O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 97 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (10)

Semelhante a Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1 (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Jornadas FCCN 2019 - Sessão do RCAAP - Parte 1

  1. 1. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização Parte I RCAAP - Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal
  2. 2. Agenda Parte I 1. Boas vindas 2. Informação AA / CA 3. Relatório de atividades 4. Best of - Projetos Europeus 5. Projeto PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica 6. Projeto DRD - Diretório de Repositórios Digitais Parte II 1. Roadmap e execução dos Serviços Eletrónicos do RCAAP 2. Política de dados científicos da FCT 3. Reporting Grupos de Trabalho - Wg Divulgação 4. Plano de Atividades RCAAP
  3. 3. Agenda Parte I 1. Boas vindas 2. Informação AA / Dados Científicos 3. Relatório de atividades 4. Best of - Projetos Europeus 5. Projeto PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica 6. Projeto DRD - Diretório de Repositórios Digitais Parte II 1. Roadmap e execução dos Serviços Eletrónicos do RCAAP 2. Política de dados científicos da FCT 3. Reporting Grupos de Trabalho - Wg Divulgação 4. Plano de Atividades RCAAP
  4. 4. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização Eloy Rodrigues Informações Acesso Aberto / Ciência Aberta
  5. 5. Plan S
  6. 6. Plan S
  7. 7. SCIENCE EUROPE I 7 General approach
  8. 8. SCIENCE EUROPE I 8 Science Europe approach: Common core and domain specific requirements for DMP’s Discipline- specific requirements Common Core RDM requirements: Data Management Plans for individual research projects 1. Data description and collection or re-use of existing data 2. Documentation and data quality 3. Storage and backup during the research process 4. Legal and ethical requirements, codes of conduct 5. Data sharing and long-term preservation 6. Data management responsibilities and resources Social Sciences Humanities Life Sciences Natural Sciences Institutional variations?
  9. 9. SCIENCE EUROPE I 9 Science Europe approach: Common core and domain specific requirements for DMP’s Discipline- specific requirements Common Core RDM requirements: Data Management Plans for individual research projects 1. Data description and collection or re-use of existing data 2. Documentation and data quality 3. Storage and backup during the research process 4. Legal and ethical requirements, codes of conduct 5. Data sharing and long-term preservation 6. Data management responsibilities and resources Social Sciences Humanities Life Sciences Natural Sciences Institutional variations?
  10. 10. KEY PRINCIPLES FOR THE 21ST CENTURY
  11. 11. The report concludes with the general thesis that the scholarly publishing landscape can be meaningfully changed only if the funding agencies take the lead and initiate change. But, to achieve this goal, they will need to work in close association with researchers, research institutions and learned societies which, for their part, will need to increase their responsibilities in this regard. The age of outsourcing-by-default - or is it punting? - may be at an end, and, if so, it should be replaced by strong networking efforts among these actors.
  12. 12. Big Deals / Negociações Elsevier No Deal Alemanha Suécia (recente acordo para recomeçar negociações) Universidade da California Deal Noruega (abril 2109)
  13. 13. European University Association
  14. 14. European University Association
  15. 15. European University Association
  16. 16. Questionário OS/OA da EUA
  17. 17. Open Science Fair
  18. 18. ConfOA
  19. 19. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização Informações Gerais AA - Go FAIR João Mendes Moreira
  20. 20. GO FAIR
  21. 21. Implementation Networks ● Das INs apresentadas achei especialmente interessantes, por serem “genéricas”, a seguintes (mais info em http://bit.ly/2Cy2y1R): ○ Data stewardship http://Ds-wizard.org ○ Training curriculum (FAIR Data Stewardship steward curriculum) ○ Develop an open scalable teaching materials for FAIR competencies ○ Season Schools, Training events, residential centers, etc, (exemplo em http://www.semanticwebschool.org) ○ Discovery (Open Interfaces for increased visibility of research) ○ GeRDI (Development of a Generic Research data Infrastructure) ○ OPEDAS (FAIRifying Other People’s Data And Services). Metric building and evaluation. ○ FAIRsharing (partilha de standards, politicas e bds)
  22. 22. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização Informações Gerais AA - EOSC João Mendes Moreira
  23. 23. Grupos de trabalho The delegates took the decision to head start with the following five priority groups that shall be launched as soon as possible by the Executive Board (all equally important, not sorted by priority). 1. Future model of EOSC incl. the business model, governance structure and legal entity post 2020 2. National initiatives – compatibility with national current & planned national structures and initiatives 3. FAIR implementation and FAIR certification 4. Federated infrastructure and the portal evolution 5. Rules of participation
  24. 24. Agenda Parte I 1. Boas vindas 2. Informação AA / Dados Científicos 3. Relatório de atividades 4. Best of - Projetos Europeus 5. Projeto PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica 6. Projeto DRD - Diretório de Repositórios Digitais Parte II 1. Roadmap e execução dos Serviços Eletrónicos do RCAAP 2. Política de dados científicos da FCT 3. Reporting Grupos de Trabalho - Wg Divulgação 4. Plano de Atividades RCAAP
  25. 25. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização Paulo Lopes / Fernando Ribeiro / Paulo Graça / José Carvalho / Raquel Truta / Carla Marques 20190407 Relatório de atividades do RCAAP
  26. 26. Atividades RCAAP
  27. 27. Grandes linhas de orientação 2018 Concretização de tarefas iniciadas em 2017: ● Novo Portal RCAAP; ● Upgrade do serviço SARI para acomodar integrações com PTCRIS; ● Serviço Nacional de registos DOI. Acompanhamento dos desenvolvimentos do DSpace 7 (gestão de novas entidades) Upgrade do OJS para a versão 3
  28. 28. Dependências Ciência Vitae - Outubro Ciência ID - Outubro OpenAIRE - (Dashboard e Guidelines 4.0) - Dezembro DuraSpace (Lançamento do DSpace 7 - 2º semestre 2019) Desenvolvimentos Portal RCAAP - junho 2019
  29. 29. Destaques 2018 Componente CORE Componente RCAAP/PTCRIS Componente RCAAP / CA Novo Portal RCAAP Upgrade OJS 3 - SARC Serviço DOI Integração de 36 novos recursos SARI: Autenticação CiênciaID Identificadores de autores Perfil OpenAIRE 4 Desenvolvimentos DSpace 7 4º Forum GDI Candidaturas SAMA: Plataforma Editorial DRD
  30. 30. Destaques 2018 ● Infraestrutura ● Arquitetura modular ● Condições de agregação ● Agregação multiformato ● Gestão de entidades (Publicações, autores, Projetos, organizações) ● Exposição da informação
  31. 31. Destaques 2018 Automático para as revistas SARC Automático para T&D através da DGEEC (RENATES) - Em fase de parametrização A adesão ao serviço é feita através de Calls: ● 1ª Call - Julho 2018 - 3 instituições; 10 revistas científicas ● 2ª Call - Março / Abril 2019 ● 3ª Call - durante o 2º semestre de 2019
  32. 32. Destaques 2018
  33. 33. Destaques 2018 DSpace 7
  34. 34. Destaques 2018 Candidaturas SAMA DRD - Diretório de Repositórios Digitais PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica
  35. 35. Destaques 2018
  36. 36. Indicadores RCAAP - Disponibilidade dos Serviços
  37. 37. Indicadores RCAAP - Qualidade do serviço
  38. 38. Indicadores RCAAP - Utilização
  39. 39. Número de recursos agregados
  40. 40. Identificadores de autor 3.064 23.501
  41. 41. Análise da execução Bom nível de cumprimento global do plano para 2018, mas: ● Pendências externas (OpenAIRE 4.0; Desenvolvimento DSpace 7; Roadmap conjunto RCAAP - LaReferencia); ● Problemas na infraestrutura que suporta o serviço SARI; Dificuldade de manter ou contratar recursos para a equipa = necessidade de externalizar tarefas = burocracia relacionada com os processos aquisitivos
  42. 42. Análise da execução Aumento da utilização dos serviços e evolução positiva do número de registos em Acesso Aberto; Consolidação do cumprimento por parte das instituições do depósito legal de teses e dissertações Afirmação do RCAAP no panorama internacional. Visível através do elevado número de solicitações para colaboração por parte de outros países em particular da lusofonia tais como Angola e Moçambique.
  43. 43. Agenda Parte I 1. Boas vindas 2. Informação AA / Dados Científicos 3. Relatório de atividades 4. Best of - Projetos Europeus 5. Projeto PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica 6. Projeto DRD - Diretório de Repositórios Digitais Parte II 1. Roadmap e execução dos Serviços Eletrónicos do RCAAP 2. Política de dados científicos da FCT 3. Reporting Grupos de Trabalho - Wg Divulgação 4. Plano de Atividades RCAAP
  44. 44. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização Eloy Rodrigues Best of - Projetos Europeus
  45. 45. Fostering the practical implementation of Open Science in Horizon 2020 and beyond
  46. 46. Estratégia FOSTER •Criação de recursos de formação de qualidade e de nível avançado, incluindo um Toolkit multi-módulo de Ciência Aberta e um Manual de Formação em Ciência Aberta; •Realização de eventos de formação presencial, cursos de e-learning e blended learning; •Consolidação de uma rede de formadores em Ciência Aberta.
  47. 47. www.fosteropenscience.eu
  48. 48. Manual de Formação em Ciência Aberta • Introdução à Ciência Aberta • Conceito e Princípios da Ciência Aberta • Dados e Materiais de Investigação Abertos • Software Aberto Usado na Investigação e Software de Código Aberto • Investigação Reprodutível e Análise de Dados • Acesso Aberto a Publicações • Licenciamento Aberto e Formatos de Ficheiros • Plataformas Colaborativas • Revisão por Pares Aberta, Métricas e Avaliação • Políticas de Ciência Aberta • Ciência Cidadã • Recursos Educativos Abertos • Defesa e promoção da Ciência Aberta •Introdução •Sobre Aprendizagem e Formação •Aspetos Organizativos •Exemplos e Orientação Prática •Glossário •Referências •Ficha Técnica book.fosteropenscience.eu/pt
  49. 49. Open Science Toolkit www.fosteropenscience.eu/toolkit
  50. 50. Rede de formadores – OS trainer’s corner www.fosteropenscience.eu/trainers-materials
  51. 51. OpenAIRE ▪ Em operação 24x7 desde Dez. de 2010 ▪ Financimento da CE (2009-2020) ▪ OpenAIRE (2009-2012) ▪ OpenAIREplus (2012-2014) ▪ OpenAIRE2020 (2015-2018) ▪ OpenAIRE Advance (2018-2020) ▪ Consórcio de 50 parceiros ▪ Entidade legal criada em Setembro de 2018 Especialistas em Open Access & Open Science Especialistas em ciências da computação e da informação Peritos legais Infraestruturas de dados Especialistas em Open Innovation Ciência Cidadã (Open schools)
  52. 52. Serviços Open Science para todos!
  53. 53. POLÍTICAS Alinhamento de políticas e disseminação dos requisitos Open Science no H2020 e Horizonte Europa INFRAESTRUTUR ASSincronização de infraestruturas, mais visibilidade e enriquecimento de conteúdos nos repositórios CAPACITAÇÃO Serviços de formação e materiais de suporte para as práticas de Ciência Aberta e FAIR HELDESPK Serviços de apoio aos diferentes parceiros e utilizadores dos serviços da infraestrutura OpenAIRE OpenAIRE em Portugal UMinho – National Open Access Desk 62
  54. 54. FIT4RRI- Fostering improved training tools for Responsible Research & Innovation • Projeto europeu com financiamento do H2020 • Objetivo: contribuir para colmatar o fosso entre a RRI (Responsible Research and innovation) e a Open Science (Ciência Aberta). • O FIT4RRI tem a sua atuação em duas áreas fundamentais: FORMAÇÃO • melhorar a oferta de formação de RRI e Open Science disponível atualmente, GOVERNAÇÃO • promover a difusão de políticas e práticas de governação geradoras de ambientes facilitadores da implementação da RRI e Open Science.
  55. 55. Formação em RRI/ CA Serviços da Documentação da Universidade do Minho coordenam as atividades de capacitação para a Ciência Aberta e da produção de conteúdos de formação para disponibilização online. Destacamos: •Mapa de conteúdo e resultados de aprendizagem de RRI / CA • Base para as atividades de formação e para a integração dos recursos do FIT4RRI no portal FOSTER. •Taxonomia RRI/CA • Permite categorizar a coleção de recursos e ferramentas de formação. •Coleção de recursos e ferramentas de formação em RRI integrados no portal FOSTER
  56. 56. Novo Projeto Europeu (H2020) Março 2019 – Fevereiro 2022
  57. 57. Tornar os dados FAIR - encontráveis, acessíveis, interoperáveis, reutilizáveis - é cada vez mais a expectativa normal dos projetos de investigação europeus. (…) O futuro da EOSC também se baseará nos dados FAIR! O projeto FAIRsFAIR tem como objetivo fornecer soluções práticas para a utilização dos princípios de dados FAIR ao longo do ciclo de vida dos dados de investigação, com ênfase na promoção da cultura de dados FAIR e na adoção de boas práticas. - Facilitará a partilha de conhecimentos, competências, orientações, cursos e capacitação necessários para tornar os princípios FAIR uma realidade. - a nível técnico, o projeto apoiará o desenvolvimento e a certificação de repositórios. Irá contribuir para a adoção generalizada das práticas FAIR dentro da EOSC. OBJETIVOS: melhorar a interoperabilidade dos recursos do programa FAIR; aumentar a produção e a utilização dos dados FAIR; desenvolver um modelo para a certificação FAIR; construir uma rede de Repositórios Digitais Confiáveis; criar um centro de competências FAIR para comunidades científicas; integrar a educação em matéria de dados FAIR nos programas das IES.
  58. 58. T7.1 (EUA) • Mapping of FAIR data education landscape + Focus Groups T7.2 (University of Minho) • Synergies with FAIR educators and other initiatives T7.3 (University of Amsterdam) • FAIR data competence framework T7.4 (University of Goettingen) • Development of FAIR model courses and curricula T7.5 (EUA) • Capacity building for FAIR adoption in higher education WP7 - FAIR DATA SCIENCE AND PROFESSIONALISATION
  59. 59. Agenda Parte I 1. Boas vindas 2. Informação AA / Dados Científicos 3. Relatório de atividades 4. Best of - Projetos Europeus 5. Projeto PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica 6. Projeto DRD - Diretório de Repositórios Digitais Parte II 1. Roadmap e execução dos Serviços Eletrónicos do RCAAP 2. Política de dados científicos da FCT 3. Reporting Grupos de Trabalho - Wg Divulgação 4. Plano de Atividades RCAAP
  60. 60. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização José Carvalho 20190407 Projeto PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica
  61. 61. PIAPC Plataforma Integrada de Publicação Científica
  62. 62. 71 A situação atual… •Gestão verticalizada ao nível da oferta de serviços editoriais (revistas científicas) •Insuficiente interoperabilidade •Obsolescência das plataformas em uso •Déficit de competências de gestão editorial na comunidade
  63. 63. Visão Geral
  64. 64. 73 Objetivos • Promover a gestão integrada da presença de revistas científicas nacionais em acesso aberto em diretórios e plataformas de indexação nacionais e internacionais; • Criar um ecossistema de gestão dessas revistas por forma a simplificar, integrar e tornar coerente a oferta atual de plataformas para a gestão do ciclo de vida (submissão, revisão, publicação) editorial de revistas científicas nacionais; • Atualizar o serviço SCIELO Portugal para alinhar com as diretivas centrais e integrar novas normas da comunidade. • Modernizar as plataformas de gestão do ciclo de vida editorial por forma a abraçar os conceitos de Ciência Aberta tais como open peer review ou o open annotations bem como os novos paradigmas de relacionamento com o cidadão e o uso de formatos e protocolos reconhecidos internacionalmente. • Promover a preservação digital dos objetos digitais das revistas científicas.
  65. 65. 74 Parceiros e Calendário Universidade do Minho & FCT/FCCN 24 meses Março de 2019 a fevereiro de 2021
  66. 66. 75 Atividades / Workpackages •WP1 - Gestão do projeto – UMinho + FCT •WP2 - Estudos e Prospeção – UMinho •WP3 - Serviços eletrónicos – Infraestruturas – FCT •WP4 - Serviços eletrónicos – Sistemas – UMinho •WP5 - Apoio aos utilizadores – UMinho •WP6 - Políticas e Diretrizes – UMinho •WP7 - Comunicação, Disseminação e Formação - UMinho
  67. 67. 76 Plano de ProjetoVisão Macro Inovar a publicação científica nacional PIAPC – Plataforma Integrada de Publicação Científica Avaliar da publicação científica com um estado da arte e definir as alterações a desenvolver no contexto do projeto SCIELO Portugal. Estudos e Prospeção Jun 2019 “Avaliar contexto”
  68. 68. 77 Configuração das áreas web para website do projeto e necessidades SCIELO Alojamento de Serviços Jul 2019 “Reaproveitar a infraestrutura técnica existente” Analisar e propor inovações para a área de publicação científica. Ciência Aberta e Inovação Ago 2019 “Estudar inovações” Documentação e Apoio à adoção do formato nas revistas científicas. JATS-XML Set 2019 “Mudança de paradigma”
  69. 69. 78 Alojamento de novas revistas científicas nacionais para adoção de JATS-XML e adoção de novas metodologias de gestão e aplicação de conceitos de Ciência Aberta Novas Revistas Set 2019 “Criar oportunidades de melhoria” Elaborar um plano de comunicação para o projeto, objetivos, conceitos e filosofia. Plano de Comunicação Nov 2019 “Divulgar a iniciativa” Promover ações de formação com base na elaboração de um plano de formação para o projeto e respetivas iniciativas. Formar a Comunidade Nov 2019 “Capacitar a comunidade”
  70. 70. 79 Migrar as revistas SCIELO para nova plataforma e formatos de publicação Migrar Revistas SCIELO Portugal Dez 2019 “Atualizar infraestrutura SCIELO” Implementar o serviço de preservação digital nacional para revistas científicas Preservação Digital Jan 2020 “Preservar o conhecimento” Desenvolver documentação e ações de formação para a comunidade de acordo com os diferentes serviços proporcionados Documentar Jan 2020 “Instruir a comunidade”
  71. 71. 80 Promover a indexação, integração e inovações na publicação científica nacional Indexação, Integração e Inovação Jun 2020 “Aplicar conceitos de Ciência Aberta” Atualizar o serviço de políticas de depósito das revistas nacionais Blimunda & Sherpa/Romeo Abril 2020 “Atualizar serviços” Disponibilizar um serviço de apoio ao utilizador para os serviços e implementações previstas Apoio ao Utilizador Abril 2020 “Apoiar a comunidade”
  72. 72. 81 Ligar as revistas aos dados de investigação e promover práticas de partilha e disponibilização dos dados Apoio a Dados de Investigação Jun 2020 “Reprodutibilidade da ciência” Organizar workshops práticos online e presenciais como ações do plano de formação e alinhados com os serviços desenvolvidos ou práticas recomendadas Formação de Utilizadores Jun 2020 “Saber fazer” Disponibilizar um serviço de apoio ao utilizador para os serviços e implementações previstas Serviço SCIELO Portugal Jun 2020 “Apoiar a comunidade”
  73. 73. 82 Discutir e apresentar à comunidade os desenvolvimentos, aplicações e impacto da iniciativa na mudança de paradigma Conferência Sobre Publicação Científica Fev 2021 “Promover aplicações práticas do projeto e avaliar iniciativa” Definir de que forma o projeto ou serviços podem ter sustentabilidade no futuro e definir eventuais parcerias e financiamentos Plano de Sustentabilidade Fev 2021 “Futuro da iniciativa”
  74. 74. Agenda Parte I 1. Boas vindas 2. Informação AA / Dados Científicos 3. Relatório de atividades 4. Best of - Projetos Europeus 5. Projeto PIAPC - Plataforma Integrada de Apoio à Publicação Científica 6. Projeto DRD - Diretório de Repositórios Digitais Parte II 1. Roadmap e execução dos Serviços Eletrónicos do RCAAP 2. Política de dados científicos da FCT 3. Reporting Grupos de Trabalho - Wg Divulgação 4. Plano de Atividades RCAAP
  75. 75. Patrocinadores Platina Patrocinadores Ouro Patrocinadores Prata Apoios Organização Paulo Lopes 20190407 Projeto DRD - Diretório de Repositórios Digitais
  76. 76. Porquê um Diretório de Repositórios Digitais "Um dos pilares do programa do XXI Governo Constitucional é o do investimento no conhecimento, na Ciência, na Inovação, na Educação, na Formação e na Cultura, devolvendo ao país uma visão de futuro na economia global do Século XXI, concretizando -se através do reforço do investimento em ciência e tecnologia e da implementação de programas e instrumentos de promoção da cultura científica e tecnológica”. Despacho n.º 15386/2016 publicado no Diário da República, 2.ª série, N.º 244 de 22 de dezembro e 2016, assinado pelos Ministros das Finanças e da Cultura e pelas Secretárias de Estado dos negócios Estrangeiros e da Cooperação e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
  77. 77. (...) tem por missão formular, conduzir, executar e avaliar a política nacional para a ciência, a tecnologia e o ensino superior, compreendendo a inovação de base científica e tecnológica, as orientações em matéria de repositórios digitais, a computação científica, a difusão da cultura científica e tecnológica (...) No âmbito das suas atribuições, e de forma a melhor reunir e disponibilizar a informação existente, entende-se como fundamental criar um referencial de acesso aos repositórios digitais de Portugal na área da ciência e da cultura. N.º 1 do artigo 20.º do Decreto -Lei n.º 251 -A/2015, de 17 de dezembro Porquê um Diretório de Repositórios Digitais
  78. 78. Porquê um Diretório de Repositórios DigitaisCiênciaeTecnologia RI_1 RI_2 RI_n Cultura RI_1 RI_2 RI_n Ingestão Transformação Melhoria Validação
  79. 79. Como? ● Criar um Diretório que referencie e facilite o acesso aos repositórios digitais existentes em Portugal nas áreas identificadas; ● Sensibilizar as instituições para a responsabilidade que lhes cabe na salvaguarda e preservação da informação em suporte digital e na garantia do seu acesso no futuro; ● Garantir a preservação dos conteúdos digitais do DRD através de mecanismos que garantam a sua eficaz recuperação, acesso continuado e reutilização.
  80. 80. O quê Duração - 24 meses ● Início - 1/abril/2019 ● Fim - 31/março/2021
  81. 81. O quê Entidade responsável - FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia Entidades co-promotoras: UNL (FCSH) - Universidade Nova de Lisboa - Fac. de Ciências Sociais e Humanas DGLAB - Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas
  82. 82. DRD - Atividades
  83. 83. Orientações ● Desenvolvimento assente em tecnologias de código-aberto; ● Adoção de esquemas de metadados comuns; ● Desenvolvimento de ferramentas de planeamento e administração das ações de preservação, como a avaliação e gestão de riscos, conversão de formatos, entre outras.
  84. 84. Requisitos genéricos ● Usabilidade - Interface amigável, adequada às necessidades do utilizador; ● Backoffice com gestão centralizada; ● Mecanismos de workflow - aprovação de submissão de novos repositórios; alteração de dados já existentes; ● Promoção da visibilidade em motores de busca;
  85. 85. ● Suporte bilíngue; ● Inclusão de software de monitorização e análise de estatísticas de acesso (tipo GA); ● Utilização de formulários para inserção, edição ou remoção de informação relativa aos RD registados; ● Mecanismos de divulgação (Tags OpenGraph, redes sociais, newsletter, rss feeds) ● Mecanismo de navegação interna sobre os metadados alojados; ● O sistema deve ser desenvolvido numa infraestrutura escalável (exemplo: Sistema Cloud) que permite à plataforma adaptar-se facilmente a diferentes perfis de carga/stress. Requisitos específicos
  86. 86. Onde estamos? MaioAbril Planeamento Definição dos serviços Aprovisionamento Junho W1 W2 W3 W4 Estudos prévios
  87. 87. Próximos passos ● Estudos prévios ○ Estado da arte ○ Análise técnico-funcional ● Aprovisionamento da equipa de desenvolvimento Início dos desenvolvimentos em Outubro de 2019 1ª versão do Diretório em Julho de 2020

×