Seminário Internacional Portugal - Brasil:
Smart City & Smart Grid no Setor Elétrico

O NOVO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA...
USP: Estrutura de operação análoga a de Cidades
A Universidade de São Paulo (USP) é autarquia de regime especial,
com aut...
Ciclo de vida dos ativos urbanos

Planejamento

Projeto
Básico

Projeto
Executivo

Operação

Construção

Destinação

Manut...
Principais Processos de Infraestrutura Urbana
Água Potável
Água Pluvial
Esgoto
Resíduos
Energia Elétrica
Iluminação
Gás
Es...
SIGINURB - Sistema de Gestão da Infraestrutura Urbana

Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira - CUASO
5
Sistema referencial de gestão integrada urbana

6
O CICLO DE VIDA DE UM DESENVOLVIMENTO
Problema

Solução
Implantação

Nova visão

Real

Apreensão

Implementação

Modelo

P...
Plano Mestre de Iluminação do Campus
da Capital da Universidade de São Paulo
8
DIRETRIZES ADOTADAS NOS PROJETOS
• Tecnologias de ponta, com padronização e identidade noturna para a USP
• Uso de luz bra...
UTILIZAÇÃO DA LUZ BRANCA:
PERCEPÇÃO NOTURNA

10
ANÁLISE URBANÍSTICA: BASE PARA
DEFINIÇÕES DAS SOLUÇÕES

11
SISTEMA VIÁRIO

12
CAMINHOS PEDONAIS

13
ESTACIONAMENTOS

14
CANTEIROS E ROTATÓRIAS

15
ATUAL

MEDIÇÕES ILUMINÂNCIAS (LUX)

PROJETADO

32

53

46

40

28

32

20

28

40

46

53

32

16
CAPTAÇÃO SOLAR
17
ATUAL

PROJETADO

32

53

46

40

28

18

18

28

40

46

53

32

18
ATUAL

PROJETADO

32

NOVO CONCEITO PARA ALTURA DE POSTES

53

46

39

29

19

28

32

20

29

39

46

32

32

46

39

29
...
PRAÇA DO RELÓGIO

20
21
22
FACHADA DA FAU - USP : ILUMINAÇÃO ENTRE AS ÁRVORES PROJETANDO A SOMBRA DAS FOLHAS

23
MAC – USP: ILUMINAÇÃO DE DESTAQUE

24
SISTEMA DE TELEGESTÃO
 Luminária com dispositivo
receptor/emissor (antena)
 Controle Mestre
 Modem GPRS/3G

 Servidor
...
ECONOMIA DE ENERGIA
• Na Cidade Universitária da Capital, o número de unidades a serem
instaladas será o dobro do atual e ...
CONTRATAÇÃO DAS OBRAS
FORNECIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO NOVO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
PÚBLICA DOS CAMPI DA UNIVERSIDADE DE SÃO PA...
EXECUÇÃO DAS OBRAS
• As obras deverão estar concluídas até o final do primeiro trimestre de 2014
• Custo total de aproxima...
OBRAS EM ANDAMENTO
Novo sistema de iluminação – primeiro trecho em operação
Av. Prof. Luciano Gualberto (Pça Ramos de Azev...
GERENCIAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DA NOVA ILUMINAÇÃO
NOS CAMPI DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
A EMPRESA QUE ELABOROU OS PROJETOS ...
OBRIGADO

SIDNEI MARTINI
( José Sidnei Colombo Martini )

Universidade de São Paulo

Engenheiro Eletricista.
Formado em 19...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arqnot8136 (2)

460 visualizações

Publicada em

Material técnico da palestra sobre: A Nova iluminação a LED do Campus da USP com os palestrantes Prof° Hosé Sidnei Colombo Martini e Luiz Carlos Gatto dos Santos no dia 13 de novembro de 2013 no Instituto de Engenharia.
Rafael Celso Pereira

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
460
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arqnot8136 (2)

  1. 1. Seminário Internacional Portugal - Brasil: Smart City & Smart Grid no Setor Elétrico O NOVO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DOS CAMPI DA USP Sidnei Martini Prefeitura do Campus USP da Capital Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais 25/10/2013 1
  2. 2. USP: Estrutura de operação análoga a de Cidades A Universidade de São Paulo (USP) é autarquia de regime especial, com autonomia didático-científica, administrativa, disciplinar e de gestão financeira e patrimonial. Área territorial total de 76 milhões m2 e 1.800 mil m2 de área construída, Campi nas cidades de Bauru, Lorena, Piracicaba, Pirassununga, Ribeirão Preto, Santos, São Carlos e São Paulo, A Universidade abriga cerca de 90 mil alunos, 5,8 mil docentes, 16 mil funcionários, além de contratados e visitantes, que circulam pelos Campi, diariamente, no período diurno e noturno. 2
  3. 3. Ciclo de vida dos ativos urbanos Planejamento Projeto Básico Projeto Executivo Operação Construção Destinação Manutenção 3
  4. 4. Principais Processos de Infraestrutura Urbana Água Potável Água Pluvial Esgoto Resíduos Energia Elétrica Iluminação Gás Estacionamento Trânsito Segurança Fauna Flora Telecomunicações Qualidade do Ar Meteorologia Descargas atmosféricas Suprimento, reserva Bocas de lobo e galerias Doméstico, químico, hospitalar Lixo comum, Químicos Alta tensão, Tensões de uso final Pública, Interna a edifícios Gás natural, Gás liquefeito de petróleo Público, Reservado Interno, Do entorno Pública, Patrimonial, Acesso Cães, gatos, aves Árvores, Plantas Telefone, Wi-Fi, IPTV Gases, Particulados Registro de ocorrências, Previsão Registro 4
  5. 5. SIGINURB - Sistema de Gestão da Infraestrutura Urbana Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira - CUASO 5
  6. 6. Sistema referencial de gestão integrada urbana 6
  7. 7. O CICLO DE VIDA DE UM DESENVOLVIMENTO Problema Solução Implantação Nova visão Real Apreensão Implementação Modelo Projeto 7
  8. 8. Plano Mestre de Iluminação do Campus da Capital da Universidade de São Paulo 8
  9. 9. DIRETRIZES ADOTADAS NOS PROJETOS • Tecnologias de ponta, com padronização e identidade noturna para a USP • Uso de luz branca: Ampliar sensação de segurança / percepção do entorno • Priorizar segurança de pedestres (caminhos, estacionamentos, pontos de ônibus, etc.) • Minimizar interferências com arborização, integrando vegetação e iluminação, respeitando áreas que não devem ser iluminadas • Adotar níveis de iluminação adequados à câmeras de segurança • Valorização noturna sóbria de monumentos e obras arquitetônicas • Inovação tecnológica: maior rendimento luminoso com menor consumo • Monitoramento da rede a distância, para controlar operação, programar acionamentos e níveis de iluminação por local ou horário. 9
  10. 10. UTILIZAÇÃO DA LUZ BRANCA: PERCEPÇÃO NOTURNA 10
  11. 11. ANÁLISE URBANÍSTICA: BASE PARA DEFINIÇÕES DAS SOLUÇÕES 11
  12. 12. SISTEMA VIÁRIO 12
  13. 13. CAMINHOS PEDONAIS 13
  14. 14. ESTACIONAMENTOS 14
  15. 15. CANTEIROS E ROTATÓRIAS 15
  16. 16. ATUAL MEDIÇÕES ILUMINÂNCIAS (LUX) PROJETADO 32 53 46 40 28 32 20 28 40 46 53 32 16
  17. 17. CAPTAÇÃO SOLAR 17
  18. 18. ATUAL PROJETADO 32 53 46 40 28 18 18 28 40 46 53 32 18
  19. 19. ATUAL PROJETADO 32 NOVO CONCEITO PARA ALTURA DE POSTES 53 46 39 29 19 28 32 20 29 39 46 32 32 46 39 29 26 29 39 46 53 32 19
  20. 20. PRAÇA DO RELÓGIO 20
  21. 21. 21
  22. 22. 22
  23. 23. FACHADA DA FAU - USP : ILUMINAÇÃO ENTRE AS ÁRVORES PROJETANDO A SOMBRA DAS FOLHAS 23
  24. 24. MAC – USP: ILUMINAÇÃO DE DESTAQUE 24
  25. 25. SISTEMA DE TELEGESTÃO  Luminária com dispositivo receptor/emissor (antena)  Controle Mestre  Modem GPRS/3G  Servidor Controle total da operação à distância, para acionamento, variação de intensidade de luz em função de horário e do uso, objetivando o uso racional de energia elétrica, preservando a segurança e conforto visual. Atuará na medição contínua das grandezas elétricas para detectar possíveis anomalias, além de monitorar o consumo e a vida útil das instalações 25
  26. 26. ECONOMIA DE ENERGIA • Na Cidade Universitária da Capital, o número de unidades a serem instaladas será o dobro do atual e mesmo assim o consumo de energia será inferior, apenas pelo fato de ser adotada a tecnologia LED para as luminárias • Caso utilizasse luminárias a vapor de sódio ou a multivapores metálicos, o consumo de energia seria 35% superior, considerando a operação convencional • Como as novas instalações permitirão o controle pontual de níveis de iluminamento, ou seja, um ajuste fino, a economia de energia elétrica poderá chegar a 50% em relação às tecnologias convencionais • Considerando a garantia de 10 anos e o monitoramento em tempo real, os demais custos operacionais serão da ordem de 5% dos custos atuais 26
  27. 27. CONTRATAÇÃO DAS OBRAS FORNECIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO NOVO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DOS CAMPI DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO EDITAL DO CAMPUS DA CAPITAL COMO MODELO: • • • • • • • convalidado pelo TCE – Tribunal de Contas do Estado menor preço permitiu consórcio um contrato para implantação um contrato para manutenção posterior, renovável por até 5 anos exige laudo técnico das luminárias antes do contrato garantia de 10 anos 27
  28. 28. EXECUÇÃO DAS OBRAS • As obras deverão estar concluídas até o final do primeiro trimestre de 2014 • Custo total de aproximadamente R$ 97 milhões CAMPUS CAPITAL (Cid. Universitária) CAPITAL (demais Campi e Santos) BAURU LORENA PIRACICABA PIRASSUNUNGA RIBEIRÃO PRETO SÃO CARLOS TOTAL Pontos Previstos (viário + destaque) 7.200 1.500 700 500 2.700 1.200 4.500 2.400 20.700 Prazo (dias) 240 120 120 120 180 150 180 180 28
  29. 29. OBRAS EM ANDAMENTO Novo sistema de iluminação – primeiro trecho em operação Av. Prof. Luciano Gualberto (Pça Ramos de Azevedo até estacionamento FEA) 29
  30. 30. GERENCIAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DA NOVA ILUMINAÇÃO NOS CAMPI DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO A EMPRESA QUE ELABOROU OS PROJETOS É A CONTRATADA PARA O GERENCIAMENTO DA IMPLANTAÇÃO EM TODOS OS CAMPI 1. PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO 2. MONITORAMENTO E SUPERVISÃO DAS OBRAS E FORNECIMENTOS 3. ESCLARECIMENTOS SOBRE O PROJETO 4. VALIDAÇÃO DA EXECUÇÃO PARA MEDIÇÕES 5. ACOMPANHAMENTO DE TESTES 6. CONSOLIDAÇÃO DE DADOS PARA O CADASTRO DA USP 30
  31. 31. OBRIGADO SIDNEI MARTINI ( José Sidnei Colombo Martini ) Universidade de São Paulo Engenheiro Eletricista. Formado em 1970 na Escola Politécnica da USP, onde completou seu Mestrado, Doutorado e LivreDocência. Professor Titular e Chefe do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica da USP. Prefeito do Campus USP da Capital. Escola Politécnica sidnei.martini@poli.usp.br Outubro de 2013 31

×