SlideShare uma empresa Scribd logo

Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -MARÇO-2023.docx

Educação

1 de 5
Baixar para ler offline
Planejamento de Aulas Ensino Médio
Docente: Rafael
Componente curricular de sociologia Turma: 3ªº° série
Mês março 2023
Datas Semana dos dias 06 ao 10
de março de 2023
(1 Aula)
Semana dos dias 13 ao
17 de março de 2023.
(1 Aula)
Semana dos dias 20 ao 24 de
março de 2023.
(1 Aula)
Semana dos 27 ao 31 de março
de 2023.
(1 Aula)
Objeto de
Conhecimento
CAP REVISIONAL. 05
UM ORGANISMO
FUNCIONAL
CAP REVISIONAL. 06
TEORIA SOCIAL
MARXISTA
CAP REVISIONAL. 07
MODERNIDADE RACIONAL
CAP REVISIONAL. 08
A EXPERIÊNCIA DO
INDIVÍDUO
Objetivos
Compreender o que
produz a coesão social.
Perceber causas e
consequências da
desintegração social.
Operacionalizar os
conceitos sociológicos.
Compreender a visão
materialista histórica.
Reconhecer a explicação
marxista sobre o modelo
de produção capitalista.
Identificar elementos
constitutivos das relações
capitalistas de produção.
Identificar a utilidade
metodológica de tipo ideal.
Perceber a racionalização do
cotidiano.
Distinguir os tipos puros de
dominação.
Entender o conceito de poder.
Compreender a abordagem do
individualismo metodológico.
Observar, empiricamente, os
diferentes tipos de ação social.
Exercitar a capacidade de
desenvolver tipos ideais.
Compreender os tipos de
racionalismo.
Discussão
Introdutória
ou memória
Momento de
refletir
Apresentação dos
conceitos e debates que
fundamentam a ciência
sociológica e a visão de
Durkheim sobre o fato
social.
Refletir sobre como a
teoria marxista contrapôs
a conjectura tradicional
de sociedade e quais as
implicâncias práticas do
pensamento socialista
Apresentar reflexões sobre como
o ambiente influencia
socialmente os indivíduos, assim
como o projeto individualista
desenvolvido pelo modelo
racionalista moderno.
Abordar objetivamente quais são
as linguagens e os objetivos da
ciência sociológica mediante a
política e economia e a sociedade
e como o indivíduo pode se
dissolver de forma saudável no
para o desenvolvimento
das sociedades
contemporâneas.
atual mar de idiossincrasias
polarizantes.
Procedimento
s
Introdução semântica com
esquemas do material
didático na lousa e
informações com auxílio
de mídia audiovisual e
diapositivos.
Mediante exposição
semântica frisar os
elementos nevrálgicos
propostos pelas
habilidades e
competências aliadas a um
processo de
professamento dos
clássicos e da edificação
cultural, moral, social e
ética da história em
contexto com a realidade
dos estudantes, buscando
o mínimo possível de
anacronismos.
Introduzir o conteúdo
com argumentos que
induzam os estudantes a
questionar criticamente o
conceito de investigação.
Mediante exposição
semântica frisar os
elementos nevrálgicos
propostos pelas
habilidades e
competências aliadas a
um processo de
professamento dos
clássicos e da edificação
cultural, moral, social e
ética da história em
contexto com a realidade
dos estudantes, buscando
o mínimo possível de
anacronismos.
Dialogar arguitivamente com os
estudantes buscando sondar a
acepção que tiveram sobre a
apresentação do conteúdo de
forma interdisciplinar e quais
suas posições mediante o
processo de articulação social
atual.
Mediante exposição semântica
frisar os elementos nevrálgicos
propostos pelas habilidades e
competências aliadas a um
processo de professamento dos
clássicos e da edificação cultural,
moral, social e ética da história
em contexto com a realidade dos
estudantes, buscando o mínimo
possível de anacronismos.
Instigar e provocar os estudantes
a refletirem sobre o que
realmente significa o processo
educativo e o processo de
aprendizagem.
Estimular a reflexão mediante
sugestão de obras clássicas e
fundamentadas na construção de
um entendimento competente e
ilibado na utilização das
ferramentas sociológicas para a
construção de uma sociedade
equilibrada, tolerante e justa.
Mediante exposição semântica
frisar os elementos nevrálgicos
propostos pelas habilidades e
competências aliadas a um
processo de professamento dos
clássicos e da edificação cultural,
moral, social e ética da história em
contexto com a realidade dos
estudantes, buscando o mínimo
possível de anacronismos.
Instigar e provocar os estudantes a
refletirem sobre o que realmente
significa o processo educativo e o
processo de aprendizagem.
Instigar e provocar os
estudantes a refletirem
sobre o que realmente
significa o processo
educativo e o processo de
aprendizagem.
Destacar o modelo da
Teoria da
Modificabilidade
Cognitiva Estrutural de
Reuven Feuerstein
enfatizando um
conhecimento com base
nas virtudes individuais
destacando a fraternidade,
diálogo, compromisso,
amor, Cristo, paz e
unidade.
Com auxílio dos textos e
exercícios do material
didático, mais
complementos
audiovisuais e
pictográficos instigar os
discentes a colocarem em
prática suas habilidades
pertinentes a
Instigar e provocar os
estudantes a refletirem
sobre o que realmente
significa o processo
educativo e o processo de
aprendizagem.
Destacar o modelo da
Teoria da
Modificabilidade
Cognitiva Estrutural de
Reuven Feuerstein
enfatizando um
conhecimento com base
nas virtudes individuais
destacando a
fraternidade, diálogo,
compromisso, amor,
Cristo, paz e unidade.
Com auxílio dos textos e
exercícios do material
didático, mais
complementos
audiovisuais e
pictográficos instigar os
discentes a colocarem em
Destacar o modelo da Teoria da
Modificabilidade Cognitiva
Estrutural de Reuven Feuerstein
enfatizando um conhecimento
com base nas virtudes
individuais destacando a
fraternidade, diálogo,
compromisso, amor, Cristo, paz
e unidade.
Com auxílio dos textos e
exercícios do material didático,
mais complementos audiovisuais
e pictográficos instigar os
discentes a colocarem em prática
suas habilidades pertinentes a
materialização das competências
apresentadas, na resolução de
arguições problemas, intuindo
torná-las aptos a tomarem
decisões de forma rápida e
acertada contribuindo na
edificação de uma sociedade
empática e ataraxônica.
Destacar o modelo da Teoria da
Modificabilidade Cognitiva
Estrutural de Reuven Feuerstein
enfatizando um conhecimento
com base nas virtudes individuais
destacando a fraternidade,
diálogo, compromisso, amor,
Cristo, paz e unidade.
Com auxílio dos textos e
exercícios do material didático,
mais complementos audiovisuais
e pictográficos instigar os
discentes a colocarem em prática
suas habilidades pertinentes a
materialização das competências
apresentadas, na resolução de
arguições problemas, intuindo
torná-las aptos a tomarem
decisões de forma rápida e
acertada contribuindo na
edificação de uma sociedade
empática e ataraxônica.
materialização das
competências
apresentadas, na resolução
de arguições problemas,
intuindo torná-las aptos a
tomarem decisões de
forma rápida e acertada
contribuindo na
edificação de uma
sociedade empática e
ataraxônica.
prática suas habilidades
pertinentes a
materialização das
competências
apresentadas, na
resolução de arguições
problemas, intuindo
torná-las aptos a tomarem
decisões de forma rápida
e acertada contribuindo
na edificação de uma
sociedade empática e
ataraxônica.
Atividades Leitura do livro didático
Responder atividades p.
04 - 08
Leitura do livro didático
Responder atividades p.
13 – 16.
Livro didático páginas 20 - 24 Leitura do livro didático
Responder atividades p. 28 - 34
Avaliações
(se tiver)
Tarefa
Materiais
necessários
Emile Durkheim -
funcionalismo
https://www.youtube.com
/
watch?v=2zwXhDCuJgs
Teoria social de Marx
https://www.youtube.co
m
/watch?v=zEPsWpaIcQg
https://www.youtube.co
m
/watch?v=7a9gpV_L5Ds
Surgimento do racionalismo
https://www.youtube.com
/watch?v=juVhjXK7gJY
Surgimento da modernidade
https://www.youtube.com
/watch?v=wkjqxiTzsIE&t=1307
s
Coletivismo e o fim do indivíduo
– Poendé
https://www.youtube.com
/watch?v=Je_uv2HN_Ic&t=1268
s
Planejamento Sociologia  3ªº  série E.M -MARÇO-2023.docx
Anúncio

Recomendados

Planejamento Sociologia 3ªº série E.M - ABRIL - 2023.docx
Planejamento Sociologia  3ªº  série E.M - ABRIL - 2023.docxPlanejamento Sociologia  3ªº  série E.M - ABRIL - 2023.docx
Planejamento Sociologia 3ªº série E.M - ABRIL - 2023.docxRAFAELASCARI1
 
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...Inge Suhr
 
Planejamento 6ª ano E.F - MARÇO - Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª  ano E.F - MARÇO - Filosofia 2023.docxPlanejamento 6ª  ano E.F - MARÇO - Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª ano E.F - MARÇO - Filosofia 2023.docxRAFAELASCARI1
 
Atividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasAtividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasrosiane sangali
 
Atividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasAtividade semana dois teorias sociocríticas
Atividade semana dois teorias sociocríticasrosiane sangali
 
Spink linguagem e_producao_de_sentidos
Spink linguagem e_producao_de_sentidosSpink linguagem e_producao_de_sentidos
Spink linguagem e_producao_de_sentidosJéssica Petersen
 
Atv.ling. metafora (1)
Atv.ling. metafora (1)Atv.ling. metafora (1)
Atv.ling. metafora (1)UyaraPortugal
 
A dialogicidade-de-freire-na-construcao-do-dialogo-igualitario-e-suas-relacoe...
A dialogicidade-de-freire-na-construcao-do-dialogo-igualitario-e-suas-relacoe...A dialogicidade-de-freire-na-construcao-do-dialogo-igualitario-e-suas-relacoe...
A dialogicidade-de-freire-na-construcao-do-dialogo-igualitario-e-suas-relacoe...Magda Aparecida Lombardi Ferreira
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -MARÇO-2023.docx

Planejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereira
Planejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereiraPlanejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereira
Planejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereiraDany Pereira
 
Uma Teoria Sociocrítica no Contexto da Cibercultura
Uma Teoria Sociocrítica no Contexto da CiberculturaUma Teoria Sociocrítica no Contexto da Cibercultura
Uma Teoria Sociocrítica no Contexto da CiberculturaMonica Aragon
 
Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...
Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...
Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...Carina
 
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em LibâneoTeorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em LibâneoR.A Gomes
 
Apresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticasApresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticasjosecarlos6519
 
Apresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticasApresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticasjosecarlos6519
 
A cibercultura e as teorias sociocríticas
A cibercultura e as teorias sociocríticasA cibercultura e as teorias sociocríticas
A cibercultura e as teorias sociocríticasSilvio Cavalcante
 
Apresentação Banca Doutorado
Apresentação Banca DoutoradoApresentação Banca Doutorado
Apresentação Banca DoutoradoProfessor Belinaso
 
Planejamento 6ª ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª  ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docxPlanejamento 6ª  ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docxRAFAELASCARI1
 
2º a.antônia filosofia-pdf
2º a.antônia filosofia-pdf2º a.antônia filosofia-pdf
2º a.antônia filosofia-pdfFatima Moraes
 
Teoria pedagógica teoria sociocritica
Teoria pedagógica teoria sociocriticaTeoria pedagógica teoria sociocritica
Teoria pedagógica teoria sociocriticaSartorel
 
O uso de fontes em sala de aula
O uso de fontes em sala de aulaO uso de fontes em sala de aula
O uso de fontes em sala de aulaAdilour Souto
 
Planejamento de ensino e aprendizagem 2 ano
Planejamento de ensino e aprendizagem 2 anoPlanejamento de ensino e aprendizagem 2 ano
Planejamento de ensino e aprendizagem 2 anoDany Pereira
 
Plano de Ensino de Filosofia / 1º ano
Plano de Ensino  de Filosofia   / 1º ano Plano de Ensino  de Filosofia   / 1º ano
Plano de Ensino de Filosofia / 1º ano Mary Alvarenga
 

Semelhante a Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -MARÇO-2023.docx (20)

Planejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereira
Planejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereiraPlanejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereira
Planejamento de ensino e aprendizagem 1 ano daniela pereira
 
Otm filosofia
Otm   filosofiaOtm   filosofia
Otm filosofia
 
Otm filosofia
Otm filosofiaOtm filosofia
Otm filosofia
 
Uma Teoria Sociocrítica no Contexto da Cibercultura
Uma Teoria Sociocrítica no Contexto da CiberculturaUma Teoria Sociocrítica no Contexto da Cibercultura
Uma Teoria Sociocrítica no Contexto da Cibercultura
 
Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...
Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...
Projeto Formação no ambiente escolar - uma busca pela integração prática e te...
 
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em LibâneoTeorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Slide uni vi bb
Slide uni vi bbSlide uni vi bb
Slide uni vi bb
 
Apresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticasApresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticas
 
Apresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticasApresentação teorias sociocríticas
Apresentação teorias sociocríticas
 
A cibercultura e as teorias sociocríticas
A cibercultura e as teorias sociocríticasA cibercultura e as teorias sociocríticas
A cibercultura e as teorias sociocríticas
 
marianass,+03.pdf
marianass,+03.pdfmarianass,+03.pdf
marianass,+03.pdf
 
Apresentação Banca Doutorado
Apresentação Banca DoutoradoApresentação Banca Doutorado
Apresentação Banca Doutorado
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Planejamento 6ª ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª  ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docxPlanejamento 6ª  ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª ano E.F - Abril - Filosofia 2023.docx
 
2º a.antônia filosofia-pdf
2º a.antônia filosofia-pdf2º a.antônia filosofia-pdf
2º a.antônia filosofia-pdf
 
Teoria pedagógica teoria sociocritica
Teoria pedagógica teoria sociocriticaTeoria pedagógica teoria sociocritica
Teoria pedagógica teoria sociocritica
 
O uso de fontes em sala de aula
O uso de fontes em sala de aulaO uso de fontes em sala de aula
O uso de fontes em sala de aula
 
Planejamento de ensino e aprendizagem 2 ano
Planejamento de ensino e aprendizagem 2 anoPlanejamento de ensino e aprendizagem 2 ano
Planejamento de ensino e aprendizagem 2 ano
 
Plano de Ensino de Filosofia / 1º ano
Plano de Ensino  de Filosofia   / 1º ano Plano de Ensino  de Filosofia   / 1º ano
Plano de Ensino de Filosofia / 1º ano
 

Mais de RAFAELASCARI1

Planejamento 6ª ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª  ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docxPlanejamento 6ª  ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docxRAFAELASCARI1
 
Planejamento 6ª ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª  ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docxPlanejamento 6ª  ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docxRAFAELASCARI1
 
Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -FEVEREIRO- 2023.docx
Planejamento Sociologia  3ªº  série E.M -FEVEREIRO- 2023.docxPlanejamento Sociologia  3ªº  série E.M -FEVEREIRO- 2023.docx
Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -FEVEREIRO- 2023.docxRAFAELASCARI1
 
Diapositivo Revolução Industrial.pdf
Diapositivo Revolução Industrial.pdfDiapositivo Revolução Industrial.pdf
Diapositivo Revolução Industrial.pdfRAFAELASCARI1
 
Resumo - Revolução Industrial.pdf
Resumo - Revolução Industrial.pdfResumo - Revolução Industrial.pdf
Resumo - Revolução Industrial.pdfRAFAELASCARI1
 
Revolução industrial complementos.pdf
Revolução industrial complementos.pdfRevolução industrial complementos.pdf
Revolução industrial complementos.pdfRAFAELASCARI1
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdfREVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdfRAFAELASCARI1
 
A Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdf
A Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdfA Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdf
A Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdfRAFAELASCARI1
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdfRAFAELASCARI1
 
Lista de exercícios Revolução Industrial.docx
Lista de exercícios Revolução Industrial.docxLista de exercícios Revolução Industrial.docx
Lista de exercícios Revolução Industrial.docxRAFAELASCARI1
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdfREVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdfRAFAELASCARI1
 
Resumo - Revolução Industrial 1.pdf
Resumo - Revolução Industrial 1.pdfResumo - Revolução Industrial 1.pdf
Resumo - Revolução Industrial 1.pdfRAFAELASCARI1
 
Revolução industrial - exercícios.pdf
Revolução industrial - exercícios.pdfRevolução industrial - exercícios.pdf
Revolução industrial - exercícios.pdfRAFAELASCARI1
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdfRAFAELASCARI1
 
Inovações tecnológicas das revoluções industriais.pdf
Inovações tecnológicas das revoluções industriais.pdfInovações tecnológicas das revoluções industriais.pdf
Inovações tecnológicas das revoluções industriais.pdfRAFAELASCARI1
 
Revolução Francesa.pptx
Revolução Francesa.pptxRevolução Francesa.pptx
Revolução Francesa.pptxRAFAELASCARI1
 
Revolução Francesa.pdf
Revolução Francesa.pdfRevolução Francesa.pdf
Revolução Francesa.pdfRAFAELASCARI1
 
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdfRAFAELASCARI1
 
Lista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdf
Lista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdfLista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdf
Lista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdfRAFAELASCARI1
 
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfhistoria_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfRAFAELASCARI1
 

Mais de RAFAELASCARI1 (20)

Planejamento 6ª ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª  ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docxPlanejamento 6ª  ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª ano 2 E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
 
Planejamento 6ª ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª  ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docxPlanejamento 6ª  ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
Planejamento 6ª ano E.F -FEVEREIRO- Filosofia 2023.docx
 
Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -FEVEREIRO- 2023.docx
Planejamento Sociologia  3ªº  série E.M -FEVEREIRO- 2023.docxPlanejamento Sociologia  3ªº  série E.M -FEVEREIRO- 2023.docx
Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -FEVEREIRO- 2023.docx
 
Diapositivo Revolução Industrial.pdf
Diapositivo Revolução Industrial.pdfDiapositivo Revolução Industrial.pdf
Diapositivo Revolução Industrial.pdf
 
Resumo - Revolução Industrial.pdf
Resumo - Revolução Industrial.pdfResumo - Revolução Industrial.pdf
Resumo - Revolução Industrial.pdf
 
Revolução industrial complementos.pdf
Revolução industrial complementos.pdfRevolução industrial complementos.pdf
Revolução industrial complementos.pdf
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdfREVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LIVRO.pdf
 
A Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdf
A Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdfA Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdf
A Importância da Revolução Industrial no Mundo.pdf
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial II.pdf
 
Lista de exercícios Revolução Industrial.docx
Lista de exercícios Revolução Industrial.docxLista de exercícios Revolução Industrial.docx
Lista de exercícios Revolução Industrial.docx
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdfREVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdf
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL LISTA.pdf
 
Resumo - Revolução Industrial 1.pdf
Resumo - Revolução Industrial 1.pdfResumo - Revolução Industrial 1.pdf
Resumo - Revolução Industrial 1.pdf
 
Revolução industrial - exercícios.pdf
Revolução industrial - exercícios.pdfRevolução industrial - exercícios.pdf
Revolução industrial - exercícios.pdf
 
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdflista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
lista de exercícios sobre Revolução Industrial.pdf
 
Inovações tecnológicas das revoluções industriais.pdf
Inovações tecnológicas das revoluções industriais.pdfInovações tecnológicas das revoluções industriais.pdf
Inovações tecnológicas das revoluções industriais.pdf
 
Revolução Francesa.pptx
Revolução Francesa.pptxRevolução Francesa.pptx
Revolução Francesa.pptx
 
Revolução Francesa.pdf
Revolução Francesa.pdfRevolução Francesa.pdf
Revolução Francesa.pdf
 
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
12-REVOLUÇÃO-FRANCESA-LISTA.pdf
 
Lista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdf
Lista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdfLista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdf
Lista de Exercícios Revolução Francesa – Rafael Ascari.pdf
 
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdfhistoria_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
historia_exercicios_idade_contemporanea_revolucao_francesa.pdf
 

Último

2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdfJanielleCristina1
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 

Último (20)

2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 

Planejamento Sociologia 3ªº série E.M -MARÇO-2023.docx

  • 1. Planejamento de Aulas Ensino Médio Docente: Rafael Componente curricular de sociologia Turma: 3ªº° série Mês março 2023 Datas Semana dos dias 06 ao 10 de março de 2023 (1 Aula) Semana dos dias 13 ao 17 de março de 2023. (1 Aula) Semana dos dias 20 ao 24 de março de 2023. (1 Aula) Semana dos 27 ao 31 de março de 2023. (1 Aula) Objeto de Conhecimento CAP REVISIONAL. 05 UM ORGANISMO FUNCIONAL CAP REVISIONAL. 06 TEORIA SOCIAL MARXISTA CAP REVISIONAL. 07 MODERNIDADE RACIONAL CAP REVISIONAL. 08 A EXPERIÊNCIA DO INDIVÍDUO Objetivos Compreender o que produz a coesão social. Perceber causas e consequências da desintegração social. Operacionalizar os conceitos sociológicos. Compreender a visão materialista histórica. Reconhecer a explicação marxista sobre o modelo de produção capitalista. Identificar elementos constitutivos das relações capitalistas de produção. Identificar a utilidade metodológica de tipo ideal. Perceber a racionalização do cotidiano. Distinguir os tipos puros de dominação. Entender o conceito de poder. Compreender a abordagem do individualismo metodológico. Observar, empiricamente, os diferentes tipos de ação social. Exercitar a capacidade de desenvolver tipos ideais. Compreender os tipos de racionalismo. Discussão Introdutória ou memória Momento de refletir Apresentação dos conceitos e debates que fundamentam a ciência sociológica e a visão de Durkheim sobre o fato social. Refletir sobre como a teoria marxista contrapôs a conjectura tradicional de sociedade e quais as implicâncias práticas do pensamento socialista Apresentar reflexões sobre como o ambiente influencia socialmente os indivíduos, assim como o projeto individualista desenvolvido pelo modelo racionalista moderno. Abordar objetivamente quais são as linguagens e os objetivos da ciência sociológica mediante a política e economia e a sociedade e como o indivíduo pode se dissolver de forma saudável no
  • 2. para o desenvolvimento das sociedades contemporâneas. atual mar de idiossincrasias polarizantes. Procedimento s Introdução semântica com esquemas do material didático na lousa e informações com auxílio de mídia audiovisual e diapositivos. Mediante exposição semântica frisar os elementos nevrálgicos propostos pelas habilidades e competências aliadas a um processo de professamento dos clássicos e da edificação cultural, moral, social e ética da história em contexto com a realidade dos estudantes, buscando o mínimo possível de anacronismos. Introduzir o conteúdo com argumentos que induzam os estudantes a questionar criticamente o conceito de investigação. Mediante exposição semântica frisar os elementos nevrálgicos propostos pelas habilidades e competências aliadas a um processo de professamento dos clássicos e da edificação cultural, moral, social e ética da história em contexto com a realidade dos estudantes, buscando o mínimo possível de anacronismos. Dialogar arguitivamente com os estudantes buscando sondar a acepção que tiveram sobre a apresentação do conteúdo de forma interdisciplinar e quais suas posições mediante o processo de articulação social atual. Mediante exposição semântica frisar os elementos nevrálgicos propostos pelas habilidades e competências aliadas a um processo de professamento dos clássicos e da edificação cultural, moral, social e ética da história em contexto com a realidade dos estudantes, buscando o mínimo possível de anacronismos. Instigar e provocar os estudantes a refletirem sobre o que realmente significa o processo educativo e o processo de aprendizagem. Estimular a reflexão mediante sugestão de obras clássicas e fundamentadas na construção de um entendimento competente e ilibado na utilização das ferramentas sociológicas para a construção de uma sociedade equilibrada, tolerante e justa. Mediante exposição semântica frisar os elementos nevrálgicos propostos pelas habilidades e competências aliadas a um processo de professamento dos clássicos e da edificação cultural, moral, social e ética da história em contexto com a realidade dos estudantes, buscando o mínimo possível de anacronismos. Instigar e provocar os estudantes a refletirem sobre o que realmente significa o processo educativo e o processo de aprendizagem.
  • 3. Instigar e provocar os estudantes a refletirem sobre o que realmente significa o processo educativo e o processo de aprendizagem. Destacar o modelo da Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural de Reuven Feuerstein enfatizando um conhecimento com base nas virtudes individuais destacando a fraternidade, diálogo, compromisso, amor, Cristo, paz e unidade. Com auxílio dos textos e exercícios do material didático, mais complementos audiovisuais e pictográficos instigar os discentes a colocarem em prática suas habilidades pertinentes a Instigar e provocar os estudantes a refletirem sobre o que realmente significa o processo educativo e o processo de aprendizagem. Destacar o modelo da Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural de Reuven Feuerstein enfatizando um conhecimento com base nas virtudes individuais destacando a fraternidade, diálogo, compromisso, amor, Cristo, paz e unidade. Com auxílio dos textos e exercícios do material didático, mais complementos audiovisuais e pictográficos instigar os discentes a colocarem em Destacar o modelo da Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural de Reuven Feuerstein enfatizando um conhecimento com base nas virtudes individuais destacando a fraternidade, diálogo, compromisso, amor, Cristo, paz e unidade. Com auxílio dos textos e exercícios do material didático, mais complementos audiovisuais e pictográficos instigar os discentes a colocarem em prática suas habilidades pertinentes a materialização das competências apresentadas, na resolução de arguições problemas, intuindo torná-las aptos a tomarem decisões de forma rápida e acertada contribuindo na edificação de uma sociedade empática e ataraxônica. Destacar o modelo da Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural de Reuven Feuerstein enfatizando um conhecimento com base nas virtudes individuais destacando a fraternidade, diálogo, compromisso, amor, Cristo, paz e unidade. Com auxílio dos textos e exercícios do material didático, mais complementos audiovisuais e pictográficos instigar os discentes a colocarem em prática suas habilidades pertinentes a materialização das competências apresentadas, na resolução de arguições problemas, intuindo torná-las aptos a tomarem decisões de forma rápida e acertada contribuindo na edificação de uma sociedade empática e ataraxônica.
  • 4. materialização das competências apresentadas, na resolução de arguições problemas, intuindo torná-las aptos a tomarem decisões de forma rápida e acertada contribuindo na edificação de uma sociedade empática e ataraxônica. prática suas habilidades pertinentes a materialização das competências apresentadas, na resolução de arguições problemas, intuindo torná-las aptos a tomarem decisões de forma rápida e acertada contribuindo na edificação de uma sociedade empática e ataraxônica. Atividades Leitura do livro didático Responder atividades p. 04 - 08 Leitura do livro didático Responder atividades p. 13 – 16. Livro didático páginas 20 - 24 Leitura do livro didático Responder atividades p. 28 - 34 Avaliações (se tiver) Tarefa Materiais necessários Emile Durkheim - funcionalismo https://www.youtube.com / watch?v=2zwXhDCuJgs Teoria social de Marx https://www.youtube.co m /watch?v=zEPsWpaIcQg https://www.youtube.co m /watch?v=7a9gpV_L5Ds Surgimento do racionalismo https://www.youtube.com /watch?v=juVhjXK7gJY Surgimento da modernidade https://www.youtube.com /watch?v=wkjqxiTzsIE&t=1307 s Coletivismo e o fim do indivíduo – Poendé https://www.youtube.com /watch?v=Je_uv2HN_Ic&t=1268 s