Relato

385 visualizações

Publicada em

Relato

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
385
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relato

  1. 1. O RELATO PESSOAL AULA 16
  2. 2. O relato pessoal O relato é um gênero narrativo Narrador (protagonista) Personagens Tempo Espaço Sequência de ações e fatos
  3. 3. Trecho de um relato de Aleksander Henryk Laks, um sobrevivente de Auschwitz para o Terra: Até os meus 11 anos tudo ocorria normalmente. Só sabíamos que na Alemanha os judeus eram perseguidos. Eu amava a minha pátria. Meu pai trabalhava como gerente de um frigorífico, e eu estudava na escola. Minha mãe era do lar. Eu fui filho único, e muito mimado. Isso durou até 1939, quando as tropas nazistas invadiram a Polônia. E meu mundo desabou. Nós estávamos orgulhosos do nosso exército que iria enfrentar os alemães, mas a Polônia não estava preparada, ninguém estava preparado. Em poucos dias os alemães entraram e vieram com muita fúria e racismo. Fomos regidos pelas leis nazistas. Fomos presos logo depois, e eles fizeram um gueto, num lugar apertado que comportava 25mil pessoas, mas foram colocadas 165 mil pessoas. Meu mundo desabou. Eu estive quatro anos nesse gueto. Lembro que num dia (antes de ir para o gueto) eles deixaram todas as crianças judias irem para a escola. Quando cheguei em casa, meu pai disse que no dia seguinte eu não iria à escola. Toda a escola foi levada para Dachau, o primeiro campo de extermínio. Se eu tivesse ido aquele dia, já estaria morto. Foi o primeiro campo de extermínio em massa da história da humanidade. Foram todos levados. E eu fiquei. Foi a primeira vez que me salvei. Mas seriam tantas. (http://noticias.terra.com.br/mundo/auschwitz-70-anos-depois-so-deus-sabe-como-sobrevivi,66845b047392b410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html)
  4. 4. Características do gênero O relato é um gênero que narra um episódio marcante da vida pessoal, normalmente por meio de verbos no pretérito e linguagem culta. Pretérito imperfeito Pretérito perfeito Pretérito mais-que-perfeito
  5. 5. Pretéritos (modo indicativo) Perfeito (amei) Presente (amo) Imperfeito (amava) Mais-que-perfeito (tinha amado/amara)
  6. 6. Estrutura Título O quê? Quando? Onde? Quem? Como? Por quê? Utiliza-se primeira ou terceira pessoa, verbos no pretérito e, eventualmente, no presente. Linguagem formal, a depender do interlocutor e do meio de circulação.

×