Fundamentos de aministraçao taylor

957 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
957
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fundamentos de aministraçao taylor

  1. 1. Professora: Mariza Campos
  2. 2. Administração Cientifica e Taylorismo  Componentes:  José Joaquim Pereira  Marcos Paulo  Maria Santos Lima  Rafael Santos Costa
  3. 3. Como surgiu a Administração Cientifica Devido preocupação básica em aumentar a produtividade da empresa por meio do aumento da eficiência no nível operacional, isto é, no nível do operário, uma vez que as tarefas do cargo e o ocupante constituem a unidade fundamental da organização.
  4. 4. Predominava a atenção para o método de trabalho. Movimentos necessários para a execução da tarefa. Tempo padrão determinado para a execução. Especialização do Operário. Assim, no inicio do século XX, surgem as teorias do campo da racionalização do trabalho, de que o homem é um se fundamentado racional.
  5. 5. Teorias decorrentes de idéias desenvolvidas por engenheiros que procuravam elaborar uma engenharia industrial dentro de uma concepção pragmática. A ênfase nas tarefas é a principal característica de Administração Cientifica. A Administração Cientifica recebeu esse nome por causa da tentativa de aplicação dos métodos da ciência aos problemas da Administração tentando-se alcançar elevada eficiência industrial.
  6. 6. O precursor da Administração Cientifica Nascido em 20 de março de 1856 na Filadélfia, Pensilvânia, EUA. Começou a estudar em Harvard, porém, por problemas de saúde , abandonou a universidade. Em 1874, começa a trabalhar no”chão da fábrica “ Formou-se em engenheiro estudando a noite.
  7. 7. Frederick Wilson Taylor foi o precursor da Administração Cientifica chamado por muitos de “O Pai da Administração Cientifica” onde revolucionou com trabalhos na área de melhoramentos da eficiência industrial. Desenvolveu estudo a respeito de técnicas de racionalização do trabalho dos operários. A característica mais marcante de Taylor é a busca de uma organização cientifica do trabalho, enfatizando tempos e métodos. Ele percebia a necessidade de se aplicarem métodos científicos à Administração para assegurar seus objetivos de máxima produção a mínimo custo.
  8. 8. Objetivos Rendimento e Eficiência Tempo e Atividade
  9. 9. Taylor inicio suas experiências e estudos pelo trabalho do operário e, mais tarde, generalizou as suas conclusões para a Administração geral. O primeiro período de Taylor corresponde à época da publicação do seu livro Shop Management(Administração de Oficinas), em 1903, onde se preocupou exclusivamente com as técnica de racionalização do trabalho do operário, através do estudo de tempos e movimentos.
  10. 10. Ele também verificou que um operário médio produzia menos do que era potencialmente capaz com o equipamento disponível. Conclui-se que o operário não produzia mais, pois seu colega também não produzia mais, pois o seu colega também não produzia. Daí surgiu a necessidade de criar condições de pagar mais ao operário.
  11. 11. A essência de seu livro Shop Management traduz o seguinte: O objetivo de uma boa administração é pagar salários altos e ter baixo custos unitários de produção. A administração deve aplicar métodos científicos de pesquisa e experimentação, a fim de formular princípios e formular processos padronizados. Os empregados devem ser cientificamente colocados em postos ou serviços em os materiais de trabalho e as normas sejam compridas. Os empregados devem ser cientificamente adestrados para aperfeiçoar suas aptidões e portanto executar um serviço ou tarefa de modo que a produção normal seja cumprida. Uma atmosfera de cooperação deve ser cultivada entre a administração e os trabalhadores.
  12. 12. Nesse segundo período, desenvolveu os seus estudos sobre a administração geral, a qual denominou Administração Cientifica, sem deixar contudo sua preocupação com relação à tarefa do operário.
  13. 13. Taylor assegurava que as industrias de sua época padeciam de males que poderiam ser agrupados em 3 fatores: Vadiagem sistemática por parte dos operários, com o objetivo de evitar reduções na taxas salariais, e havia três causas para essa vadiagem no trabalho que são:  O erro que vem de época imemorial e quase universalmente disseminado, maior rendimento do homem e da maquina renderia desemprego.  O sistema defeituoso da administração, ociosidade no trabalho, afim de melhor proteger os interesses.  Métodos ineficientes desperdícios de grande parte de seu esforço e tempo.
  14. 14. Desconhecimento, pela gerencia, das rotinas de trabalho de do tempo para sua realização. Falta de uniformidade das técnicas ou métodos de trabalho.
  15. 15. Administração como Ciência A Proposta básica de Taylor: Foram:
  16. 16. Padronização
  17. 17. Especialização
  18. 18. Controle
  19. 19. Remuneração
  20. 20.  Os elementos do mecanismo da Administração Cientifica, destinados a torna a Administração uma Ciência são os seguintes:
  21. 21. Princípios da Administração Científica O Taylorismo nada mais é que a aplicação dos principios da organização e do método cientifico a trabalhos de qualquer natureza. O caráter essencial da obra de Taylor é a aplicação rigorosa do método científico aos problemas industriais. Taylor defendia a necessidade de separar o trabalho de planejamento da execução para isso ele desenvolveu quatro princípios básicos que são:
  22. 22. Tornar a Administração uma Ciência; Seleção Cientifica; Treinamento cientifico Cooperação harmoniosa entre trabalho e gerência.
  23. 23. Organização Racional do Trabalho Taylor via a necessidade premente de aplicar métodos científicos a administração, para garantir a consecução de seus objetivos de máxima produção a mínimo custo.  Essa tentativa de substituir métodos empíricos e rudimentares pelos métodos científicos em todos os ofícios recebeu o nome de Organização Raciocínio Lógico do Trabalho(ORT). Os principais aspectos da ORT são:
  24. 24.  Análise do trabalho e estudo dos tempos e movimentos.  Estudo da fadiga humana.  Divisão do trabalho e especialização do operário.  Desenho de cargos e de tarefas.  Incentivos salariais e prêmios de produção.  Conceito do homo economicus.  Condições ambientais de trabalho, como iluminação, conforto etc.
  25. 25. Estudo dos Tempos e Movimentos
  26. 26. Elimina movimentos inúteis e os substitui por outros mais eficazes; Racionaliza a seleção e treinamento do pessoal; Melhora a eficiência do operário e o rendimento da produção; Distribui uniformimente o trabalho, para que não haja períodos de falta ou excesso de trabalho. VANTAGENS:
  27. 27. Estudo da Fadiga Humana
  28. 28. Divisão do Trabalho e Especialização do Operário
  29. 29. Cada operário Vários operários Vários operários desempenha desempenham em desempenham em série a tarefa total paralelo partes da tarefa partes da tarefa total Figura 3.2. A divisão do trabalho e a especialização do operário
  30. 30. Desenho de Cargos e Tarefas
  31. 31. TAREFA Toda atividade executada por uma pessoa no seu trabalho dentro da organização. CARGO Conjunto de tarefas executadas de maneira cíclica ou repetitiva. DESENHAR UM CARGO Especificar seu conteúdo (tarefas), os métodos de executar as tarefas e as relações com os demais cargos existentes.
  32. 32. Incentivos Salariais e Prêmios de Produção
  33. 33. Conceito de Homo Economicus
  34. 34. Condições de Trabalho
  35. 35.  Adequação de instrumentos e ferramentas de trabalho e de equipamentos de produção para minimizar o esforço do operador e a perda de tempo na execução da tarefa;  Arranjo físico das máquinas e equipamentos para racionalizar o fluxo da produção;  Melhoria do ambiente físico de trabalho de maneira que o ruído, a ventilação, a iluminação, o conforto no trabalho não reduzam a eficiência do trabalhador;  Projetos de instrumentos e equipamentos especiais, como transportadores, seguidores, contadores e utensílios para reduzir movimentos inúteis.
  36. 36. Adequação de instrumentos e ferramentas de trabalho e de equipamentos de produção para minimizar o esforço do operador e a perda de tempo na execução da tarefa; Arranjo físico das máquinas e equipamentos para racionalizar o fluxo da produção; Melhoria do ambiente físico de trabalho de maneira que o ruído, a ventilação, a iluminação, o conforto no trabalho não reduzam a eficiência do trabalhador; Projetos de instrumentos e equipamentos especiais, como transportadores, seguidores, contadores e utensílios para reduzir movimentos inúteis.
  37. 37. Alem desses princípios houve um engenheiro chamado Harrington Emerson que foi um dos principais auxiliares de Taylor que popularizou a Administração Cientifica, desenvolveu os primeiros trabalhos sobre seleção e treinamento de empregados. Idealizou alguns princípios para eficiência: Traçar um objetivo bem definido, de acordo com as idéias. Estabelecer o predomínio do bom censo. Manter disciplina. Manter honestidade nos acordos. Manter registro precisos imediatos e adequados. Fixar remuneração proporcional ao trabalho. Fixar incentivos eficientes ao maior rendimento e a eficiência.
  38. 38. Benefícios do método de Taylor Aos empregadores:  Produto de qualidade superior.  Redução de custos.  Ambiente de trabalho agradável. Aos trabalhadores:  Salários maiores.  Funcionários se sentem mais valorizados.  Jornada de trabalho reduzida.
  39. 39. Pontos Fracos  Exploração dos Empregados (trabalhadores);  A forma de seleção;  Rigidez e falta de espaço para a criatividade;  “Perda” da totalidade do processo produtivo;  Diminuição do número de funcionários (desemprego);  Excesso de trabalho;  Falta de Legislação Trabalhista;  Proibição de Movimentos Sindicais.
  40. 40. Críticas à Administração Científica Como todo processo pioneiro e inovador, a Administração Científica teve seus críticos ferrenhos. E muitas destas críticas perduram até hoje, em virtude da abordagem criada por Taylor. Conheça abaixo as principais críticas: o mecanicismo da abordagem (teoria da máquina); a superespecialização que robotiza o operário; ausência de comprovação científica; limitação do campo de aplicação à fabrica; abordagem de sistema fechado (limitada).
  41. 41. Mas apesar das críticas, a Administração Científica tem um papel importantíssimo na formação do que conhecemos hoje como Administração. Em seu livro “Introdução à teoria Geral da Administração”, Chiavenato afirma que a administração foi o primeiro passo na busca de uma teoria administrativa. Um passo pioneiro e irreversível.
  42. 42. FrederickWilsonTaylor “OPaida AdministraçãoCientífica”
  43. 43. Conclusão  No início sua preocupação era tentar eliminar o desperdício e das perdas sofridas pelas indústrias americanas e elevar os níveis de produtividade através de métodos e técnicas de engenharia. Ele utilizava técnicas que eram centradas do operário para a direção, através do estudo de tempos e movimentos, da fragmentação das tarefas e na especialização do trabalhador reestruturava a fabricação e com os conceitos de gratificações por produção incentivava o operário a produzir mais.  Só que não adiantava racionalizar o trabalho do operário se o supervisor, o chefe, o gerente, o diretor continuavam a trabalhar dentro do mesmo empirismo anterior.

×