_ÊfY/ Ifj ! LJ ií; i, i'? íi i z I* P? 
_FÂSWÍ 1:15# a E» *ji_i, i_i. i7ie“eiie'x¡' L7?
Ain-éIlvndnrwiaitqnilbn-Lsdknqíhmv...
EVOLUÇÃO nos
PROCESSOS CRIATIVOS

Darwin fez um trabalho lindo
e grandioso na compreensão
do processo evolutivo dos
seres ...
a#

EVOLUÇÃO nos
PROCESSOS CRIATIVOS

Afomia evolui em uma continua e gradual complexidade,  do simples para o complexo.  ...
ÊVÚLMÇÃ@ nos
emcessos CREATWÚÊ

1 -Acaso,  ou seja,  as mudanças na forma e nas características
biológicas ocorrem por uma...
EVOLUÇÃO nos

2 - Necessidade,  isto é,  depois que ocorrem essas mudanças

aleatórias através da mutabilidade genética (n...
EVOLUÇÃO nos
PROCESSOS CRIATIV -

A criatividade é considerada uma capacidade
humana de grande valor universal,  tudo indi...
. 
x

i:   a a

Há quem defenda que a criatividade produz-se por meio da interação entre os pensamentos de uma pessoa

e u...
EVÕEMÇÀG @os
@escassos cersrrivos

Existem várias definições diferentes para criatividade. 
Para Ghiselin (1952),  "é o pr...
EVÕEMÇÀG oos
poocsssos cerssrirros

Segundo Flieger (1978),  "manipulamos simbolos ou objetos
externos para produzir um ev...
EVÕEMÇÀG oos
poocsssos cerssrirros

"o termo pensamento criativo tem duas características
fundamentais,  a saber:  é autôn...
EVÕEMÇÀG oos
poocsssos cersrirros

"criatividade é o processo que resulta em um produto novo, 
que é aceito como útil,  e/...
EVÕEMÇÀG oos
poocsssos cersrirros

"criatividade representa a emergência de algo único e
original" (Anderson,  1965)
EVÕEMÇÀG oos
poocsssos ceisriiios

"criatividade é o processo de tornar-se sensível a problemas, 
deficiências,  lacunas n...
EVÕEMÇÀG oos
poocsssos ceisriiios

"um produto ou resposta serãojulgados como criativos na
extensão em que a) são novos e ...
EVOLUÇÃO nos
PROCESSOS CRIATIVOS

O nosso modelo operativo de um processo criativo na metodologia
do Design Thinking evolu...
EVOLUÇÃO 4'

testei
rom PHV
.  brueprint
senti?  Walkthrough
: :emos de ¡“§""°à°
.  lda
rotntiP38§m : :ioga
desenhos E P

...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Criação Publicitária

279 visualizações

Publicada em

Novo conteúdo da disciplina de Criação Publicitária para o curso de Publicidade e Propaganda da Estácio Campus TV Morena.

Publicada em: Design
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
279
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criação Publicitária

  1. 1. _ÊfY/ Ifj ! LJ ií; i, i'? íi i z I* P? _FÂSWÍ 1:15# a E» *ji_i, i_i. i7ie“eiie'x¡' L7? Ain-éIlvndnrwiaitqnilbn-Lsdknqíhmvndkidtg-unnqcmxáii-a 31g¡mnnqgipuqikiílm-âlpllollãkzxño-¡IÍFÍÇKVIÇL Íillñtiollfesí: (lllllpltàmlldiár . . (qmail-quim q_ QJIOIOÍHLOÊÍO uíhliivrzi
  2. 2. EVOLUÇÃO nos PROCESSOS CRIATIVOS Darwin fez um trabalho lindo e grandioso na compreensão do processo evolutivo dos seres vivos. Trouxe a idéia de que as aquisições de novas características biológicas dos seres vivos fazem parte de um processo de transformação lenta e gradual da forma.
  3. 3. a# EVOLUÇÃO nos PROCESSOS CRIATIVOS Afomia evolui em uma continua e gradual complexidade, do simples para o complexo. Porém essa identificação da existência de uma flecha do tempo - do simples para o complexo - a teoria de Dan/ Vin não consegue explicar. O Dan/ vinismo tem sua teoria baseada em dois pilares:
  4. 4. ÊVÚLMÇÃ@ nos emcessos CREATWÚÊ 1 -Acaso, ou seja, as mudanças na forma e nas características biológicas ocorrem por uma modificação aleatória e sem proposito e, portanto, o fato de, por exemplo, o olho humano ser da forma como ele é hoje reflete apenas uma aleatoriedade escolhida pela Natureza sem nenhum propósito. A visão é uma conquista aleatória, sem finalidade teleológica. O difícil é explicar como a Natureza conseguiu selecionar as transformações graduais e lentas de um protótipo de olho para chegarmos na complexidade do olho humano de hoje. Ateoria de Danivin não possui instrumentos para explicar o propósito dessas transformações.
  5. 5. EVOLUÇÃO nos 2 - Necessidade, isto é, depois que ocorrem essas mudanças aleatórias através da mutabilidade genética (neodarwinismo) a - própria natureza seleciona os mais adaptados para suprir a l necessidade de sobrevivência. A idéia de sobrevivência é o único critério proposto para explicar a mundança e a evolução da fonna. Nesse processo de acaso e necessidade os valores não são importantes. Qual a importância na teoria de Dam/ in de temas como o Amor, a Bondade, a Verdade, AJustiça, a Beleza e a Abundância? Ateoria é baseada apenas em interações materiais e o dificil é explicar como interações materiais, movimentos moleculares, podem processar valores. A teoria de Darwin precisaf azer uma reconciliação com aspectos internos esquecidos da É g d; equaçao como sentimentos, pensamentos e Intuiçoes. __. _ . ,_¡_ N¡
  6. 6. EVOLUÇÃO nos PROCESSOS CRIATIV - A criatividade é considerada uma capacidade humana de grande valor universal, tudo indica que nesta competência reside a memória "RAM" biológica para o impulso da evolução humana. A memória RAM segundo Cury, (2009) é o fenómeno dos registos da memória. O que melhor descreve a criatividade é o que Sanchez (2003) referiu em seus apontamentos a criatividade é uma sublime dimensão da condição humana. E entretanto na capacidade criativa, que existe a chave da capacidade de evolução da humanidade. O mérito da expressão criativa é fruto da "complexidade" ou seja é fruto do contexto social no seu desenvolvimento natural e humano. E muito interessante contemplar os efeitos provenientes deste constructo a considerar a capacidade de um individuo criativo construir e reconstruir, transformando a nossa realidade. E consensual e gratificante, perceber que todos temos a capacidade criativa, deve é ser melhor desenvolvida.
  7. 7. . x i: a a Há quem defenda que a criatividade produz-se por meio da interação entre os pensamentos de uma pessoa e um contexto sócio-cultural, há casos que pode exteriorizar-se naturalmente da própria personalidade humana, por se tratar de uma função da mente humana, por vezes também precisa ser ativada por meio dos estímulos extemos e intemos. í,
  8. 8. EVÕEMÇÀG @os @escassos cersrrivos Existem várias definições diferentes para criatividade. Para Ghiselin (1952), "é o processo de mudança, de desenvolvimento, de evoluáo na organização da vida subjetiva". Ã Áxiiv ÊVIÉ g j fi'
  9. 9. EVÕEMÇÀG oos poocsssos cerssrirros Segundo Flieger (1978), "manipulamos simbolos ou objetos externos para produzir um evento incomum para nós ou para nosso meio". R ÁXN f ; sw/ LM ;
  10. 10. EVÕEMÇÀG oos poocsssos cerssrirros "o termo pensamento criativo tem duas características fundamentais, a saber: é autônomo e é dirigido para a produção de uma nova forma" (Suchman, 1981) R ÁXN f ; sw/ LM ;
  11. 11. EVÕEMÇÀG oos poocsssos cersrirros "criatividade é o processo que resulta em um produto novo, que é aceito como útil, e/ ou satisfatório por um número significativo de pessoas em algum ponto no tempo" (Stein, 1974) R ÁXN f ; sw/ LM ;
  12. 12. EVÕEMÇÀG oos poocsssos cersrirros "criatividade representa a emergência de algo único e original" (Anderson, 1965)
  13. 13. EVÕEMÇÀG oos poocsssos ceisriiios "criatividade é o processo de tornar-se sensível a problemas, deficiências, lacunas no conhecimento, desarmonia; identificar a dificuldade, buscar soluções, formulando hipóteses a respeito das deficiências; testar e retestar estas hipóteses; e, finalmente, comunicar os resultados" (Torrance, 1965) fi' R Áxiiv ÊVIÊ A. s.
  14. 14. EVÕEMÇÀG oos poocsssos ceisriiios "um produto ou resposta serãojulgados como criativos na extensão em que a) são novos e apropriados, úteis ou de valor para uma tarefa e b) a tarefa é heuristica e não algorística" (Amabile, 1983) R ÁXN f ; sw/ Lia ;
  15. 15. EVOLUÇÃO nos PROCESSOS CRIATIVOS O nosso modelo operativo de um processo criativo na metodologia do Design Thinking evoluiu graficamente e de conteúdo. O novo design do modelo é do Atelier Nunes e Pã httpz/ /wwwateliemunesepapt/
  16. 16. EVOLUÇÃO 4' testei rom PHV . brueprint senti? Walkthrough : :emos de ¡“§""°à° . lda rotntiP38§m : :ioga desenhos E P brainstorming bralnwriting desenhos experimentais slnétlca visual mapa mental analogias conceptuais mapa de expectativa ! na (um Sra/ i büerd Enraçâo [a EXPLORAÇÃO i AVAUACÀO ã

×