GRT Brasil - Apresentação_Rodovias

326 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GRT Brasil - Apresentação_Rodovias

  1. 1. Contracts GLOBAL ROAD TECHNOLOGY BRASIL – GRT BRASIL Rodovias Sustentáveis
  2. 2. APRESENTAÇÃO A Global Road Technology Brasil Ltda – GRT BRASIL é uma empresa brasileira de representação, distribuição e aplicação dos produtos GRT de dimensão internacional, comprometida em prover uma solução simples para um desafio global de criar estradas melhores e mais seguras para pessoas, indústrias e comunidades por todo lugar. A sede da matriz da GRT Internacional está localizada em Union Circuit, Yatala, South Brisbane, Queensland, Austrália. Com vasta experiência na criação e manutenção de melhores estradas urbanas, rurais, mineiras e industriais a GRT possui hoje mais de 4.000 Km de estradas sob seu gerenciamento. Os produtos GRT são patenteados e certificados no sistema de qualidade ISO 9001. Figura 1: Sede da Matriz em Queensland
  3. 3. Global Road Technology Internacional é uma empresa independente, de propriedade Australiana operando na Austrália e em outros países. GRT tem sido líder industrial e inovador desde seu início em 2004. Com expertise em:  Construção, recuperação e manutenção de estradas para o setor Privado e Governo  Estradas de serviço em qualquer clima, gerenciamento de poeira, selagem, impermeabilização de barragens, compactação de valas, revestimento líquido, pátios de estocagem e áreas de manutenção. PERFIL DA EMPRESA
  4. 4. PERFIL DA EMPRESA As inovações da Global Road Technology tem sido endossada pela capacidade técnica profissional da empresa. Esta capacidade técnica é aprimorada pela experiência prática de campo incluindo uma ampla variedade de pavimentos e condições de campo, cobrindo uma gama de diversas zonas climáticas. GRT possui extensa experiência trabalhando como contratado principal, subcontratado, parceiro em joint venture e consórcios.
  5. 5. ONDE ESTAMOS
  6. 6. EQUIPE & GERENCIAMENTO O gerenciamento da Global Road Technology consiste na equipe mais especializada nesta área em toda a Australásia. Nossa equipe de supervisão e operadores tem vasta expertise em construção de pavimentos, recuperação e reabilitação, trabalhando com autoridades Governamentais Federais, Estaduais e Municipais, e empresas de construção civil de todos os tamanhos na Austrália e em outros países. A equipe GRT é altamente capacitada em estabilização de solo e supressão de poeira na teoria e na prática. Todos os empregados passam por treinamento rigoroso, não somente nos próprios departamentos de interesse mas por todo o conceito e processo de estabilização e manutenção.
  7. 7. VANTAGENS VELOCIDADE O tempo que leva para construir uma estrada ou estabilizar uma determinada área é significativamente menor do que os métodos tradicionais, poupando recursos consideráveis, materiais, dinheiro e água. Cada um dos produtos de tecnologia GRT é capaz de ser aplicada muito rapidamente, com uma equipe qualificada é possível aplicar 10.000 m² por dia sendo que desde o planejamento do serviço ao término da execução muitas vezes é apenas uma questão de dias. As áreas estabilizadas podem ser abertas imediatamente após a aplicação, reduzindo as interrupções. No caso da GRT Brasil, haverá prazo que envolve o tempo de importação do produto a partir da autorização do pedido. Esse período dura entorno de 30 a 60 dias.
  8. 8. VANTAGENS CAPACIDADE DE CARGA As áreas e estradas estabilizadas com os produtos GRT são mais robustas, resistentes e flexíveis e são muito fortes em condições de piso molhado, seco, quente e frio. Elas acomodam o movimento, umidade e temperatura que quebram outras superfícies. Os produtos GRT criam uma superfície impermeável, que repele a água e não escoa para a camada de base, reduzindo a necessidade de camadas de base que são fracas no molhado. Quando for necessária uma resistência extremamente elevada uma camada de base de 5 cm tratada com GRT é equivalente a uma camada não tratada de 25 cm.
  9. 9. VANTAGENS CUSTO Os benefícios financeiros são de curto prazo, com menor custo trabalhista, além de benefícios de longo prazo com a longevidade do produto e redução dos custos de manutenção. Como os produtos GRT se misturam aos materiais in situ, materiais externos, tais como o piçarra, cimento, concreto, pedra britada e asfalto não são necessárias em muitas situações, reduzindo significativamente os custos. MANUTENÇÃO A recuperação de imperfeições são mais baratas e mais fáceis de reparar que o asfalto, concreto ou outro tipo de tratamento. Nenhuma máquina é necessária para tratar reparos - apenas um regador, uma pá e um carrinho de mão.
  10. 10. VANTAGENS APLICAÇÃO Procedimentos de construção são simplificados, com a tecnologia GRT adicionados à água com ou sem sal na rega normal, regularizando ou misturando o solo já in situ. Um número reduzido de equipamentos será necessário, com uma estabilizadora de solo, um caminhão-pipa, motoniveladora, rolo de pata, rolo compactador liso e de pneus é suficiente para construir mais estradas e áreas de estocagem e pátios. Para as atividades de manutenção, tais como a recuperação de buracos, o equipamento necessário pode ser tão simples como uma pá e carrinho de mão. Como o processo de aplicação é simplificado, o trabalho não requer mão de obra muito qualificada - um ponto que tem implicações significativas para as comunidades rurais, onde as equipes de especialistas de construção de estradas ou terraplenagem nem sempre são de fácil acesso.
  11. 11. VANTAGENS MÁQUINAS Estradas e áreas de pátio de manobra exigem apenas uma estabilizadora de solo, um caminhão-pipa, motoniveladora e rolo durante a aplicação. O processo simplificado significa que outras partes do equipamento, tais como grandes caminhões que transportam materiais externos, não são mais necessários. Este, por sua vez economiza em manutenção de máquinas, o desgaste dos pneus, custos de combustível e elimina a necessidade de aluguel de máquina adicional ou compra. TRANSPORTE Produtos de tecnologia GRT são facilmente transportáveis ​​no IBC (Intermediate Bulk Containers).
  12. 12. VANTAGENS AMBIENTALMENTE AMIGÁVEL Todos os produtos são certificados como não tóxico para o meio ambiente e reduzem significativamente a água utilizada para a supressão de pó e manutenção de estradas e áreas estabilizadas. Todos os produtos de tecnologia GRT têm uma pegada ecológica de baixo carbono. Não há nenhum problema de eliminação de resíduos, quando uma estrada precisa ser mudada. A estrada é simplesmente quebrada e pode ser reutilizada para uma nova estrada. Mesmo betumes antigos, concreto esmagado e base da estrada podem ser reciclados como novas superfícies levando a resultados muito fortes ao usar produtos de tecnologia GRT. Com poucos materiais externos ou nenhum utilizado durante a construção da maioria das estradas de tecnologia GRT e áreas de Pátios de Manobra, há uma redução na circulação de caminhões, reduzindo as emissões de CO2.
  13. 13. VANTAGENS SEGURANÇA Áreas estabilizadas com a tecnologia GRT produzem menos poeira e que proporciona uma superfície antiderrapante e impermeável.
  14. 14. Estabilização é o melhoramento de um solo ou pavimento usualmente por meio da adição de uma determinada quantidade de ligante ou aditivo. Contracts O que é estabilização de estradas? ESTABILIZAÇÃO DE ESTRADAS
  15. 15. HISTÓRIA  Introduzido na Austrália na Segunda Guerra Mundial  Estradas de Defesa  Pequeno aumento dos trabalhos nos anos 50 & 60 nas regiões da Austrália  1970’s  O primeiro trabalho com uma pequena reabilitação de estrada urbana em Sydney e Brisbane;  Início da utilização de equipamentos “modernos” .  1980’s  Aumento dos trabalhos devido às falhas em pavimentos construídos nos nos 60 & 70;  Introdução de aspersores mais precisos.
  16. 16. HISTÓRIA  Anos 90  Um rápido crescimento nos trabalhos por causa do envelhecimento das rede de estradas das autoridades estaduas e locais do Governo  Aumento dos custos de alternativas  Introdução de máquinas Estabilizadoras/Recicladoras  Mais melhoramentos dos aspersores  Crescimento dos tipos de ligantes e disponibilidade no mercado  Anos 2000  Aumento constante do trabalho  Refinamento dos equipamentos e processos
  17. 17. PRODUTOS GRT PARA ESTABILIZAÇÃO DE SOLO Contracts Estabilização granular do material O projeto de mistura e os percentuais dependem do tipo de material e dos critérios de performance de resistência Estabilização de Estradas Supressão de Poeira Estabilização/ Supressão de PoeiraCompactação de Valas Revestimento Líquido Tapa Buracos Supressão de poeira e selagem
  18. 18. NOVOS PRODUTOS GRT Cimento Modificado com PolímeroHidrossemeaduraControle de Erosão
  19. 19. TIPOS DE ADITIVOS PARA ESTABILIZAÇÃO DE SOLO GRT 9000 é um aditivo eficaz para solos plásticos aumentando a sua trabalhabilidade e resistência. GRT 7000 é mais eficaz em solos e materiais com menos coesão. Podem ser usados com ou sem a adição de aditivos pozolânicos. (GRT – 4000, 6000) dependendo dos critérios de projeto.  Processo de reação em dois estágios o Primeiro Estágio - Modificação o Segundo Estágio – Ganho de Resistência
  20. 20. TIPOS DE ESTABILIZAÇÃO DE SOLO Primeiro Estágio - Modificação o Promove a floculação das partículas de argila, imediatamente aumentando as propriedades de nivelamento e manuseio o Mudança da base – íons de cálcio deslocam os cations de sódio e hidrogênio o Alguns efeitos reversíveis ao longo do tempo. Segundo Estágio – Ganho de Resistência o Dissolução da argila, particularmente nas bordas das placas de argila. Formação de silicato de cálcio e aluminatos de cálcio hidratados.
  21. 21. TIPOS DE ESTABILIZAÇÃO DE SOLO o Ocorrem com adição de taxas maiores de GRT o Ambiente altamente alcalino (pH > 12,4) o Misturas diferentes serão mais eficazes nas argilas montemorilonitas do que nas argilas caolinitas o Efeitos dependem de argilas minerais / presença de material pozolânico Esta reação continua em progresso com o tempo, conduzindo para um continuo ganho de resistência
  22. 22. FUNÇÕES DA ESTABILIZAÇÃO DE SOLO  Melhoria das propriedades do material local pela combinação da(o): o Redução do Índice de Plasticidade (IP) o Redução da sensibilidade a água o Redução da retração o Aumento da impermeabilidade a água o Aumento da resistência (ambos de compressão e tração) o Aumento da capacidade de carga o Aumento da durabilidade
  23. 23. APLICAÇÕES  Construção o Estabilização dos materias locais “inferiores” para melhoria de suas propriedades para o uso na construção de pavimentos. • Materias do subleito para qualidade da subbase • Melhorias da subbase para a qualidade da base • Melhorias das propriedades dos materiais da base  Recuperação/Manutenção o Estabilizar os materiais in-situ existentes no pavimento para melhorar ou recuperar a performance do pavimento em geral. • Sub-leito, sub-base e/ou base
  24. 24. DADOS E TESTES 100 % de resistência a compressão seca 100 % de aumento de resistência a compressão seca do material de base pode ser obtida com apenas 0,5 % de aditivo de polímero nos resultados UCS que variam de 2 - 5.8 Mpa. Resistência Indireta à Tração 25% do UCS Resultados Indirectos de resistência à tracção de cerca de 25 % do UCS pode ser conseguida a partir de materiais tratados a base de polímero, foram tratados materiais a base de cimento que só alcançaram 4 % do UCS na melhor das hipóteses. Aumento do CBR em 65% O valor de CBR de materiais de sub base pode ser melhorada em pelo menos 65 % enquanto que a qualidade da camada de base maior do que 100 % de CBR. Redução de até 70% da espessura do pavimento Redução de até 70 % na espessura do pavimento alcançável usando polímero estabilizado nas bases e sub- bases.
  25. 25. DADOS E TESTES Desempenho CBR
  26. 26. DADOS E TESTES
  27. 27. DADOS E TESTES
  28. 28. DADOS E TESTES Teste de Imersão 0 horas
  29. 29. DADOS E TESTES Teste de Imersão 3 horas
  30. 30. DADOS E TESTES Teste de Imersão 16 horas
  31. 31. DADOS E TESTES Teste de Prova de Carga realizado com o polímero GRT 7000 no pátio da Torres Eólicas do Nordeste - TEN em Jacobina-BA em agosto de 2014.
  32. 32. DADOS E TESTES
  33. 33. DADOS E TESTES
  34. 34. DADOS E TESTES
  35. 35. EFEITOS DO GRT o Modificação do material o Plasticidade reduzida o Trabalhabilidade melhorada o Ganho de resistência o Melhoria na eficácia do nivelamento o Redução da sensibilidade na mistura o Diferentes propriedades de compactação o Redução da permeabilidade
  36. 36. PROJETO Testes Iniciais Testes comuns em produtos GRT de estabilização para estradas são: o CBR Inicial (natural) o Demanda para testes de Produtos GRT o Determinação do CBR após a adição de GRT o Resistência a compressão não confinada.
  37. 37. INVESTIGAÇÃO & TESTES Largura da camada do pavimento CBR do sub-leito  Material local  Material externo o Índice de Plasticidade – IP o Resistência a compressão não confinado - UCS o Possivelmente • Nivelamento • Surgimento da capilaridade  Carregamento o Contagem do tráfego, crescimento, etc.
  38. 38. PROCESSO DE ESTABILIZAÇÃO DO SUB LEITO Contracts UCS • Avaliar plasticidade e o teor de umidade • Avaliar a demanda para GRT UCS • Determinar o mínimo % de GRT para 1< UCS< Mpa para 28 dias de cura da mistura • Avaliar surgimento de capilaridade e dilatação UCS • Avaliar erodibilidade (opicional) • Aceitar a taxa de aplicação do ligante Estabilização do sub-leito usando produtos GRT - o teor de ligante pode ser determinado pelo UCS ou abordagem do CBR CBR • Avaliar a plasticidade e o teor de umidade • Demanda para teste do produto GRT CBR • Teste CBR (7 dias) • CBR > 60% CBR • Teste UCS para 28 dias • Avaliar surgimento de capilaridade e dilatação
  39. 39. PROCESSO DE ESTABILIZAÇÃO DO SUB LEITO o Remover o material do pavimento existente ou leira com a fresadora de asfalto o Estabilisar e compactar o sub-leito. o Repor a camada de base do pavimento o Estabilizar a camada de base o Aplicar na camada desgastada.
  40. 40. PROJETO PILOTO EM PARCERIA COM DNIT/IPR – BR 235 O DNIT autorizou a realização de trecho experimental de 2 km na BR-235, entre Carira e Jeremoabo, para que o DNIT/IPR avalie a viabilidade técnica, econômica e ambiental da solução. Proposta Comercial para realização do trecho experimental protocolada na Superintendência Regional do DNIT em 9 de junho de 2015. Substituição das camadas de base e sub base tratando apenas o subleito.
  41. 41. PROJETO PILOTO EM PARCERIA COM DNIT/IPR – BR 235 15 cm 15 cm 5 cm 5 cm BASE (CBR 80%) SUB BASE (CBR34%) SUB LEITO (CBR 12%) ASFALTO BASE E SUB BASE TRATADA COM GRT ASFALTO 22 cm Dosagem projetada de GRT – 3 L/m² Preço unitário fornecimento de GRT: R$ 16,63/litro OBS: O preço unitário pode variar em função de flutuações de câmbio e ajustes na carga tributária SUB LEITO (CBR 12%)
  42. 42. PROJETO PILOTO EM PARCERIA COM DNIT/IPR – BR 235 Composição de Preço Unitário do serviço de aplicação do polímero GRT (data base: jan/2015)
  43. 43. EXECUÇÃO DE OBRA Aplicação do produto com a Estabilizadora/Recicladora
  44. 44. EXECUÇÃO DE OBRA Compactação com o Rolo de Pata
  45. 45. Nivelamento do terreno com a Motoniveladora EXECUÇÃO DE OBRA
  46. 46. Compactação com o Rolo Compactador Liso EXECUÇÃO DE OBRA
  47. 47. Selagem Final EXECUÇÃO DE OBRA
  48. 48. OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE VIAS Software próprio de recuperação e manutenção de estradas. ROAD MAINTENANCE SOFTWARE GRT RMS Program
  49. 49. OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE VIAS O que oferece o Programa GRT RMS • Coleta de dados de campo, inspeção e automação • Transmissão de dados em tempo real, incluindo imagens de satélite; visibilidade total de ativos por meio do mapeamento GPS • Acessibilidade global, opções de relatórios personalizados e ferramentas robustas de gerenciamento de força de trabalho • Reabilitação, restauração e gestão de projetos ambientais, incluindo as operações regulares de manutenção e inspeções • Apoio logístico completo, incluindo o status de campo, monitoramento, manutenção de emergência, um sistema de alerta • Resposta a desastres e protocolos abrangentes de recuperação em tempo real avaliação de danos técnicos • Dados emnível militar soluções de segurança criptografadas disponíveis.
  50. 50. PESQUISA & DESENVOLVIMENTO GRT Investiu e investe anualmente milhões de dólares em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e patentes. A GRT possui profissionais especializados em nanotecnologia aplicada a polímeros como é o caso do Dr. Barack, líder da equipe de Pesquisa e Desenvolvimento dos produtos GRT.
  51. 51. RESPONSABILIDADE CORPORATIVA A GRT é uma empresa responsável socialmente e está totalmente engajada em iniciativas globais para melhoria da segurança nas estradas. Como exemplo de deste esforço a GRT criou uma organização não governamental intitulada Global Road Safety Iniciative e no ano de 2011 participou do lançamento juntamente com o Banco Mundial e as Nações Unidas do Programa “Decade of Action for Road Safety 2011-2020” (Década de Ação para Segurança nas Estradas 2011- 2020) na Índia. Figura 2: Celebração com entrega de capacetes de segurança
  52. 52. RESPONSABILIDADE CORPORATIVA A GRT criou uma marca para o Programa. Figura 3: Logo criada para o Programa
  53. 53. RESPONSABILIDADE CORPORATIVA E adotou uma campanha envolvendo o time de Rugby que patrocina, Os “Titans” composta por três iniciativas chamadas: SOBREVIVA NO AUTOMÓVEL Doação de cadeirinhas de segurança novas e velhas para crianças. Figura 4: Cadeira criada pela GRT para a campanha
  54. 54. RESPONSABILIDADE CORPORATIVA SOBREVIVA NA BICICLETA Doação de capacetes de segurança para bicicleta. Figura 5: Capacete para bicicleta criado pela GRT para a campanha
  55. 55. RESPONSABILIDADE CORPORATIVA SOBREVIVA NA CAMINHADA Mochilas com faixa refletiva para segurança durante a caminhada para escola. Figura 6: Mochilas refletivas criadas pela GRT para campanha
  56. 56. RESPONSABILIDADE CORPORATIVA O apoio ao esporte é uma estratégia da GRT nas comunidades onde atua. Figura 7: Time local de Queensland patrocinado pela GRT Figura 8: GRT presente nas comunidades mais distantes incentivando o esporte
  57. 57. RESPONSABILIDADE CORPORATIVA Entidades parceiras no Programa Década da Ação para Segurança das Estradas 2011-2020
  58. 58. CLIENTES
  59. 59. CLIENTES
  60. 60. ESTUDOS PARA CONCESSÕES RODOVIÁRIAS Produto 1: Estudos de Tráfego Produto 2: Estudos de Engenharia Tomo I: Cadastro Geral da Rodovia Tomo II: Estudos Ambientais Tomo III: Fase de Trabalhos Iniciais Tomo IV: Programa de Recuperação Tomo V: Programa de Manutenção Periódica e Conservação Tomo VI: Programa de Investimento (Melhorias e Ampliação de Capacidade) Produto 3: Modelo Operacional Produto 4: Estudos Econômico-Financeiros Produto 5: Relatório Executivo Produto 6: Programa de Exploração da Rodovia – PER Produto 7: Eventuais sugestões de aprimoramento de documentos editalícios
  61. 61. ESTUDOS PARA CONCESSÕES RODOVIÁRIAS Simulação Financeira - Convencional x GRT Premissas: a) Receita Operacional • Tarifa: R$ 3,00 • Fluxo de veículos por dia: 1000 • Tempo da concessão: 30 anos b) Custos Fixos • Custo de conservação da via: R$ 80.500,00/ano (ref. SICRO II, Custos Gerenciais Médios, março/2015). • Vida útil do pavimento convencional: 10 anos c) Depreciação: Valor do investimento/anos de vida útil do bem (30 anos) d) Impostos: 40% OBS: Não foram considerados os custos com pessoal e equipamento de gerenciamento da via.
  62. 62. ESTUDOS PARA CONCESSÕES RODOVIÁRIAS Descrição Convencional GRT OBS Solução de pavimentação Solução c/ reforço do sub leito (20 cm), sub base (20 cm), base (15 cm) e revestimento em CBUQ 5cm - Pista e Acostamento (ref. SICRO/DNIT/mar- 2015) Solução c/ sub leito tratado com polímero GRT (25 cm), revestimento em CBUQ 5cm - Pista e Acostamento redução em 55% das camadas de sub leito, sub base e base Investimento em construção de pavimento - R$/Km 2.166.000,00 1.653.000,00 desconto de 24% no investimento inicial Custo de manutenção/restauração - R$/Km 807.000,00 0 aumento da vida útil dispensando grandes restaurações Custo de conservação - R$/ano 80.500,00 24.150,00 conservação da via 20% da convencional TIR 47% 65% aumento da rentabilidade VPL 3.031.773,53 4.192.414,55 economia de R$ 1.160.641,03/Km
  63. 63. ESTUDOS PARA CONCESSÕES RODOVIÁRIAS 24% Fluxo de Caixa Investimento (R$) Anos
  64. 64. ESTUDOS PARA CONCESSÕES RODOVIÁRIAS Modelos de Participação • Fornecimento do material + controle tecnológico • Fornecimento do material + execução da obra + controle tecnológico • Fornecimento do material + execução da obra + controle tecnológico + manutenção da via
  65. 65. FIM “Uma solução simples para um desafio global de criar estradas melhores e mais seguras para pessoas, indústrias e comunidades por todo lugar” Perguntas? rafaelgrtbrasil@gmail.com
  66. 66. INFORMAÇÕES PARA CONTATO: Rafael Siqueira de Brito – Diretor Técnico Engenheiro Civil – 11.129 D/CREA-DF Global Road Technology Brasil Ltda, Setor Comercial Sul, Quadra 09, Bloco C, Sala 1001, Parte E-1, Asa Sul Brasília - DF CEP: 70.308-200 Edifício Parque Cidade - Torre C, sala 1021 Telefone: 61 -9806-0097 / 2196-7759 Email: rafaelgrtbrasil@gmail.com Web: www.globalroadtechnology.com/www.grtbrazil.com

×