AS ¡Mpmalgss E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS
AS IMAGENS ESUAS

IMPLICAÇÕES SOCIAIS

A Sociedade de consumo é influenciada e formada por
informação,  propaganda e publi...
AS IMAGENS E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS

Na onda dos eventos de moda,  como o Fashion Rio,  realizado
no Rio de Janeiro,  ou...
1 AS IMAGENS E SUAS

IMPLICAÇÕES SOCIAIS

' A polêmica dos corpos,  sejam das modelos de passarelas, 

sejam de modelos pu...
AS IMAGENS E SUAS

IMPLICAÇOES SOCIAIS

' É necessário ser como as modelos:  corpo plasticamente

perfeito,  à prova de ve...
r. ” llvlslixnfiíljgzlf l  o II u, 

_Ilrtlf'l_. _l"; Alx[Í71FÉ' w I~ . ml

Êuãlllmíalploll'“RailIllqfíizmilar; milmailli-...
AS IMAGENS E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS

Para isso,  a mídia ensina o que,  onde,  quando e como consumir. 
Mais:  ensina co...
AS IMAGENS E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS

As pessoas,  em particular as moradoras das grandes
metrópoles,  relacionam- se,  d...
AS IMAGENS E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS

A socióloga Cristina Costa,  em seu livro A imagem da
mulher,  afirma que,  no coti...
runraioruqlu'

: :I : ql jm'

FÊÃÇ. ) l

i I~f1l5aÇE§i›

mw õllkilílãilllâili: 'IIIKIQGIIP a,  emmai; Iflçuiítçmiálíiíâgêi...
'J l

'r

AS IMAGENS E SU
IMPLICAÇOES socIAIs

Como necessita fomecer uma ampla quantidade de
entretenimento,  para assim ...
*g5 'E 
I ' S: 

AS IMAGENS E SUAS
IMPLIcAçoESSojqIAIS

Do encontro entre imagem,  mídia e

sociedade é possível extrair u...
AS IMAGENS E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS

Assim,  para a pesquisadora Sandra Pesavento,  no livro
História e história cultura...
*, I_l'! l1$. i§i_-Íir'_IÍ* ; i fil llif'

 ILLII : Axl:  7  v I I IVA 1 

AXu-Ialkournrzirlrnir“baiana-nr” oílcL-«aIcIqra...
AS IMAGENS ESUAS
IMPLICAÇOES SocIAIS

Para a mídia,  a beleza,  a sedução,  o prazerÍ das cores,  das formas e das linhas,...
AS INÍI-GEQIS E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS

Pelo fato de a mídia tratar a beleza como um artigo mercantil,  ou seja, 
como u...
,AS ihñl-GEBIS E SUAS
lMPLlCl-ÇOES SOCIAIS

Essas imagens fazem parte das convenções ditadas pela sociedade
e são convenci...
"". 

AS lMAGE-NSÀIEZSÍJASOÍ 

IMPLICAÇOES SOCIAIS

A imagem - representativa ou não do cotidiano - tomou-se parte da cult...
AS IMAGENS E SUAS
IMPLICAÇOES SOCIAIS

Assim,  representado socialmente por diferentes meios, 
o indivíduo passa a ser um ...
AS IMAGENS E SUAS”

IMPLICAÇÕES SocIAI

As formas de entretenimento na midia podem
ser vistas como "válvulas de escape" su...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Imagens e Implicações Sociais

329 visualizações

Publicada em

Influências das imagens e suas consequências nas opções de consumo da população.

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
329
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imagens e Implicações Sociais

  1. 1. AS ¡Mpmalgss E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS
  2. 2. AS IMAGENS ESUAS IMPLICAÇÕES SOCIAIS A Sociedade de consumo é influenciada e formada por informação, propaganda e publicidade, constituindo, assim, o modelo de vida moderna
  3. 3. AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS Na onda dos eventos de moda, como o Fashion Rio, realizado no Rio de Janeiro, ou o São Paulo Fashion Week, na capital paulista, sempre surgem discussões sobre moda, beleza e, uma das mais polêmicas, sobre o corpo. Baseado em tipos franzinos, magros, os corpos "da moda" são ão produtos de consumo quanto as roupas que os vestem.
  4. 4. 1 AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇÕES SOCIAIS ' A polêmica dos corpos, sejam das modelos de passarelas, sejam de modelos publicitários, ganha páginas de jornais, de revistas, nas tevês por meio de imagens e representações e abre espaço para aldiscussão sobre como a idealização do corpo adquiriu poder ao longo do século XX, chegando ao século )O(I com normas estéticas específicas.
  5. 5. AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS ' É necessário ser como as modelos: corpo plasticamente perfeito, à prova de velhice, isento de qualquer descuido ou preguiça. - '
  6. 6. r. ” llvlslixnfiíljgzlf l o II u, _Ilrtlf'l_. _l"; Alx[Í71FÉ' w I~ . ml Êuãlllmíalploll'“RailIllqfíizmilar; milmailli-qjlta-dibíülüpiàüo gIçuIoiipxoninlnieií-Icnm: q: Illlllñwülllidkll! 'Içn= _In-ioInI›1I. In¡Io› Aunncjiklinlírzllir: !Y-“Ittnajllz ›. .›m: apmIdlurgãto-dlalnamgank. Olilalgllml¡'lnI-iluiollnwol: nmlnlcllnuo_ añc-sxi-nuwlnsanlnnle, um: :: Unitins-mt n ! Inn-mpi 'i : luana: Ta-. P-Iol: ¡Ialhw 'Ice-una z
  7. 7. AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS Para isso, a mídia ensina o que, onde, quando e como consumir. Mais: ensina como devemos ser. Por meio de suas representações, o indivíduo pode se reconhecer como protagonista das imagens, espelhando-se nos modelos apresentados, fazendo da imagem midiática algo a ser copiado.
  8. 8. AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS As pessoas, em particular as moradoras das grandes metrópoles, relacionam- se, diariamente, com Um fluxo contínuo de imagens produzidas pela mídia. Essa "relação" não é propriamente uma novidade ejá há muito tempo influencia a sociedade. Por isso, não se discute que as imagens da mídia são parte da cultura da sociedade brasileira. São imagens que se tomaram onipresentes e são responsáveis pela difusão de símbolos, culturas e informações.
  9. 9. AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS A socióloga Cristina Costa, em seu livro A imagem da mulher, afirma que, no cotidiano das relações sociais, as pessoas se formam no contraponto das imagens que recebem, ou Seja, passa a Ser um grande jogo de espelhos, fazendo o indivíduo ora se compreender ou se opor, ora se contemplar ou se estranhar.
  10. 10. runraioruqlu' : :I : ql jm' FÊÃÇ. ) l i I~f1l5aÇE§i› mw õllkilílãilllâili: 'IIIKIQGIIP a, emmai; Iflçuiítçmiálíiíâgêi: ínIaIP-. IIIIL 'íww ? aulz azainzictunlnrcfõicra nnropiir-. rm Iurpmnaa. 'rvI-. I-. Ieaw Illàcinifl-*Ollll I-anm-IETm-IhI-il: kw--r-IrquIm-. xaI-Iiaunurunrgritam-Itua-»maquiar-Inner tillIíllfêlirzbiàràlihuauniinnlaaalg. .Ilçm : :nenhum-I ' IÍIHQIIO); vftítcnjlu-ro 91mm¡trpxçiiiaunruiunhw . A9 *IV-Intiiclalilgaa KSãIEIEQÍÍiIÍEIKàJIl/ Íhl
  11. 11. 'J l 'r AS IMAGENS E SU IMPLICAÇOES socIAIs Como necessita fomecer uma ampla quantidade de entretenimento, para assim estimular o _consumo e anestesiar os danos causados a determinadas raças, classes sociais e sexo, a mudança social foi substituída por uma mudança nas imagens, e a mídia aproveita essa chance para criar novos estilos de vida, novos conhecimentos, novas culturas e novas representações.
  12. 12. *g5 'E I ' S: AS IMAGENS E SUAS IMPLIcAçoESSojqIAIS Do encontro entre imagem, mídia e sociedade é possível extrair um conjunto de representações que expressam força cultural e que são Usadas cada vez mais com o intuito , / de fazer "crer", criando fenômenos j . I _ V' totalmente midiatizados. Nasce, então, a sociedade do "parecer ser", na qual a mídia forma padrões de r identidade que são estabelecidos pelo modo i como o indivíduo interage com as imagens.
  13. 13. AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS Assim, para a pesquisadora Sandra Pesavento, no livro História e história cultural, o imaginário, a representação, a produáo e a recepção dos discursos da mídia formulam a compreensão do indivíduo: ao ver as imagens, o espectador vai tomála como representação do seu cotidiano e, conseqüentemente, como um exemplo a ser seguido.
  14. 14. *, I_l'! l1$. i§i_-Íir'_IÍ* ; i fil llif' ILLII : Axl: 7 v I I IVA 1 AXu-Ialkournrzirlrnir“baiana-nr” oílcL-«aIcIqraIoxuoj-I-. «« 'I- um. . gIdE-uIT-ZIFI "lar-íMidluouEY-naõulqgliilunn. "quim-h" , vI-gltç--Içinmq açlrutolnwlo Io-nroranrçlvnnuc-girñpmo-gímqlnitçr: u
  15. 15. AS IMAGENS ESUAS IMPLICAÇOES SocIAIS Para a mídia, a beleza, a sedução, o prazerÍ das cores, das formas e das linhas, naapresentação dos produtos, parecem ser mais importantes do que a utilidade ou afuncionalidade real dosmesmos. As peças produzidas pela mídialidam como desejo para _a produção de bense mercadorias epdesta forma, aimagem se-converte no referencial que deve ser reproduzido na vida cotidiana.
  16. 16. AS INÍI-GEQIS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS Pelo fato de a mídia tratar a beleza como um artigo mercantil, ou seja, como uma beleza direcionada à promoção de marcas e ao faturamento das indústrias, o eixo básico se tornou a exploração de imagens que povoam a imaginação da Sociedade e que podem não ser verossimeis, mas, talvez, sejam parte das fantasias "convencionais" das pessoas.
  17. 17. ,AS ihñl-GEBIS E SUAS lMPLlCl-ÇOES SOCIAIS Essas imagens fazem parte das convenções ditadas pela sociedade e são convencionalmente Iegitimadas pela mídia, fazendo com que fantasias que antes eram do campo imaginário e solitário sejam, agora, do campo representativo e plural.
  18. 18. "". AS lMAGE-NSÀIEZSÍJASOÍ IMPLICAÇOES SOCIAIS A imagem - representativa ou não do cotidiano - tomou-se parte da cultura da mídia. Buscar entender a cultura é buscar mostrar que, uma vez inserida no cotidiano dos . _ . . indivíduos, a imagem é tida como um espelho da sociedade e, por meio dela, pode-se - - entender a cultura que ela representa. Nessa Sociedade cada vez mais globalizada, capitalista e rápida, como numa frase de Guy Debord, no livro A sociedade do espetáculo, "a realidade do tempo foi substituída pela publicidade do tempo". D _x
  19. 19. AS IMAGENS E SUAS IMPLICAÇOES SOCIAIS Assim, representado socialmente por diferentes meios, o indivíduo passa a ser um personagem midiático. Por meio de suas representações, a mídia não só aborda os produtos/ serviços em si, mas passa a envolvê-Ios no contexto das vivências humanas, apresentando, desse modo, algumas versões dos estereótipos sociais que retratam o indivíduo.
  20. 20. AS IMAGENS E SUAS” IMPLICAÇÕES SocIAI As formas de entretenimento na midia podem ser vistas como "válvulas de escape" substitutas das satisfações reais que não podem ser alcançadas nas condições Sociais normais. São essas narrativas midiáticas que oferecem modelos para a construção do "eu" e que intensificam o consumo, reduzindo a realidade à concepção que a mídia quer que os homens façam dela.

×