Uso da Lamotrigina na Epilepsia

4.572 visualizações

Publicada em

Aula sobre as indicações e cuidados do uso da lamotrigina na epilepsia. Aula ministrada por Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, para residêntes do INDC UFRJ. www.estimulacaoneurologica.com.br

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.572
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
373
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uso da Lamotrigina na Epilepsia

  1. 1. LAMOTRIGINA Dr.Rafael Higashi Médico neurologista www.estimulacaoneurologica.com.br
  2. 2. Descrição <ul><li>É um antiepilético da classe das feniltriazinas </li></ul><ul><li>Quimicamente não é relacionado a outra droga antiepiléptica </li></ul><ul><li>Pouco solúvel em água </li></ul>
  3. 3. INDICAÇÃO : <ul><li>Crises tônico-clônicas generalizadas , ausência, mioclonia , crises parciais </li></ul><ul><li>Na profilaxia da migrânea resultados inconclusivos </li></ul><ul><li>Têm sido avaliado no tratamento do transtorno bipolar , abuso de cocaína , neuralgia do trigêmio , SUNCT e analgesia pós operatória . </li></ul>
  4. 4. Mecanismo de ação <ul><li>Mecanismo preciso ainda não é conhecido totalmente </li></ul><ul><li>Inibe os canais de sódio </li></ul><ul><li>Modula a transmissão pré-sináptica </li></ul><ul><li>Diminui a liberação do glutamato </li></ul>
  5. 5. Farmacocinética : <ul><li>Absorção : mecanismo de primeira passagem negligênciável , biodisponibilidade não é alterado com o alimento , pico de concentração após 2,5 horas </li></ul><ul><li>Liga-se aproximadamente 55% à proteínas plasmáticas. </li></ul><ul><li>Metabolizado por conjucação hepática. </li></ul>
  6. 6. Eliminação : <ul><li>Em adultos saudáveis é de 29 horas </li></ul><ul><li>Perfil farmacocinético linear </li></ul><ul><li>A meia vida é afetada pela administração de medicação concomitante. </li></ul><ul><li>Indutores enzimáticos(CBZ e FNT) diminuem para 14 horas a meia vida da LMT. </li></ul>
  7. 7. Medicamentos que afetam a concentração sérica da DAE <ul><li>Aumentam : Valproato , sertralina </li></ul><ul><li>Diminuem : CBZ , OCBZ, PB ,PHT, PRM , rifampicina , paracetamol </li></ul>
  8. 8. Dose total diária : Mg/dia Sem valproato Com valproato 1 o e 2 o semana 50 mg 1 x ao dia 25 mg em dias alternados 3 o e 4 o semana 50 mg de 12 /12 h 25 mg de 12/12h Dose de manutenção 100 a 200 mg de 12/12h 100 a 200 mg 1 a 2 x dia
  9. 9. Efeitos colaterais mais comuns : <ul><li>Efeitos neurocognitivos </li></ul><ul><li>Cefaléia </li></ul><ul><li>Alterações do humor </li></ul><ul><li>Náuseas e vômitos </li></ul>Efeitos idiossincrásicos <ul><li>rash cutâneo , necrólise epidérmica tóxica , síndrome de Stevens-Johnson, hepatoxicidade </li></ul>
  10. 10. Eritema exsudativo multiforme
  11. 11. Eritema exsudativo multiforme
  12. 12. Anomalias fetais <ul><li>População geral é de 2 a 3% </li></ul><ul><li>Nas usuárias de DAE é de até 11,5% </li></ul><ul><li>Na lamotrigina a incidência é de 2,8% </li></ul><ul><li>Fenobarbital é de 6,5% </li></ul><ul><li>Valproato é de 8,8% </li></ul><ul><li>Carbamazepina é de 6,7% </li></ul>
  13. 13. Droga antiepileptica Alteração de peso em média Frequência de alteração de peso Valproato Ganho de 13 Kg 50% Carbamazepina Ganho de 7 Kg 15 a 25% Gabapentina Ganho de 7 Kg 15 % Fenitoína Peso inalterado Peso inalterado Lamotrigina Peso inalterado Peso inalterado Topiramato Perda de 1,5 a 5,5 Kg 45 a 85 %
  14. 14. Drogas antiepilépticas e ação no citocromo P450 Ação no CYP450 Droga antiepiléptica Indutores Fenobarbital , fenitoína e carbamazepina Inibidores Valproato Ausência de ação Lamotrigina , gabapentina e vigabatrina
  15. 15. Síndrome dos ovários policísticos e síndrome dismetabólica na mulher com epilepsia <ul><li>20 a 40 % das mulheres com epilepsia apresentam ovários policísticos e níveis elevados de androgênio </li></ul><ul><li>DAE que inibem as enzimas do sistema citocromo CYP450 pode cursar com hiperandrogenismo, ovários policísticos e oligo/amenorréia </li></ul>
  16. 16. Sinais de alerta de que a síndrome metabólica e a síndrome dos ovários policísticos estão em desenvolvimento : <ul><li>Aumento de peso>20% ou no IMC </li></ul><ul><li>Índice circunferência cintura / quadril >0,85 cm </li></ul><ul><li>Ciclo menstruais > 35 ou< 23 dias </li></ul><ul><li>Sangramento no meio dos ciclos </li></ul><ul><li>Dificuldade para engravidar ou abortos precoces </li></ul><ul><li>Hipertricose ou sinais de virilização </li></ul>
  17. 17. Conseqüências sistêmicas do hiperandrogenismo e hiperinsulinemia <ul><li>Diabetes tipo 2 </li></ul><ul><li>Dislipidemia com diminuição do HDL e aumento dos triglicérides </li></ul><ul><li>Obesidade </li></ul><ul><li>Esteatose hepática </li></ul><ul><li>Aumento de incidência de hipertensão </li></ul><ul><li>Aumento de riscos de DCV </li></ul>
  18. 18. Bipolaridade <ul><li>Afeta 3,7% a 8,3% da população, sendo 1a 2% do tipo I e 3 a 5% do tipo II. </li></ul><ul><li>Metade das pessoas com diagnóstico inicial de depressão maior unipolar apresentará sintomas de mania ou hipomania durante a vida , mudando o diagnóstico para bipolaridade. </li></ul><ul><li>Antidepressivos e psicoestimulantes agravam o quadro. </li></ul>
  19. 19. Características do Transtorno Bipolar
  20. 20. Depressão com características atípicas : <ul><li>Reatividade do humor ( melhora brusca e transitória em resposta a eventos positivos) </li></ul><ul><li>Aumento de peso ou de apetite </li></ul><ul><li>Aumento do sono </li></ul><ul><li>Sensação de estar pesado ou ser carregado </li></ul><ul><li>Padrão de hepersensibilidade pessoal à rejeição ( não só durante o quadro depressivo) </li></ul>
  21. 21. Teste para identificação de depressão bipolar Durante a fase depressiva , você tinha ou tem( responda sim ou não) : <ul><li>Excesso de sono e /ou apetite ? </li></ul><ul><li>Mais apatia do que tristeza ? </li></ul><ul><li>Irritabilidade e / ou desconfiança excessivas ? </li></ul><ul><li>Humor oscilante ( com altos e baixos)? </li></ul><ul><li>Melhoras breves quando algo bom acontece ? </li></ul><ul><li>Menos de 25 anos de idade no primeiro episódio depressivo ? </li></ul><ul><li>Parente de primeiro grau com bipolaridade ou abuso de substâncias ? </li></ul>
  22. 22. <ul><li>O antidepressivo causou piora nos primeiros dias ou não teve efeito benéfico ? </li></ul><ul><li>Notou melhora acentuada com antidepressivo em menos de 10 dias ? </li></ul><ul><li>Durante o uso de antidepressivo, sentiu-se bem demais ou gastou demais ? </li></ul><ul><li>O efeito do antidepressivo passou em poucas semanas ou alguns meses ? </li></ul>Teste para identificação de depressão bipolar caso tenha feito uso de antidepressivos ?
  23. 23. Respostas positivas para três destas características sugerem que a depressão seja bipolar
  24. 24. Teste para detecção de bipolaridade Você acha que você : <ul><li>É uma pessoa com altos e baixos de humor ? </li></ul><ul><li>Tem temperamento forte ? </li></ul><ul><li>É uma pessoa de extremos, sem meio termo? </li></ul><ul><li>Precisa sempre estar fazendo alguma coisa ou buscando coisas novas ? </li></ul><ul><li>Tem horas em que pensa rápido demais e não consegue desligar o pensamento ? </li></ul>
  25. 25. <ul><li>Dirige rápido, de modo agressivo, buzina muito ou ultrapassa o sinal ? </li></ul><ul><li>Tem dons artísticos ou criatividade ? </li></ul><ul><li>Já teve fases em que bastavam 6 horas de sono ou menos por dia ? </li></ul><ul><li>Já teve momentos de apatia ou tristeza sem motivo aparente ? </li></ul><ul><li>Tem familiar próximo com bipolaridade ou temperamento muito forte ? </li></ul>Teste para detecção de bipolaridade Você acha que você :
  26. 26. <ul><li>Já ficou muito alegre e confiante ou irritável sem motivos aparentes ? </li></ul><ul><li>Já teve fases com muitos planos, falando mais rápido, alto e bastante ? </li></ul><ul><li>Em alguns momentos arriscou demais ? </li></ul><ul><li>Veste-se ou se comporta de modo mais chamativo ? </li></ul><ul><li>Gasta mais dinheiro com prazeres, futilidades ou aparência ? </li></ul>Teste para detecção de bipolaridade Em comparação com outras pessoas , você :
  27. 27. <ul><li>Tem mais dispersão para manter as coisas na ordem ou tende à dispersão ? </li></ul><ul><li>Já teve impulsos exagerados em relação a comida, drogas, sexo ou compras ? </li></ul><ul><li>Já teve momentos de maior confiança, em que se sentiu especial ? </li></ul><ul><li>Muda de planos e objetivos com mais facilidade ? </li></ul><ul><li>Tem mais instabilidade em atividades profissionais ou relacionamentos afetivos ? </li></ul>Teste para detecção de bipolaridade Em comparação com outras pessoas, você :
  28. 28. Respostas positivas para 4 ou mais perguntas sugerem um quadro de bipolaridade, em vez de depressão maior, num paciente que procura atendimento psiquiátrico .
  29. 29. Tratamento : Comparação da eficácia dos estabilizadores de humor em transtorno bipolar Mania aguda Depressão aguda Profilaxia Lítio +++ ++?+++ +++ Valproato +++ +- ++ CBZ +++ + ++ OXCBZ ++? ? ? Gabapentina - - - Lamotrigina + +++ +++ Topiramato +? +? +?
  30. 30. Tratamento gerais para estabilização do humor ? <ul><li>Sono de 7 a 9 horas por dia </li></ul><ul><li>Exercício físico regular, principalmente aeróbio </li></ul><ul><li>Promover suporte social </li></ul><ul><li>Evitar drogas no geral principalmente os psicoestimulantes </li></ul>
  31. 31. Esquema posológico com a Lamotrigina <ul><li>25 mg por dia durante duas semanas </li></ul><ul><li>50 mg por dia durante duas semanas </li></ul><ul><li>100 mg (avaliar resposta). Esperar duas semanas para aumentar a dose até 200 mg ou , mais tarde, 300 mg por dia </li></ul>
  32. 32. Mestras e Coordenadoras do ambulatório de epilepsia Prof.a Marleide e Cristiane.
  33. 33. Obrigado a todos pela atenção ! Rafael Higashi www.estimulacaoneurologica.com.br

×