Oficinas de Literatura

8.488 visualizações

Publicada em

Oficinas de literatura para crianças de 6-15 anos

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.488
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
130
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oficinas de Literatura

  1. 1. Oficina de LiteraturaTemática: “A árvore da montanha”Material: Livro “A árvore da montanha” Angela Leite de Souza, sulfite, lápis de cor, macaco de pe-lúcia.Faixa etária: 7 e 8 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, convi- ver) Despertar o raciocínio lógi- Compreender a sequência Objetivos - Saber os direitos e deveres. co pela audição de história da história expondo em específicos - Entrosamento. e acompanhamento da se- ilustração individual os - Despertar e estimular leitura quência repetindo os ver- elementos da história de e raciocínio. sos. acordo com sua interpre- tação. Estrutura da Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Aula Conversar com os alunos sobre as regras, conhecendo cada um e analisando sua desenvol- 1ª Parte tura oral através de perguntas sobre seus bichos de pelúcia ou animais de estimação. Objetivo da Apresentação do macaco de pelúcia como mascote da turma e questionando sobre onde aula os macacos moram –árvore-. 1ª vivência– Ponte da conversa descontraída para o tema do livro. A leitura do livro é feita pela professora pausadamente para os alunos sentados em roda. 2ª Parte 2ª vivência– Apresentação da história que também é uma música com o acompanhamen- Vivências to dos alunos repetindo juntamente após a primeira leitura de cada verso. 3ª vivência– Após a leitura do livro propor a ilustração individual da interpretação de cada um sobre o que foi apresentado. Os alunos desenharão a sequência das mais variadas for- mas. Os alunos participaram efetivamente da apresentação do livro e conseguiram acompa-3ª Parte – Fi- nhar a sequência e ainda compreenderam a proposta da atividade através da atuação nanal e roda de atividade e nas conversas. conversa Conceitual Procedimental Atitudinal - Conscientização do posicio- Os alunos questionaram a Compreensão e iniciativaEstratégia de namento em sala. história e acompanharam a na participação das ativi- Avaliação - Participação oral expressiva. sequência. dades propostas. - Compreender direitos e de- veres. Profª Rebeca Santos
  2. 2. Oficina de LiteraturaTemática: AlfabetoMaterial: Livro “A aventura das letras” Ivacy e Sueli.Faixa etária: 7 e 8 anos. Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Confeccionar jogos da me- Saber trabalhar em dupla en- Objetivos Saber ouvir e se posicionar mória que realçam o alfabe- trando em um acordo em específicos em relação a leitura do livro. to com a percepção de as relação a confecção (pintura) figuras são semelhantes. das cartas que devem ser iguais.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) - O livro será lido para os alunos e será ressaltada a importância do alfabeto. 1ª Parte Objetivo da aula - Ainda poderá ser explicada a importância do saber ler e escrever. 1ª vivência- Após a leitura do livro a atividade será explicada e aplicada em dupla para que os alunos possam interagir e saber discutir entrando num acordo na pintura das cartas do jogo 2ª Parte da memória. Vivências 2ª vivência- Na audição da história e confecção do jogo ocorrerá a relação ativa com a língua e a contextualização com a realidade do aluno.3ª Parte – Final e A atividade foi finalizada e ainda conversamos sobre o número de letras do alfabeto e as no-roda de conversa vas letras que fazem parte do mesmo. Conceitual Procedimental Atitudinal Estratégia de Saber ouvir. Percepção e participação. Trabalho em grupo. Respeito e Avaliação aceitação ao próximo. Profª Rebeca Santos
  3. 3. Oficina de LiteraturaTemática: O que é? O que é?Material: Livrinhos de O que é? O que é?Faixa etária: 7 e 8 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Aprender a associar ideias e Expressar-se verbalmente de Objetivos Inteligência estimulada com palavras aumentando o forma desafiadora interagin- específicos jogos de adivinhação. vocabulário com um jogo do com o grupo. divertido. Farão ainda a ilustração das adivinhas mais interessantes.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Através das adivinhações desafiadoras estimular o raciocínio e o desempenho da expressão 1ª Parte verbal com a contação de O que é? O que é? . Objetivo da aula Buscando que as crianças aprendam a falar e ouvir os colegas e professores. 1ª vivência– Primeiramente indagar se alguém sabe uma adivinha fazendo-os perceber que ela sempre começa com O que é? O que é?, deixando-os contar as adivinhas que conhecem para os colegas. 2ª Parte Vivências 2ª vivência– Na atividade com adivinhas os alunos devem escolher uma adivinha e ilustrá-la. 3ª vivência– Através de perguntas feitas aos alunos sobre a estrutura das adivinhas foi ressal- tado o ponto de interrogação “?”, que sempre existe em perguntas.3ª Parte – Final e A aula foi finalizada com questionamentos de algumas adivinhas das atividades e dos livrosroda de conversa que pegaram para ler após a conclusão das atividades. Conceitual Procedimental Atitudinal Observar participação. Perceber interesse e produ- Analisar as participações ver- Estratégia de Avaliação ção nas atividades. bais. Profª Rebeca Santos
  4. 4. Oficina de LiteraturaTemática: EmíliaMaterial: História da criação da Emília; Música: Emília-Baby Consuelo e Capítulo da Pílula Falante emDvd; Restos de EVA e botões.Faixa etária: 7 e 8 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Conhecer/Relembrar os per- Fazer a Emília (em folha de sonagens do Sítio do Pica Pau sulfite mimeografada) com Valorizar a existência da per- Objetivos específicos Amarelo em especial a Boneca materiais reaproveitados e sonagem e reconhecer a im- Emília. completar a frase “A Emília portância da reutilização de é...” trabalhando com adje- materiais. tivos.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Contar a história da Emília e a Pílula Falante com a participação dos alunos que já conheçam 1ª ParteObjetivo da aula ressaltando os adjetivos da Boneca e envolvendo os alunos com a música e com uma boneca de pano em sala, para melhor ilustrar a aula. 1ª vivência– Após essa apresentação explicar a atividade. Os alunos irão enfeitar e colorir a Emília com a explicação de que o cabelo da boneca será feito com restos de EVA reaproveita- dos da sala de Artes destacando a importância de reutilizar e aproveitar restos de materiais buscando preservar o meio ambiente. E que poderão colar botões para enfeitar a roupa da boneca. 2ª Parte Vivências 2ª vivência– Auxílio na confecção e orientação da organização e capricho. 3ª vivência– Identificação dos adjetivos da Boneca Emília na música ouvida que auxiliarão na complementação da frase “A Emília é...”, todos os alunos se expressaram e com auxílio conse- guiram escrever.3ª Parte – Final e Conversa sobre as lições aprendidas na aula.roda de conversa Conceitual Procedimental Atitudinal Observar se os alunos conse- Participar da atividade en- Reconhecer a importância da Estratégia de guiram absorver as caracterís- feitando a Boneca Emília e reciclagem e preservação do Avaliação ticas da personagem. caracterizando-a através meio ambiente. dos adjetivos. Profª Rebeca Santos
  5. 5. Oficina de LiteraturaTemática: Amizade X CoragemMaterial: Filme: “ScoobyDoo e a Lenda do Fantasmossauro”Faixa etária: 7 e 8 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Conhecer um pouco sobre a Identificar através de estí- Objetivos era dos dinossauros enfocan- mulos a importância de ser Reconhecer a importância da específicos do a amizade e a coragem , amigo e corajoso através da sinceridade na amizade. qualidades destacadas no fil- atividade para colorir. me.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) 1ª Parte Explicação do que será feito na aula buscando expor lições que serão aprendidas: Amizade, Objetivo da aula Coragem e um pouco sobre dinossauro Alossauro. 1ª vivência– Explicação da sequência da aula, onde os alunos deverão acompanhar o filme sentados nas mesas e ao mesmo tempo executar a atividade, após o término podem sentar nas almofadas. 2ª Parte 2ª vivência– Filme 1hora Vivências 3ª vivência– Na atividade escrever as palavras AMIZADE, CORAGEM e ALOSSAURO, explican- do e questionando a importância de ser corajoso e poder ajudar os amigos. Além disso ver se os alunos perceberam os tipos de dinossauro que apareceram no filme e destacar o alossauro com algumas características pois este se encontra na atividade mimeografada. Questionamento sobre ser corajoso envolvendo-os com o exemplo do personagem “Salsicha”3ª Parte – Final e que ficou corajoso e ajudou os amigos. Todos temos medos as devemos superá-los e ser sem-roda de conversa pre sinceros. Conceitual Procedimental Atitudinal Observar a habilidade de faze- Estratégia de Avaliar a participação na roda de rem a atividade assistindo ao Conscientização e expressão de Avaliação conversa. filme desenvolvendo a con- que aprenderam as lições. centração e habilidade. Profª Rebeca Santos
  6. 6. Oficina de LiteraturaTemática: Qual é a palavra?Material: Lousa, Sulfite, Livro: “Brincadeiras para sala de aula” Angela Cristina Munhoz MalufFaixa etária: 7 e 8 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Objetivos Compreender as diferenças Identificar as palavras escri- Reconhecer as características específicos ortográficas das palavras. tas no quadro sem as vo- ortográficas e enriquecer a gais. alfabetização.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Visando estimular a atenção, a concentração, a percepção visual, a imaginação e a criativida- 1ª Parte de. Explicar para os alunos diferenças na escrita de algumas palavras que usam o “SS, Z, C, J, Objetivo da aula G, L, U”. 1ª vivência– No quadro são escritas 10 palavra em que os alunos deverão descobri-las sendo que estarão sem as vogais. 2ª Parte Palavras: FTBL - HSPTL - TRBLH - CCHRR - GLNH - VRMLH - CRNGJO - CBÇA - MSSGM - PRSS - Vivências TRVSSRO. 2ª vivência– Escritas e completas as palavras, eles ilustrarão a palavra que foi mais fácil de descobrir. Conversas sobre a importância de saber corretamente a ortografia nessa fase de alfabetiza-3ª Parte – Final e ção para crescerem conscientes e instruí-los.roda de conversa Conceitual Procedimental Atitudinal Estratégia de Orientá-los no destaque das dife- Observar a participação e inte- Estimular a melhora da alfabeti- Avaliação renças ortográficas e perceber o resse na descoberta das pala- zação e observar atitude na par- desenvolvimento. vras. ticipação. Profª Rebeca Santos
  7. 7. Oficina de LiteraturaTemática: “Os Três Porquinhos” - Clássico da LiteraturaMaterial: CD de áudio com a história e um Porquinho à pilha de brinquedoFaixa etária: 7 e 8 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Objetivos Conhecer/Relembrar um clás- Fazer a associação dos 3 Reconhecer a importância de específicos sico da literatura infantil uni- porquinhos com suas ativi- ter responsabilidade fazendo versal “Os três porquinhos”. dades preferidas através de suas tarefas e deveres antes recorte e colagem. da diversão.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) 1ª Parte Explicar para os alunos como será desenvolvida a aula e que eles ouvirão a história dos 3 por- Objetivo da aula quinhos e aprenderão como desenvolver a responsabilidade. 1ª vivência– Distribuir para os alunos as cópias dos fantoches de dedo dos 3 porquinhos, das figuras de seus respectivos gostos e atividades e também do lobo mau. 2ª vivência– Explicar que colocarei a história para ser ouvida e que eles devem prestar aten- ção para fazerem a associação correta de cada atividade dos porquinhos. 2ª Parte Vivências 3ª vivência– Acompanhar a audição da história e auxiliá-los nas associações orientando-os nas colagens. De acordo com a história do CD: Horácio- o porquinho mais velho– sempre ajudava a mãe na cozinha. Fernando– o porquinho do meio– adora música e vive tocando trompete. Júlio– o porquinho mais novo– é um grande esportista e vive jogando bola. Conversa sobre os benefícios de quem é responsável, cooperação em casa e cumprir suas ta-3ª Parte – Final e refas e deveres antes da diversão.roda de conversa Conceitual Procedimental Atitudinal Estratégia de Os alunos já estavam familiariza- Observar o raciocínio e inter- Através da conversa final perce- Avaliação dos com o clássico e foi bem pretação. ber se os alunos captaram a aceito. ideia de serem responsáveis. Profª Rebeca Santos
  8. 8. Oficina de LiteraturaTemática: PiadasMaterial: Cd de Piadas e LivrinhosFaixa etária: 9 e 10 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Aprimorar o raciocínio lógi- Compreender os dois lados Objetivos Saber a estrutura de Piadas, co para a estrutura curta e da utilização da piada. Saber específicos utilização adequada e desen- concisa das piadas. Enrique- estruturar, expressar e recriar volver a expressão. Interação. cer a linguagem oral e escri- pequenos textos como as pia- ta. das.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Conversar com os alunos sobre as regras conhecendo cada um e analisando sua desenvoltura 1ª Parte oral na contação de piadas e respeito na hora de ouvir o colega. Objetivo da aula 1ª vivência– Apresentação de piadas de livrinhos infantis e contação de piadas pelos alunos enfocando que as piadas não deveriam conter “besteiras”. 2ª vivência– Audição de piadas do CD e aplicação da atividade onde devem escrever uma pia- 2ª Parte da conhecida, lida ou reinventada e com isso demonstrariam o seu olhar sobre as piadas ilus- Vivências trando-as. 3ª vivência– Após dúvidas e conversas sobre a discriminação e respeito nas piadas.3ª Parte – Final e Conscientização do divertimento encontrado nas piadas e ressaltar a discriminação, o racismoroda de conversa e o respeito na hora da descontração. Conceitual Procedimental Atitudinal Expressar-se oralmente e Estratégia de Conscientização do posiciona- transmitir o que foi ouvido Compreender a utilização ade- Avaliação mento em sala. Participação e para a atividade proposta quada. Sabendo que o respeito expressão. ao próximo deve vir em primeiro lugar. Profª Rebeca Santos
  9. 9. Oficina de LiteraturaTemática: Amizade e CooperaçãoMaterial: Filme “Carros” - Livrinhos coleção “As aventuras dos carros”Faixa etária: 9-10 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Desenvolver a concentração Reproduzir ou recriar uma Interpretação, criatividade e Objetivos assistindo ao filme. cena do filme carros. interação em grupo. Desta- específicos Leitura dos livrinhos em gru- cando a importância da ami- po. zade.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) O objetivo é alcançar um entrosamento e desenvolver a concentração da turma, por isso a 1ª Parte exibição de um desenho. Logo após instiga-los também a lerem o que assistiram.Objetivo da aula 2 aulas 1ª vivência– Apresentação do filme e explicação da atividade 2ª vivência– Após assistir ao filme “Carros”, conversa sobre a amizade e a cooperação. Após 2ª Parte isso distribuir os livrinhos para que com a junção dos materiais apresentados sejam capazes Vivências de reproduzir uma cena do filme com um diálogo simples. 3ª vivência– Os próprios alunos ressaltaram a importância da amizade e desenhavam os per- sonagens. Conscientização da amizade e cooperação no dia-a-dia.3ª Parte – Final eroda de conversa Conceitual Procedimental Atitudinal Reconhecimento oral e nas ativi- Estratégia de Concentração. Participação. dades do enfoque da amizade e Avaliação da cooperação. Profª Rebeca Santos
  10. 10. Oficina de LiteraturaTemática: Equipe e sinceridadeMaterial: Filme “Scooby e a lenda do fantasmossauro” - Livros sobre dinossaurosFaixa etária: 9-10 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Conhecer um pouco sobre a Identificar os 2 tipos de di- Reconhecer no filme o traba- Objetivos pré-história de maneira lúdica nossauros que aparecem no lho em equipe e a importân- específicos com o filme. E tirar lições para filme e caracterizá-lo em cia de ser sincero nas rela- a vida sobre sinceridade. uma frase. ções diárias.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Apresentação da aula e do que será feito objetivando a captação das lições do filme pelos 1ª Parte alunos.Objetivo da aula 1ª vivência– Exibição do filme (1h) 2ª vivência– Observação do comportamento e concentração dos alunos. 3ª vivência– Aplicação da atividade conhecendo um pouco sobre os 2 dinossauros vistos no 2ª Parte filme (velociraptor e alossauro). Escrever adjetivos dos dinossauros na atividade proposta. Vivências Conversa sobre a importância de uma equipe e de ser sincero todos os dias com todos.3ª Parte – Final eroda de conversa Conceitual Procedimental Atitudinal Analisar a recepção das informa- Perceber na finalização se os ções adquiridas pelo filme atra- Interpretação e atenção obti- alunos conseguiram compreen- Estratégia de vés de questionamentos e dis- da na exibição do filme. der as lições. Avaliação cussão. Profª Rebeca Santos
  11. 11. Oficina de LiteraturaTemática: Frase CuriosaMaterial: Sulfite e lápis. Livro “Brincadeiras para sala de aula”Angela Cristina M. Maluf-Ed. VozesFaixa etária: 9-10 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Conhecer o universo das pala- Fazer frases com palavras Conseguir desenvolver a agili- Objetivos vras com temas dirigidos. que comecem com a mes- dade mental e o vocabulário específicos ma letra e ilustrá-las. através da competição.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Desenvolver a criatividade, agilidade mental e o vocabulário sabendo competir. 1ª Parte Objetivo da aula 1ª vivência– Explicação da atividade. Cada alunos deverá criar uma frase criativa onde todas as palavras comecem com a mesma letra. Essa letra será a primeira letra do nome de cada um. 2ª Parte 2ª vivência– Explicar que o aluno deverá fazer uma frase criativa e que existirá colocação pa- Vivências ra as melhores frases. Auxiliá-los. 3ª vivência– Cooperação na criação das frases sabendo respeitar um ao outro e competir. Conversar sobre a importância de enriquecer o vocabulário para ser mais criativo e poder3ª Parte – Final e crescer intelectualmente pois o mundo é competitivo. Aprender é o melhor caminho pararoda de conversa vencer. Conceitual Procedimental Atitudinal Observar o nível de vocabulário/ Analisar a criatividade e em- Analisar a capacidade dos alunos Estratégia de conhecimento dos alunos. prenho na atividade. se unirem na criatividade e mes- Avaliação mo assim competindo entre eles. Profª Rebeca Santos
  12. 12. Oficina de LiteraturaTemática: ImpossívelMaterial: SulfiteFaixa etária: 9-10 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Compreender a ideia das ati- Fazer uma frase oposta a Reconhecer os atos possíveis Objetivos tudes impossíveis de ocorrer natureza do animal, ser ou e impossíveis de ocorrerem específicos com um ser ou elemento. elemento. assim como em nosso cotidia- no. CERTOXERRADOEstrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Estimular a descontração, sociabilidade, criatividade, expressão verbal, percepção visual e 1ª Parte auditiva. Objetivo da aula 1ª vivência– Explicar que cada aluno deverá criar uma mini história em uma frase de algo im- possível que aconteça com um animal e ilustra-la. 2ª vivência– Após a explicação exemplificar e dar início a atividade. “Eu vi um tatu andando 2ª Parte de guarda-chuva na rua”/”Eu vi uma galinha abotoando a blusa” Vivências 3ª vivência– Reconhecer os atos possíveis e impossíveis de ocorrerem, assim como em nosso cotidiano. Conversar sobre as diferenças das atitudes possíveis e impossíveis vistas na atividade e com-3ª Parte – Final e pará-las com as atitudes dos alunos no dia-a-dia fazendo com que eles vejam o que é certo eroda de conversa errado em suas atitudes. Conceitual Procedimental Atitudinal Estratégia de Analisar a visualização das atitu- Analisar a compreensão de Interpretação dos posicionamen- Avaliação des. cada um em diferenciar atos. tos das nossas atitudes certas e erradas. Profª Rebeca Santos
  13. 13. Oficina de LiteraturaTemática: Trava-línguaMaterial: Trava-línguas digitadosFaixa etária: 9-10anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Conhecer a estrutura do texto Vivenciar na leitura a pro- Reconhecer a necessidade da Objetivos trava-língua e sua proposta de núncia e ilustração dos tra- leitura constante para apri- específicos aprendizagem. va-línguas. moramento da fala.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Explicar para os alunos que o trava-língua faz parte da nossa cultura e que ao lermos e conhe- 1ª Parte cermos esse tipo de texto melhoramos nossa ortografia (escrita), leitura e pronúncia (fala).Objetivo da aula 1ª vivência– Após a leitura de alguns trava-línguas, distribuir nas mesas algumas cópias de trava-línguas digitados e deixa-los escolherem qual utilizarão. 2ª Parte 2ª vivência– Os alunos deverão copiar o trava-línguas escolhido e ... Vivências 3ª vivência– ...Finalmente os alunos lerão o trava-língua escolhido e quem for o mais rápido será premiado.3ª Parte – Final e Conversar sobre a importância da leitura e prática da fala para o seu desenvolvimento queroda de conversa pode acontecer brincando. Conceitual Procedimental Atitudinal Estratégia de Observar a compreensão dos Observar a desenvoltura, par- Perceber se houve a conscienti- Avaliação trava-línguas. ticipação e empenho. zação da importância de ler. Profª Rebeca Santos
  14. 14. Oficina de LiteraturaTemática: Ser um verdadeiro estudanteMaterial: Filme “A prova de fogo-Akeelah and the Bee” Texto “Alfabeto do estudante”Faixa etária: 11/12 - 13/14/15 anos Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Entrosamento com a turma. Buscar aprender sempre. Interpretar os exemplos vis- Objetivos Compreender a verdadeira Para isso basta querer e tos e construir um texto críti- específicos forma de ser um estudante agir. Expressar-se oralmen- co. através da leitura e conversas te opinando e questionan- sobre o filme. do.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Conversar com os alunos sobre postura na sala de literatura e socialização. Mostrar a impor- 1ª Parte tância dos estudos.Objetivo da aula 1ª vivência– Ressaltar a importância dos estudos e exemplificar isso através do texto do alfa- beto do estudante. 2ª vivência– Com o exemplo escrito levá-los a expressar-se e opinar. Após isso apresentar o filme. 3ª vivência– Com o término do filme levá-los a opinar e questionar os valores e lições aprendi- das com o filme. Para consolidar o assunto escreverão sua opinião em forma de “Acróstico” usando as lições aprendidas– sonhar, determinação, persistência, estudar, paciência, perseve- rança, amizade, cooperação, família, amor, racismo- Alfabeto do estudante Ame os estudos, neles está parte do seu sucesso na vida! Boas notas dependem do seu esforço. Crie o hábito da leitura, pois isso enriquece sua cultura. Desistir? Nunca! As dificuldades não devem enfraquecer sua esperança. 2ª Parte Evite críticas e promova a amizade. Faça seus talentos se multiplicarem. O Brasil espera sua contribuição. Vivências Guerra à irresponsabilidade, aos erros e aos maus hábitos. Habitue-se a prestar atenção nas aulas. Insista no que vale a pena. Julgue e analise, antes de falar ou concluir. K... Lembre-se: É você quem deve aprender a resolver os problemas. Método nos seus trabalhos, pois a bagunça é inimiga da perfeição. Não estude só para a escola, mas para a vida. Ouça a opinião dos outros sem interromper e depois emita sua opinião. Procure entender mais do que decorar. Querer é poder. Esforce-se e vença! Renove seu entusiasmo. Sabedoria é um Dom desenvolva-o. Se não puder destacar-se pelo talento, destaque-se pelo esforço. Tenha paciência e perseverança, pois quase tudo se resolve com o tempo. Uma andorinha não faz verão... Não esqueça que você precisa dos outros e os outros precisam de você. Vale mais reconhecer nossas fraquezas e pedir auxílio aos professores, colegas e pais, do que persistir no erro. W... XY ... a vida é uma incógnita que você deve ir descobrindo dia-a-dia. Zele pela realização dos seus sonhos e seja feliz Estude e sonhe cada dia...3ª Parte – Final e Finalizar as discussões e opiniões dos alunos, conscientizando-os da busca pelo saber comroda de conversa leitura e construção de textos. Conceitual Procedimental Atitudinal Expressar-se oralmente e na Estratégia de Observar a interação e participa- escrita construindo a consci- Compreender a importância dos Avaliação ção da turma. ência sobre a importância de estudos. ser verdadeiramente um estu- dante. Profª Rebeca Santos
  15. 15. Oficina de LiteraturaTemática: PROJETO DIÁRIO/PERFIL (10 aulas)Material: - Leitura do texto “Garotas retomam o hábito de escrever diários” - O Estado de S.Paulo,27 de novembro de 1997.- Texto: O diário—Por que escrever diários? /Texto: “O diário de Anne Frank” - fonte: Português-Linguagem e partici-pação 8ª série. Ed.Saraiva.1999.- Livro: “Perfil dos tempos” / - Livro: Filosofia para Adolescentes—Yves Michaud, págs. 16,19,24,25,26,27,87,93.- Filme: “O menino do Pijama Listrado”.Faixa etária: 11-15 Conceitual (saber) Procedimental (saber fazer) Atitudinal (saber ser, conviver) Compreender a definição do que Personalizar os cadernos/ Reconhecer e valorizar os é um diário com exemplos e diários de acordo com a sua seus gostos, sabendo respei- questionamentos. personalidade. Iniciar o pro- tar e opinião do colega. Ex- Objetivos cesso de construção de signifi- pressar-se valorizando as Saber como se constrói textos específicos cados de valores e virtudes situações cotidianas. Conse- em 1ª pessoa desenvolvendo a direcionados iniciando pela guir colocar em prática as escrita e a oralidade. biografia. virtudes e valores vistos em Compreender o que é um perfil/ sala. biografia com exemplos.Estrutura da Aula Estratégias (Jogos e/ou exercícios planejados) Preparação dos cadernos (personalização) para a confecção dos diários. 1ª Parte Iniciar a primeira parte do Diário com a construção do texto “Quem sou eu?” exemplifi- Objetivo da cando como se traça um perfil e constrói uma biografia. aula Com a leitura dos textos definir o porque escrever diários e o que ele contém. Questio- nando-os sobre o conteúdo que pode ser feito por eles. 1ªv. Explicação e apresentação do projeto de forma descontraída. 2ªv. Roteiro do diário que será feito por página com parte escrita e ilustração: 1. Frase/ Apresentação. 2.biografia. 3.Sonho. 4.Família. 5.Amizade. 6.Escola/PEEJ. 7.Música. 2ª Parte 8.Filme. 9.Estrelas(cantor/ator/banda). 10.Meu país. 11.Animal. 12.Esporte/Time. Vivências 13.Livro/Revista. 14.Liberdade. 15.Drogas. 16. Desigualdade Social. 17. Tristeza/ Felicidade. 18.Futuro/Profissão. Esses tópicos serão discutidos por meio de leitura de textos durante as aulas e então os alunos escrevem sua definição construída após as conversas. Conversa sobre como construir uma biografia. Como é falar sobre você mesmo.3ª Parte – Final Ressaltar a importância das diferenças dos gostos e opiniões.e roda de con- Questionamentos sobre os significados construídos e suas diversificações no grupo. Ler versa um pouco das definições reescritas e reestruturadas e por em foco o impacto de todo o trabalhos nos alunos. Conceitual Procedimental Atitudinal Perceber a compreensão da for- Observar e orientar nas produ- Instigar o reconhecimento matação de um diário, da estru- ções. da diversidade dos gostos e Estratégia de tura de uma biografia e constru- experiência com a leitura de Perceber a participação. Avaliação ção de textos em 1ª pessoa. textos para se tornarem cidadão críticos e conscien- tes por meio dos questiona- mentos e discussões. Profª Rebeca Santos

×