O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Tipologia de museus

8.983 visualizações

Publicada em

Tipologia de museus

  • esqueceram de falar sobre os museus indígenas ou museus comunitários.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Tipologia de museus

  1. 1. Algumas Curiosidades da Aula Anterior Professor Eduardo Camilo
  2. 2. Gabinetes de Curiosidades
  3. 3. Ashmolean Museum - 1683
  4. 4. Museu Britânico - 1753
  5. 5. Louvre
  6. 6. Tipologias de Museu <ul><li>Museu Tradicional </li></ul><ul><li>1.1 Museu Tradicional Ortodoxo (acadêmico) </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Estética do ambiente é fundamental </li></ul><ul><li>Núcleos de exposição integrados </li></ul><ul><li>Espaços bem delimitados para cada núcleo </li></ul><ul><li>A exposição segue um ROTEIRO DEFINIDO (circuito) </li></ul><ul><li>Há uma ênfase no OBJETO COMO PRODUTO CULTURAL (o museu tradicional valoriza o objeto) </li></ul><ul><li>Objeto em si (técnica conceitual) </li></ul><ul><li>Conjuntos de objetos ( técnicas de ambientação e de reconstituição) </li></ul>
  8. 8. Museu Histórico Nacional – RJ
  9. 9. Museu Imperial – Petrópolis/RJ
  10. 10. Entrada Sala de Jantar
  11. 11. Quarto das Princesas Gabinete de Dom Pedro
  12. 12. Sala do Trono
  13. 13. 1.2 Museu Tradicional do Tipo Interativo (exploratório)
  14. 14. <ul><li>Estética geral do ambiente não é fundamental </li></ul><ul><li>Exposição em núcleos definidos </li></ul><ul><li>Espaços não rigidamente delimitados </li></ul><ul><li>Há uma ênfase na PERCEPÇÃO e no TEMPO do visitante </li></ul><ul><li>Trabalha um novo conceito de OBJETO </li></ul><ul><li>Dá ênfase aos conjuntos </li></ul><ul><li>Não há roteiros definidos, mas conjuntos interativos </li></ul><ul><li>A compreensão só é possível com a participação do visitante. </li></ul>
  15. 15. Museu de Astronomia e Ciências Afins - RJ
  16. 19. <ul><li>“ Em 2002, 185.000 pessoas puderam conhecer alguns experimentos do MCT da PUCRS sem sair de suas cidades. O Projeto Museu Itinerante visitou 18 municípios do Rio Grande do Sul e um de Santa Catarina, levando o conceito de aprendizado com entretenimento. Trata-se de um caminhão equipado com sistema de projeção, microscópios e aparelhos multimídia, que carrega também parte do acervo interativo do museu.” </li></ul>
  17. 20. 1.3 Museu Tradicional com Coleções Vivas
  18. 21. <ul><li>Exposição em núcleos definidos </li></ul><ul><li>Núcleos definidos por classificação científica ou ocorrência segundo critérios ecológicos (ex.: plantas das Floresta Amazônica; peixes do pacífico) </li></ul><ul><li>Ênfase no ACERVO, que é constituído por ESPÉCIMES VIVOS </li></ul><ul><li>Característica: o acervo se reproduz em exposição </li></ul><ul><li>Pode ou não ter um roteiro definido </li></ul><ul><li>Há pouca interação entre visitantes e acervo </li></ul><ul><li>Provoca intensa reação no visitante – mas para que haja real compreensão, é necessário o complemento educativo ou gráfico (ex.: textos) </li></ul>
  19. 23. Oceanário – Lisboa
  20. 24. 2. Museus de Território
  21. 25. 2.1 Museus Comunitários e Ecomuseus
  22. 26. <ul><li>Baseados na musealização de um território </li></ul><ul><li>Ênfase dada ás relações culturais e sociais Homem/território </li></ul><ul><li>Características: valoriza PROCESSOS NATURAIS E CULTURAIS e não os objetos enquanto produtos da cultura </li></ul><ul><li>Baseada no TEMPO SOCIAL </li></ul><ul><li>Pode conter exposições tradicionais, baseadas em objetos </li></ul>
  23. 27. Moinho de Maré de Corroios
  24. 28. Norsk Folkemuseum
  25. 29. 2.2 Parques Nacionais e outros sítios naturais musealizados
  26. 30. <ul><li>Baseados na musealização de um território </li></ul><ul><li>Ênfase dadas às relações entre os diversos componentes de um ecossistema (nos quais se inclui a presença humana) </li></ul><ul><li>Característica: valoriza PROCESSO NATURAIS E CULTURAIS e suas conseqüências e produtos </li></ul><ul><li>Baseada no tempo natural (biológico) </li></ul><ul><li>Pode conter exposições tradicionais, com espécimes e objetos </li></ul>
  27. 31. Parque Nacional das Emas – GO/MS
  28. 32. Parque Nacional da Serra da Capivara - PI
  29. 33. 2.3 Cidades monumentos
  30. 34. <ul><li>Baseados na musealização de um território </li></ul><ul><li>A exposição é TODO O CONJUNTO </li></ul><ul><li>Ênfase dadas às relações entre os diversos componentes do ecossistema, com priorização para a presença humana </li></ul><ul><li>Característica: valoriza os resultados da presença humana sobre o território </li></ul><ul><li>Baseada no TEMPO SOCIAL (cidades-monumento) e no TEMPO GEO-HUMANO (Sítios arqueológicos) </li></ul><ul><li>Pode conter exposições tradicionais, com espécimes e objetos </li></ul><ul><li>Cidades-monumentos podem conter todos os tipos de museus acima referidos. </li></ul>
  31. 35. Ouro Preto - MG
  32. 36. Olinda - PE
  33. 37. Parati - RJ
  34. 38. 2.3 Museus Virtuais
  35. 39. <ul><li>Característica: não existe em materialidade, </li></ul><ul><li>Exposição: existente apenas na tela do computador </li></ul><ul><li>Pode apresentar todas as características de um do demais tipos de exposição </li></ul><ul><li>Não tem público, na acepção tradicional do termo – mas visitantes individuais </li></ul><ul><li>Cada visitante tem o potencial de alteração da exposição. </li></ul>
  36. 44. <ul><li>Fim = D </li></ul>Fim =D

×