Questionario de economia

1.259 visualizações

Publicada em

Trabalho de Economia

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.259
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Questionario de economia

  1. 1. QUESTIONARIO DE ECONOMIA 1) Quais são as três perguntas fundamentais que todo sistema econômico deve responder para satisfazer as necessidades humanas? R: Que bens e serviços produzirem e em que quantidade Como produzir tais bens e serviços Pra quem produzir, ou seja, quem consumirá os bens e serviços produzidos 2) Quais são os princípios básicos da economia de mercado? R: Numa versão simplificada do funcionamento de uma economia de mercado, há de se distinguir dois agentes econômicos fundamentais: as unidades produtivas ou empresas e as unidades consumidoras ou famílias. Oferta e procura. 3) Quais são os princípios básicos da economia mista? R: Interesses publico e privado 4) Quais são os princípios básicos da planificação global? R: Plena intervenção do estado, coletivização dos meios de produção, inexistência da livre iniciativa empresarial e centrais de planificação para comando do processo econômico. 5) O que significa "coletivização dos meios de produção"? R: Coletivização O estado apropriou-se de terras, fábricas, transportes, minas e empresas comerciais e entregou-as aos trabalhadores para estes as explorarem em regime coletivo. No domínio da agricultura, a nacionalização foi forçada e os proprietários revoltaram-se. A coletivização agrícola assumiu duas unidades de produção distintas: Kolkhozes = cooperativas de camponeses. Sovkhozes = cooperativas do Estado exploradas em comum pelos camponeses. 6) Modernamente, como denominamos o estudo dos assuntos relacionados com a repartição? R: O fenômeno de repartir o resultado da produção é denominado repartição ou distribuição, hoje esse fenômeno macroeconômico é chamado de distribuição da renda nacional ou social.
  2. 2. 7) O que se entende por "agentes econômicos"? R: É uma pessoa ou entidade que toma decisões econômicas. O agente econômico pode ser um indivíduo, uma família, uma empresa, um país, um banco central ou qualquer outro tipo de decisor econômico. Normalmente, o problema que os agentes econômicos têm que resolver consiste num problema de otimização: maximização da utilidade, no caso das famílias; maximização do lucro para as empresas; maximização do bem-estar para o Estado. 8) O que é conhecimento vulgar ou empírico? Cite um exemplo? R: Conhecimento vulgar ou empírico é o que desconhece a causa, motivo ou razão do fenômeno, esta geralmente ligada à tradição. Ex: uso de plantas medicinais, curandeirismo, etc. 9) O que é conhecimento racional ou científico? Cite um exemplo. R: É aquele ligado a razão, ao conhecimento científico que segue um método de investigação, amostragem, análises, reconhecimento analítico de causas, probabilidades, possíveis variações. Ex: desenvolvimento de vacinas, fórmulas e conceitos. 10) Em que consiste o método dedutivo? R: O raciocínio procede do geral para o particular, isto é, das causas para os efeitos. A importância desse método consiste em descobrir o que ignoramos ou, então, demonstrar o que já se sabe ou esclarecer o que era imperfeitamente conhecido. 11) Em que consiste o método indutivo? R: O raciocínio procede do particular para o geral, isto, dos efeitos para as causas. O método indutivo tem por base o princípio de que, nas mesmas circunstâncias, as mesmas causas produzem os mesmos efeitos 12) O que significa "laissez faire" para os economistas liberais ou conservadores? R: “Laissez-faire” é hoje expressão-símbolo do liberalismo econômico, na versão mais pura de capitalismo de que o mercado deve funcionar livremente, sem interferência. Esta filosofia tornou-se dominante nos Estados Unidos e nos países ricos da Europa durante o final do século XIX até o início do século XX. 13) Estabeleça a diferença entre liberalismo clássico e o neoliberalismo? R: Na verdade há mais semelhanças do que diferenças. O liberalismo é uma doutrina econômica liberal surgida no século XVIII que se estendeu até 1929. Dentre seus teóricos se destaca Adam Smith (1723-1790), essa doutrina correspondia as expectativas do capitalismo industrial e seu princípios eram:
  3. 3. • Liberdade individual • Direito à propriedade privada • Respeito à livre iniciativa e à livre concorrência. O neoliberalimo (novo liberalismo) é do século XX, por volta de 1970 o modelo do Keynesiano começa a dar lugar as antigas idéias do liberalismo. O objetivo principal do Neoliberalismo era promover o aumento da circulação de mercadoria no mundo. Seus principais incentivadores foram Margaret Thatcher e Ronald Reagan. Seus princípios básicos são: • Estado mínimo, o Estado deve interferir o mínimo possível na economia, de preferência como regulador; • políticas de privatizações; • abertura econômica. 14) Cite quatro exemplos de bens de produção transitórios ou intermediários? R: São bens usados na produção de outros bens, especialmente bens de consumo, embora não sejam diretamente incorporados ao produto final. São as máquinas, equipamentos e instalações de uma indústria, veículos e material de transporte. 15) Deve os serviços remunerados ser considerados como bens? Por quê? R: Sim, A inclusão dos serviços de consumo, no conceito de riqueza e, conseqüentemente, na produção, é mais recente, pois Adam Smith (1723-1790) não havia incluído os serviços remunerados como pertencentes ao conceito de produção de um país. Ele entendia que o termo produtivo era somente bens materiais (mercadorias). Hoje os economistas em geral consideram como produção os serviços prestados por dentistas, médicos, hospitais etc. Já os serviços não remunerados, como o de dona de casa, ou pequenos reparos nas nossas casas etc., não são considerados bens de produção. 16) Como denominamos as necessidades adquiridas pela convivência em sociedade? R: Necessidades coletivas gerais e Necessidades coletivas especiais. 17) Em economia, qual o significado de riqueza? R: Em economia a palavra riqueza significa o conjunto de bens e serviços de consumo produzidos pela economia de um país.
  4. 4. 18) Como o Estado exerce sua ação para atender as necessidades coletivas? R: Justamente pela existência das necessidades coletivas é que surgiu uma instituição social, o Estado, destinado a satisfazê-las. O Estado compreende a reunião de indivíduos que habitam determinado território obedecendo ao mesmo governo, o qual se encarrega das necessidades coletivas. O Estado satisfaz as necessidades por meio dos serviços públicos, que podem ser de duas espécies: serviços públicos gerais e Serviços públicos especiais. 19) Cite dois exemplos de bens de consumo duráveis. R: Bens duráveis são aqueles que adquirimos e usamos por um longo período, exemplo: casas, automóveis, móveis, eletrodomésticos etc. 20) Como classificamos os bens quanto à raridade? R: bens não econômicos, um exemplo, é o ar atmosférico que respiramos, sendo que a sua existência é maior que as nossas necessidades, o qual não tem valor econômico. Bens econômicos são raros ou escassos, como os alimentos, remédios, serviços de consumo etc. 21) Quais são os fenômenos econômicos elementares? R: Vulgar (Empírico) e Científico (Racional) 22) Como classificamos os bens quanto a natureza? R: Bens materiais (tem existência concreta) ; bens imateriais (serviços) 23) Cite dois exemplos de necessidades coletivas? R: Previdência social com médicos e hospitais para toda a população, a manutenção da ordem publica etc. 24) Cite dois exemplos de serviço público geral. R: Tratamento e abastecimento de água; produção e distribuição de energia elétrica, gás e combustíveis; 25) Cite dois exemplos de serviço público especial R: Água e esgoto, iluminação e energia. 26) Cite um exemplo de imposto de incide sobre a produção. R: IPI (Imposto Produto industrializado)
  5. 5. 27) Cite um exemplo de imposto que incide sobre a circulação ou comercialização. R: ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços) 28) Cite um exemplo de imposto que incide sobre a propriedade. R: IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) 29) Cite um exemplo de imposto sobre a renda. R: Imposto de renda 30) Cite um exemplo de imposto sobre transação financeira. R: IOF (imposto sob Operações Financeiras) 31) Cite dois exemplos de bem livre. R: O ar, sol 32) Defina bem de produção durável. R: Os bens de consumo duráveis são aqueles que podem ser utilizados várias vezes durante longos períodos, como um automóvel, máquinas e equipamentos... R: Interesses publico e privado
  6. 6. 27) Cite um exemplo de imposto que incide sobre a circulação ou comercialização. R: ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços) 28) Cite um exemplo de imposto que incide sobre a propriedade. R: IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) 29) Cite um exemplo de imposto sobre a renda. R: Imposto de renda 30) Cite um exemplo de imposto sobre transação financeira. R: IOF (imposto sob Operações Financeiras) 31) Cite dois exemplos de bem livre. R: O ar, sol 32) Defina bem de produção durável. R: Os bens de consumo duráveis são aqueles que podem ser utilizados várias vezes durante longos períodos, como um automóvel, máquinas e equipamentos... R: Interesses publico e privado

×