5 esclarecimento rizoma-eng._paisagismo_serv._ltda_2014-04-08_12_56_34

211 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

5 esclarecimento rizoma-eng._paisagismo_serv._ltda_2014-04-08_12_56_34

  1. 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE COMPRAS Processo Administ ra tivo nº 13/10/22.929 Interessado: Secretaria Municipal de Serviços Públicos Assunto: Pregão Presencial nº 198/2013 Objeto: Contratação de empresa(s) para a prestação de serviços de manutenção contínua de áreas verdes. ESCLARECIMENTO DE QUESTIONAMENTO O Município de Campinas, por intermédio do Diretor do Departamento Central de Compras, após manifestação da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, apresenta resposta ao pedido de esclarecimentos formulado pela empresa RIZOMA ENGENHARIA, PAISAGISMO, SERVIÇOS LTDA. , conforme segue: Esclarecimen t o 01 : “ Verificando os documentos disponibilizados pelo Município para o referido Edital, no tocante ao critério de medição e pagamento dos serviços, não está claro, se os serviços das equipes será pago por ‘equipe/mês’ e/ou ‘hora trabalhada/mês’ e/ou ‘hora/mês’ ou mesmo qual será o critério adotado. Caso seja em ‘equipe/dia’ não consta claramente um valor mínimo de horas trabalhadas mensalmente! Na Cláusula Oitava da Minuta Contratual, anexo V dos documentos disponibilizados, referente às ‘MEDIÇÕES E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO’ - item 8.1, consta que a medição dos serviços contratados será efetuada de acordo com o estabelecido no ANEXO I - PROJETO BÁSICO e seus APÊNDICES. Verificando o referido ANEXO I, consta no item 5.6.4., que a medição será efetuada por ‘equipe dia’ trabalhada efetivamente (grifo nosso) executada de acordo com as Especificações Técnicas e Planilhas de Proposta de Preços com os respectivos preços unitários ofertados pela Contratada e transcritos neste contrato. Nas Planilhas, também integrantes dos documentos disponibilizados, ‘ APÊNDICE l - LOTE I – Orçamento de Referência_2013- 09-01’ e ‘APÊNDICE II - Orçamento de Referência_2013- 09-01’, considerando o total de Equipes/Dia para o período do contrato de 12 meses, resulta que cada equipe está dimensionada (por um simples cálculo numérico) para um total de 251 horas mensais/funcionário. Entendemos que as Medições das Equipes, Mobilizadas desde o início do contrato (num total
  2. 2. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE COMPRAS de cerca 850 funcionários para o Lote I e 400 funcionários para o Lote II) serão então PAGAS, MENSALMENTE, por quantitativos MENSAIS considerando esse TOTAL de 251 horas/funcionário, INDEPENDENTE de estar mobilizada ou não? PERGUNTA: Está correto nosso entendi me n t o? ” Resposta: O entendimento não está correto. Os valores referentes às equipes de trabalho (jornada, período de trabalho), constam do subitem 3.5 do ANEXO I - Projeto Básico, e são aplicados a ambos os lotes . A medição para efeito de remuneração terá como base o valor referente às equipes/dia, multiplicados por, em média 22 (vinte e dois) dias úteis trabalhados no mês. Esclarecimen t o 02: “ No item 5.4.1.22, do ANEXO l - PROJETO BÁSICO, prevê- se que a empresa vencedora tanto do Lote I quanto do Lote II deverá disponibilizar ao Departamento de Parques e Jardins (DPJ) 8 (oito) veículos leves zero quilômetros 1.0 durante todo período contratual, para serem utilizados no sistema de fiscalização dos serviços objeto do referido edital. Entendemos que o fornecimento de combustíveis para tais veículos, num total de 16 (dezesseis veículos) serão de responsabilidade do DPJ, visto que não estão previstos nos custos unitários dos serviços tais despesas. PERGUNTA: Está correto nosso entendi me n t o? Como esses custos de fornecimen t o e manu te nção mensal desses 8 (oito) veículos por Lote serão reembolsados mensalmen te à Contra ta da visto que não estão previstos nos custos unitários dos serviços tais despesas?” Resposta: O entendimento está parcialmente correto. O fornecimento de combustíveis será de responsabilidade do Município e a manutenção dos veículos será de responsabilidade da contratada, cujos custos com as manutenções deverão ser contabilizados na planilha de despesas indiretas – BDI. Esclarecimen t o 03: “ Nos itens 4.1.1.4 e 4.1.2.3., do ANEXO l - PROJETO BÁSICO está previsto a possibilidade (grifo nosso) de utilização da água de reuso que seria disponibilizado pela DPJ/Prefeitura. Caso haja indisponibilidade dessa água de reuso qual seria o procedimento a ser adotado? Uso de Água Natural? Quem fornecerá?
  3. 3. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE COMPRAS PERGUNTA: De quem será a responsabilidade dos custos de fornecimen t o deste insumo adicional visto que não estão previstos nos custos unitários dos serviços tais despesas?” Resposta: No caso de não haver possibilidade de abastecimento com água de reuso, a prefeitura (DPJ) indicará reservatórios naturais distribuídos pelo município para captação de água. Portanto o custo desse insumo nunca será de responsabilidade da contratada. Esclarecimen t o 04: “ Nos itens 4.1.1.1, 4.1.1.2, 4.1.1.3., 4.2.1.1, 4.1.2.2, 4.2.1.1, do ANEXO l - PROJETO BÁSICO estão descritos que os locais de deposição, pela Contratada, dos materiais retirados e ou de replantio, serão definidos pelo Departamento de Parques e Jardins (DPJ). Temos conhecimento de que o local atualmente utilizado pelo DPJ é o Aterro Municipal- Delta, localizado a cerca de alguns poucos Quilômetros de distância em relação à maioria das áreas de realização dos serviços. Também sabemos que o referido Aterro está com prazo de encerramento de cerca de 7 meses, prazo esse inferior ao prazo contratual inicial de 12 meses. PERGUNTA: Alterando- se o Local de Deposição, como será realizado o novo dimensiona me n t o dos custos das equipes já que os custos/despesas de Locomoção/Transpor t e não consta em separado nas Planilhas de Orçamen to? ” Resposta: No caso de encerramento do aterro Delta A, o mesmo abrigará uma estação de transbordo para os resíduos que lá eram depositados. Portanto, o encerramento não implicará em adicional de despesas a contratada. Esclarecimen t o 05: “ No item 4.1.1.2, do ANEXO l - PROJETO BÁSICO, está descrito que fica de responsabilidade da Contratada, os insumos (inseticidas, formicidas, adubos químicos N,P,K e calcário domílico PRNT 100) , a serem utilizados nos serviços de Conservação e Manute nção de Áreas Verdes. Nas Planilhas de Orçamento/Composição dos Custos Unitários não constam custos desses insumos. PERGUNTA: De quem será a responsabilidade efetiva dos custos de fornecimen t o destes insumos visto que não estão previstos nos custos unitários dos serviços tais despesas e não é possível o perfeito dimensiona me n t o das quantida des pela Licitan te? ”
  4. 4. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE COMPRAS Resposta: O fornecimento dos insumos necessários à adequada realização dos serviços serão de responsabilidade da contratada, cujos valores correspondentes, deverão ser contabilizados na planilha de despesas indiretas – BDI. Esclarecimen t o 06: “ No item 4.2.1.2, do ANEXO l - PROJETO BÁSICO, não está descrito de quem será a responsabilidade de fornecer os insumos para "aplicação de calcário domílico PRN 100 e adubo químico NPK nas proporções de 10:10:10, bem como a fixação das mudas com estacas de bambu e braçadeiras " para as equipes dos serviços de Recomposição das Espécies Extraídas e Plantio das Mudas Arbóreas, Palmáceas e outras Espécies. PERGUNTA: De quem será a responsabilidade dos custos de fornecimen t o destes insumos visto que não estão previstos nos custos unitários dos serviços tais despesas?” Resposta: O fornecimento dos insumos necessários à adequada realização dos serviços, como também a fixação das mudas, serão de responsabilidade da contratada, cujos valores correspondentes, deverão ser contabilizados na planilha de despesas indiretas – BDI. Esclarecimen t o 07: “ No item 4.1.4, do ANEXO l – PROJETO BÁSICO, que trata das EQUIPES tipo D - de Serviços Extraordinários - Lote 1, o Departamento de Parques e Jardins (DPJ) solicita que a Contratada mantenha "em estoque" equipamentos e mão de obra (motoristas, operadores, etc..), de acordo com o "APÊNDICE III - Modelo de Planilha para Cálculo da Composição de Preços Unitários- CPU", num total de 8 (oito) equipamentos/equipe de grande porte (caminhões, retroescavadeiras e tratores). Entendemos que as Medições dessa Equipe, disponibilizada desde o início do contrato, será então PAGA, MENSALMENTE, por quantitativos MENSAIS considerando também o TOTAL de 251 horas/equipe/mês, INDEPENDENTE de estar mobilizada ou não? PERGUNTA: Está correto nosso entendi me n t o? ” Resposta: A disponibilização dos equipamentos e mão de obra citados, somente acontecerá mediante solicitação específica do DPJ, de forma planejada e com a antecedência de 3 (três) dias, conforme subitem 4.1.4 do ANEXO I - Projeto
  5. 5. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE COMPRAS Básico. A remuneração referente à utilização destes recursos será feita mediante a medição dos serviços efetivamente prestados, e não por quantitativos mensais. Esclarecimen t o 08: “ No item 4.2.3, do ANEXO l - PROJETO BÁSICO, que trata das EQUIPES tipo C - de EQUIPE TÉCNICA - Lote 2, o Departamento de Parques e Jardins (DPJ) solicita que a Contratada mantenha "em estoque" veículo para transporte (camionete de cabine dupla) e profissionais com nível superior (engenheiros inclusive), de acordo com o "APÊNDICE III - Modelo de Planilha para Cálculo da Composição de Preços Unitários- CPU", num total de 3 (três) profissionais/equipe (engenheiros agrônomo e florestal e um técnico). Entendemos que as Medições dessa Equipe, disponibilizada desde o início do contrato, será então PAGA, MENSALMENTE, por quantitativos MENSAIS considerando também o TOTAL de 251 horas/equipe/mês, INDEPENDENTE de estar mobilizada ou não? PERGUNTA: Está correto nosso entendim e n t o? ” Resposta: O entendimento não está correto. A medição, para efeito de remuneração, terá como base o valor referente à equipes/dia, multiplicados por, em média 22 dias úteis trabalhados no mês. Esclarecimen t o 09: “ No item 8.8, que trata do critério de julgamento das propostas, prevê- se que será pelo MENOR VALOR GLOBAL DO LOTE. PERGUNTA: Os preços unitários referenciais por item, constan tes do "APÊNDICE I – LOTE I - Orçamento de Referência_2013- 09-01" e "APÊNDICE II - Orçamento de Referência_2013- 09-01", deverão ser entendidos como valores máximos permitid os para a apresentação da proposta da licitan te, ou somente o valor global da proposta para 12 (doze) meses que não poderá ser superior ao orçamen t o estimado pela PMC?” Resposta: Somente o valor global de cada lote vencido é que não poderá ser superior ao valor orçado pelo Município, ressaltando que os preços dos itens orçados deverão ser condizentes com o do mercado. Campinas, 17 de setembro de 2013.
  6. 6. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE COMPRAS MARCELO GONÇALVES DE SOUZA Diretor – Departamento Central de Compras
  7. 7. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE COMPRAS MARCELO GONÇALVES DE SOUZA Diretor – Departamento Central de Compras

×