Totalitarismos
Raquel Oliveira nº12 12º14
 Totalitarismo- Sistema político onde se concentra numa
só pessoa ou num partido único.
 Fascismo- Sistema político inst...
Uma nova ordem nacionalista, antiliberal e
antissocialista
 O estado totalitário define-se por ser reaccionário,
antiparl...
 Cria-se o corporativismo, destinado a promover a
colaboração entre as classes. As corporações eram
organismos profission...
Elites e enquadramentos de massas
 O fascismo parte do principio que os homens não
são iguais, a desigualdade é útil e fe...
 Numa sociedade profundamente hierarquizada e
rígida, as elites mereciam o elevado respeito das
massas.
 A obediência ce...
 Na escola, os professores eram obedientes ao regime.
 Na idade adulta existiam diversas organizações de
enquadramento d...
O culto da força e da violência e a negação dos
direitos humanos
 A repressão policial, exercida pelas miliícas armadas
e...
 Na Itália, os esquerdistas incendiavam e pilhavam e
espancavam.
 Em 1923 tornaram-se oficialmente milícias armadas
do P...
A violência racista
 O desrespeito do nazismo pelos direitos humanos
atingiu os cumes com a violência do seu racismo.
 H...
 Afirmava-se que nenhum alemão poderia
envergonhar a sua raça.
 Aos alemãs competiria fatalmente o domínio do
mundo, se ...
 A segunda fase iniciou-se em 1935, com a adesão
das Leis de Nuremberg, para a proteção do sangue
e honra alemães: os ale...
Autarcia na Itália
 Realizaram-se grandes batalhas de produção, como
a batalha da lira, que procurava estabilizar a moeda...
Autarcia na Alemanha
 Hitler fez uma política de grandes trabalhos:
construções de auto-estradas, pontes, linhas
férreas,...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Totalitarismos

312 visualizações

Publicada em

fascismos

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Totalitarismos

  1. 1. Totalitarismos Raquel Oliveira nº12 12º14
  2. 2.  Totalitarismo- Sistema político onde se concentra numa só pessoa ou num partido único.  Fascismo- Sistema político instaurado por Mussolini na Itália, em 1922. Ditatorial, totalitário e repressivo, suprimiu as liberdades individuais e coletivas, defendeu a supremacia do Estado, o culto do chefe, o nacionalismo, o corporativismo, militarismo e o imperialismo.  Fascismo- sistema político instaurado por Hitler na Alemanha, em 1933. distingue-se pelo racismo violento (superioridade ariana), preservação da raça superior, libertando-a dos elementos impuros, mas também a sua expansão.  Corporativismo- Forma de organização socioeconomica que aceita a propriedade privada, mas estabelece como necessária a intervenção do Estado para torná-la útil. Defende as corporações de trabalhadores, patrões e serviços.
  3. 3. Uma nova ordem nacionalista, antiliberal e antissocialista  O estado totalitário define-se por ser reaccionário, antiparlamentar, antidemocrata, antiliberal e antissocialista.  O fascismo entende que acima do indivíduo está o interesse da coletividade, a grandeza da Nação e a supremacia do estado.  Esta apologia leva o fascismo a desvalorizar a democracia partidária e o parlamentarismo.  O exercício do poder legislativo é menosprezado pelo fascismo, que rejeita a teoria liberal da divisão dos poderes e faz depender a força do estado.  O socialismo é reprovado, pois segundo este sistema, o indivíduo é a expressão social em que está inserido, para o fascismo a luta de classes divide a nação e enfraquece o estado.
  4. 4.  Cria-se o corporativismo, destinado a promover a colaboração entre as classes. As corporações eram organismos profissionais que reuniam, por ramo, os trabalhadores e empregados.  O totalitarismo do estado fascista exerceu-se a nível político, económico, social e cultural.  A oposição politica foi aniquilada.  As atividades económicas tiveram uma rigorosa regulamentação.  A sociedade enquadrou-se em organizações do regime.
  5. 5. Elites e enquadramentos de massas  O fascismo parte do principio que os homens não são iguais, a desigualdade é útil e fecunda e o governo só deve competir aos melhores, as elites.  Os chefes (Duce na Itália fascista e Führer na Alemanha nazi) foram elevados à categoria de heróis. Simbolizavam o estado totalitário, encarnavam a Nação e guiavam os seus destinados. Deviam ser seguidos ser hesitação, prestando-lhes culto.  Também faziam parte das elites a raça dominante, os soldados e as forças militarizadas, os filiados no partido.  Consideravam-se cidadãs inferiores as mulheres
  6. 6.  Numa sociedade profundamente hierarquizada e rígida, as elites mereciam o elevado respeito das massas.  A obediência cega das massas obcecou a prática fascista.  Os ideais fascistas inculcavam nos jovens, pois as crianças pertenciam ao estado.  Na Itália, a partir dos 4 anos ingressavam nos Filhos da Loba, dos 8 aos 14 Ballilas, aos 14 eram Vanguardistas e aos 18 entravam nas Juventudes Fascistas.  Na Alemanha, quem não enviasse os seus filhos para as Juventudes Hitlerianas era considerado opositores ao regime.
  7. 7.  Na escola, os professores eram obedientes ao regime.  Na idade adulta existiam diversas organizações de enquadramento de massas: o Partido Único (era indispensável para o desempenho de funções públicas e militares), a Frente do Trabalho Nacional-Socialista e Corporações Italianas (forneciam aos trabalhadores condições favoráveis na obtenção de emprego), a Dolopavoro na Itália e Kraft durch Freude na Alemanha (associações destinadas a ocupar os tempos livres dos trabalhadores)  Para o controlo das mentes e das vontades, o estado investiu na propaganda, apoiada nas mais modernas técnicas audiovisuais.  Na Itália, o Ministério da Imprensa e da Propaganda controlou as publicações e a rádio, o cinema.  Na Alemanha, o Ministério da Cultura e Propaganda
  8. 8. O culto da força e da violência e a negação dos direitos humanos  A repressão policial, exercida pelas miliícas armadas e pela polícia, foi decisiva para garantir o controlo da sociedade e a sobrevivência do totalitarismo.  A violência existia no fascismo e no nazismo. Ambas defendem o culto da força, celebram a acção, o instinto e a natureza selagem do Homem.  Eles entendiam que era na guerra que os homens demostravam as suas qualidades, a sua coragem e a sua superioridade.
  9. 9.  Na Itália, os esquerdistas incendiavam e pilhavam e espancavam.  Em 1923 tornaram-se oficialmente milícias armadas do Partido Nacional Fascista, cabendo-lhes vigiar, denunciar e reprimir qualquer ato conspiratório (OVRA).  Na Alemanha criaram-se as Secções de Assalto (S.A) e as Secções de Segurança (S.S), temidas pela sua violência.  As milícias armadas e a Gestapo exerceram um controlo apertado sobre a população e a opinião pública. Criaram-se campos de concentração.
  10. 10. A violência racista  O desrespeito do nazismo pelos direitos humanos atingiu os cumes com a violência do seu racismo.  Hitler considerava os povos superiores arianos, sendo os alemãs os seus representantes. Estas ideias estavam escritas no Mein Kampf. Tiveram uma receptividade entre os nazis, contribuindo para o nacionalismo alemão.  Os nazis promoveram o eugenismo, aplicando leis de genética na reprodução humana.  Procedia-se à eliminação dos alemães que não eram “perfeitos” (deficientes, doentes incuráveis e velhos), remetidos para a câmara de gás.
  11. 11.  Afirmava-se que nenhum alemão poderia envergonhar a sua raça.  Aos alemãs competiria fatalmente o domínio do mundo, se necessário à custa da submissão ou eliminação dos povos inferiores.  Os judeus eram considerados culpados da derrota da Alemanha na PGM e considerados um “povo destruidor de cultura” por Hitler e assim tornaram-se os principais alvos dos nazis.  O antissemitismo (significa hostilidade aos judeus) teve 3 fases.  Na primeira fase, em 1933, foi a primeira vaga de perseguições. Boicotaram-se lojas de judeus,
  12. 12.  A segunda fase iniciou-se em 1935, com a adesão das Leis de Nuremberg, para a proteção do sangue e honra alemães: os alemães de origem judaica foram privados da nacionalidade, os casamentos entre judeus e arianos foram proibidos. Destruíram- se sinagogas e lojas de judeus. Os judeus deixaram de poder exercer qualquer profissão e de frequentar lugares públicos.  A fase mais cruel chegou com a SGM. Os nazis puseram em prática um plano de destruição do povo judaico (genocídio-eliminação grupos étnicos). Foi considerada a solução final do problema judaico.  Eram perseguidos nas ruas, aprisionados nas suas
  13. 13. Autarcia na Itália  Realizaram-se grandes batalhas de produção, como a batalha da lira, que procurava estabilizar a moeda, a batalha do trigo, que aumentou a produção de cereais e fez diminuir importações e a batalha da bonificação, que permitiu recuperação e terras e novas povoações.  No comércio, os direitos alfandegários aumentaram, controlou-se o volume das importações e exportações.  Criou-se, em 1931 e 1933, o Instituto Imobiliário Itálico e o Instituto para a Reconstrução Industrial que permitiu financiar as empresas em dificuldades e intervir fortemente no setor industrial.
  14. 14. Autarcia na Alemanha  Hitler fez uma política de grandes trabalhos: construções de auto-estradas, pontes, linhas férreas, que permitiram resolver o problema do desemprego.  Entre 1936 e 1939, o Estado reforçou a autarcia e o dirigismo económico. Fixaram-se preços e a Alemanha tornou-se auto-suficiente em cereais, açúcar e manteiga.  O rearmamento permitiu que a indústria alemã se elevasse ao 2º lugar mundial nos setores de siderurgia, química, eletricidade, mecânica e aeronáutica.

×