual a Ele, assim que em qualquer lugar que estivesse presente Seu Filho, isto valeria pela Sua própria presença. A palavra do Filho devia ser obedecida tão prontamente como a palavra do Pai. Seu Filho foi por Ele investido com autoridade para comandar os exércitos celestiais. Especialmente devia Seu Filho trabalhar em união com Ele na projetada criação da Terra e de cada ser vivente que devia existir sobre ela.” WHITE, Ellen G. - História da Redenção, Pág. 13 51 - Quem é o Trio Celestial que aparece tendo vergonha dereconhecer os desobedientes como filhos de Deus? Resposta: "o Pai, Seu Filho Jesus, nosso Advogado, e os anjosministradores" "Rapazes, vocês não podem sacrificar seusinteresses eternos por causa de seus estudos escolares. Seus professores podem estimulá-los com elogios, e vocês podem ser enganados pelas artimanhas de Satanás. Podem ser levados passo a passo a procurar distinguir-se e obter a aprovaçãode seus professores, mas seu conhecimento da vida religiosa, da religião prática, tornar-se-á cada vez menor. Seus nomes estarão registrados perante o corpo de anjos santos e exaltados e diante do Criador do Universo e de Cristo, a Majestade do Céu, em uma luz desfavorável. Opostos aos nomes estará um registro de pecados, erros, faltas, negligências e tal ignorância de conhecimento espiritual que o Pai, Seu Filho Jesus, nosso Advogado, e os anjos ministradores terão vergonha de reconhecê-los como filhos de Deus." WHITE, Ellen G. - Testemunhos Para a Igreja, Vol. 3, Págs. 224-225. 52 - Quem é o Trio Divino mencionado no texto abaixo? Resposta: “o Pai (simbolizado pela Arca), o Filho e os Anjos" "Quatro anjos celestiais sempre acompanhavam a arca de Deus em todas as suas peregrinações, para guardá-la do perigo e cumprir toda missão que delesse requerera em relação à arca. Jesus, o Filho de Deus, seguido de
  • 24. 24 anjos celestes, colocou-Se à frente da arca quando esta desceu ao Jordão; as águas se dividiram em Sua presença. Cristo e os anjos permaneceram junto à arca e os sacerdotes no leito do rio, até que todo Israel passou pelo Jordão. The Spirit of Prophecy, vol. 1, pág. 399." WHITE, Ellen G. - A Verdade Sobre os Anjos, Págs. 109-110 53 - Quem é o Trio Divino visto por Jacó em seu sonho? Resposta; "o Pai, o Filho e os Anjos" "Deus aparecia em glória no topo da escada, olhando compassivamente para baixo, para o errante e pecaminoso Jacó, dirigindo-lhe palavras de ânimo. É por meio de Cristo que o Pai contempla seres humanos pecadores. Os anjos ministradores se comunicam com os habitantes da Terra por intermédio da escada. A única maneira pela qual as pessoas podem salvar- se é mediante o apego a Cristo. Ascendemos ao Céu subindo a escada - a dimensão total da obra de Cristo - degrau por degrau. Deve haver um apego a Cristo, um subir pelos méritos de Cristo. Desistir é deixar de subir, é cair, é perecer." WHITE, Ellen G. - Cristo Triunfante -MM 2001/2002, Pág. 82-83 54 - Quem é a Tríplice Glória mencionada nos textos abaixo? Resposta: "a Glória do Pai, a Glória do Filho e a Glória dosAnjos" “Quando Cristo volver de novo à Terra, não como Preso rodeado pela plebe, hão de vê-Lo os homens. Hão de vê-Lo então como o Rei do Céu. Cristo virá em Sua própria glória, na glória do Pai e na dos santos anjos. Milhares de milhares de anjos, osbelos e triunfantes filhos de Deus, possuindo extrema formosura e glória, hão de acompanhá-Lo. Então Se assentará no trono de Sua glória, e diante dEle se congregarão as nações.” WHITE, Ellen G. - O Desejado de Todas as Nações, Pág. 739. "Cristo virá em Sua própria glória, na glória de SeuPai, e na glória dos santos anjos. Milhares demilhares de anjos - os triunfantes filhos de Deus, possuidores de transcendente beleza e glória, escoltá-Lo-ão em Seu caminho." WHITE, Ellen G. - Cuidado de Deus - MM 1991/1995, Pág. 105 55 - Quem é o Trio Divino que esteve presente no Monte Sinai? Resposta: "o Pai, o Filho e os Anjos" "Quando eles [Israel] chegaram ao Sinai, Ele aproveitou a ocasião para refrigerar-lhes o espírito com relação a Suas reivindicações. Cristo e o Pai, lado a lado no monte, proclamaram com solene majestade os Dez Mandamentos. Historical Sketches, pág. 231... Gostavam de olhar para o monte sagrado, em cujos picos esbranquiçados e áridas saliências tantas vezes se mostrara a glória divina. O cenário estava tão intimamente associado com a presença de Deus e dos santos anjos, que parecia demasiado sagrado para que fosse deixado com indiferença, ou mesmo alegremente." WHITE, Ellen G., Evangelismo, Pág. 616 e Patriarcas e Profetas, Pág. 377 "Falando da espessa escuridão que O envolvia, encontrando-Se Ele sobre o monte, rodeado de um acompanhamento de anjos, o Senhor deu a conhecer a Sua lei. ... Deviam agora tomar-se disposições para o amplo estabelecimento da nação escolhida, sob a orientação de Jeová como seu Rei. Patriarcas e Profetas, págs. 301-304 e 312." WHITE, Ellen G. A Verdade Sobre os Anjos, Pág. 99 56 - Quem é o Trio Divino mencionado no versiculo abaixo? Resposta: "o Pai, o Filho e os Anjos"
  • 25. 25 "Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão o Pai." Mateus: 24:36 57 - quem é o Trio Divino citado no versículo abaixo? Resposta: "o Pai, o Filho e o Anjo" "Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João." Apocalipse: 1:1 58 - O que o Trio Celestial gostaria que o homem soubesse equem é esse Trio? Resposta: “Deus e Cristo e o exército celestial" "Você é exortado a não tocar no imundo; pois ao tocar nisso, você se tornará impuro. É impossível você se unir àqueles que são corruptos e ainda permanecem puros. “Que comunhão tem justiça com injustiça? e que comunhão tem luz com astrevas? e que concórdia tem Cristo com Belial?” Deus e Cristo e o exército celestial gostariam que o homem soubesse que se ele se unir aos corruptos, ele se tornará corrupto. Foi feita ampla provisão para que possamos ser ressuscitados das terras baixas da terra e ter nossas afeições atadasa Deus e às coisas celestiais ( The Review and Herald, 2 de janeiro de 1900 ). {6BC 1102.8}" WHITE, Ellen G. SDA Bible Commentary, Vol. 6, Pág.1102, Parágrafo. 8 59 - Quem era o Trio que estava presente ao pé da Cruz no calvário? Resposta: "o Pai, o Filho e os Santos Anjosl" "Deus e Seus santos anjos estavam ao pé da cruz. O Pai estava com o Filho. Sua presença, no entanto, não foi revelada. Houvesse Sua glória irrompido da nuvem, e todo espectador humano teriasido morto. E naquela tremenda hora não devia Cristo ser confortado com a presença do Pai. Pisou sozinho o lagar, e dos povos nenhum havia com Ele.Na espessa escuridão, velou Deus a derradeira agonia humana de Seu Filho."WHITE, Ellen G. - O Desejado de Todas as Nações, Pág. 754 60 - Quem estava no início criando todas as coisas? Resposta: "o Pai e o Filho" "Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas na sua roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome, equal é o nome de seu filho, se é que o sabes?" Provérbios: 30:4 61 - Quantas Pessoas trabalham em prol da salvação do homem? Resposta: "Duas, o Pai e o Filho" "Mas ele lhes disse: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também." João: 5:17 "Eu e o Pai somos um." João: 10:30 62 - Devemos Crer em quantas Pessoas?
  • 26. 26 Resposta: "em Duas Pessoas, no Pai e no Filho" "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim." João: 14:1 63 - Quantas Pessoas habitam no Cristão? Resposta: "Duas Pessoas, Deus e o Espírito Santo (Jesus é o Espirito Santo) "Respondeu Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada." João: 14:23 "Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida, por causa da justiça." Romanos: 8:10 "logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim." Gálatas: 2:20 "Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade." II Corintios: 3:17 64 - Quantas Pessoas são citadas no versiculo abaixo? Resposta: "Duas Pessoas, Eu e o Pai" "Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor." João:15:1 65 - De onde veio Jesus e para onde Jesus voltou? Resposta: "veio do Pai e voltou para o Pai" "Vim do Pai e entrei no mundo; todavia, deixo o mundo e vou para o Pai." João: 16:28 "Recomendou-lhe Jesus: Não me detenhas; porque ainda não subi para meu Pai, mas vai ter com os meus irmãos e dize-lhes: Subo para meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus." João: 20:17 66 - Quantas Pessoas são citadas nos versículos abaixo? Resposta: "Duas Pessoas, Deus e Cristo, o e o Filho" "Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus" Romanos: 1:1 "Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de JesusCristo, e o irmão Sóstenes, 2 à igreja de Deus que está emCorinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso" I Corintios: 1:1-2 "Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus que está em Corinto e a todos os santos em toda a Acaia, 2 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus detoda consolação!" II Corintios: 1:1-3
  • 27. 27 "Paulo, apóstolo, não da parte de homens, nem por intermédio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que oressuscitou dentre os mortos, 2 e todos os irmãos meus companheiros, às igrejas da Galácia, 3 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do nosso Senhor Jesus Cristo" Gálatas: 1:1-3 "Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus, 2 graça a vós outrose paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo," Efésios: 1:1-3 "Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus, inclusive bispos e diáconos que vivem em Filipos, 2 graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 3 Dou graças ao meu Deus por tudo que recordo de vós." Filipenses: 1:1-3 "Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, por vontade de Deus, e o irmão Timóteo, 2 aos santos e fiéis irmãos em Cristo que se encontram em Colossos, graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai. 3 Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor JesusCristo, quando oramos por vós." Colossenses: 1:1-3 "Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo, graça e paz a vós outros. 2 Damos, sempre, graças a Deus por todos vós, mencionando-vos em nossas orações e, sem cessar, 3 recordando-nos, diante do nosso Deus e Pai, da operosidade da vossa fé, da abnegação do vosso amor e da firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo," I Tessalonicenses: 1:1-3 "Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, em Deus, nosso Pai, e no Senhor Jesus Cristo, 2 graça e paz a vós outros,da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo." II Tessalonicenses:1:1-2 "Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pelo mandato de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, nossa esperança, 2 a Timóteo, verdadeiro filho na fé, graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor." I Timóteo: 1:1-2 "Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pela vontade de Deus, de conformidade com a promessa da vida que está em Cristo Jesus, 2 ao amado filho Timóteo, graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor." II Timóteo: 1:1-2 "Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, para promovera fé que é dos eleitos de Deus e o pleno conhecimento da verdade segundo a piedade," Tito: 1:1 "Paulo, prisioneiro de Cristo Jesus, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, também nosso colaborador, 2 e à irmã Áfia, e a Arquipo, nosso companheiro de lutas, e à igreja que está em tua casa, 3 graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 4 Dou graças ao meu Deus, lembrando-me, sempre, de ti nas minhas orações." Filemom; 1:1-4 "Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitasmaneiras, aos pais, pelos profetas, 2 nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de
  • 28. 28 todas as coisas, pelo qual também fez o universo. 3 Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pelapalavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas" Hebreus: 1:1-3 "Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos que se encontram na Dispersão, saudações." Tiago: 1:1 "Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco obtiveram fé igualmente preciosa na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo, 2 graça e paz vos sejam multiplicadas, no pleno conhecimento de Deus e de Jesus, nosso Senhor." II Pedro: 1:1-2 "O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temosvisto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida 2 (e a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho,e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nosfoi manifestada), 3 o que temos visto e ouvido anunciamos tambéma vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo." I João: 1:1-3 "O presbítero à senhora eleita e aos seus filhos, a quem eu amo na verdade e não somente eu, mas também todos os que conhecem a verdade, 2 por causa da verdade que permanece em nós e conosco estará para sempre, 3 a graça, a misericórdia e a paz, da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, o Filho do Pai, serão conosco em verdade e amor" II João: 1:1-3 "Judas, servo de Jesus Cristo e irmão de Tiago, aos chamados, amados em Deus Pai e guardados em Jesus Cristo."Judas; 1:1 67 - Quantas Pessoas são vistas pelos ímpios vindo na segunda vinda de Cristo? Resposta: "Duas Pessoas, o Pai (aquele que está assentado no Trono) e o Cordeiro" "Os reis da terra, os grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos e todo escravo e todo livre se esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes 16 e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro, 17 porque chegou o grande Dia da ira deles; e quem é que pode suster-se?" Apocalipse:6:15-17 "Ele, porém, guardou silêncio e nada respondeu. Tornou a interrogá-lo o sumo sacerdote e lhe disse: És tu o Cristo, o Filho do Deus Bendito? 62 Jesus respondeu: Eu sou, e vereis o Filho do Homem assentado à direita do Todo-Poderoso e vindo com as nuvens do céu." Marcos: 14:61-62 "Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e de nosso salvador Jesus Cristo," Tito: 2:13 (Almeida Revista Corrigida e Anotada) 68 - onde está a felicidade do homem? Resposta: "A felicidade do homem esta em conhecer a Deus ea Jesus Cristo"
  • 29. 29 "A felicidade do homem esta em conhecer a Deus e a Jesus Cristo, a quem Ele enviou." WHITE, Ellen G. - Para Conhecê-lo - MM DE 1964/1965, Pág.. 335 69 - o plano da Redenção foi delineado entre quantas pessoas? Resposta: entre Duas Pessoas, o Pai e o Filho "Mesmo os anjos não tiveram permissão de partilhar nos conselhos entre o pai e o filho quando foi delineado o plano da salvação. E as criaturas humanas não se devem intrometer nos segredos do Altíssimo." WHITE, Ellen G. - A Ciência do BomViver, Pag. 429 "Aquilo que, nos conselhos celestes, o pai eo filho julgaram essencial à salvação do homem acha-se claramente apresentado nas Escrituras Sagradas. As infinitas verdades da salvação são tão claramente expressas, que os seres finitos que desejam conhecer a verdade não podem deixar de compreender. Têm sido feitas revelações divinas para sua instrução na justiça, a fim de que glorifiquem a Deus e ajudem a seus semelhantes." WHITE, Ellen G. - Conselhos Pais, Professores e Estudantes, Pag. 438 "Todas as questões sobre a verdade e o erro no prolongado conflito são agora esclarecidas. A justiça de Deus acha-se plenamente justificada. Perante o Universo foi apresentado claramente o grande sacrifício feito pelo pai e o filho em prol do homem.É chegada a hora em que Cristo ocupa a Sua devidaposição, sendo glorificado acima dos principados e potestades, e sobre todo o nome que se nomeia." WHITE, Ellen G. História da Redenção, Pag. 427 70 - Com quem Paulo desejava entrar em inteira harmonia ecomunhão? Resposta: "ansiava por entrar em inteira harmonia e comunhãocom o pai e o filho" "Aquele que fora um orgulhoso fariseu, confiante na justificação por suas boas obras, curvou-se então perante Deus com a humildade e simplicidade de uma criancinha, confessando sua indignidade e pleiteando os méritos de um Salvador crucificado e ressurgido. Saulo ansiava por entrar em inteiraharmonia e comunhão com o pai e o filho..." WHITE, Ellen G. Atos dos Apóstolos, Pag. 119 71 - Quem é o Trio que os salvos entrarão em verdadeira harmonia e comunhão? Resposta: "como Pai, com o Filho e com os Anjos Ministradores" "Não deveríamos considerar a misericórdia divina? Que mais poderia Deus fazer? Relacionemo-nos, pois, devidamente com Aquele que nos amou com maravilhoso amor. Prevaleçamo-nos dos meios que nos foram providos, para sermos transformados à Sua semelhança e restaurados à comunhão com os anjos ministradores, à harmonia e comunhão com o pai e o filho. " WHITE, Ellen G. Caminho a Cristo, Pag. 22 72- Com quem o povo de Deus vai entreter franca comunhão na eternidade? Resposta: "com o Pai e com o Filho" "Nela não vi templo, porque o seu templo é o Senhor." Apoc. 21:22. O povo de Deus tem o privilégio de entreter franca comunhão com o pai e o filho. "Porque agora vemos porespelho em enigma." I Cor. 13:12. Contemplamos a imagem de Deus refletida, como que em espelho, nas
  • 30. 30 obras da Natureza e em Seu trato com os homens; mas, então O conheceremos face a face, sem um véu obscurecedor de permeio. Estaremos em Sua presença, e contemplaremos a glória deSeu rosto. " WHITE, Ellen G. História da Redenção, Pag. 432 73 - Quem são os Dois Seres que descansaram no principio nosábado? Resposta: "o Pai e o Filho" "No princípio, o Pai e o Filho repousaram no sábado após Sua obra de criação. Quando "oscéus, e a Terra e todo o seu exército foram acabados" (Gên. 2:1), o Criador e todos os seres celestiais se regozijaram na contemplação da gloriosa cena. "As estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam." Jó 38:7. ... Quando se der a "restauração de todas as coisas, as quais Deus faloupor boca dos Seus santos profetas, desde o princípio do mundo" (Atos 3:21, Trad. Figueiredo), o sábado da criação, o dia em que Jesus esteve em repouso no sepulcro de José, será ainda um dia de descanso e regozijo. O Céu e a Terra se unirão em louvor, quando, "desde um sábado até ao outro"(Isa. 66:23), as nações dos salvos se inclinarem em jubiloso culto a Deus e o Cordeiro. O Desejado de Todas as Nações, págs. 769 e 770." WHITE, Ellen G., Maranata, o Senhor Vem - MM de 1976/1977, Pág. 336 74 - Quantas pessoas tem interesse na obra de salvação dohomem? Resposta: "Duas Pessoas, o Pai e o Filho" "Meditai no interesse que o pai e o filho têm nesta obra. Como o pai ama ao filho, assim o filho ama aos que são Seus - os que trabalham como Ele trabalhou para salvar as almas a perecer.“ WHITE, Ellen G., O Colportor Evangelista, Pag. 108 75 - Quantas Pessoas se uniram num concerto para redimir ohomem? Resposta: "Duas Pessoas, o Pai e o Filho" "Antes que os fundamentos da Terra fossem lançados, o pai e o filho Se haviam unido num concerto para redimir o homem, se ele fosse vencido por Satanás. Haviam-Se dado as mãos, num solene compromisso de que Cristo Se tornariao fiador da raça humana." WHITE, Ellen G., O Desejado de Todas as Nações, Pag. 834 "E o sacrifício a que o amor infinito induziu o pai e o filho, a fim de que os pecadores pudessem ser salvos, demonstra ao Universo todo (e nada menos que este plano de expiação teria bastado para fazer)que a justiça e a misericórdia são o fundamento dalei e do governo de Deus.“ WHITE, Ellen G., O Grande Conflito, Pag. 503 76 - O meio de livramento e redenção do homem foi feito porquantas pessoas? Resposta: "Duas Pessoas, o Pai e o Filho" "Vi o adorável Jesus e contemplei uma expressão desimpatia e tristeza em Seu rosto. Logo eu O vi aproximar-Se da luz extraordinariamente brilhante que cercava o Pai. Disse meu anjo assistente: Ele está em conversa íntima com o Pai. A ansiedade dos anjos pareciaser intensa, enquanto Jesus Se comunicava com Seu Pai. Três vezes foi encerrado pela luz gloriosa que havia em redor do Pai; na terceira vez, Ele veio de Seu Pai, e podia ser visto. Seu semblante estava calmo, livre de toda perplexidade e inquietação, e resplandecia de benevolência e amabilidade, tais como não podem exprimir as palavras. Fez então saber ao exército
  • 31. 31 angelical que um meio de livramento fora estabelecido para o homem perdido. Dissera-lhes que estiveraa pleitear com Seu Pai, oferecera-Se para dar Suavida como resgate e tomar sobre Si a sentença de morte, a fim de que por meio dEle o homem pudesseencontrar perdão; que, pelos méritos de Seu sangue, e obediência à lei divina, ele poderia ter o favor de Deus, e ser trazido para o belo jardim e comer do fruto da árvore da vida. A princípio, os anjos não puderam regozijar-se, pois seu Comandante nada escondeu deles, masdesvendou-lhes o plano da salvação. Jesus lhes disse que ficaria entre a ira de Seu Pai e o homem culpado, que Ele enfrentaria a iniqüidade e o escárnio, e que poucos, apenas, O receberiam comoo Filho de Deus." WHITE, Ellen G., Primeiros Escritos, Págs. 149-150 77 - Quem estava reunido no céu para dar as boas vindas aosalvador e quem é o Trio Divino mencionado no texto abaixo? Resposta: "o Pai e os Anjos aguardavam o Salvador. Deus, Cristo e os Anjos do céu são o Trio Divino mencionado no texto abaixo" “Então se abrem de par em par as portas da cidade de Deus, e a angélica multidão entra por elas, enquanto a música prorrompe em arrebatadora melodia. Ali está o trono, e ao seu redor, o arco- íris da promessa. Ali estão querubins e serafins. Os comandantes das hostes celestiais, os filhos de Deus, os representantes dos mundos não caídos, acham-se congregados. O conselho celestial, perante o qual Lúcifer acusara a Deus e a Seu Filho, os representantes daqueles reinos imaculados sobre os quais Satanás pensara estabelecer seu domínio - todos ali estão para dar as boas-vindas ao Redentor. Estão ansiosos por celebrar-Lhe o triunfo e glorificar seu Rei. Mas Ele os detém com um gesto. Ainda não. Não pode receber a coroa de glória e as vestes reais. Entra à presença do Pai. Mostra a fronte ferida, o atingido flanco, os dilacerados pés; ergue as mãos que apresentam os vestígios dos cravos. Aponta para ossinais de Seu triunfo; apresenta a Deus o molho movido, aqueles ressuscitados com Ele como representantes da grande multidão que há de sair do sepulcro por ocasião de Sua segundavinda. Aproxima-Se do Pai, em quem há alegria a cada pecador que se arrepende; que sobre ele Se regozija com júbilo. Antes que os fundamentos da Terra fossem lançados, o Pai e o Filho Se haviam unido num concerto para redimir o homem, se ele fosse vencido por Satanás. Haviam-Se dado as mãos, num solene compromisso de que CristoSe tornaria o fiador da raça humana. Esse compromisso cumprira Cristo. Quando, sobre a cruz soltara o brado: "Está consumado" (João 19:30), dirigira-Se ao Pai. O pacto fora plenamente satisfeito. Agora Ele declara: "Pai, está consumado. Fiz, ó Meu Deus, a Tua vontade. Concluí a obra da redenção. Se a Tua justiça está satisfeita, 'quero que, onde Eu estiver, também eles estejam comigo'."João 17:24. Ouve-se a voz de Deus proclamando que a justiça está satisfeita. Está vencido Satanás. Os filhos de Cristo, que lutam e se afadigam naTerra, são "agradáveis... no Amado". Efés. 1:6. Perante os anjos celestiais e os representantes dos mundos não caídos, são declarados justificados. Onde Ele está, ali estará a Sua igreja. "A misericórdia e a verdade se encontraram; a justiça e a paz se beijaram." Sal. 85:10. Os braços do Pai circundam o Filho, e é dada a ordem: "E todos os anjos de Deus O adorem." Heb. 1:6. Com inexprimível alegria, governadores, principados e potestades reconhecema supremacia do Príncipe da Vida. A hoste dos anjos prostra-se perante Ele, ao passo que enche todas as cortes celestiais a alegre aclamação: "Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças"! Apoc. 5:12. Hinos detriunfo misturam- se com a música das harpas angélicas, de maneira que o Céu parece transbordarde júbilo e louvor. O amor venceu. Achou-se a perdida. O Céu ressoa com altissonantes vozes que proclamam: "Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre." Apoc. 5:13. Daquela cena de alegria
  • 32. 32 celestial, chega até nós na Terra, o eco das maravilhosas palavras do próprio Cristo: "Eu subo para Meu Pai e vosso Pai, Meu Deus e vosso Deus." João 20:17. A família no Céu e a família na Terra, são uma só. Para nosso bem subiu nosso Senhor, para nosso bem Ele vive. „Portanto pode também salvar perfeitamente os que por Ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.‟ Heb. 7:25.” WHITE, Ellen G., O Desejado de Todas as Nações, Pág. 833-835. 78 - A quem os Anjos do céu Amam? Resposta: "eles admiram e amam o Pai e o Filho" “Anjos e arcanjos se maravilham em face dessegrande plano da redenção; eles admiram e amamo Pai e o Filho ao contemplarem a misericórdia e o amor de Deus; não há sentimento de ciúmes ao ser esse novo templo, renovado à imagem de Cristo,apresentado em sua beleza, para ficar junto ao tronode Deus.” Carta 31, 1892." WHITE, Ellen G., Filhos e Filhas de Deus MM - 1956, Pág. 295. 79 - Quem julgouser essencialo plano da salvação do Homem? Resposta: "o Pai e o Filho" “Aquilo que, nos conselhos celestes, o Pai e o Filho julgaram essencial à salvação do homem, acha-se claramente apresentado nas Escrituras Sagradas. As infinitas verdades da salvação são tãoclaramente expressas, que os seres finitos que desejam conhecer a verdade não podem deixar de compreender. Têm sido feitas revelações divinas para sua instrução na justiça, a fim de que glorifiquem a Deus e ajudem a seus semelhantes.” - WHITE, Ellen G., Conselhos aos Pais, Professores eEstudantes, PÁG. 438. 80 - A necessidade de um Mediador foi vista e sentida porquem? Resposta: "foi sentida pelo Pai e pelo Filho" “Cristo não fora forçado a fazer isso [levar a culpa de um mundo que perecia]. Ele Se apresentara voluntariamente para depor a vida e salvar o mundo. As reivindicações do governo de Deus haviam sido mal compreendidas mediante as enganosas obras e palavras de Satanás, e a necessidade de um mediador foi vista e sentida pelo Pai e o Filho.” Manuscrito 42, 1897" WHITE, Ellen G., Cristo Triunfante MM de 2002, Pág. 266. 81 - Quem unicamente era capaz de representar a Divindade? Resposta: "unicamente Cristo era capaz de representar a Divindade" "Cristo, unicamente, era capaz de representar a Divindade. Aquele que esteve na presença do Pai desde o princípio, Aquele que era a expressa imagem do Deus invisível, era o único suficiente para realizar essa obra. Nenhuma descrição verbal poderia revelar Deus ao mundo. Mediante uma vida de pureza, vida de perfeita confiança e submissão à vontade de Deus, vida de humilhação da qual mesmo o mais alto serafim celestial teria recuado, o próprio Deus tinha de ser revelado à humanidade. Para isso fazer, nosso Salvador revestiu de humanidade a Sua divindade. Empregou as faculdades humanas, pois unicamente adotando- as poderia ser compreendido pela humanidade. Unicamente a humanidade poderia alcançar a humanidade. Ele viveu o caráter de Deus através do corpo humano que Deus Lhe preparara. Abençoou Ele o mundo, vivendo na carne humana a vida de Deus, mostrando assim ter o poder de unir a humanidade à divindade." WHITE, Ellen G., Mensagens Escolhidas Vol. I, Pág. 264