uma marca
Servo acionamentos
& servo motores
Lexium 05
1
Sumário Controle de Movimento
Lexium 05 1
Uma linha completa de produtos Lexium 05
b Apresentação. . . . . . . . . . . ....
2
Lexium 05 Controle de movimento Lexium 051
Apresentação
A família de servo acionamentos Lexium 05 associada aos servo mo...
3
Lexium 05 (continuação) Controle de movimento Lexium 051
Apresentação
O Lexium 05 pode controlar os motores BSH conforme...
4
Lexium 05 (continuação) Controle de movimento Lexium 051
Associação dos servo motores BSH e os
servo acionamentos Lexium...
5
Lexium 05 (continuação) Controle de movimento Lexium 051
Associação dos servo motores BSH e os
servo acionamentos Lexium...
6
Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Lexium 05 servo acionamentos
Funções de regulagem
Antes de fazer ...
7
Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Lexium 05 servo acionamentos
Funções de regulagem
Neste modo, o e...
8
Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Lexium 05 servo acionamentos
Modos de operação
A tabela abaixo re...
9
Nref_Scale
IMAX
NMAX
Iref_Scale
NREF
ESIM_Scale
ESIM Pulses
M
3~
E
RS 422 I/O Mode
Funções (continuação) Controle de mov...
10
Nref_Scale
IMAX
NMAX
Iref_Scale
NREF
ESIM_Scale
ESIM Pulses
M
3~
E
RS 422 I/O Mode
Funções (continuação) Controle de mo...
11
Características Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Características ambientais
Conformidade à...
12
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Características de acioname...
13
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Características de controle...
14
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Características das portas ...
15
Referências Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
(1) Referência de modelos de comunicação Prof...
16
Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Partes separadas
Um terminal re...
17
Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
O servo acionamento Lexium 05 p...
18
Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
O servo acionamento Lexium 05 p...
19
Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
(1) Para outros cabos de conexã...
20
Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Outros cabos de conexão e conju...
21
Apresentação Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: resistências de frenagem
Uma resistê...
22
Dimensionamento Controle de movimento Lexiom 050
Servo acionador Lexiom 05
Opções: resistências de frenagem
Durante a f...
23
Características Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: resistências de frenagem
Caracter...
24
Referências Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: resistências de frenagem
Referências
...
25
Apresentação Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: filtros de entrada CEM adicionais
Os...
26
Características,
referências
Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: Filtros de entrada C...
27
Apresentação,
características,
referências
Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: indutâ...
28
Apresentação,
características,
referências
Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: contro...
29
Dimensões Controlador de movimento
Lexium 05 0
Servo acionamento Lexium 05
Dimensões (mm)
LXM 05ppppD10F1, LXM 05ppppD1...
30
Dimensões (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: terminal remoto, placas p...
31
Dimensões (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: filtros de entrada e indu...
32
Dimensões (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Opções: RVA, USIC e controlador d...
33
Esquemas Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Níveis de exigência de segurança
O servo acionam...
34
Esquemas (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Níveis de exigência de segurança
C...
35
Precauções de instalação Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Compatibilidade eletromagnética
...
36
Combinações Controle de movimento Lexium 050
Partidas de motor
Proteção por disjuntor
As combinações propostas abaixo p...
37
Precauções de instalação Controle de movimento Lexium 050
Servo acionamentos Lexium 05
Os servo acionamentos LXM 05pD10...
38
Referências 0
Controle de movimento Lexium 050
Software PowerSuite
Software PowerSuite
Descrição Composição Referência ...
39
Apresentações Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Os servo motores BSH oferecem uma excelente resposta à...
40
Funções Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Os motores BSH foram desenvolvidos para atender as seguintes...
41
Descrição Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Os servo motores BSH com um estator trifásico e um rotor d...
42
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Características dos servo motores BSH ...
43
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Características dos servo motores BSH ...
44
Características (continuação) Lexium 05 controle de movimento0
BSH servo motores
Características dos servo motores BSH ...
45
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Características dos servos motores BSH...
46
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Características dos servo motores BSH ...
47
Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050
Servo motores BSH
Características dos servo motores BSH ...
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Servo acionamentose telemecanique
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Servo acionamentose telemecanique

643 visualizações

Publicada em

Servo motor Telemecanique

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
643
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Servo acionamentose telemecanique

  1. 1. uma marca Servo acionamentos & servo motores Lexium 05
  2. 2. 1 Sumário Controle de Movimento Lexium 05 1 Uma linha completa de produtos Lexium 05 b Apresentação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 2 e 3 b Associação dos servo motores BSH e servo acionamentos Lexium 05. . . . . . . páginas 4 e 5 Servo acionamentos Lexium 05 b Funções. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 6 a 10 b Características. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 11 a 14 b Referências v Servo acionamentos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . página 15 v Partes separadas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . página 16 v Barramento de comunicação CANopen. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .página 17 v Barramento de comunicação Modbus. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . página 18 v Outros cabos de conexão e conjuntos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 19 e 20 b Opções v Resistências de frenagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .páginas 21 a 24 v Filtros de entrada CEM adicionais. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 25 e 26 v Indutâncias de linha. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . página 27 v Controlador de freio estacionário. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . página 28 b Dimensões. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .páginas 29 a 32 b Esquemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .páginas 33 e 34 b Precauções para compatibilidade eletromagnética. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .página 35 b Combinações de partidas de motor. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .página 36 b Precauções de montagem. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .página 37 b Software PowerSuite. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .página 38 Servo motores BSH b Apresentação e funções. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 39 e 40 b Descrição e características. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 41 a 64 b Referências. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 65 e 66 b Dimensões. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 67 e 68 b Opções v Freio estacionário integrado. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . página 69 v Encoder integrado. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . página 70 v Redutores planetários GBX. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . páginas 71 a 74 b Dimensionamento do servo motor. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .páginas 75 e 76
  3. 3. 2 Lexium 05 Controle de movimento Lexium 051 Apresentação A família de servo acionamentos Lexium 05 associada aos servo motores BSH constitui uma compacta e dinâmica combinação para máquinas dentro de uma extensa gama de potências e de tensões de alimentação: b Servo acionamento Lexium 05: v 100…120 V monofásico, de 0,4 a 1,4 kW v 200…240 V monofásico, de 0,75 a 2,5 kW v 200…240 V trifásico, de 0,75 a 3,2 kW v 380…480 V trifásico, de 1,4 a 6 kW b Servo motor BSH: v Torque nominal: de 0,5 a 36 Nm v Velocidade nominal: de 1500 a 8000 min-1 A família Lexium 05 é complementada pelos redutores planetários GBX. Fáceis de montar e com lubrificação permanente, estão disponíveis em 12 relações de redução: 3:1 a 40:1. Econômicos, os redutores GBX foram desenvolvidos para aplicações que não necessitam de jogo muito reduzido. Os servo acionamentos Lexium 05 estão de acordo com as normas internacionais EN 50178, IEC/EN 61800-3 e dispõem de homologação UL (Estados Unidos), cUL (Canadá) e têm a marcação eeee (Comunidade Européia). O Lexium 05 integra funções e componentes normalmente externos, permitindo manter o seu tamanho compacto e facilitando a integração do acionamento dentro de painéis de comando ou em máquinas. A incorporação de filtros CEM “conduzidos e irradiados” nível A nos acionamentos LXM05ppppF1, LXM05ppppM2 e LXM05ppppN4 facilita a instalação e os torna aptos a receber a marcação eeee, de forma muito econômica. Os acionamentos LXM05ppppM3X estão disponíveis sem o filtro CEM. Os filtros, oferecidos como opcionais, podem ser instalados pelo cliente, se a conformidade com a norma CEM for requerida. O servo acionamento Lexium 05 é incorporado nos sistemas de segurança das instalações. Ele integra a função de segurança “Power Removal”, a qual impede acionamentos acidentais do motor. Esta função está em conformidade com a norma EN 954-1 categoria 3, com a norma para instalações elétricas IEC/EN 61508 SIL2 e com o projeto de norma para acionamento de equipamentos de potência IEC/EN 61800-5-2. Os servo acionamentos Lexium 05 possuem internamente, como padrão, um resistor, o que evita o uso de um resistor externo de frenagem na maioria das aplicações. Graças à nova tecnologia de enrolamento baseada em pólos salientes, os servo motores BSH são compactos e têm uma alta densidade de potência. A baixa inércia do rotor e a mínima influência dos mancais ajudam a satisfazer as exigências de precisão e desempenho dinâmico. Este desempenho dinâmico é reforçado pelo rápido tempo de amostragem das malhas de controle do Lexium 05: b 62,5 µs para a malha de corrente b 250 µs para a malha de velocidade b 250 µs para a malha de posição Uma completa linha de produtos Um equipamento completo Compatibilidade eletromagnética CEM Segurança Frenagem Desempenho dinâmico e potência BSH servo motorLexium 05
  4. 4. 3 Lexium 05 (continuação) Controle de movimento Lexium 051 Apresentação O Lexium 05 pode controlar os motores BSH conforme um grande número de modos de controle: b modo ponto a ponto: posicionamentos incrementais e absolutos. b modo engrenagem eletrônica. b regulação de velocidade com controle de posição. b controle de velocidade. b controle de corrente. b operação manual para configuração fácil. O Lexium 05 tem três interfaces de controle como padrão: b Interface para as redes de comunicação CANopen, Modbus, ou Profibus DP. b Duas entradas analógicas de ±10 V para fornecer a referência de velocidade ou corrente, bem como, limitá-las. b Entrada RS422 (A/B) encoder incremental ou pulsos/direção. Esta entrada pode também ser configurada como uma saída para emular um encoder (ESIM). b Estas interfaces são complementadas por entradas e saídas lógicas que podem ser usadas como source (lógica positiva) ou sink (lógica negativa) possibilitando adaptar as saídas de controladores que estão disponíveis no mercado. Seu alto nível de integração, tamanho compacto, possibilidade de montagem lado a lado e capacidade de operar em temperaturas ambiente de 50˚C sem degradação, permitem reduzidos tamanhos de gabinetes. Acionamentos de baixa potência podem ser montados em trilhos DIN. Terminais com molas são usados para economizar tempo, evitando verificações periódicas e reapertos de parafusos. Graças ao encoder SinCos Hiperface dos motores BSH, o Lexium 05 recebe automaticamente dados do motor. Não é necessário configurar manualmente os parâmetros do motor. O menu “Simply Start” disponível com o software PowerSuite assegura que a instalação entre em operação em poucos segundos. A função de autotuning do Lexium 05 e seu novo algorítimo definem automaticamente o ganho ótimo da malha de controle de acordo com a mecânica dos diferentes tipos de movimento, mesmo que verticais. A função osciloscópio do software PowerSuite é usada para mostrar os parâmetros elétricos e mecânicos do eixo. As séries das transformadas de Fourier (FFT) podem ser usadas para uma detalhada análise dos sinais da máquina. O Lexium 05 é fornecido com um terminal integrado com mostrador de 7 segmentos que é usado para configurar parâmetros do atuador, mostrar erros e monitorar o sistema. Ele é também usado para controlar o acionamento em operação manual. Disponível como opcional, pode ser montado na porta de um gabinete, tornando sempre acessíveis o monitoramento e ajuste das funções, bem como a operação manual. Seu grau de proteção IP65 permite a sua utilização em ambientes agressivos. O software PowerSuite é usado para configurar, ajustar e depurar o eixo do Lexium 05 da mesma forma como em todos os demais inversores de velocidade variável e de partida da Telemecanique. Ele pode ser usado com uma conexão direta ou com uma conexão sem fio Bluetooth®. Controles e interfaces Simplicidade Integração Conexão Configuração Painel de diálogo Terminal integrado com mostrador de 7 segmentos 1 Terminal LCD remoto 2 PowerSuite 3 Twido CANopen ESC ENT RUN FWO REV stop reset 1 2 3
  5. 5. 4 Lexium 05 (continuação) Controle de movimento Lexium 051 Associação dos servo motores BSH e os servo acionamentos Lexium 05 Com: M0 = torque de parada nN = velocidade nominal (1) Na referência, troque o p pelo A para a versão CANopen com entradas analógicas e por B para a versão Profibus DP. BSH servo motores Servo acionamentos Lexium 05 monofásicos (1) 115 V monofásico, com filtro CEM integrado 230 V monofásico, com filtro CEM integrado LXM 05p LXM 05p D10F1 D17F1 D28F1 D10M2 D17M2 D28M2 M0 nN 0,4 kW 0,65 kW 1,4 kW nN 0,75 kW 1,2 kW 2,5 kW BSH 0551T 0,5 Nm 3000 min-1 1,4 Nm 6000 min-1 1,4 Nm BSH 0552M 0,9 Nm 1500 min-1 2,2 Nm BSH 0552P 0,9 Nm 4000 min-1 2,7 Nm BSH 0552T 0,9 Nm 3000 min-1 1,8 Nm 2,7 Nm 6000 min-1 1,8 Nm BSH 0553M 1,3 Nm 1500 min-1 3,5 Nm BSH 0553P 1,3 Nm 4000 min-1 3,2 Nm BSH 0553T 1,3 Nm 3000 min-1 3,3 Nm 8000 min-1 3,3 Nm BSH 0701P 1,4 Nm 3000 min-1 2,6 Nm BSH 0701T 1,4 Nm 3000 min-1 2,4 Nm 6000 min-1 3,2 Nm BSH 0702M 2,1 Nm 1500 min-1 5,6 Nm BSH 0702P 2,1 Nm 3000 min-1 4,6 Nm 5,6 Nm BSH 0702T 2,1 Nm 3000 min-1 4,1 Nm 6000 min-1 4,1 Nm 6,7 Nm BSH 0703M 2,8 Nm 1500 min-1 8,5 Nm BSH 0703P 2,8 Nm 3000 min-1 7,2 Nm 10,3 Nm BSH 0703T 2,8 Nm 3000 min-1 7,4 Nm 6000 min-1 7,4 Nm BSH1001T 3,4 Nm 2500 min-1 8,5 Nm 6000 min-1 8,5 Nm BSH 1002P 5,5 Nm 2000 min-1 16 Nm BSH 1003P 7,8 Nm 2000 min-1 19,7 Nm 14 Nm 1,4 Nm Pico de torque de parada fornecido pelo motor BSH em associação com o servo acionamento Lexium 05.
  6. 6. 5 Lexium 05 (continuação) Controle de movimento Lexium 051 Associação dos servo motores BSH e os servo acionamentos Lexium 05 com: M0 = torque de parada nN = velocidade nominal (1) Na referência, troque o p pelo A para a versão CANopen com entradas analógicas e por B para a versão Profibus DP. BSH servo motores Servo acionamentos Lexium 05 trifásicos (1) 230 V trifásico, sem filtro CEM integrado 400/480 V trifásico, com filtro CEM integrado LXM 05p (1) LXM 05p (1) D10M3X D17M3X D42M3X D14N4 D22N4 D34N4 D57N4 M0 nN 0,75 kW 1,4 kW 3,2 kW nN 1,4 kW 2,0 kW 3,0 kW 6,0 kW BSH 0551T 0,5 Nm 6000 min-1 1,4 Nm BSH 0552M 0,9 Nm 1500 min-1 2,2 Nm BSH 0552P 0,9 Nm 4000 min-1 2,7 Nm 6000 min-1 2,7 Nm BSH 0552T 0,9 Nm 6000 min-1 1,8 Nm BSH 0553M 1,3 Nm 1500 min-1 3,5 Nm BSH 0553P 1,3 Nm 4000 min-1 3,2 Nm 6000 min-1 3,9 Nm BSH 0553T 1,3 Nm 6000 min-1 3,3 Nm BSH 0701M 1,4 Nm 1500 min-1 2,6 Nm BSH 0701P 1,4 Nm 3000 min-1 2,6 Nm BSH 0701T 1,4 Nm 6000 min-1 2,4 Nm 3,2 Nm BSH 0702M 2,1 Nm 1500 min-1 5,6 Nm BSH 0702P 2,1 Nm 3000 min-1 4,6 Nm 5,6 Nm 6000 min-1 5,6 Nm BSH 0702T 2,1 Nm 6000 min-1 6,7 Nm BSH 0703M 2,8 Nm 1500 min-1 8,5 Nm 3000 min-1 8,5 Nm BSH 0703P 2,8 Nm 3000 min-1 7,2 Nm 6000 min-1 8,7 Nm BSH 0703T 2,8 Nm 6000 min-1 10,2 Nm BSH 1001M 3,4 Nm 2000 min-1 7,1 Nm BSH 1001P 3,4 Nm 2500 min-1 7,1 Nm 4000 min-1 8,5 Nm BSH 1001T 3,4 Nm 5000 min-1 8,5 Nm BSH 1002M 5,5 Nm 2000 min-1 13,3 Nm BSH 1002P 5,5 Nm 2000 min-1 11,2 Nm 4000 min-1 13,9 Nm BSH 1002T 5,5 Nm 4000 min-1 16 Nm BSH 1003M 7,8 Nm 2000 min-1 23,2 Nm BSH 1003P 7,8 Nm 2000 min-1 23,2 Nm 4000 min-1 23 Nm BSH 1004P 9,3 Nm 2000 min-1 35,7 Nm 3000 min-1 23,4 Nm 35,7 Nm BSH 1401P 11,4 Nm 2500 min-1 28 Nm BSH 1401T 11,4 Nm 3000 min-1 27,1 Nm BSH 1402M 19,2 Nm 1250 min-1 57 Nm BSH 1402P 19,2 Nm 1500 min-1 45,4 Nm 2500 min-1 38,6 Nm 54,3 Nm BSH 1402T 19,2 Nm 3000 min-1 29,6 Nm BSH 1403M 25,4 Nm 1250 min-1 70,3 Nm 84,3 Nm BSH 1403P 25,4 Nm 3000 min-1 62,2 Nm BSH 1404M 32,1 Nm 1500 min-1 102 Nm BSH 1404P 32,1 Nm 3000 min-1 63,8 Nm BSH 2051M 36 Nm 1500 min-1 82 Nm 14 Nm 1,4 Nm Pico de torque de parada fornecido pelo motor BSH em associação com o servo acionamento Lexium 05.
  7. 7. 6 Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Lexium 05 servo acionamentos Funções de regulagem Antes de fazer um deslocamento absoluto no modo ponto a ponto, é necessário executar um procedimento de referenciamento. O procedimento de referenciamento consiste em associar um valor de posição do eixo para uma posição mecânica conhecida. Esta posição torna-se então a referência para todos os demais movimentos ao longo do eixo. O referenciamento pode ser executado forçando o atual registro da exata posição do eixo, ou efetuando movimentos até a captura de uma referência de posição pelos sensores. Quatro tipos de referenciamento: b Referenciamento no contato de fim de curso negativo -, “LIMN”. b Referenciamento no contato de fim de curso positivo +, “LIMP”. b Referenciamento no contato de referência “REF” com o primeiro movimento na direção negativa. b Referenciamento no contato de referência “REF” com o primeiro movimento na direção positiva. Estes movimentos de referenciamento podem ser executados levando-se em conta ou não o pulso da tabela indexadora. Modo de operação de referenciamento: exemplo com contato de fim de curso e liberação a partir do limite do sensor. Referenciamento forçado consiste em fixar a atual posição do motor como o novo ponto de referência ao qual todos os dados de posicionamento irão se referir. Modo forçado de referenciamento. Os parâmetros de operação do referenciamento são configurados via comunicação pela rede ou com o software PowerSuite. Referenciamento Referenciamento com movimentos para localização dos sensores Referenciamento forçado Parâmetros do referenciamento LIMN LIMP M R- HMdisout_max HMdis HMn HMn_out 1 2 3 M MM 0 0“0” 2000 Inc “2000” 2400 Inc 1 2 3 1 Move-se na velocidade de busca HMn 2 Move-se na velocidade de saída HMn_out 3 Move-se a distância HMdis à velocidade de saída HMn_out. Ao ligar o equipamento a posição é 0 (zero). 1 Movimento em direção ao ponto de origem: o motor é posicionado com um movimento relativo de 2000 incrementos. 2 Referenciamento forçado em 0 registrando a posição corrente expressada em unidades usuais. 3 Iniciando um novo movimento de 2400 incrementos, a posição final é 2400 incrementos (seriam 4400 incrementos se o referenciamento forçado em 0 não fosse feito) 4 forçado em 0 não fosse feito).
  8. 8. 7 Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Lexium 05 servo acionamentos Funções de regulagem Neste modo, o eixo pode ser movido diretamente sob o controle de um operador. Esse movimento pode ser passo a passo ou contínuo, em velocidade constante. Duas velocidades são disponíveis (lenta ou rápida). Diversos parâmetros permitem a configuração do modo manual. Os parâmetros são transmitidos através da rede de comunicação, do software PowerSuite ou do terminal mostrador integrado no servo acionamento. Regulagem da máquina usando o modo manual. Como resultado da aplicação de um bit de controle “startMan”, o deslocamento de um passo é realizado (1) a uma velocidade baixa ou alta, dependendo de um segundo bit de controle “speedMan”. Se o bit de controle “startMan” é mantido ativo durante um tempo definido “timeMan” - caso 3 -, o movimento começa novamente e continua (4), sob a supervisão de um operador, até o retorno do controle “startMan” ao nível inativo. Um bit “stateMan” reflete o estado - pronto/em rotação - do servo motor enquanto ele é controlado no modo manual. A função de autotuning integrada no servo acionamento permite, depois da primeira configuração ter sido feita, ter todos os parâmetros das malhas de controle computados automaticamente. Esta função é ativada através do mostrador do terminal integrado, do mostrador do terminal remoto ou do software PowerSuite. Esta operação requer que o motor esteja acoplado ao sistema mecânico. Vários parâmetros adicionais permitem limitar a amplitude e a direção dos movimentos feitos durante a fase de autotuning. O software PowerSuite oferece igualmente telas para efetuar a regulagem dos parâmetros das malhas de controle da forma convencional. Modo manual Parâmetros de ajuste Autotuning da associação servo acionamento-servo motor Stop : step_Man : time_Man :: t < time_Man 1 0 1 0 1 0 3 1 2 3 11 2 4 4 M startMan, Bit0 startMan, Bit2 stateMan, Bit14 n_slowMan n_fastMan Motor movimento contínuo
  9. 9. 8 Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Lexium 05 servo acionamentos Modos de operação A tabela abaixo resume os vários modos de operação possíveis, os tipos de controle e as fontes de valores de instrução. Neste modo, também conhecido como PTP (Point To Point), o eixo é movido de uma posição A para uma posição B. O movimento pode ser absoluto: neste caso, a posição B é indicada, reportando-se a um referenciamento (previamente definido no modo referenciamento) ou relativo: neste caso, a posição alvo é computada, referindo-se à atual posição do eixo. O deslocamento é feito em função dos parâmetros de aceleração, desaceleração e velocidade. Os valor de instrução é transmitido via rede ou com o software PowerSuite. . Modo ponto a ponto, absoluto e relativo Um controlador de movimento para coordenação de eixos ou um controlador programável são capazes de controlar vários eixos através da rede. Este modo é freqüentemente usado em manipuladores de materiais, inspeções automatizadas, etc Neste modo, uma relação mestre-escravo é estabelecida entre alguns Lexium 05 ou entre um Lexium 05 e um mestre (encoder A/B externo, sinais pulso/direção). Esta relação pode ser especificada com uma rotação constante ou variável. A razão e os parâmetros de direção de trabalho são dinamicamente acessíveis via rede. Este modo é usado em manipulação de materiais, esteiras, aplicações em rede, assim como na indústria do plástico e da fibra. Modos de operação Controle Setpoint via rede local Modo ponto a ponto Rede ou software PowerSuite Modo engrenagem eletrônica Pulso/ direção ou sinais tipo A/B Regulação de velocidade com controle de posição Rede ou software PowerSuite Controle direto de velocidade Entrada analógica, rede ou software PowerSuite Controle de corrente Entrada analógica, rede ou software PowerSuite Modo ponto a ponto Setpoint Aplicações possíveis Modo engrenagem eletrônica Aplicações possíveis * fp *fv=1 *fa=1 Velocidade alvo Veloc. máxima Limitação Aceleração Desaceleração Gerador de movimentos Limitação Posição alvo Limites do software Velocidade efetiva do motor N D AB PD M 3~ E M PREFPulsos ESIM Regulagem de posição velocidade e corrente
  10. 10. 9 Nref_Scale IMAX NMAX Iref_Scale NREF ESIM_Scale ESIM Pulses M 3~ E RS 422 I/O Mode Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Lexium 05 servo acionamentos Modos de operação Neste modo de operação, o ajuste de velocidade é atingido mediante uma rampa de aceleração/desaceleração ajustada pelos parâmetros. A velocidade de ajuste pode ser modificada enquanto o movimento ocorre. Um limite de corrente pode também ser aplicado. O controle de posição presente em segundo plano permite uma sincronização suave entre dois eixos controlados por velocidade e possibilita a entrada rápida em modo controle de posição. Os parâmetros de ajuste são transmitidos via rede ou com o software PowerSuite. Controle de velocidade com o modo de controle de posição Este modo é usado principalmente com eixos contínuos (infinitos), requerendo controle de posição. Ex.: supervisão de plataforma giratória, aplicação de impressão, etiquetagem... Neste modo, o Lexium 05 pode ser usado com um controlador de movimento com saída analógica, atendendo a todas as necessidades de controle de velocidade. O parâmetro de ajuste é transmitido via entrada analógica 1, pela rede, ou pelo software PowerSuite. A entrada analógica 2 pode ser usada para a limitação de corrente ou velocidade. Modo de operação por controle de velocidade O sinal de saída ESIM (Encoder SIMulation) gerado pelo servo acionador Lexium 05 pode ser usado como realimentação pelo controlador de movimento. b Manuseio de materiais b Empacotamento b Corte em extensão b Aplicação de bobinamento e desbobinamento Controle de velocidade com controle de posição Setpoint Aplicações possíveis Controle de velocidade instantâneo Setpoint Uso com controlador de movimento de saída analógica Aplicações possíveis *fv=1 *fa=1 Ajuste de velocidade Vel. máxima Limitação Aceleração Desaceleração Perfil de velocidade Velocidade efetiva do motor Ativação dos limites Modo de operação controle de velocidade Ajuste à escala (scaling) Pulsos ESIM Entr. analóg. 1 (± 10 V) Parâmetros Regulação de posição, velocidade e corrente Limites de corrente Ajuste à escala (scaling) Ajuste a escala (scaling) Entr. analóg. 2 (± 10 V)
  11. 11. 10 Nref_Scale IMAX NMAX Iref_Scale NREF ESIM_Scale ESIM Pulses M 3~ E RS 422 I/O Mode Funções (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Lexium 05 servo acionamentos Modos de operação O controle de corrente é necessário para controlar o torque do motor. Este modo complementa os outros modos e é usado nas fases da máquina em que o controle do torque aplicado é essencial. O setpoint é transmitido via a entrada analógica 1, pela rede ou pelo software PowerSuite. A entrada analógica 2 pode ser usada para limitar a corrente ou a velocidade. A posição e a velocidade do motor são transmitidas para o controlador de movimento pelos sinais RS422 ESIM (Encoder Simulation). Modo de operação de controle de torque, resultado de parâmetros ajustáveis b Aplicações em montagem de automóveis b Máquinas especiais Funções de monitoramento e os parâmetros operacionais adicionais podem ser habilitados via entradas/saídas digitais, rede, software PowerSuite ou pelo mostrador do terminal integrado. b Funções de controle: v Controle de status em movimento, v Controle dos sinais do eixo, v Controle dos parâmetros internos do servo acionamento, v Supervisão da comutação, v Supervisão da comunicação via rede. b Entrada de vários fatores de ajuste de escala. b Ajuste dos parâmetros do gerador dos perfis de movimento. b Ativação do sinal STOP. b Acionamento da função de parada rápida (Quick-Stop). b Ativação do freio motor via controlador de freio estacionário HBC (Holding Brake Controller). b Inversão sentido de rotação do motor . b Leitura dos valores das entradas analógicas. b Determinação da lógica (positiva/negativa) dos sinais de entrada/saída. Controle de corrente Setpoint Aplicações possíveis Funções de operação adicionais Ativação dos limites Modo de operação controle de velocidade Ajuste à escala (scaling) Pulsos ESIM Entr. analóg. 1 (± 10 V) Parâmetros Regulação de posição, velocidade e corrente Limites de corrente Ajuste à escala (scaling) Ajuste a escala (scaling) Entr. analóg. 2 (± 10 V)
  12. 12. 11 Características Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Características ambientais Conformidade às normas Os servo acionamentos Lexium 05 foram desenvolvidos de acordo com os níveis mais rigorosos das normas internacionais e as recomendações relativas aos equipamentos elétricos de controle industrial (IEC, EN), em particular com: baixa tensão, IEC/EN 61800-5-1, IEC/EN 61800-3 (imunidade e emissões CEM conduzidas e irradiadas). Imunidade CEM IEC/EN 61800-3, ambientes 1 e 2 IEC/EN 61000-4-2 nível 3 IEC/EN 61000-4-3 nível 3 IEC/EN 61000-4-4 nível 4 IEC/EN 61000-4-5 nível 3 Emissões CEM conduzidas e irradiadas pelos servo acionamentos IEC/EN 61800-3, ambientes 1 e 2, categorias C2, C3 LXM 05pD10F1…D28F1 LXM 05pD10M2...D28M2 LXM 05pD14N4...D57N4 EN 55011 classe A grupo 2, IEC/EN 61800-3 categoria C3 Com filtro CEM adicional (1): EN 55011 classe A grupo 1, IEC/EN 61800-3 categoria C2 LXM 05pD10M3X...D42M3X Com filtro CEM adicional(1): EN 55011 classe A grupo 1, IEC/EN 61800-3 categoria C2 Marcação eeee Os acionamentos são marcados e em conformidade com as normas de baixa tensão européia (73/23/EEC e 93/68/EEC) e CEM (89/336/EEC). Certificações de produto UL (USA), cUL (Canadá) Grau de proteção IEC/EN 61800-5-1, IEC/EN 60529 LXM 05pD10F1…D28F1 LXM 05pD10M2...D28M2 LXM 05pD10M3X...D42M3X LXM 05pD14N4...D57N4 IP 41 sobre a parte superior com cobertura protetora IP 20 quando a cobertura protetora é removida (veja a página 37) Resistência a vibrações LXM 05pD10F1…D28F1 LXM 05pD10M2...D28M2 LXM 05pD10M3X...D42M3X LXM 05pD14N4...D57N4 Em conformidade com IEC/EN 60068-2-6: 1,5 mm pico a pico de 3 Hz a 13 Hz 1 gn de 13 Hz a 150 Hz Resistência a choques LXM 05pD10F1…D28F1 LXM 05pD10M2...D28M2 LXM 05pD10M3X...D42M3X LXM 05pD14N4...D57N4 Em conformidade com IEC/EN 61131 parágrafo 6.3.5.2 15 gn para 11 ms em conformidade com IEC/EN 600028-2-27 Poluição ambiental máxima LXM 05pD10F1…D28F1 LXM 05pD10M2...D28M2 LXM 05pD10M3X...D42M3X LXM 05pD14N4...D57N4 Grau 2 em conformidade com IEC/EN 61800-5-1 Condições ambientais LXM 05pD10F1…D28F1 LXM 05pD10M2...D28M2 LXM 05pD10M3X...D42M3X LXM 05pD14N4...D57N4 IEC 60721-3-3 classe 3C1 Umidade relativa Em conformidade com IEC 60721-3-3, classe 3K3, 5 % a 93 %, sem condensação Temperatura do ar ambiente ao redor do equipamento Em operação ˚C - 10…+ 50 Degradação e limitações: Ver precauções de configuração na página 37. Armazenagem ˚C - 25…+ 70 Tipo de resfriamento LXM 05pD10F1 LXM 05pD10M2 LXM 05pD10M3X Convecção LXM 05pD17F1...D57N4 Ventilador Altitude máxima de operação m 1000 sem degradação. Até 2000 sob as seguintes condições: - temperatura máxima 40˚C - distância entre servo acionamentos > 50 mm - cobertura de proteção removida Posição de operação Máximo ângulo permanente em relação à posição normal de montagem vertical (1) Ver tabela na página 26 para verificar os comprimentos de cabo permitidos .
  13. 13. 12 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Características de acionamento Freqüência de comutação kHz 4 ou 8 conforme o tamanho e associação de motor. Ver páginas 42 a 63 Características elétricas de potência Fonte de alimentação Tensão V 100 - 15 %...120 + 10 % monofásico para LXM 05pD10F1…D28F1 200 - 15 %...240 + 10 % trifásico para LXM 05pD10M2...D28M2 200 - 15 %...240 + 10 % trifásico para LXM 05pD10M3X...D42M3X 380 - 15 %...480 + 10 % trifásico para LXM 05pD14N4...D57N4 Freqüência Hz 50 - 5 %...60 + 5 % Transiente de sobretensão Sobretensão categoria III Corrente de acionamento A < 60 Corrente de fuga mA < 30 Alimentação externa de + 24 V (não fornecida) Tensão nominal V 24 (-15 / +20 %) Corrente de entrada (sem carga) A 1 Taxa de ondulação yyyy 5 % Sinalização 1 LED vermelho: LED aceso indica acionamento energizado Tensão de saída Tensão trifásica máxima igual à tensão de linha de alimentação Isolação elétrica Entre a rede elétrica e o controle (entradas, saídas, fontes de alimentação) Características do cabo de alimentação Tipo de cabo para montagem embutida Cabo simples padrão IEC, temperatura ambiente 45˚C, cobre 90˚C XLPE/EPR ou cobre 70˚C PVC Características de conexão (terminais para a fonte de alimentação, para o barramento CC e para o motor) Terminais do acionamento R/L1, S/L2, T/L3 (fonte de alimentação) PA/+, PBI, PBe (resistência externa de freio) U/T1, V/T2, W/T3 (motor) Capacidade máxima de conexão e torque de bloqueio para alimentação, resistência de freio e terminais de motor LXM 05pD10F1 LXM 05pD10M2 LXM 05pD10M3X 2,5 mm2 (AWG 14) 0,8 Nm 2,5 mm2 (AWG 14) 0,8 Nm Ver as características dos cabos VW3 M510pRpp na página 64 LXM 05pD17F1 LXM 05pD17M2 LXM 05pD17M3X LXM 05pD14N4 6,0 mm2 (AWG 10) 1,2 Nm 6,0 mm2 (AWG 10) 1,2 Nm LXM 05pD28F1 LXM 05pD22N4 LXM 05pD28M2 LXM 05pD42M3X LXM 05pD34N4 6,0 mm2 (AWG 10) 1,2 Nm 6,0 mm2 (AWG 10) 1,2 Nm LXM 05pD57N4 16,0 mm2 (AWG 6) 2,2 Nm 16,0 mm2 (AWG 6) 2,2 Nm
  14. 14. 13 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Características de controle elétrico Proteção Entradas Contra inversão de polaridade Saídas Contra curto-circuito Conexão com c 0 V Presença de uma conexão sobre c 0 V Lógica Entrada/Saída cccc 24 V Positiva ou negativa (positiva por default) Entradas lógicas Número 4 Fonte de alimentação cccc V 24 Período de amostragem ms 0,25 Filtro anti-resvalo(debounce) ms 1 Lógica positiva (sink) Estado “0” se < 5V ou entrada lógica não conectada, estado “1” se > 15V Entradas lógicas em conformidade com a norma IEC/EN 61132-2 tipo 1 Lógica negativa (source) Estado “0” se >19 V ou entrada lógica não conectada, estado “1” se < 9 V Entradas de segurança PWRR_A, PWRR_B Tipo Entradas para a função de segurança "Power Removal" Número 2 Fonte de alimentação cccc V 24 Filtragem de entrada ms 1 Tempo de resposta ms y 10 Lógica positiva (sink) Estado “0” se < 5V ou entrada lógica não conectada, estado “1” se > 15V Entradas lógicas em conformidade com a norma IEC/EN 61132-2 tipo 1 Saídas lógicas Tipo Saídas lógicas c 24V com lógica positiva (source) ou lógica negativa (sink) Número 2 Tensão de saída V y 30, em conformidade com a norma IEC/EN 61131-2 Período de amostragem ms 1 Corrente máx. de chaveamento mA 50 Queda de tensão V 1 (sob uma carga de 50 mA) Entradas analógicas ANA1+/ANA1- ANA2+/ANA2- Resolução bit 14 Faixa Diferencial ±10 V Resistência de entrada kΩ u 10 Período de amostragem µs 250 Erro absoluto Menos que ±1 %, menos que ±2 % sobre a faixa de temperatura Linearidade Menos que ±0,5 % Pulso/direção, sinais A/B Tipo RS 422 Faixa de modo comum V - 7...+ 12 Resistência de entrada kΩ 5 Freqüência de entrada Pulso/direção kHz y 100 Sinal A/B kHz y 450 Sinais de saída ESIM (emulação do encoder) Nível lógico RS 422 Freqüência de saída kHz y 400 Realimentação do encoder do motor Tensões Alimentação do encoder V + 10 /100 mA Sinais de entrada SinCos V 1 VSS com offset 2,5 V 0,5 VSS a 100 kHz Resistência de entrada Ω 120 Características de segurança operacional Proteção Da máquina A função de segurança “Power Removal” (PWR) força a parada e/ou impede a operação indevida do equipamento, em conformidade com a norma EN 954-1 categoria 3 e o projeto de norma IEC/EN 61800-5-2. Do processo de sistema A função de segurança “Power Removal” (PWR) força a parada e/ou impede a operação indevida do equipamento, em conformidade com a norma IEC/EN 61508 nível SIL2 e o projeto de norma IEC/EN 61800-5-2.
  15. 15. 14 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Características das portas de comunicação Protocolo CANopen, servo acionadores LXM 05ADppppp Estrutura Conectores Conector RJ45 (indexado CN4) ou terminais com mola (indexado CN1) Gerenciamento da rede Escravo Velocidade de transmissão 125 kbit/s, 250 kbit/s, 500 kbit/s ou 1 Mbit/s Endereço (Nó ID) 1 a 127, configurável via mostrador do terminal ou software PowerSuite Polarização As impedâncias de fim de linha são integradas ao servo acionamento e são comutáveis Serviços PDO Troca implícita de PDO (Process Data Objects): - 3 PDO em conformidade com os modos DSP 402 (de perfil de posição e de velocidade) - 1 PDO mapeamento configurável Modos de PDO Event-triggered, Time-triggered, Remotely-requested, Sync (cyclic), Sync (acyclic) Mapeamento do PDO 1 PDO configurável SDO Troca explícita de SDO (Service Data Objects): - 2 SDO em recepção - 2 SDO em transmissão Emergência Sim Perfil CiA DSP 402: CANopen “Device Profile Drives and Motion Control” Modos de perfil de posição e perfil de velocidade Monitoramento de comunicação Node Guarding, Heartbeat Diagnósticos Com LEDs 2 LEDS: “RUN” and “ERROR” no mostrador de 7-segmentos do terminal integrado Mostrador de erros Completa informação de diagnósticos com o software PowerSuite Arquivo de descrição Um arquivo eds único para toda a faixa é fornecido no CD-ROM de documentação. Este arquivo contém a descrição dos parâmetros do servo acionamento. Protocolo Modbus, LXM 05ADppppp servo acionamentos Estrutura Conector RJ45 (indexado CN4) Interface física Multiponto RS 485 dois fios Modo de transmissão RTU Velocidade de transmissão Configurável via mostrador do terminal ou software PowerSuite: 9600, 19200, ou 38400 bit/s Formato Configurável via mostrador do terminal ou software PowerSuite: - 8 bits, paridade ímpar, 1 parada (stop) - 8 bits, paridade par, 1 parada (stop) - 8 bits, sem paridade, 1 parada (stop) - 8 bits, sem paridade, 2 paradas (stop) Polarização Sem impedâncias de polarização. Estas podem ser fornecidas pelo sistema de cabeamento (por exemplo, no mestre) Número máximo de acionamentos O máximo de 31 servo acionamentos Lexium 05 Endereços 1 a 247, configuráveis no terminal ou pelo software PowerSuite Serviços Manuseio de mensagem Read Holding Registers (03) máximo de 63 palavras Write Single Register (06) Write Multiple Registers (16) máximo de 61 palavras Read/Write Multiple Registers (23) máximo de 63/59 palavras Read Device Identification (43) Diagnostics (08) Monitoramento da comunicação Função de monitoramento (Node Guarding) pode ser ativada “Time out” pode ser ajustada entre 0,1 s e 10 s Diagnósticos Display de erros no terminal integrado de 7 segmentos Protocolo Profibus DP, servo acionamentos LXM 05BDppppp Estrutura Conector Terminais com mola (indexado CN1) Interface física Multiponto RS 485 a dois fios Velocidade de transmissão 9600 bit/s, 19,2 kbit/s, 45,45 kbit/s, 93,75 kbit/s, 187,5 kbit/s, 500 kbit/s, 1,5 Mbit/s, 3 Mbit/s, 6 Mbit/s ou 12 Mbit/s Endereços 1 a 126, configuráveis via mostrador do terminal ou plataforma do software PowerSuite Serviços Variáveis periódicas PPO tipo 2 8 PKW bytes 12 Process Data bytes Monitoramento da comunicação Pode ser inibido “Time out” pode ser regulado com o configurador do sistema Profibus DP Diagnósticos Dois LED “RUN” e “ERR” Display de erros no terminal integrado de 7 segmentos Completa informação de diagnósticos com o software PowerSuite Arquivo de descrição Um arquivo gsd único para toda a faixa é fornecido no CD-ROM de documentação. Este arquivo contém a descrição dos parâmetros do servo acionamento.
  16. 16. 15 Referências Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 (1) Referência de modelos de comunicação Profibus DP: substituir no começo da referência LXM 05A por LXM 05B. (2) Tensão de alimentação nominal, mín. U1, máx. U2 (110…120 V, 200…240 V, 380…480 V). Servo acionamentos Lexium 05 Corrente de saída Potência nominal Corrente de linha lcc linha presumida Máx. Referência (1) Peso Contínua (RMS) Transiente a 4 kHz a 8 kHz a 4 kHz a 8 kHz a 4 kHz a U1 a U2 A A A A kW A A kA kg Tensão de alimentação monofásica: aaaa 110…120 V (2) 50/60 Hz, com filtro CEM Integrado 4 3,2 10 8,5 0,4 7,6 7 1 LXM 05AD10F1 1,100 8 7 17 15,5 0,65 11,5 10,5 1 LXM 05AD17F1 1,400 15 13 28 28 1,4 22,6 20,7 1 LXM 05AD28F1 2,000 Tensão de alimentação monofásica: aaaa 200…240 V (2) 50/60 Hz, com filtro CEM Integrado 4 3,2 10 8,5 0,75 8,1 6,7 1 LXM 05AD10M2 1,100 8 7 17 15,5 1,2 12,7 10,5 1 LXM 05AD17M2 1,400 15 13 28 28 2.5 23 19.2 1 LXM 05AD28M2 2,000 Tensão de alimentação trifásica: aaaa 200…240 V (2) 50/60 Hz, sem filtro CEM Integrado 4 3,2 10 8,5 0,75 5,2 4,3 5 LXM 05AD10M3X 1,100 8 7 17 15,5 1,4 9 7,5 5 LXM 05AD17M3X 1,300 17 15 42 42 3,2 19 15,8 5 LXM 05AD42M3X 1,900 Tensão de alimentação trifásica: aaaa 380…480 V (2) 50/60 Hz, com filtro CEM Integrado 6 5 14 10,6 1,4 4,2 3,3 5 LXM 05AD14N4 1,400 9 7 22 19,8 2 6,3 5 5 LXM 05AD22N4 2,000 15 11 34 25,5 3 9,7 7,7 5 LXM 05AD34N4 2,000 25 20 57 42 6 17,7 14 22 LXM 05AD57N4 6,500 LXM 05pD10F1 LXM 05pD10M2 LXM 05pD10M3X LXM 05pD17F1 LXM 05pD17M2 LXM 05pD17M3X LXM 05pD14N4 LXM 05pD28F1 LXM 05pD28M2 LXM 05pD42M3X LXM 05pD22N4 LXM 05pD34N4 LXM 05pD57N4
  17. 17. 16 Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Partes separadas Um terminal remoto pode ser conectado ao Lexium 05. O terminal remoto pode ser montado na porta frontal de um gabinete com uma junta IP 65. Este terminal tem um mostrador que permite o acesso às mesmas funções que o painel de controle integrado ao servo acionamento. Ele pode ser usado: b para configurar, ajustar e controlar o acionamento remotamente, b para mostrar as indicações remotamente. Descrição Uso Referência Peso kg Terminal remoto Para todos os servo acionamentos Lexium 05. A montagem compreende: - terminal, cabo montado com 2 conectores - junta e parafusos para montagem IP 65 na porta do gabinete VW3 A31101 0,380 Placa para montagem no perfil 5555 largura 35 mm Para servo acionamentos LXM 05pD10F1/M2/M3X VW3 A11851 0,200 Para servo acionamentos LXM 05pD17F1/M2/M3X e LXM 05pD14N4 VW3 A31852 0,220 Conectores Descrição Referência Peso kg Conectores Molex Conector fêmea de 10 vias para CN5 VW3 M8 212 – (vendidos em lotes de 5) Conector fêmea de 12 vias para CN2 VW3 M8 213 – Documentação Descrição Referência Peso kg O manual do usuário simplificado do Lexium 05 e o CD-ROM compreendem: - um manual do usuário para acionamentos, - um manual do usuário para Modbus e CANopen, - um manual do usuário para Profibus DP. Fornecido com o acionamento – – Manual Técnico Internacional (ITM) CD-ROM DCI CD39811 0,150 ESC ENT RUN FWO REV stop reset VW3 A31101
  18. 18. 17 Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 O servo acionamento Lexium 05 pode ser conectado diretamente ao barramento CANopen através de um conector RJ45 (suporta protocolos CANopen e Modbus). A comunicação permite acesso às funções de configuração, ajuste, controle e monitoramento do servo acionamento. Todo o servo acionamento tem adaptadores de impedância de fim de linha, que podem ser ativados por uma chave. (1) conector RJ45 CN4. (2) Terminal de mola CN1, terminais 21, 22, 23. Barramento (bus) de comunicação CANopen Conexão via conector RJ45 (CN4) Designação Descrição No. Referência Peso kg Caixa de junção IP 20 2 portas RJ45 3 VW3 CAN TAP2 0,480 Designação Descrição Compr. m No. Referência Peso kg Cabos para o barramento CANopen 2 conectores RJ45 0,3 4 VW3 CAN CARR03 0,050 1 4 VW3 CAN CARR1 0,500 Conexão via terminal de molas (CN1) Designação Descrição No. Referência unitária Peso kg Conector SUB-D IP 20 CANopen (lado do controlador) Conector fêmea 90˚ de 9 vias SUB-D Interruptor de adaptação de fim de linha 1 TSX CAN KCDF90 – Cabo CANopen padrão Descrição Compr. m No. Referência unitária Peso kg Livre de halogênio. Baixa emissão de fumaça e não propagador de chama (IEC 60332-1) 50 2 TSX CAN CA50 – 100 2 TSX CAN CA100 – 300 2 TSX CAN CA300 – Certificação UL. Não propagador de chama (IEC 60332-2) 50 2 TSX CAN CB50 – 100 2 TSX CAN CB100 – 300 2 TSX CAN CB300 – Cabo para serviço pesado ou instalação móvel. Livre de halogênio. Baixa emissão de fumaça, não propagador de chama. Resistente a óleos (IEC 60332-1) 50 2 TSX CAN CD50 – 100 2 TSX CAN CD100 – 300 2 TSX CAN CD300 – 4 3 2 1 1 2 2 TWD NCO1M TWD NCO1M VW3 CAN TAP2 (1) (2) Twido Twido Conexão de Lexium 05 ao conector RJ45 (CN4) Conexão Lexium 05 ao terminal de mola (CN1) TSX CAN KCDF90 TSX CAN CA/CB/CD
  19. 19. 18 Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 O servo acionamento Lexium 05 pode ser conectado diretamente ao Modbus através de um conector RJ45 (suporta os protocolos Modbus e CANopen). A comunicação permite acesso às funções de configuração, ajuste, controle e monitoramento do servo acionamento. Barramento de comunicação Modbus Acessórios de conexão Designação Compr. m No. Referência Peso kg Junção de derivação 3 bornes, adaptador RC de fim de linha Para conectar ao cabo VW3 A8 306 D30 – – TSX SCA 50 0,520 Caixa de derivação 2 conectores fêmea SUB-D de 15 vias e 2 bornes, adaptador RC de fim de linha Para conectar ao cabo VW3 A8 306 – – TSX SCA 62 0,570 Bloco divisor Modbus 10 conectores RJ45 e 1 bloco de bornes – 1 LU9 GC3 0,500 Adaptador de fim de linha Modbus (2) Para RJ45 R = 120 Ω, C = 1 nf – 4 VW3 A8 306 RC 0,200 R = 150 Ω – 4 VW3 A8 306 R 0,200 Para bornes R = 120 Ω, C = 1 nf – – VW3 A8 306 DRC 0,200 R = 150 Ω – – VW3 A8 306 DR 0,200 Tês de derivação RJ45 Modbus (com cabo integrado) 0,3 3 VW3 A8 306 TF03 0,190 1 3 VW3 A8 306 TF10 0,210 Cabo serial para o controlador Twido 0,3 5 TWD XCA RJ 003 – 1 conector mini-DIN, 1 conector RJ45 1 5 TWD XCA RJ 010 0,090 3 5 TWD XCA RJ 030 0,160 Cabos de conexão Designação Conectores Compr. m No. Referência Peso kg Cabos para barramento Modbus 1 conector RJ45 e 1 final livre 3 – VW3 A8 306 D30 0,150 1 conector RJ45 e 1 SUB-D macho de 15 vias para TSX SCA 62 3 – VW3 A8 306 0,150 2 conectores RJ45 0,3 2 VW3 A8 306 R03 0,050 1 2 VW3 A8 306 R10 0,050 3 2 VW3 A8 306 R30 0,150 Cabos de par trançado de dupla bindagem RS 485 Modbus Fornecido sem conector 100 – TSX CSA 100 5,680 200 – TSX CSA 200 10,920 500 – TSX CSA 500 30,000 (1) Para conectar outros controladores, consultar nosso catálogo de produtos de automação. (2) Vendido em lotes de 2. 4 2 1 2 3 4 5 Twido TSX SCA50 TSX SCA62 LU9 GC3 Conexão do Lexium 05 conector RJ45 (CN4)
  20. 20. 19 Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 (1) Para outros cabos de conexão Modicon Premium: consultar nosso catálogo. Nota: ESIM (Encoder SIMulation) designa codificação simulada do sinal de saída dos servo acionamentos (disponível para CN5 do Lexium 05, saída configurada). Servo acionamentos Lexium 05 Conjunto de cabos para os módulos de controle de movimento Modicon Premium (1) De Para Compr. m Referência Peso kg Servo acionamento Lexium 05 Encoder de saída incremental simulada TSX CAY pp Módulo Premium, encoder de entrada. Cabo com 1 conector Molex de 10 vias no lado do Lexium 05 (CN5), e conector SUB-D de 15 vias no lado TSX CAY pp 0,5 VW3 M8 203 R05 0,020 1,5 VW3 M8 203 R15 0,030 3 VW3 M8 203 R30 0,040 5 VW3 M8 203 R50 0,050 TSX CFY pp Módulo Premium Servo acionamento Lexium 05, entrada pulso/direção Cabo com 1 conector Molex de 10 vias no lado do Lexium 05 (CN5), e conector SUB-D de 15 vias no lado TSX CAY pp 0,5 VW3 M8 204 R05 0,020 1,5 VW3 M8 204 R15 0,030 3 VW3 M8 204 R30 0,040 5 VW3 M8 204 R50 0,050 Conjunto de cabos para controle RS 422 De Para Comp m No. Referência Peso kg Servo acionamento Lexium 05 Servo acionamento Lexium 05, conexão mestre/escravo. Cabos com 1 conector Molex de 10 vias para CN5 em cada ponta 0,5 1 VW3 M8 202 R05 0,025 1,5 1 VW3 M8 202 R15 0,035 3 1 VW3 M8 202 R30 0,045 5 1 VW3 M8 202 R50 0,055 Encoder externo, controlador externo Servo acionamento Lexium 05 (entrada A/B de CN5) (entrada pulso/direção de CN5) 0,5 2 VW3 M8 201 R05 0,020 1,5 2 VW3 M8 201 R15 0,030 Servo acionamento Lexium 05 Controlador externo ou outro Cabo com 1 conector Molex de 10 vias no lado do Lexium 05 (CN5), e ponta livre no outro 3 2 VW3 M8 201 R30 0,040 5 2 VW3 M8 201 R50 0,050 Acessórios para Interface RS 422 Designação Uso Compr. m Referência Peso kg Bloco divisor para encoder de sinais (RVA) Distribuição de sinais de encoder A/B ou sinais pulso/direção para 5 servo acionamentos com alimentação c 24 V para encoder c 5 V – VW3 M3 101 0,700 Cabo organizado em cascata Permite ligação em cascata entre dois VW3 M3 101 (RVA) 0,5 VW3 M8 211 R05 – Conversor RS 422 (USIC) Ativação da adaptação de sinais c 24 V para o padrão RS 422 – VW3 M3 102 – Conjunto de cabos para Interface RS 422 De Para Compr. m Referência Peso kg Servo acionamento Lexium 05 (simulador de encoder) VW3 M3 101 (RVA) para distribuição ESIM 0,5 VW3 M8 209 R05 0,020 Bloco divisor VW3 M3 101 (RVA) Servo acionamento Lexium 05, entrada CN5 1,5 VW3 M8 209 R15 0,030 Conversor VW3 M3 102 (USIC) Servo acionamento Lexium 05, entrada CN5 3 VW3 M8 209 R30 0,040 Cabocom1conectorMolexde10viasnolado Lexium05(CN5),econectorSUB-Dde15vias no lado VW3 M3 10p 5 VW3 M8 209 R50 0,050 CN5CN5 A/B in Lexium 05 1 Lexium 05 A B ESIM CN5 A/B in Lexium 05 2 A B CN5 Lexium 05 2 P D P/D CN5 Lexium 05 2 ± 10 V A/B in ESIM A B Controlador externo Encoder incremental Controle externo VW3 M3 102 (USIC)
  21. 21. 20 Referências (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Outros cabos de conexão e conjuntos Designação Compr. m Referência Peso kg Cabos de controle pulso/direção S5 IP 247 Siemens para Lexium 05 3 VW3 M8 205 R30 – S5 IP 267 Siemens para Lexium 05 3 VW3 M8 206 R30 – S7 FM 353 Siemens para Lexium 05 Cabo com 1 conector Molex de 10 vias no lado do Lexium 05 (CN5), e conector SUB-D de 9 vias na outra ponta 3 VW3 M8 207 R30 – Cabos para realimentação do encoder Lexium 05 para S7 FM 354 Siemens Cabo com 1 conector Molex de 10 vias no lado do Lexium 05 (CN5), e conector SUB-D de 15 vias no lado FM 354 3 VW3 M8 208 R30 – Cabos PLC para VW3 M3 102 (USIC) Para sinais pulso/direção Cabo com 1 conector SUB-D de 15 vias no lado VW3 M3 102 (USIC), e ponta livre no outro lado 0,5 VW3 M8 210 R05 – 1,5 VW3 M8 210 R15 – 3 VW3 M8 210 R30 – 5 VW3 M8 210 R50 –
  22. 22. 21 Apresentação Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: resistências de frenagem Uma resistência de frenagem é integrada na unidade para absorver energia da frenagem. Caso a tensão CC de barramento exceda um valor especificado, a resistência de frenagem é acionada. A energia de retorno é convertida em calor pela resistência de frenagem. Uma resistência de frenagem externa é requerida nas aplicações nas quais o motor é freqüentemente freado e a resistência de frenagem interna não pode dissipar o excesso de energia resultante. Quando uma resistência de frenagem externa é usada, a resistência de frenagem interna deve ser desabilitada. A ponte entre PA/+ e PBI deve ser removida e a resistência de frenagem externa conectada entre PA/+ e PBE. Duas ou mais resistências de frenagem podem ser também conectadas em paralelo. O servo acionamento monitora a potência dissipada pela resistência de frenagem. Resistência de frenagem Resistência de frenagem interna Resistência de frenagem externa
  23. 23. 22 Dimensionamento Controle de movimento Lexiom 050 Servo acionador Lexiom 05 Opções: resistências de frenagem Durante a frenagem a energia cinética da carga em movimento deve ser absorvida pelo servo acionamento. Essa energia absorvida carrega os capacitores internos ao servo acionamento. Tão logo a tensão nos terminais dos capacitores exceda o valor limite permitido, a resistência de frenagem (interna ou externa) é acionada para absorver esta energia. O cálculo da potência que a resistência de frenagem deve absorver requer o conhecimento do diagrama do controlador. O diagrama do controlador mostra os valores de torque e velocidade do motor em função do tempo, indicando os pontos nos quais o controlador freará a carga. Essas duas curvas são também usadas para o dimensionamento do motor. Os segmentos da curva nos quais o controlador de acionamento freia são identificados por Di. Para isto, você deve conhecer a inércia total definida como segue : Jt : inércia total onde : Jt = Jm (inércia do motor) + Jc (inércia da carga). Para Jm, ver as páginas 42 até 63. A energia Ei para todo o segmento de desaceleração é calculada como segue: e da seguinte forma para os diferentes segmentos: com Ei em joules, Jt em kgm2, ω em rad e ni em min-1. A capacidade individual de absorção de energia Evar dos acionamentos (sem considerar se a resistência de frenagem é interna ou externa) de acordo com o servo acionamento é dada na tabela da página 23. Continuando o cálculo, considerar apenas o segmento Di, cuja energia Ei excede a capacidade de absorção mostrado na tabela. Essa energia adicional EDi deverá ser dissipada através da resistência de frenagem (interna ou externa): EDi = Ei - Evar (em joules). A saída contínua Pc é calculada para todo o ciclo da máquina: com Pc em W, EDi em joules e ciclo T em s. Nota: Este é o procedimento de seleção simplificado. Sob condições extremas, assim como eixos verticais, este procedimento será ineficiente. Neste caso, contatar o nosso Call Center para assegurar-se de um procedimento seguro. A seleção é realizada em dois estágios: 1 A máxima energia durante o procedimento de frenagem deve ser menor que o pico de energia que a resistência interna de frenagem pode absorver: EDi < ECr e a saída contínua da resistência interna de frenagem não deve ser excedida: Pc < PPr. Se estas condições forem atendidas, a resistência interna de frenagem é suficiente. 2 Se uma das condições acima não for atendida, uma resistência de frenagem externa que atenda estas condições deve ser usada. O valor da resistência de frenagem externa deve estar entre os valores mínimo e máximo especificados na tabela, caso contrário a unidade poderá ser destruida e a carga não será freada com segurança. Dimensionando a resistência de frenagem Diagrama do ciclo do motor Cálculo da energia de desaceleração constante Energia absorvida pelo capacitor interno Cálculo da potência contínua Seleção da resistência de frenagem (interna ou externa) n3 n2 n1 0 n4 t1 t2 t3 t4 t5 t6 t7 t8 t9 t10 t11 t12 M3 M2 M1 0 t t M4 M5 Torque requerido Mi Velocidade motor ni Ciclo T Ei 1 2 ---Jt ωi 2 ⋅ 1 2 ---Jt 2πni 60 ------------   2 ⋅= = E1 1 2 ---Jt 2π n3 n1–[ ] 60 -------------------------------    2 ⋅= E2 1 2 ---Jt 2πn1 60 -------------   2 ⋅= E3 1 2 ---Jt 2πn4 60 -------------   2 ⋅= Pc ΣEDi Ciclodetempo -----------------------------------=
  24. 24. 23 Características Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: resistências de frenagem Características LXM 05p D10F1 D17F1 D28F1 D10M2 D17M2 D28M2 D10M3X D17M3X D42M3X Tensão de alimentação V 115 230 230 Número de fases Monofásico Monofásico Trifásico Limiar de frenagem c V 250 430 430 Absorção de energia dos capacitores internos Evar Joule (Ws) 10,8 16,2 26 17,7 26,6 43 17,7 26,6 43 Resistores internos Resistência Ω 40 40 10 40 40 20 40 40 20 Potência contínua PPr W 20 40 60 20 40 60 20 40 60 Energia de pico ECr Joule (Ws) 500 500 1000 900 900 1600 900 900 1600 Resistores externos Resistência mínima Ω 27 20 10 50 27 16 50 27 10 Resistência máxima Ω 45 27 20 75 45 27 75 45 20 Grau de proteção IP65 LXM 05p D14N4 D22N4 D34N4 D57N4 Tensão de alimentação V 400 480 400 480 400 480 400 480 Número de fases Trifásico Limiar de frenagem c V 780 Absorção de energia dos capacitores internos Evar Joule (Ws) 26 6 52 12 52 12 104 10 Resistores internos Resistência Ω 40 30 30 20 Potência contínua PPr W 40 60 60 100 Energia de pico ECr Joule (Ws) 1000 1600 1600 2000 Resistores externos Resistência mínima Ω 60 25 25 10 Resistência máxima Ω 80 36 36 21 Grau de proteção IP65
  25. 25. 24 Referências Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: resistências de frenagem Referências Resistências de frenagem externas Valor Potência contínua PPr Energia de pico ECr Comprimento do cabo conector Referência Peso kg115 V Ws 230 V Ws 400 V Ws 10 Ω 400 W 18800 13300 – 0,75 m VW3 A7 601 R07 1,420 2 m VW3 A7 601 R20 1,470 3 m VW3 A7 601 R30 1,620 27 Ω 100 W 4200 3800 1900 0,75 m VW3 A7 602 R07 0,630 2 m VW3 A7 602 R20 0,780 3 m VW3 A7 602 R30 0,900 200 W 9700 7400 4900 0,75 m VW3 A7 603 R07 0,930 2 m VW3 A7 603 R20 1,080 3,00 m VW3 A7 603 R30 1,200 400 W 25500 18100 11400 0,75 m VW3 A7 604 R07 1,420 2 m VW3 A7 604 R20 1,470 3 m VW3 A7 604 R30 1,620 72 Ω 100 W 5500 3700 3000 0,75 m VW3 A7 605 R07 0,620 2 m VW3 A7 605 R20 0,750 3 m VW3 A7 605 R30 0,850 200 W 14600 9600 7600 0,75 m VW3 A7 606 R07 0,930 2 m VW3 A7 606 R20 1,080 3 m VW3 A7 606 R30 1,200 400 W 36500 24700 18300 0,75 m VW3 A7 607 R07 1,420 2 m VW3 A7 607 R20 1,470 3 m VW3 A7 607 R30 1,620 VW3 A7 60p Rpp
  26. 26. 25 Apresentação Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: filtros de entrada CEM adicionais Os servo acionamentos Lexium 05 LXM 05pDppF1/M2/N4 possuem filtros de entrada contra rádio interferências que atendem a norma CEM para acionamentos elétricos de potência de velocidade variável IEC/EN 61800-3, edição 2, categoria C em ambientes 2 e em conformidade com a diretiva européia sobre a CEM (compatibilidade eletromagnética). Os filtros de entrada CEM adicionais permitem atender as mais severas exigências e foram desenvolvidos para reduzir as emissões introduzidas na linha de alimentação dentro dos limites da norma IEC 61800-3 edição 2 categoria C2 e C3. Estes filtros adicionais são montados sob os acionamentos. Podem ser montados ao lado do produto. Eles servem de suporte para os acionamentos e são fixados a eles através de furos de fixação. Para acionamentos sem o filtro CEM integrado de referência LXM 05pDppM3X, é necessário usar um filtro CEM adicional. O uso destes filtros adicionais é apenas possível nos tipos de redes TN (conectado ao neutro) e TT (neutro à terra). Esses filtros não devem ser usados em redes IT (neutro de alta impedância ou isolado). No caso de um servo acionador com o filtro integrado LXM 05pDppF1/M2/N4, este filtro deve ser desconectado usando o seletor sob o servo acionador. A norma IEC/EN 61800-3, anexo D2.1, indica que estes filtros, nas redes do tipo IT, podem impedir o bom funcionamento do isolamento dos controladores. Por outro lado, a eficácia dos filtros adicionais neste tipo de rede depende do tipo de impedância entre o neutro e a terra, sendo conseqüentemente imprevisível. Nota: No caso de uma máquina que precisa ser instalada em uma rede IT, uma solução consiste em inserir um transformador de isolação, o que permite reconstruir uma rede do tipo TT no lado do secundário. Filtros de entrada CEM integrados Função Para servo acionamento Lexium 05 Comprimento do cabo do motor, em conformidade com a categoria CEM IEC 61800-3, categoria C3 em ambiente 2 Fonte de alimentação monofásica LXM 05AD10F1 10 m LXM 05AD10M2 10 m LXM 05AD17F1 10 m LXM 05AD17M2 10 m LXM 05AD28F1 10 m LXM 05AD28M2 10 m Fonte de alimentação trifásica LXM 05AD14N4 10 m LXM 05AD22N4 10 m LXM 05AD34N4 10 m LXM 05AD57N4 10 m Filtros de entrada CEM adicionais Aplicações Utilização em função do tipo de rede de comunicação M1 3 L1 L2 L3 LXM 05pDppF1 LXM 05pDppM2 LXM 05pDppN4 M1 3Lexium 05 L1 L2 L3 Filtro CEM adicional
  27. 27. 26 Características, referências Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: Filtros de entrada CEM adicionais Características de montagem de acionadores-filtros CEM Em conformidade com as normas EN 133200 Grau de proteção IP 41 sobre a parte de cima apenas com cobertura de proteção instalada IP 20 depois de removida a cobertura de proteção (ver a página 37) Umidade relativa segundo CEI 60721-3-3, classe 3K3, 5 % a 85 %, sem condensação ou gotejamento de água Temperatura ambiente em torno da unidade funcionamento ˚C - 10…+ 50 armazenamento ˚C - 25…+ 70 Altitude m 1000 m sem degradação. Até 2000 m sob as seguintes condições : - temperatura máx. 40 ˚C, - distância de montagem entre acionamentos > 50 mm, - cobertura de proteção retirada. Resistência à vibração Em conformidade com IEC 60068-2-6 10 Hz a 57 Hz : 0,075 mm pico a pico 57 Hz a 150 Hz : 1 g Resistência aos choques Em conformidade com IEC 60068-2-27 15 gn para 11 ms Máxima tensão nominal 50/60 Hz monofásico V 120 + 10 % 240 + 10 % 50/60 Hz trifásico V 240 + 10 % 480 + 10 % Aplicação, categoria: EN 61800-3 : 2001-02 ; IEC 61800-3, Ed. 2 Descrição Categoria C2 no ambiente 1 Disponíbilidade restrita, operação em área residencial, venda condicionada ao conhecimento do usuário e do distribuidor conforme matéria de compatibilidade CEM Categoria C3 no ambiente 2 Operação em instalações industriais Referências Filtros de entrada CEM adicionais Paraacionamentos Lexium 05 Máx. comprimento do cabo do motor, conforme categoria CEM, CEI 61800-3 (1) Referência Peso Categoria C2 Categoria C3 kg Fonte de alimentação monofásica LXM 05pD10F1 20 m 40 m VW3 A31401 0,600 LXM 05pD10M2 LXM 05pD17F1 20 m 40 m VW3 A31403 0,775 LXM 05pD17M2 LXM 05pD28F1 20 m 40 m VW3 A31405 1,130 LXM 05pD28M2 Fonte de alimentação trifásica LXM 05pD10M3X 20 m 40 m VW3 A31402 0,550 LXM 05pD17M3X 20 m 40 m VW3 A31404 0,900 LXM 05pD14N4 LXM 05pD42M3X 20 m 40 m VW3 A31406 1,350 LXM 05pD22N4 LXM 05pD34N4 LXM 05pD57N4 20 m 40 m VW3 A31407 3,150 (1) Estes valores são para uma freqüência de chaveamento de 4 kHz (default). Para freqüência de chaveamento de 8 kHz: 100 m máx., categoria C3. VW3 A31402
  28. 28. 27 Apresentação, características, referências Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: indutâncias de linha Uma indutância de linha pode ser usada para incrementar a proteção contra sobretensões da linha de alimentação e reduzir a distorção harmônica de corrente produzida pelo acionamento. As indutâncias recomendadas permitem a limitação de corrente de linha. Elas foram desenvolvidas em conformidade com a norma EN 50178 (VDE 0160 nível 1 de sobretensões de alta energia na linha de alimentação). Os valores da indutância são definidos para uma queda de tensão entre 3% e 5% da tensão nominal de alimentação. Valores mais altos que estes causariam perdas de torque. Estes indutores devem ser instalados entre a conexão do acionamento e a linha. Múltiplas unidades podem ser operadas com uma única indutância de linha. O consumo de corrente do conjunto de acionamentos (à tensão nominal) não deve exceder a corrente nominal da indutância de linha. O uso das indutâncias de linha é recomendado particularmente sob as seguintes circunstâncias: Conexão próxima de vários acionamentos em paralelo Linha de alimentação com significantes distúrbios introduzidos por outros equipamentos (interferência, sobretensões) Linha de alimentação com desequilíbrio de tensão entre fases superior a 1,8% da tensão nominal Acionamento alimentado por uma linha com impedância muito baixa (na proximidade de um transformador de potência cerca de 10 vezes mais potente que a do acionamento) Instalação de um grande número de conversores de freqüência na mesma linha Redução da sobrecarga nos capacitores de correção do cos ϕ, se a instalação comporta uma unidade de correção do fator de potência (1) Tensão nominal de alimentação: U mín.…U máx.. Indutâncias de linha Aplicações M1 3Lexium 05 L1 L2 L3 Indutância de linha Características gerais Tipos de indutância de linha VZ1 L007UM50 VZ1 L018UM20 VW3 A4 551 VW3 A4 552 VW3A4 553 Conformidade com as normas EN 50178 (VDE 0160 nível 1, sobretensões de alta energia na linha de alimentação) Queda de tensão Entre 3% e 5% da tensão nominal da fonte de alimentação. Valores mais altos que este causariam perda de torque. Grau de proteção Indutor IP 00 Terminal IP 20 Indutância do indutor mH 5 2 10 4 2 Corrente nominal A 7 18 4 10 16 Perdas W 20 30 45 65 75 Referências Indutâncias de linha Para o servo acionamento LXM 05pppp Corrente de linha sem indutância Corrente de linha com indutância Referência Peso U mín. U máx. U mín. U máx. A A A A kg Tensão de alimentação monofásica: 100…120 V 50/60 Hz (1) D10F1 7,6 7,0 5,9 5,4 VZ1L007UM50 0,880 D17F1 11,5 10,5 9,7 8,9 VZ1L018UM20 1,990 D28F1 15,7 14,4 13,3 12,2 Tensão de alimentação monofásica: 200…240 V 50/60 Hz (1) D10M2 8,1 6,7 6,3 5,3 VZ1L007UM50 0,880 D17M2 12,7 10,5 10,7 8,9 VZ1L018UM20 1,990 D28M2 23,0 19,2 20,2 16,8 Tensão de alimentação trifásica: 200…240 V 50/60 Hz (1) D10M3X 5,2 4,2 2,7 2,2 VW3 A4 551 1,500 D17M3X 9,0 7,5 5,2 4,3 VW3 A4 552 3,000 D42M3X 19,0 15,8 12,2 10,2 VW3 A4 553 3,500 Tensão de alimentação trifásica: 380…480 V 50/60 Hz (1) D10N4 4,2 3,3 2,2 1,8 VW3 A4 551 1,500 D22N4 6,3 5,0 3,4 2,7 D34N4 9.7 7,7 5,8 4,6 VW3 A4 552 3,500 D57N4 17,7 14,0 9,8 7,8 VW3 A4 55p
  29. 29. 28 Apresentação, características, referências Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: controlador de freio estacionário Um motor com freio estacionário requer lógica de controle apropriada (HBC) que libera o freio quando a corrente é aplicada ao motor e imobiliza o eixo do motor no tempo correto quando ele é parado. O controlador do freio estacionário amplifica o sinal do controle de frenagem transmitido pelos servo acionamentos Lexium 05, de forma a desativar o freio rapidamente, reduzindo a potência necessária para a frenagem e o calor dissipado. Nota: Isolação elétrica entre a entrada de 24 V, entrada de controle e saídas de freio. Controlador de freio estacionárioL1 L2 L3 c 24 V Lexium 05 HBC controle de freio estacionário Características Instalação sobre perfil 5 55 Grau de proteção IP 20 Tensão de alimentação V 19,2…30 Corrente de entrada A 0,5 A + corrente nominal de frenagem Saídas de freio Tensão Antes da redução de potência V c 23 a 25 Com redução de potência V c 17 a 19 Corrente máxima A 1,6 Tempo normal de redução de tensão ms 1000 Referência Controlador de freio estacionário Designação Descrição Referência Peso kg Controlador de freio estacionário Tensão de alimentação de 24 VCC Máx. potência de 50 W IP 20, para montagem em perfil de 5 55 VW3 M3103 0,600 VW3 M3103
  30. 30. 29 Dimensões Controlador de movimento Lexium 05 0 Servo acionamento Lexium 05 Dimensões (mm) LXM 05ppppD10F1, LXM 05ppppD10M2, LXM 05ppppD10M3X Placa para montagem CEM (fornecida com o acionamento) 2xØ5 140 60 121,5 518,5 145 = = 72 50 4xM4M5 t parafuso 2xM5 LXM 05ppppD17F1, LXM 05ppppD17M2, LXM 05ppppD14N4, LXM 05ppppD17M3X Placa para montagem CEM (fornecida com o acionamento) 150 Ø 516,5121,5 143 93= = 105 48 4xM4M5 t parafuso 2xM5 LXM 05ppppD28F1, LXM 05ppppD28M2, LXM 05ppppD34N4, LXM 05ppppD42M3X Placa para montagem CEM (fornecida com o acionamento) 150 Ø 6,520,5157 184 126= = 140 48 4xM4M5 t parafuso 2xM5 LXM 05ppppD57N4 Placa para montagem CEM (fornecida com o acionamento) 190 225 4xØ6 = = 245 329,5 295727,5 4xM4 75 M5 t parafuso 2xM5
  31. 31. 30 Dimensões (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: terminal remoto, placas para montagem em perfis 5 e resistências de frenagem Dimensões (mm) (continuação) Terminal remoto VW3 A31101 Placas para montagem em perfil 5555 VW3 A11851 VW3 A31852 Resistências de frenagem VW3 A7 60pppp Rpppppppp a b c VW3 A7 602 Rpppppppp VW3 A7 605 Rpppppppp 80 110 15 VW3 A7 603 Rpppppppp VW3 A7 606 Rpppppppp 80 216 15 VW3 A7 601 Rpppppppp VW3 A7 604 Rpppppppp VW3 A7 607 Rpppppppp 80 216 30 24 4xØ3,5 55,6 52 79,6 Ø36 37,9 77,5 143,6 40 105 144 b ac
  32. 32. 31 Dimensões (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: filtros de entrada e indutâncias de linha Dimensões (mm) (continuação) Filtros de entrada CEM adicionais Montagem do filtro ao lado do servo acionamento Montagem do filtro sob o servo acionamento VW3 a b b1 c G H Ø A31401, A31402 72 185 – 50 60 121,5 2 x M4 A31403, A31404 105 185 – 60 93 121,5 2 x M4 A31405, A31406 140 225 – 60 126 157 4 x M4 A31407 245 365 – 60 225 295 4 x M5 Indutâncias de linha monofásicas VZ1 L0pppUMp0 VZ1 a b c G H Ø L007UM50 60 100 95 50 60 4 x 9 L018UM20 85 120 105 70 70 5 x 11 Indutâncias de linha trifásicas VW3 A6650p VW3 a b c c1 G G1 H Ø A4 551 100 135 55 60 40 60 42 6 x 9 A4 552 130 155 85 90 60 80,5 62 6 x 12 A4 553 130 155 85 90 60 80,5 62 6 x 12 ca b 2xØ b H= G= =c 4xØ H Ø c G a b H 8xØ c c1 G G1 a b
  33. 33. 32 Dimensões (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Opções: RVA, USIC e controlador de freio estacionário Dimensões (mm) (continuação) Bloco divisor para o encoder de sinais (RVA) VW3 M3 101 Conversor RS 422 (USIC) VW3 M3 102 Controlador do freio estacionário (HBC) VW3 M3 103 38 67,5 77 1215 114,5 22,5 99
  34. 34. 33 Esquemas Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Níveis de exigência de segurança O servo acionamento Lexium 05 integra a função de segurança “Power Removal” que inibe a operação do equipamento inadvertidamente. O motor não produz torque. Esta função de segurança: b está em conformidade com a norma de segurança de máquinas EN 954-1, categoria 3 b está em conformidade com a norma de segurança funcional IEC/EN 61508, nível SIL2 (controle/sinalização aplicada aos processos e sistemas) A capacidade SIL (nível de integridade de segurança) depende do diagrama de conexão associado ao acionamento e à função de segurança. A não observação das recomendações de configuração não assegura a capacidade SIL da função de segurança “Power Removal”. b está em conformidade ao projeto de norma de produto IEC/EN 61800-5-2 para as duas funções de parada: v Supressão segura de torque (Safe Torque Off, “STO”) v Parada controlada segura (Safe Stop 1, “SS1”) A função de segurança “Power Removal” tem uma arquitetura eletrônica redundante (1) que é controlada continuamente por uma função de diagnóstico. Esta função de segurança de nível SIL2 e categoria 3 é certificada em conformidade com estas normas pelo organismo de certificação TÜV no programa de certificação voluntária. O fabricante de máquinas é responsável por selecionar a categoria de segurança. A categoria depende do nível do fator de risco indicado na norma EN 954-1. O nível SIL1 de acordo com a norma IEC/EN 61508 é comparável à categoria 1 de acordo com a norma EN 954-1 (SIL1: significa a probabilidade de não detectar falhas perigosas por hora entre 10-5 e 10-6). O nível SIL2 de acordo com a norma IEC/EN 61508 é comparável à categoria 3 de acordo com a norma EN 954-1 (SIL2: significa a probabilidade de não detectar falhas perigosas por hora entre 10-6 e 10-7). (1) Redundante: consiste em abrandar os efeitos da falha de um componente através da correta operação de outro, assumindo que falhas não ocorram simultaneamente nos dois. Função de segurança “Power Removal” Categorias relativas a segurança de acordo com a EN 954-1 Categorias Princípios básicos de segurança Exigências do sistema de controle Comportamento em caso de falha B Seleção de componentes que atendem as normas pertinentes. Controle de acordo com as boas práticas de engenharia. Possível perda da função de segurança. 1 Seleção de componentes e princípios básicos de segurança. Utilização de componentes testados e princípios de segurança comprovados. Possível perda da função de segurança mas com probabilidade menor que em B 2 Seleção de componentes e princípios básicos de segurança. Teste cíclico. Os intervalos de teste devem ajustar-se à máquina e suas aplicações. Detecção de falha a cada teste. 3 Estrutura dos circuitos de segurança. Uma única falha não deve causar a perda da função de segurança. Esta falha deve ser detectada se razoavelmente prático. Função de segurança assegurada, exceto no caso de um acúmulo de falhas. 4 Estrutura dos circuitos de segurança. Uma única falha não deve causar a perda da função de segurança. Esta falha deve ser detectada antes ou na próxima demanda da função de segurança. Um acúmulo de falhas não deve causar perda da função de segurança. Função de segurança sempre assegurada. Níveis de Integridade de Segurança (SIL) de acordo com a norma IEC/EN 61508
  35. 35. 34 Esquemas (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Níveis de exigência de segurança Considerações sobre a função de segurança “Power Removal” A função de segurança “Power Removal” não pode ser considerada como uma desconexão elétrica de segurança do motor (sem isolamento elétrico); se necessário, um interruptor seccionado Vario deve ser empregado. A função de segurança “Power Removal” não foi desenvolvida para suprimir qualquer mau funcionamento nas funções de controle ou de aplicação do acionamento. Os sinais de saída disponíveis no acionamento não devem ser considerados como sinais de segurança (por exemplo, “Power Removal” ativo); eles são saídas do módulo de segurança de tipo Preventa que devem ser integrados aos controles/comandos relacionados à segurança. Os esquemas nas páginas seguintes levam em consideração a conformidade com a norma IEC/EN 60204-1 que define três categorias de parada: b Categoria 0: parada pelo imediata supressão da alimentação dos acionamentos da máquina (por exemplo, em uma parada não controlada). b Categoria 1: uma parada controlada com alimentação aplicada nos acionamentos da máquina até a obtenção da parada e então a alimentação é removida. b Categoria 2: uma parada controlada com os acionamentos da máquina alimentados. Diagramas de conexão e aplicações Conformidade com a categoria 1 da norma EN 954-1 e nível SIL1 de acordo com a norma IEC/EN 61508 A utilização de diagramas de conexão que utilizam um contator de linha ou um interruptor secssionador Vario entre o acionamento e o motor. Neste caso, a função de segurança “Power Removal” não é utilizada e o motor pára de acordo com a categoria 0 da norma IEC/EN 60204-1. Conformidade com a categoria 3 da norma EN 954-1 e o nível SIL2 de acordo com a norma IEC/EN 61508 Os diagramas de conexão utilizam a função de segurança “Power Removal” do servo acionamento Lexium 05 combinado com o módulo de segurança Preventa que permite a supervisão dos circuitos de parada de emergência. Máquinas com tempos de parada por inércia curtos (inércia baixa ou alto torque resistente). Quando o comando de ativação é dado nas entradas PWRR_A e PWRR_B do motor controlado, a fonte de alimentação do motor é desligada imediatamente e o motor pára de acordo com a categoria 0 da norma IEC/EN 60204-1. Não é permitido o reinício sempre que o comando de ativação for dado depois do motor ter parado completamente (“STO”). Esta parada segura é mantida enquanto as entradas PWRR_A e PWRR_B permanecem ativadas. Estes diagramas podem também ser usados para aplicações de levantamento. Em um comando “Power Removal”, o acionamento requer o freio para ser acionado, mas um contato do módulo de segurança Preventa deve ser inserido em série no circuito de controle de frenagem para acioná-lo com segurança quando uma solicitação é feita para ativar a função de segurança “Power Removal”. Máquina com tempos de parada por inércia longos (inércia alta ou baixo torque resistente). Quando um comando de ativação é dado, primeiramente é iniciada a desaceleração do motor controlado pelo acionamento, então, seguindo a temporização controlada por um relé de segurança XPS AV (tipo Preventa) que corresponde ao tempo de desaceleração, a função de segurança “Power Removal” é ativada pelas entradas PWRR_A e PWRR_B. O motor pára de acordo com a categoria 1 da norma IEC/EN 60204-1 (“SS1”). Nota: Teste periódico, a entrada de segurança “Power Removal” deve ser ativada pelo menos uma vez ao ano com o propósito de manutenção preventiva. O acionamento deve ser desligado antes que a manutenção preventiva ocorra, e então religado novamente. Se durante o teste a alimentação do motor não for desligada, a função “Power Removal” não garantirá mais segurança integralmente. Neste caso, o acionamento deverá ser substituido para garantir a segurança operacional da máquina ou do processo do sistema.
  36. 36. 35 Precauções de instalação Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Compatibilidade eletromagnética b Equipotencial de "alta freqüência" dos terras entre o acionamento, o motor e a blindagem dos cabos. b Uso de cabos blindados com blindagens conectadas 360˚ à terra em ambas as pontas para o cabo do motor, o cabo da resistência de frenagem e os cabos de controle e sinalização. Essa blindagem pode ser constituída, em parte, pelos conduites ou dutos metálicos desde que não haja descontinuidade das conexões de terra. b Separar o máximo possível o cabo de alimentação (rede) e o cabo do motor. 1 Placa de aço que deve ser montada no servo acionamento (terra da máquina). 2 Servo acionamento Lexium 05 3 Fios ou cabos da fonte de alimentação não blindados. 4 Fios não blindados para a saída dos contatos dos relés de segurança. 5 Fixação e aterramento das blindagens dos cabos 6, 7, 8, 9 e 10 tão próximo quanto possível do acionamento: - desencapar a blindagem. - fixação do cabo à placa 1 pela conexão da blindagem desencapada através da braçadeira. A blindagem deve ser fixada firmemente à placa metálica para assegurar um bom contato 6 Cabo blindado para conexão do motor BSH 7 Cabo blindado para conexão do encoder do motor BSH 8 Cabo blindado para conexão dos sinais da interface de posição (encoder A/B ou pulso/direção) 9 Cabo blindado para conexão da rede de comunicação (CANopen, Modbus or Profibus DP) 10Cabo blindado para conexão da resistência de frenagem 6, 7, 8, 9, 10, as blindagens devem ser conectadas à terra em ambas as pontas. As blindagens devem ser contínuas e terminais intermediários devem ser colocados em caixas metálicas blindadas CEM. 11Parafuso de terra. Nota: A conexão equipotencial à terra entre o acionamento, motor e cabo blindado não elimina a necessidade de conectar os condutores de proteção PE (verde-amarelo) aos terminais apropriados em cada unidade. Se usado um filtro de entrada CEM adicional, ele deverá ser montado abaixo do acionamento e conectado diretamente à rede de alimentação por um cabo não blindado. A ligação 3 no acionamento é por um cabo de saída do filtro. Sistema IT: neutro isolado ou com impedância aterrada Utilizar um controlador permanente de isolação compatível com cargas não lineares, como as do tipo XM200 da Merlin Gerin (consultar o nosso Call Center). Os servo acionamentos LXM 05pDppF1/M2/N4 têm filtro de entrada CEM integrado. Para assegurar o funcionamento correto com o sistema IT, a conexão de terra do filtro deve ser desconectada. Para isto, ver abaixo dependendo do modelo. Conexões para assegurar a conformidade às normas CEM Princípio 1 7 9 11 6 3 5 8 2 10 Diagrama de instalação para o servo acionamento LXM 05pDpppp Operação em sistema IT Princípio PE Filtro conectado Filtro desconectado LXM 05pDppF1 LXM 05pDppM2 LXM 05pD14/22/34N4 S/L2R/L1 T/L3 S/L2R/L1 T/L3 Filtro conectado Filtro desconectado LXM 05pD57N4
  37. 37. 36 Combinações Controle de movimento Lexium 050 Partidas de motor Proteção por disjuntor As combinações propostas abaixo podem ser usadas para montar uma completa partida de motor, compreendendo um disjuntor, um contator e um servo acionamento Lexium 05. O disjuntor assegura a proteção contra curtos-circuitos acidentais, isolação e, se necessário, encadeamento. O contator assegura a energização e a proteção, assim como, o isolamento do motor na parada. O servo acionamento Lexium 05 controla o motor, protege contra curtos-circuitos entre o acionamento e o motor, proporcionando proteção do cabo do motor contra sobrecargas. A proteção de sobrecarga é asseguda pela proteção térmica do motor. Aplicações Partidas de motores para o servo acionamento Lexium 05 Servo acionador Potência nominal Disjuntor ICC de linha presum. máxima Contator (1) Adicionar a tensão de referência à referência básica para obter referência total (2) Referência Calibre kW A kA Fonte de alimentação monofásica: 100…120 V LXM 05pD10F1 0,4 GV2 L14 10 1 LC1 K0610pp LXM 05pD17F1 0,65 GV2 L16 14 1 LC1 K0610pp LXM 05pD28F1 1,4 GV2 L20 18 1 LC1 K0610pp Fonte de alimentação monofásica: 200…240 V LXM 05pD10M2 0,75 GV2 L14 10 1 LC1 K0610pp LXM 05pD17M2 1,2 GV2 L16 14 1 LC1 K0610pp LXM 05pD28M2 2,5 GV2 L22 25 1 LC1 D09pp Fonte de alimentação trifásica: 200…240 V LXM 05pD10M3X 0,75 GV2 L10 6,3 5 LC1 K0610pp LXM 05pD17M3X 1,4 GV2 L16 14 5 LC1 K0610pp LXM 05pD42M3X 3,2 GV2 L22 25 5 LC1 D09pp Fonte de alimentação trifásica: 380…480 V LXM 05pD14N4 1,4 GV2 L14 10 5 LC1 K0610pp LXM 05pD22N4 2 GV2 L14 10 5 LC1 K0610pp LXM 05pD34N4 3 GV2 L16 14 5 LC1 K0610pp LXM 05pD57N4 6 GV2 L22 25 5 LC1 D09pp (1) Composição dos contatores: LC1 K06 : 3 pólos + 1 “N/C” contato auxiliar LC1 D09 : 3 pólos + 1 "N/C” contato auxiliar + 1 “N/O” contato auxiliar (2) Tensões de circuito de controle usuais, ver tabela abaixo Circuito de comando CA Volts aaaa 24 48 110 220 230 240 LC1-K 50/60 Hz B7 E7 F7 M7 P7 U7 Volts aaaa 24 48 110 220/230 230 230/240 LC1-D 50 Hz B5 E5 F5 M5 P5 U5 60 Hz B6 E6 F6 M6 – U6 50/60 Hz B7 E7 F7 M7 P7 U7 Para outras tensões, entre 24 V e 660 V ou um circuito de comando CC, consultar nosso Call Center. 521466803714531250 GV2 L + LC1 K + LXM 05pDpppp
  38. 38. 37 Precauções de instalação Controle de movimento Lexium 050 Servo acionamentos Lexium 05 Os servo acionamentos LXM 05pD10pp são ventilados por convecção natural do ar. Os outros servo acionamentos Lexium 05, referências LXM 05pD17pp a LXM 05pD57N4, têm um ventilador integrado. Antes de montar o servo acionamento em um gabinete elétrico, as seguintes regras relativas a calor e proteção IP devem ser consideradas: b Assegurar que o resfriamento dos servo acionamentos seja suficiente, respeitando-se as distâncias mínimas de montagem. b Não montar os servo acionamentos adjacentes a fontes de calor. b Não montar os servo acionamentos em materiais inflamáveis. b Não aqueça o ar ao redor dos servo acionamentos com fluxos de ar aquecido gerados por outros equipamentos e componentes, como resistências de frenagem externas. b No caso de o servo acionamento ser usado além limites térmicos, ele pára devido ao superaquecimento. b Quando o grau de proteção IP 20 é suficiente, recomenda-se a remoção da cobertura de proteção. b Instalação do servo acionamento verticalmente, a ± 10 %. Como os cabos de conexão vêm do fundo da caixa, são necessários no mínimo 200 mm de espaço livre sob a unidade para assegurar que a fiação possa ser instalada sem ser excessivamente dobrada. Nota: Não use gabinetes isolados porque eles têm um nível baixo de condutividade. Precauções de montagem Temperatura ambiente Distância de montagem Recomendações de montagem - 10 ˚C a + 40 ˚C d > 50 mm – 10 < d < 50 mm Remova a cobertura de proteção 0 < d < 10 mm Remova a cobertura de proteção + 40 ˚C a + 50 ˚C d > 50 mm Remova a cobertura de proteção d < 50 mm Remova a cobertura de proteção. Reduza a corrente de saída em 2,2 % por ˚C acima de 40 ˚C. Remover a cobertura de proteção, caso IP 20 for suficiente ≥ d ≥ d ≥50mm≥200mm ≥ 10 mm
  39. 39. 38 Referências 0 Controle de movimento Lexium 050 Software PowerSuite Software PowerSuite Descrição Composição Referência Peso kg CD-ROM do PowerSuite b 1 programa para PC em inglês, francês, alemão, italiano e espanhol b Documentação técnica dos inversores de freqüência, partidas e servo acionamentos b Software Configurator ABC para a porta de comunicação LUF P VW3 A8 104 0,100 CD-ROM de atualização do PowerSuite (1) b 1 programa para PC em inglês, francês, alemão, italiano e espanhol b Documentação técnica dos inversores de freqüência, partidas e servo acionamentos VW3 A8 105 0,100 Kit para conexão na porta serial do PC Para conexão Modbus ponto a ponto b Cabo de 1 x 3 m com 2 conectores RJ45 b 1 conversor RS 232/RS 485 com um conector fêmea SUB-D de 9 vias e 1 conector RJ45 b 1 conversor para inversor ATV 11, com um conector macho de 4 vias e um conector RJ45 b 1 adaptador RJ45/SUB-D 9 vias, macho, para conectar inversores ATV 38/58/58F b 1 adaptador RJ45/SUB-D 9 vias fêmea para conectar inversores ATV 68. VW3 A8 106 0,350 Interface RS 232-RS 485 Para conexão Modbus multiponto 1 conversor multiponto Modbus para conexão a terminais com parafusos. Necessita de uma fonte de alimentação de 24 V c (20...30 V), 20 mA. XGS Z24 0,105 Adaptador Modbus- Bluetooth® (3) b 1 adaptador Bluetooth® (alcance de 10 m, classe 2) com um conector RJ45 b Cabo 1 x 0,1 m 2 conectores RJ45 para PowerSuite b Cabo 1 x 0,1 m com 1 conector RJ45 e 1 conector mini DIN para TwidoSoft b 1 adaptador RJ45/SUB-D 9 vias, macho, para conectar inversores ATV 38/58/58F. VW3 A8 114 0,155 Adaptador USB-Bluetooth® para PC Este adaptador é necessário para PCs não equipados com tecnologia Bluetooth®. Ele é conectado a uma porta USB do PC. Alcance de 10 m (classe 2). VW3 A8 115 0,290 (1) Atualiza de uma versão u V1.40 para a última versão disponível. Para versões < V1.40, solicitar o CD-ROM PowerSuite, VW3 A8 104. (2) Pode também ser utilizado para comunicação entre um Twido PLC e o software TwidoSoft. VW3 A8 104 VW3 A8 114
  40. 40. 39 Apresentações Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Os servo motores BSH oferecem uma excelente resposta às necessidades dinâmicas e de precisão. Com cinco tamanhos de flanges e uma variedade de comprimentos eles apresentam soluções adaptadas à maioria das aplicações, cobrindo uma faixa de torque entre 0,5 e 36 Nm e para velocidades de 1250 a 8000 min-1. A nova tecnologia de seus enrolamentos, baseada em pólos salientes, resulta em uma grande compacidade em comparação aos desenhos convencionais. Os servo motores BSH são apresentados com 5 tamanhos de flange: 55, 70, 100, 140 e 205 mm. Um sensor de temperatura integrado aos motores proporciona proteção térmica. Eles são certificados “Recognized” pelo Underwriters Laboratories e estão em conformidade com a norma UL1004 e com as diretivas européias (marcação e ). Os servo motores BSH estão disponíveis com as seguintes variantes: b Grau de proteção IP40 ou IP65. b Com ou sem freio estacionário. b Conectores retos ou em ângulo. b Encoder SinCos monovolta ou multivolta. b Eixo liso ou com chaveta. Os servo motores BSH apresentam perfis torque/velocidade similares ao exemplo ao lado, com: 1 Torque de pico, dependendo do modelo do servo acionamento. 2 Torque contínuo, dependendo do modelo do servo acionamento. onde: 6000 (em rpm) corresponde à máxima velocidade mecânica do motor. Mmax (em Nm) representa o valor de pico do torque de parada. Mn (em Nm) representa o valor contínuo do torque de parada. As curvas torque/velocidade podem ser usadas para determinar o melhor tamanho do motor. Por exemplo, para uma fonte de alimentação de 400 V, trifásica, os gráficos usados são os gráficos 1 e 2. 1 Localizar a zona de trabalho da aplicação em termos de velocidade. 2 Verificar, usando diagrama do ciclo do motor, que os torques requeridos pela aplicação durante as diferentes fases cíclicas estejam localizados dentro da área limitada pelo gráfico 1 na zona de trabalho. 3 Calcular velocidade média navg e o torque térmico equivalente Meq (ver página 74). 4 O ponto definido por navg e Meq deve estar dentro da área limitada pelo gráfico 2 na zona de trabalho. Dimensionamento dos servo motores BSH: ver página 75. Apresentação 0 0.4 0.8 1.2 1.6 2.0 2000 4000 Torque em Nm Mmax Mn 1 2 60001000 3000 50000 15 10 5 Torque em ln-lbs Meq navg Velocidade em rpm Área de trabalho Características torque/velocidade Princípio para determinar o tamanho do motor de acordo com a aplicação
  41. 41. 40 Funções Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Os motores BSH foram desenvolvidos para atender as seguintes exigências: b Características funcionais, robustez, segurança, em conformidade com a IEC 60034-1. b Temperatura ambiente de operação: - 20...+ 40 ˚C em conformidade com DIN 50019R14. Máx. 55 ˚C com degradação a partir de 40 ˚C de 1 % por ˚C b Umidade relativa: Classe F em conformidade com DIN 400 b Altitude: 1000 m sem degradação, 2000 m com k = 0,86, 3000 m com k = 0,8. b Temperatura de armazenagem e transporte: - 25...+ 70 ˚C. b Classe de isolamento do enrolamento: F (temperatura limite para enrolamentos 155 ˚C) em conformidade com VDE 0530. b Conexões de alimentação e sensor, usando conectores retos ou conectores giratórios em ângulo. b Proteção térmica por sonda PTC interna, controlada pelo servo acionamento Lexium 05. b Excentricidade, concentricidade e perpendicularidade entre a flange e o eixo em conformidade com DIN 42955, classe N. b Flange em conformidade com a norma DIN 42948. b Posições de montagem permitidas: não há restrições de montagem para IMB5 - IMV1 e IMV3 em conformidade com a norma DIN 42950. b Pintura baseada em resina poliéster: preto opaco RAL 9005. b Grau de proteção v carcaça do motor: IP 65 em conformidade com a norma IEC/EN 60529 v ponta de eixo: IP 40 ou IP 65 em conformidade com a norma IEC/EN 60529 b Sensor integrado, encoder monovolta ou multivolta de alta resolução interface SinCos Hiperface®. b Ponta de eixo lisa ou com chaveta de dimensâo normalizada (em conformidade com a norma DIN 42948): O freio integrado nos servo motores BSH (dependendo do modelo) é um freio estacionário eletromagnético a prova de falhas. ddddNão use o freio estacionário como um freio dinâmico com o propósito de desaceleração. O servo motor é equipado com um encoder de alta resolução absoluta interface SinCos Hiperface® monovolta (128 pontos) ou multivolta (128 pontos x 4096 voltas), com uma precisão de posição angular do eixo menor que ± 1,3 minutos de arco. Ele executa as seguintes funções: b Dá a posição angular do rotor de forma a relizar a sincronização do fluxo. b Mede a velocidade do motor através do servo acionamento Lexium 05 associado. Esta informação é usada pelo controlador de velocidade do servo acionamento Lexium 05. b Mede a informação de posição para o controlador de posição do servo acionamento Lexium 05. b Mede e transmite a informação de posição no formato incremental, para a posição de retorno do módulo do comando de movimento (saída "ESIM" do servo acionamento Lexium 05). (1) IP 40 quando o motor está na posição IMV3 (eixo voltado para cima). Funções Funções gerais Funções Freio estacionário (dependendo do modelo) Encoder integrado
  42. 42. 41 Descrição Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Os servo motores BSH com um estator trifásico e um rotor de 6 pólos a 10 pólos (de acordo com o modelo) com magnetos de Neodímio-Ferro-Boro (NdFeB) são compostos por: 1 Carcaça de seção quadrada, protegida por uma pintura de resina de poliéster preta opaca RAL 9005. 2 Flange axial com 4 pontos de fixação em conformidade com a norma DIN 42948. 3 Uma ponta de eixo em conformidade com a norma DIN 42948, lisa ou com chaveta (de acordo com o modelo). 4 Um conector, macho com rosca à prova de pó e umidade, para a conexão do cabo de alimentação. 5 Um conector, macho com rosca à prova de pó e umidade, para a conexão do encoder (1). 6 Uma placa com informações do fabricante localizada na parte traseira do motor. Conectores a serem comprados separadamente, para ligações aos servo acionamentos Lexium 05, ver a página 64. A Schneider Electric realiza as mais apropriadas associações entre os motores BSH e os servo acionamentos Lexium 05. Esta compatibilidade é garantida apenas quando os cabos e conectores fornecidos pela Schneider Electric forem usados (ver a página 64). (1) Outro modelo com conector rotativo em ângulo, com giro de 330˚, como abaixo: Descrição 2 3 4 5 1 6
  43. 43. 42 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Características dos servo motores BSH 0551T Tipo de motores BSH 0551T Associado com o servo acionamento Lexium 05 LXM 05ppppD10F1 LXM 05ppppD10M2 LXM 05ppppD10M3X Tensão de alimentação V 115 monofásico 230 monofásico 230 trifásico Freqüência de chaveamento kHz 8 Torque contínuo M0 Nm 0,5 de pico Mmax Nm 1,4 Ponto nominal Torque nominal Nm 0,46 0,43 0,42 Velocidade nominal min-1 3000 6000 6000 Corrente máxima A eff 6,2 Características do motor Velocidade mecânica máxima min-1 8000 Constantes (a 120 ˚C) Torque Nm/A eff 0,3 F.c.e.m. Vrms/kmin-1 18 Rotor Número de pólos 6 Inércia Sem freio Jm kgcm2 0,09 Com freio Jm kgcm2 0,1113 Estator (a 20 ˚C) Resistência (fase/fase) Ω 11 Indutância (fase/fase) mH 12 Constante de tempo elétrica ms 1,09 Freio estacionário (de acordo com o modelo) Ver página 69 Curvas de velocidade/torque Motores BSH 0551T b com o servo acionamento LXM 05ppppD10F1 115 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M2 230 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico 1 Torque de pico 2 Torque contínuo 0 0.4 0.8 1.2 1.6 2.0 Torque em Nm 15 10 5 Torque em ln-lbs 1 2 Tm Tn 2000 4000 60001000 3000 50000 Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 2 1 Torque em Nm Tm Tn 0 15 10 5 Torque em ln-lbs 0 0.4 0.8 1.2 1.6 2.0 Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 2 1 Torque em Nm Tm Tn 0 15 10 5 Torque em ln-lbs 0 0.4 0.8 1.2 1.6 2.0 Velocidade em min-1
  44. 44. 43 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Características dos servo motores BSH 0552M/0552P Tipo de motores BSH 0552M BSH 0552P Associados com o servo acionamento Lexium 05 LXM 05 ppppD10M2 LXM 05 ppppD10M3X LXM 05 ppppD10M2 LXM 05 ppppD10M3X LXM 05 ppppD14N4 Tensão de alimentação V 230 monofásico 230 trifásico 230 monofásico 230 trifásico 400/480 trifásico Freqüência de chaveamento kHz 4 8 Torque contínuo M0 Nm 0,9 de pico Mmax Nm 2,25 2,7 Ponto nominal Torque nominal Nm 0,85 0,75 0,70 Velocidade nominal min-1 1500 4000 6000 Corrente máxima A eff 2,4 4,9 Características do motor Velocidade mecânica máxima min-1 4000 8000 Constantes (a 120 ˚C) Torque Nm/A eff 1,1 0.6 F.c.e.m. Vrms/kmin-1 74 37 Rotor Número de pólos 6 Inércia Sem freio Jm kgcm2 0,14 Com freio Jm kgcm2 0,1613 Estator (a 20 ˚C) Resistência (fase/fase) Ω 62,0 15,5 Indutância (fase/fase) mH 76,8 19,2 Constante de tempo elétrica ms 1,24 Freio estacionário (de acordo com o modelo) Ver a página 69 Curvas de velocidade/torque Motores BSH 0552M b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M2 230 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico Motores BSH 0552P b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M2 230 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD14N4 400/480 V trifásico 1 Torque de pico 2 Torque contínuo 1.1 Torque de pico a 400 V, trifásico 2.1 Torque contínuo a 400 V, trifásico 1.2 Torque de pico a 480 V, trifásico 2.2 Torque contínuo a 480 V, trifásico 4000300020001000 1 2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 4000300020001000 1 2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 2.1/2.2 1.1/1.2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1
  45. 45. 44 Características (continuação) Lexium 05 controle de movimento0 BSH servo motores Características dos servo motores BSH 0552T Tipos de motores BSH 0552T Associados com o servo acionamento Lexium 05 LXM 05 ppppD10F1 LXM 05 ppppD10M2 LXM 05 ppppD10M3X LXM 05 ppppD17F1 Tensão de alimentação V 115 monofásico 230 monofásico 230 trifásico 115 monofásico Freqüência de chaveamento kHz 8 Torque contínuo M0 Nm 0,9 de pico Mmax Nm 1,77 2,7 Ponto nominal Torque nominal Nm 0,8 0,72 0,8 Velocidade nominal min-1 3000 6000 3000 Corrente máxima A eff 10,3 Características do motor Velocidade mecânica máxima min-1 8000 Constantes (a 120 ˚C) Torque Nm/A eff 0,3 F.c.e.m. Vrms/kmin-1 21 Rotor Número de pólos 6 Inércia Sem freio Jm kgcm2 0,14 Com freio Jm kgcm2 0,1613 Estator (a 20 ˚C) Resistência (fase/fase) Ω 5 Indutância (fase/fase) mH 6,2 Constante de tempo elétrica ms 1,24 Freio estacionário (de acordo com o modelo) Ver a página 69 Curvas de velocidade/torque Motores BSH 0552T b com o servo acionamento LXM 05ppppD10F1 115 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M2 230 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico bbbb com o servo acionamento LXM 05ppppD17F1 115 V monofásico 1 Torque de pico 2 Torque contínuo 0 0.4 0.8 1.2 1.6 2.0 2000 4000 Torque em Nm Tm Tn 1 2 60001000 3000 50000 15 10 5 Torque em ln-lbs Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 2 1 Torque em Nm Tm Tn 0 15 10 5 Torque em ln-lbs 0 0.4 0.8 1.2 1.6 2.0 Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 2 1 Torque em Nm Tm Tn 0 15 10 5 Torque em ln-lbs 0 0.4 0.8 1.2 1.6 2.0 Velocidade em min-1 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1
  46. 46. 45 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Características dos servos motores BSH 0553M Tipos de motores BSH 0553M Associados com o servo acionamento Lexium 05 LXM 05 ppppD10M2 LXM 05 ppppD10M3X Tensão de alimentação V 230 monofásico 230 trifásico Freqüência de chaveamento kHz 4 Torque contínuo M0 Nm 1,3 de pico Mmax Nm 3,5 Ponto nominal Torque nominal Nm 1,2 Velocidade nominal min-1 1500 Corrente máxima A eff 3,6 Características do motor Velocidade mecânica máxima min-1 8000 Constantes (a 120 ˚C) Torque Nm/A eff 1,2 F.c.e.m. Vrms/kmin-1 78 Rotor Número de pólos 6 Inércia Sem freio Jm kgcm2 0,19 com freio Jm kgcm2 0,2113 Estator (a 20 ˚C) Resistência (fase/fase) Ω 32 Indutância (fase/fase) mH 48 Constante de tempo elétrica ms 1,5 Freio estacionário (de acordo com o modelo) Ver a página 69 Curvas velocidade/torque Motores BSH 0553M b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M2 230 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico 1 Torque de pico 2 Torque contínuo 4000300020001000 1 2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 4000300020001000 1 2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1
  47. 47. 46 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Características dos servo motores BSH 0553P/0553T Tipos de motores BSH 0553P BSH 0553T Associados com o servo acionamento Lexium 05 LXM 05 ppppD10M2 LXM 05 ppppD10M3X LXM 05 ppppD14N4 LXM 05 ppppD17F1 LXM 05 ppppD17M2 LXM 05 ppppD17M3X Tensão de alimentação V 230 monofásico 230 trifásico 400/480 trifásico 115 monofásico 230 monofásico 230 trifásico Freqüência de chaveamento kHz 8 Torque contínuo M0 Nm 1,3 de pico Mmax Nm 3,18 3,87 3,31 Ponto nominal Torque nominal Nm 1 0,9 1,1 0,9 Velocidade nominal min-1 4000 6000 3000 6000 Corrente máxima A eff 8,7 15,2 Características do motor Velocidade mecânica máxima min-1 8000 Constantes (a 120 ˚C) Torque Nm/A eff 0,6 0,3 F.c.e.m. Vrms/kmin-1 39 22 Rotor Número de pólos 6 Inércia Sem freio Jm kgcm2 0,19 Com freio Jm kgcm2 0,2113 Estator (a 20 ˚C) Resistência (fase/fase) Ω 8 2,6 Indutância (fase/fase) mH 12 3,9 Constante de tempo elétrica ms 1,5 Freio estacionário (de acordo com o modelo) Ver a página 69 Curvas de velocidade/torque Motores BSH 0553P b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M2 230 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD14N4 400/480 V trifásico Motores BSH 0553T bbbb com o servo acionamento LXM 05ppppD17F1 115 V monofásico bbbb com o servo acionamento LXM 05ppppD17M2 230 V monofásico bbbb com servo acionamento LXM 05ppppD17M3X bbbb 230 V trifásico 1 Torque de pico 2 Torque contínuo 1.1 Torque de pico a 400 V, trifásico 2.1 Torque contínuo a 400 V, trifásico 1.2 Torque de pico a 480 V, trifásico 2.2 Torque contínuo a 480 V, trifásico 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 1.1 2.1/2.2 1.2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 40 0 1 2 3 4 5 Velocidade em min-1 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 1 2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 6000 8000 Mn 1 2 Torque em Nm Tm 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1
  48. 48. 47 Características (continuação) Controle de movimento Lexium 050 Servo motores BSH Características dos servo motores BSH 0701M/0701P Tipo de motores BSH 0701M BSH 0701P Associados com o servo acionamento Lexium 05 LXM 05 ppppD10M3X LXM 05 ppppD10M2 LXM 05 ppppD10M3X Tensão de alimentaçâo V 230 trifásico 230 monofásico 230 trifásico Freqüência de chaveamento kHz 4 Torque contínuo M0 Nm 1,41 de pico Mmax Nm 2,66 Ponto nominal Torque nominal Nm 1,36 1,3 Velocidade nominal min-1 1500 3000 Corrente máxima A eff 2,3 4,7 Características do motor Velocidade mecãnica máxima min-1 6000 Constantes (a 120 ˚C) Torque Nm/A eff 1,60 0,80 F.c.e.m. Vrms/kmin-1 91 46 Rotor Número de pólos 6 Inércia Sem freio Jm kgcm2 0,25 Com freio Jm kgcm2 0,322 Estator (at20 ˚C) Resistência (fase/fase) Ω 41,6 10,4 Indutância (fase/fase) mH 173,2 38,8 Constante de tempo elétrica ms 4,16 3,73 Freio estacionário (de acordo com o modelo) Ver a página 69 Curvas de velocidade/torque Motores BSH 0701M Motores BSH 0701P b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M2 230 V monofásico b com o servo acionamento LXM 05ppppD10M3X 230 V trifásico 1 Torque de pico 2 Torque contínuo 4000300020001000 1 2 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1 2000 4000 1 2 60001000 3000 5000 Torque em Nm Tm Tn 0 30 20 10 Torque em ln-lbs 0 1 2 3 4 Velocidade em min-1

×