FARNET e o desenvolvimento sustentável das zonas de pesca<br />2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira (PT)<br />...
Content<br />Ponto de situação do Eixo 4 na Europa<br />A Unidade de Apoio FARNET<br />Alguns exemplos<br />O futuro<br />
Eixo 4 na Europa<br />21 países<br />13% FEP<br />€826M investimento público<br />
  Ponto de situação: Fevereiro 2011<br />13 países<br />(de 21)<br />171 GACs<br />(de 250 +/-)<br />
A caminho dos 250 GACs<br />Composição dos GACs<br />Agentes do sector das pescas: 30-90%<br /> Entidades públicas: 4-50%<...
FARNET: ponto de situação, Janeiro2011<br />
Tipos de zona. Tipos de estratégia<br />ZONAS<br />Zonas mais remotas em declínio. Poucas alternativas<br />Zonas em reest...
Ensinamentos“Da teoria à prática”<br />Estratégia <br />Território<br />Parceria<br />Do “território teórico” – condiciona...
Ensinamentos<br />Necessidade de massa crítica e domínio da cadeia de distribuição<br />Ao nível da UE, nacional e regiona...
   O que é a FARNET?<br />    FARNET: The European Fisheries AReas NETwork <br />        - a rede de todos os envolvidos n...
Quem é a Unidade de Apoio FARNET<br /><ul><li>8 colaboradores permanentes localizados em Bruxelas, coordenando a rede.
21 peritos geográficos, apoiando o trabalho no terreno. Estónia: MerleAdams
1 grupo consultivo interdisciplinar, pensando o futuro do Eixo 4.</li></ul>A equipa<br />O grupo consultivo<br />O nosso g...
 O papel da Unidade de Apoio FARNET<br />   “Disponibilizar assistência técnica, animação, coordenação, informação e aprov...
  Ferramentas FARNET<br /><ul><li>sítio: www.farnet.eu</li></ul>- FAQs<br /><ul><li> Exemplos de projectos
Informação por país e GAC</li></ul>- Eventos<br />- Notícias<br />- Ferramentas do Eixo 4<br /><ul><li> Redes sociais: Com...
 Meios de Comunicação: revista e newsletter</li></li></ul><li>O que pode fazer a FARNET: boas práticas <br />Base de dados...
<ul><li> Redes sociais e grupos de discussão online:</li></ul>FARNET no Linked In<br /><ul><li> Uma comunidade online (158...
 13 subgrupos: França, Espanha, Filândia … e  Pescaturismo, Mulheres na pesca, Pesca em águas interiores…
 Um sítio para sugerir, perguntar, reagir, partilhar e comunicar com os restantes GACs
 Resultados incorporados noutras ferramentas => FAQs, conteúdo para eventos, publicações…</li></li></ul><li>Mariscadores d...
 Da produção primária => ao marketing e vendas
Workshops para restaurantes locais e hotéis
Sessões de degustação para o público
Visitas guiadas para informar o consumidor sobre a actividade e produto
Equipar as instalações para receber visitantes (DVD, cozinha)
 Desenvolvimento de novas receitas para berbigão
Cursos de cestaria (apresentação do produto)
Material promocional (posters, filmes, livro de receitas …)
papel activo para assegurar a sustentabilidade e    	rentabilidade da sua actividade</li></li></ul><li>
Adaptação de um barco de pesca para turismo - Dinamarca<br />Diversificação : pesca turismo<br />
Formação para pescadores trabalharem em turismo GAC Laplandia, Filândia<br />Formação em “primeiros socorros”<br />Formaçã...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira (Aveiro) - FARNET Suport Unit

379 visualizações

Publicada em

Apresentação efectuada por Paul Soto da FARNET Suport Unit no 2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira, organizado pelo Grupo de Acção Costeira da Região de Aveiro, realizado no dia 25 de Fevereiro de 2011

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Majority of operations to be led by private sector
  • ES translation – cockle = berberecho
  • 2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira (Aveiro) - FARNET Suport Unit

    1. 1. FARNET e o desenvolvimento sustentável das zonas de pesca<br />2º Encontro Nacional de Grupos de Acção Costeira (PT)<br />Aveiro, 25 Fevereiro 2011<br />Paul Soto<br />FARNET Support Unit<br />
    2. 2. Content<br />Ponto de situação do Eixo 4 na Europa<br />A Unidade de Apoio FARNET<br />Alguns exemplos<br />O futuro<br />
    3. 3. Eixo 4 na Europa<br />21 países<br />13% FEP<br />€826M investimento público<br />
    4. 4. Ponto de situação: Fevereiro 2011<br />13 países<br />(de 21)<br />171 GACs<br />(de 250 +/-)<br />
    5. 5. A caminho dos 250 GACs<br />Composição dos GACs<br />Agentes do sector das pescas: 30-90%<br /> Entidades públicas: 4-50%<br /> outros actores do sector privado/ ONGs: 0-33%<br /> Organizações ambientalistas: 0-15% <br />
    6. 6. FARNET: ponto de situação, Janeiro2011<br />
    7. 7. Tipos de zona. Tipos de estratégia<br />ZONAS<br />Zonas mais remotas em declínio. Poucas alternativas<br />Zonas em reestruturação – pescas e outros<br />Zonas relativamente ricas, em crescimento, onde a economia se encontra em diversificação. Pressão sobre os recursos naturais<br />Entre 50 a 9000 pescadores por zona<br />ESTRATÉGIAS<br />Pequenas iniciativas piloto, complementares. Investimentos imateriais. Conjunto limitado de projectos. Focalização na fileira da pesca. Integração com outros programas e estruturas existentes.<br />Grandes iniciativas isoladas. Investimentos físicos em PMEs e pequenas infra-estruturas. Diversificação alargada (costeira – geral). Parcerias individualizadas.<br />
    8. 8. Ensinamentos“Da teoria à prática”<br />Estratégia <br />Território<br />Parceria<br />Do “território teórico” – condicionantes administrativas – financiamento problemático ou deficitário – entidade de gestão atribui fundos conforme necessidades.<br />Ao “território projeto” – Qual é o seu projeto para o futuro? – Com quem (quais parceiros) devemos desenvolvê-lo? – Qual é a área específica (funcional) apropriada?<br />Uma mudança de paradigma – que tem ainda de ser assimilada.<br />
    9. 9. Ensinamentos<br />Necessidade de massa crítica e domínio da cadeia de distribuição<br />Ao nível da UE, nacional e regional: funcionários públicos têm de aprender uns com os outros – UE-Nacional-Regional-Local<br />Ao nível local: actores locais (tanto públicos como privados)<br />Esforço específico no setor das pescas tem de clarificar os interesses e o potencial. Em particular SSF<br />Capacidade de absorção nem sempre presente<br />Capacidade de investimento do setor das pescas frequentemente limitado<br />Crise de rentabilidade (futuro incerto)<br />Dimensão limitada das operações e do sector<br />Falta de experiência, cultura de dependência<br />Grandes investimentos realizados nos outros eixos<br />…..<br />FARNET Template presentation<br />
    10. 10. O que é a FARNET?<br /> FARNET: The European Fisheries AReas NETwork <br /> - a rede de todos os envolvidos no eixo 4<br />FARNET é:<br /> Uma comunidade<br /> - GACs - Grupos de Acção Costeira<br /> - Redes Nacionais<br /> - Autoridades de Gestão<br /> - Unidade de Apoio FARNET<br /> - Comissão Europeia<br /> Uma filosofia<br /> Ênfase na tomada de decisões a nível local e na abordagem integrada ascendente no planeamento do futuro da zona de pesca.<br />
    11. 11. Quem é a Unidade de Apoio FARNET<br /><ul><li>8 colaboradores permanentes localizados em Bruxelas, coordenando a rede.
    12. 12. 21 peritos geográficos, apoiando o trabalho no terreno. Estónia: MerleAdams
    13. 13. 1 grupo consultivo interdisciplinar, pensando o futuro do Eixo 4.</li></ul>A equipa<br />O grupo consultivo<br />O nosso gabinete em Bruxelas<br />A rede europeia de peritos geográficos<br />
    14. 14. O papel da Unidade de Apoio FARNET<br /> “Disponibilizar assistência técnica, animação, coordenação, informação e aproveitar experiências”<br />
    15. 15. Ferramentas FARNET<br /><ul><li>sítio: www.farnet.eu</li></ul>- FAQs<br /><ul><li> Exemplos de projectos
    16. 16. Informação por país e GAC</li></ul>- Eventos<br />- Notícias<br />- Ferramentas do Eixo 4<br /><ul><li> Redes sociais: Comunidade FARNET online
    17. 17. Meios de Comunicação: revista e newsletter</li></li></ul><li>O que pode fazer a FARNET: boas práticas <br />Base de dados de projectos e práticas promissoras em FARNET.EU<br />
    18. 18. <ul><li> Redes sociais e grupos de discussão online:</li></ul>FARNET no Linked In<br /><ul><li> Uma comunidade online (158 membros)
    19. 19. 13 subgrupos: França, Espanha, Filândia … e Pescaturismo, Mulheres na pesca, Pesca em águas interiores…
    20. 20. Um sítio para sugerir, perguntar, reagir, partilhar e comunicar com os restantes GACs
    21. 21. Resultados incorporados noutras ferramentas => FAQs, conteúdo para eventos, publicações…</li></li></ul><li>Mariscadores de berbigão de Anllons, Galiza, Espanha<br />Exemplo de projeto:<br /><ul><li> Associação de mariscadores de berbigão (30 mulheres/1 homem)
    22. 22. Da produção primária => ao marketing e vendas
    23. 23. Workshops para restaurantes locais e hotéis
    24. 24. Sessões de degustação para o público
    25. 25. Visitas guiadas para informar o consumidor sobre a actividade e produto
    26. 26. Equipar as instalações para receber visitantes (DVD, cozinha)
    27. 27. Desenvolvimento de novas receitas para berbigão
    28. 28. Cursos de cestaria (apresentação do produto)
    29. 29. Material promocional (posters, filmes, livro de receitas …)
    30. 30. papel activo para assegurar a sustentabilidade e rentabilidade da sua actividade</li></li></ul><li>
    31. 31.
    32. 32.
    33. 33. Adaptação de um barco de pesca para turismo - Dinamarca<br />Diversificação : pesca turismo<br />
    34. 34. Formação para pescadores trabalharem em turismo GAC Laplandia, Filândia<br />Formação em “primeiros socorros”<br />Formação em requisitos de segurança<br />Licença para operar uma embarcação com turistas<br />Produtos, preços, atenção ao cliente<br />Visitas a empresas de sucesso e empresas com menos sucesso<br />Focalização na criação de produtos, orientação pessoal<br />
    35. 35. Formação para pescadores trabalharem em turismo GAC Laplandia, Filândia<br />7 cursos de segurança:<br />* Primeiros socorros:1, 2 e 4 dias<br />* Licença para operar um barco com turistas a bordo, 2 dias<br />* Segurança no trabalho, 1 dia<br />* Segurança nos transportes, 1 dia<br />* Segurança no trabalho n.º 2, 1 dia<br />* Documentos de segurança, 1 dia<br />* Controle de riscos de incêndio, 1 dia<br /> <br />Próximos pasos: productos, precios, servicio al cliente… <br />Produtos, preços, atenção ao cliente: Curso de 10 dias e 7 dias de estudos personalizados (com apoio individual pelo profesor)<br />
    36. 36. Diversificação de produtos da pesca: utilização de pele de peixe, Ostrobothnia, Filândia<br />Conscencialização emarketingsobre produtos de pele de peixe: rádio, boletim, palestras …<br />Formação para pescadores, <br />família e outros em: <br /><ul><li>Tratamento de pele (com perita sueca, LottaRahme)
    37. 37. Desenho e fabricação de produtos de pele de peixe </li></ul>(com MarjaRak, desenhadora e fundadora de Noolan)<br />
    38. 38. Produtoscom pele de peixe: roupa, carteiras, ..<br />
    39. 39. Produtoscom pele de peixe<br />
    40. 40. Produtoscom pele de peixe: colares, bikini<br />
    41. 41. Produtos com pele de peixe: gravata<br />
    42. 42. “De boet” Restauro de um antigo edifício no porto de Urk, Holanda. GAC Flevoland<br />© 1997; AISA, Archivo Iconográfico, Barcelona, España<br />
    43. 43. Inclusão de pescadores na criação e acompanhamento de reserva marinha, GAC Marennes Oléron, França<br />Distância entre cientistas e professionais do mar, risco dos interesses dos pescadores não sejam suficientemente incorporados no estudio prévio<br />Uma pessoa dedicada a:<br />Respostas técnicas e científicas para o Comité Regional de Pesca<br />Conscencializar os professionais do mar para a reserva marinha protegida<br />Desenvolver capacidade técnica partilhada entre cientistas e professionais<br />Potencial zona protegida<br />zona do GAC<br />
    44. 44. O futuro: Porquê uma abordagem territorial – Qual o seu valor acrescentado nas zonas de pesca?<br />Integração. Coordenação de diferentes intervenções sectoriais a nível local.<br />Estudos de mercado e viabilidade, I+D, Teste de protótipos, formação, padrões de qualidade e controle, etiquetas, promoções, campanhas de marketing. Trabalhos conjuntos com produtores.<br />Inovação. Mobiliza todos os activos de um território de um modo holístico para enfrentar o futuro. <br />Distancia-se do financiamento do défice. Explora novas ligações adaptadas localmente. Constroi as condições humanas e materiais para o desenvolvimento inteligente, sustentável e inclusivo.<br />Governança. Aproxima os agentes do sector de uma forma que reconhece a sua diversidade. <br />Constrói relações + capital social. Mobilisa energia e recursos locais. Ligações permanentes com outros programas. Potencia recursos externos e decisores.<br />
    45. 45. Possíveis objectivos do FEP no desenvolvimento local<br />Suportar o desenvolvimento sustentável das comunidades piscatórias (tanto costeiras como de águas interiores), com especial incidência na criação de emprego de alta qualidade.<br />Contribuir e tirar o melhor proveito do potencial de desenvolvimento integrado marítimo em zonas com comunidades piscatórias importantes.<br />Promover o desenvolvimento integrado local que, directa ou indirectamente, beneficia comunidades piscatórias, com especial incidência nos objectivos de crescimento inteligente, sustentável e inclusivo da estratégia Europa 2020.<br />Os Estados Membros podem dar prioridade a um ou mais destes objectivos<br />
    46. 46. Eixo 4 no futuro…<br />Aumentar a sustentabilidade e a competitividade do sector das pescas.<br />Apoiar a diversificação e a criação de emprego nas zonas de pesca. <br />Promover o “crescimento sustentável” que potencie e valorize os ecossistemas locais. <br />Promover o “crescimento inclusivo” e o bem-estar social e cultural nas zonas de pesca. <br />Fortalecer o papel das comunidades piscatórias na governação. <br />Apoiar a cooperação entre zonas de pesca.<br />Medidas transversais: Investigação + projectos piloto, massa crítica, formação, trabalho em rede, custos correntes.<br />
    47. 47. Debate actual em Bruxelas<br />Como desenvolver o trabalho dos GACs neste período, mantendo o reconhecimento da diversidade local<br />Provavelmente concentrar recursos nas zonas com maiores taxas de emprego no sector das pescas<br />Compromisso ao nível da UE para coordenar diversas iniciativas de desenvolvimento local e simplificar as regras de implementação:<br />DebateentreDG Mare, DG Agri, DG Regio, DG EMPL…<br />Conferência Anual da FARNET em Abril<br />
    48. 48. Obrigadopelasuaatenção!<br />FARNET Support Unit<br />36-38 rue Saint Laurent<br />B - 1000 Bruxelles<br />+32 2 613 26 50<br />www.farnet.eupaul.soto@farnet.eu<br />

    ×