SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 241
Baixar para ler offline
1
Regência
DA CAPO
DA CAPO
DA CAPO
DA CAPO
Método Elementar
Método Elementar
Método Elementar
Método Elementar
Para o Ensino Coletivo ou Individual de
Para o Ensino Coletivo ou Individual de
Para o Ensino Coletivo ou Individual de
Para o Ensino Coletivo ou Individual de
Instrumentos de Banda
Instrumentos de Banda
Instrumentos de Banda
Instrumentos de Banda
Joel Barbosa
2
Barbosa, Joel Luís da Silva, 1964 –
B198 Da Capo - Método elementar para o ensino individual ou coletivo de
instrumentos de banda : regência / Joel Luís da Silva Barbosa. – Belém :
Fundação Carlos Gomes, 1998.
32 p. : il. ; xx cm.
ISBN xyz000
1. Método para banda. I. Título.
CDD 780.77
3
ÍNDICE
INTRODUÇÃO 4
QUADRO SEQÜENCIAL DO CONTEÚDO DO MÉTODO 7
LIÇÕES 10
EXERCÍCIOS DE DIVISÃO MUSICAL 208
EXERCÍCIOS AUDITIVOS 217
QUADRO DE DEDILHADOS 219
HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS 232
MÚSICAS POR ORDEM ALFABÉTICA 235
MÚSICAS POR ORDEM NUMÉRICA 236
4
INTRODUÇÃO
O MÉTODO
Este método é planejado para o ensino coletivo, em grupo, de instrumentos de banda, porém pode ser
utilizado no ensino individual. No ensino coletivo, pode ser usado com a banda completa ou parcial. O
ensino em grupo estimula uma participação bem ativa dos alunos, pois eles se sentem parte de um grupo
que em breve será uma banda. Ele também ajuda a desenvolver as habilidades musicais necessárias para
se tocar em conjunto desde o início do aprendizado. O Método inclui lições para o aprendizado de
instrumentos, ensino de teoria e desenvolvimento da percepção musical. O aluno terá contato com o
instrumento desde as primeiras aulas, não necessitando aprender primeiramente teoria musical. A cada
passo, ele aprende um novo ritmo, um novo elemento teórico (símbolo ou termo) e/ou uma nova nota no
instrumento. Em seguida, pratica-os cantando e tocando em canções em uníssono, dueto, cânone e arranjo
para banda. O método está dividido em três seções (páginas 1-9, 10-19 e 20-27 do Livro do Aluno). Ao
final de cada parte deve-se realizar uma apresentação pública, incluindo pequenos grupos de câmera
(duos, trios, quartetos, etc.) e a banda completa.
INICIANDO O TRABALHO
• Havendo apenas um professor, sem ajuda de um monitor, defina uma classe com no máximo 30
alunos.
• Após definida a classe, faça uma reunião com os pais. Mostre a importância deles no sucesso do filho,
incentivando-o a praticar diariamente e se interessando pelo seu desenvolvimento. Mantenha os pais
sempre informado sobre o andamento das aulas, através de cartas e reuniões.
• No primeiro encontro do grupo estudantil deve estar todos os alunos. Nesta ocasião, mostre os
objetivos, os planos de aulas e as perspectivas (formação da banda, viagens, encontros recreativos,
etc.). Apresente vídeos de banda. Crie uma equipe social para organizar encontros esportivos,
culturais e sociais. Se possível, termine com uma pequena recepção.
• Mantenha um mínimo de três aulas semanais de uma hora cada.
• No início do aprendizado, é importante dar uma boa atenção individual a cada aluno. Sendo assim,
dividida a classe em grupos (naipes ): flautas, palheta simples, palhetas duplas, metais agudo, metais
grave e percussão. Nessa fase, ensine técnicas de respiração, posição de braços e mão, postura e
embocadura, e trabalhe até a terceira página do Livro do Aluno.
• Na fase seguinte, junte os grupos em apenas uma classe e comece o trabalho coletivo, tocando desde a
página um (1) do Livro do Aluno. Porém, continue a observar a respiração, postura, posição de braços
e mãos, e embocadura.
DICAS GERAIS
• Mescle as aulas entre partes instrumentais e teóricas.
• Sempre toque as páginas já aprendidas nas aulas.
• Toque, algumas vezes, os exercícios das primeiras páginas seqüencialmente, sem interromper a cada
um deles.
• Use as primeiras páginas para aquecimento instrumental, porém, após a lição 58, utilize a escala de si
bemol maior e as demais que irão aparecer.
• Pratique as canções com cada aluno tocando ou cantando individualmente, um após o outro sem
interrupção, e mantendo o acompanhamento de percussão de maneira contínua.
• Toque nas aulas para exemplificar.
• Apresente gravações e vídeos para os alunos.
• Realize provas teóricas e instrumentais.
• Acompanhe o crescimento de cada aluno, avaliando-o individualmente e colocando notas no livro
dele para cada exercício.
• Se possível, tenha um quadro na parede onde cada aluno pode saber em que lição seu companheiro
está na avaliação individual.
5
• Mostre a forma musical de algumas canções e comente a riqueza da construção de certas linhas
melódicas.
• Organize os alunos em grupos de câmera.
• Explique ao aluno a importância da prática diária com qualidade (concentração e planejamento).
DICAS PARA AS ATIVIDADES DE ENSINO
O Método contém diversas atividades de ensino. Elas podem ser praticadas de diferentes maneiras. Por
exemplo:
• Tocar e Cantar – Toda canção com letra deve ser cantada e tocada. Varie a ordem dessas duas
atividades a cada canção nova a ser aprendida. Havendo dificuldade em entoar alguma canção, divida
a classe em dois grupos, enquanto um toca o outro canta, e vice-versa. Se possível, use um
instrumento harmônico (violão, piano, teclado, etc.) para acompanhar essas atividades. Procure cantar
em tonalidades apropriadas para a classe.
• Dueto e Cânone – Pratique cada voz individualmente. Depois, toque-os com as mais variadas
combinações instrumentais (utilizando o mínimo de dois instrumentos à banda completa)
• Dueto com Palmas – Pratique (1) cada voz separadamente, (2) um grupo (ou um aluno) cantando e
outro batendo o ritmo, (3) cada aluno cantando a melodia e batendo o ritmo das palmas
simultaneamente. Quando tocando, divida a classe em dois grupos, enquanto um toca o outro bate
palmas.
• Decorar – É muito importante decorar melodias desde o princípio do aprendizado do instrumento.
Decorar desenvolve a memória musical e ajuda a tocar as passagens de dificuldade técnica com maior
facilidade.
• Exercício Teórico – São importantes para verificar o aprendizado, por isso corrija os resultados de
cada aluno. Tenha certeza que os alunos estão fazendo-os individualmente. Crie mais exercícios
semelhantes.
• Exercício Técnico Instrumental (34, 101 e108) – Ouça cada aluno individualmente.
• Exercício Rítmico – Pratique-os de várias maneiras; por exemplo: (1) contando os tempos do
compasso e batendo o ritmo da canção, e vice versa, e (2) batendo o tempo com os pés e o ritmo com
as mãos.
• Completar a Melodia – Esse tipo de exercício é muito importante para o desenvolvimento auditivo do
aluno. Tenha certeza que cada aluno fez individualmente. Verifique um por um antes de corrigir em
grupo.
• Ditado (85 e 86) – Crie mais ditados rítmicos e melódicos.
• Improvisando – Dê oportunidades para todos improvisarem individualmente.
• Exercício de Divisão Musical (119-126) – Sua prática ajuda a formar a imagem mental da localização
dos tempos no compasso e o valor de cada nota dentro desses tempos. Também serve para iniciar o
aluno que for prestar o exame da OMB.
• Exercício Auditivo (127-134) – São de grande importância para o desenvolvimento musical do aluno.
• Concerto - Após cada seção do Método, páginas 9, 19 e 27 do Livro do Aluno, organize concertos
públicos. Incluir apresentações individuais (com acompanhamento de piano, teclado, violão, acordeão
ou gravação), em grupo e a banda completa. Distribuir convites para os pais, parentes e amigos dos
alunos.
DICAS PARA A BOA FORMAÇÃO DA BANDA
• Durante as aulas, não trabalhe só o coletivo (a banda completa), mas ouça os naipes separadamente e
alguns alunos individualmente.
• Tenha horários para atender individualmente os alunos.
• Cuide da qualidade sonora do grupo, dos naipes e de cada indivíduo
• Descreva a sonoridade que quer da banda. Apresente aos alunos gravações e apresentações públicas
por profissionais para eles terem bons modelos sonoros.
• Trabalhe o equilíbrio dinâmico do grupo desde o princípio.
6
A PARTITURA
• Em algumas lições aparecem notas menores que as outras, por exemplo: lição 56 e 57 para clarineta.
Elas estão escritas acima das notas de tamanho normal. Elas indicam as notas originais da melodia,
mas que ainda não foram aprendidas pelo aluno. Esta é uma versão facilitada da melodia para alguns
instrumentos.
• As notas entre parênteses no Livro do Regente, que aparecem nos exercícios de Completar a Melodia
e Ditado, não se encontram no Livro do Aluno, obviamente. Estes trechos estão em branco no Livro
do Aluno, para serem completados por ele.
INSTRUMENTAÇÃO
Flauta Fagote Bombardino em clave de sol
Oboé Trompete em si bemol Bombardino em clave de fá
Clarineta em si bemol Saxhorn em mi bemol Tuba em mi bemol
Saxofone alto em mi bemol Trompa em fá Tuba em si bemol
Saxofone tenor em si bemol Trombone Percussão
7
QUADRO SEQÜENCIAL DO CONTEÚDO DO MÉTODO
Baseado nas páginas do Livro do Aluno
PÁGINA 1 2 3 4 5 6 7 8 9
EXERCÍCIOS 1-5 6-10 11-15 16-20 21-24 25-29 30-34 35-37 38-39
Percussão Batidas
alternadas
Batidas
duplas
Paradidle
simples
Triângulo
RITMOS

SÍMBOLOS
E
TERMOS
Compasso
Fórmula de
compasso
Barra de
compasso
Barra
final
Sinal de
Respiração


Pauta ou
pentagra-
ma
Claves
de sol e fá
Ligadura
Andamento:
Allegro
Anacruse no
quarto tempo
Sinal de
repetição
Anacruse no
terceiro
tempo
Marcial
Sinal de
repetição
Moderato
Ponto de
aumento
Ligadura de
prolongação
Acidentes
sob ligadura
Armadura de
Mi bemol
maior
ATIVIDADES
ESPECIAIS
Dueto
Banda
completa
Banda
completa
Dueto
Exercício
teórico
Dueto
Decorar
Banda
completa
Dueto com
palmas
Exercício
teórico
Decorar
Banda
completa
Exercício
instrumental
Decorar Banda
completa
Concerto
8
PÁGINA 10 11 12 13 14 15 16 17 18
EXERCÍCIOS 40-44 45-50 51-55 56-58 59-62 63-66 67-69 70-74 75-79
Perc. Flams Prato
suspenso
Batida na
borda:
Ritmo:
Blodo de
madeira
Ritmos:
e
Rufo de 5
batidas
RITMOS
SÍMBOLOS
E TERMOS
Cânone
Armadura
de clave
de si
bemol
maior
Armadura de
clave de fá
maior
Bequado
Bemol
Andante
Dinâmicas
Divisi
Fermata
Primeira e
segunda casa
Escala de si
bemol maior
Sinais de
dinâmica
Mezzo forte
Escala de fá
maior
Acento
Vivo
Nota para
cantar
Escala de mi
bemol maior
ATIVIDADES
ESPECIAIS
Cânone Completar a
melodia
2 cânones
Exercício
teórico
Dueto
Divisi
Decorar
Exercício
teórico
Dueto
Divisi
Banda
Completa
Cânone
Dueto
Trio com
palmas
2 cânones
Decorar
Divisi
Dueto
Exercício
teórico
Exercício
Teórico
Completar a
melodia
2 duetos
Decorar
Exercício
teórico
Divisi
9
PÁGINA 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28
EXERCÍCIOS 80-81 82-86 87-90 91-95 96-100 101-105 106-111 112-117 118 119-126
Perc. Rufo de 9
batidas
Rufo de
prato
suspenso
Baqueta
na borda
Rufo de
triângulo
Caixa sem
esteira
RITMOS
SÍMBOLOS E
TERMOS
Staccato D.C. al
Fine
D.S. al
Fine
ATIVIDADES
EXPECIAIS
Concerto 2 Cânones
Ditados
melódico e
rítmico
Cânone
Dueto
Decorar
Improvisar
Dueto
Exercício
teórico
Decorar
Dueto com
palmas
Exercício
instrume-
ntal
Dueto
Completar
a
melodia
Cânone
Decorar
Improvi-
sar
Concerto Exercícios
de
Divisão
Musical
10
PÁGINA 1 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 1 -5
TEORIA
A Duas notas novas B Compasso C Fórmula de compasso
= 4 tempos por compassos
D Semibreve E Mínima F Pausa de semibreve
= 4 tempos
= 2 tempos
= 4 tempos de silêncio
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Fá Dó Sol Lá Sol Sol Lá
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Sol Fá Fá Sol Fá Dó Fá
1
11
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Mi bemol Si bemol Fá Sol Fá Fá Sol
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Fá Mi bemol Mi bemol Fá Mi bemol Si bemol Mi bemol
3
PERCUSSÃO
A Clave de percussão A1 Semínimas
12
1. EXERCÍCIO
13
2. EXERCÍCIO
14
3. EXERCÍCIO
15
4. EXERCÍCIO
O bemol () aplicado à uma nota indica que todas as outras notas de mesma altura também são bemóis.
16
17
5. EXERCÍCIO
18
PÁGINA 2 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 6 - 10
TEORIA
A Pausa de mínima B Barra final C Barra de compasso
= 2 tempos de silêncio
D Semínima E Fórmula de compasso F (Somente para percussão)
= 1 tempo
= 4 tempos por compasso
= = 1 tempo
PERCUSSÃO
F Batidas Alternadas
19
6. EXERCÍCIO
20
7. PRIMEIRO DUETO
21
8. EXERCÍCIO
22
9. EXERCÍCIO
23
10.BANDA COMPLETA
24
PÁGINA 3 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 11 - 15
TEORIA
A Nota nova B Sinal de respiração C Pauta ou pentagrama
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Ré Ré Mi Si Mi Mi Si
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Lá Ré Ré Mi Ré Ré Ré
4
PERCUSSÃO
A Batidas duplas
25
11.DLIM-DLIM-DLÃO
26
12.BANDA COMPLETA
27
13.DLIM-DLIM-DLÃO
Dueto
28
14.EXERCÍCIO
29
15.EXERCÍCIO
Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
30
PÁGINA 4 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 16 - 20
TEORIA
A Nota nova B Pausa de Semínima C Fórmula de compasso
= 1 tempo de silêncio
= 3 tempos por compasso
= = 1 tempo
D Clave de sol E Clave de fá
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Dó Mi bemol Ré Dó Ré Ré Dó
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Si bemol Dó Dó Ré Dó Mi bemol Dó
6
PERCUSSÃO
A Paradidle simples
31
16.EXERCÍCIO
32
17.BAMBALALÃO
33
18.DUETO
34
19.QUE BELOS CASTELOS
Decorar a melodia
35
20.DLIM-DLIM-DLÃO
Banda completa
36
PÁGINA 5 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 21 - 24
TEORIA
A Nota nova B Ligadura C Fórmula de compasso
Conectar a
segunda nota com
o sopro, sem
articulá-la com
“tu”.
= 2 tempos por compasso
= = 1 tempo
D Andamento E Anacruse
determina a pulsação da música
Allegro = rápido
Note que as canções 21
e 23 começam no
quarto tempo do
compasso.
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Si bemol Fá Dó Ré Dó Dó Ré
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Dó Si bemol Si bemol Dó Si bemol Fá Si bemol
ou
1
PERCUSSÃO
A Triângulo
Tocar suspendendo-o em um pedaço de linha ou couro,
usando a sua baqueta específica e batendo no ângulo oposto
ao ângulo aberto.
37
21.MARGARIDA
38
22.A BARQUINHA
39
23.O PASTORZINHO
40
41
24.JINGLE BELLS
42
43
PÁGINA 6 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 25 - 29
TEORIA
A Nota nova B Sinal de repetição C Anacruse D Marcial
Note que as canções 25, 27 e 28
começam no terceiro tempo do
compasso.
Tocar em andamento de
marcha
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Sol Sol Lá Mi Lá Lá Mi
Trompa Fagote Trombone Bomb. Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Ré Sol Sol Lá Sol Sol Sol
4
44
25.DE MARRÉ
45
26.MARCHA SOLDADO
Dueto com palmas - Completar a melodia
46
27.A MANQUINHA
47
28.TRÊS GALINHAS
48
49
29.EXERCÍCIO
Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
50
PÁGINA 7 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 30 - 34
TEORIA
A Nota nova B Sinal de repetição C Moderato
Repetir o trecho que está
dentro das barras de
repetição.
Meio devagar
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Lá Lá Si Fá sustenido Si Si Fá sustenido
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Mi Lá Lá Si Lá Lá Lá
2
51
30.ESPANHA
52
31.A MUCAMA
Decorar a melodia
53
32.A BARQUINHA
Banda completa
54
33.O BALÃO DE JOÃO
55
56
34.EXERCÍCIO
Praticar primeiramente sem as ligaduras
57
58
PÁGINA 8 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 35 - 37
TEORIA
A Nota nova B Ponto de aumento C Ligadura de prolongação
O ponto eqüivale à metade do
valor da nota.
= 3 tempos
Liga notas de mesma altura.
= 3 tempos
D Ambos os sis são bemóis E Armadura de clave de fá maior
Indica que a nota si é bemol.
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Lá bemol Lá bemol Si bemol Fá Si bemol Si bemol Fá
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Mi bemol Lá bemol Lá bemol Si bemol Lá bemol Lá bemol Lá bemol
3
59
35.A VIUVINHA
60
61
36.AO PASSAR DA BARCA
Decorar a melodia
62
37.É LADRÃO
63
64
PÁGINA 9 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 38 - 39
TEORIA
Compassos de espera
8 compassos de pausa
38.MARCHA SOLDADO
Banda completa
65
66
67
68
69
39.BOI DA CARA PRETA
Banda completa
70
71
72
73
PÁGINA 10 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 40 - 44
TEORIA
A Armadura de clave de dó maior B Cânone
Indica que nenhuma nota tem
alteração.
Gênero musical à duas ou mais vozes. No caso abaixo à
duas. A segunda voz deve começar a tocar quando a
primeira estiver no 2.
C Colcheia
74
40.DLIM-DLIM-DLÃO
75
41.O PASTORZINHO
76
77
42.SAPATINHO BRANCO
78
43.ZABELINHA
Cânone
79
44.EU CHOLE, CHOLE, LÁ
80
81
PÁGINA 11 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 45 - 50
TEORIA
A Fá sustenido B Armadura de clave de sol maior C Bequadro D Andante
Indica que a nota fá é
sustenido.
Anula o
acidente da
nota.
Devagar
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Mi Mi Fá sustenido Dó sustenido Fá sustenido Fá
sustenido
Dó sustenido
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Si Mi Mi Fá sustenido Mi Mi Mi
2
PERCUSSÃO
A Flams
82
45.EXERCÍCIO
83
46.POMBINHA ROLINHA
84
85
47.A CANOA
Cânone - Completar a melodia
86
48.CARAMBOLA
87
49.RÓ, RÓ, RÓ
Cânone
88
50.EXERCÍCIO
Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
89
PÁGINA 12 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 51 - 55
TEORIA
A Notas novas B Dinâmicas C Divisi D Fermata
piano


Prolongar a
nota.
forte
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Lá Lá Fá sustenido Si Si
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Lá Lá Si Lá Lá
2
PERCUSSÃO
A Prato suspenso A1 Flams tap
Pendurá-lo em seu suporte e tocá-lo com
uma baqueta.
90
51.DORME, NENÊ
Dueto
91
52.BOI BARROSO
92
93
53.ONDE ESTÁ A MARGARIDA?
Decorar a melodia
94
54.COELINHO
95
55.EXERCÍCIO
Completar conforme o exemplo dado
PÁGINA 13 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 56 - 58
TEORIA
A Nota nova B Pausa de colcheia C Primeira e segunda casa
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Si bemol Si bemol Sol Dó Dó
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Si bemol Si bemol Dó Si bemol Si bemol
ou
1
PERCUSSÃO
A Batida na borda A1 Semicolcheia
96
56.A BARATA
Dueto
97
98
57.MARREQUINHA DA LAGOA
99
100
58.ESCALA DE SI BEMOL MAIOR
101
102
PÁGINA 14 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 59 - 62
TEORIA
A Nota nova B Sinais de dinâmica
aumentar a intensidade
diminuir a intensidade
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Sol Sol Lá Mi Lá Mi
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Ré Sol
103
59.CANTIGA DE CEGO
104
105
60.CAPELINHA DE MELÃO
Banda completa
106
107
61.CONSTANÇA
Cânone (A) e dueto (A e B)
108
109
62.EXERCÍCIO RÍTMICO
Cantar o ritmo batendo a pulsação, em cânone ou seqüencialmente.
110
PÁGINA 15 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 63 - 66
TEORIA
A Nota nova B Mezzo Forte C Semínima pontuada

Mezzo forte é uma dinâmica entre piano e forte e
quer dizer meio forte

NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Fá Fá Sol Ré Sol Ré
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Dó Fá
PERCUSSÃO
A Bloco de madeira A1 Semicolcheia (continuação)
Colocá-lo sobre sua estante e bater com
uma baqueta de borracha.
111
63.FREI JOÃO
Cânone à 4 vozes
112
113
64.QUANDO EU ERA PEQUENINO
114
115
116
117
65.AINDA NÃO COMPREI
Cânone - Decorar a melodia
118
66.ESCALA DE FÁ MAIOR
119
120
PÁGINA 16 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 67 - 69
TEORIA
A Acento B Vivo C = cantar
( menos percussão)
>
Tocar a nota acentuada com mais
ênfase, ou seja, com um ataque mais
forte.
Bem rápido
121
67.ATIREI O PAU NO GATO
122
68.ENTREI NA RODA
Dueto
123
124
69.EXERCÍCIO
Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
125
126
PÁGINA 17 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 70 - 74
TEORIA
A Nota nova B Pausa de colcheia
(continuação)
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Lá bemol Lá bemol Si bemol Fá Si bemol Si bemol Fá
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Mi bemol Lá bemol Lá bemol Si bemol Lá bemol Lá bemol Lá bemol
3
PERCUSSÃO
A Rufo de cinco notas
127
70.EXERCÍCIO
128
71.MANDO TIRO
129
72.EU ERA ASSIM
130
73.CACHORRINHO
131
132
74.CAI, CAI BALÃO
Completar a melodia
133
PÁGINA 18 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 75 - 79
TEORIA
A Nota nova B Sinal de repetição
Repetir o compasso anterior
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Mi bemol Mi bemol Fá Dó Fá Dó
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Si bemol Mi bemol
134
75.BICHO PAPÃO
Dueto
135
76.ANDE A RODA
136
137
138
77.NA CORDA DA VIOLA
Dueto – Decorar a melodia
139
78.ESCALA DE MI BEMOL MAIOR
Decorar a escala
140
79.EXERCÍCIO
Colocar a fórmula de compasso apropriada e bater o ritmo
141
PÁGINA 19 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 80 - 81
80.MARCHA GALANTE
Joel Barbosa
142
143
144
145
146
147
148
81.MARCHA
Banda completa
Joel Barbosa
149
150
151
152
153
154
PÁGINA 20 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 82 – 86
82.CRAVO BRANCO NA JANELA
155
83.CÂNONE
C. Schulz (*1820, +?)
156
157
84.A TROMPA DE CAÇA
Cânone
158
159
85.DITADO RÍTMICO
Completar os compassos com os ritmos ditados pelo professor
160
86.DITADO MELÓDICO
Completar os compassos com a melodia ditada pelo professor
161
PÁGINA 21 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 87 - 90
A Nota nova
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Mi Mi Lá Si
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Lá Sol Sol Lá Sol Ré Sol
4
162
87.LAUDATE, PUERI, DOMINUM
Cânone
163
88.LÁ NO PÂNTANO
Dueto
164
89.MARACUJÁ
Decorar a melodia
165
166
90.IMPROVISANDO
Improvise com as notas entre parênteses
167
PÁGINA 22 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 91 - 95
TEORIA
A Notas novas B Stacatto
Tocar a nota mais curta do que a sua duração
normal.
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Do Ré Dó Mi Ré Dó Lá Si Ré Dó Ré
Dó:
Ré:
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Dó Dó Ré Dó Dó
3
PERCUSSÃO
A Rufo de 9 (nove) batidas A1 Rufo de prato suspenso
168
91.EXERCÍCIO
169
92.O TRENZINHO
170
93.SERRA, SERRA DO VOVÔ
171
94.DOIS POR DEZ ou PÃO QUENTINHO
Dueto
172
95.O CORCUNDA
Colocar as barras de compasso, dar nome às notas e tocar
173
174
PÁGINA 23 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 96 - 100
A NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Sol Fá
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
175
96.EXERCÍCIO
176
97.PAPAGAIO LOIRO
177
98.LAGOA DO CAPIM
178
99.HISTÓRIA DA CABOCLINHA
Decorar a melodia
179
100. EU FUI AO JARDIM CELESTE
Dueto com palmas
180
PÁGINA 24 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 101 - 105
TEORIA
D.C. al Fine (Da Capo al Fine)
Voltar ao começo e terminar no Fine
PERCUSSÃO
B Baqueta na borda C Rufo de triângulo
181
101. EXERCÍCIO
Praticar com diferentes dinâmicas
182
102. TEREZINHA
183
103. ENGENHO NOVO
184
185
104. CIRANDA, CIRANDINHA
Dueto
186
105. MATA, TIRA
187
PÁGINA 25 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 106 - 111
TEORIA
A D.S. al Fine (Dal Segno al Fine) B Fórmula de Compasso C Descanso
Volte ao símbolo ( ) e termine no
Fine
Para todos instrumentos,
menos percussão
NOTAS NOVAS
Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis
Si Mi
Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
Ré Ré Mi Ré Ré
1
PERCUSSÃO
C Caixa sem esteira
188
106. EXERCÍCIO
189
107. PARABÉNS À VOCÊ
Completar a melodia
190
108. EXERCÍCIO
191
109. TENGO TENGO
192
110. A ÁRVORE NA MONTANHA
193
194
111. SENHORA DONA SANCHA
195
PÁGINA 26 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 112 - 117
TEORIA
Colcheia e semínima pontuada
196
112. MELÃO, MELÃO
197
113. ESCRAVOS DE JÓ
198
199
114. CARNEIRINHO, CARNEIRÃO
Cânone, Decorar a melodia
200
201
115. CHAPEUZINHO VERMELHO
202
116. EXERCÍCIO
203
117. IMPROVISANDO
Improvise com as notas entre parênteses
204
PÁGINA 27 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercício 118
118. ALLEGRO E ANDANTE
Joel Barbosa
205
206
207
208
209
210
211
PÁGINA 28 DO LIVRO DO ESTUDANTE
Exercícios 119 – 126
EXERCÍCIOS DE DIVISÃO MUSICAL
A Compasso quaternário B Compasso ternário C Compasso binário
4
4
3
4
2
4
212
119. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 05 do método
213
120. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 06 do método
214
121. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 08 do método
215
122. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 10 do método
216
123. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 15 do método
217
124. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 18 do método
218
125. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 22 do método
219
126. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL
Para ser praticado após a página 25 do método
220
EXERCICIOS AUDITIVOS
• O professor toca dois compassos e os alunos repetem, de ouvido, nos seus instrumentos,
• Informar a nota com que o exercício se inicia, já transposta para cada instrumento,
• Estes exercícios estão escritos para instrumentos em si bemol
• Usar os alunos de percussão para acompanhá-los
• Crie outros exercícios, rítmicos e melódicos
Exemplo:
EXERCÍCIO 1
para ser praticado após a página 5 do livro do aluno
EXERCÍCIO 2
para ser praticado após a página 8 do livro do aluno
EXERCÍCIO 3
para ser praticado após a página 8 do livro do aluno
EXERCÍCIO 4
para ser praticado após a página 15 do livro do aluno
EXERCÍCIO 5
para ser praticado após a página 18 do livro do aluno
221
EXERCÍCIO 6
para ser praticado após a página 18 do livro do aluno
EXERCÍCIO 7
para ser praticado após a página 22 do livro do aluno
EXERCÍCIO 8
para ser praticado após a página 25 do livro do aluno
222
FLAUTA - QUADRO DE DEDILHADOS
223
OBOÉ - QUADRO DE DEDILHADOS
224
CLARINETA - QUADRO DE DEDILHADOS
Atrás{
225
SAXOFONE ALTO e TENOR - QUADRO DE DEDILHADOS
226
FAGOTE - QUADRO DE DEDILHADOS
ou
ou
227
TROMPETE - QUADRO DE DEDILHADOS
228
SAXHORN - QUADRO DE DEDILHADOS
229
TROMPA - QUADRO DE DEDILHADOS
127.
128.
129.
* Posições para a trompa em Fa (superior) e si bemol (inferior)
230
TROMBONE - QUADRO DE DEDILHADOS
4 3 2 1 7 6 5
4 3 2 1 ou (6) 5 4 3
2 1 4 3 2 1 3
231
BOMBARDINO (EM CLAVE DE SOL) - QUADRO DE DEDILHADOS
232
BOMBARDINO - (EM CLAVE DE FÁ) - QUADRO DE DEDILHADOS
233
TUBA EM MI BEMOL - QUADRO DE DEDILHADOS
234
TUBA EM SI BEMOL - QUADRO DE DEDILHADOS
235
HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS
FLAUTA
A flauta faz parte da família dos instrumentos de madeira, mesmo, ao longo dos anos, tendo sido feita de
madeira ou metal. Sabemos que já existiam flautas nas civilizações antigas. As flautas antigas eram
tocadas apontando para frente, tais como a flauta doce. A flauta tocada de lado foi chamada de flauta
transversal até o meio do século XIX, depois passou a ser chamada apenas de flauta na língua inglesa. Em
português, é conhecida pelas duas terminologias, flauta e flauta transversal. A flauta moderna foi
projetada na primeira metade do século XIX por Theobald Boehm. Em relação as flautas antigas, a
moderna possui maior volume sonoro, mais chaves (possibilitando tocar uma escala cromática completa)
e melhor afinação. Sua família inclui a flauta comum (em dó), o flautim, a flauta contralto e a baixo.
Atualmente, ela faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra
sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica).
OBOÉ
O oboé faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de
uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). Sua origem está relacionada ao shawm do século XIII,
instrumentos de palheta dupla que foram muito usado na música da Idade Média (500-1430). A palavra
oboé é, na verdade, oriunda da palavra francesa hautbois, a qual designa um instrumento agudo de
madeira da família do shawm. Sua invenção se deu em 1660 e é creditada ao francês Jean Hoteterre. Hoje,
a maioria dos oboés é construída segundo o sistema de chaves inventado por Theobald Boehm para flauta
na primeira metade do século XIX, prática que se iniciou no século passado. Sua família inclui o oboé, o
oboé d’Amore em lá e o corne inglês em fá.
CLARINETA
A clarineta, ou clarinete, faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através
da vibração de uma palheta simples. Foi inventada por Johann Denner por volta de 1700, quando
transformou um chalumeau de palhetas duplas em um instrumento de palheta simples. A palavra clarineta
vem do italiano clarino, um antigo tipo de trompete agudo. Em 1839, dois fabricantes de clarineta, Klosé
e Buffet, criaram uma clarineta segundo o mecanismo de chaves inventado para flauta por Theobald
Boehm na primeira metade do século XIX. A família da clarineta inclui as clarinetas soprano (em si
bemol, que é a mais comum, lá e dó), a requinta em mi bemol (a mais aguda), a clarineta alto em mi
bemol, o clarone (ou clarineta baixo) em si bemol, a clarineta contralto em mi bemol e a clarineta
contrabaixo em si bemol. Ela é um instrumento muito versátil, fazendo parte dos mais variados grupos
instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música
folclórica).
FAGOTE
O fagote pertence à família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de
uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). O ancestral mais velho do fagote, segundo alguns
estudiosos, é chamado dulcian, instrumento de palheta dupla e feito de uma peça só que tocava a linha do
baixo nas músicas do século XVI. O primeiro fagote feito em mais de uma peça apareceu na França no
século XVII. Carl Almenräder (1786-1843) é considerado como o maior colaborador do desenvolvimento
do fagote moderno. Ele melhorou a sonoridade e capacidade das notas do instrumento. Em 1831, ele e A.
J. Heckel fundaram uma fábrica que produziu o fagote moderno, sistema alemão. A sua família inclui o
fagote (convencional) e o contra-fagote, porém no passado ela possuía mais três instrumentos.
SAXOFONE
O saxofone faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração
de uma palheta simples. Foi inventado pelo belga Adolphe Sax na década de 1840 e divulgado mais
intensamente na França, durante este período. Sua família inclui o saxofone soprano em mi bemol, o
236
saxofone alto em mi bemol, o saxofone tenor em si bemol, o saxofone barítono em mi bemol e o saxofone
baixo em si bemol. O dedilhado destes instrumentos são semelhantes, facilitando sua execução. Ele foi
bem explorado no jazz e utilizado por vários compositores famosos no repertório orquestral.
TROMPETE
O trompete faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos
lábios no bocal do instrumento. É o instrumento mais agudo dessa família. Sua origem pode ser traçada
ao antigo Egito, África e Grécia. Antigamente, era construído de madeira, bronze ou prata e não possuía
válvulas (conhecido como “trompete natural”). Na Idade Média (500-1430), ele era tocado apenas nas
notas graves. Durante a Renascença (1430-1600), ele foi usado em várias funções cerimoniais. Os
trompetistas passaram a dominar o registro agudo do instrumento aos poucos, especialmente no período
Barroco (1600-1750). Foi em 1814 que Heinrich Stölzel apresentou o primeiro trompete com válvula. As
válvulas permitiram o instrumento tocar escala cromática. Sua família inclui, entre outros, os trompetes
pícolos em mi bemol e ré, o trompete em dó, o cornet e o flugelhorn; os tubos dos dois últimos são mais
largo e cônico, consequentemente, possuem uma sonoridade mais escura. Atualmente, ele faz parte dos
mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de
choro, jazz e música folclórica).
SAXHORN EM MI BEMOL
O saxhorn em mi bemol também é chamado de saxgênis ou saxhorn alto em diferentes partes do Brasil.
Ele faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios
no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de bronze e
metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e cerimoniais. Seu ancestral direto é o
bombardino, também chamado de barítono e conhecido como tuba tenor em alguns lugares, que apareceu
primeiramente na Alemanha na década de 1830. Ele foi inventado por Adolphe Sax, o inventor do
saxofone, que construiu uma família de saxhornes entre 1843-45, o saxhorn alto, o tenor e o barítono.
TROMPA
A trompa faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos
lábios no bocal do instrumento. A trompa moderna provém da trompa de caça do século XVI. Esta não
possuía válvulas. Ela era conhecida como trompa lisa e produzia diferentes grupos de notas usando várias
partes (“voltas”) de afinação. Os trompistas tocavam com diversas voltas de afinação ao seu lado para
obter as notas corretas. Ela foi introduzida na França em 1660, porém foram os fabricantes alemães que
aperfeiçoaram a trompa atual. Em 1818, Stölzel e Bluhmel acrescentaram válvulas a trompa lisa e
eliminaram a necessidade de usar as diversas voltas de afinação. Já o rotor, que hoje se encontra na
maioria desses instrumentos, passaram a ser empregados em 1853. A trompa simples, em fá, contem três
válvulas e a dupla, fá/si bemol, quatro.
TROMBONE
O trombone faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos
lábios no bocal do instrumento. Há registro da existência de trombones já no século XV. Diferentemente
dos outros instrumentos, o formato dele permaneceu muito semelhante ao seu original. Eles eram
instrumentos comuns nas bandas da cidade e corte do século XVI. Há vários tipos de trombones
(contralto, tenor e baixo), sendo o tenor o mais comum. O trombone de válvula foi desenvolvido no início
do século XIX e em 1839 o trombone baixo foi inventado. A vara do trombone permite um efeito sonoro
que somente ele pode fazer. Atualmente ele faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música
erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro e jazz).
BOMBARDINO
A bombardino faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração
dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de
bronze e metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e cerimoniais. O bombardino,
237
também chamado de euphonium ou tuba tenor em alguns lugares, apareceu primeiramente na Alemanha
na década de 1830. Um outro instrumento similar ao bombardino é o barítono, que também foi inventado
na década de 1830. O bombardino é a última versão do saxhorn barítono criado pelo belga Adolphe Sax,
o inventor do saxofone. Seus tubos são mais largos e cônicos que os do barítono, o qual possui tubos mais
cilíndricos. Consequentemente, sua sonoridade é mais escura que a do barítono.
TUBA
A tuba é o instrumento mais grave da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da
vibração dos lábios no bocal do instrumento. Instrumentos usados durante ocasiões cerimoniais e
militares na antiga Roma eram chamados de tubas. Eles eram feitos de bronze e metal. Muitas tentativas
foram feitas, através dos séculos, para inventar um instrumento baixo da família dos metais. Entre elas se
encontra os instrumentos chamados oficleide e serpente. A tuba moderna, com três a cinco válvulas, foi
desenvolvida na década de 1820. A campana da tuba pode apontar para cima ou ser curva para frente. A
tuba sousafone, usada em banda de marcha, foi desenvolvida por John Philip Sousa em 1898. Existem
tubas em si bemol (mais usada), mi bemol (dois tipos), fá e dó, e há várias maneiras de se escrever para
elas. Ela toca uma das partes mais fundamentais da banda, o baixo. Neste método usaremos a escrita para
tuba com som real.
PERCUSSÃO
Percussão é uma família de instrumentos que produzem sons ao serem percutidos, friccionados,
chacoalhados, etc. Os instrumentos de percussão foram inventados pelas culturas pré-históricas. No
entanto, muita de sua história está relacionada com grupos militares. Bombos, por exemplo, foram usados
na invasão da África pelos Mouros, no ano 700 de nossa era. Esses instrumentos foram ancestrais da
caixa e do tímpano. A caixa foi desenvolvida pelos escoceses e suíços por volta de 1300. Bandas militares
turcas incluíam triângulos, pratos e diversos tamanhos de bombos no meio do século XV. Esses
instrumentos comunicavam sinais para um grande número de tropas de guerra. A família dos
instrumentos de percussão desempenha uma função muito importante nos grupos de música erudita e
popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de MPB, jazz e folclóricos, entre outros).
238
MÚSICAS POR ORDEM ALFABÉTICA
MÚSICA NÚMERO
A ÁRVORE NA MONTANHA 110
A BARATA 56
A BARQUINHA 22
A BARQUINHA 32
A CANOA 47
A MANQUINHA 27
A MUCAMA 31
A TROMPA DE CAÇA 84
A VIUVINHA 35
AINDA NÃO COMPREI 61
ALLEGRO E ANDANTE 118
ANDE A RODA 76
AO PASSAR DA BARCA 36
ATIREI O PAU NO GATO 67
BAMBALALÃO 17
BANDA COMPLETA 10
BANDA COMPLETA 12
BICHO PAPÃO 75
BOI BARROSO 52
BOI DA CARA PRETA 39
CACHORRINHO 73
CAI, CAI, BALÃO 74
CANÇÃO DO CEGO 59
CÂNONE 83
CAPELINHA DE MELÃO 64
CARAMBOLA 48
CARNEIRINHO, CARNEIRÃO 114
CHAPEUZINHO VERMELHO 115
CIRANDA, CIRANDINHA 104
COELINHO 54
CONSTANÇA 65
CRAVO BRANCO NA JANELA 82
DE MARRÉ 25
DITADO MELÓDICO 86
DITADO RÍTMICO 85
DLIM-DLIM-DLÃO 11
DLIM-DLIM-DLÃO 13
DLIM-DLIM-DLÃO 20
DLIM-DLIM-DLÃO 40
DOIS POR DEZ OU PÃO QUENTINHO 94
DORME, NENÊ 51
DUETO 18
É LADRÃO 37
ENGENHO NOVO 103
ENTREI NA RODA 68
ESCALA DE FÁ MAIOR 62
ESCALA DE MI BEMOL MAIOR 78
ESCALA DE SI BEMOL MAIOR 58
ESCRAVOS DE JÓ 113
ESPANHA 30
EU CHOLE, CHOLE, LÁ 44
EU ERA ASSIM 72
EU FUI AO JARDIM CELESTE 100
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 119
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 120
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 121
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 122
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 123
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 124
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 125
EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 126
EXERCÍCIO RÍTMICO 66
FREI JOÃO 59
HISTÓRIA DA CABOCLINHA 99
IMPROVISANDO 117
IMPROVISANDO 90
JINGLE BELLS 24
LÁ NO PÂNTANO 88
LAGOA DO CAPIM 98
LAUDATE, PUERI, DOMINUM 87
MANDO TIRO 71
MARACUJÁ 89
MARCHA GALANTE 80
MARCHA SOLDADO 26
MARCHA SOLDADO 38
MARCHA 81
MARGARIDA 21
MARREQUINHA DA LAGOA 57
MATA, TIRA 105
MELÃO, MELÃO 112
NA CORDA DA VIOLA 77
O BALÃO DE JOÃO 33
O CORCUNDA 95
O PASTORZINHO 23
O PASTORZINHO 41
O TRENZINHO 92
ONDE ESTÁ A MARGARIDA? 53
PAPAGAIO LOIRO 97
PARABÉNS À VOCÊ 107
POMBINHA ROLINHA 46
PRIMEIRO DUETO 7
QUANDO EU ERA PEQUENINO 60
QUE BELOS CASTELOS 19
RÓ, RÓ, RÓ 49
SAPATINHO BRANCO 42
SENHORA DONA SANCHA 111
SERRA, SERRA DO VOVÔ 93
TENGO TENGO 109
TEREZINHA 102
TRÊS GALINHAS 28
ZABELINHA 43
239
MÚSICAS POR ORDEM NUMÉRICA
N0
TÍTULO PÁGINA
1. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................12
2. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................13
3. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................14
4. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................15
5. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................17
6. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................19
7. PRIMEIRO DUETO...............................................................................................................................................................20
8. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................21
9. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................22
10. BANDA COMPLETA.........................................................................................................................................................23
11. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................25
12. BANDA COMPLETA.........................................................................................................................................................26
13. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................27
14. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................28
15. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................29
16. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................31
17. BAMBALALÃO..................................................................................................................................................................32
18. DUETO .............................................................................................................................................................................33
19. QUE BELOS CASTELOS.................................................................................................................................................34
20. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................35
21. MARGARIDA ....................................................................................................................................................................37
22. A BARQUINHA .................................................................................................................................................................38
23. O PASTORZINHO ............................................................................................................................................................39
24. JINGLE BELLS.................................................................................................................................................................41
25. DE MARRÉ.......................................................................................................................................................................44
26. MARCHA SOLDADO........................................................................................................................................................45
27. A MANQUINHA.................................................................................................................................................................46
28. TRÊS GALINHAS .............................................................................................................................................................47
29. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................49
30. ESPANHA.........................................................................................................................................................................51
31. A MUCAMA ......................................................................................................................................................................52
32. A BARQUINHA .................................................................................................................................................................53
33. O BALÃO DE JOÃO .........................................................................................................................................................54
34. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................56
35. A VIUVINHA .....................................................................................................................................................................59
36. AO PASSAR DA BARCA..................................................................................................................................................61
37. É LADRÃO........................................................................................................................................................................62
38. MARCHA SOLDADO........................................................................................................................................................64
39. BOI DA CARA PRETA......................................................................................................................................................69
40. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................74
41. O PASTORZINHO ............................................................................................................................................................75
42. SAPATINHO BRANCO.....................................................................................................................................................77
43. ZABELINHA......................................................................................................................................................................78
44. EU CHOLE, CHOLE, LÁ...................................................................................................................................................79
45. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................82
46. POMBINHA ROLINHA......................................................................................................................................................83
47. A CANOA..........................................................................................................................................................................85
48. CARAMBOLA ...................................................................................................................................................................86
49. RÓ, RÓ, RÓ......................................................................................................................................................................87
50. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................88
51. DORME, NENÊ.................................................................................................................................................................90
52. BOI BARROSO.................................................................................................................................................................91
53. ONDE ESTÁ A MARGARIDA? .........................................................................................................................................93
54. COELINHO .......................................................................................................................................................................94
55. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................95
56. A BARATA ........................................................................................................................................................................96
57. MARREQUINHA DA LAGOA............................................................................................................................................98
58. ESCALA DE SI BEMOL MAIOR .....................................................................................................................................100
59. CANTIGA DE CEGO ......................................................................................................................................................103
60. CAPELINHA DE MELÃO................................................................................................................................................105
61. CONSTANÇA .................................................................................................................................................................107
62. EXERCÍCIO RÍTMICO....................................................................................................................................................109
63. FREI JOÃO.....................................................................................................................................................................111
64. QUANDO EU ERA PEQUENINO ...................................................................................................................................113
240
65. AINDA NÃO COMPREI ..................................................................................................................................................117
66. ESCALA DE FÁ MAIOR .................................................................................................................................................118
67. ATIREI O PAU NO GATO...............................................................................................................................................121
68. ENTREI NA RODA .........................................................................................................................................................122
69. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................124
70. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................127
71. MANDO TIRO.................................................................................................................................................................128
72. EU ERA ASSIM ..............................................................................................................................................................129
73. CACHORRINHO.............................................................................................................................................................130
74. CAI, CAI BALÃO.............................................................................................................................................................132
75. BICHO PAPÃO ...............................................................................................................................................................134
76. ANDE A RODA ...............................................................................................................................................................135
77. NA CORDA DA VIOLA ...................................................................................................................................................138
78. ESCALA DE MI BEMOL MAIOR.....................................................................................................................................139
79. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................140
80. MARCHA GALANTE.......................................................................................................................................................141
81. MARCHA ........................................................................................................................................................................148
82. CRAVO BRANCO NA JANELA ......................................................................................................................................154
83. CÂNONE ........................................................................................................................................................................155
84. A TROMPA DE CAÇA ....................................................................................................................................................157
85. DITADO RÍTMICO ..........................................................................................................................................................159
86. DITADO MELÓDICO ......................................................................................................................................................160
87. LAUDATE, PUERI, DOMINUM.......................................................................................................................................162
88. LÁ NO PÂNTANO...........................................................................................................................................................163
89. MARACUJÁ ....................................................................................................................................................................164
90. IMPROVISANDO............................................................................................................................................................166
91. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................168
92. O TRENZINHO ...............................................................................................................................................................169
93. SERRA, SERRA DO VOVÔ ...........................................................................................................................................170
94. DOIS POR DEZ ou PÃO QUENTINHO ..........................................................................................................................171
95. O CORCUNDA ...............................................................................................................................................................172
96. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................175
97. PAPAGAIO LOIRO .........................................................................................................................................................176
98. LAGOA DO CAPIM.........................................................................................................................................................177
99. HISTÓRIA DA CABOCLINHA.........................................................................................................................................178
100. EU FUI AO JARDIM CELESTE ......................................................................................................................................179
101. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................181
102. TEREZINHA ...................................................................................................................................................................182
103. ENGENHO NOVO ..........................................................................................................................................................183
104. CIRANDA, CIRANDINHA ...............................................................................................................................................185
105. MATA, TIRA....................................................................................................................................................................186
106. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................188
107. PARABÉNS À VOCÊ......................................................................................................................................................189
108. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................190
109. TENGO TENGO .............................................................................................................................................................191
110. A ÁRVORE NA MONTANHA..........................................................................................................................................192
111. SENHORA DONA SANCHA...........................................................................................................................................194
112. MELÃO, MELÃO.............................................................................................................................................................196
113. ESCRAVOS DE JÓ ........................................................................................................................................................197
114. CARNEIRINHO, CARNEIRÃO .......................................................................................................................................199
115. CHAPEUZINHO VERMELHO.........................................................................................................................................201
116. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................202
117. IMPROVISANDO............................................................................................................................................................203
118. ALLEGRO E ANDANTE .................................................................................................................................................204
119. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................212
120. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................213
121. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................214
122. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................215
123. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................216
124. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................217
125. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................218
126. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................219
241
Joel Barbosa iniciou seus estudos na Banda da Guarda Mirim Municipal de Piracicaba, SP,
depois ingressou no Conservatório Dramático e Musical de Dr. Carlos de Campos Tatuí,
SP, onde se formou em 1985. Após concluir o bacharelado em clarineta na UNICAMP,
obteve bolsas de estudos da Fundação VITAE e CAPES e seguiu para os EUA, onde
obteve o grau de Doctor of Musical Arts pela University of Washington, Seattle, WA. Ele
tem trabalhado em atividades de bandas como músico, regente, arranjador, consultor e
professor de cursos em São Paulo, Pará, Bahia, Colômbia e EUA. Atualmente é professor
da Pós-Graduação em Música da Universidade federal da Bahia.
Dúvidas e sugestões: tel/fax: 071 3367421, barbosa@ufba.br,
http://www.geocities.com/vienna/strasse/8813, metodobanda@geocities.com

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Da Capo regencia.pdf

Jogos de expressão musical
Jogos de expressão musicalJogos de expressão musical
Jogos de expressão musical
home
 
Aulas Extracurriculares De MúSica1
Aulas Extracurriculares De MúSica1Aulas Extracurriculares De MúSica1
Aulas Extracurriculares De MúSica1
rivanildo
 
Aulas Extracurriculares De MúSica
Aulas Extracurriculares De MúSicaAulas Extracurriculares De MúSica
Aulas Extracurriculares De MúSica
rivanildo
 
Representação gráfica da forma musical
Representação gráfica da forma musicalRepresentação gráfica da forma musical
Representação gráfica da forma musical
CarlosEdMusical
 
Apostila completa 2007
Apostila completa 2007Apostila completa 2007
Apostila completa 2007
lemos77
 
Proposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.doc
Proposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.docProposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.doc
Proposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.doc
RcivalAlves1
 

Semelhante a Da Capo regencia.pdf (20)

[Cliqueapostilas.com.br] flauta-transversal
[Cliqueapostilas.com.br] flauta-transversal[Cliqueapostilas.com.br] flauta-transversal
[Cliqueapostilas.com.br] flauta-transversal
 
Uma abordagem sobre_sistematizacao_de_ac
Uma abordagem sobre_sistematizacao_de_acUma abordagem sobre_sistematizacao_de_ac
Uma abordagem sobre_sistematizacao_de_ac
 
Jogos de expressão musical
Jogos de expressão musicalJogos de expressão musical
Jogos de expressão musical
 
6.plano de aula
6.plano de aula6.plano de aula
6.plano de aula
 
Método de divisão musical praticado com a flauta doce
Método de divisão musical   praticado com a flauta doceMétodo de divisão musical   praticado com a flauta doce
Método de divisão musical praticado com a flauta doce
 
Método de divisão musical praticado com a flauta doce
Método de divisão musical   praticado com a flauta doceMétodo de divisão musical   praticado com a flauta doce
Método de divisão musical praticado com a flauta doce
 
metodo -de-gaita-harmonica
metodo -de-gaita-harmonicametodo -de-gaita-harmonica
metodo -de-gaita-harmonica
 
Metodo oboe ccb
Metodo oboe ccbMetodo oboe ccb
Metodo oboe ccb
 
Aulas Extracurriculares De MúSica1
Aulas Extracurriculares De MúSica1Aulas Extracurriculares De MúSica1
Aulas Extracurriculares De MúSica1
 
Aulas Extracurriculares De MúSica
Aulas Extracurriculares De MúSicaAulas Extracurriculares De MúSica
Aulas Extracurriculares De MúSica
 
Cartemas
CartemasCartemas
Cartemas
 
Metodo de violino sacro 2
Metodo de violino sacro 2Metodo de violino sacro 2
Metodo de violino sacro 2
 
Representação gráfica da forma musical
Representação gráfica da forma musicalRepresentação gráfica da forma musical
Representação gráfica da forma musical
 
Livro aluno bandolim-2013
Livro aluno bandolim-2013Livro aluno bandolim-2013
Livro aluno bandolim-2013
 
Música na escola htpc
Música na escola  htpcMúsica na escola  htpc
Música na escola htpc
 
Apostila completa 2007
Apostila completa 2007Apostila completa 2007
Apostila completa 2007
 
Proposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.doc
Proposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.docProposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.doc
Proposta de Trabalho para Bandas de Música e Bandas Marciais.doc
 
Aula de teclado reggae
Aula de teclado reggaeAula de teclado reggae
Aula de teclado reggae
 
Tema e Variação - Falando de Mozart e UAKTI
Tema e Variação - Falando de Mozart e UAKTITema e Variação - Falando de Mozart e UAKTI
Tema e Variação - Falando de Mozart e UAKTI
 
PORTFÓLIO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE II)
PORTFÓLIO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE II)PORTFÓLIO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE II)
PORTFÓLIO PALAVRA CANTADA - 2014 (PARTE II)
 

Mais de RcivalAlves1 (14)

Da Capo bombardino em clave de sol.pdf
Da Capo bombardino em clave de sol.pdfDa Capo bombardino em clave de sol.pdf
Da Capo bombardino em clave de sol.pdf
 
Da Capo clarinete.pdf
Da Capo clarinete.pdfDa Capo clarinete.pdf
Da Capo clarinete.pdf
 
Da Capo sax alto-1.pdf
Da Capo sax alto-1.pdfDa Capo sax alto-1.pdf
Da Capo sax alto-1.pdf
 
Da Capo Flauta-1.pdf
Da Capo Flauta-1.pdfDa Capo Flauta-1.pdf
Da Capo Flauta-1.pdf
 
Da Capo tuba Bb.pdf
Da Capo  tuba Bb.pdfDa Capo  tuba Bb.pdf
Da Capo tuba Bb.pdf
 
Da Capo trompete-1.pdf
Da Capo  trompete-1.pdfDa Capo  trompete-1.pdf
Da Capo trompete-1.pdf
 
Da Capo sax tenor-1.pdf
Da Capo sax tenor-1.pdfDa Capo sax tenor-1.pdf
Da Capo sax tenor-1.pdf
 
Da Capo trombone-1.pdf
Da Capo  trombone-1.pdfDa Capo  trombone-1.pdf
Da Capo trombone-1.pdf
 
Método para Clarinete (Da Capo).pdf
Método para Clarinete  (Da Capo).pdfMétodo para Clarinete  (Da Capo).pdf
Método para Clarinete (Da Capo).pdf
 
Atividades Musicalização .pdf
Atividades Musicalização .pdfAtividades Musicalização .pdf
Atividades Musicalização .pdf
 
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdfApostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
Apostila de Teoria -M.Jorge Nobre.pdf
 
Apostila de Regência Enelruy Lira atualizada2018.pdf
Apostila de Regência Enelruy Lira atualizada2018.pdfApostila de Regência Enelruy Lira atualizada2018.pdf
Apostila de Regência Enelruy Lira atualizada2018.pdf
 
Cifragem de Acordes.pdf
Cifragem de Acordes.pdfCifragem de Acordes.pdf
Cifragem de Acordes.pdf
 
Jingle Bell Rock - Full Score.pdf
Jingle Bell Rock - Full Score.pdfJingle Bell Rock - Full Score.pdf
Jingle Bell Rock - Full Score.pdf
 

Da Capo regencia.pdf

  • 1. 1 Regência DA CAPO DA CAPO DA CAPO DA CAPO Método Elementar Método Elementar Método Elementar Método Elementar Para o Ensino Coletivo ou Individual de Para o Ensino Coletivo ou Individual de Para o Ensino Coletivo ou Individual de Para o Ensino Coletivo ou Individual de Instrumentos de Banda Instrumentos de Banda Instrumentos de Banda Instrumentos de Banda Joel Barbosa
  • 2. 2 Barbosa, Joel Luís da Silva, 1964 – B198 Da Capo - Método elementar para o ensino individual ou coletivo de instrumentos de banda : regência / Joel Luís da Silva Barbosa. – Belém : Fundação Carlos Gomes, 1998. 32 p. : il. ; xx cm. ISBN xyz000 1. Método para banda. I. Título. CDD 780.77
  • 3. 3 ÍNDICE INTRODUÇÃO 4 QUADRO SEQÜENCIAL DO CONTEÚDO DO MÉTODO 7 LIÇÕES 10 EXERCÍCIOS DE DIVISÃO MUSICAL 208 EXERCÍCIOS AUDITIVOS 217 QUADRO DE DEDILHADOS 219 HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS 232 MÚSICAS POR ORDEM ALFABÉTICA 235 MÚSICAS POR ORDEM NUMÉRICA 236
  • 4. 4 INTRODUÇÃO O MÉTODO Este método é planejado para o ensino coletivo, em grupo, de instrumentos de banda, porém pode ser utilizado no ensino individual. No ensino coletivo, pode ser usado com a banda completa ou parcial. O ensino em grupo estimula uma participação bem ativa dos alunos, pois eles se sentem parte de um grupo que em breve será uma banda. Ele também ajuda a desenvolver as habilidades musicais necessárias para se tocar em conjunto desde o início do aprendizado. O Método inclui lições para o aprendizado de instrumentos, ensino de teoria e desenvolvimento da percepção musical. O aluno terá contato com o instrumento desde as primeiras aulas, não necessitando aprender primeiramente teoria musical. A cada passo, ele aprende um novo ritmo, um novo elemento teórico (símbolo ou termo) e/ou uma nova nota no instrumento. Em seguida, pratica-os cantando e tocando em canções em uníssono, dueto, cânone e arranjo para banda. O método está dividido em três seções (páginas 1-9, 10-19 e 20-27 do Livro do Aluno). Ao final de cada parte deve-se realizar uma apresentação pública, incluindo pequenos grupos de câmera (duos, trios, quartetos, etc.) e a banda completa. INICIANDO O TRABALHO • Havendo apenas um professor, sem ajuda de um monitor, defina uma classe com no máximo 30 alunos. • Após definida a classe, faça uma reunião com os pais. Mostre a importância deles no sucesso do filho, incentivando-o a praticar diariamente e se interessando pelo seu desenvolvimento. Mantenha os pais sempre informado sobre o andamento das aulas, através de cartas e reuniões. • No primeiro encontro do grupo estudantil deve estar todos os alunos. Nesta ocasião, mostre os objetivos, os planos de aulas e as perspectivas (formação da banda, viagens, encontros recreativos, etc.). Apresente vídeos de banda. Crie uma equipe social para organizar encontros esportivos, culturais e sociais. Se possível, termine com uma pequena recepção. • Mantenha um mínimo de três aulas semanais de uma hora cada. • No início do aprendizado, é importante dar uma boa atenção individual a cada aluno. Sendo assim, dividida a classe em grupos (naipes ): flautas, palheta simples, palhetas duplas, metais agudo, metais grave e percussão. Nessa fase, ensine técnicas de respiração, posição de braços e mão, postura e embocadura, e trabalhe até a terceira página do Livro do Aluno. • Na fase seguinte, junte os grupos em apenas uma classe e comece o trabalho coletivo, tocando desde a página um (1) do Livro do Aluno. Porém, continue a observar a respiração, postura, posição de braços e mãos, e embocadura. DICAS GERAIS • Mescle as aulas entre partes instrumentais e teóricas. • Sempre toque as páginas já aprendidas nas aulas. • Toque, algumas vezes, os exercícios das primeiras páginas seqüencialmente, sem interromper a cada um deles. • Use as primeiras páginas para aquecimento instrumental, porém, após a lição 58, utilize a escala de si bemol maior e as demais que irão aparecer. • Pratique as canções com cada aluno tocando ou cantando individualmente, um após o outro sem interrupção, e mantendo o acompanhamento de percussão de maneira contínua. • Toque nas aulas para exemplificar. • Apresente gravações e vídeos para os alunos. • Realize provas teóricas e instrumentais. • Acompanhe o crescimento de cada aluno, avaliando-o individualmente e colocando notas no livro dele para cada exercício. • Se possível, tenha um quadro na parede onde cada aluno pode saber em que lição seu companheiro está na avaliação individual.
  • 5. 5 • Mostre a forma musical de algumas canções e comente a riqueza da construção de certas linhas melódicas. • Organize os alunos em grupos de câmera. • Explique ao aluno a importância da prática diária com qualidade (concentração e planejamento). DICAS PARA AS ATIVIDADES DE ENSINO O Método contém diversas atividades de ensino. Elas podem ser praticadas de diferentes maneiras. Por exemplo: • Tocar e Cantar – Toda canção com letra deve ser cantada e tocada. Varie a ordem dessas duas atividades a cada canção nova a ser aprendida. Havendo dificuldade em entoar alguma canção, divida a classe em dois grupos, enquanto um toca o outro canta, e vice-versa. Se possível, use um instrumento harmônico (violão, piano, teclado, etc.) para acompanhar essas atividades. Procure cantar em tonalidades apropriadas para a classe. • Dueto e Cânone – Pratique cada voz individualmente. Depois, toque-os com as mais variadas combinações instrumentais (utilizando o mínimo de dois instrumentos à banda completa) • Dueto com Palmas – Pratique (1) cada voz separadamente, (2) um grupo (ou um aluno) cantando e outro batendo o ritmo, (3) cada aluno cantando a melodia e batendo o ritmo das palmas simultaneamente. Quando tocando, divida a classe em dois grupos, enquanto um toca o outro bate palmas. • Decorar – É muito importante decorar melodias desde o princípio do aprendizado do instrumento. Decorar desenvolve a memória musical e ajuda a tocar as passagens de dificuldade técnica com maior facilidade. • Exercício Teórico – São importantes para verificar o aprendizado, por isso corrija os resultados de cada aluno. Tenha certeza que os alunos estão fazendo-os individualmente. Crie mais exercícios semelhantes. • Exercício Técnico Instrumental (34, 101 e108) – Ouça cada aluno individualmente. • Exercício Rítmico – Pratique-os de várias maneiras; por exemplo: (1) contando os tempos do compasso e batendo o ritmo da canção, e vice versa, e (2) batendo o tempo com os pés e o ritmo com as mãos. • Completar a Melodia – Esse tipo de exercício é muito importante para o desenvolvimento auditivo do aluno. Tenha certeza que cada aluno fez individualmente. Verifique um por um antes de corrigir em grupo. • Ditado (85 e 86) – Crie mais ditados rítmicos e melódicos. • Improvisando – Dê oportunidades para todos improvisarem individualmente. • Exercício de Divisão Musical (119-126) – Sua prática ajuda a formar a imagem mental da localização dos tempos no compasso e o valor de cada nota dentro desses tempos. Também serve para iniciar o aluno que for prestar o exame da OMB. • Exercício Auditivo (127-134) – São de grande importância para o desenvolvimento musical do aluno. • Concerto - Após cada seção do Método, páginas 9, 19 e 27 do Livro do Aluno, organize concertos públicos. Incluir apresentações individuais (com acompanhamento de piano, teclado, violão, acordeão ou gravação), em grupo e a banda completa. Distribuir convites para os pais, parentes e amigos dos alunos. DICAS PARA A BOA FORMAÇÃO DA BANDA • Durante as aulas, não trabalhe só o coletivo (a banda completa), mas ouça os naipes separadamente e alguns alunos individualmente. • Tenha horários para atender individualmente os alunos. • Cuide da qualidade sonora do grupo, dos naipes e de cada indivíduo • Descreva a sonoridade que quer da banda. Apresente aos alunos gravações e apresentações públicas por profissionais para eles terem bons modelos sonoros. • Trabalhe o equilíbrio dinâmico do grupo desde o princípio.
  • 6. 6 A PARTITURA • Em algumas lições aparecem notas menores que as outras, por exemplo: lição 56 e 57 para clarineta. Elas estão escritas acima das notas de tamanho normal. Elas indicam as notas originais da melodia, mas que ainda não foram aprendidas pelo aluno. Esta é uma versão facilitada da melodia para alguns instrumentos. • As notas entre parênteses no Livro do Regente, que aparecem nos exercícios de Completar a Melodia e Ditado, não se encontram no Livro do Aluno, obviamente. Estes trechos estão em branco no Livro do Aluno, para serem completados por ele. INSTRUMENTAÇÃO Flauta Fagote Bombardino em clave de sol Oboé Trompete em si bemol Bombardino em clave de fá Clarineta em si bemol Saxhorn em mi bemol Tuba em mi bemol Saxofone alto em mi bemol Trompa em fá Tuba em si bemol Saxofone tenor em si bemol Trombone Percussão
  • 7. 7 QUADRO SEQÜENCIAL DO CONTEÚDO DO MÉTODO Baseado nas páginas do Livro do Aluno PÁGINA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 EXERCÍCIOS 1-5 6-10 11-15 16-20 21-24 25-29 30-34 35-37 38-39 Percussão Batidas alternadas Batidas duplas Paradidle simples Triângulo RITMOS  SÍMBOLOS E TERMOS Compasso Fórmula de compasso Barra de compasso Barra final Sinal de Respiração   Pauta ou pentagra- ma Claves de sol e fá Ligadura Andamento: Allegro Anacruse no quarto tempo Sinal de repetição Anacruse no terceiro tempo Marcial Sinal de repetição Moderato Ponto de aumento Ligadura de prolongação Acidentes sob ligadura Armadura de Mi bemol maior ATIVIDADES ESPECIAIS Dueto Banda completa Banda completa Dueto Exercício teórico Dueto Decorar Banda completa Dueto com palmas Exercício teórico Decorar Banda completa Exercício instrumental Decorar Banda completa Concerto
  • 8. 8 PÁGINA 10 11 12 13 14 15 16 17 18 EXERCÍCIOS 40-44 45-50 51-55 56-58 59-62 63-66 67-69 70-74 75-79 Perc. Flams Prato suspenso Batida na borda: Ritmo: Blodo de madeira Ritmos: e Rufo de 5 batidas RITMOS SÍMBOLOS E TERMOS Cânone Armadura de clave de si bemol maior Armadura de clave de fá maior Bequado Bemol Andante Dinâmicas Divisi Fermata Primeira e segunda casa Escala de si bemol maior Sinais de dinâmica Mezzo forte Escala de fá maior Acento Vivo Nota para cantar Escala de mi bemol maior ATIVIDADES ESPECIAIS Cânone Completar a melodia 2 cânones Exercício teórico Dueto Divisi Decorar Exercício teórico Dueto Divisi Banda Completa Cânone Dueto Trio com palmas 2 cânones Decorar Divisi Dueto Exercício teórico Exercício Teórico Completar a melodia 2 duetos Decorar Exercício teórico Divisi
  • 9. 9 PÁGINA 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 EXERCÍCIOS 80-81 82-86 87-90 91-95 96-100 101-105 106-111 112-117 118 119-126 Perc. Rufo de 9 batidas Rufo de prato suspenso Baqueta na borda Rufo de triângulo Caixa sem esteira RITMOS SÍMBOLOS E TERMOS Staccato D.C. al Fine D.S. al Fine ATIVIDADES EXPECIAIS Concerto 2 Cânones Ditados melódico e rítmico Cânone Dueto Decorar Improvisar Dueto Exercício teórico Decorar Dueto com palmas Exercício instrume- ntal Dueto Completar a melodia Cânone Decorar Improvi- sar Concerto Exercícios de Divisão Musical
  • 10. 10 PÁGINA 1 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 1 -5 TEORIA A Duas notas novas B Compasso C Fórmula de compasso = 4 tempos por compassos D Semibreve E Mínima F Pausa de semibreve = 4 tempos = 2 tempos = 4 tempos de silêncio NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Fá Dó Sol Lá Sol Sol Lá Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Sol Fá Fá Sol Fá Dó Fá 1
  • 11. 11 Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Mi bemol Si bemol Fá Sol Fá Fá Sol Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Fá Mi bemol Mi bemol Fá Mi bemol Si bemol Mi bemol 3 PERCUSSÃO A Clave de percussão A1 Semínimas
  • 15. 15 4. EXERCÍCIO O bemol () aplicado à uma nota indica que todas as outras notas de mesma altura também são bemóis.
  • 16. 16
  • 18. 18 PÁGINA 2 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 6 - 10 TEORIA A Pausa de mínima B Barra final C Barra de compasso = 2 tempos de silêncio D Semínima E Fórmula de compasso F (Somente para percussão) = 1 tempo = 4 tempos por compasso = = 1 tempo PERCUSSÃO F Batidas Alternadas
  • 24. 24 PÁGINA 3 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 11 - 15 TEORIA A Nota nova B Sinal de respiração C Pauta ou pentagrama NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Ré Ré Mi Si Mi Mi Si Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Lá Ré Ré Mi Ré Ré Ré 4 PERCUSSÃO A Batidas duplas
  • 29. 29 15.EXERCÍCIO Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
  • 30. 30 PÁGINA 4 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 16 - 20 TEORIA A Nota nova B Pausa de Semínima C Fórmula de compasso = 1 tempo de silêncio = 3 tempos por compasso = = 1 tempo D Clave de sol E Clave de fá NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Dó Mi bemol Ré Dó Ré Ré Dó Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Si bemol Dó Dó Ré Dó Mi bemol Dó 6 PERCUSSÃO A Paradidle simples
  • 36. 36 PÁGINA 5 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 21 - 24 TEORIA A Nota nova B Ligadura C Fórmula de compasso Conectar a segunda nota com o sopro, sem articulá-la com “tu”. = 2 tempos por compasso = = 1 tempo D Andamento E Anacruse determina a pulsação da música Allegro = rápido Note que as canções 21 e 23 começam no quarto tempo do compasso. NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Si bemol Fá Dó Ré Dó Dó Ré Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Dó Si bemol Si bemol Dó Si bemol Fá Si bemol ou 1 PERCUSSÃO A Triângulo Tocar suspendendo-o em um pedaço de linha ou couro, usando a sua baqueta específica e batendo no ângulo oposto ao ângulo aberto.
  • 40. 40
  • 42. 42
  • 43. 43 PÁGINA 6 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 25 - 29 TEORIA A Nota nova B Sinal de repetição C Anacruse D Marcial Note que as canções 25, 27 e 28 começam no terceiro tempo do compasso. Tocar em andamento de marcha NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Sol Sol Lá Mi Lá Lá Mi Trompa Fagote Trombone Bomb. Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Ré Sol Sol Lá Sol Sol Sol 4
  • 45. 45 26.MARCHA SOLDADO Dueto com palmas - Completar a melodia
  • 48. 48
  • 49. 49 29.EXERCÍCIO Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
  • 50. 50 PÁGINA 7 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 30 - 34 TEORIA A Nota nova B Sinal de repetição C Moderato Repetir o trecho que está dentro das barras de repetição. Meio devagar NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Lá Lá Si Fá sustenido Si Si Fá sustenido Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Mi Lá Lá Si Lá Lá Lá 2
  • 55. 55
  • 57. 57
  • 58. 58 PÁGINA 8 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 35 - 37 TEORIA A Nota nova B Ponto de aumento C Ligadura de prolongação O ponto eqüivale à metade do valor da nota. = 3 tempos Liga notas de mesma altura. = 3 tempos D Ambos os sis são bemóis E Armadura de clave de fá maior Indica que a nota si é bemol. NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Lá bemol Lá bemol Si bemol Fá Si bemol Si bemol Fá Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Mi bemol Lá bemol Lá bemol Si bemol Lá bemol Lá bemol Lá bemol 3
  • 60. 60
  • 61. 61 36.AO PASSAR DA BARCA Decorar a melodia
  • 63. 63
  • 64. 64 PÁGINA 9 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 38 - 39 TEORIA Compassos de espera 8 compassos de pausa 38.MARCHA SOLDADO Banda completa
  • 65. 65
  • 66. 66
  • 67. 67
  • 68. 68
  • 69. 69 39.BOI DA CARA PRETA Banda completa
  • 70. 70
  • 71. 71
  • 72. 72
  • 73. 73 PÁGINA 10 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 40 - 44 TEORIA A Armadura de clave de dó maior B Cânone Indica que nenhuma nota tem alteração. Gênero musical à duas ou mais vozes. No caso abaixo à duas. A segunda voz deve começar a tocar quando a primeira estiver no 2. C Colcheia
  • 76. 76
  • 80. 80
  • 81. 81 PÁGINA 11 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 45 - 50 TEORIA A Fá sustenido B Armadura de clave de sol maior C Bequadro D Andante Indica que a nota fá é sustenido. Anula o acidente da nota. Devagar NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Mi Mi Fá sustenido Dó sustenido Fá sustenido Fá sustenido Dó sustenido Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Si Mi Mi Fá sustenido Mi Mi Mi 2 PERCUSSÃO A Flams
  • 84. 84
  • 85. 85 47.A CANOA Cânone - Completar a melodia
  • 88. 88 50.EXERCÍCIO Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
  • 89. 89 PÁGINA 12 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 51 - 55 TEORIA A Notas novas B Dinâmicas C Divisi D Fermata piano   Prolongar a nota. forte NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Lá Lá Fá sustenido Si Si Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Lá Lá Si Lá Lá 2 PERCUSSÃO A Prato suspenso A1 Flams tap Pendurá-lo em seu suporte e tocá-lo com uma baqueta.
  • 92. 92
  • 93. 93 53.ONDE ESTÁ A MARGARIDA? Decorar a melodia
  • 95. 95 55.EXERCÍCIO Completar conforme o exemplo dado PÁGINA 13 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 56 - 58 TEORIA A Nota nova B Pausa de colcheia C Primeira e segunda casa NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Si bemol Si bemol Sol Dó Dó Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Si bemol Si bemol Dó Si bemol Si bemol ou 1 PERCUSSÃO A Batida na borda A1 Semicolcheia
  • 97. 97
  • 99. 99
  • 100. 100 58.ESCALA DE SI BEMOL MAIOR
  • 101. 101
  • 102. 102 PÁGINA 14 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 59 - 62 TEORIA A Nota nova B Sinais de dinâmica aumentar a intensidade diminuir a intensidade NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Sol Sol Lá Mi Lá Mi Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Ré Sol
  • 104. 104
  • 106. 106
  • 108. 108
  • 109. 109 62.EXERCÍCIO RÍTMICO Cantar o ritmo batendo a pulsação, em cânone ou seqüencialmente.
  • 110. 110 PÁGINA 15 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 63 - 66 TEORIA A Nota nova B Mezzo Forte C Semínima pontuada  Mezzo forte é uma dinâmica entre piano e forte e quer dizer meio forte  NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Fá Fá Sol Ré Sol Ré Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Dó Fá PERCUSSÃO A Bloco de madeira A1 Semicolcheia (continuação) Colocá-lo sobre sua estante e bater com uma baqueta de borracha.
  • 112. 112
  • 113. 113 64.QUANDO EU ERA PEQUENINO
  • 114. 114
  • 115. 115
  • 116. 116
  • 117. 117 65.AINDA NÃO COMPREI Cânone - Decorar a melodia
  • 119. 119
  • 120. 120 PÁGINA 16 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 67 - 69 TEORIA A Acento B Vivo C = cantar ( menos percussão) > Tocar a nota acentuada com mais ênfase, ou seja, com um ataque mais forte. Bem rápido
  • 123. 123
  • 124. 124 69.EXERCÍCIO Colocar as barras de compasso, dar nomes às notas e tocar.
  • 125. 125
  • 126. 126 PÁGINA 17 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 70 - 74 TEORIA A Nota nova B Pausa de colcheia (continuação) NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Lá bemol Lá bemol Si bemol Fá Si bemol Si bemol Fá Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Mi bemol Lá bemol Lá bemol Si bemol Lá bemol Lá bemol Lá bemol 3 PERCUSSÃO A Rufo de cinco notas
  • 131. 131
  • 133. 133 PÁGINA 18 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 75 - 79 TEORIA A Nota nova B Sinal de repetição Repetir o compasso anterior NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Mi bemol Mi bemol Fá Dó Fá Dó Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Si bemol Mi bemol
  • 136. 136
  • 137. 137
  • 138. 138 77.NA CORDA DA VIOLA Dueto – Decorar a melodia
  • 139. 139 78.ESCALA DE MI BEMOL MAIOR Decorar a escala
  • 140. 140 79.EXERCÍCIO Colocar a fórmula de compasso apropriada e bater o ritmo
  • 141. 141 PÁGINA 19 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 80 - 81 80.MARCHA GALANTE Joel Barbosa
  • 142. 142
  • 143. 143
  • 144. 144
  • 145. 145
  • 146. 146
  • 147. 147
  • 149. 149
  • 150. 150
  • 151. 151
  • 152. 152
  • 153. 153
  • 154. 154 PÁGINA 20 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 82 – 86 82.CRAVO BRANCO NA JANELA
  • 156. 156
  • 157. 157 84.A TROMPA DE CAÇA Cânone
  • 158. 158
  • 159. 159 85.DITADO RÍTMICO Completar os compassos com os ritmos ditados pelo professor
  • 160. 160 86.DITADO MELÓDICO Completar os compassos com a melodia ditada pelo professor
  • 161. 161 PÁGINA 21 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 87 - 90 A Nota nova NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Mi Mi Lá Si Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Lá Sol Sol Lá Sol Ré Sol 4
  • 165. 165
  • 166. 166 90.IMPROVISANDO Improvise com as notas entre parênteses
  • 167. 167 PÁGINA 22 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 91 - 95 TEORIA A Notas novas B Stacatto Tocar a nota mais curta do que a sua duração normal. NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Do Ré Dó Mi Ré Dó Lá Si Ré Dó Ré Dó: Ré: Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Dó Dó Ré Dó Dó 3 PERCUSSÃO A Rufo de 9 (nove) batidas A1 Rufo de prato suspenso
  • 171. 171 94.DOIS POR DEZ ou PÃO QUENTINHO Dueto
  • 172. 172 95.O CORCUNDA Colocar as barras de compasso, dar nome às notas e tocar
  • 173. 173
  • 174. 174 PÁGINA 23 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 96 - 100 A NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Sol Fá Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib
  • 179. 179 100. EU FUI AO JARDIM CELESTE Dueto com palmas
  • 180. 180 PÁGINA 24 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 101 - 105 TEORIA D.C. al Fine (Da Capo al Fine) Voltar ao começo e terminar no Fine PERCUSSÃO B Baqueta na borda C Rufo de triângulo
  • 181. 181 101. EXERCÍCIO Praticar com diferentes dinâmicas
  • 184. 184
  • 187. 187 PÁGINA 25 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 106 - 111 TEORIA A D.S. al Fine (Dal Segno al Fine) B Fórmula de Compasso C Descanso Volte ao símbolo ( ) e termine no Fine Para todos instrumentos, menos percussão NOTAS NOVAS Flauta Oboé Clarineta Sax Alto Sax Tenor Trompete Sax Gênis Si Mi Trompa Fagote Trombone Bomb. - Sol Bomb. - Fá Tuba Mib Tuba Sib Ré Ré Mi Ré Ré 1 PERCUSSÃO C Caixa sem esteira
  • 189. 189 107. PARABÉNS À VOCÊ Completar a melodia
  • 192. 192 110. A ÁRVORE NA MONTANHA
  • 193. 193
  • 195. 195 PÁGINA 26 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 112 - 117 TEORIA Colcheia e semínima pontuada
  • 198. 198
  • 200. 200
  • 203. 203 117. IMPROVISANDO Improvise com as notas entre parênteses
  • 204. 204 PÁGINA 27 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercício 118 118. ALLEGRO E ANDANTE Joel Barbosa
  • 205. 205
  • 206. 206
  • 207. 207
  • 208. 208
  • 209. 209
  • 210. 210
  • 211. 211 PÁGINA 28 DO LIVRO DO ESTUDANTE Exercícios 119 – 126 EXERCÍCIOS DE DIVISÃO MUSICAL A Compasso quaternário B Compasso ternário C Compasso binário 4 4 3 4 2 4
  • 212. 212 119. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 05 do método
  • 213. 213 120. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 06 do método
  • 214. 214 121. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 08 do método
  • 215. 215 122. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 10 do método
  • 216. 216 123. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 15 do método
  • 217. 217 124. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 18 do método
  • 218. 218 125. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 22 do método
  • 219. 219 126. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL Para ser praticado após a página 25 do método
  • 220. 220 EXERCICIOS AUDITIVOS • O professor toca dois compassos e os alunos repetem, de ouvido, nos seus instrumentos, • Informar a nota com que o exercício se inicia, já transposta para cada instrumento, • Estes exercícios estão escritos para instrumentos em si bemol • Usar os alunos de percussão para acompanhá-los • Crie outros exercícios, rítmicos e melódicos Exemplo: EXERCÍCIO 1 para ser praticado após a página 5 do livro do aluno EXERCÍCIO 2 para ser praticado após a página 8 do livro do aluno EXERCÍCIO 3 para ser praticado após a página 8 do livro do aluno EXERCÍCIO 4 para ser praticado após a página 15 do livro do aluno EXERCÍCIO 5 para ser praticado após a página 18 do livro do aluno
  • 221. 221 EXERCÍCIO 6 para ser praticado após a página 18 do livro do aluno EXERCÍCIO 7 para ser praticado após a página 22 do livro do aluno EXERCÍCIO 8 para ser praticado após a página 25 do livro do aluno
  • 222. 222 FLAUTA - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 223. 223 OBOÉ - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 224. 224 CLARINETA - QUADRO DE DEDILHADOS Atrás{
  • 225. 225 SAXOFONE ALTO e TENOR - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 226. 226 FAGOTE - QUADRO DE DEDILHADOS ou ou
  • 227. 227 TROMPETE - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 228. 228 SAXHORN - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 229. 229 TROMPA - QUADRO DE DEDILHADOS 127. 128. 129. * Posições para a trompa em Fa (superior) e si bemol (inferior)
  • 230. 230 TROMBONE - QUADRO DE DEDILHADOS 4 3 2 1 7 6 5 4 3 2 1 ou (6) 5 4 3 2 1 4 3 2 1 3
  • 231. 231 BOMBARDINO (EM CLAVE DE SOL) - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 232. 232 BOMBARDINO - (EM CLAVE DE FÁ) - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 233. 233 TUBA EM MI BEMOL - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 234. 234 TUBA EM SI BEMOL - QUADRO DE DEDILHADOS
  • 235. 235 HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS FLAUTA A flauta faz parte da família dos instrumentos de madeira, mesmo, ao longo dos anos, tendo sido feita de madeira ou metal. Sabemos que já existiam flautas nas civilizações antigas. As flautas antigas eram tocadas apontando para frente, tais como a flauta doce. A flauta tocada de lado foi chamada de flauta transversal até o meio do século XIX, depois passou a ser chamada apenas de flauta na língua inglesa. Em português, é conhecida pelas duas terminologias, flauta e flauta transversal. A flauta moderna foi projetada na primeira metade do século XIX por Theobald Boehm. Em relação as flautas antigas, a moderna possui maior volume sonoro, mais chaves (possibilitando tocar uma escala cromática completa) e melhor afinação. Sua família inclui a flauta comum (em dó), o flautim, a flauta contralto e a baixo. Atualmente, ela faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica). OBOÉ O oboé faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). Sua origem está relacionada ao shawm do século XIII, instrumentos de palheta dupla que foram muito usado na música da Idade Média (500-1430). A palavra oboé é, na verdade, oriunda da palavra francesa hautbois, a qual designa um instrumento agudo de madeira da família do shawm. Sua invenção se deu em 1660 e é creditada ao francês Jean Hoteterre. Hoje, a maioria dos oboés é construída segundo o sistema de chaves inventado por Theobald Boehm para flauta na primeira metade do século XIX, prática que se iniciou no século passado. Sua família inclui o oboé, o oboé d’Amore em lá e o corne inglês em fá. CLARINETA A clarineta, ou clarinete, faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta simples. Foi inventada por Johann Denner por volta de 1700, quando transformou um chalumeau de palhetas duplas em um instrumento de palheta simples. A palavra clarineta vem do italiano clarino, um antigo tipo de trompete agudo. Em 1839, dois fabricantes de clarineta, Klosé e Buffet, criaram uma clarineta segundo o mecanismo de chaves inventado para flauta por Theobald Boehm na primeira metade do século XIX. A família da clarineta inclui as clarinetas soprano (em si bemol, que é a mais comum, lá e dó), a requinta em mi bemol (a mais aguda), a clarineta alto em mi bemol, o clarone (ou clarineta baixo) em si bemol, a clarineta contralto em mi bemol e a clarineta contrabaixo em si bemol. Ela é um instrumento muito versátil, fazendo parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica). FAGOTE O fagote pertence à família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). O ancestral mais velho do fagote, segundo alguns estudiosos, é chamado dulcian, instrumento de palheta dupla e feito de uma peça só que tocava a linha do baixo nas músicas do século XVI. O primeiro fagote feito em mais de uma peça apareceu na França no século XVII. Carl Almenräder (1786-1843) é considerado como o maior colaborador do desenvolvimento do fagote moderno. Ele melhorou a sonoridade e capacidade das notas do instrumento. Em 1831, ele e A. J. Heckel fundaram uma fábrica que produziu o fagote moderno, sistema alemão. A sua família inclui o fagote (convencional) e o contra-fagote, porém no passado ela possuía mais três instrumentos. SAXOFONE O saxofone faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta simples. Foi inventado pelo belga Adolphe Sax na década de 1840 e divulgado mais intensamente na França, durante este período. Sua família inclui o saxofone soprano em mi bemol, o
  • 236. 236 saxofone alto em mi bemol, o saxofone tenor em si bemol, o saxofone barítono em mi bemol e o saxofone baixo em si bemol. O dedilhado destes instrumentos são semelhantes, facilitando sua execução. Ele foi bem explorado no jazz e utilizado por vários compositores famosos no repertório orquestral. TROMPETE O trompete faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. É o instrumento mais agudo dessa família. Sua origem pode ser traçada ao antigo Egito, África e Grécia. Antigamente, era construído de madeira, bronze ou prata e não possuía válvulas (conhecido como “trompete natural”). Na Idade Média (500-1430), ele era tocado apenas nas notas graves. Durante a Renascença (1430-1600), ele foi usado em várias funções cerimoniais. Os trompetistas passaram a dominar o registro agudo do instrumento aos poucos, especialmente no período Barroco (1600-1750). Foi em 1814 que Heinrich Stölzel apresentou o primeiro trompete com válvula. As válvulas permitiram o instrumento tocar escala cromática. Sua família inclui, entre outros, os trompetes pícolos em mi bemol e ré, o trompete em dó, o cornet e o flugelhorn; os tubos dos dois últimos são mais largo e cônico, consequentemente, possuem uma sonoridade mais escura. Atualmente, ele faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica). SAXHORN EM MI BEMOL O saxhorn em mi bemol também é chamado de saxgênis ou saxhorn alto em diferentes partes do Brasil. Ele faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de bronze e metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e cerimoniais. Seu ancestral direto é o bombardino, também chamado de barítono e conhecido como tuba tenor em alguns lugares, que apareceu primeiramente na Alemanha na década de 1830. Ele foi inventado por Adolphe Sax, o inventor do saxofone, que construiu uma família de saxhornes entre 1843-45, o saxhorn alto, o tenor e o barítono. TROMPA A trompa faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. A trompa moderna provém da trompa de caça do século XVI. Esta não possuía válvulas. Ela era conhecida como trompa lisa e produzia diferentes grupos de notas usando várias partes (“voltas”) de afinação. Os trompistas tocavam com diversas voltas de afinação ao seu lado para obter as notas corretas. Ela foi introduzida na França em 1660, porém foram os fabricantes alemães que aperfeiçoaram a trompa atual. Em 1818, Stölzel e Bluhmel acrescentaram válvulas a trompa lisa e eliminaram a necessidade de usar as diversas voltas de afinação. Já o rotor, que hoje se encontra na maioria desses instrumentos, passaram a ser empregados em 1853. A trompa simples, em fá, contem três válvulas e a dupla, fá/si bemol, quatro. TROMBONE O trombone faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Há registro da existência de trombones já no século XV. Diferentemente dos outros instrumentos, o formato dele permaneceu muito semelhante ao seu original. Eles eram instrumentos comuns nas bandas da cidade e corte do século XVI. Há vários tipos de trombones (contralto, tenor e baixo), sendo o tenor o mais comum. O trombone de válvula foi desenvolvido no início do século XIX e em 1839 o trombone baixo foi inventado. A vara do trombone permite um efeito sonoro que somente ele pode fazer. Atualmente ele faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro e jazz). BOMBARDINO A bombardino faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de bronze e metal, chamados “tubas”, eram usado em funções militares e cerimoniais. O bombardino,
  • 237. 237 também chamado de euphonium ou tuba tenor em alguns lugares, apareceu primeiramente na Alemanha na década de 1830. Um outro instrumento similar ao bombardino é o barítono, que também foi inventado na década de 1830. O bombardino é a última versão do saxhorn barítono criado pelo belga Adolphe Sax, o inventor do saxofone. Seus tubos são mais largos e cônicos que os do barítono, o qual possui tubos mais cilíndricos. Consequentemente, sua sonoridade é mais escura que a do barítono. TUBA A tuba é o instrumento mais grave da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Instrumentos usados durante ocasiões cerimoniais e militares na antiga Roma eram chamados de tubas. Eles eram feitos de bronze e metal. Muitas tentativas foram feitas, através dos séculos, para inventar um instrumento baixo da família dos metais. Entre elas se encontra os instrumentos chamados oficleide e serpente. A tuba moderna, com três a cinco válvulas, foi desenvolvida na década de 1820. A campana da tuba pode apontar para cima ou ser curva para frente. A tuba sousafone, usada em banda de marcha, foi desenvolvida por John Philip Sousa em 1898. Existem tubas em si bemol (mais usada), mi bemol (dois tipos), fá e dó, e há várias maneiras de se escrever para elas. Ela toca uma das partes mais fundamentais da banda, o baixo. Neste método usaremos a escrita para tuba com som real. PERCUSSÃO Percussão é uma família de instrumentos que produzem sons ao serem percutidos, friccionados, chacoalhados, etc. Os instrumentos de percussão foram inventados pelas culturas pré-históricas. No entanto, muita de sua história está relacionada com grupos militares. Bombos, por exemplo, foram usados na invasão da África pelos Mouros, no ano 700 de nossa era. Esses instrumentos foram ancestrais da caixa e do tímpano. A caixa foi desenvolvida pelos escoceses e suíços por volta de 1300. Bandas militares turcas incluíam triângulos, pratos e diversos tamanhos de bombos no meio do século XV. Esses instrumentos comunicavam sinais para um grande número de tropas de guerra. A família dos instrumentos de percussão desempenha uma função muito importante nos grupos de música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de MPB, jazz e folclóricos, entre outros).
  • 238. 238 MÚSICAS POR ORDEM ALFABÉTICA MÚSICA NÚMERO A ÁRVORE NA MONTANHA 110 A BARATA 56 A BARQUINHA 22 A BARQUINHA 32 A CANOA 47 A MANQUINHA 27 A MUCAMA 31 A TROMPA DE CAÇA 84 A VIUVINHA 35 AINDA NÃO COMPREI 61 ALLEGRO E ANDANTE 118 ANDE A RODA 76 AO PASSAR DA BARCA 36 ATIREI O PAU NO GATO 67 BAMBALALÃO 17 BANDA COMPLETA 10 BANDA COMPLETA 12 BICHO PAPÃO 75 BOI BARROSO 52 BOI DA CARA PRETA 39 CACHORRINHO 73 CAI, CAI, BALÃO 74 CANÇÃO DO CEGO 59 CÂNONE 83 CAPELINHA DE MELÃO 64 CARAMBOLA 48 CARNEIRINHO, CARNEIRÃO 114 CHAPEUZINHO VERMELHO 115 CIRANDA, CIRANDINHA 104 COELINHO 54 CONSTANÇA 65 CRAVO BRANCO NA JANELA 82 DE MARRÉ 25 DITADO MELÓDICO 86 DITADO RÍTMICO 85 DLIM-DLIM-DLÃO 11 DLIM-DLIM-DLÃO 13 DLIM-DLIM-DLÃO 20 DLIM-DLIM-DLÃO 40 DOIS POR DEZ OU PÃO QUENTINHO 94 DORME, NENÊ 51 DUETO 18 É LADRÃO 37 ENGENHO NOVO 103 ENTREI NA RODA 68 ESCALA DE FÁ MAIOR 62 ESCALA DE MI BEMOL MAIOR 78 ESCALA DE SI BEMOL MAIOR 58 ESCRAVOS DE JÓ 113 ESPANHA 30 EU CHOLE, CHOLE, LÁ 44 EU ERA ASSIM 72 EU FUI AO JARDIM CELESTE 100 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 119 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 120 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 121 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 122 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 123 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 124 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 125 EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL 126 EXERCÍCIO RÍTMICO 66 FREI JOÃO 59 HISTÓRIA DA CABOCLINHA 99 IMPROVISANDO 117 IMPROVISANDO 90 JINGLE BELLS 24 LÁ NO PÂNTANO 88 LAGOA DO CAPIM 98 LAUDATE, PUERI, DOMINUM 87 MANDO TIRO 71 MARACUJÁ 89 MARCHA GALANTE 80 MARCHA SOLDADO 26 MARCHA SOLDADO 38 MARCHA 81 MARGARIDA 21 MARREQUINHA DA LAGOA 57 MATA, TIRA 105 MELÃO, MELÃO 112 NA CORDA DA VIOLA 77 O BALÃO DE JOÃO 33 O CORCUNDA 95 O PASTORZINHO 23 O PASTORZINHO 41 O TRENZINHO 92 ONDE ESTÁ A MARGARIDA? 53 PAPAGAIO LOIRO 97 PARABÉNS À VOCÊ 107 POMBINHA ROLINHA 46 PRIMEIRO DUETO 7 QUANDO EU ERA PEQUENINO 60 QUE BELOS CASTELOS 19 RÓ, RÓ, RÓ 49 SAPATINHO BRANCO 42 SENHORA DONA SANCHA 111 SERRA, SERRA DO VOVÔ 93 TENGO TENGO 109 TEREZINHA 102 TRÊS GALINHAS 28 ZABELINHA 43
  • 239. 239 MÚSICAS POR ORDEM NUMÉRICA N0 TÍTULO PÁGINA 1. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................12 2. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................13 3. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................14 4. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................15 5. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................17 6. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................19 7. PRIMEIRO DUETO...............................................................................................................................................................20 8. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................21 9. EXERCÍCIO..........................................................................................................................................................................22 10. BANDA COMPLETA.........................................................................................................................................................23 11. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................25 12. BANDA COMPLETA.........................................................................................................................................................26 13. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................27 14. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................28 15. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................29 16. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................31 17. BAMBALALÃO..................................................................................................................................................................32 18. DUETO .............................................................................................................................................................................33 19. QUE BELOS CASTELOS.................................................................................................................................................34 20. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................35 21. MARGARIDA ....................................................................................................................................................................37 22. A BARQUINHA .................................................................................................................................................................38 23. O PASTORZINHO ............................................................................................................................................................39 24. JINGLE BELLS.................................................................................................................................................................41 25. DE MARRÉ.......................................................................................................................................................................44 26. MARCHA SOLDADO........................................................................................................................................................45 27. A MANQUINHA.................................................................................................................................................................46 28. TRÊS GALINHAS .............................................................................................................................................................47 29. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................49 30. ESPANHA.........................................................................................................................................................................51 31. A MUCAMA ......................................................................................................................................................................52 32. A BARQUINHA .................................................................................................................................................................53 33. O BALÃO DE JOÃO .........................................................................................................................................................54 34. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................56 35. A VIUVINHA .....................................................................................................................................................................59 36. AO PASSAR DA BARCA..................................................................................................................................................61 37. É LADRÃO........................................................................................................................................................................62 38. MARCHA SOLDADO........................................................................................................................................................64 39. BOI DA CARA PRETA......................................................................................................................................................69 40. DLIM-DLIM-DLÃO.............................................................................................................................................................74 41. O PASTORZINHO ............................................................................................................................................................75 42. SAPATINHO BRANCO.....................................................................................................................................................77 43. ZABELINHA......................................................................................................................................................................78 44. EU CHOLE, CHOLE, LÁ...................................................................................................................................................79 45. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................82 46. POMBINHA ROLINHA......................................................................................................................................................83 47. A CANOA..........................................................................................................................................................................85 48. CARAMBOLA ...................................................................................................................................................................86 49. RÓ, RÓ, RÓ......................................................................................................................................................................87 50. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................88 51. DORME, NENÊ.................................................................................................................................................................90 52. BOI BARROSO.................................................................................................................................................................91 53. ONDE ESTÁ A MARGARIDA? .........................................................................................................................................93 54. COELINHO .......................................................................................................................................................................94 55. EXERCÍCIO ......................................................................................................................................................................95 56. A BARATA ........................................................................................................................................................................96 57. MARREQUINHA DA LAGOA............................................................................................................................................98 58. ESCALA DE SI BEMOL MAIOR .....................................................................................................................................100 59. CANTIGA DE CEGO ......................................................................................................................................................103 60. CAPELINHA DE MELÃO................................................................................................................................................105 61. CONSTANÇA .................................................................................................................................................................107 62. EXERCÍCIO RÍTMICO....................................................................................................................................................109 63. FREI JOÃO.....................................................................................................................................................................111 64. QUANDO EU ERA PEQUENINO ...................................................................................................................................113
  • 240. 240 65. AINDA NÃO COMPREI ..................................................................................................................................................117 66. ESCALA DE FÁ MAIOR .................................................................................................................................................118 67. ATIREI O PAU NO GATO...............................................................................................................................................121 68. ENTREI NA RODA .........................................................................................................................................................122 69. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................124 70. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................127 71. MANDO TIRO.................................................................................................................................................................128 72. EU ERA ASSIM ..............................................................................................................................................................129 73. CACHORRINHO.............................................................................................................................................................130 74. CAI, CAI BALÃO.............................................................................................................................................................132 75. BICHO PAPÃO ...............................................................................................................................................................134 76. ANDE A RODA ...............................................................................................................................................................135 77. NA CORDA DA VIOLA ...................................................................................................................................................138 78. ESCALA DE MI BEMOL MAIOR.....................................................................................................................................139 79. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................140 80. MARCHA GALANTE.......................................................................................................................................................141 81. MARCHA ........................................................................................................................................................................148 82. CRAVO BRANCO NA JANELA ......................................................................................................................................154 83. CÂNONE ........................................................................................................................................................................155 84. A TROMPA DE CAÇA ....................................................................................................................................................157 85. DITADO RÍTMICO ..........................................................................................................................................................159 86. DITADO MELÓDICO ......................................................................................................................................................160 87. LAUDATE, PUERI, DOMINUM.......................................................................................................................................162 88. LÁ NO PÂNTANO...........................................................................................................................................................163 89. MARACUJÁ ....................................................................................................................................................................164 90. IMPROVISANDO............................................................................................................................................................166 91. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................168 92. O TRENZINHO ...............................................................................................................................................................169 93. SERRA, SERRA DO VOVÔ ...........................................................................................................................................170 94. DOIS POR DEZ ou PÃO QUENTINHO ..........................................................................................................................171 95. O CORCUNDA ...............................................................................................................................................................172 96. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................175 97. PAPAGAIO LOIRO .........................................................................................................................................................176 98. LAGOA DO CAPIM.........................................................................................................................................................177 99. HISTÓRIA DA CABOCLINHA.........................................................................................................................................178 100. EU FUI AO JARDIM CELESTE ......................................................................................................................................179 101. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................181 102. TEREZINHA ...................................................................................................................................................................182 103. ENGENHO NOVO ..........................................................................................................................................................183 104. CIRANDA, CIRANDINHA ...............................................................................................................................................185 105. MATA, TIRA....................................................................................................................................................................186 106. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................188 107. PARABÉNS À VOCÊ......................................................................................................................................................189 108. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................190 109. TENGO TENGO .............................................................................................................................................................191 110. A ÁRVORE NA MONTANHA..........................................................................................................................................192 111. SENHORA DONA SANCHA...........................................................................................................................................194 112. MELÃO, MELÃO.............................................................................................................................................................196 113. ESCRAVOS DE JÓ ........................................................................................................................................................197 114. CARNEIRINHO, CARNEIRÃO .......................................................................................................................................199 115. CHAPEUZINHO VERMELHO.........................................................................................................................................201 116. EXERCÍCIO ....................................................................................................................................................................202 117. IMPROVISANDO............................................................................................................................................................203 118. ALLEGRO E ANDANTE .................................................................................................................................................204 119. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................212 120. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................213 121. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................214 122. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................215 123. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................216 124. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................217 125. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................218 126. EXERCÍCIO DE DIVISÃO MUSICAL..............................................................................................................................219
  • 241. 241 Joel Barbosa iniciou seus estudos na Banda da Guarda Mirim Municipal de Piracicaba, SP, depois ingressou no Conservatório Dramático e Musical de Dr. Carlos de Campos Tatuí, SP, onde se formou em 1985. Após concluir o bacharelado em clarineta na UNICAMP, obteve bolsas de estudos da Fundação VITAE e CAPES e seguiu para os EUA, onde obteve o grau de Doctor of Musical Arts pela University of Washington, Seattle, WA. Ele tem trabalhado em atividades de bandas como músico, regente, arranjador, consultor e professor de cursos em São Paulo, Pará, Bahia, Colômbia e EUA. Atualmente é professor da Pós-Graduação em Música da Universidade federal da Bahia. Dúvidas e sugestões: tel/fax: 071 3367421, barbosa@ufba.br, http://www.geocities.com/vienna/strasse/8813, metodobanda@geocities.com