Geologia - 12º

3.979 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.979
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geologia - 12º

  1. 1. Trabalho realizado por: Rafaela Ferreira Nº 24 12º C2
  2. 2. <ul><li>Fossa </li></ul><ul><li>Arco Insular </li></ul><ul><li>Dorsal Oceânica </li></ul><ul><li>Rifte </li></ul><ul><li>Zona de Subducção </li></ul><ul><li>Falha Transformante </li></ul><ul><li>Ponto Quente </li></ul>
  3. 3. <ul><li>As  fossas oceânicas  ou  abissais  são as regiões mais profundas dos oceanos. São profundas depressões que se formam abaixo do talude continental, em zonas de encontro de placas tectónicas, onde uma dessas placas mergulha sob a outra. </li></ul><ul><li>A  Fossa das Marianas  é o local mais profundo dos oceanos, atingindo 11.034 metros de profundidade. </li></ul>Fossa das Marianas Índice
  4. 4. <ul><li>Conjunto de ilhas vulcânicas dispostas em curva, normalmente de grande extensão. </li></ul><ul><li>Os sistemas de arcos insulares correspondem a zonas de intenso vulcanismo e situam-se em zonas de encontro de duas placas tectónicas oceânicas. Uma das placas oceânicas mergulha sob a outra, sofrendo fusão e o magma daí resultante ascende até à superfície originando ilhas dispostas em arco. </li></ul>Ilhas Curilas - Japão Índice
  5. 5. <ul><li>Dorsais oceânicas, são montanhas submarinas cuja origem é provocada pela expulsão do magma através de fracturas da crosta, em consequência de fenómenos tectónicos ocorridos na região. </li></ul>Dorsal Médio Atlântica Índice A  Crista Média Atlântica  é uma cordilheira submarina que se estende no leito dos oceanos Atlântico e Árctico. Crê-se que a sua formação fique a dever-se a um limite divergente entre placas tectónicas: a placa Norte-americana e a placa Euroasiática, no Atlântico Norte e a placa Sul-americana e a placa Africana no Atlântico Sul.  
  6. 6. <ul><li>Zonas do globo onde a crosta terrestre e a litosfera associada estão a sofrer uma fractura acompanhada por um afastamento em direcções opostas, simetricamente. </li></ul><ul><li>Este processo permite compensar a destruição da litosfera oceânica, que ocorre nas zonas de subducção. </li></ul>Vale do Rifte - África Índice
  7. 7. <ul><li>É uma área de convergência de placas tectónicas, onde uma das placas desliza para debaixo da outra. As zonas de subducção são áreas onde o alastramento oceânico iniciado dos riftes encontra compensação. </li></ul><ul><li> Este movimento descendente provoca a fusão parcial do manto subjacente e induz vulcanismo. </li></ul>Índice Vulcão Puyehue O vulcão Puyehue faz parte da zona vulcânica dos Andes que conta com mais de 200 vulcões activos. – Formado por subducção.
  8. 8. <ul><li>Uma  falha transformante  é um dos três tipos de contactos entre placas tectónicas. Sendo diferente dos outros dois, pois o movimento relativo das duas placas litosféricas faz com que estas deslizem uma em relação à outra, não havendo produção nem consumo de placas. </li></ul>Índice Falha de Santo André
  9. 9. <ul><li>Um ponto quente mantém-se fixo e as plumas térmicas de magma perfuram a placa, originando um vulcão. </li></ul><ul><li>A placa desloca-se sobre o ponto quente, afastando-se da fonte de magma devido ao seu movimento. </li></ul><ul><li>O vulcão formado extingue-se, originando outro, sobre o ponto quente. </li></ul><ul><li>Devido ao movimento da placa, as ilhas afastam-se do ponto quente, sendo tanto mais antigas, quanto mais afastadas se encontrarem do ponto quente. </li></ul><ul><li>  </li></ul>São regiões intra-placas onde, durante um tempo prolongado, há intenso vulcanismo. Hawaii Índice
  10. 10. Voltar É uma falha geológica tangencial que se prolonga por cerca de 1290 km através da Califórnia . A falha de Santo André marca um limite transformante entre a Placa do Pacífico e a Placa Norte-Americana . É uma falha famosa por produzir grandes e devastadores sismos, como o sismo de São Francisco de 1906 que destruiu a cidade.
  11. 11. <ul><li>O Grande Vale do Rift é um complexo de falhas tectónicas criado há cerca de 35 milhões de anos com a separação das placas tectónicas africana e arábica. Os rebordos do Grande Vale do Rift são formados por cordilheiras onde se encontram os pontos mais altos do continente. Muitos dos seus picos têm (ou tiveram no passado) actividade vulcânica. </li></ul>Voltar
  12. 12. Voltar O Hawaii localiza-se num arquipélago localizado no Oceano Pacífico. Todas as ilhas do Hawaii foram formadas por vulcões, que lentamente emergiram do leito do mar, através do que a geologia chama de ponto quente (hot spot).
  13. 13. Voltar As Ilhas Curilas formam um arquipélago vulcânico de 56 ilhas que se estende entre a Península de Kamchatka, no extremo oriental da Rússia, até à ilha japonesa de Hokkaido. As ilhas são uma formação de mais de 100 vulcões, dos quais 35 ainda em actividade. Ficam num corredor de placas tectónicas e, devido a esse facto, a região possui intensa actividade sísmica.

×