Dicas para o professor da escola bíblica dominical

1.126 visualizações

Publicada em

palestra para professores de escola dominical

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.126
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dicas para o professor da escola bíblica dominical

  1. 1. DICAS PARA O PROFESSOR DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
  2. 2. O PRIVILÉGIO DE ENSINAR Se nós atendemos ao chamado de ensinar em uma classe de Escola Dominical, na verdade nós aceitamos um grande trabalho, porque este chamado traz consigo o privilégio e a responsabilidade de cooperar com Deus na formação do caráter cristão, e no compartilhamento do conhecimento espiritual. Nós, como professores, começamos nosso próprio treinamento, fazendo a nós mesmos as seguintes perguntas:
  3. 3. 1. POR QUE ENSINAMOS? QUAL É O NOSSO PROPÓSITO E QUAIS OBJETIVOS QUEREMOS ALCANÇAR? Nós, professores, precisamos ter percepção clara e bem definida do nosso propósito de ensino. Só assim poderemos ter êxito em nosso trabalho. Se não houver um propósito firme e uma preparação prévia, se tudo for deixado ao acaso, assim também serão os resultados do nosso ensino. Depois de considerarmos bem o assunto, nós verdadeiros professores espirituais chegamos à conclusão de que nosso trabalho principal e o fim primordial de nossos esforços, serão a aplicação das verdades bíblicas para guiar nossos alunos a um conhecimento experimental de Cristo; que cada lição seja um instrumento para o crescimento do caráter cristão. Em resumo, nosso objetivo principal tem largo âmbito moral e espiritual.
  4. 4. 2. A QUEM ENSINAREMOS? QUE TIPO DE ALUNOS RECEBERÁ NOSSO ENSINO? Nosso talento e nossas condições pessoais, como professores, revelarão se nos convém mais ensinar aos adultos, aos jovens, aos adolescentes, aos intermediários, aos primários ou às criancinhas.
  5. 5. 3. O QUE ENSINAREMOS? QUE CONHECIMENTO DO ASSUNTO POSSUÍMOS? O objetivo principal do nosso ensino será, é claro, a Bíblia; por isso devemos fazer o máximo que pudermos para dominar as histórias, as doutrinas, a geografia e os costumes mencionados na Bíblia. "Tu, pois, que ensinas a outro, não te ensinas a ti mesmo?" (Romanos 2:21). Nós professores não podemos compartilhar o que não sabemos, não podemos explicar o que não compreendemos, nem podemos falar com autoridade se não tivermos um conhecimento completo da matéria que ensinaremos. Se temos a intenção de entregar-nos à dura tarefa de ensinar, então estudemos "sem cessar", leiamos diligentemente acerca de tudo o que a Bíblia ensina em diversos níveis, e façamos um estudo sistemático da Palavra de Deus. Certamente este programa significa trabalho duro, mas não se alcança um ensino eficaz e eficiente sem esforço. Nós, verdadeiros professores, temos que alcançar os frutos de nosso ensino com o suor de nossos rostos. No entanto, todo esforço árduo é rico em recompensas.
  6. 6. Responder a esta pergunta é de grande importância. Não importa quanto conhecimento nós professores possuamos, falharemos se não possuirmos também a arte de ensinar, isto é, se não soubermos transmitir esses conhecimentos a nossos alunos. E esta pergunta nos leva ao tema do livro: A arte de ensinar lições bíblicas na Escola Dominical. Será que alguém pode, na verdade, aprender a ensinar? Você pode dizer: "Eu pensei que ensinar fosse um dom que algumas pessoas têm por natureza!" É verdade que certos indivíduos possuem capacidade especial para ensinar, mas é também acertado dizer-se que esta arte pode ser adquirida. Algumas pessoas parecem "gênios"; mas na maioria dos casos, o gênio é o resultado de dois por cento de inspiração e noventa e oito por cento de transpiração, como disse Thomas Édison. O ensino é uma arte que pode ser adquirida porque é governada por leis definidas. Estudemos e dominemos estas leis, aplicando-as com paciência, e então descobriremos que estamos ensinando bem. O bom êxito depende de "saber como fazê-lo". 4. COMO ENSINAREMOS?

×